O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Tão transparente como a carne de porco

 ●  + 39 comentários  ● 

Portugal 30 de Dezembro de 2012

O fim do ano aproxima-se. Confesso que nestes últimos tempos tenho andado confuso com vários tipos de acontecimentos que resumem este ano a um conjunto de equívocos. Equívocos que perpassam por vários dos últimos anos da nossa vida. Basicamente nada muda. Somos como somos, erramos como erramos.
Não pretendo fazer um balanço do ano, mas aproveito o momento para escrever sobre coisas que se passaram e passam. Pegando na última edição do jornal Benfica, fiquei estupefacto com o título do artigo de opinião de Pragal Colaço: “algum dia em 2013 poderemos afirmar que foi transparente?”. Não foi este um dos que mais contestou a alegada “falta de transparência” (fora o resto, eu sei) da gestão do Dr. Vale e Azevedo? Afinal, ao fim destes anos todos, concluo que a transparência não qualifica a nossa vida, porque muita gente recorre à falta dela para atingir os seus objectivos. E outros entendem-na consoante as necessidades.
Neste âmbito poderei abordar as contratações de Sálvio, Lima e Ola Jonh, contratações sem motivação transparente, incompreensível para quem gosta do clube. Não compreendi que se contratassem 2 médios ala, despendendo cerca de 13 milhões de euros (num só temos 20%), quando na época anterior, os jogadores dessas posições, Nolito, Bruno César e Gaitan, tinham cumprido com satisfação, marcando golos, fazendo assistências e sendo, jogadores que, reconhecidamente, não interferiram na perda do campeonato. Ou se troque Saviola por Lima, dando a Lima maior salário que a Cardozo.
E como estas opções não são transparentes, compreendo que a comunicação social, com os órgãos do Benfica em particular, não se cansem de promover os desempenhos dos novos recrutas, de forma por vezes patética. É o Lima “isto”, o Sálvio “aquilo”, o Ola Jonh “mais aquilo”, etc. Há que justificar, pela opinião, a má decisão da contratação (os golos e assistências dos novos jogadores não suplantam o dos outros que ficaram “tapados”) mas a boa decisão para os amigos do “sistema”: o Braga recebeu 5 milhões por um jogador que em Janeiro ficava livre, o FCP recebeu o dinheiro que o Atlético de Madrid devia. Do Ola Jonh não percebi porque razão tendo apenas 20% do seu passe, se aposta nele para tapar jogadores cujos passes nos pertencem a 100%.
O responsável maior por estas decisões, Luís Filipe Vieira, entretanto publicou um livro intitulado “Missão Benfica”. Escreve como se nada disto fosse com ele, nada dos milhões de prejuízo que causou no imediato (o preço que se pagou pelos jogadores em causa, e a desvalorização dos que cá estavam a jogar bem) e nada do prejuízo desportivo que já provocou (eliminação da Champions e primeiro empate na Taça da Liga, desde há 4 anos, com 1 penalty falhado por Lima). A máquina de propaganda que está por trás de Vieira, por vezes dá a sensação que o pretende equiparar, pelo “mérito e génio empresarial”, a uma espécie de Steve Jobs do futebol. Estamos a falar do mesmo Luís Filipe Vieira que no Alverca, desceu de divisão. Como a propaganda tudo faz esquecer …
Esse livro de facto tem um título errado, pois devia chamar-se “Missão BES - endividar para existir”. Não compreendo que seja escrito ao fim de 11 anos como gestor do futebol e presidente do Benfica, e com várias ameaças de saída pelo meio. Quando se tem como missão reerguer o clube que amamos, como ele diz, não esperamos 11 anos para escrevermos que é isso que andamos a fazer. Nem fazemos ameaças pelo meio. Quando há uma estratégia, ela tem que se impor pela qualidade. E pela clareza dos seus objectivos.
Estupefacto também fiquei com a sugestão, no SAPO online, de que a derrota do SCP em Vila do Conde, ainda permitia alimentar algumas hipóteses de qualificação. Matemáticas, eu sei, mas mesmo assim há coisas que a matemática também prova: caso o Paços não vencesse o Marítimo, o SCP precisaria de fazer um daqueles resultados que ainda não fez esta época, para se poder apurar. Portanto…
E por falar em SCP, aqui se vê o exemplo de um clube que por mudar muito quando não ganha, se arrisca a cair no abismo. No futebol, tal como às vezes na vida, deve procurar-se a solução na “contra lógica”, nas opções que fogem aos lugares comuns: no bom senso de verificar se era possível fazer melhor, com os outros treinadores e respectivos plantéis. Ou seja, se tivessem o bom senso, a sageza e a coragem de ficar como estavam, seguramente agora estariam melhor. Um tema à atenção de alguns adeptos do Benfica que mudavam de jogadores e treinador todas as semanas…
Falta de transparência foi coisa que não faltou na eleição de Pedro Proença como “figura do ano” para o jornal A BOLA. Qual o critério: ter sido escolhido para apitar a final da Champions League, ou ter oferecido o título de campeão ao FCP? Se fosse por mérito desportivo, teria de ser escolhida a equipa que ganhou a 1ª medalha (de prata) de sempre, para Portugal, nas provas de remo dos Jogos Olímpicos. Se o critério foi a acção continuada, esta eleição de Proença sugere conivência entre o jornal A BOLA, patrocinador - no campo da opinião - da actual Direcção do SLB, e o “sistema” de arbitragens que dá títulos ao FCP.
Porque no futebol tudo se liga, ouvimos Maradona elogiar Mourinho, quando da eleição de “melhor treinador do Mundo” (e não ganhou a Champions, que faria se tivesse ganho). Seria sem dúvida um elogio inocente, se não fossem ambos representados por Jorge Mendes. Mas também ouvimos Mourinho elogiar Luís Filipe Vieira antes das eleições e ouvimos Pepe e Bruno Alves defenderem Meireles no caso da expulsão na Turquia. Onde há Jorge Mendes, as coisas nunca acontecem por acaso.
Bom ano para todos e muitas vitórias do Benfica em 2013.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Que jogo enervante!!!!!

Avatar
 ●  + 5 comentários  ● 




Chiça pah!! Que jogo enervante!!
Tudo ainda com jet-lag, e com o Moreirense a aproveitar o quê? O duelo no meio campo. Raras foram as bolas que foram ganhas pelo Benfica.
Os cantos continuam a ser marcados ou em balão(e demasiado previsíveis) ou para a pequena área e assim oferecidos ao guarda-redes.
Lima(mal no penalty) a ser o 10 da equipa, mostrando que sem Aimar ou Carlos Martins estamos bem tramados!!
E a táctica do 4-4-2 contra uma equipa bem organizada....enfim.

Talvez tenha sido o bacalhau que estava salgado.

Veremos como corre o jogo da Taça de Portugal.

Nota: Como estou muito bem disposto, estou curioso para ouvir as desculpas do Rui Oliveira e Costa hoje.

sábado, 29 de dezembro de 2012

Michael Manniche merecia muito mais.

Avatar
 ●  + 12 comentários  ● 
  


Fiquei muito desiludido com a qualidade da entrevista feita a um dos mais marcantes jogadores do passado mais recente do Benfica.

A jornalista que conduziu a conversa tem mostrado capacidade e qualidade habitualmente na BTV, mas esta não era tarefa para si.

Um inglês pavoroso, cheio de erros gramaticais e nas expressões utilizadas(fazendo uma tradução literal do português para o inglês, um erro básico que qualquer professor de inglês recrimina).

Mas mais que isso. Demonstrou um desconhecimento muito grande de quem foi Manniche e do que significou e significa para os benfiquistas que o viram jogar.

Muitas perguntas cheias de lugares-comuns, por vezes roçando o ridículo, como quando insiste que Manniche diga quais são as suas principais qualidades e defeitos como homem, quando ele de forma elegante tinha respondido que a esse tipo de perguntas outros devem responder, e não o próprio.

Mesmo ao falar no que trouxe Manniche a Portugal, uma acção sobre a Diabetes(doença que afecta a sua filha), com o patrocínio entre outros da Novo Nordisk, multinacional dinamarquesa líder mundial no tratamento desta doença, a jornalista demonstrou pouca habilidade para abordar este tipo de assuntos com a cautela e reserva que merecem.

Aprecio o trabalho da jornalista, mas não neste registo. Já chega a Claúdia Lopes na TVI.

Manniche merecia um entrevistador com outra bagagem, e a BTV tem que rapidamente subir de nível qualitativo. Tem a palavra(segundo dizem) José Eduardo Moniz.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

"Desviar Jogadores": A galinha dos ovos de Ouro de Pinto da Costa

 ●  + 23 comentários  ● 
Sinceramente já mete nojo a guerra absurda que os jornais patrocinam em torno dos supostos "desvios" de jogadores do SLBenfica para o outro clube... Jardel, Lisandro, Falcão, James, Alvaro Pereira, Cissoko, Mangala, Reyes, Rodriguez, Danilo, Alex Sandro, etc...

Recuemos na história. Jardel e Lisandro terão sido dois jogadores "descobertos" pelo SLBenfica, mas cujo momento financeiro não nos permitiu concretizar as operações e com isso fez com que fosses ultrapassados na recta final (ou nem isso, pois em ambos os casos já tínhamos "entregue as armas").

Esses dois processos rapidamente despertaram no Papa um novo filão de oportunidade: Os sócios portistas cegavam de entusiasmo quando o outro clube pretensamente "roubava" um jogador ao SLBenfica e, em mesma ou mais larga escala, os sócios do SLBenfica cegavam de raiva dos dirigentes do SLBenfica, com constantes desafios à sua competência. É o crime perfeito, pois o enquadramento da operação gerava tantas ondas emocionais que ninguém se preocupava com dinheiro, condições, etc.

Ora, ao Papa interessa ganhar, mas não só. Há que angariar dinheiro para "pagar" o Sistema que lhes permite precisamente essas vitórias que valorizam até os jogadores mais banais.

Ora, depois de muitos milhões em comissões na última operação com Danilo e Alexandro - cerca de 5M€ - juntam-se agora mais 3M€ em comissões pagas pelo outro clube no negócio de Reyes (3M€ relativos a 8M€ de transferência, ou seja, quase 40% do valor base da transferência).

Na verdade neste folhetim das transferências os jornais, mais uma vez e como habitualmente, são peões na mão do Sistema corrupto que move influências no futebol português com vista a financiar toda uma operação de dependência dos árbitros, dirigentes dos organismos de poder (Liga e FPF) e ainda Clubes de segunda linha.

As redacções estão cheias de jornalistas amedrontados pelas perseguições levadas a cabo pelo Papa e sua corja, ou outros mais astutos que acabam por também eles ganhar dinheiro neste Sistema, os chamados avençados.

O esquema é fácil de perceber:

- Colocam-se elementos-sombra em torno dos prospectores do SLBenfica que acompanham os seus movimentos e intervêm localmente nesses países para "atacar" os processos onde o SLBenfica demonstra interesse em concretizar operações.

- Rapidamente se faz chegar esse interesse (o do SLBenfica, claro) às redacções e durante duas/três semanas alimenta-se um folhetim de contração que está quase, quase, quase... mas que tem sempre um qualquer novo entrave fabulosamente descoberto por esses jornalistas de cu sentado na cadeira em Portugal.

- Ao cabo dessas três semanas, aparece o interesse do outro clube, que passou as últimas semanas a interagir com os dirigentes locais para fazer subir a parada e, acima de tudo, fazer subir 

- Rapidamente o negócio vira, o SLBenfica sai de cena nas palavras dos jornalistas (ou serão jornaleiros?) e o outro clube aparece triunfante a fechar uma transferência por "cerca de" um determinado valor.

- Dá-se a explosão de raiva dos benfiquistas.

- Segue-se a explosão de glória dos do outro clube.

- Sucedem-se as crónicas de jornais a apontar "mais um desviado".

- E no finalzinho na novela, só passado uma ou duas semanas, lá aparece então o valor real e final da transferência, pouco ou nada comentado pelo outro clube, e que já inclui as chorudas comissões pagas a "não identificados"... obviamente que é aqui que se aplica a tal máxima que "quem parte e reparte, fica com a melhor parte", mas sempre numa perspectiva de "dividir para reinar".

Daqui para a frente já todos sabem... seguem-se semanas e semanas e semanas de elogios a exibições medíocres e inconstantes, destaques a pequenos feitos e honras de primeira página sempre que há um jogo mais bem conseguido.

Passo seguinte: colocar a órbita de valorização europeia a funcionar e repetir a operação, com valorização financeira, mas desta vez com um dos colossos endinheirados a pagar as ditas comissões aos mesmos e ainda a deixar nos adeptos a tal ideia que o outro clube se enche de dinheiro nestas operações. NADA DE MAIS FALSO!

Ricardinho, não é só no futsal que isso acontece, amigo!

 ●  + 45 comentários  ● 

Vários meses se passaram desde a saída de Ricardinho do Benfica, mas a mágoa, essa, continua presente. O jogador, em entrevista ao SAPO Desporto, diz ter abdicado de «14 mil euros» para poder regressar ao clube que o lançou na ribalta do futsal, mas depressa percebeu que este já não era o mesmo balneário de onde tinha saído campeão Europeu. 

«Perdi 14 mil euros por mês para ir para o Benfica porque pensei que ia treinar duas vezes por dia, ia ser profissional e ia encontrar um grupo em condições, mas não encontrei infelizmente. Alguns jogadores ainda se servem do Benfica e foi por isso que saí no final do ano», começou por explicar. 

Para Ricardinho, atualmente, existem jogadores que não sabem o que é a mística do clube, nem têm dentro do clube quem os faça sentir isso. «Nos anos em que estive no Benfica aprendi a mística do clube, a obrigação de ter de ganhar em qualquer lado. Hoje em dia, os jogadores que lá estão não percebem isso. São pessoas que se servem do Benfica e não servem o clube» adiantou. 

Ricardinho recua uns anos para tentar demonstrar a diferença existente entre o passado e o presente: «Hoje em dia os capitães do Benfica não conseguem passar a mensagem porque não o viveram. Eu tive a meu lado jogadores como o André Lima, o Arnaldo, o Pedro Costa, jogadores que viviam o Benfica e não vivem do Benfica»

O jogador continua sem querer apontar nomes por respeito à instituição e ao clube que diz ser «o do seu coração» e para não destabilizar a equipa, nesta altura. O Benfica ocupa o segundo lugar do campeonato com 27 pontos, a seis do líder Sporting. Na próxima jornada, as duas formações irão defrontar-se na casa dos leões.




quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Vem aí um dos momentos favoritos dos adeptos

 ●  + 14 comentários  ● 
... A reabertura do mercado de transferências. Já aqui o disse e repito: para mim deveria haver um e só um período de transferências no Mundo inteiro ao mesmo tempo, com as mesmas datas para acabar com a palhaçada e parasitagem que reina no futebol em 4 ou 5 meses do ano, quase tantos como passamos em competição.


Os benfiquistas já andam com a "tesão do mijo" com o tal Fariña ou Centurion enquanto ainda lamentam o Reyes. O Novo Blog GeraçãoBenfica é talvez o blog mais lido da blogsfera benfiquista e um dos mais lidos entre os afectos aos clubes de futebol e sou gajo para apostar em não consigo reunir 1% dos nossos leitores que conhecesse qualquer um desses três jogadores antes de serem falados pelos jornais...

... Mas "guess what", são estrelas se vierem e serão lamentos se "desviados" para o FCPorto que continua a apostar mais numa boa relação com os nossos prospectores e emissários à América do Sul do que propriamente em ter a sua própria rede de prospecção e detecção de talentos.

Da minha parte não faço ideia quem são, nem sequer o que jogam. Ouvi dizer que o Reyes era central e espero vivamente que para justificar as linhas nos jornais seja melhor que o Miguel Victor, o que não é fácil. O Centurion parece ser um médio ala que o SLBenfica realmente não precisa seja no plantel principal seja na equipa B onde temos vários bons jogadores do Rosa ao Nolito, passando pelo Gaitan, Ola John, Salvio, etc.. nada que justifique 7, 8 ou 10M€. Sobre o tal Fariña (ou "Farinha" em português) que é médio centro para onde o SLBenfica tem o Bruno Cesar, o Gaitan, o Aimar, o Martins, etc. etc. etc.

Da minha parte não dou para esse peditório. De uma vez por todas ou que venha alguém de topo "um Witsel" que pegue de estaca sem balelas das adaptações e outras parvoíces que tais, ou nem vale a pena perderem tempo a ler jornais.

Se querem ter no que pensar, pensem sim sobre o impacto da negociata mais que conhecida há muito entre a PT e a Sportinvest vai afectar o SLBenfica e respectivos direitos televisivos... e até que ponto o SLBenfica já não sabia disto (que não se faz de um dia para o outro e já se falava há muito) quando foi anunciada a teoria dos direitos na BenficaTV...

Excelente notícia a fechar 2012.

Avatar
 ●  + 5 comentários  ● 

Bem vindos de volta, rapazes!!!!!!!!!!!

Descubram as diferenças ou Quando não há vergonha na cara e custa admitir a realidade.

Avatar
 ●  + 13 comentários  ● 



Reparem na ordenação dos clubes em cada um deles.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A internacionalização do Glorioso.

Avatar
 ●  + 6 comentários  ● 
Abaixo transcrevo um artigo profundo e brilhante de um dos melhores bloggers do universo benfiquista, de seu nick B Cool, escriba do 'Ontem vi-te no Estádio da Luz'. É mais um contributo da blogoesfera benfiquista, tão desprezada entre as vozes oficiais do clube, mas que insiste em demonstrar que pensa pela sua cabeça e que coloca o interesse do Benfica acima de tudo.


Aconselho vivamente a leitura integral deste post.

"Repetidamente afirmei que a internacionalização é o único caminho para o Benfica crescer, isto é apostar no crescimento no exterior em detrimento de Portugal. No entanto, vezes sem conta fui alertado para que o mercado português ainda tem potencial de crescimento, nomeadamente através do naming do estádio bem como do aumento das receitas inerentes à renegociação de contratos com os patrocinadores e a exploração dos direitos televisivos. Recorde-se que a este propósito foi recusada uma proposta de 22 milhões/ano da Olivedesportos/PPTV.

Vamos por partes então. Eu não nego que existem possibilidades adicionais de receitas em Portugal, porém o limite de crescimento é notório. O mercado português, seja no território continental e ilhas, seja junto das comunidades portuguesas é ínfimo quando comparado com o mercado global. Admitindo por absurdo, porque duvido do número, os 14 milhões de adeptos, espero que não queiram comparar com o Manchester United que só na China tem mais de 100 milhões de adeptos e que no mundo inteiro terá um valor estimado em 659 milhões, ou seja quase 50 vezes mais que o Benfica.

Se não acreditam nestes números, então deveriam saber que a GM acredita e com base nisso, firmou um contrato de patrocínio, através da sua marca Chevrolet, a entrar em vigor em 2014/15 até 2020/21 que renderá cerca de 60 milhões de euros anuais, basicamente o dobro do que o Barcelona recebe hoje em dia da Qatar Foundation. Actualmente o Barcelona lidera a tabela, seguido de Manchester United e Liverpool com 25 milhões e Real Madrid e Bayern com 23 milhões de euros (o Bayern subirá para 30 em 2013/14). E o Benfica ? O Benfica entre Adidas, PT e Central de Cervejas conseguiu cobrar 12 milhões em 2011/12.

Nada mau pensarão vocês, mais que metade do que o Real e o Bayern cobram e quase metade dos Ingleses. Estão enganados se assim pensam, pois aqueles valores não incluem os patrocínios das marcas desportivas, visto que nesse caso devemos então considerar mais Real Madrid 38 milhões, Barcelona 33 milhões, Manchester United 31,5 milhões, Liverpool 31 milhões e Bayern 20 milhões. Ou seja os 12,3 milhões do Benfica comparam-se a 63 do Barcelona, 61 do Real, 56,5 do Manchester, 56 do Liverpool e 43 do Bayern.

Como facilmente podem entender, além de já existir uma grande diferença em termos de Patrocínios e Publicidade, não vale a pena sequer contabilizar diferenças de naming rights, os direitos televisivos irão cavar ainda um fosso maior entre o Benfica e os grandes europeus. E isso acontece não só porque os mercados internos desses países são muito maiores que o português, mas essencialmente porque a comercialização dos direitos das Ligas europeias para o mundo inteiro representam uma fatia cada vez maior dos proveitos que os operadores retiram desses direitos de transmissão.

Num post anterior, invocava-se o caso da Sky e como sendo monopolista que seria benéfico para os clubes. Tal não é verdade e apenas reflecte o desconhecimento da realidade. A Sky em Inglaterra tinha o direito de transmissão dos jogos principais cabendo à ESPN os jogos menos interessantes e ligas menores. Porém, a BT, ficou com os direitos de transmissão das Ligas Italiana, Francesa, Americana e o Brasileirão e Paulistão para Inglaterra, bem como 18 first picks (primeiras escolhas nos jogos onde intervenham os 6 primeiros da época anterior) da Premier League de um total de 38 jogos por época, nas 3 épocas entre 2013 e 2016 além da Rugby Premiership. Com a entrada da BT no mercado inglês de transmissões televisivas, através do canal BT Sports, a Sky perderá parte da sua posição dominante, mas antes não havia em Inglaterra apenas um player como acontece por cá.

A incapacidade dos clubes em manter estratégias coerentes e consistentes de internacionalização, em vez dos habituais fogachos que depois se perdem (nos departamentos comerciais em que trabalhei sempre ouvi dizer aos clientes que quem não aparece esquece) por um lado e um operador que é manifestamente incompetente na internacionalização dos direitos de transmissão da nossa Liga, e até ao final da corrente temporada detinha os direitos de todos os clubes, por outro levam a que a nossa Liga, apesar de criar equipas desportivamente competentes, sejam incapazes de gerar os proveitos televisivos correspondentes a essa competência.

Aliás, o operador dos direitos nunca se preocupou com a necessidade de encher os estádios, o que é bem patente nos horários que são praticados e que têm contribuído para o afastamento dos espectadores. E nunca o fez, porque com a falta de visão estratégica que caracteriza os gestores portugueses, sempre se preocupou apenas com o mercado interno e não com a internacionalização do produto que dispunha. Como dizem os nossos irmãos brasileiros, se nem os adeptos locais têm interesse em ver o jogo e isso comprova-se pelas bancadas permanentemente vazias, como poderão os estrangeiros mostrar interesse.

Fazia falta que clubes e operador(es) entendessem de uma vez por todas que a exportação da Liga Portuguesa só poderá ter interesse para os estrangeiros se os estádios em Portugal estiverem bem compostos, com público entusiasta. Ainda recentemente o grande Aimar falou que na Argentina não conhecessem o campeonato português, apesar de exportarem tantos jogadores para cá.

A existência de uma regra de Market-pool baseada na defesa dos clubes do países grandes em detrimento de uma regra de solidariedade para com os países de menores mercados, faz com que a UEFA promova na Champions League um agravar ainda maior das distâncias entre clubes de países ricos e países pobres através da distribuição dos prémios que só poderá ser atenuada através da competência desportiva.

Além da UEFA já proteger os clubes da federações mais fortes, vêm agora o Platini da FIFA com as tretas de abolir a participação dos fundos de investimento nos direitos económicos dos jogadores. O Benfica que conseguiu uns históricos 22,4 milhões de euros em prémios da UEFA ficou atrás da verba recebida pelo Manchester United, que deixou pelo caminho, 36,4 milhões de euros (sendo que 1,2 milhões de euros foram da Europa League), Real Madrid 38,4 e Barcelona 40,6 (estes em relação ao Benfica apenas tiveram um prémio de desempenho adicional de 4,2 milhões de euros por atingirem as meias-finais) e Bayern Munique 41,7 milhões de euros (teve prémios de desempenho desportivo 9,8 milhões de euros devido a chegarem à final). O colosso Liverpool, de tão bem gerido que é, nem para a as competições europeias se apurou.

Sendo o Liverpool um clube tão mal gerido, qual é o sentido que tenha patrocínios tão grandes. Num estudo de mercado realizado sobre a sua base de adeptos na Europa foram identificados 1,3 milhões na Polónia, 1,9 milhões na Rússia ou 2,2 milhões na Alemanha. Além disso, há muitos anos que os clubes da Premier League apostaram nos mercados asiáticos - China, Japão, Coreia do Sul, etc. e conseguiram criar grandes comunidades de adeptos, independentemente dos seus sucessos. Quando empresas potencialmente interessadas em patrocinar clubes com uma grande base de adeptos recorrem a consultoras internacionais que lhes transmitem estes dados, é natural que os grandes investimentos se concentrem nestes clubes com maior notoriedade.

Se juntarmos a essa intenção a entrada em vigor das regras de Fair-play Financeiro que contribuirão para um abaixamento da quantidade e volume de transferências, bem como um mercado brasileiro com maior poder de compra que não liberta os seus craques por valores baixos, o modelo adoptado com relativo sucesso pelos clubes portugueses, em especial Porto e Benfica, e não tão bem pelo Sporting, poderá conduzir à ruptura total do modelo de gestão, agravando ainda mais os prejuízos caso não exista um forte ajustamento da componente salarial. Este ajustamento afastará definitivamente qualquer jogador top de Portugal levando a que jogadores de média-valia comecem a ser comuns nos plantéis.

A solução para o futebol português é igual à do país. Reduzir custos, cortar despesas e centrarmo-nos nos mercados externos em detrimento do mercado interno. Com um mercado dos audiovisuais em crise, com empresas descapitalizadas e a reduzirem os investimentos em marketing/patrocínios/publicidade, com a procura interna verdadeiramente deprimida, as receitas internas irão inevitavelmente reduzir-se, por muito que os clubes sejam autistas e tentem subir os preços para manter a receita (será pior a emenda que o soneto pois conduzirão a maiores quebras), sendo os mercados externos a única salvação para o equilíbrio das contas.

Numa primeira fase o caminho terá que ser a alienação de activos, isto é, a transacção dos passes dos jogadores mais promissores. Se começar a ser feito um trabalho de base coerente e consistente por parte dos clubes, e nisso o Godinho Lopes tem seguido o caminho correcto procurando estabelecer parcerias e associações nos mercados internacionais, e espero que a viagem aos Emirados do Benfica não tenha sido só mais um fogacho, tipo Wang Gang/Yu Dabao, com vista ao alargamento da base dos adeptos dos clubes portugueses no mundo e da maior notoriedade da Liga Portuguesa, é possível que no futuro os clubes portugueses consigam capturar um pouco do mercado mundial.

A verdade é que com pouco, os clubes portugueses já mostraram por várias vezes serem capazes de fazer muito ao contrário de clubes que têm orçamentos muito superiores e a protecção dos organismos internacionais."

Fontes: Sportingintelligence, Globoesporte, Sport + Markt, R&C Benfica SAD época 2011/12, UEFA

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

E agora, Nandinho das Facturas?

Avatar
 ●  + 12 comentários  ● 
"As imagens não mostram o Raul a cuspir no árbitro. Neste momento delicado e difícil para ele, queria manifestar todo o apreço e solidariedade, quer em meu nome próprio, quer da FPF, para o defender no limite das nossas competências, atestando o seu caráter"." Nandinho das Facturas in Record.
E agora Nandinho? Como vais tentar safar um dos teus?
Fernando Gomes na FPF: inequivocamente um erro.
(Quem viu o 'Dia Seguinte' na semana passada assistiu às palavras claras de Rui Gomes da Silva quando afirmou que se criticasse a actuação de Fernando Gomes na FPF, o presidente do Benfica ficaria chateado. Porquê, Senhor Presidente do Benfica? Porquê este portista, director financeiro do FCP durante o período do Apito Dourado, continua a merecer o seu apoio cego?)   

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O desejo dos escribas do blogue NGB.

Avatar
 ●  + 13 comentários  ● 

Geração Benfica, Vermelhusco, Eagle01, Master Groove, Shadows, Benfiquista de Braga, Paulo Marcos, Redmoon e Snortinho Senum desejam que todos, comendo mais ou menos doces, estando sós ou acompanhados, estejam numa fase boa ou menos boa da vida, festejando ou não esta quadra, consigam (não apenas num único dia do ano mas em todos eles) sentir o afecto dos seus amigos e familiares e ser muito mas muuuuito felizes!!

Ah! E já agora, que o Benfica seja parte dessa felicidade!  

Benfica B no Canal Corrupto!

Avatar
 ●  + 16 comentários  ● 
Desculpem lá...!
Não esqueçam.. depois tomem um banho!



Uma preocupante conclusão:
A transmissão de jogos neste execrável Canal, pouco difere da RTP, TVI ou da SportTV!


sábado, 22 de dezembro de 2012

Fernando Gomes ao seu nível. Serviçal.

Avatar
 ●  + 7 comentários  ● 
"O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, mostrou, esta sexta-feira, total apoio e solidariedade para com Raul Meireles.

O médio português foi castigado com 11 jogos de suspensão, depois de ter sido expulso e, alegadamente, ter insultado e cuspido no árbitro do jogo que opôs o Fenerbahçe ao Galatasaray.

"Em primeiro lugar, gostaria de dizer que tenho uma imagem clara sobre o caráter e sobre a pessoa que é o Raul Meireles. Conheço-o há muito tempo e foi com surpresa que vi serem-lhe atríbuidos tais atos", disse Fernando Gomes, sublinhando que pensa que as imagens da TV turca não confirmam nada:

"As imagens não mostram o Raul a cuspir no árbitro. Neste momento delicado e difícil para ele, queria manifestar todo o apreço e solidariedade, quer em meu nome próprio, quer da FPF, para o defender no limite das nossas competências, atestando o seu caráter"." in Record.

Quando foi para defender a FPF e Paulo Bento dos ataques do FC Porto e Pinto da Costa aquando do último jogo da selecção, desapareceu de cena.

Para defender um dos 'seus', Fernando Gomes surge de imediato, atestando o carácter de um dos maiores caceteiros do FCP. 

Inequivocamente, um erro.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O fim do mundo...

 ●  + 5 comentários  ● 

Portugal, 21 de Dezembro de 2012

No calendário Maya, o dia 21 de Dezembro de 2012 seria o dia do final do mundo, tal como o conhecemos. Sinceramente não dou muito para este tipo de peditórios, pelo que não conheço muitos pormenores sobre a profecia. Apenas sei que hoje o mundo devia ter acabado...
Fazendo fé também, no que dizem e escrevem muitos analistas económicos, com requintes de profecia, o Benfica já devia estar falido e entregue aos bancos. Esquecem que ao contrário dos Mayas, o Benfica tem o maior número de sócios do mundo e isso vai fazendo alguma diferença....
De coisas estranhas se faz também o futebol. Não que sejam propriamente o fim do mundo, mas não deixa de ser curioso que o Moreirense e a Académica tenham jogado duas vezes em casa do primeiro, uma vez para o campeonato, outra vez para a Taça da Liga. E nos dois jogos, intervalados de 4 dias, o resultado foi o mesmo: 2-2. Com a particularidade que em ambos os jogos, houve uma equipa a vencer por 2-0, e a ceder o empate no período de compensações. Num caso foi o Moreirense, no outro a Académica.
Também já aconteceu ao Benfica nas competições europeias. Em 1996 quando estávamos a perder 2-0 em casa do Roda e de repente o Hassan e o Marcelo, fizeram dois golos, e a eliminação que os locutores anunciavam, terminou em empate-vitória. Depois repetiu-se em 2007 quando o Nuremberga marcou 2 golos, ultrapassando o 1-0 da Luz. Mas Di Maria e Cardozo marcaram mesmo a acabar e a derrota passou a outro empate com sabor a vitória. Não foi o fim do mundo mas que houve explosões de alegria na nação benfiquista, isso houve...
E que dizer do FCP e dos seus dois guarda-redes, que a nenhuma outra equipa é permitido? Eu diria que não me importo se não jogassem 10 jogadores de campo. Agora, 10+2 é que não vale... mas para quem está habituado a jogar com 14, até é caso para protestar por terem menos um jogador do que deviam. Talvez por isso o Helton já pede para deixarem jogar com 3 guarda-redes.... Não é o fim do mundo, é simplesmente o campeonato “portoguês” ...
E que dizer do SCP? Sai Domingos porque não atinge resultados, a seguir vem o Sá Pinto campeão de juniores, aspirando uma promoção igual à de Paulo Bento. Mas não perceberam que no Benfica já não estão Koeman, Fernando Santos, Camacho, Chalana e Quique Flores. E Sá Pinto foi despedido. Contratam-se mais jogadores, mas despede-se o treinador que os mandou contratar. A seguir vem o Oceano, podia ser que à terceira cópia de uma promoção do campeão de juniores viesse outro Paulo Bento, mas afinal aquilo só durou 3 ou 4 jogos. É que nós, continuamos a ter Jesus...
Sai um Oceano, vem um Franky com aspecto de “sem abrigo”. Afinal conclui-se que os jogadores que eram bons para Domingos, o qual tinha de ter conseguido melhores resultados, afinal não são bons jogadores e só andam atrás do salário. Que culpa tinha então o Domingos? Quais as chances de Franky chegar ao fim da época? Não sei, não é o fim do mundo, mas pode ser o fim do SCP como ilustre terceiro grande clube português...
Vem o Jesualdo, recém despedido do Panathinaikos, e uma pessoa foi detida na Assembleia da República por gritar que a “democracia é uma ilusão”. Portugal, tal como o SCP.... É o fim do mundo...
Chegou ao fim o ciclo do fim do mundo dos Mayas, irá iniciar-se o novo ciclo, bug, ou outra coisa qualquer, para o ano N... aproveitemos enquanto cá andamos.

Felizes festas para todos...

Quais são afinal os motivos do adiamento do Setubal x Porto?

 ●  + 13 comentários  ● 

Dado a conhecer por MN.

É meio dia e como o mundo não acabou...

Avatar
 ●  + 2 comentários  ● 



                                                     A LUTA CONTINUA!!!!

Continua a luta contra os Corruptos, os Apaniguados, os Submissos, os Oliveiras, os Recalcados, os Cães de Fila e todos aqueles que dentro e fora do Benfica não fazem nada pela verdade desportiva, pela limpeza do futebol português, pela dignificação do desporto e pela defesa dos interesses do Sport Lisboa e Benfica.


quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Lembro-me como se fosse ontem.

Avatar
 ●  + 15 comentários  ● 


Venha mais uma destas noites que não me importo nada!!

Aposto que os responsáveis do Bayer já estarão a pensar como vão fintar os milhares de portugueses que mais uma vez farão daquele estádio uma 'mini-Luz.'

Acredito que temos qualidade para passar esta eliminatória. Força Benfica!!!

Coincidências do caraças!

Avatar
 ●  + 36 comentários  ● 

"A imagem circulava desde ontem à noite nas redes sociais e gerou polémica na manhã desta quinta-feira. A Sky Sports transmitiu parte do ensaio para o sorteio da Champions. E, hoje, bateu tudo certo.

Importa referir que os condicionalismos para o sorteio levavam a que alguns embates fossem altamente prováveis. Ainda assim, é uma coincidência assinalável.

Aliás, minutos após o sorteio real, a Sky Sports avançou para as reações e salientou que os resultados foram exatamente iguais ao ensaio da véspera.
" - Maisfutebol


Podem conferir as declarações do apresentador da Sky Sports no início do vídeo seguinte:

  

Grande Platini...a tua UEFA não vacila!!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Evangelista: morde a língua pah!

Avatar
 ●  + 5 comentários  ● 
"Joaquim Evangelista deixou esta quarta-feira um "recado" a Jorge Jesus. À margem da assinatura do protocolo "Impulso Jovem" entre o Governo, FPF, Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) e a União das Misericórdias Portuguesas - projeto que visa criar 100 postos de trabalho para jogadores desempregados -, o presidente do SJPF comentou as declarações do técnico do Benfica sobre a aposta em jovens jogadores.

"Jorge Jesus fala muito, mas tem é de praticar mais. No que diz respeito aos jogadores portugueses, não basta falar”, afirmou Evangelista." - in Record.

Na tradição dos dirigentes recentes do Sindicato de Jogadores, também Joaquim Evangelista tem demonstrado ser um inútil, que fala muito, mas que para mais nada serve senão bajular dirigentes que lhe possam dar uma carreira quando sair do Sindicato.

Quando o problema da aposta dos jovens nacionais é europeu, numa altura em que Jorge Jesus está(finalmente, digo eu) a apostar em jovens portugueses na equipa principal do Benfica, pergunto: 
Quem te encomendou o sermão? 
Porque só falaste de JJ e do Benfica e não do FC Porto ou do Sporting?

Mais cedo ou mais tarde, perceberemos quem o Evangelista estava a tentar agradar.
Talvez nos cruzemos no Chiado e eu te pergunte pessoalmente.

A caminho do Penta...

Avatar
 ●  + 7 comentários  ● 
Boa gestão do plantel por Jorge Jesus...Benfica confiante...vencemos. Mais nada! 

Queremos o penta!!! (Desde que o campeonato continue a ser a prioridade!!!)

Passos Coelho decreta fim do Presépio.

Avatar
 ●  + 13 comentários  ● 

O que realmente preocupa os 'Velhos de Alvalade'?

Avatar
 ●  + 9 comentários  ● 
As últimas semanas têm sido especialmente agitadas para os lados do Alvalade XXI. 

O lírico Godinho tem feito um esforço notável para realizar a pior época de sempre do Sporting. 
Achei especialmente engraçada a frase na entrevista de domingo passado, onde afirma que olha sempre para cima. Pois olhas, pois o teu clube só pode olhar para cima. Para os que estão à frente.

Ver Dias Ferreira com uma incapacidade de argumentação que não lhe conhecia quando colocado frente a frente com Bruno Carvalho no 'Dia Seguinte', assistir às suas evasivas sobre a situação real do Sporting, e verificar que até na noite de terça-feira Sousa Cintra se invectivou contra José Eduardo, sendo totalmente contra devolver aos sócios do Sporting o poder de escolha...de que fogem os 'Velhos de Alvalade'?

Na minha opinião, não querem apenas evitar a mais que provável vitória de Bruno Carvalho numas eventuais eleições. Querem mais que isso. 

Encobrir todas as decisões de gestão (eventualmente) danosa praticadas pelas direcções desde Roquette, que vendeu o seu clube por uma 'prato de segundos lugares', subalternizando o Sporting aos interesses do FC Porto, contra o Benfica.

Manter o controlo do Sporting na mão do mesmo grupo que acha sinceramente que o clube é sua propriedade, e como tal, apenas os 'cooptados' podem aceder à cadeira de Presidente, assegurando que o SCP só gasta dinheiro em pagar dívidas, sem bufar por reestruturações de prazos e juros.

Tal é a situação desastrosa das finanças do Sporting, que a ausência de culpados depois da auditoria efectuada por Godinho Lopes quase que parece tragicamente cómica.

Os 'Velhos de Alvalade' fogem da verdade. Fogem da responsabilidade dos seus actos, quer perante a justiça quer perante os donos do clube: os sócios.

Fogem da realidade: o Sporting ou muda o paradigma e arranja investidores que injectem dinheiro e tomem conta da SAD, ou em menos de um ano este histórico do futebol português não passará de um vegetal apenas à espera que lhe desliguem a máquina.

Os dirigentes dos últimos 14 anos do Sporting, pelo ódio que destilaram e destilam ao Benfica, mereciam ver o Sporting ainda pior que Boavista, Salgueiros ou Belenenses.
Bem como aqueles adeptos que menorizaram o Sporting, por preferirem não vencer desde que o Benfica também não vença.

Continuo a defender que com um Benfica forte e um Sporting forte, e unidos por uma limpeza no futebol português, o FC Porto corrupto não dura uma temporada.
Têm a palavra os adeptos lagartos.



terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Duas visões do mesmo caso?

Avatar
 ●  + 2 comentários  ● 
"Inquérito interno inconclusivo sobre Paulo Pereira Cristóvão

O inquérito interno instaurado sob pedido do Conselho Diretivo sobre o caso em torno de Paulo Pereira Cristóvão foi inconclusivo, uma vez que o antigo vice-presidente dos leões está sob segredo de justiça. Ainda assim, não há indícios de envolvimento de quaisquer membros da Direção, segundo pode ler-se através de comunicado divulgado esta terça-feira.

O Conselho Fiscal e Disciplinar do clube de Alvalade, que conduziu o inquérito interno, vai no entanto aguardar a conclusão da investigação criminal em curso para poder aprofundar o conhecimento dos factos que se encontram em segredo de justiça e apreciar a eventual relevância disciplinar.

Garante-se, contudo, que o Sporting permanece tranquilo em relação ao desenrolar dos acontecimentos aguardando serenamente que a investigação siga o seu curso e que seja possível, finda a mesma, esclarecer cabalmente toda a questão." - in Pasquim do Serpa.

"Paulo Pereira Cristóvão acusado de sete crimes no caso José Cardinal

Paulo Pereira Cristóvão, ex-vice-presidente do Sporting, foi acusado de sete crimes pelo Ministério Público no âmbito do chamado ´caso Cardinal`, anunciou esta terça-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGD).

Além do antigo vice-presidente leonino para a área do Património, foi ainda acusado um sócio-gerente de uma sociedade comercial, cuja identidade não é revelada no comunicado divulgado no site oficial da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

A investigação, a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária, conseguiu reunir elementos suficientes contra Paulo Pereira Cristóvão, para acusar o antigo dirigente do Sporting de um crime de burla qualificada, um crime de branqueamento de capitais (ambos em coautoria), um crime de devassa por meio de informática, dois crimes de peculato, um crime acesso ilegítimo qualificado e um crime de denúncia caluniosa qualificada.

Por sua vez, o sócio-gerente em causa é acusado de um crime de burla qualificada, um crime de branqueamento de capitais (ambos em coautoria) e um crime de devassa por meio de informática.

Em relação a Paulo Pereira Cristóvão, o Ministério Público requereu, também, a aplicação de medida de segurança de proibição do exercício de atividade de dirigente desportivo." - in Pasquim do Serpa.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

O plano do sistema está a revelar-se.

Avatar
 ●  + 27 comentários  ● 
"Oliveira partilha direitos do futebol com Zon e PT, que entra para o capital da Sport TV.
Joaquim Oliveira já fechou o negócio de venda dos direitos televisivos, que tinha em exclusivo, à Sport TV, empresa que controla em 50% com a Zon, o que permitirá a entrada da PT. A ‘operação triângulo' - como é conhecida - será anunciada nos próximos dias, mas tem de passar ainda pelo crivo da Autoridade da Concorrência.

O negócio promete mudar o figurino dos direitos televisivos em Portugal. Até agora, Joaquim Oliveira tinha o exclusivo dos direitos de futebol, o activo mais relevante avaliado claramente acima dos 100 milhões de euros, e vendia-os, depois, à Sport TV, que controla com a Zon, presidida por Rodrigo Costa. Zeinal Bava nunca escondeu o desejo de entrar no negócio dos conteúdos desportivos, até porque durante anos foi obrigado a pagar ‘mínimos' à Sport TV mesmo quando não tinha o número de subscritores do Meo suficientes.
" retirado daqui
Esta notícia de hoje revela algumas coisas interessantes. Como o facto de os 2 principais 'players' do mercado de televisão por subscrição em Portugal irem partilhar o canal desportivo que detém quase em exclusivo os direitos dos principais eventos desportivos. 
O facto de a notícia referir que os direitos do futebol valem mais de 100 milhões, quererá dizer o quê? Que não pagarão muito mais de 50 milhões aos clubes? E que, com a centralização dos direitos desportivos, esses 50 milhões serão a rachar por todos?
O que dirá, por exemplo, o novo canal desportivo 'Bola TV' sobre esta aliança, visto estar activo nos bastidores do mundo desportivo a tentar adquirir eventos desportivos para transmitir?
Irá a Autoridade da Concorrência pronunciar-se sobre este negócio? Esta partilha de participações não coloca em causa a concorrência com outros canais de desporto?
E quanto ao Benfica
Acredito que o Presidente do Sport Lisboa e Benfica é um homem de palavra, e sei que este movimento desesperado do sistema para manter a 'galinha dos ovos de ouro' na Sport TV não vai resultar.
Apesar de ainda não ser do conhecimento dos benfiquistas qual o projecto e ideias que transformarão a Benfica TV para receber os jogos do Glorioso. 
Talvez Rui Gomes da Silva hoje nos dê algumas pistas no 'Dia Seguinte'. 

(Espero não ter que ir almoçar ao 'Il Gattopardo' ou jantar ao 'Gambrinus' para descobrir mais sobre este assunto.)  

A imagem diz tudo. Quem serve quem.

Avatar
 ●  + 3 comentários  ● 







Joaquim Oliveira, um servo do Peidoso. Só de me lembrar que este senhor teve assento em alguns dos recentes aniversários do Sport Lisboa e Benfica como convidado...até dá vómitos.

Os mesmos que foi ter Fernando 'Capachinho' Gomes a lançar a primeira pedra do Centro de Estágio do Benfica.

'Devemos ser gratos à Olivedesportos'...espero não tornar a ouvir isso da boca do Benfica.

Nota: Este Godinho Lopes vive mesmo no mundo do Baltazar!! Se os sportinguistas o deixarem continuar, terão o que merecem.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Transmissões televisivas esclarecidas.

Avatar
 ●  + 5 comentários  ● 

O futebol português, por Marinho Neves.

Avatar
 ●  + 7 comentários  ● 
Entrevista MARINHO NEVES


P: O grande sucesso Golpe de Estádio é um romance ou uma comédia? O que pretendia com a publicação desse livro, gozar ou informar?


MN: Naquela altura era necessário dizer a verdade e não havia outra forma de o fazer. Penso que consegui estabelecer um diálogo com o leitor, espevitando-lhes a curiosidade. Mas, não conheço nenhum romance que não seja baseado em histórias reais.

P: Muitos dizem que esse livro ditou a sua reforma antecipada dos principais meios de comunicação. Mas custou-lhe algo mais, como perseguições, tentativas de envenenamento ou até mesmo de assassinato. Sabe os nomes e os motivos de quem orquestrou esses actos?

MN: Fui de facto perseguido, muito perseguido, ameaçado e continuo a ser. Mas, não é verdade que tenha sido a minha reforma antecipada. Depois da publicação do livro trabalhei no programa da SIC "Os Donos da Bola" e em vários jornais, não obstante me terem tentado boicotar todos os trabalhos que iam aparecendo. Não o conseguiram porque Portugal não se resume à cidade do Porto, e Lisboa nunca me fechou as portas. Cheguei a estar contratado para o jornal "A Bola" e no dia em que devia entrar inverteram a situação. Foi caso único na capital.


P: Qual foi o restaurante onde o drogaram? Para que os nossos leitores saibam antes de lá ir comer.

MN: Foi exactamente no mesmo restaurante onde já foram apanhados alguns árbitros portugueses e estrangeiros que foram cear com dirigentes (“Marisqueira de Matosinhos”). Uma vez, vinha a sair desse restaurante em Matosinhos e à saída tinha dois jagunços à minha espera. Só não me aconteceu nada porque ia muito bem acompanhado.


P: Na sua intervenção no Prós & Contras sobre corrupção no futebol, pareceu bastante incomodado com a maneira jocosa com que Valentim Loureiro se apresentou. O que lhe passou pela cabeça quando o viu a “berrar” que ia ser absolvido porque nunca fez falcatrua no futebol?

MN: Quando fui a esse programa foi-me prometido que teria linha aberta para dizer o que quisesse. Mas, quando me estava a maquilhar, o Valentim Loureiro estava ao meu lado e mostrou-se incomodado com a minha presença. Quando me sentei, senti de imediato que nunca me dariam a oportunidade de dizer o que sabia, não obstante o presidente do Sporting, Dias da Cunha, ter dito nesse programa que tudo o que aprendeu no futebol foi comigo. Depois… foi uma comédia.


P: Você tem alguma coisa a ver com o Polvo dos Papalvos, com o Blog da Bola ou com o Tripulha das escutas?

MN: Com "O polvo dos papalvos e "Tripulha das escutas" não. Nem sequer conheço. Já o Blog da Bola, foi com grande emoção que me vi obrigado a encerrar, tantos eram os processos judiciais, todos arquivados porque apresentei provas do que dizia. Mas não
deixei de gastar fortunas em advogados e despesas judiciais. Em toda a minha carreira jornalística tive 35 processos judiciais, todos arquivados antes de julgamento com a excepção de um, em que fui absolvido.


P: O que faria se lhe dessem a presidência de um dos clubes mais mediáticos de modo a "limpar" o futebol em Portugal?

MN: Mesmo como presidente de um clube podia fazer muito pouco. Primeiro tinha de conquistar a simpatia e a confiança da maior parte dos clubes e só juntos podíamos normalizar o actual sistema. Pinto da Costa demorou 10 anos a montar a máquina enquanto os clubes da capital se degladiavam.


P: Que previsão faz para o Futebol Clube do Porto e para o futebol nacional, quando Pinto da Costa abandonar o cargo no clube?

MN: Esse vai ser o grande problema dos portistas. Quando Pinto da Costa acabar, o clube também acaba.


P: É do foro público que o Marinho trabalhou para o Sporting contra o “sistema”. Quem foi a primeira pessoa a iniciar essa luta contra o “sistema” no futebol Português?

MN: Quando Dias da Cunha foi eleito presidente do Sporting, depressa se apercebeu da falcatrua que era o nosso futebol. Não sabia para que lado se havia de virar. Fui então contactado pelo seu assessor, Carlos Severino, para ver que disponibilidade tinha para trabalhar directamente com o presidente com a função de o alertar dos perigos que o clube corria. Inicialmente não me mostrei muito interessado, mas por outro lado pensei que poderia lutar por dentro e combater a corrupção, até porque a Polícia Judiciária já me tinha como consultor e não me pagava nada. Aceitei, mediante um bom vencimento e com a condição, por mim proposta, de que se não gostassem do meu trabalho despedia-me sem qualquer tipo de indemnização. Fiquei por lá seis anos, mas no meu segundo ano fomos campeões nacionais, principalmente porque o Sporting sabia com 15 dias de antecedência as armadilhas que lhes estavam a preparar. Um exemplo: 15 dias antes avisei o presidente que no jogo X que antecipava um jogo com o Porto, o árbitro da partida seria fulano e que Beto e Rui Jorge iriam ser espicaçados por esse árbitro durante o encontro para este encontrar motivos para os expulsar. No dia do jogo confirmou-se a minha informação. Num outro caso, num jogo decisivo para a conquista do campeonato, frente ao Boavista, soube que o árbitro da partida tinha ido almoçar com Valentim Loureiro, que era presidente da Liga. Avisei o presidente e todos ficaram em pânico. Não sabiam o que fazer porque não havia provas. Disse-lhes que a única coisa a fazer era Manolo Vidal, antes do jogo, quando fosse entregar as fichas aos árbitros, deveria dizer: "Então o almoço de terça-feira foi bom?" Mais nada. Quando o árbitro ouviu aquela pergunta associou de imediato a intenção do delegado ao jogo e ficou em pânico, contou-me depois Manolo Vidal. Durante esse jogo o árbitro até beneficiou o Sporting e fomos campeões. O árbitro não sabia que provas tínhamos e como era internacional, não colocou a sua carreira em risco. Mas a conquista do campeonato desencadeou uma série de invejas dentro do próprio clube e quando dei por ela estava a lutar contra gente que estava a ser paga pelo clube, mas que queria que este perdesse para conquistarem o poder e poderem fazer os seus negócios. Cheguei mesmo ao ponto de saber que os meus relatórios semanais eram entregues, por gente do Sporting, aos nosso principais inimigos, Porto e Boavista. Não sou nem nunca fui sportinguista e nunca escondi isso. Era apenas o meu trabalho.


P: As acções do Sporting nessa luta contra o “sistema” tinham qual objectivo? E as do Benfica? Os lutos pela arbitragem, levar DVD’s ao ministro ou qualquer outro tipo de protesto surtem mesmo algum efeito? Amedrontam o “sistema”?

MN: A primeira coisa que fiz, foi convencer Dias da Cunha de que devia fazer uma aliança com o Benfica se queriam conquistar o poder. Sempre disse que o inimigo do Sporting não era o Benfica, mas o Porto e o Boavista da altura. Consegui. Dias da Cunha fez uma aliança com Luís Filipe Vieira e foi à televisão dizer que as cabeças do sistema eram Pinto da Costa e Valentim Loureiro. Forneci documentos que provavam isso mesmoO Porto e o Boavista começaram a sentir-se ameaçados e começaram a 
minar o Sporting por dentro utilizando alguns elementos que hoje continuam no clube. Dias da Cunha não aguentou a pressão e demitiu-se. Pedi a demissão com ele.


P: E crê que Benfica e Sporting alguma vez vão lutar em igualdade de circunstâncias com o Porto nos bastidores do futebol nacional? Essa união entre os dois clubes poderia purificar o nosso futebol ou acha que cada qual, à vez, preferem aproveitar o que podem do velho “sistema” que se encontra ainda, residualmente, instalado para próprio benefício?

MN: Para se ganhar e encontrar defesas para os mais diversos ataques, é necessário ter poder. Disse isso muitas vezes a Dias da Cunha. Primeiro tinham de conquistar poder na AF de Lisboa, como fizeram os Dragões na sua cidade. Depois encontrar aliados nas Associações mais poderosas para se chegar ao poder na FPF, mais propriamente na disciplina e arbitragem. Não para fazer o mesmo, mas para fiscalizar e enfraquecer o poder de manobra do seu mais directo opositorÉ necessário que os árbitros sintam que estão sob vigilância permanente. Houve casos em que grandes árbitros eram promovidos e mostravam qualidade, mas se não se adaptavam ao sistema, eram despromovidos. Muitos queriam ser honestos, mas o sistema não lhes permitia tal atitude. Os mais vigaristas eram sempre os primeiros a ser promovidos. Para travar tudo isto era necessário ter poder e Benfica e Sporting não tinham um único dirigente na FPF ou na Liga para fiscalizarem a situação ou impor a sua vontade. Vejam o exemplo desta época: O Porto está zangado com o Sporting e Benfica e a época deles tem sido um desastre, imaginem o que seria se Sporting e Benfica fossem aliados. Tem sido assim ao longos dos 20 anos e os clubes de Lisboa não aprendem. Pinto da Costa é um mestre na acção de dividir para reinar.
P: Falou nos árbitros. É possível, a um qualquer árbitro, chegar a internacional sem essa tal “bênção” do “sistema”?

MN: Nem pensar. O próprio Vitor Pereira sabe que só está naquele lugar porque tem uma grande flexibilidade de coluna. Quando não for assim acontece-lhe como aos outros. É despedido ou criam-lhe situações que o obriguem a demitir-se.


P: O que aconteceu a quem lutou contra isso? Que outras protagonistas do Futebol, para além do Marinho, foram afastadas da ribalta do futebol?

MN: Infelizmente não há muitos mais. Lembram-se do árbitro José Leirós? Denunciou uma tentativa de corrupção por parte do Braga. Nesse dia era pré-internacional e a quem todos apontavam como internacional, mas no final da época, acabou por ser despromovido para a 2ª categoria e depois desistiu. Mas houve muitos mais, mesmo em termos de comunicação social. No programa "Donos da Bola" da SIC, tínhamos 52% de share, ou seja, o programa mais visto desta estação e de um dia para o outro acabaram com ele. Nós estávamos sempre à frente da polícia. A PJ tinha um plantão a ver o programa e com base nas nossas informações fazia buscas à segunda-feira. Nesse tempo o futebol tremeu, mas quem caiu fomos nós.


P: Sabemos que se tem dedicado a outras artes, com bastante sucesso até. Pensa ainda voltar a exercer a sua profissão, após ter sido um dos primeiros jornalistas de investigação desportiva ou será que esta nova geração de directores nas publicações continuam a não ter “tomates” para contrariar o poder?

MN: Para mim o jornalismo acabou, mas acabou porque eu quis. Os novos jornais não querem gente com coragem e integra. Querem moços de recados. Serviçais do poder. É como disse Sócrates: "Não me preocupo com jornalistas. Prefiro controlar os seus patrões." Hoje já não é uma questão de tomates, mas sim de atitude. Se tens tomates não tens onde escrever. Eu mesmo tenho o Golpe de Estádio 2 já escrito há mais de 6 meses e quando se soube disso desapertaram-me as rodas do meu jeep. Também sei que a maior parte das editoras estão controladas, assim como livrarias, vejam o que aconteceu ao livro do Octávio. Alguém falou disso??? Quase passou despercebido. É assim que o poder joga.
P: Por fim, gostaria de deixar alguma mensagem aos milhares de leitores "anónimos" que este e outros blogs de futebol congregam que repudiam a maior parte dos jornalistas pela falta de isenção inerente?

MN: Entendam melhor os jornalistas. Conheço muitos que gostariam de mostrar coragem, mas ela morre logo na marcação dos serviços." 

- retirado daqui.

E agora ainda há dúvidas?

 ●  + 45 comentários  ● 
Depois destes ultimos dois jogos,
Depois de 6 golos marcados,
Depois de atingir os 32 golos numa época (igualando o seu máximo anterior),
Depois de marcar 100 golos pelo Benfica na Liga,
Alguém ainda tem dúvidas que este senhor é o melhor avançado que passou pelo Benfica pelo menos nos últimos 20 anos????


Cardozo é um dos melhores pontas de lança da actualidade no futebol europeu, e o número de golos que marca é a única prova necessária.
Em 2012, são poucos os jogadores nos principais campeonatos europeus com mais golos marcados que Cardozo. Messi, Ronaldo, Ibrahimovic, Falcao, Van Persie. E poucos mais são os pontas de lança que estão ao nível de Cardozo e abaixo do destes jogadores.

Por isso, pensem nisso da próxima vez que o forem assobiar por não ter velocidade ou agilidade ou poucos reflexos. Ter um jogador com o rendimento de Cardozo no Benfica é uma benção de que muitos benfiquistas não se apercebem.
Um pé esquerdo daqueles não se arranja todos os dias, nem aquele instinto de baliza.

Renovem já com Cardozo porque um jogador como ele merece todas as condições que peça. Ainda para mais com o seu estilo de jogo a perda de velocidade com a idade não é tão importante. Cardozo tem tudo para render golos ao clube durante pelo menos mais três ou quatro anos.

sábado, 15 de dezembro de 2012

A vitória que não podia fugir!

Avatar
 ●  + 19 comentários  ● 
Matic, Cardozo e o restante dos jogadores que hoje estiveram em campo mostraram uma raça e um querer que algumas vezes pareceu faltar no Benfica.

Apesar da desvantagem, o Benfica neste jogo sempre mereceu estar em vantagem.

Foi a melhor equipa em campo e o 1º lugar no campeonato é inteiramente merecido.

Matic sempre em ascensão. Muito bom.

Uma palavra final sobre o Cardozo.
Atingiu hoje o golo 100 pelo Benfica. E tanto em Alvalade como hoje revelou uma concentração e um enfoque no jogo que merecem o reconhecimento. 
ESTE Cardozo sim. 
Esforçado, concentrado e com a ideia clara de que o Benfica é mais importante que ele. 
ESTE Cardozo terá sempre lugar no Benfica.


  

Sport Lisboa e Benfica - Filial Corrupta da Madeira B

Avatar
 ●  + 7 comentários  ● 

recentes

ranking

Em Defesa do Benfica