O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Avatar

"A Desumanização". Ou o fim do benfiquismo militante.

 ●  + 88 comentários  ● 

"Titulo curioso para um clube que há menos de meia dúzia de meses colocou duzentas mil pessoas no Marquês, vinte ou trinta mil em Turim, encheu estádios por esse país fora e bate recordes de audiências televisivas. É portanto um titulo que peca por exagero. Todavia, meia dúzia de meses após a euforia da melhor época dos últimos cinquenta anos, o facto de serem sempre os mesmos trinta mil a habitarem as bancadas da Luz é sintomático que algo não está bem no reino glorioso. Que, não devemos esquecer, lidera o campeonato, venceu a Supertaça e mantém todas as possibilidades de sucesso nas restantes taças que disputa.

Talvez esta indiferença seja passageira, eventualmente resultante, como já se escreveu até à exaustão neste blogue, de uma péssima gestão das expectativas por parte dos responsáveis.

Talvez não haja problema algum, nem escassez de entusiasmo inicial. Apesar de incomodativo, talvez resulte de uma visão tendenciosa de alguém excessivamente apaixonado pelo clube e que tem dificuldade em compreender os elevados níveis de indiferença de quem se diz benfiquista. Admito que será um mal circunstancial e que a manutenção da liderança do campeonato e as eliminatórias ultrapassadas tragam à Luz os restantes 30 mil, amantes de festas e de vitórias.

Contudo, nos nossos pavilhões deteta-se algo mais grave. As cadeiras teimam, sempre, em ficar vazias, sejam dérbis, clássicos ou jogos europeus. Talvez uma final do futsal ou Benfica-Porto em hóquei consiga o milagre. De resto, seja que jogo for, do voleibol ao andebol, do super vitorioso basquetebol à colorida gimnáguia, nada nem ninguém enche aqueles dois pavilhões.

Que tem feito a estrutura do clube para combater esta maleita? Não sei. Só sei que não tem resultado. Sei, no entanto, o que tem feito para agravar o fenómeno. Apenas algumas ideias que entroncam no mesmo diagnóstico: «a massa associativa não se sente bem no pavilhão». Não se sente em casa. É a mais pura das verdades.

É o autentico estado policial que se estende da porta de entrada até às bancadas. É Prosegur por todos os lados, há jogos que temos um segurança por cada cinco espectadores. Não estou a exagerar.

É o barulho ensurdecedor do speaker, a gritar a cada jogada e a cada paragem. São as palavras de ordem telecomandadas permanentemente da cabina. É a falta de espontaneidade necessária e desejável num evento desportivo, são os niveis do volume de som altíssimos. Que vontade tem um adepto de apoiar a equipa, se da cabina de som está montada uma autentica feira popular. Até as claques se calam.

Claques que, salvo raras excepções, andam de costas voltadas para as modalidades. Não sei as razões, nem os culpados. Sei que das poucas vezes que estão presentes, o seu número raramente ultrapassa, por exemplo, o número de elementos do numerosa e mitica claque do Nacional da Madeira. Será que um clube com a dimensão do Benfica não merece mais do que duas dezenas de bons rapazes a acompanhá-lo.

As horas dos jogos. Não há uma boa articulação dentro do universo SLB. Não poucas vezes temos de escolher entre o Seixal e a Luz, entre a TV e o pavilhão. Os horários são impostos pelas federações. Certo, mas que fez o Benfica para lutar contra isso.

Que politica está ser feita com as escolas das Freguesias, do Concelho e até do Distrito? Vemos grupos de estudantes a entrar em bando para ganharem gosto pelas modalidades?

Sei que os bilhetes são ridiculamente baixos, mas será que se os sócios receberem, de vez em quanto, uns convites para levantarem bilhetes, não se criava ou retomava alguns hábitos antigos?

Os tempos são outros, mas no domingo foi uma tristeza ver aquele pavilhão quase vazio num jogo tão importante para o nosso andebol. E a BTV, sendo um projecto estruturante, não pode servir de álibi para abalar as estruturas do mais humano clube de Portugal." 
------------------------------------------------------------------------------------------------

Excelente texto lido no blogue "Travessa do Alqueidão".

Quem acompanha o NGB e a minha opinião sobre o trabalho desta direcção, saberá qual é a minha leitura sobre o afastamento dos benfiquistas do dia a dia do clube.
 
O desaparecimento do benfiquismo militante que vivia o dia a dia do clube tem razões muito claras.

Para quem como eu viveu outros dias bem mais felizes no que toca ao benfiquismo puro que se sentia entre os adeptos, encontro várias explicações.

O adepto do clube perdeu a importância como o centro da razão de ser do mesmo. 
Passou a ser algo acessório, como que um meio para um fim. 
O adepto é a razão de o clube ser grande!

O Sport Lisboa e Benfica é grande porque teve homens que construíram essa grandeza, suportados por uma massa adepta gigante e ímpar.

Tudo isso foi desprezado. Ora vejamos:

- O antigo complexo da Luz era alvo da romaria de qualquer benfiquista. Quer para os treinos da equipa de futebol, quer para as refeições nos vários restaurantes. Era um espaço que tinha uma dinâmica própria, era um reflexo do benfiquismo militante, puro.

- Mas não ficava por aí. Na Baixa, o edifício da Rua do Regedor era outro ponto de benfiquimo militante. Como já outras vezes aqui escrevi, desde miúdo que ficava maravilhado com os posters das várias equipas do Benfica ao longo dos anos. Desde o Benfica dos anos 60 ao Benfica dos gadelhudos dos anos 70 e 80.

- Os treinos, algo marcante para os adeptos e que eram algo essencial para os jogadores entenderem como os benfiquistas sentiam o seu clube, são hoje exclusivamente no Seixal, à porta fechada. Os adeptos foram afastados de forma permanente também dessa actividade diária do clube.

- As modalidades como o basquetebol tinham regularmente boas casas. Hoje é uma desilusão ver as bancadas de qualquer jogo de uma modalidade.

O que é feito desse benfiquismo militante? Foi asfixiado.

O complexo da Luz, embora novo e moderno, não tem os espaços de convívio que permitam esse benfiquismo militante. Tem o Museu, a pagar, tem a Catedral, a pagar, as lojas e pouco mais que isso.  Espaços de agregação e convívio impregnados de benfiquismo e que construam uma nova história de partilha de experiências do que é o benfiquismo de cada um de nós...não há.
Os benfiquistas foram empurrados para fora do dia a dia da Luz. 
Interessam apenas os PAGANTES.

O que resta então? Se os adeptos sentem que são apenas PAGANTES e não o principal motivo da existência do clube, explica-se do meu ponto de vista este divórcio entre os adeptos e esta direcção.
Recuso em me considerar mais benfiquista só porque tenho um Redpass. O benfiquista que sente o clube e os seus resultados é tão benfiquista como um sócio.

Os benfiquistas, milhões deles, não deixaram de ser benfiquistas. Perderam sim o entusiasmo em viver o clube. Não se identificam com o "benfiquismo" apático que emana de alguns dos membros desta direcção. Um benfiquismo sem sentimento e que apenas se preocupa com os mesmos de sempre.
Sábado lá estará esse benfiquismo conveniente em mais uma inauguração de uma Casa do Benfica. Para alguns elementos da direcção, os benfiquistas esgotam-se nos presentes nesses eventos.

Por muito que queiram mascarar a realidade, os benfiquistas na sua maioria, estão afastados do clube e não se identificam com este benfiquismo morno. Um benfiquismo que até já considera normal dar a mão aqueles que nos amachucaram e atacaram nos últimos 30 anos.

Enquanto não entenderem que este divórcio não é com o clube mas com a forma como é gerido e como são tratados os adeptos, com o desprezo pelos valores que construíram o benfiquismo, este afastamento continuará a ser uma realidade. 

Quem perde? Perde o clube e perdem os adeptos. Mas o presidente segue com a sua corte.

O verdadeiro benfiquismo não se alicerça em betão.  

88 comentários via blogger

  1. BENFIQUISTA DE GAIA25/11/14, 09:59

    O BENFICA como club do povo da um sinal muito forte (mas com respeito que e isso que somos)que nao esta com a direçao...E verdade que quem perde e o SLB mas .....a um ditado do seculo passado que e ..........(a males que veem por bem)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A falta de apoio é notória. Nunca em outra altura os benfiquistas regatearam o apoio ao seu clube. Porque hoje o fazem? É o que muitos se recusam a entender.

      Eliminar
    2. A falta de apoio é notória, por isso é que o Benfica é o único clube em Portugal que enche estádios e arrasta multidões, não só no futebol, como nas modalidades. No futebol, basta analisar uma qualquer época que ela seja e desde que há registos, o Benfica é o clube que tem sempre melhores assistências quer em casa, quer fora. A falta de apoio é ainda mais notória quando a BTV ultrapassa o número de 300 mil assinantes; ou quando o Benfica enche ruas, praças, avenidas com milhões de Benfiquistas a gritar "somos campeões"; o Benfica no presente tem muitos mais sócios e sócios pagantes do que tinha por exemplo na altura do 3 Anel. Claro que eu como qualquer Benfiquista ou mesmo desportista gosta de assistir a um espectáculo desportivo com o recinto completamente cheio e ouvir os gritos de apoio; mas apoiar o Benfica não é só estar presente nesses acontecimentos, tenho alguns amigos meus devido a questões de idade e até de saúde, deixaram ir todos os domingos ver um qualquer acontecimento desportivo do Benfica em casa; e ficam a ver quando é possível na BTV; não é por isso que eles deixam menos de apoiar o Benfica. Eu lembro que por exemplo e muitas vezes durante a existência do 3 anel havia sectores que eram fechados porque já se sabia que assistência a determinados jogos era reduzida e nisto numa altura que os jogos não passavam na TV, hoje são todos os que passam. Sim o terceiro anel uma obra de betão sonhada por F. Martins, que para a construir deu cabo de uma equipa de futebol e abriu as portas do controlo do Futebol Português ao seu grande amigo Pinto da Costa e que tinha como objectivo baixar os preços de entrada, mas que seriam contrabalançados com um maior número de pagantes; isto numa altura que não se pagavam impostos no futebol e os vencimentos dos jogadores a nível oficial era normalmente perto do salário mínimo... a realidade de hoje é incomparável com a do passado recente; só mesmo os Velhos do Restelo continuam a pensar que não.

      Inês Pires

      Eliminar
    3. Detecto Talibans terroristas submissos acefalos vendidos que sejam membros do gang dos ratos do esgoto com único intuito de fazerem mal ao Benfica25/11/14, 20:25

      Tomás Guerra Nandinho já mudaste de sexo.Agora assinas como Inês??

      Eliminar
  2. embora haja aqui boas ideias de um escriba com o qual tanta vez discordo a 435%, também neste ponto discordo em certa medida. e porquê?

    vejam bem - depois de um ano em que o Benfica fez um inédito triplete a que juntou uma final europeia, continuamos a ser um clube com vitalidade suficiente para ter mais actividade por exemplo na internet a questionar mais a nossa direcção que um clube que há 12 anos não é campeão, onde a maior parte dos adeptos se cola às vitórias morais coladas com cuspo do jovem presidente, ou que um clube onde há 32 anos o mesmo presidente cala com vitórias sujas qualquer contestatação, empurrando a falência para o futuro (sim, eles ainda estão pior que nós financeiramente...)

    essa contestação constante tem os seus aspectos positivos. é sinal de vida. é sinal que depois deste presidente, não faltará caminho. como sempre. embora a asfixia democrática que ele criou seja um facto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "embora a asfixia democrática que ele criou seja um facto."

      E não te parece que isso prejudica o futuro do Benfica?

      Eliminar
    2. Gostaria que me esclarecessem esse atoarda da asfixia democrática P.f

      Inês Pires

      Eliminar
    3. Inês, hoje já escreves no feminino? É que ontem comentavas no masculino e assinavas Inês. Foi gralha?

      Eliminar
    4. Não foi gralha, foi a escrita automática do meu IPad ou IPhone, constantemente muda aquilo que eu escrevo por palavras que nem me passaram pela cabeça; já para não falar de automaticamente assumir o Português do Brasil e olha que pelo o que leio aqui e em outros sítios, não acontece só com os meus aparelhos; há alturas que levo mais tempo a corrigir o que escrevo do que levei a escrever. Mas na minha opinião não deverias ficar preocupado com o género de quem escreve mas sim com o conteúdo.

      Inês Pires.

      P.S: é como a autenticação pelo IPhone levo muito mais tempo a conseguir decifrar os caracteres do que a escrever... Deve ser da idade :)))

      Eliminar
  3. Com todo o respeito, vai para o cara*** ! Quem és tu para falar em nome dos benfiquistas ?? Quantos benfiquistas entrevistaste tu para poder escrever um artigo em nome de muitos nos ?? As tuas frustrações são só tuas e fica com elas.

    O Benfica existe bem alem de Lisboa.

    Lembra te disto: E PLURIBUS UNUM (google se não conheces a definição)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu estou de acordo na medida em que o escriba, que é um anti benfiquista primário, devido à sua enorme ignorância e um conjunto de frustrações pessoais gosta de confundir os conceitos e os fenómenos sociais para os adaptar e fazer propaganda da sua agenda privada.

      As pessoas perdem a faculdade de ver "The Big Picture", esquecem-se que os tempos mudaram de uma forma dramática, as pessoas mudaram, a sociedade mudou muito, as novas gerações que são agora a grande massa benfiquista tem outros interesses, há a internet, as redes sociais, a família tem muito mais importância, os pais agora já tomam conta dos filhos, já ficam em casa, o que não acontecia antes quando os pais saiam de casa para os cafés e para os estádios nas horas vagas para não ter de aturar a mulher e os filhos. Existem muito mais desportos, as pessoas são muito mais activas. Tudo mudou.

      Se o Benfica está mais ou menos desumanizado não sei pois para isso primeiro tínhamos de definir o que é "desumanização" o que ainda ninguém fez.
      A grande pergunta e a mais importante que os benfiquistas deviam fazer era se a sociedade está melhor ou pior do que há 30, 40 ou 50 anos. O Benfica estando inserido dentro dessa sociedade e fazendo parte dela não se pode alhear dela pois é um microcosmos e o seu espelho. A minha opinião é que a sociedade está muito melhor.

      Mas existem sempre os "Velhos do Restelo", aqueles que perderam o poder ou que já não o conseguem alcançar, interessados em puxar o tempo para trás para poder manter as regalias que tinham mas que agora já não tem. São os deserdados do Benfica e da sociedade que eu espero se percam para sempre nas brumas do passado para nunca mais voltar.

      Eliminar
    2. Com todo o respeito, vai tu. Quem és tu para falar em nome dos benfiquistas? Eu falo em nome daqueles que mesmo indo ao estádio e partilhando os lugares ao lado no cativo, não são cegos e percebem o divórcio entre adeptos e clube. Aqueles que antes e depois do jogo se juntam nas roulotes a debater o jogo e o clube. Se calhar tu não sabes o que isso é.

      Falta acima de tudo paixão. Não por parte dos adeptos mas da parte de quem dirige o clube.

      O centro das atenções não é o clube nem os seus objectivos.
      É a promoção da imagem do presidente, com a sua cara em todo lado como símbolo de todas as campanhas do clube, e a promoção de um treinador que hoje está aqui mas amanhã pode estar do outro lado da barricada, sem qualquer remorso ou sentimento contraditório.

      Foram inúmeras as declarações de Coluna e Eusébio, símbolos de um Benfica dominador e ganhador, a se colocarem abaixo do Benfica na sua importância. Repetiram vez após vez que não era o Benfica que lhes devia nada mas eram eles que deviam tudo ao clube e aos adeptos.

      Hoje inverteu-se esse paradigma. Parece que o clube é que tem que estar grato de A ou B existirem. Parece que A ou B é que fundaram o Benfica quando a conta do que andam a fazer está totalmente por pagar. Como as PPP's do que agora está em prisão preventiva, que começaram este ano a sair dos bolsos de todos os contribuintes.

      Os adeptos entendem, como um todo, onde há e não há paixão pelo clube.
      O Sport Lisboa e Benfica existe em todo o mundo. Mas não me venhas dizer que são os adeptos de Lisboa que são diferentes porque os benfiquistas são iguais em todo o lado.

      Eliminar
    3. Ah agora da para discutir. ;) Para mim não passa de uma impressão que eu não partilho.

      Dizes Coluna e Rei Eusebio, eu digo te David Luiz, Garay, Fabio Coentrao, etc... nenhum destes se meteu a frente do Benfica. E nenhum dos teus nomes teve de lidar com a realidade do futebol de hoje.

      Amigo, o problema em viver no passado, é que mais o tempo passa, mais as más recordações transformam se em detalhes.

      Eu conheci o Benfica com operações coração e à partir dai tudo foi melhorando. Eu vejo o copo a encher e tu a esvaziar, mas não consigo perceber porque.

      Eliminar
    4. És maluco pah!! Comparar David Luiz ou qualquer outro do passado recente com um Coluna ou Eusébio?! Queres a realidade do futebol daquela altura? Sem cartões, com bolas de futebol pesadas, e mesmo assim eram fantásticos. Quantos destes meninos hoje aguentavam uma entrada daquelas que o Eusébio sofria? É melhor mesmo não ires por aí.

      Eu conheci o Benfica muito antes das operações coração. Se calhar essa é a diferença. As operações coração lançadas pelo pior presidente da história do clube.

      Eliminar
    5. Das, quando não queres perceber és chato. Comparei declarações de jogadores sobre o Benfica não o talento deles. Vês que vives no passado ?
      E o que eu queria dizer ao falar nas operações coração, foi que eu comecei a amar o Benfica quando perdia tudo e estava falido. As minhas primeira recordações do Benfica era a falência, as tuas são de quando o Benfica estava no topo.
      Isto explica certamente a diferença do nossos pontos de vista hoje. (2014 ;) )

      Eliminar
    6. Claro que não conhece o lema do nosso clube.....
      É preciso ter uma grande lata vir falar de benfiquismo quando passa a vida a falar mal de tudo e de todos...
      Aliás, faço-lhe aqui um desafio, SÓ UM.
      Diga lá oh sombras, UMA COISA, apenas UMA COISA POSITIVA deste MEU clube que é o Benfica nestes últimos anos.

      Com s meus antecipados agradecimentos

      RA

      Eliminar
    7. O pior presidente da história do clube, foi o da operação coração!?!?!?!?!? A MINHA ALMA ESTÁ ESPANTADA! Atão não é o LFV?!?!?!?!?!?!?
      Para não falar do VA esse paradigma da honestidade que nunca te vi a dizer uma palavra sequer sobre a sua magnífica gestão....

      Foi desta que me cativaste de vez, para vir aqui sem falat para me rir um pouco....

      RA

      P.S.
      Só um pequeno comentário, também sou do tempo do jardim do regedor, fui atleta do clube num dos períodos mais difíceis da sua história, quando a maioria dos atletas debandaram do clube em busca de um prato de lentilhas, mas isso não me faz mais benquista que os milhões que existem, mas se é que te importa de alguma maneira a opinião dos outros, ....
      Cuidado com esses saudosismos bacocos... Como disse atrás, sou um velho, mas não ainda suficientemente senil, para não ver que a realidade e o contexto actual não tem nada a ver com o que se passava 30 ou 40 anos atrás.

      Eliminar
    8. Padrinho, eu vi um Benfica à Benfica durante muitos anos. Tu viste um Benfica à Sporting e por isso compreendo o que pensas.

      Eliminar
  4. Se ao menos a direcção tivesse feito um protocolo com a CP para trazer benfiquistas de todo os cantos do país a preços óptimos e em clima de comunidade e festa.

    E se tivessem colocado os bilhetes para o pavilhão a 2€ para sócios? Assim só precisavam de uma moedinha para entrar.

    E se tivessem feito cortes nos Redpass para chamar mais gente? Ou se tivessem criado um Redpass já com todos os jogos? Isso é que era bom.

    Também podiam ter criado um bilhete família, e criado uma zona na Luz em dias de jogos só de comes e bebes e animação para juntar os adeptos.

    Toda a gente sabe que se não fosse a malvada direcção o estádio e os pavilhões estavam cheios, como acontecia na antiga Luz que tinha sempre 70 mil em todos os jogos e os pavilhões a abarrotar. Infelizmente destruíram esse grande benfiquismo militante. Agora a média nos jogos do campeonato é de 43 mil. Porca miséria!

    Enfim, tanta coisa que a direcção podia ter feito, mas só estão interessados no betão.

    Para os mais distraídos o betão desta direcção resume-se ao Caixa Futebol Campus (desde 2003 é a única obra que fizeram esses grandes patos bravos!!!). De resto já existia tudo, mas vá lá, remodelaram o espaço do Museu, esses sacanas.

    Quanto ao CFC, todos sabem que só foi feito para agradar às Somagues, pois não havia nenhuma necessidade de ter mais relvados. Podiam perfeitamente treinar atrás das balizas da Luz.

    E agora os patos bravos ainda tiveram a lata de construir mais relvados para - alegadamente - ter melhores condições para o plantel e a formação. Quantos são precisos? 50? 100? Suspeito que o Seixal visto do espaço é um grande rectângulo verde. Isto só pode ser responsabilidade do lagartão do Domingos Soares Oliveira. Só vê verde à frente!

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou totalmente de acordo! Assino por baixo! Continuam a trabalhar para a destruição do clube de tudo o que os antigos benfiquistas - os verdadeiros! - fizeram pelo clube!

      Eliminar
    2. Podias ter rebatido o que escrevi, mas preferiste ir pelos lugares comuns. Olha já agora podes verificar em que ponto estão as promessas feitas aos sócios nas últimas eleições?

      Eliminar
    3. Sendo verdade o que refere, deveríamos então perguntar-nos porque é que as pessoas, apesar de todas essas facilidades, não vão ao estádio ou aos pavilhões?

      Dir-me-á que a culpa é da crise económica. Será também. Mas aqui ao lado em Espanha, com 26% de desemprego, os campos parecem sempre cheios e os pavilhões também, pelo menos no basquetebol.

      Pode-se também argumentar com a "mudança dos tempos e interesses das pessoas". Também terá influência, mas basta ao fim de semana ver as transmissões dos jogos de Inglaterra, Alemanha, Holanda, para perceber que nesses Países, e muitos outros, o interesse pelo futebol não desapareceu e com bilhetes a preços elevados.

      Desde miúdo me habituei a ver tudo (até o rugby, ténis de mesa ou o hóquei em campo já desaparecido). Hoje em dia, para além do futebol, ainda vou com alguma regularidade ver o basquetebol e o voleibol. Já não me consigo lembrar da última vez que o pavilhão estava lotado.

      Não sei o que se pode fazer para alterar isto. Mas que é verdade é. E não só em Lisboa. No próximo fim de semana jogamos em Coimbra. Se estiver meio estádio já será muito. Há uns anos atrás o Municipal enchia sempre quando lá iamos.

      Isto é preocupante. E acentua-se todos os anos. Apesar de alguns não o quererem ver.

      Eliminar
    4. JCM, esses são argumentos demolidores mas aos quais não vais obter resposta. Pois é claro o afastamento dos adeptos do clube. Esta negação em que vive uma pequena franja dos adeptos faz lembrar aquela técnica de realização que para dar o ar de que um recinto está cheio filma só a parte onde estão pessoas.
      Será que não se preocupam com isto?

      Eliminar
  5. Certamente a crise económica e financeira portuguesa está a ter sua influência nas assistências médias no Estádio da Luz(assim como no possível aumento de sócios e venda de produtos licenciados do clube), basta ver os seguintes dados oficiais:

    - quase metade dos desempregados em Portugal não tem acesso a qualquer subsídio estatal neste momento
    - da população activa e empregada um terço ganha 600 euros por mês, e ainda temos que contabilizar os que ganham menos do que isso, até chegarmos ao salário mínimo nacional, e aos empregados a tempo parcial
    - há que ter em conta também o valor das portagens e custo dos combustíveis, para quem mora mais longe de Lisboa

    A solução aqui, fora as excelentes iniciativas já realizadas pelo nosso clube, de redução do preço médio dos bilhetes, Red Pass, e a criação do Bilhete Família, passa pelo Benfica criar um desconto adicional para sócios e adeptos, que comprovem na compra do bilhete que estão desempregados, e outro desconto menor para os que comprovem ganhar o salário mínimo nacional.Também incluiría no mesmo escalão de desconto do salário mínimo nacional os adeptos com comprovativo de residência na Madeira e Açores que se desloquem ao Estádio da Luz, de forma a compensar o custo da viagem de avião, e o possível alojamento em Lisboa, incentivando viagens grupais de apoio insular ao Benfica.
    A nível do território continental o Benfica já organiza com a CP o Comboio Benfica, que tem tido excelente adesão(especialmente a partir do Norte), e as Casas e Filiais do Benfica(mesmo as localizadas fora de Portugal), têm-se dinamizado bastante através de excursões, seja de camioneta, ou de avião.Talvez a Benfica Viagens, e a sua nova imagem de marca, Nuno Gomes, possam dar um incentivo adicional aos benfiquistas residentes no estrangeiro, através de pacotes de descontos.
    E ainda temos uma base de apoio apreciável de sócios e adeptos estrangeiros, que salpicam as bancadas em todos os jogos na Luz, sem esquecer também as claques organizadas, que fora a situação ignóbil dos petardos, se têm mostrado à altura do Benfica.
    Portanto, chegados aqui, e mesmo com todos os factos a favor e contra que enumerei, acredito que o Benfica tem a capacidade de ter pelo menos uma média superior a 50 mil pessoas por jogo na Luz, ao final de cada época, entre todas as competições disputadas, e aqui a grande falha de apoio tem que ser apontada aos benfiquistas residentes nos distritos de Lisboa, Setúbal e Santarém:

    - Distrito de Lisboa - 2 244 799 habitantes
    - Distrito de Setúbal - 866 794 habitantes
    - Distrito de Santarém - 465 701 habitantes

    Sendo a população total de Portugal(segundo dados do INE de Outubro de 2013) 10 487 289 habitantes, nestes três distritos em que as capitais dos mesmos se encontram a menos de uma hora de carro do Estádio da Luz(e com o maior número de alternativas de transporte no nosso território), e em que as estimativas apontam para uma percentagem de 60% de benfiquistas na população total dos mesmos distritos, temos a residir 3 577 284 habitantes.Mais que suficiente, para mesmo com condicionantes financeiras, climatéricas, margens de segurança impostas pelas entidades que organizam as competições, e bilhetes para equipas adversárias, estarem os tais 50 mil benfiquistas por jogo.
    Tem é que haver menor comodismo e maior paixão e militância, a tal raça, querer e ambição, também por parte dos sócios e adeptos, em prol do Sport Lisboa e Benfica.

    E quanto aos pavilhões, ainda pior, e totalmente contra a aposta vincada do Benfica no ecleticismo.Preços apelativos, especialmente para sócios, e horários organizados, tanto para quem vai ao futebol, como visitar o Museu Benfica Cosme Damião.
    Mais uma vez, está na mão dos sócios e adeptos, não apenas da direcção do Benfica, dinamizar e levar ao seu expoente máximo as modalidades do Sport Lisboa e Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subutai, dás boas sugestões mas se reparares grande parte das promessas das últimas eleições, no que à relação com os sócios diz respeito, cairam no esquecimento. Não é prioridade desta direcção encher o estádio.

      Se a grande Lisboa tem 3mais de 3.000.000 de habitantes, não achas ser sintomático que o Benfica não consiga colocar na Luz mais de 30 mil de forma regular?
      Como dizia o JCM em cima, a crise afecta também o resto da Europa. Porque nos outros países os estádios continuam quase lotados?
      A questão resume-se à paixão pelo clube. Esta direcção tem afastado consecutivamente os adeptos do clube. O passar do tempo confirma isso. Os números não enganam.

      Repara que não são os adeptos que se têm que motivar para ir ao estádio. Os adeptos têm que ser motivados a fazê-lo e têm que ver no clube um reflexo da sua paixão. Falta isso. Os adeptos olham para o clube e vislumbram uma corte a apajar o presidente. O Benfica tem neste momento um culto de imagem de Luis Filipe Vieira e a maioria não se revê nisso. Logo afastam-se.

      Eliminar
    2. " O Benfica tem neste momento um culto de imagem de Luis Filipe Vieira e a maioria não se revê nisso. Logo afastam-se. "

      Esta eu vou guardar; nunca se sabe quando vai surgir a oportunidade da " minoria" vir a esfregar-te com tal frase nas trombas !

      Eliminar
    3. Anónimo, trombas tens tu e os teus.

      Eliminar
    4. Faltou acrescentar mais qualquer coisa, que me abstive de escrever por respeito aos outros leitores!.Prefiro ter trombas e andar de costas direitas, do que fazer as tristes figurinhas que tu fazes... néscio !

      Eliminar
    5. Não tem nada haver com a paixão dos adeptos, basta ver isto: http://sercampeao.com/
      O Benfica tem paixão para dar e vender, triste é muito benfiquista ter que escolher entre ter casa, água, luz, gás e comida, ou ser sócio do clube, ver um simples jogo ao vivo, ou ter uma assinatura da Benfica TV.
      O JCM falou de Espanha, que está em crise, mas vocês não têm percepção da diferença do que é crise em Espanha, e em Portugal.
      Façam favor de ir verificar o salário mínimo espanhol, o salário médio espanhol, o valor do subsídio de desemprego/rendimento social de inserção, e os seus prazos de duração, e depois calculem o custo médio de vida em Madrid/Barcelona, por exemplo.É fácil falarem, mas eu tenho família espanhola.
      Quanto a Inglaterra, Alemanha, Holanda, relativamente ao que ganham , os bilhetes são muito acessíveis, basta recordar que tens bilhetes para jogos da primeira liga alemã e holandesa, a valores inferiores aos da liga portuguesa!Mais uma vez não há comparação que possa ser feita com Portugal.


      Carrega Benfica!

      Eliminar

  6. Quero acrescentar que, sendo todas as épocas da história importantes para o Benfica, esta epoca 2014/2015 assume-se como crucial, pela questão dos direitos televisivos(centralizados ou não), e pela busca dos melhores patrocinadores internacionais(para as camisolas, bancadas, publicidade estática, naming do estádio e pavilhões, Benfica TV, centro de estágio, etc).

    Quanto maiores assistências por jogo tivermos no Estádio e Pavilhões da Luz, quantos mais sócios tivermos(e ser Sócio Correspondente é um valor ao alcance de uma grande percentagem de benfiquistas, pela questão da distância em quilómetros a que residem da Luz, e ainda temos a valores inferiores a esta, as categorias Infantil, Menor e Efectivo Reformado), quanto mais assinaturas tiver a Benfica TV, Jornal O Benfica e Mística, quanto mais visitantes tiver o Museu Benfica Cosme Damião, quanto mais Casas e Filiais existirem, quanto mais escolas Geração Benfica abrirem, quantos mais produtos oficiais o Benfica vender, maior será a margem de rentabilização(ou margem negocial em caso de centralização) dos direitos televisivos, melhores e mais rentáveis serão os patrocinadores(muitos serão estrangeiros, e fora do universo da Lusofonia, que é onde temos o maior potencial de crescimento), e melhores serão as taxas de juros e prazos de pagamento dos empréstimos junto das instituições bancárias.

    Portanto, e voltando à questão das assistências na Luz, está tudo interligado, o clube será tão melhor, quanto os sócios, adeptos e simpatizantes do Benfica quiserem que seja.
    Para isso é necessário associativismo e fervor clubístico: E Pluribus Unum.

    Parece-me que o presidente sabe bem disso:
    Luís Filipe Vieira: "A essência do Clube são os seus Sócios"
    http://www.slbenfica.pt/noticias/detalhedenoticia/tabid/2788/ArticleId/39362/language/pt-PT/Luis-Filipe-Vieira-A-essencia-do-Clube-sao-os-seus-Socios.aspx

    " Chove? Faz frio? Faz calor? Que Importa, nem que o jogo seja no fim do mundo, entre as neves das serras ou no meio das chamas do inferno...
    Por terra... Por mar... Ou pelo ar, eles ai vão os adeptos do Benfica atrás da equipa... Grande... Incomparável... Extraordinária... massa associativa!
    É esta a Mística do Benfica."

    Béla Guttmann

    Carrega Benfica...e benfiquistas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subutai desde já o meu sincero agradecimento por elevar o nível de discussão sobre um assunto da maior importância para o Universo Benfiquista. Os seus dois comentários contêm elementos muito importantes para quem quer discutir este assunto com elevação e sem qualquer preconceito e ódio como alguns têm a esta direcção e ao presidente do SLB. Como tudo na vida nem tudo é preto, nem tudo é branco; mas há uns que toldados pelo ódio cego, passam a vida na escuridão da sua estupidez e ignorância e assim entram pelo desvario de querer associar as menores assistências nos acontecimentos desportivos do Benfica em casa, pois fora é ver os estádios, campos e pavilhões abarrotar de Benfiquistas, com o afastamento dos sócios em relação a esta direcção. Esta direcção e este presidente que tem sido eleito com uma larga maioria de votos dos mesmos sócios, sócios e adeptos esses que já são mais de 300 mil que assinam a BTV e que época após época continuam a fazer o estádio da luz como o estádio com maior assistência média em Portugal.
      Acho ridículo quando alguém quer comparar a realidade dos tempos do terceiro anel com os actuais a todos os níveis, sejam estes desportivos ou sociais... típico de um qualquer velho do Restelo. Só mesmo um ignorante ou uma pessoa de má índole é que pode evocar os tempos de 3 anel para querer comparar realidades diferentes, o 3 anel, para quem não sabe foi um sonho de betão realizado por Fernando Martins que destruiu uma equipa de futebol e deu a mão a Pinto da Costa para ter os meios para o concretizar, a ideia dele sempre foi de ter mais Benfiquistas no estádio e a melhor forma era baixar os preços dos bilhetes, mas para manter ou aumentar as receitas tinha aumentar o número de lugares disponíveis e assim nasceu o terceiro anel que eu conheci bem e quase foi a minha casa durante anos, havia jogos e alturas que nem mais uma agulha lá cabia, havia outras como,foi,e hoje é natural, a assistência prevista e real era de modo a que a direcção encerrasse determinados sectores... mas como falei o ódio,cega e estupidifica o mais sábio dos seres.

      Inês Pires

      Eliminar
    2. Subutai, há um erro crasso na análise que fazes.

      Os únicos que têm a obrigação de fazer seja o que for são os que são pagos para tal. São os que se candidataram e foram eleitos para tal. Esses têm obrigações.

      Os acionistas da SAD têm obrigações. Os administradores têm obrigações. Os jogadores têm obrigações. Os treinadores têm obrigações. Estar no Benfica devia ser uma honra para eles e não o contrário.

      Os adeptos não têm obrigação de nada. Pagam para verem corporizada em campo a sua paixão. Gastam dos seus recursos para verem nos pavilhões espelhado o seu amor ao clube através da entrega total de todos os que são remunerados para representarem o clube.

      Os adeptos só precisam que lhes alimentem a alma. Que os estimulem e entusiasmem com vitórias, mas também com entrega, zelo, profissionalismo a toda a prova.
      Os adeptos têm que conseguir ver nas pessoas que temporariamente estão no clube todo o empenho em lhes devolver em sucesso desportivo tudo aquilo que os adeptos dão ao clube.

      Quando isso não acontece, dá-se isto. O desencanto. Os benfiquistas estão desencantados com o seu clube.

      Quando gente como o rapaz que escreve no masculino mas assina Inês Pires vem com tretas da obra do terceiro anel tentando desvirtuar a história, percebe-se que está mais em jogo.
      Para informação "do Inês", o fecho do terceiro anel custou 250 mil contos e não foi pago por Fernando Martins. Foi pago pela direcção do Senhor João Santos, um benfiquista a toda a prova e que em 3 anos cumpriu a sua promessa eleitoral de um Benfica europeu. E ainda deu muitas dores de cabeça pois por não ter sido pago a tempo e o clube ter sido alvo de uma penhora por parte da Teixeira Duarte.

      A "Inês" devia era ter lembrado a campanha de construção do antigo Estádio da Luz, essa sim um exemplo de benfiquismo puro onde os sócios suportaram uma quota suplementar para ajudar ao esforço financeiro, bem como contribuíram com trabalho braçal e com a famosa "Campanha do Cimento". Isso tudo em nome da glorificação do clube e não de qualquer dos seus dirigentes ou atletas.

      A desonestidade, cara espécie de Inês, é que estupidifica. Nisso a "Inês" é um exemplo.

      Eliminar
    3. Águia Preocupada25/11/14, 18:31

      Minha cara Inês Pires (ou serás o Pedro Guerra? Hum!) apenas uma correcção! O terceiro anel não foi um sonho de betão de Fernando Martins... Ele, limitou-se a concluir, repito: CONCLUIR! o terceiro anel que apenas existia do lado nascente do estádio. E este, o primeiro, o original, é que sempre foi o MÍTICO TERCEIRO ANEL! Quando se falava do terceiro anel, não era como um todo, mas sim o que durante a maior parte da vida do antigo estádio, intimidou e mesmo "aterrorizou" muitos adversários! Por acaso conheces a história que Mozer conta sobre a visita do Marselha a Lisboa?
      Não é bonito mentir e muito menor deturpar a história!

      Eliminar
    4. Segundo reza na história do Glorioso lida que não vivida pelo Shadows, " o fecho do terceiro anel custou 250 mil contos e não foi pago por Fernando Martins. Foi pago pela direcção do Senhor João Santos " ; agora segundo a história do Glorioso lida pelo Águia, afinal foi o falecido presidente Fernando Martins que CONCLUIU repito CONCLUIU... vejam lá se chegam a alguma conclusão. Aproveito para elucidar o Shadows que ao contrário do que ele insinua, o presidente João Santos ficou ligado sim ao projecto das novas urbanizações junto à cidade desportiva, da autoria do arqto.Tomás Taveira que nunca avançaram; daí que nada de especial tivesse deixado,em termos de obras relevantes. Durante o segundo mandato, e acusado por muitos de falta de pulso, viu ser-lhe negada em Assembleia Geral uma proposta para que lhe fosse atribuída a "Águia de Ouro" julgo eu que será até caso único na história do clube...
      Isto é o que consta no livro que eu li da história da velha Catedral, provávelmente também estarei enganado... Who Knows :)


      Porteiro do Inferno

      Eliminar
    5. Águia Preocupado, quem é esse Pedro Guerra!!!! Já li aqui umas referências ao dito cujo, mas sinceramente nem sei quem é. Mas pelo visto e pela continuação do seu comentário a fazer juízos de valor errados sobre as pessoas de que não conhece de lado nenhum; só uma pessoa de má índole poderia de chamar uma outra de mentirosa por causa de um preciosismo ou até porque poderia estar mal informada. Mas não é o caso de facto em relação ao terceiro anel a ideia não foi de F. Martins, pessoa de quem fui amiga e que só fiz a referência á sua amizade com Pinto da Costa para relembrar que essa sim foi uma amizade que deu em aliança que quase nos fez perder de um dia para o outro o Alves e Chalana para o Boavista por uma tuta e meia... não sei se está lembrado; mas adiante na verdade e repondo os factos a ideia de F. Martins foi fechar o terceiro anel... E por isso se vendeu o Chalana ao Bordéus, como também deve estar lembrado... quanto ao Mozer... Sei bem quem é e do qual também tenho o prazer de o conhecer e ser amiga desde da sua primeira época de Benfica.

      Inês Pires

      Eliminar
    6. Shadows,e tu como sócio(não acredito que sejas)tens obrigação de abrir os olhos para a realidade.Sempre a cascar nesta direcção.«...que a maioria não se revê.Logo se afastam»Pois viu-se na ultima assembleia quantos votaram contra o relatório de contas.

      Eliminar
    7. Porteiro, mas eu disse onde que o Fernando Martins construiu o terceiro anel inteiro...? Por aquele preço só se fosse um preço de saldos!
      E mesmo assim, para quem não tem noção, 250 mil contos era uma fortuna.

      O Senhor João Santos prometeu objectivos desportivos e não obras de betão. Viu o seu braço direito, o senhor Jorge de Brito tirar-lhe o tapete e assumir o protagonismo para concretizar o seu sonho de ser presidente do Benfica, coisa que conseguiu.
      Eu não preciso de ir ler livros sobre esta parte da história do Benfica. Eu assisti a ela.

      Fernando, Foram quantos dos 235 mil sócios? Diz lá esse número maioritário.

      Eliminar
    8. Mas se muitos destes 235 mil não se revêm no presidente como tu dizes porque não vão votar contra?

      Eliminar
    9. Não tens nada que agradecer Inês Pires, só dei a minha opinião, baseada em factos, e qualquer comentário que faça sobre o Benfica, será sempre por amor ao clube, e porque penso estar a argumentar com outros benfiquistas, de forma democrática, e com o objectivo de elevar o clube a patamares superiores.

      Shadows dixit:
      "Os únicos que têm a obrigação de fazer seja o que for são os que são pagos para tal. São os que se candidataram e foram eleitos para tal. Esses têm obrigações."

      "Os adeptos não têm obrigação de nada. Pagam para verem corporizada em campo a sua paixão. Gastam dos seus recursos para verem nos pavilhões espelhado o seu amor ao clube através da entrega total de todos os que são remunerados para representarem o clube.

      Os adeptos só precisam que lhes alimentem a alma. Que os estimulem e entusiasmem com vitórias, mas também com entrega, zelo, profissionalismo a toda a prova.
      Os adeptos têm que conseguir ver nas pessoas que temporariamente estão no clube todo o empenho em lhes devolver em sucesso desportivo tudo aquilo que os adeptos dão ao clube.

      Quando isso não acontece, dá-se isto. O desencanto. Os benfiquistas estão desencantados com o seu clube. "


      Cosme Damião dixit:
      “O Sporting tem dinheiro. Nós temos dedicação. No imediato o dinheiro vence a dedicação. No futuro, a dedicação goleia o dinheiro.”


      Béla Guttmann dixit:

      " Chove? Faz frio? Faz calor? Que Importa, nem que o jogo seja no fim do mundo, entre as neves das serras ou no meio das chamas do inferno...
      Por terra... Por mar... Ou pelo ar, eles ai vão os adeptos do Benfica atrás da equipa... Grande... Incomparável... Extraordinária... massa associativa!
      É esta a Mística do Benfica."


      E agora concluo eu: o clube foi criado por sócios, e para os sócios, e vive, cresce, e ganha com a dedicação e presença física dos mesmos, sempre foi assim, e sempre será, para bem do Benfica.Essa é a obrigação!
      E tudo o que argumentei nas minhas duas principais respostas acima, foi quanto à situação das assistências médias no Estádio e Pavilhões da Luz, porque tudo o resto, está vivo, e bem vivo: http://sercampeao.com/
      E parece-me que a direcção tem cumprido com a sua obrigação, neste mandato, a nível desportivo, e depois de muitos anos a trabalhar tanto o futebol, como as modalidades, tanto o nível profissional, como a formação.
      Exije ao presidente resultados(e as promessas eleitorais), quando for concluído o actual "Mandato Desportivo": http://www.publico.pt/noticia/vieira-promete-mandato-desportivo-para-ganhar-campeonatos-1388945

      Carrega Benfica!

      Eliminar
  7. E como referiu o Santos, e bem, desde esta época tens uma zona de convívio no exterior do Estádio da Luz, no dia de jogo, fora que os convívios em restaurantes no próprio estádio continuam bem vivos.
    Aqui tens um exemplo pleno de emoção e fervor benfiquista: 99 anos de Amílcar Oliveira festejados ao almoço
    https://www.youtube.com/watch?list=UU8zrah5cNf2c3jKKeD_Z3fw&v=QfOJonwCfAw
    Em foco na Benfica TV, como não podia deixar de ser.
    Mais Amílcares Oliveiras houvesse!

    Carrega Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não compares o incomparável. Ou não te lembras do que era o convívio no antigo complexo em todos os aspectos, ou não o frequentaste.

      Eliminar
    2. Restaurantes a preços acessíveis(nunca foram almoços grátis certamente), como continua haver, menor disponibilidade financeira por parte dos adeptos, como existe actualmente.
      Agora o facto é que, continuam a existir vários almoços de convívio na Luz, entre sócios, ex jogadores, ou simples adeptos, e não são todos indivíduos abastados.
      Tens o exemplo aqui mesmo: Amílcar Oliveira: 75 anos a fazer ginástica no Benfica, e ainda não se acomodou!
      O que mudou é que a equipa, e os escalões de formação não estão todos os dias junto ao Estádio da Luz, isso é garantido.
      E fica a sugestão: se te inquieta tanto a suposta ausência de convivíos na Luz, em vez da crítica destrutiva, e vazia de intentos, aproveita a exposição que tens na internet, e através do blogue dinamiza tu próprio almoços e jantares, assim já aproveitas para transformar a tua insatisfação pessoal em algo positivo.
      Ou, vais-te acomodar numa espiral negativa?
      Volto a repetir:mais Amílcares Oliveiras houvesse!

      Carrega Benfica!

      Eliminar
  8. E já que estamos a falar em benfiquismo VERDADEIRO, podes meter aqui um link por favor com o teu ultimo artigo que escreveste a mostrar o TEU benfiquismo ??
    Sabes um artigo de mais de 3 linhas, um pouco como este. Tens uma tribuna enorme aqui e não acredito que nunca tenhas escrito um simplesmente para mostrar a blogosfera o teu VERDADEIRO benfiquismo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro padrinho, o meu benfiquismo não precisa de propaganda. Defendo o clube como acho que deve ser e apenas devo explicações à minha consciência e essa anda sempre muito tranquila.
      Benfiquismo que defende outras coisas que não o clube...não obrigado.

      Eliminar
    2. Hi hi hi apanhaste vergonha porque viste que não foste capaz de escrever NADA de positivo do teu suposto clube preferido. :) :) :) Claro que deves explicações à nos todos que nos damos ao trabalho de ler os teus artigos. Afinal escreves para quem ?

      Sejamos honestos, ao tempo que aqui criticas o Benfica, artigo após artigo não conseguiste escrever UM único artigo positivo ???

      Faz uma introspeção amigo sombra. Porra até o teu nome e foto vão para o negativo.

      Eliminar
  9. Por acaso nunca te ocorreu que um dos motivos é a falta de dinheiro, mas também que a vida de hoje é outra, com muitos mais afazeres, e embora benfiquistas, temos uma vida que não é só Benfica, a maior parte das pessoas hoje em dia acompanha muitos mais os filhos e as suas necessidades que à uns tempos atrás. A luta do dia a dia pela sobrevivência de uma família é hoje em dia uma prioridade! Pensa sobre isso.... actualiza-te.... e não vale tudo....

    António Cardoso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António Cardoso, os espanhóis, os alemães, os ingleses ou os holandeses não são pais ou mães? Não têm família? Devem ser uns bandalhos pois esses enchem os seus estádios.

      Eliminar
    2. Queres comparar o nível de vida ou o poder de compra deles com o nosso?

      Eliminar
    3. Outra comparação idiota, comparando o poder de compra das famílias portuguesas com as dos ingleses e alemães igual à comparação entre o poder de compra do Bayern e do Benfica.
      Sabiam que os portugueses, apesar de terem uma meteorologia muito mais favorável ao ar livre do que os outros países da Europa, são o povo da Europa que mais tempo dentro dos centros comerciais? Antes de falar deviam era informar-se para não mostrarem ignorância que causa dor de dentes e de cabeça a quem lê.

      Eliminar
    4. E comparar o preço dos bilhetes face ao que auferem de forma média nos países?

      Eliminar
  10. "O verdadeiro benfiquismo não se alicerça em betão." -> Não, mas até foram os benfiquistas que contruiram o 3º anel... aí já era benfiquismo...

    Se tu não viesses desvalorizar nada é que era de admirar... chega o betão? Não. Mas sem ele também não vamos a lado nenhum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foram os benfiquistas que o pagaram, Troza. Mas tu nem deves fazer ideia do que era o 3º anel.

      Eliminar
  11. A falta de público afecto ao SLB deve-se a vários factores, um delrs e mt importante é a Conjectura económica e social actual do País!
    A segunda de facto deve-se a uma direcção que prometeu(em campanha eleitoral) a massa associativa algumas regalias que até a data não foram realizadas e não se vê no horizonte que venham a fazer, como baixar REd passes, facilitar o acesso as claques aos recintos desportivos para apoiar o clube, sejá em regalias de transporte ou de outra ordem. Não que eu apoie que as claques tenham um direito diferente dos restantes sócios, mas ninguém pode desmintir que está época sejá em que modalidade for, em particular as de pavilhão (futsal/andebol/Oquei/voleibol) e por ái fora tem se registado mts insultos e agressões a atletas ou simpatizantes,sócios do Benfica a norte do mondego por notória evidencia de pessoas organizadas e com o intuito de o fazer, estão a tentar condicionar os atletas através da intimidação a roçar ou colocando em pratica violencia, este ano de 2014/2015 mais do que em todos os outros anos anteriores, terá sido porque na época anterior as modalidades do Benfica maior parte delas foram campeãs nacionais!?

    O que eu sei é que até a data a direcção tem lidado mal com este assunto, pois tem observado mt falado um pouco, depois das conquistas, mas agido pouco, no sentido de que uma massa humana de respeito nos pavilhões (claques) colocara em sentido quem pretende apenas fazer o mal!

    Quem não encontra oposição é sempre um valente, mas com oposição fácilmente passa a um cobarde!

    Ps: Faço votos que a violência não se repita nos pavilhões, mas tb faço votos que a direcção deixe de pensar no assunto e ajá de forma concertada e realista para o que se está a passar antes que isso afecte tb as épocas desportivas das modalidades.

    Ass: Madskinn

    ResponderEliminar
  12. João Silva25/11/14, 11:28

    Muito se critica aqui o fim dos treinos abertos aos sócios e demais espectadores.
    Sendo que o treino no desporto em geral e no futebol em particular assume cada vez maior importância, e que o nosso treinador assume um esquema/modelo de jogo extremamente complexo só perceptível pelo trabalho semanal, vulgo treino, convêm que, à semelhança da esmagadora maioria dos clubes actuais, nacionais, europeus e mundiais, se feche esse momento a possíveis olhares indesejados. Digo eu do alto do meu benfiquismo não militante!

    ResponderEliminar
  13. Relativamente ao edifício da Rua do Regedor, o Benfica podia aproveitar o mesmo?Sim.
    Mas, e onde está o teu destaque na difusão do benfiquismo e responsabilidade social do clube, em vários distritos do país, não apenas em Lisboa, localizado num só edifício, da Fundação Benfica, instituição de utilidade pública? http://fundacao.slbenfica.pt/
    Creio que é bem mais eficaz na captação e aglomeração dos benfiquistas, do que um edifício centralizado, numa só cidade, Lisboa. https://www.youtube.com/watch?v=WCN9m2knIeI&index=4&list=UU8zrah5cNf2c3jKKeD_Z3fw
    O mesmo edifício pode, quanto a mim, servir para sede da própria Fundação Benfica, sendo que o presidente já referiu que um local para o convívio dos sócios, fora dos dias de jogo, será criado dentro do próprio Estádio da Luz.
    Os treinos são, e muito bem à porta fechada, o Benfica é uma equipa profissional, e o segredo é a alma do negócio.
    Existem imensas oportunidades para conviver com os jogadores, seja em eventos ao vivo(para não pagantes), ou pela internet, como as perguntas e respostas, ainda bem recentemente com Salvio e Jonas.
    Também podias falar dos projectos mais próximos: expansão do Caixa Futebol Campus, Casa do Jogador, Rádio Benfica, colégio para os escalões de formação, e expansão do hotel.
    Parecem-me bem mais que motivos suficientes para os benfiquistas estarem motivados e agregados.

    Carrega Benfica!

    ResponderEliminar
  14. Eu ate curto ler todos blogues on line, mas nao estou nessa de ir ao estadio como o meu pai gosta. Qual e a logica, na televisao da para topar tudo melhor. E a perda de tempo em ir ao estadio da para jogar na consola e curtir o clube na net.

    ResponderEliminar
  15. O "benfiquismo militante" é feito por aqui e em mais alguns (meia-duzia) blogues que têm como missão fazer guerra às estruturas internas do SLB. Uma guerra que é apoiada pelos pasquins e o aplauso dos brunalgas e peidosos.

    Nem percebo a falta de assistencia ao jogo de andebol. É que só os militantes benfiquistas é que andam em crise. Os que lá vão são "palermas" não-militantes.

    Zé Careta

    ResponderEliminar
  16. Vou apenas referir-me à questão das modalidades, pelas quais tenho um enorme afeto… Eu recordo-me de ver na tv (julgo que na RTP2), os grandes jogos europeus do Benfica. Ainda me lembro dos 40 e muitos pontos do Lisboa contra o Partizan, das finais com os azuis e a Ovarense, e o pavilhão estar sempre cheio… Não sei se o mesmo se passava nos restantes jogos e nas diferentes modalidades, mas nestes que eram transmitidos pela TV o pavilhão estava sempre cheio… Mas também me recordo, de estar por vezes a ver os jogos de basquetebol na tv, e a cada cesto as pessoas gritarem golo, e não percebiam que por vezes um cesto podia valer 1, 2 ou 3 pontos, não entendiam porque é que se faziam tantas substiruições, nem o porque de se fazerem descontos de tempo, etc… Ou seja, apesar da falta de conhecimento desportivo pelas modalidades, a paixão pelo clube fazia mexer os benfiquistas… mesmo que não se percebessem as regras, o importante era ver os golos (cestos) do Benfica… Além disso, mesmo sem termos o acesso à informação que existe hoje, todos os miúdos sabiam quem era o Lisboa, o Jean Jacques, o Guimarães, o Mike Plowden, o Henrique Vieira, o Seixas, o Pedro Miguel… No Hoquei todos já tinham ouvido falar no Luis Ferreira, no Paulo Almeida, no Rui Lopes, no Jose Carlos, e muito mais tarde o Panchito. Os miúdos que gostavam de acompanhar as modalidades tinham referencias. Hoje não existem referencias, e acredito que tal facto aliado com a crise economica, com novos hábitos sociais, demográficos, etc, leva a que apenas vão ao pavilhão os apaixonados pelas modalidades, enquanto que quem mantem apenas a paixão clubística opte por fazer outras escolhas.

    Recordo-me que à uns anos atrás existia a Portugal Telecom no basquetebol, que chegou a ter um dos mais espectaculares jogadores que passou por Portugal (Rasul Salahuddin), e eles efectuavam alguns dos jogos em casa, em diferentes pontos do país… Gostava de ver o Benfica a fazer isso, a trazer o espectaculo das modalidades a diferentes pontos do país… Obviamente que isso traria mais custos, implicações ao nível de treino e logística, mas tenho quase a certeza que um pavilhão em Viseu, Vila Real, Bragança, Castelo Branco, etc estaria cheio para ver o Benfica, principalmente para ver um jogo de basquete, futsal ou hóquei… Seria injusto para os poucos fieis que se veem nos pavilhoes, e eu que acompanho pela tv alguns jogos, reconheço mais depressa o rosto de alguns benfiquistas anónimos que estão na bancada do que dos jogadores do Benfica…

    VR

    ResponderEliminar
  17. E simples e bloquear as transmissões dos jogos do Glorioso na grande Lisboa quando o Benfica joga em casa e baixar os preços para estes jogos tenho quase a certeza que pelo menos 50 mil iriam la estar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada25/11/14, 18:15

      Não sei a tua idade, mas tempos houve em que alguns jogos do Benfica - nomeadamente os da Taça dos Campeões europeus - eram transmitidos apenas apenas para distâncias superiores a 100 Km de Lisboa. Nunca fui, mas tive colegas que chegaram a ir a Évora para assistir na TV a esses jogos!
      Outros tempos!

      Eliminar
  18. Alguem que avise o escritor desta poesia tresloucada que os tempos mudaram. já não estamos em 1974, estamos em 2014!

    E os clubes têm que se adaptar aos tempos modernos. E nos tempos modernos comandados pelo capitalismo, o que não der lucro ou dinheiro tem de fechar. Por isso é que é preciso pagar pelas idas ao Museu, ao Estádio, etc. Ou devia ser tudo de borla?

    Alguém que diga ao sombras que o desporto-rei neste pequeno país é o futebol. E hoje em dia o acesso ao desporto em geral concentra-se numa caixinha pequena que se chama TV que todos nós temos em nossa casa. Antigamente era preciso ir lá ver ao vivo porque não havia outras alternativas como ha agora! Nao é preciso ser muito esperto para perceber isso. E muito comodamente, novos e velhos assistem na tv em vez de irem ao estádio ou ao pavilhão. As coisas mudaram. Os tempos mudaram. Ha que aceitar isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palermice pegada.

      Na Alemanha e Inglaterra não há televisão? Os estádios lá estão sempre cheios.
      Sabe o que é que os putos ingleses mais querem para o Natal? Não é consolas nem iphones, é um bilhete para os jogos do Boxing day. Estão esgotados meses antes...

      Eliminar
    2. Palermice pegada é o que tás prai a dizer! Claro que há TV. Mas queres comparar a mentalidade dos ingleses com a portuguesa?? Queres comparar a tradição do futebol inglês com a nossa??? Eles têm um clube em praticamente cada bairro. Todos têm um primo, um irmão, um tio, um pai que joga ou jogou futebol. Queres mesmo comparar?
      E depois a crise lá não há. Pelo menos como aqui!!

      Eliminar
    3. Quero, quero mesmo comparar.

      Quero dizer, com as letras todas, a televisão não é desculpa, ou por outra, só é desculpa para quem quer.

      Eliminar
  19. Nada disso tem a ver com a CRISE, a FALTA DE DINHEIRO dos benfiquistas como todos os portugueses em geral. A culpa é dos dirigentes do Benfica.. Os bilhetes para os jogos deviam ser de borla, o museu devia ser de borla, tudo de borla. Até porque tudo foi dado ao Benfica, foi tudo de borla, não se tem de pagar nada. Podia-se ter 50 milhões de simpatizantes, se não tiveres SÓCIOS PAGANTES, gente que vá aos jogos, gente que seja capaz de abdicar de uma saída à noite, para ir um jogo apoiar, não vais a lado nenhum enquanto clube.

    Vejo montes de supostos benfiquistas que não são capazes de se tornarem sócios supostamente por motivos financeiros, mas são capazes de gastar o valor de um ano de quotas num mês em tabaco, ou outras coisas. São prioridades. Por outro lado hoje em dia o comodismo faz parte da vida, e muita gente prefere ver os jogos comodamente em casa do que ir aos jogos.

    Recentemente no jogo com o Rio Ave, o bilhete do sócio era 5€, e acompanhante 10€, e até podiam escolher o lugar em qualquer bancada. Mesmo assim estiveram 36.000 na bancada. Será que 5€ era caro? Ou seja, é um misto das duas coisas, agora dizer que é culpa da direcção, só pode ser porque esta direcção e este treinador incompetente só ganhou o campeonato, a taça, a taça da liga, a supertaça, final de liga europa dois anos seguidos, fez mais de 100M€ em vendas e mesmo assim está na frente do campeonato, na taça, e com hipóteses na champions, e os benfiquistas estão, tal como tu, super desiludidos com estes resultados tão pobres.

    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e permite que acrescente o seguinte... o malfeitor do LFV construiu tudo o que construiu, e ganhou tudo o ano passado só para ter o prazer de agora destruir tudo e desfazer a equipa campeã... o tipo é mesmo masoquista e anti Benfiquista!!

      Eliminar
    2. Tens razão Jorge GN, não faltam benfiquistas que gastam em tabaco, bebidas e saídas ao fim semana, num mês, um ano de quotas de sócio correspondente, por exemplo!Ou num smartphone, quando já têm um, mas não é a última versão da moda, ou numa outra engenhoca electrónica qualquer.Ou aquele par de calçado, só porque ter 4 ou 5 diferentes não é o suficiente.Capitalismo, consumismo desenfreado.
      São as prioridades...mas muitos desses são os primeiros a reclamar quando não se ganha, ou os que vão fazer fila para os bilhetes para uma final, ou jogo do título.
      Contra isso, não há nada que a direcção possa fazer, porque muita gente quer que a paixão pelo Benfica seja livre de custos, mas está disposta a pagar,e bem caro, como no caso do tabaco, álcool, concertos e tecnologia.
      Prioridades, vícios, paixões.

      Carrega Benfica!

      Eliminar
    3. E contra o Moreirense, novamente bilhetes a 5/10 euros, mas não motiva também.
      Que eu saiba o que motiva num jogo do Benfica, não é a equipa que está do outro lado do campo, é o facto do Glorioso jogar!

      Carrega Benfica!

      Eliminar
  20. Águia Preocupada25/11/14, 18:10

    Por uma questão de honestidade não posso eu nem pode ninguém, resumir a "desumaninazão" ou o afastamento do clube a uma questão puramente linear que tenha a ver apenas e só com quem dirige o clube. Pensar isso, não passará apenas de desculpa para algum comodismo ou o camuflar de muitas outras dificuldades.
    Não podemos deixar de considerar que os tempos mudaram! As muitas ofertas alteraram os nossos interesses e as conjuturas deixaram de ser aliciantes para a presença nos estádios. As horas dos jogos não ajudam e os valores que hoje um jogo de futebol obriga a gastar - para quem vive fora de Lisboa - também são algo proibitivos.
    Saindo da questão futebol dentro do campo, a equipa também deixou de ser apelativa com as presenças exageradas de jogadores estrangeiros e com as alterações constantes que anualmente sofre.
    A acrescentar a estas e muitas mais questões, está a falta de moralidade e de verdade de que sofre o futebol português que afastou muitos adeptos dos estádios.
    Claro que uma direcção fechada e que passa a imagem de que o clube é sua pertença também tem uma grande parte da culpa. O clube afastou-se dos sócios e estes deixaram-se ir na onda, absorvidos com valores que há 20/30 anos implicavam uma importância diferente nas suas vidas: as carreiras profissionais, a família entre outras.
    Este é um tema que daria um congresso interessante. Até porque existem situações que contradizem tudo o que acabei de escrever. E passo a dar o exemplo:
    Quando comecei a fazer parte da grande família benfiquista no início dos anos 80 o meu número de sócio estava dentro do 49.000... Hoje, passados trinta e poucos anos vai nos 200.000...
    Realmente, há contradições muito difíceis de explicar!
    Quanto ao estádio é claro que este me diz pouco ou nada. No outro, almoçava todos os sábados e domingos e jantava a meio da semana. Como vivo perto, chegava do emprego e ia muitas vezes comer uns caracóis, um prego, umas moelas e beber umas cervejas... Este, não me convida. Só lá vou para pagar as quotas e ver os jogos...
    Nós mudámos! Nós, não somos os mesmos de outrora!
    São muitos os vectores que justificam

    ResponderEliminar
  21. Temos que perceber que hoje existe um fator da mais alta importância: Televisão! E nós até somos de um clube que tem um canal próprio e que transmite os seus próprios jogos. O Futebol, como tantas outras coisas, tornou-se um espetáculo de televisão. Chamem-me o que quiserem, mas, para mim, o melhor sítio para ver futebol é em minha casa, sentado no sofá defronte da tv e… sozinho! Obviamente ir ao Estádio da Luz ver o Benfica é e será sempre uma experiência única. Mas ver futebol… é na televisão. Isto, aliado ao preço dos bilhetes, às deslocações, alimentação, mais a crise, mais os horários de trabalho estendidos, ter que tomar conta dos filhos, etc. reduziu o número de espetadores. Além disso, as pessoas diversificaram os seus interesses. Dantes, ser do Benfica era das poucas coisas boas que tínhamos na vida, no nosso dia a dia. Hoje temos a tecnologia na ponta dos dedos, internet, redes sociais, smartphones, grande facilidade em nos deslocarmos (autoestradas para todos os cantos do país). Nos anos 70 um sócio, nos jogos do campeonato, só pagava bilhete no chamado Dia do Clube. Se a memória não me falha, existiam 3 jogos por época que eram dia do clube (fcp, scp e outro que chamasse mais público). Para os restantes jogos era mostrar o cartão de sócio e entrar. E pagar as quotas, claro. Hoje é necessário pagar tudo e mesmo com bilhetes baratos as pessoas muitas vezes preferem estar com a família e ver os jogos na tv. Por isso o antigo estádio levava 130 mil e o novo foi projetado para 65 mil. Se o tivessem feito hoje, provavelmente seria um recinto para 50 mil. Se tivéssemos um estádio de 35 mil estava quase sempre lotado ;-). Sou sócio, pago as quotas e a BenficaTV. Tenho que ir ao estádio para ser um verdadeiro benfiquista?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada26/11/14, 00:06

      Apenas uma rectificação: Os dias de sócio eram quatro e depois passaram a três. Mas nunca os jogos com SCP ou com os corruptos e o clube que além destes estivesse melhor classificado poderiam ser dias de clube! Estes jogos eram pagos e não o contrário!

      Eliminar
    2. BENFIQUISTA DE GAIA26/11/14, 14:58

      vai lamber sabao......

      Eliminar
  22. Jorge GN! Palmas pra si.

    Socrates

    ResponderEliminar
  23. BENFIQUISTA DE GAIA25/11/14, 19:32

    que desculpas mais esfarrapadas...(crise falta de dinheiro...ja vale tudo)o problema e que nao joga nada...mais as negociatas e as alianças ....estao a espera de que.....ate eu estou super desiludido

    ResponderEliminar
  24. A culpa é do vale e Azevedo.

    ResponderEliminar
  25. A televisão é uma desculpa esfarrapada.

    Se há 6 milhões de benfiquistas, se o estádio leva 65mil, se há 17 jogos em casa para o campeonato, é fazer as contas, como dizia o outro...

    65.000*17=1.105.000

    Basta cada benfiquista, em jogos do campeonato, ir uma vez ao estádio a cada 5 anos, e o estádio está sempre cheio!!!

    Não vão ao estádio vez nenhuma em 5 anos, por causa da tv??! Vão passear!
    Não vão ao estádio uma única vez em 5 anos por causa de dinheiro? Mesmo com bilhetes a 20€, não dá para por de parte 4€/ano, para ir ver um jogo ao fim de 5 anos?! Vão gozar com o Camões!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A matemática tem destas coisas, não engana!
      Foi o que disse na minha conclusão mais acima:

      "Portanto, e voltando à questão das assistências na Luz, está tudo interligado, o clube será tão melhor, quanto os sócios, adeptos e simpatizantes do Benfica quiserem que seja.
      Para isso é necessário associativismo e fervor clubístico: E Pluribus Unum.

      Parece-me que o presidente sabe bem disso:
      Luís Filipe Vieira: "A essência do Clube são os seus Sócios"
      http://www.slbenfica.pt/noticias/detalhedenoticia/tabid/2788/ArticleId/39362/language/pt-PT/Luis-Filipe-Vieira-A-essencia-do-Clube-sao-os-seus-Socios.aspx

      " Chove? Faz frio? Faz calor? Que Importa, nem que o jogo seja no fim do mundo, entre as neves das serras ou no meio das chamas do inferno...
      Por terra... Por mar... Ou pelo ar, eles ai vão os adeptos do Benfica atrás da equipa... Grande... Incomparável... Extraordinária... massa associativa!
      É esta a Mística do Benfica."

      Béla Guttmann

      Carrega Benfica...e benfiquistas!"

      Eliminar
  26. Cristóvão Colombo.26/11/14, 01:02

    Um texto que espelha bem que tipo de adepto é o Shadows, agora já se atreve a falar pelos adeptos do Benfica, omite por completo que 83% não concordam com ele, vive literalmente num mundo à parte.
    O Benfica é o maior clube do Mundo em associados e este rapazola vem falar em "Desumanização", somos o clube com melhor média de assistências em Portugal, o clube que dá condições, seguros de saúde e descontos aos sócios que pagam as cotas, infelizmente o Benfica é um clube do povo e o povo está em grandes dificuldades em Portugal, o desemprego e um o salário mínimo de 480€ são os grandes obstáculos do Benfica, a média do Estádio da Luz para o campeonato não é de 30 mil, aproxima-se mais dos 40 mil e são aqueles que felizmente podem lá estar sempre, mas outros guardam o pouco dinheiro que têm para gastar no Benfica para os grandes jogos, é assim e sempre será, tanto o é que esses mesmos adeptos são maioritariamente sócios correspondentes em que só pagam 100€ por ano com grande sacrifício, tentar ridiculariza o facto de não haver dinheiro e emprego em Portugal mostra bem que tipo de gente é este shadows e os seus seguidores, não respeitam nada nem ninguém e vivem de facto num mundo à parte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 83% de pouco mais de 20 mil dá quanto? Comparativamente com 235 mil sócios dá quanto?

      Quem não demonstra respeito por ninguém são os bandalhos como V.Exa. que, aproveito para mencionar, se torna a enviar um único comentário que seja com ameaças aos bloggers do NGB terá de responder por essas mesmas ameaças no local próprio.

      Eliminar
    2. Cristóvão Colombo26/11/14, 14:34

      HAHAHAHAHAHHA, responder em local próprio vais tu responder um dia pelas calunias e insultos que fazes à direcção do Benfica e a todos que não concordam contigo, realmente vives mesmo num mundo à parte, é tão fácil meter as tuas teorias abaixo que a resposta da tua parte é sempre a mesma, ameaças e mentiras, já não enganas ninguém, de mim não levas nada, és um pobre coitado que não tem nada para fazer a não ser falar mal e criticar tudo e todos, mas por favor, não pares de me fazer rir, neste momento és o entretenimento de muitos gente que por cá passa só para ver até onde chega a tua estupidez, não me digas que agora me vais processar HAHAHAHAHAHAHAHHA, ridículo, mas servia para uma coisa, saber que és por detrás da sombra.

      Eliminar
    3. Sabes o que significa "democracia representativa"? Se todos os sócios votassem o número de apoiantes do Vieira seria muito superior aos 83% já que aqueles que o queriam retirar de lá são aqueles que têm maior motivação para votar. Toda agente sabe disso.
      A maioria dos apoiantes do Vieira nem se deram ao trabalho de ir como eu fiz e outros que eu conheço.
      Toda a gente que tem um pouco de conhecimento de eleições sabe que é assim. Não percebes mesmo nada, és mesmo ignorante. E nas próximas eleições irás ver o que acontece, nem chegam aos 10%. Losers!


      Eliminar
  27. que a crise tem influencia e afasta pessoas ninguém tem duvidas agora afastará sempre mais quando as pessoas tem menos ligação física com o clube.
    hoje não existe nenhum espaço fomentado pelo clube, em que não se pague nada, para se viver o benfiquismo a abertura da secretaria como um espaço de tertúlia do clube era uma coisa fácil de fazer e com poucos custo, outra era a abertura de alguns treinos e em determinadas altura ao publico, por exemplo no inicio de época e nas semanas de paragem paras as selecções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por exemplo isto: http://serbenfiquista.com/forum/geral/sl-benfica-fan-zone/
      Vai haver um espaço de convívio dentro do Estádio da Luz, presidente dixit, mas mesmo que fosse na Rua do Regedor, por exemplo, as pessoas gastavam sempre algum dinheiro, nem que fosse um café, uma cerveja ou uma sandes.E espaços de tertúlia não é o que se pode fazer dentro de uma Casa do Benfica, ou nos restaurantes do Estádio da Luz?Ou só podemos falar em algum local que seja em Lisboa, grátis, e de preferência com alguma oferta do clube?Para ajudar quem precisa, já existe a Fundação Benfica.
      Para falarmos entre benfiquistas sem custos, existem os jardins públicos, nos dias de sol, e a nossa própria casa, quando está a chover.
      Muitos dos que falam vão a um café ou restaurante qualquer, consomem, pagam, não lhes dão nada de oferta em retorno, e não vão reclamar, por que será?
      Tudo serve para encontrar um defeito no clube, mas muito poucos são os que contribuem com algo, seja monetário, ou ideológico.

      Carrega Benfica!

      Eliminar
    2. poderiam gastar se pudessem e se quisessem.
      nos restaurantes da luz paga-se não se faz sala.
      não é encontrar defeitos no clube é melhorar aquilo que pode ser melhorado e respondendo à tua pergunta não somos governados por iluminados que tudo o que fazem é bem feito.
      "Muitos dos que falam vão a um café ou restaurante qualquer, consomem, pagam, não lhes dão nada de oferta em retorno, e não vão reclamar, por que será?" esse argumento não só é ridículo como sem sentido nenhum.
      "Tudo serve para encontrar um defeito no clube, mas muito poucos são os que contribuem com algo, seja monetário, ou ideológico." do primeiro falas do que não sabes no segundo quando falamos e discutimos o clube vem logo os enomerrimos dizer que só encontramos defeitos.

      Eliminar
  28. Talvez seja apenas o dinheiro do ordenado que não chega para tudo. Talvez nem toda a gente ganha como o Sr. Shadows. Talvez seja a BTV que passa os jogos. Talvez o mau tempo. Talvez as fracas exibições. Talvez o um pouco de tudo.
    Talvez seja tempo de o Sr. ir a votos e, se for isso o caso, talvez faça melhor.

    ResponderEliminar
  29. Lamentável é ver benfiquistas a apoiarem esta estratégia ???????????????????????, se há 40 anos deixavam que isto acontecesse, aliás ainda foi há pouquíssimo tempo que o VA fi posto na RUA POR BENFIQUISTAS, MAS AGORA NÃO... ESTÁ TUDO BEM VAMOS LÁ NEGOCIAR COM O NOSSO AMIGO LADRÃO... QUE ELE VAI CERTAMENTE AJUDAR-NOS... ABRAMMMMMMMMMMMM OS OLHOS CRLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL, ISTO NÃO INTERESSA AO BENFICA... ENÃO É A DIREÇÃO DO BENFICA QUE ME VAI DIZER QUE INTEERSSA PORQUE TENHO OLHOS NA CARA E UMA CABEÇA PARA PENSAR!
    SEJAM BENFIQUISTAS CRL INDIGNEM-SE FO-----SEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

    ResponderEliminar
  30. Hoje, depois de mais uma brilhante eliminação da Liga dos Campeões, a que assisti numa casa do Benfica na região Centro, pedi para porem na Benfica TV2, para ver o andebol do glorioso, que jogava com o Madeira SAD.

    Por volta das 19h25 já havia um cliente muito preocupado, porque queria ver o Real Madrid.

    Que quem gere o snack-bar da casa esteja interessado em passar o jogo, com o intuito de atrair clientes, quase que desculpo. Que um benfiquista, queira mudar da Benfica TV para a Sportv, para ver um jogo do Real Madrid em vez de um jogo do Benfica, seja qual for a modalidade em causa, é decepcionante.

    Curiosamente já uma vez abandonei uma outra casa do Benfica na região Centro, porque se aproximava a passos largos a hora de um jogo das competições europeias do nosso basquetebol, e os benfiquistas queriam era ver o jogo do Sporting na Sportv.

    Quando nem para ver na tv os benfiquistas querem saber das modalidades, os pavilhões estarão sempre às moscas.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

artigos recentes