Injusta a comparação com o passado ou exigir-se a LFV o sonho europeu - Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Injusta a comparação com o passado ou exigir-se a LFV o sonho europeu

Avatar
 ●  + 62 comentários  ● 

Apesar de tudo, ao contrário do Shadows eu não reclamo a LFV o sonho europeu! Posso reclamar do esforço que não vejo em certas alturas de se dar no Benfica primazia ao projeto desportivo em vez de ao projeto financeiro, posso reclamar do vender sempre à primeira oportunidade, posso reclamar do não se entender por vezes que um Benfica forte atrai receitas enquanto um fraco as afasta, mas não por causa de uma Champions League que estaria já ali à mão de semear tivesse LFV feito algo diferente.

Acho na verdade completamente descabido querer comparar-se estes tempos que se vivem hoje com tempos em que por um conjunto de circunstâncias felizes conseguimos disputar duas finais de Taça dos Campeões europeus em 1988 e 1990, como se essas duas finais tivessem sido o resultado de uma qualquer aposta extraordinária que o Benfica fez nessa altura pelo sonho europeu!

O que fez o Benfica nessa altura que não fosse aquilo que sempre fez? Fez algum esforço financeiro extraordinário para manter no plantel jogadores como Veloso, Silvino, Chiquinho, Pacheco, Hernani, Samuel, Elzo, Magunssen ou Rui Águas?! Andava algum Barcelona ou Man City na altura louco por algum destes jogadores e o Benfica disse: Não, não vendemos, porque este ano apostamos no sonho europeu?!

Ignorar que esses eram tempos em que para os melhores jogadores portugueses jogar num Benfica, Porto ou Sporting era o topo da escada, porque até os melhores clubes europeus estavam limitados a jogar com três estrangeiros, é ignorar que até o A C Milan, para poder jogar contra o Benfica em 1990 com Gullit, Van Basten e Rijkard no 11, os outros 13 da ficha do jogo eram todos italianos!!

Se lembrarmos o futebol nas década de 80/90 com 7 ou 8 grandes equipas europeias onde em cada uma delas jogavam 3/4 estrangeiros, estamos a falar de quantos estrangeiros no total? 30 no máximo para 7 ou 8 equipas?! E de Portugal iam quantos para essas equipas? O Futre e o Rui Barros?! É isso comparável com o que se passa hoje onde uma equipa como o Manchester City se pode dar ao luxo de ir buscar só para si os melhores 25 jogadores do mundo e até pode jogar com 11 estrangeiros?! E quando ainda por cima o fazem sem qualquer restrição financeira, fruto de fortunas pessoais, ao contrário de respeitando o orçamento de cada clube como acontecia no passado?!

Se nas décadas de 80/90, 7 colossos europeus juntos iam buscar os 30 melhores jogadores do mundo mas por isso ainda sobravam muitos Mozers ou Aldaires para os outros mais pequenos (como o Benfica), hoje as mesmas 7 equipas vão buscar os 250 melhores do mundo se contarmos com aqueles que também vão buscar para emprestar de seguida, e para os outros ficam literalmente as migalhas!

Já para não falar que em 80/90 a Taça dos Campeões europeus era uma competição com 32 equipas onde só jogavam os campeões de cada país! Não havia cá os 4 melhores de cada país todos juntos na mesma competição, com tudo o que isso implica ao nível das hipóteses que clubes mais pequenos passaram a ter para fazer uma gracinha. E em 80/90 participava na Taça dos Campeões Europeus um grande clube alemão, um grande espanhol, um grande italiano, um grande inglês, e com sorte esses 4 até se enfrentavam logo na primeira eliminatória ou na segunda e dois ficavam pelo caminho! Não havia cá cabeças de série!

E depois havia outras equipas também elas fortes, como um Benfica, um PSV, um Steaua de Bucareste e outras que também tinham as suas chances porque, felizmente para o futebol nessa altura, não podia chegar à Roménia um clube inglês com um camião de libras e levar de lá de uma assentada os 15 melhores jogadores romenos como acontece hoje e deixar o Steaua de Bucareste a jogar com albaneses!

Deve o Benfica de hoje querer ser o mais forte possível para poder competir com dignidade na europa esperando uma conjetura favorável num certo ano para conseguir um brilharete? Obviamente que sim! Mas fazer disso um “projeto”, é não ter noção nenhuma da realidade de como as nossas chances são tão curtas e de como colocar a saúde financeira do clube em risco por causa desse sonho não passa de lirismo puro!

Ainda se lembram de quem venceu a Liga dos Campeões nos últimos 3 anos?! Pois, foi o Real Madrid! E para o Real a vencer três anos seguidos, houve um PSG, um Man City, um Liverpool, uma Juventus, um Bayern, um Barcelona e tantos outros que investiram o que tinham e não tinham para a ganhar e também não conseguiram! Achar que o Benfica pode entrar nesta luta a não ser numa conjugação dos astros absolutamente perfeita é não ter noção nenhuma de como a balança está desequilibrada!

Ou então é achar que o Desportivo das Aves conquistou a Taça de Portugal o ano passado fruto de uma aposta forte da sua Direção nessa competição, que recusou vender algum bom jogador que andava a ser assediado por um qualquer tubarão para aumentar as suas chances de vencer!

Ou é achar que quando Mourinho foi com amendoins contratar Paulos Ferreiras, Nunos Valentes, Derleys, Macieis ou Maniches para o Porto e conquistou a europa de seguida, isso foi o resultado de uma aposta forte e assumida de Pinto da Costa no sonho europeu e não o resultado da competência sim mas também de um conjunto de circunstâncias felizes, onde com um treinador extraordinário todos os melões baratos que se abriram saíram também extraordinários!

Arrisco-me a dizer que hoje, para um clube do nível do Benfica fazer um brilharete na europa, só mesmo fazendo-o pela calada quando ninguém ainda deu por nós, fruto de um conjunto de circunstâncias felizes, onde podemos expressar todo o nosso talento enquanto o mercado de transferências ainda está fechado!

Porque senão meus amigos, no dia em que dermos o sinal à Europa de que ESTAMOS AQUI, no máximo seremos um Mónaco, que há dois atrás apenas chegou com brilhantismo a uma meia final da Liga dos Campeões, e nos dois anos seguintes apenas vendeu 600 milhões em jogadores (!!) (até um Mendy foi para o City por 70 milhões de euros para nem nos 18 do City ter lugar), tendo hoje o obreiro disto tudo, Leonardo Jardim, já sido despedido por ocupar o 18º lugar na Liga Francesa!

Tem isto alguma comparação com o futebol dos anos 80/90? Esse Benfica extraordinário que chegou a duas finais da Taça dos Campeões europeus em 1988 e 1990 foi desbaratado de seguida? Saiu o Mozer num ano, no outro o Ricardo, o Aldair e o Valdo, e quem mais?! Saiu algum português?! Ou saíram apenas os brasileiros que eram de facto de outro nível e só jogavam em Portugal por Portugal ser o único país europeu nessa altura onde não contavam como estrangeiros?!

Resumindo: Exigir um Benfica sempre o mais forte possível dentro de cada contexto financeiro, sonhar ganhar, não só cá dentro, mas querer ser forte o suficiente para também competir lá fora? Sempre! Mas cobrar a LFV esse sonho europeu porque outros Presidentes o conseguiram no passado em circunstâncias tão diferentes, isso, parece-me completamente injusto e descabido!


62 comentários blogger

  1. Cobrar Zero, acreditar que podemos ter uma equipa competitiva Sempre.

    ResponderEliminar
  2. Assino por baixo.
    Querer o Benfica campeao europeu é utópico: não vai acontecer!

    ResponderEliminar
  3. Apesar de concordar contigo em ser exagerado e até utópico haver grandes exigências em termos europeus, por acaso o lema de João Santos era mesmo por um Benfica europeu. E em ambas as épocas ficámos arredados do título cedo, apesar de na primeira (88) ter sido mais a salvação da época e na segunda (90) a prioridade foi mesmo a TCE.

    Muito dificilmente chegaremos a outra final da prova, mas para o tentarmos só mantendo a qualidade de alguns meninos do Seixal, que me deixam a salivar.

    ResponderEliminar
  4. A foto deste post é uma tremenda espinha atravessada na minha garganta. Foi um dos momentos mais chocantes e tristes da minha vida. Foi como se tivesse recebido a informação de ter falecido um familiar muito próximo.

    ResponderEliminar
  5. Finalmente, um comentário correcto! Assim, SIM!

    Agora, passar o tempo a deitar tudo abaixo no Benfica, é que não!

    Quem não concorda com o caminho que está a ser seguido, vai votar nas próximas eleições, em quem acredita, como é próprio de um país democrático!

    VIVA O BENFICA

    ResponderEliminar
  6. Provavelmente o post mais lúcido e facticamente inatacavel que vi na blogosfera nos últimos tempos! Parabéns

    ResponderEliminar
  7. OK ser campeão nacional e ganhar a taça de Portugal é da Liga chega para ti???
    Cada um conhece as suas ambições, para mim só isso não chega é minha opinião

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devias ler o Thomas Moore...

      Eliminar
    2. Olha peço desculpa mas quem é Thomas Moore?? Já agora se não te importares???

      Eliminar
    3. https://pt.wikipedia.org/wiki/Utopia_(livro)

      Eliminar
  8. O Shadows assim não te vai buscar de taxi ao aeroporto, oh Redmoon...
    Tu matas o sonho de criança do adepto Benfiquista.

    ResponderEliminar
  9. Que dizer, isto é tão cristalino que só mentes doentias o podem negar. Achar, na conjuntura actual, ser possível que algum clube português possa ganhar a liga dos campeões é algo do domínio da crendice. Outra coisa é isso poder ser possível (o futebol tem esse fascínio, tudo é possível), claro está, com uma conjugação extremamente favorável o que pode acontecer de 50 em 50 anos, para ser otimista. Veja-se o Porto. Ganhou com uma grande equipa é certo, mas eliminou o MU nos quartos com um golo mal validado em Manchester nos instantes finais (se a memória não me atraiçoua), apanhou nas meias um Depor (Desportivo da Corunha) e na final, pasme-se, o Mónaco. Quantas vezes este tipo de circunstâncias poderá de novo acontecer? Acreditar, sempre, mas com os pés bem assentes na terra sff. Parabém pelo post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E nos quartos o colosso Lyon!..

      Eliminar
    2. Rodrigues, nos quartos já o nosso Benfica esteve há coisa de 3/4 anos, feito assinalável, mas tendo tido a sorte de encontrar um Zenit nos oitavos e perdido com dignidade com o Bayern. Gracinhas são sempre possíveis no futebol, já o admiti. Há uns anos atrás, lembro-me bem, duas equipas da segunda divisão irem à final da taça de Portugal, Estrela da Amadora x Farense, ganhou o Estrela. Quantos anos vamos ter que esperar ‘ara que algo aconteça do género?!...

      Eliminar
  10. Eh pá, já não concordava contigo há muito tempo. Totalmente de acordo com estas ideias.

    ResponderEliminar
  11. Bem visto Redmoon , o SOMBRAS deve estar a mord
    er-se todo , a ver como te consegue contrariar eheheheheheheh.Parabens pelo teu post e isso que penso do actual momento do futebol portugues, VIVA O BENFICA abraco BENFIQUISTA

    ResponderEliminar
  12. Concordo e dificil muito dificil mesmo sendo favorito para os favoritos e muito dificil mas somos Benfica temos de lutar para ganhar Todos os jogos Todas as competicoes e o primeiro passo a dar Lutar para Ganhar entrar em todos os jogos para Ganhar ja o fazemos em Portugal temos de o fazer na champions na europa entrar para Ganhar todos os jogos vamos Ganhar todos os jogos na champions talves nao mas e o primeiro passo trabalhar cada vez Mais e melhor aproveitar a formacao sempre USAR a formacao Como pilar principal duma estrtegia para Ganhar dentro (em Portugal) e fora (na Europa ) Sim e dificil e mas e possivel e um Sonho MAS e um sonho Possivel exigimos Ganhar (em Portugal Sim Sempre Todas as Competicoes) na Europa Champions niguem exige a Vitoria na competicao exigimos sim entrar para Ganhar lutar para Ganhar todos os jogos na champions jogo a jogo e o primeiro passo e muito dificil e um sonho muito dificil mas volto a repetir e um Sonho possivel o Benfica ser Campeao Europe Somos Benfica

    Carrega Benfica

    Este e o ano da Reconquista

    Red 1


    ResponderEliminar
  13. E este post acrescenta exactamente o quê em relação ao que outros benfiquistas escreveram na caixa de comentários do post do Shadows?

    ResponderEliminar
  14. bem o Redmon deve estar com um pé para breve na estrutura do dito LFV mais um que diz que o benfica nunca mais serà um grande da europa por causa da economia assim com estas mentalidades de gente sem ambição o lugar de redmon é na equipa de LFV ganhar uns tostões mais um a querer capitalizar a paixão dos BENFIQUISTAS

    ResponderEliminar
  15. então estàs a dizer que o LFV é demagogo quando diz que agora é que é............ o benfica com seixal e mais o hotel e mais um colégio etc....etc..està a mentir..................
    vai catàr pulgas o teu cerebro està a precisàr de descanso

    ResponderEliminar
  16. O Benfica terá sempre q vender jogadores, mas em vez de despachar meia dúzia de craques numa época, despacha um titular por época, se realmente o negócio é de sonho. Depois, é pagar salários chorudos a 4 ou 5 jogadores de craveira. É simples. Nunca teremos 25 craques mundiais, mas acredito que possamos ter um 11 que faça frente a qualquer equipa mundial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto. NAO percebo como esta mesma estrategia nao e executada. Comprar jovens tipo alex telles e militao em vez da sucata habitual e todos os anos fazer uma muito boa venda para reforcar o orcamento geral e os contratos daqueles 5/6 jogadores que ja estao noutro patamar. Assim podemos ter o nivel do AM de ha uns 5 anos que ja estava quase no topo.

      Eliminar
  17. Um dos posts mais assertivo e lúcido que vi.
    Parabéns.
    Subscrevo na íntegra.

    ResponderEliminar
  18. Ora bem, Redmoon! Excelente post - os meus parabéns. Subscrevo tudo.

    ResponderEliminar
  19. Grande texto...cru, serio e sem necessidade de vilipendiar uma direccão e um presidente...gostei red!

    ResponderEliminar
  20. mas quem veio falar nisso foi o presidente e não foi a primeira vez em 2006 ele é que veio com a conversa e não foi nenhuma vaga de fundo dos adeptos.
    ele agora também só vem falar porque o rgs tem falado varias vezes do assunto.

    ninguém exige nada a nível europeu, e até acho que se devia pedir mais do que se pede, mas pior é não ter uma estratégia para a consolidação do clube no futebol europeu, é tudo na base vamos ver o que dá.

    ResponderEliminar
  21. Vouloir être Champion d’Europe demande à avoir un président d’un Club comme Benfica, qu’il soit à la hauteur de l’événement.Acheter et vendre des joueurs tout le monde sait le faire.Le Président doit savoir passer le message de son ambition à tout ceux qui font partie de son équipe et il faut aussi que son équipe adhère et qu’ils y croient à son ambition de vouloir être Champion...sinon tout tombe à l’eau.De plus il faut des moyens... c’est à dire de l’argent...car même si tu as un bon centre de formation il te faudra des joueurs de haut niveau qui feront la différence dans les rencontres décisives.
    Il faudra du temps aussi car une grande équipe se construit sur plusieurs années en remplaçant les départs par des arrivants meilleurs que ceux qui sont partis...évidemment! sinon ça ne sert à rien.
    il faudra de la chance aussi!...car tu peux avoir une grande équipe et au moment où elle est au pied du mur... elle n’y arrive pas à cause d’un détail ou deux.
    La chance ça se provoque et elle arrive quand tout le monde joue le jeu avec professionnalisme!!...que ça aille du Président jusqu’au préparateur de maillots!
    ...Aujourd’hui je constate,de là où je vis et Dieu sait que j’aime Benfica autant que vous au Portugal, que nous avons un Président qui est sûrement un bon Président...mais qui à la larme trop facile à mon goût à chaque discours!...et je pense que c’est une faiblesse et que son message et son envie de gagner et qui plus est de vouloir gagner une Ligue des Champions à du mal à passer car il ne dégage pas une image d’ambition, d’envie, de vouloir tout écraser...et de soif de Victoire!
    Pour un Grand Club, comme l’a été Benfica jusqu’à l’arrivée de Mr Damasio,un incompétent hors paire!, il faut un Grand Président dans son attitude au quotidien du niveau d’un Borges Coutinho, Fernando Martins, et doit surtout avoir le sens de la communication afin que sa soif de vaincre passe...que ça aille du simple associé jusqu’aux médias! Mr LFV a beaucoup de mal avec la communication.C’est son point faible. Mais il reste un travailleur hors pair et dévoué pour son club et...un gentil Président mais est-ce assez pour un Grand Benfica futur Champion d’Europe? Il va faloir montrer encore bien plus que ça Mr Vieira si vous voulez devenir Champion d’Europe!!! De l’Attitude et de l’Ambition et un vrai Projet sur 5 ans au moins. Vous avez l’argent!!!Benfica fait des bénéfices grâce à vous et votre équipe ce qui est rare de nos jours!...maintenant que vous avez redressé le club Mr Vieira (Bravo!!)....Montrez-nous de quoi vous êtes fait et de quoi vous êtes capable pour nous ammener à la Victoire et redonner à Benfica ses lettres de noblesse à travers l’Europe.Si vous Visez L’Europe...vous aurez au minimum le championnat du Portugal.
    Soyez Ambitieux autant que le sont les associés dont je fais parti depuis des années.
    Avec La meilleur volonté du monde mon Portugais est trop mauvais pour pouvoir l’ecrire.

    Courage et Merci à celui qui voudra me lire et comprendre en français.

    Un fidèle associé mais distant du Benfica.
    Daniel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que finório... saiu do país avec la valise en carton, e já esqueceu a língua pátria!

      Eliminar
    2. Que comentário estúpido ó amigo da onça... Ele exemplifica a grandeza Universal do Benfica, tu exemplificas a estupidez...

      Eliminar
    3. "Correcção"
      " Pour un Grand Club, comme l’a été Benfica jusqu’à l’arrivée de Mr Damasio,un incompétent hors paire!, il faut un Grand Président dans son attitude au quotidien du niveau d’un Borges Coutinho, Fernando Martins, et doit surtout avoir le sens de la communication afin que sa soif de vaincre passe..."

      " Soyez Ambitieux autant que le sont les associés dont je fais parti depuis des années.
      Avec La meilleur volonté du monde mon Portugais est trop mauvais pour pouvoir l’ecrire."

      Enfiaste a carapuça, ou não percebeste o " discurso " de alguém que partiu de Portugal há uns anos e que alegadamente esqueceu a língua portuguesa na sua forma escrita!

      Se tivesses emigrado do país há 40 anos, também esquecias o que tinhas aprendido no banco da escola, ou em casa passavas a falar com a tua mulher e os teus filhos na língua do país que te tinha acolhido ?

      A grandeza Universal do Benfica não é mesurável !!!

      P.S. O Amigo da Onça é que te topa bem oh franciú :)

      Eliminar
  22. Bacalao com tomate e muitas frituras do Benfica?
    Mais ficar em casa e rebanadas dos Sopas Dos PObres
    ta noite com Sr. Bento!

    Visitem nos YA!

    ResponderEliminar
  23. Entre o "Cobrar" e "Exigir" Ligas dos Campeoes e "nao se importar que o orgulho e historia do SLB sejam delapidadas a troco dos milhoes de entrada na fase de grupos", existe na minha opiniao um espaco de realismo, competencia, ambicao e Benfiquismo para ser ocupado.
    Eu sou dos que nao exijo nem cobro no que diz respeito a Liga dos Campeoes. Mas recuso-me a aceitar que tenhamos que nos resignar e assistir tranquilamente a uma especie de processo de prostituicao (desculpem o termo mas e como sinto) do historial e reputacao do Glorioso a troco dos milhoes. Nao acredito que este seja um bom "negocio". Nem que "haja sempre vida" depois das humilhacoes. Havera vida mas uma vida diferente. Vida igual so para RV porque o salario chorudo ira cair infalivelmente na conta. Ou para os que dormem tranquilamente quer o Benfica ganhe ou perca.
    Quanto mais penso nessa infeliz afirmacao de RV mais chego a conclusao que nunca um treinador do SLB alguma vez poderia ter proferido tal alarvidade. Porque revelou que nao percebeu de todo o que significa treinar o Benfica.
    Para resumir o que penso. Acredito que sera possivel ter um Benfica a competir na Champions. A ganhar, perder e empatar mas a competir em qualquer campo. Um Benfica em que eu possa sentir confianca que, por exemplo, iria ao Ajax bater-se e honrar o nome do clube. Tal como o Ajax fez em Munique.
    E e isso que sinto neste momento? Nao. O que sinto e medo que se repita Atenas, Basileia, e que o nosso SLB continue a ver o seu orgulho delapidado.

    ResponderEliminar
  24. Este tese até poderia ser comprovada se outros clubes portugueses nao tivesse ganho a CL hä relativamente pouco tempo. Se também tiveram sorte? Sim, um pouco, nós adversários, nós grupos, em tudo. Mas para ter essa sorte é preciso estar lá sempre, todos os anos, consistentemente, um dia a sorte hä-de sorrir e o Benfica hä-de ter o engenho de aproveitar. E a tese de que o FCP era campeao com 20 ptos de avanço também não cola porque o que foi determinante foi estar lá, sempre. A falta de ambição torna-nos medíocres. Por isso uma gestão que no SLB não encare com seriedade a CL não estará a servir o clube convenientemente

    ResponderEliminar
  25. Este tese até poderia ser comprovada se outros clubes portugueses nao tivesse ganho a CL hä relativamente pouco tempo. Se também tiveram sorte? Sim, um pouco, nós adversários, nós grupos, em tudo. Mas para ter essa sorte é preciso estar lá sempre, todos os anos, consistentemente, um dia a sorte hä-de sorrir e o Benfica hä-de ter o engenho de aproveitar. E a tese de que o FCP era campeao com 20 ptos de avanço também não cola porque o que foi determinante foi estar lá, sempre. A falta de ambição torna-nos medíocres. Por isso uma gestão que no SLB não encare com seriedade a CL não estará a servir o clube convenientemente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo a LC há 15 anos atrás era diferente do que é agora. O fosso cada vez se cavou mais. Lembrar também que o Porto apanhou apenas uma equipa (Man United) de grande relevo nessa caminhada até à final. E nesse jogo toda a gente se lembra da arbitragem. A verdade é que apanhou na final um colosso. Not.

      A verdade é que a tendência é o fosso ser cada vez maior e as ultimas finais e ultimos vencedores comprovam isso mesmo.

      Eliminar
    2. Mas o Benfica tem que lä estar sempre e um dia quem sabe se nao tem um percurso sem colossos. Essa é a expectativa realista.

      Eliminar
  26. Mais uma vez acho que andamos todos a tocar em pontos diferentes, quando se fala (pelo menos eu), em exigir um Benfica grande na europa, tem a ver com a mentalidade dentro do clube, não com a vontade de ser rico e andar a contratar os melhores do mundo.

    Vou dar um exemplo, se mostrássemos todos descontentamento cada vez que o Benfica ficasse em segundo nos grupos, ou mesmo sendo eliminado dos oitavos de final, tenho a certeza que o clube se iria mexer para fazer algo melhor no ano seguinte.

    Agora, se cada vez que ficamos com 0 pontos, ou ficamos conformados porque não passámos a fase de grupos porque tinhamos grandes colossos como o CSKA Moscovo ou mesmo um Nápoles (um clube que tem subido muito nos ultimos anos e não venham dizer que entrou lá petróleo)...não exigir que consigamos ficar a frente de simples clubes, para mim é gravíssimo.

    Isto tem a ver com MENTALIDADE, não é só dinheiro. Já tivemos épocas de grande mentalidade que chegámos longe, até no ano do Koeman, que a equipa não tinha qualquer equilibrio em termos de qualidade.

    Não olhem apenas ao dinheiro, a direcção pode fazer um bocadinho mais todos os anos, mas se nós adeptos não pedirmos isso, eles não fazem nada. o LFV quer mandar para sempre no clube, até pode ser, mas nós temos um papel importante nisso, ele tem que fazer pela vida.
    Imaginem os anos todos que não fomos campeões, se não tivessemos exigido o que era devido, ainda hoje andavamos aqui a lamentar que já não somos o mesmo clube e os tempos são outros.

    Na vida é preciso adaptar às mudanças, e se continuamos assim, vamos viver sempre do nosso passado, outros clubes têm conseguido sem que apareçam ricos, nós só temos que MUDAR A MENTALIDADE, o resto vem depois, VAMOS EXIGIR SEMPRE UM POUCO MAIS.

    ResponderEliminar
  27. Dos melhores posts que li neste blog, nos últimos tempos. Parabéns!

    ResponderEliminar
  28. Rui Benfiquista19 outubro, 2018 08:38

    Excelente Post Reedmon...VIVA O BENFICA

    ResponderEliminar
  29. Concordo com tudo...excepto a parte do Mendy

    Pedro

    ResponderEliminar
  30. Normalmente sou critico do RedMoon ou nen sequer leio os posts dele mas desta vez tiro-lhe o chapéu por post tão lúcido, acertado e realista. Do melhor que aqui li. É mesmo isto. Parabens

    ResponderEliminar
  31. Mais macacada no “jornal nojento” da Palermo portuguesa.

    Não satisfeitos com as invasões à taberna do pai do árbitro Jorge Ferreira, aos talhos do Mota, ao centro de treinos dos árbitros na Maia, ao campo do Estoril, António Coimbra da Mora e mais recentemente à loja do Benfica no Mar Shopping de Matosinhos os símios arrancaram a toda a força em mais um dia de pasquinagem.
    No “jn” a cena continua na capa de ontem, 5ª feira, com mais uma parangona relativa ao Benfica. A capa bem como a notícia no interior da edição de papel do pasquim, é ridícula e indiciadora de que esta trupe está atolada em aldrabices até ao pescoço - uma mão cheia de nada e a outra de coisa nenhuma.

    É claro que a teia que teve como objectivo derrubar o Benfica começa a ceder por todos os lados - notícias sem nexo, aldrabadas e confusas, aludindo às habituais e imaginárias “fontes do Benfica”. A resposta a todas as afrontas de que o Glorioso tem sido alvo vai continuar sem contemplações de nenhuma espécie. É assim que tem e terá de ser. E tenho a certeza de que a vez desta cambada que assenta impunemente arraiais na Palermo portuguesa haverá de chegar.
    Os prevaricadores, os delinquentes, os criminosos não poderão ter descanso. É preciso mostrar-lhes de que não haverá misericórdia e irão pagar bem caro por aquilo que ousaram fazer!

    O “jn” anda muito preocupado com os bloggers que serão alvos de processos crime pelo que fizeram ao Benfica. Porque será?
    E como confirmação desse zêlo, mais uma vez, hoje, 6ª feira, lá vem na capa mais uma notícia sobre a “premente notificação desses bloggers até 2ª feira sob pena do processo nos EUA ser arquivado”.
    Curiosamente até parece um aviso aos infractores para que desapareçam por estes dias para escapar à justiça…
    O que fará correr o “jn” em relação a este tema? Será que também haverá no seu círculo de influência ou nos seus colaboradores, alguém com o “rabo entalado”? Se olharmos para as publicações diárias da imprensa portuguesa constatamos que este pasquim é o único a trazer recorrentemente para a praça pública, notícias sobre os bloggers que praticaram ilegalidades contra o Benfica.


    clicar na imagem para ampliar

    Aguardemos para ver qual o desfecho desta acção que o Benfica meticulosamente tem vindo a desenvolver, não só a nível do país bem como lá fora, especialmente nos EUA, onde provavelmente existem mais toupeiras anti-Benfica do que muita ingénua gentinha por cá julga. É que a verdadeira bandidagem, aquela que se acantona a norte, na Palermo portuguesa, com verdes ramificações a sul, é que é o polvo real que tem estendido os seus criminosos tentáculos não só pelo futebol indígena mas também por toda a a sociedade portuguesa.

    ResponderEliminar
  32. Não, o Benfica não chegou à final da Taça dos Campeões Europeus por acaso. Naquela época era sempre possível isso acontecer. Houvesse talento e ambição. E o Benfica da época tinha as duas coisas. A rodos. Outra gente, outra mentalidade. Que saudade!
    Sim, o modelo competitivo actual, com 4 equipas das ligas principais, torna tudo mais difícil; sim, a livre circulação de comunitários, ao invés do limite de 2 ou 3 estrangeiros por equipa, também; e, sim, as receitas televisivas das ligas europeias principais desequilibram ainda mais. Tudo certo.
    Em todo o caso, continuam a jogar 11 de cada lado e só se podem fazer 3 substituições. E nem os clubes mais ricos têm o talento todo.
    Quanto ao argumento da riqueza, pergunto, das 7 vezes que fomos à final da Taça dos Campeões Europeus, éramos ou não os mais pobres? Sempre fomos, mas estivemos lá. Mentalidade e talento, muito talento (com a excepção do Benfica de 1988, o mais fraquinho de todos).
    Entre 2009 e 2015, nos anos de JJ (com excepção, talvez da época de 2010-11), o Benfica teve equipas suficientes para ir a umas meias-finais e discutir a LC. Mas JJ era um provinciano, inexperiente na Europa e medroso. Era mais fácil disputar a liga portuguesa e receber o prémio de vencer o campeonato português. E só uma vez passou a fase de Grupos, tendo perdido para equipas gregas, escocesas, cipriotas, etc. Um desastre!
    Com as centenas de milhões das vendas (na orla dos 800 milhões), LFV nem abateu o passivo que nos estrangulava, e estrangula, nem reforçou nunca a equipa com os craques que se impunha. Para além das comissões e parcelas para terceiros, sempre debaixo de muita obscuridade (que só não vê quem não quer), LFV investiu no negócio de investimento em jogadores. Centenas de milhões foram para jogadores que ninguém conhece e que nunca calçarão no Benfica. Vejam o que o Benfica gastou no ano passado em jogadores que nunca entraram no plantel principal.
    Como se isso não bastasse, os veteranos, em fim de carreira, passaram a auferir chorudos salários, os mais altos do plantel, enquanto os jovens talentosos foram mantidos com baixos salários, para que não perdessem a vontade de sair ...
    Depredado do seu talento e sem investimento na equipa principal, o que esperavam que acontecesse na Europa? Somos hoje os cabeças-de-séria mais apetecíveis; uns peixinhos para os tubarões.
    Retenha-se o talento da formação, despachem-se os veteranos que ganham muito e não dão rendimento europeu, vá-se buscar dois ou três craques que façam o sacrifício de jogar na liga portuguesa, e, já agora, um treinador a sério, e verão que progressivamente levantaremos a cabeça na Europa.
    Um Benfica europeu não é uma equipa para ganhar todos os anos. Só ganha um, e há várias equipas muito fortes. É ter equipa para poder discutir qualquer jogo europeu, em qualquer lado, como tivemos sempre nas décadas de sessenta, setenta e oitenta, mesmo quando não ganhávamos.
    Seja como for, enquanto a política oficial da SAD do Benfica for a proclamada por DSO (para 10 anos), uma fonte de abastecimento dos outros clubes, esqueçam a Europa. O Mendes e a tropa toda dos comissionistas, agradecem. E há muita gente a ganhar muito dinheiro à custa do Benfica, enquanto o Clube fica pobre e desprestigiado. Este é o legado europeu de LFV. O resto é conversa para crédulos.
    Talento português da nossa formação e prospecção, mantido por ciclos de 5 anos, dois ou três craques estrangeiros a sério, mentalidade forte e exigente, a começar pelos sócios (não os amorfos vieiristas de hoje) e verão a diferença.
    Não acontecerá, porém, com LFV. As vendas são mais fortes que ele ...

    ResponderEliminar
  33. 100% de acordo. É injusto comparar e exigir.
    Continuo a dizer que o Benfica está a dar os passos certos, mas o caminho é longo.
    Antes de voltar a ganhar uma champions, o Benfica precisa de consolidar financeiramente, tem que continuar a formar jogadores para alimentar o campeonato português (e dessa forma aumentar a competitividade do nosso campeonato), tem que passar a ter na equipa AA mais jogadores da casa e tem que esperar até ter dimensão financeira.
    Quando tivermos uma equipa de jogadores com muito tempo de Benfica (+7 anos, não necessariamente na equipa A), só possível com jogadores da formação, pode um dia fazer uma surpresa, mas isso não vai acontecer de um dia para o outro.
    Antes disso, o seguinte tem que acontecer: domínio indiscutível em todas as provas nacionais, sobretudo com os rivais directos, presença consecutiva nos quartos de final da champions league.
    Antes disso, e sobretudo este ano, acho muito difícil.

    ResponderEliminar
  34. Não é inalcancavel. É mais certo ver o SLB campeão europeu que o Sporting campeão nacional...

    ResponderEliminar
  35. SER CAMPEÃO EUROPEU NÃO PODE SER UTOPIA!

    Se ser campeão europeu, para alguns, é apenas um cliché amontoado de utopias, que dizer então, quando entregamos os nossos melhores jogadores da formação nas mãos de um certo empresário, que nos leva a mercadoria toda para o Mónaco (agora é ali o paradeiro das negociatas), por tuta e meia, e depois os transfere para os principais clubes europeus por 4 ou 5 vezes mais que àquilo que pagou ao Benfica? Isto, meus amigos, é extorsão e hipocrisia, é prejudicar e capturar um clube que serve de carne para canhão aos intentos e às investidas da ganância do lucro fácil, e mesmo para os que acham que tudo é utópico o que está para além do alcance das mãos, concordarão que os sonhos comandam a vida, e ao menos por estes, sejam eles ou não concretizáveis, depende de cada um de nós, não pagamos comissões nem o Benfica sairá prejudicado.
    Muita gente, erradamente, para sustentar a sua tese e o seu discurso, afirma com uma leveza extraordinária que não se podem comparar os tempos em que o Glorioso foi bi-campeão com os de agora? Ora essa, quando o nosso capitão José Águas ergueu a taça ao céu como um filho (para alguns da utopia), por duas vezes seguidas perante a admiração do mundo, éramos um dos países mais pobres e atrasados da europa, e o Benfica não dispunha de academias de formação para jovens jogadores nem de centros de estágios para treinos, e as dificuldades nesse tempo, tanto logísticas como de outra índole, eram mais que muitas, mas apesar de tudo isso, a génese do Benfica nunca deixou de ousar e ambicionar, e não teve receio dos tubarões da altura, que tal como agora, já existiam fortes e poderosos, tanto financeira como futebolisticamente.
    Que diferença há então, de lá para agora? Nenhuma?! Havia, uma enorme diferença. Os dirigentes que estavam à frente dos destinos do Benfica, que talvez por falta de instalações apropriadas, trabalhavam no duro para conseguirem reunir as condições possíveis e não perdiam tempo a apregoar que tinham as melhores academias do mundo, que estavam 10 anos adiantados aos demais, apenas prometiam defender e servir o Benfica. Então como se compreende que outrora, em que nos faltava tudo, e fomos o que fomos, e chegámos onde chegámos, porque razão agora, que não nos falta nada, insistimos neste discurso derrotista e sem ambição? Quem não acredita no seu clube, não pode ser o seu presidente; quem não acredita no seu clube, escusa bem de vestir a camisola encarnada como jogador; quem não acredita no seu clube, é melhor escolher ser sócio ou adepto de outra agremiação, porque aqui, todos devemos merecer, qualquer que seja o nosso papel, o clube que escolhemos e que amamos de coração.
    Agora, nos tempos que correm, é muito fácil elogiar a bravura e os feitos de marinheiros anónimos que um dia decidiram desafiar o mar imenso, em pequenas naus, tão frágeis como cascas de nozes, mas foi com a sua visão e determinação, com o seu empenho e esforço, que acreditaram que com os seus actos podiam fazer história, porque de outro modo, ficariam muito comodamente sentados nas areias à beira-mar, a olhar para o vasto mar salgado à sua frente, imaginando comodamente o que poderia estaria para lá do horizonte visível.
    É contra esta falta de exigência e de vontade própria, que temos de combater todos os adamastores e os velhos do restelo que por aí andam, porque se queremos ser do Benfica, outros valores se levantarão, e é só por o merecermos que faremos parte dele. Não tenham dúvidas!
    Amo-te, Benfica,

    José Reis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discurso bonito sem qualquer ligação com o mundo real. O que o redmoon escreve acima refuta todas as suas palavras. Não duvide que hoje é muito mais difícil ser campeão europeu do que há 50/60 anos. E, para o Benfica ou qualquer outro clube da mesma grandeza do Benfica isso é impossível.
      Com muita pena minha, aquele penalty falhado pelo Veloso foi a nossa última oportunidade de levantarmos o caneco europeu (contra o Milão dos holandeses não tivemos a menor chance de fazer fosse o que fosse).

      Eliminar
  36. Bom senso !! Muito Bem !
    O sonho comanda a vida, mas as pessoas têm de perceber que, neste caso, não passa mesmo disso...um bonito sonho !

    De qualquer forma isso não pode ser desculpa para a falta de exigência .
    Carrega Benfica !

    R3D VOLCANO

    ResponderEliminar
  37. Essa é que é essa, quem não perceber isso é só parvo!
    Mas tocas-te num ponto importantíssimo, o Porto ganhou por um conjunto de circunstancias felizes e por ter um treinador extraordinário.. esta é que é a questão. Só se pode sonhar quando se tem algumas armas e um treinador que corresponda, sabendo aproveitar todas as mínimas possibilidades. e neste campo nós falhamos, e é aqui que critico LFV, temos algumas armas sim ( jogadores) mas falhamos na questão do treinador,temos um treinador que não aparenta ter a ambição de saber aproveitar ao máximo todas as mínimas possibilidades que possam aparecer...

    ResponderEliminar
  38. não tem comparação, hoje em dia é muito mais difícil uma equipa tuga chegar lá. a monetização sem limites do futebol a isso levou. até comparando com o porto de 2003 e 2004 é abismal a diferença. agora há muito maior concentração de equipas com orçamentos que são 5 ou 10 vezes o nosso.

    desprezar este facto é ser um lírico. é giro, mas irreal.

    ResponderEliminar
  39. Finalmente uma publicação neste blog com a qual concordo. E neste caso por completo.

    Sonhar? Todos sonhamos. Acreditar que com alguma sorte conseguimos? Talvez. Objectivamente? É um sonho. Nada mais que isso. E cada vez mais, infelizmente, o fosso se cava. Esta nova formula para a Champions então.... Veremos quantas vezes mais teremos 2 equipas na Champions. Um Sporting ou Porto na pré-eliminatória deste ano teria ficado pelo caminho.

    18 ou 20 ou lá o que é de equipas dos 5 melhores campeonatos directamente qualificadas é um absurdo. Ficam 12 migalhas para os restantes. E lembrar que Turquia, Grécia ou Russia têm equipas com orçamentos bem elevados. E Holanda com equipas com tradição e complicadas. 2 equipas portuguesas na Champions será cada vez mais a excepção. Quanto mais exigir a vitória.

    ResponderEliminar
  40. Grande Redmoon! Então agora que o homem diz que sim, tu dizes que não lhe podemos exigir? Ai ai...!! :)

    A verdadeira cobrança não é o título da Liga dos Campeões, mas sim fazer tudo ao nosso alcance para o conseguir, mesmo que não chegue.

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  41. concordo!
    o post e as ideias do Shadows são utópicas!
    assim como o Vieira vir falar nisso o que me parece areia para os olhos
    mais depressa ganhamos algo com as meninas do que com os meninos

    ResponderEliminar
  42. A maior parte desta gente nunca viu o Benfica antes de 1994.

    Crendice foi exactamente o que os dirigentes do Benfica disseram a Guttmann quando o foram buscar e ele sabia as potencialidades do clube.

    Nem sequer é referido o mais importante: o mercado português na altura estava por ser descoberto, não é como hoje. Falta de visão histórica. Paulo Futre foi para um clube de 2ª dimensão como aposta de um novo presidente- Será que não tinha capacidades para os grandes? Tanto tinha que o Milan não seu esqueceu dele, ainda que fosse tarde. Ao Chalana o Euro abriu-lhe as portas, foi para o Bordeus. Outros como João Alves não passou de um Salamanca e depois num desconhecido PSG. O Gomes não passou do Gijon. Só em 1988 chegou ao topo o Rui Barros. Saltillo foi em 1986.

    Isto é, o autor do artigo não percebe que foi a visibilidade da geração de ouro que abriu as portas aos jogadores portugueses, porque tinham experiência internacional desde muito novos e queriam lá chegar. Passaram a ser seguidos. É uma mentalidade nova no futebol português. Portugal era desconhecido lá fora nos anos 80; até a mentalidade portuguesa era tacanha. Uma geração enorme com "milagres" e "sonhos". Não percebiam o talento que tinham. Ganhavam à Alemanha e à Inglaterra e perdiam com Marrocos.

    Esse comentário dos Mozers e dos Aldairs para os mais pequenos dá risos.
    A dupla Ricardo-Aldair era das melhores da Europa em 1990. Tínhamos o Thern e o Valdo no meio. Era uma das melhores equipas europeias, em termos de talento, o que explica a final. E podia ter sido melhor. Em 1990 tínhamos ainda 3 históricos jogadores portugueses e hoje seguramente cobiçados que estavam no fim da carreira: no banco o Diamantino e o Bento, o Chalana já fora (é isso que explica não terem saído do Benfica). Com menos 5 anos, o Benfica podia ter lutado de igual com o Milan. O Benfica apostou para ser campeão europeu, e não o foi porque apanhou o melhor Milan de sempre.

    O Benfica desfez utopias a vida toda. Foi campeão latino em 1950 entre os violinos e sem estádio próprio, jogando num espaço pequeno, antigo e sem condições (!) para a dimensão do clube. Foi bicampeão europeu com uma nova mentalidade. Esteve 270 minutos (!) com uma eliminatória empatada com o Ajax de Cruyff. Em 1981 venceu tudo e chegou às meias das Taça das Taças. Em 2006, uma equipa quase banal do Benfica despachou o Manchester United e o Liverpool.

    O Benfica é mais uma mentalidade do que uma questão de jogadores. Os jogadores importam, sim, mas sem a mentalidade vencedora não chegam lá, a tal mística que fez do Benfica um grande europeu. É isso que falta a esta malta mais nova, que não sabe o que é o Benfica. O verdadeiro terceiro anel. Lamento, mas não sabem.

    "O maior clube do mundo" verde só uma vez chegou aos quartos da Taça dos Campeões. O Barcelona só a venceu uma vez, tal como o Manc United. O Real depois da geração de 1950-1960 só voltou a meter os pés numa final uma vez em quase 30 anos. O Milan esteve 20 anos sem ir a final. O Ajax pós-Cruyff nunca mais viu a final. Essa ideia que vencer a Taça dos Campeões era fácil é conversa de lagartixa, tal como é a ideia que o Benfica não pode lutar pela Champions.

    Diabos, não há mais tripla utópica do que Cosme Damião, Félix Bermudes e Manuel Goularde! Sem eles, nem clube havia. Se isto é mente doentia, então é a vida. É assim que vejo o Benfica. Não há impossíveis, é o que eles disseram.

    Pensa nisto: merecia o Real Madrid ter sido tricampeão europeu? não, muito menos na época passada. Tirando eventuais erros de arbitragens, o Real Madrid tem esse foco, a mentalidade de luta, essa fome de querer ganhar. É isso que faz a grande diferença.

    Quem recomendou ler Thomas Moore, eu recomendo ler a letra do 1º hino do Benfica. Está lá a explicação do E Pluribus Unum, o ideal benfiquista. Enfim. Não incomodo mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente de acordo!

      Eliminar
    2. "O Ajax pós-Cruyff nunca mais viu a final". Mentira. Ainda ganharam mais uma com o Van Gaal e aquela geração de ouro em 94/95.

      Eliminar
  43. Apoiado.
    Afinal a quem verdadeiramente serve, interessa, beneficia, esta ideia de nos resignarmos, tambem vendida como "aceitacao da realidade", tao defendida por muitos? E porque e para que atacar quem pensa e sente de forma diferente?
    Se desistirmos de ousar desafiar os condicionalismos e limitacoes o que nos distinguira por exemplo dos lagartos?
    E esse o Benfica "moderno" que queremos?
    Eu nao.

    ResponderEliminar
  44. Pena que o presidente Vieira não se tenha lembrado que despachou Gaitàn, Mitroglou.. e agora Jovic. Não servem para o Benfica, mas nos outros, sim. Já para não falar no Helder Costa, João Cancelo, Bernardo Silva... Enfim uma demagogia vergonhosa, esta. Chega de atirar areia para os olhos. "Hadem levar comigo muitos anos".. ele gosta é de gozar.. mas ser campeão europeu... Bola!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares