O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Jorge Jesus: como a gestao desportiva tem impacto na gestao empresarial

 ●  11 comentários  ● 
Ontem os benfiquistas ficaram agradavelmente surpreendidos com a noticia de que o Benfica foi o 26o clube europeu que mais facturou em 2009/2010 e o 11o no capitulo das receitas de bilheteira. Ate o GB que nao e propriamente conhecido por morrer de amores pela Direccao elogiou estes valores.

Contudo, sendo que a gestao empreesarial do Benfica nao mudou nos ultimos anos desta Direccao (embora obviamente que tenha havido uma evolucao com o tempo) a que se deve a evolucao gigantesca de um ano para o outro no capitulo das receitas nao relacionadas com a venda de jogadores?
A algo muito simples: a uma gestao competente no plano desportivo que se verificou na epoca passada.


A boa gestao da equipa, a implementacao de um sistema de jogo atraente, o bom arranque no campeonato com o Benfica a nao ficar para tras logo nas primeirras jornadas e a contratacao de grandes nomes do futebol mundial como Saviola atrairam os adeptos o que contribuiu para um aumento significativo das receitas e uma media de assistencia no estadio que nao era alcancada a imensos anos. O ano passado, os benfiquistas mais jovens poderam sentir o Verdadeiro Benfica. Aquele que devia existir todos os anos.

O merito de toda esta evolucao registada no plano desportivo vai para Jorge Jesus, ja para nao mencionar o trabalho fabuloso feito com imensos jogadores que viram as suas qualidades potenciadas e foram trabalhados e preparados para niveis de elevada intensidade que contribuiram para ainda mais receitas, neste caso verbas de transferencias.

Como tal torna-se evidente que uma boa gestao do plantel e crucial para o sucesso empresarial de um clube de futebol ou SAD! Algo que foi descurado pelos Lagartos com os resultados que se conhecem.

Estes valores para mim tornam mais evidente que a gestao desportiva do clube nao pode estar presa dos caprichos de uma pessoa e deve ser pensada, estruturada e planificada para ganhar titulos, conquistando o primeiro posto e mantendo a competitividade no campeonato ao longo de toda uma epoca!
Algo tornado mais do que evidente esta temporada: comparem a media de assistencias no Estadio da Luz da epoca passada com a desta epoca e verificam a diferenca brutal que um campeonato mediocre e um mau arranque fazem nas receitas. O Benfica neste momento apresenta um optimo futebol e ja recuperou o "norte" no entanto as receitas de bilheteira e comerciais muito dificilmente atingirao os niveis da epoca passada pois efectivamente a deficiente gestao desportiva desta pre-epoca feriu de morte as hipoteses do Benfica lutar pelo campeonato e consequentemente defraudou as expectativas dos adeptos, desmobilizando-os.

Espero que muita gente no clube reflicta sobre estes numeros e compreenda que a gestao empresarial so tem a ganhar ao se implementar uma politica desportiva direccionada para a conquista de campeonatos e nao para a rentabilizacao de jogadores.

Dito isto, apesar de ssentir um certo orgulho por estes valores o que e um facto e que isto so ocorre como consequencia natural da conquista de titulos. Orgulho a serio advem da conquista de titulos e a forca do clube e medida pelo numero de competicoes ganhas! Benficas TVs, bons contratos televisivos, boas receitas de bilheteira e de merchandising, vendas de jogadores por valores chorudos sao consequencias naturais da conquista de titulos e do crescimento do clube e espero que isso seja compreendido e que passe a ser feito de tudo para que mais campeonatos sejam ganhos nos proximos anos.

11 comentários blogger

  1. Vermelhusco: só uma pergunta: quem contratou JJ? Quem contratou Aimar e Saviola?quem o fez não tem merito? E podiamos continuar...Quem contratou DI Maria, David Luiz, Ramires etc.

    ResponderEliminar
  2. philippe de frança11 fevereiro, 2011 22:31

    o vermelhusco acho que toda gente jà entendeu isso no benficaa alias o investimento realizado nos jogadores é simbolo disso mesmo mas tens visto que hà condicionantes extra (tipo arbitagens, bolas de golfe,...) que por vezes nao nos permitem ter esses tais exitos, esqueceste de mencionar esses parametros para avaliar a gestao empresarial : em termos economicos chama-se concorrencia desleal! abraço

    ResponderEliminar
  3. Achas que falei por acaso das elevadíssimas debilidades em termos de gestão desportiva?

    ResponderEliminar
  4. Este ano as assistências são menores também porque ninguém está para ir ao estádio ver wrestling (leia-se jogos com resultados pré-definidos) e concertos de apitos (que levam aos tais resultados) mas sim para ver futebol.

    ResponderEliminar
  5. Então já se admite comentários anónimos?

    E fala-se em debilidade, esquecendo que os relatórios e contas são semestrais e o estudo referido faz contas anuais!

    Agora, para além das notícias encomendadas ao pasquim Bola, também conseguimos fazer o mesmo junto da Delloite! Só que o LFV, é tão incompetente, que até demonstra com isso que anda a meter dinheiro ao bolso!!!

    É muita coisa junta para alguns conseguirem processar tudo, principalmente, quando não dá o resultado que pretendemos...

    ResponderEliminar
  6. O mérito é de JJ! Se foi LFV que o contratou bem como o Saviola, Di Maria, etc, a verdade que tb foi LFV que trouxe Zoro e Balboa! No entanto o que importa referir são as receitas no pré JJ e no pós JJ! Essa é a diferença!

    ResponderEliminar
  7. Comentario do anonimo removido, Joao Couto. :)

    Socio218219 quem contratou Aimar e Saviola foi o Rui Costa. Obviamente que tem merito e merece que isso seja mencionado.
    Mas quem pos a equipa a jogar e potenciou os jogadores foi o Jorge Jesus. Neste topico quis salientar a importancia que um bom treinador faz na geracao de receitas para o clube.

    Basta comparar com o que o Quique Flores alcancou na epoca antes do Jesus.

    Nao fiz isto para dar ou tirar merito a ninguem por decisoes tomadas noutras esferas.

    ResponderEliminar
  8. Haja tomates (do Egipto) para irradicar a batota do futebol português, tomando de assalto (de preferência democraticamente) a assembleia da república!!!

    Até lá, tudo o que possamos discutir é muito bonito, mas está inquinado à partida, e deita por terra, qualquer tentativa saudável e honesta de discussão!

    Gloriosas Saudações
    Master
    mastergroove2010.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Concordo com o post!.
    Agora, há que evoluir para que o Clube não fique refém de JJ, ou seja, deve criar as bases necessárias para que não dependa de uma ou mais pessoas que não tenham um tempo definido de estada no Clube, a não ser em casos muito excepcionais, como o aparecimento de um Cristiano Ronaldo, um Messi ou um Mourinho na equipa.
    Se a evolução passa por os clubes serem cada vez mais empresas, estas não podem ficar reféns da mudança do presidente ou do chefe de produção.
    Para o Clube, que precisava de dar este salto, o JJ foi o melhor que nos podia acontecer.
    Agora há que preparar o salto seguinte em vez do tropeção desta época.
    Os "estudos" indicam que temos condições para tal.
    Assim tenhamos também dirigentes.
    VIVA O BENFICA!!

    ResponderEliminar
  10. caro vermelhusco: o que procurei evidenciar é que quando se destaca uma parte, neste caso JJ, tende-se a dividir, alias tactica tentada pelo corrupto mor ao longo dos ultimos meses.Penso ser mais importante aqui e agora salientar as palavras de Rui Costa, após a eliminação na LC. Ele disse qq coisa como." Na epoca passada estivemos unidos até ao fim, e nesta tb estaremos juntos no final". Penso que este pensamento de união é o que importa agora destacar... numa altura em que se vai decidir porventura grande parte da epoca desportiva! Eu acredito...

    ResponderEliminar
  11. Um bom post vermelhusco, estou totalmente de acordo, esta gestão desportiva estar além da pessoa de Jorge Jesus (e deve estar sempre para além disso) só depende da direcção e da sua capacidade de continuidade do trabalho desenvolvido.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking