O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 28 de junho de 2014

James Rodriguez

Avatar
 ●  57 comentários  ● 


Agradeçam a quem o recusou no Benfica e o deu a conhecer de seguida ao FC Porto. Foi mais um.

O "Cachecol do Porto" em acção na FPF

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

"Paulo Bento está descontente com a forma como alguns sectores da FPF prepararam o Mundial do Brasil, bem como a quantidade de dirigentes que gravitaram em torno dos jogadores.

"Houve treinos em que chegaram a estar presentes Fernando Gomes, Humberto Coelho, Tiago Craveiro (director-geral/CEO) e os directores João Pinto, Carlos Godinho e Carlos Lucas.
Se alguns "são homens do futebol" e percebem bem a "especificidade" dos estágios, outros, como Tiago Craveiro, terão mesmo perturbado o "ambiente", a ponto de jogadores e técnicos os quererem ver afastados dos próximos compromissos da Selecção.

Craveiro, que foi sempre conotado com o FC Porto - quando ocupou o cargo de secretário-geral da Liga fez inúmeros telefonemas para dirigentes dos dragões (é dado como muito próximo de Pinto da Costa, que há muito tem um litígio com Paulo Bento), é mesmo suspeito de ter posto a circular que Bento iria deixar a Selecção, se Portugal não passasse a fase de grupos. Segundo as fontes contactadas pelo CM, terá sido mesmo Craveiro quem teve a palavra final sobre o estágio no ‘fresquinho' de Campinas, apesar de dois jogos da fase de grupos se disputarem nos ambientes quentes e húmidos de Salvador (0-4, Alemanha) e Manaus (2-2, EUA), que acabaram por ser fundamentais na não qualificação da Selecção para a fase seguinte do Mundial. CM" 

Desde o primeiro dia em que se soube que Tiago "Cachecol do Porto" Craveiro ía para a FPF com o pomposo cargo de director de desenvolvimento que se sabia que ele, assim como Fernando Gomes, teriam um propósito único: servir os interesses de quem disponibiliza viaturas aos dirigentes da FPF, servir o FC Porto e os interesses que em torno dele giram.

Aliás, o calibre de Tiago "Cachecol do Porto" Craveiro exibe está bem evidente no post que publicamos a 22 de Agosto de 2012 com o título "Apresentamos Tiago Craveiro - Director de 'Desenvolvimento'". 

Vários têm sido os exemplos de que Fernando Gomes e Tiago Craveiro têm uma missão. Um desses exemplos foi mencionado no post "Isto é a FPF de Fernando Gomes e Tiago Craveiro!".

Paulo Bento está longe de estar inocente na péssima campanha do Mundial de 2014. Mas como afirmamos anteriormente, está também longe de estar sozinho nas responsabilidades do sucedido.

O tempo vai passando e o SL Benfica continua a apoiar esta gente. 

Maxi Pereira: Reciclar ou Vender?

Avatar
 ●  18 comentários  ● 
Maxi Pereira é daqueles que gostamos de ver com a camisola do Benfica! Sabemos que quando sai do campo não havia mais gotas de suor para largar...

Porém, todos sabemos também que com o passar dos anos a velocidade está cada vez menos evidente, o que o obriga a recorrer a outra característica sua: a agressividade defensiva. Contudo, até o Amorim brincava com isso, ele começa a ser visto como um "caceteiro" e em Portugal esses rótulos só servem para o jogador em caso de duvida ser penalizado pela arbitragem.

Entretanto parece que o Benfica vai buscar um, segundo dizem que eu não conheço, muito bom lateral direito ao Palmeiras. Desde Dezembro que estava já tratado.

Ora, numa situação destas o que fazer? 

a) Vender o Maxi Pereira, porque um jogador nas circunstâncias dele quanto menos ritmo tiver pior e se começa a não jogar, tudo piora...

b) Reciclar o Maxi para terrenos mais centrais (médio defensivo puro) e ganhar aí uma opção musculada e um jogador "à Benfica" para a luta sempre difícil do meio campo defensivo e de transição?

Tic Tac, Tic Tac... o mês de Julho está aí!

Avatar
 ●  10 comentários  ● 
As apostas sucedem-se! Quem entra? Quem sai? São muitos? São poucos? Ninguém sabe...

A dois dias do início de Julho e a seis da "abertura da oficina" no Caixa Futebol Campus, a indefinição ainda é total e não creio que pudesse ser diferente, ou seja, não me parece justo que já comecem a dizer que a época vai arrancar com tudo indefinido porque foi mal planeado.

A contabilidade também é importante e por isso só agora a partir de Julho é possível anunciar as vendas e, consequentemente, as compras.

Na porta da saída já foi o Garay... antes disso o Mendes comprar o Rodrigo e o André Gomes para colocar em Valência, mas até ver o Peter Lim ainda não concluiu a aquisição, portanto...

O mesmo se aplica aos miudos Cancelo, Cavaleiro e Bernardo. Apesar de não anunciado formalmente, estão de saída, também para Valência, mas... novamente o que será que acontecerá se o Lim não fechar a aquisição?

Nestes cinco jogadores, além do "crime" que considero ser a venda dos miudos - especialmente o Bernardo - reside a preocupação de como ficamos perante o Mendes se ele não concretizar a sua venda ao Valência dos activos que comprou? Ficamos a pagar-lhe um empréstimo dos mesmos? Ficamos "reféns" dele para outras operações? Enfim... preocupa-me.

A situação do Oblak continuo a dizer que tarda em se resolver. Se há propostas fortes para a saída que não contem já com ele e se posicionem para um titular da baliza. Se não há, então "abram os cordões à bolsa" e ofereçam-lhe um bom ordenado e renovem aumentando a clausula que, repito, considero acessivel para o tipo de jogador que é (de top aos 21 anos) e com o tempo útil que ainda tem (mais de 10 anos).

Enzo Perez é a "joia da coroa" que se mantém na mesma linha dos cinco que já falei... a ideia eram os 25 mihões do Peter Lim para o Valência, mas como os espanhois estão a ser gananciosos na hora de fechar o negócio, o homem ainda não comprou aquilo... Será que são os unicos interessados? Duvido!

Gaitan é agora falado para a saída para a Russia para se ir buscar o valor que não tivemos com o Garay e ao invés de sair por 20 ou 25M€... sairia por 32 ou 35M€. Veremos se esta teoria se confirma, sendo que é sabido que o desejo fora de Portugal, da parte do jogador, é Inglaterra e concretamente o ManUtd.

Há ainda os "dispensados de luxo" Artur Moraes e Cardozo. Se sair o Oblak é perigosíssimo deixar sair também o Artur, ainda que sendo um excelente guarda-redes, tem também várias limitações. Já o Cardozo, que não fora vendido há dois anos ao Shaktar por 25M€, não foi vendido o ano passado Inglaterra por 12M€... está agora "à venda" por 8M€.

Na porta de entrada já estão o Djavan e Candeias, seguem-se o Benito e o César, sendo que agora é o Derley e o Marçal a encherem os jornais. Será que as entradas têm sequer potencial para vir um dia a estar à altura do que sairão ou poderão sair? Tenho duvidas...

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Sim, foram mesmo 6M.

Avatar
 ●  216 comentários  ● 

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, e em conformidade com o solicitado pela CMVM relativamente à alienação da totalidade dos direitos desportivos e económicos do atleta Ezequiel Marcelo Garay Gonzalez ao FC Zenit pelo montante de € 6.000.000 (seis milhões de euros), vem prestar a seguinte informação complementar ao comunicado de 25 de junho de 2014: 

A parcela atribuível à Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, representando 40% dos direitos económicos do atleta Ezequiel Marcelo Garay Gonzalez, ascende a € 2.400.000 (dois milhões e quatrocentos mil euros)."

Bom negócio? 

2,4M pelo central pilar da Argentina e a realizar ainda um Mundial ou seja em continua valorização?

Um dos pilares do SL Benfica? 

Quem prometeu a Garay que sairia em Dezembro passado?

O brasileiro da 2ª divisão vale mais que um dos melhores centrais a jogar na Europa?

Podia assinar por outro clube em Janeiro? E porque não se renovou no ano passado ou se vendeu no verão? Ou não se vendeu em Janeiro, como esteve para acontecer?

Curioso também é o chorrilho de insultos a Garay. Pesetero e mais não sei o quê. O dos 4M que não saiu porque ninguém lhe quis pagar isso não o é.
O Luisão que todas as temporadas fazia a choradeira pela renovação e aumento do salário também não. Ou o Cardozo.

Leio agora que a teoria é que vem aí, provavelmente depois de 30 de Junho, um novo negócio com o Zenit para 'compensar' este valor e não dar dinheiro ao Real Madrid.

Quem faz um acordo com alguém e depois procura forma de defraudar esse acordo não pode ser sério.

Lamento muito que esse tipo de métodos sejam ansiados por benfiquistas depois de anos a criticarem o FC Porto por esses esquemas sujos. 

De facto, depois de criticarmos os negócios de Pinto da Costa com russos ou fundos obscuros e transferências cobertas de dúvidas e que se descredibilizam a cada momento que passa, hoje temos isso no SL Benfica.

E há quem bata palmas a isto. 

Nota: Comunicados às 23h...para ver se o pessoal não vê.

Nota 2: Onde estão os que afirmavam que eram 6M por 40%?

quinta-feira, 26 de junho de 2014

A FPF dos medíocres e dos compadrios vai continuar.

Avatar
 ●  8 comentários  ● 



"O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, reconhece o fracasso no Mundial-2014, mas manifestou «confiança plena» no trabalho de Paulo Bento, garantindo a permanência do treinador à frente da Seleção até ao Euro-2016.

«Só temos um registo e cumprimos os nossos compromissos. Quando assinámos contrato com Paulo Bento até 2016 foi com confiança plena no seu trabalho para nos levar até ao Euro-2016», vincou Fernando Gomes, em declarações aos jornalistas após o jogo com o Gana.

«Obviamente que só temos de estar insatisfeitos, tínhamos outras expectativas e temos de assumir que não conseguimos os nossos objetivos. Por outras palavras podemos dizer que falhámos», referiu o líder federativo, colocando-se, contudo, ao lado de todo o grupo de trabalho:

«Sei que toda a equipa tudo fez para que atingíssemos outros resultados. Infelizmente não conseguimos e vamos para casa.»

Ainda assim, Fernando Gomes não deixou de referir que tudo aquilo que não correu bem será analisado em conjunto com a equipa técnica, médica e restante estrutura, até de forma a evitar problemas na qualificação para o Campeonato da Europa de 2016." - A Bola.

Fernando Gomes é o espelho da medíocridade desta estrutura da FPF, que vive à sombra dos contratos milionários que concentra.

Paulo Bento teve mérito na campanha do Euro-2012, isso é inegável.

Mas após isso foi incapaz de promover a renovação natural da selecção e criar condições para que outros jogadores com qualidade pudessem emergir como opções válidas. 
A qualificação foi sofrida, à rasca, e Paulo Bento preferiu agir como chefe de um clã e não como selecionador/treinador onde teriam obrigatoriamente de jogar os melhores ou em melhor forma.

A campanha deste Mundial foi o culminar dessas opções erradas. 
Postiga, Bruno Alves, Hugo Almeida, Miguel Veloso ou Rui Patricio são apenas alguns exemplos de jogadores que demonstraram durante este mundial que não tinham qualidade ou forma física para serem convocados.

As opções tácticas e de 11 inicial foram sempre o triunfo da teimosia de um treinador obcecado pelas suas ideias e com umas palas do tamanho do Brasil.

As ausências de William Carvalho, Ruben Amorim ou Varela dos 2 primeiros onzes e o não posicionamento de Ronaldo como o ponta de lança foram erros antecipados por toda a gente, menos por Paulo Bento.
O não ter levado um segundo defesa esquerdo de raiz quando André Almeida tem polivalência e cumpriu sempre que chamado mas não é defesa esquerdo.

A estupidez que foi recompensar Pepe com a titularidade depois do que fez no primeiro jogo, sacrificando Ricardo Costa que, apesar de não ser um central do outro mundo, fez um bom jogo frente aos Estados Unidos.

O deficiente planeamento para este Mundial com escolhas completamente incompreensíveis quanto aos locais de estágio, preparação física e adaptação às condições especiais dos locais dos jogos.
Preferiram andar a cumprir uma campanha comercial nos Estados Unidos.

Dizem que Portugal não tinha outras opções de qualidade em alternativa a estes jogadores. Nada mais falso. 
Adrien ou Cedric tinham lugar nesta selecção. André Gomes, face à prestação miserável de Miguel Veloso tinha concerteza lugar nos 23. Mas mais nomes existem. Somos um país louco por futebol com milhares e milhares de praticantes. Querem-me dizer que só temos 20 e poucos jogadores que prestam?

O que andou Paulo Bento a fazer durante a temporada em vez de assistir aos jogos da 1ª e 2ª Liga em busca de alternativas? Não lhe interessava. O seu empresário assim o dita.

Falta coragem é para afrontar o poder de Jorge Mendes e de todos os interesses que giram em torno de Fernando Gomes.

O presidente da FPF, Humberto Coelho, Carlos Godinho e João Vieira Pinto têm que assumir as suas responsabilidades. 

Assim como Paulo Bento. Ficou evidente que não tem capacidade para mais que isto nem inteligência ou vontade para dar à selecção nacional aquilo de que ela precisa: renovação, sangue novo.

Percebemos esta semana que o bode expiatório poderá ser Humberto Coelho, face ao ataque de alguém que tem saudades dos tempos em que tinha tacho na FPF.

Futebol medíocre este que lavará no sangue de alguém as responsabilidades de uma estrutura muito bem paga, mas completamente incapaz de produzir resultados com qualidade.

Veremos se algum destes nomes terão coragem de bater com a porta.

A quem pertencia realmente Garay? Vendido por 6M?

Avatar
 ●  95 comentários  ● 

Desde ontem que as interpretações sobre o valor da venda de Garay têm sido mais que muitas. 
Foi vendido por 6M, por 14M, por 15M...já li de tudo por essa blogoesfera fora e na imprensa dita especializada.

Ora, penso que será adequado neste momento olhar para o que foi participado pelo SL Benfica aquando da compra de Garay.

Nos 2 comunicados emitidos nessa altura, encontramos 2 particularidades que explicam uma coisa diferente do que tem sido dito até agora.

No primeiro comunicado encontra-se o parágrafo:



Também o segundo comunicado enuncia:



Este discurso tão específico utilizado pelo SL Benfica nos comunicados penso que levanta dúvidas sobre a questão da real repartição do passe de Garay.

Quer um quer outro comunicado nunca dizem que o Real ficou dono de metade do passe do jogador mas sim com direito a receber metade do valor da transferência, o que não é a mesma coisa.

O Real fica com direito a metade do valor da venda mas sem voto na matéria ou parte do passe, limitando-se a ter o poder de reclamar 50% do valor de venda seja esse valor qual fôr.

Daí poder pensar-se que no comunicado de venda o valor de 6M refere-se ao valor global de venda de 100% do passe de Garay, e não apenas ao valor que o SL Benfica encaixa com esse negócio.

As dúvidas sobre este negócio continuam.


6 ou 15... eis a questão!

Avatar
 ●  29 comentários  ● 

Vamos lá ver se nos entendemos...

- O SLBenfica tem 40% do passe do Garay! FACTO!
- O SLBenfica NUNCA comunicou transferências sem incluir as percentagens alienadas, por exemplo, ao Benfica Stars Fund, ou seja, ao valor anunciado é sempre deduzida a receita do fundo! FACTO
- O Comunicado emitido é exactamente igual ao de outras transferências onde também o Benfica não tem a totalidade dos passes (casos de André Gomes e Rodrigo, por exemplo)! FACTO!

O Comunicado é âmbiguo e deixa espaço a diversas interpretações e isto é que constitui um factor de preocupação.

Seja quem for, seja pelo motivo que for, que diga que os 6M€ são relativos a 40, 50 ou 100% do passe, lendo o Comunicado É IMPOSSÍVEL poder dar essa certeza.

Não sei se o Comunicado foi emitido tipo copy/paste, se o Benfica se está nas tintas para o que pensam ou deixam de pensar os benfiquistas, ou se houve algum/alguns revezes nas negociações que levaram a uma receita baixa.

Seja como for, até para bem a Administração da SAD, o SLBenfica deveria clarificar oficialmente a que se correspondem os 6M€. Interpretando os Comunicados anteriores, eu diria que correspondem a 100% do passe do jogador, dividindo-se esse valor pelas três partes detentoras do passe.

Mas claro que considero isso uma receita demasiado reduzida pelo que na minha perspectiva é outra coisa... mas não estou certo que sejam 6M€ por 40%... Veremos os próximos dias, mas entendo que o SLBenfica deveria, de alguma forma esclarecer isto.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Será Gaitan que resolve isto?

Avatar
 ●  72 comentários  ● 
Desculpem-me mas eu não acredito, a fazer fé no comunicado, que o Garay tenha sido vendido por 6M€ (3M€ para o Benfica). 

Só vejo duas opções: 
1. O comunicado foi feito à pressa e não refere que diz respeito aos direitos desportivos e a 40% dos direitos financeiros.

2. O negócio de 6M foi pela totalidade e nesse caso não creio que a história acabe aqui.

A ser assim, na minha opinião, estará na calha outro negócio com o Zenit e que acabará por estar "insuflado" nos milhões que aqui estão em falta (uns 10 pelo menos, digo eu!).

A acontecer como refiro será um grande negócio, pois o Real (que está cheio de pasta) fica só com 3M em vez dos 8 ou 10 que poderia levar... E a outra venda que fazemos vai "inchada" em 10M€, que da também uma excelente "mensagem" para os compradores interessados noutros jogadores.

Eu quero acreditar nesta via! Não acho possível uma venda por um valor tão baixo... Agora, a ser assim (que é apenas uma hipótese que estou a levantar para discussão) quem seria "o senhor que se segue"? Gaitan, digo eu...

Fernando Gomes: a culpa não pode morrer solteira.

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

Fernando Gomes é um líder fraco, muito fraco. 

Aliás, é mais um moço de recados experiente que algo que se assemelhe a um líder. 

A forma como sempre tem fugido nos temas quentes do futebol português prova a sua cobardia como a sua actuação apenas com base na defesa dos interesses de quem o colocou na F.P.F..

A recente crise na Liga de Clubes foi uma demonstração clara da incapacidade de Fernando Gomes ser agregador, líder e capaz de criar entendimentos entre as várias sensibilidades do futebol português.

Quando no primeiro jogo no Mundial se pedia que o líder da Federação fosse a primeira linha de defesa da selecção, eis que Fernando Gomes desaparece do mapa, juntamente com Humberto Coelho e João Vieira Pinto. Nenhum deles veio a público dar a cara num momento de arranque que pedia defesa, coragem e 'reset'.

Torna-se claro que as opções de Paulo Bento são do próprio e das conveniências de outros. E isso torna Fernando Gomes, Humberto Coelho e João Vieira Pinto coniventes com um 'status quo' que me desilude.

Defendi várias vezes Humberto Coelho como opção para líder do futebol do Benfica. João Vieira Pinto sempre me cativou pelo seu benfiquismo. 
Mas infelizmente nada disto na selecção deu resultado. E enquanto o Humberto não tiver coragem de deixar de ser um capacho, e enquanto JVP não tiver coragem para deixar um tacho que dá jeito, serão parte do problema da FPF e da selecção.

Mas nada disso faz escapar Fernando Gomes do lugar cimeiro das responsabilidades. Este presidente da FPF é um pau-mandado de interesses que nada têm a ver com o superior interesse da FPF  e do futebol português.

E perante esta campanha no Mundial 2014, mesmo perante um milagre na quinta-feira, nada pode permanecer igual depois do Mundial. 

A selecção precisa de uma renovação, de um retorno às origens do que deve ser uma selecção, ou seja, a escolha dos em melhor forma, e não de grupos de 'preferitti' que mesmo de muletas sejam escolhidos face a outros com condição melhor.

O sucedido no Mundial 2014 é mais uma prova de que Fernando Gomes não tem condições para liderar a FPF. 

Assim como em Itália, que ainda assim é eliminada noutras condições há quem tire consequências dos maus resultados, também por cá tem que haver consequências.

Fernando Gomes anda a preparar a sua ida para 'apoio' directo de Platini.

Gostava que o meu clube, o Sport Lisboa e Benfica, liderasse uma alternativa a este 'status quo' podre que vai dominando o futebol português.

É que quem não faz parte da solução faz seguramente parte do problema. Não há inocentes no futebol português.

Garay anunciado no Zenit por... 6M€

Avatar
 ●  112 comentários  ● 

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, informa que chegou a acordo com o FC Zenit para a transferência a título definitivo dos direitos desportivos e económicos do atleta Ezequiel Marcelo Garay Gonzalez, pelo montante de € 6.000.000 (seis milhões de euros), cujo contrato de trabalho desportivo terminava a 30 de Junho de 2015. 

O Conselho de Administração 
25 de junho de 2014"

terça-feira, 24 de junho de 2014

Finanças: o BES, o Benfica, o Sporting e o Fair-Play Financeiro

Avatar
 ●  108 comentários  ● 
A crise no BES tem sido um dos temas do momento no País. Muito se tem especulado sobre o assunto, e na prática descobriu-se cerca de 1.300 milhões de prejuízos não reconhecidos na Espírito Santo Internacional (ESI), encontrando-se essa empresa com capitais próprios negativos de 2.500 milhões de euros. (Fonte: Económico). Afinal não era só o Sporting que andava com Passivos escondidos.

Após o levantar do véu, o BES iniciou um processo de venda intensiva de activos (Tranquilidade, Hotéis Tivoli, carteiras de crédito, etc.). (Fonte: Económico)

Devido à grave situação do BES muito se tem especulado da necessidade que o Benfica terá em vender muitos jogadores este verão para pagar empréstimos ao BES.

Nessa medida importa então analisar qual a estrutura de empréstimos financeiros da Benfica SAD:


 Fonte: Benfica SAD – Relatório e Contas 2013/2014 3º Trimestre

Pela análise pode-se constatar que na Benfica Estádio existem empréstimos antigos do BES/Millennium BCP com 56M€ de vencimento a longo prazo (2024), não existindo qualquer problema de urgência de liquidação de empréstimos nessa empresa do Grupo Empresarial do Benfica.
 
Quanto à Benfica SAD, existem cerca de 73M€ de empréstimos bancários (dos quais 64M€ do BES que têm sido renovados trimestralmente) e 5M€ de Factoring do BES. Além dos 154,6M€ de empréstimos obrigacionistas e papel comercial, subscritos por particulares e empresas, e que têm vindo a ser renovados com taxas muito atractivas para os subscritores.

Ou seja, dos 230M€ de empréstimos na Benfica SAD, o BES apenas representa 1/3 do total de empréstimos da Benfica SAD (70M€).
 
 
Falando noutro clube de futebol português, o Sporting, na última Auditoria conhecida, apresentava empréstimos financeiros de 270M€ em Março de 2011, sendo que o BES era responsável por cerca de 50% do financiamento (127M€) para além dos VMOC de 55M€ que têm também como um dos bancos responsáveis o BES, além do Millennium/BCP.
 

Fonte: Auditoria ao Grupo Sporting (2011) 
 
Desde essa data a Sporting SAD acumulou quase 100M€ de prejuízos e por isso é natural que as responsabilidades totais do BES no Sporting possam chegar aos 200M€! (Cerca de 2/3 do total do financiamento actual – 303M€ em Dezembro de 2013, segundo Bruno de Carvalho).

  • Por um lado temos o Benfica que nunca entrou em incumprimento, apenas tem cerca de 70M€ de responsabilidades no BES, e insinua-se que tem de vender imensos jogadores para cumprir com as suas obrigações no BES.
 
  • Por outro lado temos o Sporting, que tem o triplo das responsabilidades no BES (cerca de 200M€), não tem andado a pagar o serviço da dívida, entrou em incumprimento por várias vezes, tem pago juros muito mais baixos do que o Benfica, e ao que parece  se calhar está tudo bem e não é obrigado a fazer grandes vendas de jogadores.
Quanto ao fair-play financeiro da UEFA, o Benfica na próxima época precisará de 50M€ em mais-valias na venda de jogadores para ter um orçamento equilibrado até Junho de 2015. Para alcançar essas mais-valias serão necessários cerca de 80M€ a 90M€ na venda de jogadores, tal como tem sido habitual noutras épocas (Enzo Perez 25M€; Gaitan 25M€; Garay 20M€; Cardozo+Artur 10M€) permitem alcançar tais montantes. Matic, Rodrigo e André Gomes foram vendidos por 70M€ na época 2013/2014 e não entram nas contas da próxima época.
 
Os 3 internacionais Argentinos (Garay, Gaitan e Enzo Perez) pelo facto de estarem no auge das suas carreiras, em idades nas quais dificilmente irão valorizar mais, até se compreende que o Benfica aceite vender estes 3 titulares.
 
No caso do Oblak (20M€), e nos casos do Bernardo Silva, João Cancelo e Ivan Cavaleiro (30M€), não se compreenderá tais vendas, e o Benfica tudo deveria fazer para os manter mais alguns anos, renovando contratos e aumentando cláusulas de rescisão, até porque o Benfica não precisará dessas vendas para apresentar lucros em 2014/2015, já que a Benfica TV e o novo contrato com a Adidas irão aumentar as receitas na próxima época.
 
Quanto a uma possível proposta de Maxi Pereira (fala-se em 6M€), apesar de ser uma situação de difícil análise, devido à idade avançada do jogador e de ter mais 1 ano de contrato, só seria aceitável essa venda se o Benfica perdesse no máximo 5 titulares. O problema é que o número poderá ser superior (especula-se que possam existir as seguintes vendas/saídas do 11 titular: Oblak, Maxi, Garay, Siqueira, Enzo, Gaitan, Rodrigo)... além da lesão do Fejsa, e da possível saída dos 3 jovens da B. O que faria com que as vendas chegassem aos 140M€ quando na verdade só são necessários 90M€.
 
Através desta Análise comprova-se que o Benfica não tem qualquer obrigação de vender 120M€ ou 140M€ em jogadores, como alguns incautos andam a tentar fazer crer, e a situação económica e financeira do Benfica encontra-se estável.

Numa próxima análise, dentro de uma semana, irei comparar a situação económica e financeira do Benfica, Porto e Sporting face ao fair-play financeiro da UEFA.

Para "ter tomates" não é preciso ser homem

Avatar
 ●  10 comentários  ● 
Ha semanas foi noticia que a prof Helena Costa, que é "apenas" uma das pessoas mais competentes e conhecedoras do treino de futebol, foi noticia porque fizera história ao ser a primeira mulher a assinar por um clube profissional de futebol.

Ontem voltou a ser noticia porque "bateu com a porta" antes sequer de começar.

Não tardaram as piadas e comentários rudes e ordinários sobre esta situação, como o bom português gosta logo de fazer e, acima de tudo, tomar partido dos outros de fora.

Contudo, para "ter tomates" não é preciso ser homem, mas sim ser muito inteligente e um profissional muito competente e exigente. Vai dai a Helena Costa emitiu um comunicado a explicar ponto por ponto a sua saída, num processo que envergonhará seguramente os "másculos" dirigentes do clube francês que possivelmente te ao longo da história desse clube de bairro não voltarão a ter uma pessoa tão competente a poder treinar a equipa.

... A Helena Costa inicialmente até preferiu dizer apenas que eram motivos pessoais e poupar o clube à humilhação - até nisso faz a diferença - mas o presidente do clube resolveu mostrar-se homem (ou pelo menos achava ele) e veio rebaixar a treinadora. Deu-se mal... 

Orgulho Nacional, a Prof Helena Costa. Para quem não sabe é uma grande benfiquista e que de parte das esquipas técnicas de formação do SLBenfica onde trabalhou, entre outros, com o nosso Bernardo Silva.

Atenção à diferença... vou cobrar

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

Há uma grande diferença entre:

"Na minha opinião, vai sair o atleta A, B ou C" ou "a acontecer a saida A ou B é mau"


e
"Não vai sair, vocês só querem desestabilizar" ou "estão sempre a inventar saídas"

A primeira não passa de um exercício de opinião que é aquilo que se faz neste blog diariamente... a segunda é a forma como respondem muitos benfiquistas mais dados ao seguidismo e ao "está tudo bem até cairmos de cabeça", esses optam por não dar a sua opinião mas sim ter a certeza que o que escrevemos está errado e tem segundas intenções, e terceiras e quartas... não nos falta é intenções!

Nós, por partilhamos uma opinião, podemos falhar e, em alguns temas, acreditem que o que mais desejamos é estar enganados e errar a 100%. Mas aqueles que para aqui vêm (e publicamos todos) dizer que estamos redondamente enganados... são os que escrevem do alto da sua certeza... esses já estão todos a engrossar uma lista a quem dedicaremos um tópico, que espero nunca escrever (é sinal que as minhas opiniões e receios estavam erradas). Nesse tópico vamos perguntar: Então e agora? E vamos dar o privilégio de destaque aos nomes/nickames de cada um dos que nos acusaram de levantar falsas questões.

Nessa altura, esperaremos que nos expliquem porque não deveremos então recear certos temas, porque não deveremos alertar antecipadamente para os riscos de algumas situações e já agora o que achavam tão errado ao ponto de consideraremm que seguramente não acontecia... se passa a ser correcto porque... acontece!

Mas como disse antes, oxalá eu esteja enganado nas minhas previsões e nada disso venha a acontecer e possamos manter o núcleo duro da equipa como todos desejamos, mas alguns não acreditam. Se os meus receios estiverem enganados, será com muito gosto que vos peço que façam o mesmo... é sinal que temos um bom motivo para aqui escreverem: a permanência no nucleo da equipa.

Sempre a pensar em vocês, amigos.

Porque se fala tanto de saídas? Eu explico...

Avatar
 ●  45 comentários  ● 
Um dos nossos leitores questionava porque é que se escreve tanto sobre eventuais saídas sem que haja confirmações, perguntando o que de bom isso trazia para o Benfica e, se nada traz (na opinião dele), então porque existe o blog, se é para falar de coisas que nada de bom trazem...

Ora, sobre isto duas notas:

1. Temos tido o cuidado de deixar que até os comentários anonimos passem, mas começa a ser complicado fazê-lo num contexto de troca de opiniões, pois são vários "Anónimos" e que raio distingui uns dos outros? Se não querem criar uma "personagem virtual" (nickname) então façam o favor a vocês próprios de se chamarem qualquer coisa que permita que não sejam tratados por "Anónimo das 16.34" ou coisa que o valha. Eh pah inventem nomes, brincadeiras, alcunhas, nicknames... Mas tentem comentar sempre com o mesmo, assim torna-se mais fácil haver troca de opiniões.

2. Voltando ao tema tenho duas situações a destacar:

2.1 - O blog é um espaço de opinião. O blog não existe "para espalhar o bem" ou para ajudar o Benfica e muito menos, para pena de muitos, não existe para ajudar ninguém no Benfica (nem Presidente, nem treinador, nem jogadores, nada...). O blog existe para darmos a nossa opinião livremente sobre assuntos que outrora eram discutidos ente amigos e desconhecidos no café. Só mesmo isso... Depois "mete-se na conversa" (comentários) quem quer que, se for educado e tiver um nome virtual, torna-se parte da conversa de todos.

2.2 - Se é que alguém no Benfica nos lê, muita gente se diz próxima de gente da Direcção, do Futebol ou de outros sectores do clube dizem-nos que somos lidos por várias pessoas da estrutura e com regularidade.

Ora, admitindo que assim seja, uma boa utilidade destes tópicos, é alertar para o facto de ser absolutamente desnecessário vender tantos jogadores do "núcleo central". Serve para chamar também a atenção para o que a cúpula do clube parece esquecer: o 33 já passou e a conquista passada não nos dará por si só o 34º, vamos ter que fazer mais e melhor que os outros... Parecem esquecidos disto! E por fim serve para que no clube percebam que ha gente atenta e que estarão ca para cobrar estes avisos se forem escolhidos caminhos que serão bons... Mas não para o SLBenfica nem para o saudável futuro do futebol português e da verdade desportiva

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Afinal quem sai?

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

Oblak, Garay, Maxi, Siqueira, Luisão, Amorim, Enzo Perez, Gaitan, Markovic, Rodrigo e Lima. Podendo ainda incluir o Salvio, André Gomes, Cardozo, André Almeida, Jardel, Artur, Ivan, Fejsa, Sulejmani, Djuricic nos mais utilizados. 

Juntando a razia que se prevê na equipa B, o que vai acontecer no projecto que deveria ser o 
Bi-Campeonato? 

Quem está a tomar as decisões quanto aos jovens?

Quando as ideias do treinador são mais importantes...

Avatar
 ●  38 comentários  ● 

...que o interesse da equipa é este o resultado.

O empate com os EUA é mais um resultado embaraçoso de um treinador de uma geração que passou a achar mais importante os seus esquemas que o interesse superior das equipas que lhes pagam os vencimentos.

Paulo Bento não tem outra hipótese que não a demissão. Assim como toda a estrutura da FPF, incluindo Humberto Coelho, João Pinto e Fernando Gomes.

A lesão mentirosa de Danny, as condições em que jogou Rui Patrício, ou as escolhas de Paulo Bento que deram lugar aos preferidos em vez de darem lugar aos melhores disponíveis resultaram neste desfecho.

As opções da FPF quanto às opções de preparação para o Mundial, bem como as escolhas no Brasil mostram que andam todos a servir umas vedetas que procuram a selecção para se servir do que servir a selecção.

domingo, 22 de junho de 2014

O elevadíssimo custo de vender mais do que devíamos

Avatar
 ●  45 comentários  ● 
Já desafiei o nosso companheiro BenficaEagle para elucidar melhor a situação financeira do SLBenfica no final deste exercício. Desafiei-9 porque reconheço nele um dos escribas mais competentes para escrever sobre Finanças e Marketing.

Contudo, antecipando algumas bases do que tenho visto e lido de quem sabe melhor que eu ler e interpretar os números, eu diria que o SLBenfica terá na próxima temporada (e por consequência neste defeso) uma oportunidade única para estruturar o plantel com mais armas e argumentos que os rivais e, dessa forma, aplicar o tão temido "golpe letal" no Sistema que é a conquista de um bi-campeonato.

Brevemente o BenficaEagle creio que poderá escrever sobre o tema, mas o que importa aqui clarificar é que o SLBenfica não tem necessidade de vender todos os seus principais activos, aliás arrisco dizer que para equilibrar os compromissos bastaria vender dois (Garay e Enzo).

Agora colocam-se duas questões:

1. O que poderá estar a "obrigar" o clube a negociar os seus activos mais valiosos? Com as contas em melhor estado que os opositores, com uma ou duas vendas adicionais o equilíbrio estaria assegurado...

2. Caso, por imposição de credores que pretendam agora ser adjudados ou por pressão de jogadores e empresários, o SLBenfica acabe a vender 7 ou 8 jogadores (Rodrigo, André Gomes, Cancelo, Bernardo e Ivan estão certos, Enzo e Garay estão praticamente fechados, Gaitan para lá caminha e a pressão sobre Oblak está a antecipar que será muito complicado o Benfica poder evitar a saída, havendo ainda as notícias sobre o Markovic que me parecem contudo mais remotas), fará com isto algum sentido o Benfica compensar estas saídas com jogadores como Djavan, Derley, Bebe, Candeias, Pizzi, etc...?

Ou seja onde quero chegar com este (e os últimos tópicos) é precisamente ao factor sem sentido da política de vendas e aquisições do Benfica.

- Dou de barato que o BES, com gravíssimos problemas, esteja a "pedir ajuda" para que entre dinheiro fresco, mesmo em situações em que os compromissos ainda não tenham vencido - mesmo com prejuízo de juros para o banco.

- Dou de barato se em vez do ponto acima, ou além dele, haja empresários a fazer a cabeça a jogadores do Benfica para saírem atrás de grandes contratos e... Comissões para os empresários.

O que não percebo é que com tanto dinheiro que poderá entrar, além de receitas operacionais superiores à concorrência, com mais receitas de TV do que tínhamos antes... Optemos pela asfixia da "austeridade" nos reforços e aceitemos vender jovens sem chegarem a mostrar o seu valor com a camisola do Benfica.

Dificilmente me verão a dizer que o Benfica não devia vender ou podia não vender Rodrigo, Garay, Enzo ou Gaitan (e mesmo Marko). Já não direi o mesmo em relação ao Oblak, mas isso agora é outra história. Ficar com estes jogadores num campeonato como o português é procurarmos problemas, pois eles se quiserem forçar a saída, vão fazê-lo e vão arranjar problemas, enfim...

No caso do Marko, apesar do que foi escrito à CMVM (também com o Roberto o fora e deu no que deu), não acredito que o Benfica tenha a totalidade do passe ou sequer que tenha gasto os 10M€, na minha opinião o Marko foi cá colocado por um fundo e o Benfica terá direito a uma boa percentagem (50%?) no momento da venda, pelo que talvez esse fundo (Zahavi) possa ter uma palavra decisiva a dizer neste processo. Espero estar enganado nesta leitura.

Mas se nestes casos o Benfica tem acção limitada, seguramente que poderíamos ter, ainda durante a fase final do campeonato, revisto as condições do Oblak e coordenado com o jogador uma renovação choruda do vencimento com revisão as cláusula, garantindo a sua continuidade pelo menos mais um ou dois anos.

Também não posso concordar que o Cancelo saia sem o Jesus o ter "transformado" e feito evidenciar todo o potencial, o mesmo aplicado ao Bernardo Silva. De todos o Ivan será porventura o que terá menor potencial de futuro, mas ainda assim tem margem de progressão significativa,

Ainda que admitindo todas estas saídas... Com tanto encaixe financeiro, a opção do Benfica é ir buscar jogadores de baixos custos e salários? É perder jogadores de qualidade inegável (como o Yannick Gerthard) por causa de não lhes querer pagar mais do que recebe hoje no Colonia?

Há qualquer coisa nestas opções de mercado que não faz sentido...
A ver se chega mas é o dia 1 de Setembro para se falar do que interessa: do jogo!

Portugal - EUA

Avatar
 ●  17 comentários  ● 

Beto, João Pereira, Neto, Ricardo Costa, André Almeida, William Carvalho, Raul Meireles, Ruben Amorim, Nani, Varela, Ronaldo.

Este seria o 11 em que apostaria, mas como Paulo Bento parece fazer da teimosia e estupidez o seu lema como seleccionador, lá teremos de gramar com Miguel Veloso, Moutinho ou Postiga assim como com Bruno Alves que continua sem provar o porquê da sua titularidade. Mesmo lesionado joga.

Alguém já se questionou se a lesão de Rui Patrício não é mais uma tipo a do Danny? Ou a do Ronaldo...

ranking