O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Ainda procura substituto para Tiago Pinto, presidente? É este, se ainda for a tempo

Avatar
 ●  53 comentários  ● 

Esse é o clube fundado por um bom amigo meu e, quem não viu na altura, recomendo agora que veja o vídeo no post, em primeiro lugar porque me poupa ter de escrever uma série de parágrafos sobre o que vem lá, e em segundo porque o vídeo retrata o futebol puro, o futebol paixão, o futebol com forte componente social, que no fundo é o futebol que me move.


Esse Club Sintra Football nasceu em 2007 por iniciativa do Dinis, que reuniu uma série de amigos quase todos do nosso bairro, e iniciou a sua caminhada no patamar mais baixo que há – como equipa B de outra equipa no campeonato do Inatel. E apenas na brincadeira e a beber uma jolas no intervalo dos jogos, subimos de divisão.

E foi assim desde 2007 até ao ano passado, a subir de divisão atrás de divisão. Já sem ser o mesmo grupo de amigos que éramos quando a “brincadeira” se iniciou, porque entretanto todos temos as nossas vidas, e porque não temos tempo nem valor futebolístico para competir mais acima, mas também porque nunca acreditámos verdadeiramente na “pancada” do Dinis que achava que ia ser capaz de levar o Club Sintra Football até ao topo do futebol português!

E quando até mesmo nós, os amigos, achávamos que ele não ia conseguir, que mais tarde ou mais cedo ia cair, que andava ali a enterrar o pouco dinheiro que tinha, ele ia provando ano após ano como quase sempre só movido a paixão (sim, porque dinheiro foi sempre muito, muito pouco), e uma facilidade enorme de cativar pessoas só pela conversa e envolvê-las nos seus sonhos, era possível ir subindo a escada degrau a degrau.

O Dinis foi o fundador, mas foi também o Presidente, o chefe da claque, o cozinheiro, o homem que passava a cal nas linhas do jogo, o homem que desenhava, criava e lavava os equipamentos, o homem que preparava o cesto dos jogadores, o homem que mesmo sem dinheiro arranjava condições para ter lá no campo umas mantinhas para os adeptos se agasalharem nas tardes frias e oferecia (sim, oferecia) uma sandes e uma mini no bar do clube a todos os amigos que o Sintra era capaz de reunir no “seu” estádio no dia do jogo!

E digo o “seu” estádio, porque de facto o Sintra nunca teve estádio. O Estádio do Sintra era o “estádio” que era possível alugar a outras equipas na zona de Sintra, Massamá e Oeiras, para poder realizar os seus jogos. Os adeptos do Sintra eram iguais aos jogadores do Sintra e gente disposta a andar com a casa às costas para acompanhar as façanhas deste pequeno GRANDE clube!

Bom, como disse, nestes últimos dois anos desde esse meu texto, muita coisa mudou... E sim, o Sintra conseguiu mais uma subida de divisão, chegando finalmente ao Campeonato de Portugal onde se estreou o ano passado. Foi também esse o ano em que o “pequenino” Club Sintra Football eliminou o Vitória de Guimarães na Taça de Portugal...

E o resto da época foi a de um Sintra a lutar pela manutenção no campeonato de Portugal até vir o Covid que interrompeu os campeonatos não profissionais e que aniquilou a tantos pequenos clubes quaisquer hipóteses de sobrevivência...

A história do Club Sintra Football terminou aí... mas renasceu logo a seguir. Outro clube que faz parte da minha história emocional enquanto puto era o Estrela da Amadora, clube que como sabemos desapareceu do panorama nacional em 2010 por ter entrado em falência.

Em 2011, o Estrela da Amadora foi “refundado” sob o nome “Clube Desportivo Estrela”, na altura um clube apenas com futebol jovem e outras modalidades, sendo apenas em 2018 que o Club Desportivo Estrela” decidiu criar a sua equipa de futebol sénior, que naturalmente teve de começar lá de baixo no sítio onde também o Club Sintra Football um dia começou.

Ora este ano o Club Desportivo Estrela e o Sintra Football Club fundiram-se e formaram de novo o antigo “Estrela da Amadora”, permitindo ao Estrela competir uns degraus mais acima e já no campeonato de Portugal que lidera neste momento, e um ano também em que contra todas as expectativas se qualificou para os 1/8 de final da Taça de Portugal onde agora defrontará o Benfica, o que será um jogo especialíssimo para o Dinis!

E o Dinis – o milagreiro – está lá, no Estrela evidentemente, a dar cartas no Estrela como deu no Sintra, e podem escrever aí que o sonho só vai acabar quando o Estrela chegar de novo ao patamar mais alto do futebol português.

Ah, o Dinis é um Benfiquista ferrenho. Vejam as fotos seguintes para verem o nível da “doença” e da “pancada” que tem. Eu andei com ele e tantos outros amigos nessas carrinhas decoradas meticulosamente a papel de jornal a celebrar conquistas Benfiquistas por essa Lisboa fora!

Se ler isto Presidente Vieira ou alguém da estrutura do Benfica, e se ainda andar por aí desesperado à procura do tal substituto de Tiago Pinto ou de alguém que possa trazer ao Benfica o safanão e a alma que realmente precisa, este é o Homem, vá por mim!

Ou talvez já vá tarde... Foram de facto muitos anos a acompanhar de perto a “doença” que o Dinis sempre teve pelo Benfica mas... depois de 35 anos acabou de confessar há dois dias no seu Facebook que gosta do Benfica mas que AMA o Estrela da Amadora!

Surpresa?! Só para aqueles que não sabem o que é viver a vida apaixonadamente, fazer parte de algo a que podemos dar o nosso cunho pessoal, ter o nosso bebé e vê-lo crescer! Como ele sempre disse, o mais bonito disto tudo não são as conquistas em si, é o caminho que nos fez lá chegar!

E não, o Dinis não sonha sequer que eu escrevi este texto (nem sabe que eu aqui escrevo), para aqueles sempre ávidos de pegar na peça sempre por algo negativo.





















































quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Fogo de artifício só quando era preciso eleger LFV a todo o custo

Avatar
 ●  110 comentários  ● 

Qual é o clube de futebol de topo que tem um CEO que a meio da competição vem a público dizer que é preciso vender jogadores em Janeiro?!

Que isto faça sentido numa empresa normal, dizer-se que em Janeiro vai ter de vender mais robalo porque a pesca da sardinha tem andado fraca, ainda vá que não vá mas, no futebol?!

E ainda que seja mesmo preciso vender jogadores em Janeiro, isso é algo que se anuncie? É algo que se espera que não tenha impacto nenhum no balneário? Que não faça JJ sentir-se ainda mais enganado do que já se sente? Venham aos saldos amigos, tragam as sacas de euros, que nós precisamos de vender?!

Mas ainda sobre este anúncio apetece perguntar a DSO, o que mudou desde Outubro?! O que mudou desde que andámos armados em novos ricos e com o rei na barriga  atrás dos Cavanis, do Fillet Mignon e das melhores iguarias, porque é nas alturas más que se deve investir, segundo LFV?!

Mudaram os 60 milhões que não encaixámos na champions? Certo, mas não nos foi dito que a venda do Rúben Dias era para compensar precisamente esse deficit de tesouraria porque de outra forma a venda nunca aconteceria? Ou será que a eliminação da Champions até calhou bem para assim se poder justificar vender o que seria sempre vendido?

Mas desde então mudou o quê mais para entre Agosto e Outubro se gastar o que três meses depois tem de se recapitalizar? Querem saber o que realmente mudou? OK, aqui vai... O que mudou foram as eleições do Benfica que era preciso vencer a todo o custo, e onde foi necessário lançar todo o fogo de artifício que havia ao ar e exibir uma pujança e uma cagança que na verdade não se tinha! Pronto, já disse!

Porra, o ridículo tornou-se tão vulgar no meu clube, que os CEOs do clube dos 10 à frente da concorrência nem se apercebem da figura que fazem!

Isto é futebol meu caros! Os objetivos de uma equipa de futebol em Setembro são os mesmos dessa mesma equipa em Janeiro! Nem o Porto, um clube falido, vende os seus melhores jogadores em Janeiro! E sabem porquê? Porque lá em cima, com ou sem dinheiro, os interesses da equipa de futebol ainda vêm em primeiro lugar!

Os planeamentos de época devem fazer-se de Julho a Julho, e Janeiro é para um ou outro retoque, ou para oportunidades de mercado. O mercado de Janeiro nunca foi nenhum pilar de gestão estratégico de nenhum grande clube do mundo, pelo menos naquelas onde o futebol ainda é a alma do clube e à volta do qual gravita tudo o resto! 

Querem que ponha aqui a lista de jogadores chave da equipa que LFV vendeu no mês de Janeiro ao longo dos seus 20 anos de mandato, em contraste por exemplo com Pinto da Costa?

Alguém já viu Pinto da Costa por exemplo, dizer que só não contratou o Ronaldo porque não se envolveu diretamente na negociação, e dois meses depois vai ao Brasil buscar um tal de Veríssimo, e chega a Lisboa de mãos a abanar?!

A sério que ainda se surpreendem como é que os “moribundos” de lá de cima, com metade da “guita”, fazem tanto ou mais do que nós?!

LFV não tem desculpa absolutamente nenhuma para, nos anos que deviam ser os nossos anos de ouro, com uma saúde financeira (diz ele) imparável e que não tem paralelo com nenhum outro clube em Portugal, continuar a ser um candidato como os outros dentro de portas e uma absoluta nulidade na Europa!! NENHUMA!!

Nos anos em que o Porto tinha em relação a nós a vantagem financeira que nós hoje temos em relação a eles, a quantos pontos acabávamos todos os anos?! E na Europa, quem éramos nós e quem eram eles, lembram-se? Admite-se a situação que se vive atualmente, onde o clube com todas as condições estruturais para ir largamente à frente, é, ao invés, aquele que parece continuar a correr atrás dos demais?! O que diz isto das capacidades de gestão desportiva de LFV, digam-me?

Podemos de facto ser os reis do marketing, os reis dos frangos, do tijolo, dos relatórios de contas, da Emirates, da formação e de tudo o mais que quiserem inventar para nos auto-glorificarmos... Mas a nível de futebol meus amigos, que de facto é a ÚNICA coisa que realmente me interessa, a ÚNICA coisa que realmente me move e a ÚNICA que realmente me faz vibrar, continuamos a ser um clube vulgar gerido por amadores e a anos luz de distância do clube que devíamos e podíamos ser!

Esta é a maior mágoa que tenho em relação a LFV... Nunca hei-de deixar de o elogiar pelo trabalho fantástico que fez em recuperar estruturalmente um clube que estava de facto moribundo! Mas na hora em que essa recuperação se deveria traduzir em grandes vitórias, em pujança desportiva, em noites mágicas de êxtase e de glória, o que fica é uma mão cheia de nada... e 64% de sócios ainda em coma e ainda a acreditar que o grande apogeu está já ali ao virar da esquina!

Deem 1000 euros a LFV, que não duvido, ele os transformará em 10000 da noite para o dia... Deem a LFV 1000 milhões, nunca será capaz de transformar isso numa equipa de futebol ganhadora ao nível dos anseios dos sócios do sport Lisboa e Benfica!   

 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

SL Benfica - Vitória de Guimarães

Avatar
 ●  84 comentários  ● 
ONZE DO SL BENFICA: 
Helton, João Ferreira, Jardel, Vertonghen, Nuno Tavares, Weigl, Taarabt, Rafa, Everton, Waldschmidt e Darwin.

Suplentes: Odysseas, Gilberto, Ferro, Grimaldo, Gabriel, Pizzi, Pedrinho, Seferovic e Gonçalo Ramos.

Onze do V. Guimarães: Trmal, Sacko, Abdul Mumin, Jorge Fernandes, Sílvio, Janvier, Pepelu, Miguel Luís, Marcus Edwards, Estupiñan e Rochinha.

Suplentes: Jhonatan, Suliman, Poha, Quaresma, Mensah, Lyle Foster, Maddox, André Almeida e Noah.

terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Curtas: Liga Europa, Defesas centrais, Rui Costa, Ataques internos e racismo

Avatar
 ●  34 comentários  ● 

 

Liga EUROPA:

O SL Benfica vai defrontar o Arsenal de Londres na Liga Europa. Bom sorteio, dizem uns, mau sorteio dizem outros.

Ora, eu ainda sou do tempo em que o SL Benfica torcia para apanhar os mais fortes e assim ter uma oportunidade de demonstrar a todos a sua qualidade. Agora assistimos ao inverso. Parece que a maioria dos benfiquistas só quer jogar contra os "mija na escada", na linha do que Jorge Jesus fez na Libertadores em que só nas meias finais defrontou uma equipa de (alguma) qualidade.

O Arsenal não está nos seus melhores dias, mas tem argumentos financeiros fortes para se reforçar em Janeiro e para contratar um treinador que traga outro ânimo e qualidade à sua equipa.

Do nosso lado, temos um treinador medíocre, que nos vai brindando com exibições de "qualidade" contra os "Vilafranquenses" achando que é com isso que ficamos satisfeitos.

Enquanto isso, os falidos estão nos Oitavos de Final da Champions. Com 100 milhões investidos nem passamos da pré-eliminatória. Com mais de 100 milhões de prejuízo, eles lá estão. O que está mal neste cenário?

Defesas centrais:

Todibo e Ferro parecem mesmo não contar para Jorge Jesus. É o novo normal no SL Benfica dos últimos anos. Contratar jogadores para assim que chegam os ostracizar ou dizer que não prestam. Então para que se contrataram?

Como se não bastasse, Jorge Jesus diz que Jardel é o central mais rápido que temos. A piada (tristemente) faz-se sozinha.

Rui Costa:

Depois de todo o folclore típico do período eleitoral, em que Rui Costa apareceu como figura de proa para este mandato, eis que parece ter regressado à condição de "silent partner". 

Não compreendo a dificuldade em compreenderem de que os sócios e adeptos querem que exista um interlocutor entre o clube e todos nós. 

Não é um treinador que tem que assumir esse papel, muito menos um Jorge Jesus qualquer.

Rui Costa tem que assumir a dianteira, a não ser que Luis Filipe Vieira não o queira. E se mais uma vez Rui Costa se prestar a esse papel de pau de cabeleira, mais vale demitir-se.

Já agora, a SAD já anunciou deixou de pagar vencimento a Rui Costa desde 28 de Outubro, como exigem os estatutos? 

Ataques internos:

Como se não tivessemos problemas suficientes, eis que há um pequeno grupo que se auto-nomeou defensor dos estatutos e uma espécie de "AG Constituinte".

Negadas as pretensões de contagem de votos, que não exigiram em devido tempo até 28/10/2020, agora querem mexer nos estatutos sem discussão prévia e alargada a todos os sócios. Sem debate aprofundado e sem que exista uma vaga de fundo que valide um movimento de revisão de estatutos.

Tivemos eleições ainda não fez 2 meses, os resultados foram o que foram, aceites pelas 3 listas concorrentes.

Isto não é ajudar o SL Benfica ou os benfiquistas. É apenas querer aproveitar os maus resultados do futebol para agitar as águas. Mas o efeitos será o mesmo de uma pena a agitar o Atlântico.

Racismo:

Quem não é racista não olha para A ou B pensando que é branco ou preto. São todos pessoas, seres humanos.

Dito isto, tenho muitas dificuldades em compreender o ódio que uns e outros procuram incitar invocando raças ou cores de pele. 

Mais ainda: acho perigoso quando essa discussão tóxica é trazida para o futebol. Daí que achar que o precedente aberto no jogo da Champions da semana passada vai custar muito caro ao futebol e à própria UEFA.

Lideranças fortes não permitem decisões ou julgamentos tácitos sem uma análise cuidada e séria dos acontecimentos. Ter-se permitido que o jogo não continuasse apenas com base numa acusação sem julgamento provou ser uma decisão errada e perigosa.

O aproveitamento imediato de jogadores como Neymar ajoelhando-se em campo, que como pessoas não são exemplo para ninguém, quebrou a regra da própria UEFA de não permitir manifestações ideológicas ou políticas dentro do recinto de jogo.  

Mais grave é o silêncio que caiu sobre este incidente quando no dia a seguir foram divulgadas evidências com relatos e imagens do suposto ofendido ter ele próprio proferido palavras que alguns podiam entender como racistas chamando ciganos aos árbitros desde o segundo minuto de jogo.

Sou do tempo em que as pessoas eram mais tolerantes, menos sensíveis e mais adultas. Em que a liberdade de expressão era um direito e não um privilégio.

Infelizmente, vivemos em tempos em que as pessoas não procuram o consenso mas a conflitualidade.

Lamentável é que profissionais do futebol, muitos deles ganhando num ano o que um comum cidadão não ganha numa vida inteira de trabalho, se queixem de ser discriminados. 

O racismo não ter cor. Nem devia existir.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

Liga Europa - Sorteio

Avatar
 ●  55 comentários  ● 
SL Benfica vai defrontar o Arsenal.

Duas equipas longe de estar no seu melhor.

Veremos o que isto dá.

domingo, 13 de dezembro de 2020

Craques Made in Seixal a dar cartas por essa Europa fora

Avatar
 ●  67 comentários  ● 

 

Sinceramente, nem sei bem o que dizer aqui…

É apenas mais um retrato da realidade que vivemos… Do banho de humildade que todos precisamos tomar…

Os nomes seguintes são de alguns craques que nem há meia dúzia de meses alimentavam os sonhos de um grande Benfica Europeu com forte cunho Made in Seixal…

Foi neles que depositámos muita da nossa ilusão… Foram também eles que, não encontrando naturalmente grande espaço na nossa grandiosa equipa (porque o Benfica atual é um Benfica grandioso, um Benfica Europeu e nivelado quase sempre muitíssimo por cima), tiveram de sair para jogar em clubes ligeiramente mais modestos para que pudessem regressar num futuro próximo ainda mais fortes.

O panorama atual é este:

Carlos Vinicius, Tottenham – 336 minutos jogados até ao momento

Florentino, Mónaco – 159 minutos jogados até ao momento

Gedson, Tottenham – 63 minutos jogados até ao momento

Jota, Valladolid- 95 minutos jogados até ao momento

Tomás Tavares, Alavés - 32 minutos jogados até ao momento

David Tavares, Moreirense - 166 minutos jogados até ao momento

E é isto apenas, juntem estes dados a toda a mediocridade que já vemos no campo todas as semanas, continuem a acreditar se quiserem que no Benfica ficaram os "cepos" e que os "craques" que hoje podiam ser os titulares mandámos todos embora, enfiem a cabeça na areia se preciso, porque o objetivo não é estragar o fim de semana a gente sempre com crenças tão positivas sobre o que é a realidade do nosso Benfica...

Muitos destes "craques" eram titulares do Benfica o ano passado em jogos da Champions League!!




 

ranking