O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Depois da Turquia e Egipto, porque não Portugal?

 ●  11 comentários  ● 
Calma! Não vou incitar à violência, ainda que alguns dos "patrões" deste país corrupto à beira-mar plantando bem que o merecessem.

No seguimento do brilhante tópico do "romântico" Redmoon, como me dizia há dias o Jonas Thern "como eu gostava de saber menos sobre uma série de coisas para não me enojar", dei por mim no Facebook a ler um conjunto de reacções à vitória do SLBenfica sobre os Corruptos.

Estranhamente, ou não, depois de 70% dos sócios da FPF terem visto a sua vontade de credibilização negada por uma minoria corrupta, vi também uma larga maioria de adeptos de futebol (Sportinguistas, Benfiquistas e até Portistas) a regozijarem-se não só com a vitória, mas com a forma como foi obtida: Por manifesta superioridade sobre o adversário e mesmo com a mudança de comportamento, estratégico, do árbitro Paulo Batista, após o intervalo.

Ficou claro para mim que os adeptos do futebol querem a queda deste Sistema corrupto e cantam cada vitória que os leva para baixo...

Durante largos anos todos acharam que povos oprimidos como os egípsios, turcos e muitos outros de países islâmicos jamais se revoltariam contra os líderes de opressão que lideravam os países em falsas democracias, que levavam ao seu enriquecimento à custa da pobreza dos povos e da exploração de falsos dogmas.

Os turcos deram o mote e o mundo islâmico parece querer seguir esta "intifada" (termo que pode ser traduzido como "revolta") contra estes líderes autoritários, corruptos e ditadores.

Quando, numa conversa social, eu comparava há uns anos Portugal a Angola, rapidamente pessoas mais conhecedoras e experientes me disseram que já estavamos muito atrás dos angolanos, porque esses pelo menos ainda tinham riqueza natural. Apressaram-se a dizer que Portugal não passa e não passará cada vez mais de uma Itália, gerida por máfias com interesses sócio-económicos e políticos, em ponto mais pequeno.

Característico de um país sub-desenvolvido, que por muito que nos custe é o que queremos insistir em comportar-nos como tal, o futebol torna-se no antídoto para tudo. Uma vitória transforma imediatamente dirigentes, jogadores ou treinadores contestados em... heróis por uns dias. Um golo, uma vitória... e tudo está bem, quando acaba bem.

Cabe a esta nova geração de portugueses apostar na revolta contra este modelo corrupto e subjugado a interesses de um grupo de pessoas. O futebol, como mola real de uma sociedade pouco instruída, pode ser o ponto de partida que, num ápice apanhará os políticos, gestores e empresários que influenciam a podridão deste país.

No dia que os adeptos do futebol reagirem numa "intifada" contra estes poderes podres do futebol nacional, se revoltarem contra os Oliveiras, Pintos da Costa, Mortáguas, Loureiros, Bartolomeus, Lourenços Pintos, Pintos de Sousa, Fernandos Gomes, etc. deste futebol podre... talvez os amigos do Redmoon passem a tomar a iniciativa de lhe perguntar quando há mais uma vez um daqueles jogos que ele os convidou para ver... em vez de darem mais interesse às cervejolas.

O "sonho" do Redmoon está à distância desta "intifada" que não tem que ser violenta, que não tem matar ninguém. Porra! A geração dos nossos pais teve a coragem de fazer o 25 de Abril... não teremos nós a coragem de o repetir em honra da coragem e ambição dos que lutaram pela nossa liberdade hoje?

11 comentários blogger

  1. De facto este Pais parece cada vez mais o Sul de Italia... A unica diferenca entre a Mafia de la e as instaladas ca e que as de ca nao tem montado um aparelho militar.

    De resto os subterfugios, os estratagemas economicas, a promiscuidade com os politicos e inquietantemente semelhante.

    Recomendo a leitura de Gomorra do Roberto Saviano para estabelecerem os paralelos entre a realidade do Sul de Italia (que de facto e mais grave) e Portugal.

    ResponderEliminar
  2. Era bom , era...GB, mas não acredito! acredito mais no pais de brandos costumes , adormecido que nunca deixámos de ser... Quem fez o 25 de abril foi um minoria, a que depois se juntou o grosso da população, sobretudo farta da guerra. Atrevo-me a dizer que sem a guerra nunca tal teria existido!
    socio slb nº218219

    ps: estou com o 25 de abril sempre, mas não com o 25 de novembro!!!! foi o principio da contrarevolução e do regresso ao passado, simtoma do que hoje somos e permitimos.

    ResponderEliminar
  3. Pois, para haver uma revolucao em Portugal nao 'e precisa luta armada nem sangue derramado. Pelo menos numa fase inicial:)))

    Bastava que os portugueses fossem aos bancos e levantassem o seu dinheiro... E quando os bancos falirem, todos os outros elementos da sociedade cairao tambem como um castelo de cartas, inclusive governos e essa treta toda

    ResponderEliminar
  4. Fica-se com a ideia que vocês (tu e Jonas Thern) sabem coisas que mais ninguém sabe, o que parece colocar-vos num patamar superior, como se todos nós fossemos ingénuos. As vossas certezas são apenas vossas e podem estar completamente erradas, ou consubstanciadas em crenças inexistentes! Com tanta informação disponível todos podemos tirar as nossas conclusões e formar as nossas opiniões! Temos é de saber interpretar o que nos é dito e capacidade de destrinçar o que vamos vendo e ouvindo. O que vos enojará pode não me enojar a mim e vice-versa!

    Sem querer ser advogado de defesa de ninguém, não me parece que o post do RedMoon seja romântico! Faz uma comparação entre duas culturas diferentes e têm o desejo de ver importado da britânica o que melhor tem, no que ao futebol diz respeito!

    A luta não tem idades e não cabe aos mais novos mudar o que os mais velhos acham que deve ser mudado.

    Não foram os nosso pais que fizeram o 25 de Abril, pelo menos a maioria deles, pois ele deveu-se à luta de uns poucos que muito sofreram, e ao descontentamento dos militares de baixa patente pela guerra do ultramar. Logo de seguida um dos deputados da assembleia fascista, constituiu um partido, e 6 anos depois era primeiro ministro deste país!

    Se fosse britânico, também não me orgulharia muito disso, pois a sua cultura é das que mais contribui, juntamente com a americana, para o capitalismo selvagem em que vivemos que permite que os ricos enriqueçam cada vez mais e depois sejam os cidadãos dos seus países a pagarem a factura dos roubos por eles efectuados. A crise que vivemos está no sistema financeiro, e todos os que engordaram com ele não estão a pagar nada pela crise que criaram. Estas ditaduras que agora se vêm confrontadas com a tal "intifada" são desde sempre apoiadas pelo Ocidente com os americanos à cabeça...

    A intifada só resultaria se fosse generalizada, se aqueles que roubam fossem devidamente condenados por isso. Mas para haver intifada mesmo que eles não fossem condenados nunca teriam os nossos votos e isso infelizmente não acontece!

    Julgo também que os ingleses não perdem tempo a ver jogos de outros países, excepto, se calhar, os grandes jogos: têm muito a mania que tudo o que é deles é bom e por isso continuam a conduzir pela esquerda... Jogos entre equipas do meio da tabela são autênticas batalhas fisícas e isso eles gostam muito. No sul da Europa admiramos muito a arte, e ela também existe no futebol, pena que os artistas, por cá, gostem tanto de teatro!!!

    ResponderEliminar
  5. Muito bem, GB.... (quando não escreves textos obcecados em malhar no LFV) és dos melhores blogers que conheço (ainda por cima do SLB :-)

    Concordo totalmente com este post. Mas pergunto? Será que não há forma de derrubarmos este sistema? Será que estamos destinados a andar sempre a chorar?

    Acabo com a com a reflexão do GB:

    ...Porra! A geração dos nossos pais teve a coragem de fazer o 25 de Abril... não teremos nós a coragem de o repetir em honra da coragem e ambição dos que lutaram pela nossa liberdade hoje?...

    Karlos

    ResponderEliminar
  6. Caro Geração, apenas posso dizer: Concordo em absoluto.

    ResponderEliminar
  7. A Turquia fica no norte de África ...?!!!

    ResponderEliminar
  8. Benfica - Orgulho,Honra,Gloria!!!04 fevereiro, 2011 18:10

    GB

    Decidi sair das "catacumbas" dos comentarios pra saudar este post,que vem em boa hora e que tem MUITO DE PERTINENTE!!
    Eu neste momento malho na Defesa do Glorioso mas estas questões sobrepõem-se a qualquer coisa,mau era tambem!
    Este pais sofre de uma mal que já vem da epoca dos Descobrimentos:TEMOS A MANIA QUE TEMOS QUE TER TUDO DO BOM E DO MELHOR,sem mexer uma palha,claro!!
    Já tivemos meio mundo,esbanja-mos e roubamos tudo por onde passamos,não deixamos estrutura nenhuma(ao contrario das colonias inglesas,francesas,holandesas,p.e,onde se construíram escolas,hospitais e mais uma serie de serviços LOGO À CHEGADA,não é 300 anos depois)e agora que só nos resta este belissimo rectangulo à beira mar plantado,achamos que temos o direito a ter vida de reis porque sim!!!
    O credito mal parado vem de onde?!Não é só da necessidade que infelizmente afecta muitos,tambem é a vaidade,o complexo de inferioridade e de curvatura constante ao "Sr.Doutor",que leva pessoas que ganham pouco mais que o salario minimo a entalarem-se por todos os lados pra terem carros topo de gama,casas novas,roupinha de marca,telemoveis de ultima geração(nos quais nem sabem mexer!)e mais um sem numero de luxos e banalidades que de nada servem senão pra alimentar o ego e uma vontade capitalista desenfreada.
    Depois é ve-los a votar nos PS's e nos PSD's,a dizer que isto tá mal,que é sempre a mesma coisa...mas não têm problemas nenhuns em colocar lá sempre os mesmos..."porque os outros se forem pra lá vão é mamar"...tá certo...se calhar os outros não...são uns santos...ou melhor..."esses" que vão pra lá agora é que vão ser honestos...os outros compinchas da mesma cor não foram...mas "esse" são puros...nunca tocados pela podridão que assola os dois maiores partidos portugueses.
    GB...falaste em sangue...eu não queria...não quero....mas tem de ser...isto só vai lá assim,aqui em Portugal não aconteceu algo que aconteceu em França,em Inglaterra,na Alemanha,no Japão...pessoas importantes foram massacradas pelos revoltosos...e a partir dai as elites perceberam que tinham de trabalhar pro povo...caso contrario haveriam consequências bem graves,a morte...aqui as elites TEM A PLENA CONSIENCIA QUE POR MUITA ASNEIRADA QUE FAÇAM O POVO NÃO MEXE UMA PALHA...dai a perpetuação da impunidade,NINGUEM TEM MEDO DAS CONSEQUENCIAS!!!
    Podemos,sim iniciar essa revolução pacificamente,saindo à rua em massa,SIM LEVANTANDO O DINHEIRO DOS BANCOS(até se borravam todos!!),poderiamos começar por ai...mas se continuasse tudo na mesma então a coisa tinha de aquecer,alguma cabeças teriam de rolar no sentido literal pra esses bois engravatados perceberem que quem brinca com o povo sujeita-se a meter a cabeça no sepo.
    Mas pra já anda tudo é preocupado em ter estilo,em comer gajas,curtir as nights,basicamente estão somente virados para aquilo que deixarão de ter se não fizerem nada pra mudar mas pronto,são prioridades...
    Quando isto der o peido e andarem todos a arrastarem-se pra arranjar o que comer não se preocupem que mando-os pro raio que os parta,façamos o nosso papel agora ou muito iremos penar mais tarde...e não É MUITO MAIS TARDE,há muitos adolescentes que irão presenciar este cenário...agora continuem a acreditar que EVENTUALENTE tudo de RESOLVERÁ por si só...fiem-se na virgem e não corram...

    Abraço,GB,vou voltar pras catacumbas...

    ResponderEliminar
  9. Atenção meus amigos, não comparem Portugal à Itália, a Itália por muita Mafia e corrupção que lá haja, tem uma indústria invejável. Em Portugal estes políticos de merda destruiram a pouca indústria que tínhamos, para investir em estradas e em prédios. Agora caput, as pessoas já evitam usar as auto-estradas e os bancos já não se arriscam a emprestar dinheiro.

    A irresponsabilidade e a corrupção que corrói e corroeu quem devia ter servido o Estado e não se ter servido dele atinge pontos que nem nós imaginamos.

    A escumalha do futebol é o reflexo dos políticos que temos, e quem pensa que não se dará uma revolução, está muito enganado... Existem limites para tudo. Mas neste momento o que me apetecia mesmo e não me condenem pelo que vou dizer, era um ditador que impusesse pena capital para todos os corruptos deste país! Precisamos de um Primeiro Ministro ao estilo de Sebastião José de Carvalho e Melo, mais conhecido como Marquês de Pombal. E que os caçasse até ao fim da rua, até ao fim do mundo! Aos corruptos e até à 3ª geração, quem roubou ao ESTADO (leia-se A TODOS NÓS) e quem usou o NOSSO dinheiro para se enriquecer e aos amigos esse dinheiro voltava TODO à origem.

    É urgente lutarmos por aquilo que é NOSSO e que é ROUBADO a toda a hora por esta cambada que nos tem governado desde o 25 de Abril... É SÓ ESCUMALHA! E o mafioso lá do norte como sabe de todas as maroscas desta escumalha política, tem as costas quentes. Para o deitar abaixo, temos de nos livrar destes políticos que arruinaram o nosso querido país!

    ResponderEliminar
  10. GB
    Gostei muito deste poste.

    Resumindo, direi que se nao se mudar o rumo um dia isto vai dar molho.

    ResponderEliminar
  11. Caro GB,

    Não foi a Turquia, foi a Tunísia que antecedeu o Egipto. Aliás, a Turquia é uma democracia há cerca de 60 anos (com uma pequena interrupção). Além disso, turcos não são árabes, apesar de serem muçulmanos.

    Quanto ao resto (que é o que interessa) concordo plenamente.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking