Exclusivo: A falácia do modelo empresarial de gestão - Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 4 de julho de 2018

Exclusivo: A falácia do modelo empresarial de gestão

 ●  + 85 comentários  ● 


A profissionalização da gestão ou um modelo empresarial de gestão têm sido chavões usados pela atual direção do Benfica para descrever o caminho a seguir pela gestão do clube e da SAD. São afirmações que os adeptos e os sócios gostam de ouvir. Transmitem uma certa sensação de rigor à qual os benfiquistas associam legitimamente maiores probabilidades de sucesso desportivo. Por outras palavras, são bons instrumentos de propaganda.

Contudo, entendo que se trata de uma falácia. O Benfica não é uma empresa (nem a SAD o é na sua essência). Assim, um modelo empresarial de gestão para algo que não é uma empresa, poderá não ser o mais adequado (como não é). 

Note-se que o principal objetivo de uma empresa é a maximização da riqueza dos detentores do seu capital. Não creio que algum verdadeiro benfiquista tenha alguma vez tido este propósito quando se associou emocionalmente ao clube. 

O principal objetivo de um clube desportivo que compete ao mais alto nível é a maximização do seu sucesso desportivo. Gerir um clube para maximizar a riqueza dos detentores do capital pode (e não tão poucas vezes), em determinados contextos, conflituar com a maximização do sucesso desportivo. 

Por exemplo, alienar os passes de atletas pode originar um aumento considerável da riqueza dos que têm interesses de capital (qualquer que seja a forma desses interesses) no clube ou na SAD. Porém, tal medida de gestão pode grandemente condicionar a obtenção de verdadeiros sucessos desportivos (por exemplo, a conquista de competições internacionais).

Vamos agora fazer um exercício de abstração e vamos assumir que o modelo de gestão empresarial é adequado para o clube e para a SAD. Estarão de facto estes princípios de profissionalismo, rigor e responsabilização a ser adequadamente postos em prática no clube e, em particular, na SAD?

Uma forma de tentar responder a esta questão passa por analisar as práticas de governação da SAD (páginas 78 a 83 do relatório e contas referente ao exercício findo em 30 de junho de 2017). Nesta secção do documento é feita uma autoavaliação do grau de cumprimento das recomendações da CMVM em matéria de governo das sociedades. 

De acordo com a referida autoavaliação, a administração da SAD do Benfica afirma não cumprir com 12 das 40 recomendações da CMVM. Sabendo que 7 das recomendações não são aplicáveis à SAD, esta situação traduz-se num rácio de incumprimento de 36% (aproximadamente 1 em cada 3 recomendações não é cumprida). Trata-se de um desempenho medieval ao nível do cumprimento das recomendações de governo das sociedades da CMVM… bem longe da taxa de incumprimento média de 9% das 18 entidades incluídas no PSI 20 no início do ano. Em termos de governação societária, a SAD do Benfica parece estar claramente algumas décadas atrás das empresas do PSI 20.

Mais relevante ainda se torna este desempenho em termos de governação societária quando olhamos para a natureza das recomendações que, assumidamente, não são cumpridas. 

Trata-se de recomendações relacionadas com a composição e funcionamento do conselho de administração, com os sistemas de controlo de riscos, com a área de auditoria interna, com as remunerações dos administradores, com negócios com partes relacionadas com a SAD… São, por exemplo, taxas leoninas de incumprimento de 40%, 50% e 67% em áreas relacionadas, respectivamente, com fiscalização, remunerações, supervisão e administração… tudo áreas críticas quando se fala de rigor e transparência. 

Se o caminho da gestão do Benfica e da SAD é, alegadamente, o de um modelo empresarial, então o trabalho parece não estar a ser bem feito… como aliás facilmente se poderia concluir perante situações como o acesso externo não autorizado aos sistemas de informação do clube e da SAD, como os negócios incompreensíveis sempre com os mesmos clubes e agentes, como as vendas de passes de atletas que se traduzem no recebimento de menos de metade do correspondente valor, como os atletas formados no clube que hoje brilham nos melhores clubes da Europa sem nunca terem dado o seu contributo à equipa principal de futebol do Benfica…

Urge que o modelo de gestão e as práticas de governação sejam revistos, para que seja possível atingir o principal objetivo do Benfica: 
SER O MAIOR E O MELHOR CLUBE DO MUNDO.

85 comentários blogger

  1. Gostava, palavra que gostava de ver o senhor DSO rebater, ponto por ponto, o que é aqui dito.
    Agradecido ao Scaramanda pela informação aos benfiquistas de coração.

    ResponderEliminar
  2. Totalmente de acordo. E é pena ser só propaganda, muito tinhamos a ganhar se, efectivamente tivéssemos um modelo de gestão empresarial desportivo.
    Sim, porque o sucesso desportivo implica sucesso financeiro.
    Mas há vicios dificeis de alterar, e como no fim, é o Benfica a pagar.......
    Exemplo disto é o numero cada vez maior de funcionarios/colaboradores que o Benfica tem. Todos, mesmo os que não são de coração, são feitos sócios, e teem votos nas eleições.
    É uma forma de auto-sustentação. e oposta a um modelo de gestão, de gestão empresarial + desportivo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, porque é essa meia dúzia de votos que vai fazer a diferença. lol

      Rui

      Eliminar
    2. é a prova de que quem dirige o Benfica, não tem um modelo de gestão empresarial, ainda menos desportivo.
      é à antiga portuguesa, eu sou o dono, eu é que sei. e sempre se arranja formas de lá continuar, porque neste caso não é o dono, age como tal.

      mas bem observado, e como estás atento, podes ver outras formas idênticas e todas somadas são um bom pecúlio.

      Eliminar
  3. Caro Scara,
    Não percebi o raciocínio que conduz ao valoe de percentagem de insucesso.
    Obrigado por esclarecer.
    Jp

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 12/(40-7)=0,3636 aproximadamente 36%

      Eliminar
  4. "taxas leoninas de incumprimento" não foi só semântica pois não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ser verdade estamos muito perto de mais umas buscas na SAD por parte da PJ desta vez a mando da CMVM...

      É só rir com estas análises

      Eliminar
    2. Pedro Cerqueira

      Sendo DSO adepto do "SportémNotLisbon" (sem esquecer o "tricolorido" Presidente !) é óbvio a quem é dirigida a real 'bicada' do Scaramanga ...!!!

      Eliminar
    3. DSO é sócio do Benfica desde 2004, há 14 anos. Quantos que escrevem aqui podem dizer o mesmo?
      Entrevista de DSO em 2007:

      "Assim como sofrem os adeptos, de cada vez que a bola bate na trave ou teima em não ultrapassar o guarda-redes, assim sofre igualmente Domingos Soares de Oliveira, adepto e sócio do clube.
      «Sofro pelo Benfica, mas de maneira diferente do normal torcedor, porque se este fica satisfeito quando a bola entra e insatisfeito quando a bola não entra, eu penso nisso e no quanto fico satisfeito por ver o estádio cheio e muitas camisolas do novo modelo vendidas e insatisfeito com o inverso. É impossível para mim ver um jogo de uma maneira simplesmente apaixonada, sem a perspectiva financeira, até porque uma coisa está associada à outra.»
      E o que responde a quem ainda levanta a voz para questionar o seu clubismo?
      «Sou do Benfica, e mesmo que não fosse, depois de cá chegar não há outra hipótese senão vestir a camisola.»

      Eliminar
    4. Pois tu tens 14 anos sócio sem pagar quotas qualquer um é lol

      Eliminar
  5. e um post sobre Alfa Semedo, o impacto que pode vir a ter na equipa, a evolução do atleta nestes dois últimos anos, seria esta a alternativa a Fejsa que o Benfica precisava?!! quais as necessidades / lacunas nesta altura no plantel do Benfica?

    Gonçalo Filipe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se estás à espera de análises desportivas com cabeça tronco e membros sobre a equipa de futebol estás no blog errado.

      Eliminar
    2. Goncalo! Psht! Aqui nao se fala de futebol!!

      Eliminar
    3. Excelente pergunta. Infelizmente neste blog pouvos se importam com a resposta...

      André Jesus

      Eliminar
  6. Para além da excelente qualidade do artigo, dou-lhe os parabéns por mais um tiro bem certeiro. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E soluções???

      criticar e dar parabéns às críticas ê fácil

      agora puxar pela mona e apresentar soluções para as levar em AG é mais complicado pelos analistas de serviço e aqueles que batem palmas

      será falta de coragem ou de capacidade...

      Soluções é o que os Benfiquistas precisam

      Este é mais post vazio de soluções e com muitas críticas

      de nada serve

      Eliminar
    2. Apresentar na AG?
      Em quantos minutos?
      Vai dar banho ao cão!

      Eliminar

  7. A sad precisa de ser gerida como uma empresa, é preciso maximizar receitas e minimizar custos.

    É preciso cortar as gorduras e renovar o plantel.

    O Ruben Dias em vez de ir brincar na Rússia devia ter ido de férias e já devia estar integrado nos trabalhos de pré-época do plantel e o mesmo se aplica aos outros jogadores que foram brincar na Rússia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manel Manelito.. a única brincadeira é o seu comentário.

      Vasco

      Eliminar
    2. Dois espaços…
      Assinado cal center

      Eliminar
  8. Caro Scaramanga,

    Conhece algum clube de topo mundial, que actualmente NÃO use um modelo empresarial de gestão, com maximização da profissionalização nas mais diversas áreas?

    Por outro lado as recomendações da CMVM. Admito que não estou por dentro.
    São meras recomendações, ou tem algum grau de obrigatoriedade de cumprimento?
    Como se comportam os verdadeiros exemplos de que fala, no que toca ao cumprimento?

    Abraço,
    GG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Scaramanga estará no clube errado?

      Como quer ele fazer omeletes sem ovos?

      Sem rigor e gestão profissional não há dinheiro, sem dinheiro não há atletas, sem atletas não há equipas profissionais, sem equipas profissionais não há clube à dimensão atual

      Sugiro fazer-se sócio de um qualquer grupo recreativo e cultural da sua freguesia e assim poderá ter toda a emoção de uma gestão de merceeiro

      bem vindo ao SEC XXI

      Eliminar
    2. GG, são recomendações e não obrigações. Para as ler basta ir aqui:
      http://www.cmvm.pt/pt/Legislacao/Legislacaonacional/Recomendacoes/Documents/C%C3%B3digo%20de%20Governo%20das%20Sociedades%202013.pdf

      O RC em causa está aqui:
      https://www.slbenfica.pt/pt-pt/slb/sad/prest_contas/-/media/BenficaDP/Images/generic_content_pages/slb/SAD/prest_contas/Anuais/RelatorioContasBenficaSAD_2016_17.pdf

      Há recomendações que poderão ser mais "sérias", outras são coisas simples como:
      "As sociedades devem proporcionar, através do seu sítio na internet, em português e inglês, acesso a informação que permitam o conhecimento sobre a sua evolução e a sua realidade atual em termos económicos, financeiros e de governo."

      E no fundo, o SLB não cumpre porque não apresenta em PT e EN, mas apenas em PT. Quem quiser queimar tempo, só tem que ler os documentos e perceber a seriedade das recomendações e se o seu não cumprimento causa problemas ao SLB.

      Também é interessante ler isto:^
      https://eco.pt/2017/10/13/cmvm-revoga-codigo-governo-de-sociedades-da-lugar-a-autorregulacao-do-mercado/

      Ou seja, basicamente, como a CMVM revogou o código e vai ser outra entidade a monitorização das recomendações, que são isso mesmo: recomendações de boas práticas na gestão de empresas e não directivas inegociáveis.

      Eliminar
    3. Ricardo Rosa,

      por não apresentar em inglês já estamos perante gestão medieval como diz o Scaramanga?

      ou o rapaz não sabe ler português (estranho para quem escreve tão bem a língua de Camões) ou não sabe ler R&C (muito comum por aqui) ou é intelectualmente desonesto (típico dos críticos diários de DSO e LFV)

      Este foi mais um post inútil como tantos outros....mais achas para fogueira que arde lenta e que foi ateada pela associação criminosa a norte....

      Uma vergonha estas atitudes

      Só encontram defeitos e coisas mas mas para tanta crítica não apresentam uma única solução

      Eliminar
    4. Ricardo,
      Muito obrigado pelo esclarecimento.

      Quer dizer que esses malandros prevaricadores do Benfica, não segue as boas práticas.
      Não desvalorizando as recomendações, constata-se que não passam disso mesmo... recomendações. Sejam elas da CMVM, ou da Autoridade Marítima Nacional para a época balnear.

      Fico apenas a aguardar (se possível), um clube de topo como exemplo, que não use um modelo empresarial de gestão e profissionalização.

      Eliminar
    5. Mau, mau! mas então o SLB é uma empresa ou não?
      Primeiro dizem que não é, mas depois dizem que o SLB não cumpre com as recomendações dadas a empresas que são as mais empresas de todas, as que são cotadas na Bolsa.
      A falta de coerência é de fazer chorar as pedras da calçada!

      Eliminar
    6. Caro Anónimo04 Julho, 2018 16:17,

      Eu não subscrevo a tese de uma gestão medieval. Há coisas a melhorar, sem dúvida. Quanto maior for a transparência com que se trabalha, menos chatices teremos. Mas isso não é equivalente a seguir tudo o que a CMVM diz, porque a CMVM também revê o modo de trabalhar de tempos a tempos. Temos que nos auto-avaliar criticamente e perceber onde, como e quando melhorar.

      G G,
      Sem nada a agradecer. As recomendações são o que a CMVM diz. Recomendações. Acatamos ou não, se forem aplicáveis. Por isso, o falhar em 30% essas recomendações só será alarmante no que diga respeito a coisas realmente essenciais. E atenção, por não se cumprir com elas, não quer dizer que as coisas não estejam a ser bem feitas. O resultado é mais para ser lido como não são feitas à maneira da CMVM. Em relação ao teu último parágrafo, se calhar é mais fácil verem-se os exemplos dos clubes que usam esse modelo.

      Eliminar
  9. Na verdade, até a forma como se faz oposição é tudo menos racional e (nada) rigorosamente empresarial.
    Não me recordo de algum dia ter lido um artigo ou uma opinião isenta, imparcial, clarividente e realista. A realidade acaba sempre, seja em que contexto for, por esmagar a fantasia.

    O Futebol virou negócio de paixões exacerbadas e emoções.
    As questões ligadas às performances e ao rigor de gestão, não fazem parte decididamente do cardápio das preferências dos adeptos.

    Convinha esclarecer (em vez de arremessar pedras a quem lá está) as seguintes passagens :

    - Por que razão a CMVM, sempre tão lesta a punir e a contra ordenar, não exerce com muito mais acutilância o seu poder e função de "polícia dos mercados" ? Afinal de contas, segundo o texto, a SAD do Benfica não cumpre cerca de 1/3 das recomendações.

    - Gostava de saber o nome dos atletas formados no Clube e que hoje brilham nos melhores clubes da Europa. Salvo se a memória não me atraiçoa, apenas Bernardo Silva (e a espaços) alcançou algum protagonismo, primeiro no Mónaco (com mais regularidade) e depois no City (menos regular). Todos os restantes, sabemos bem das dificuldades que experimentaram e experimentam em campeonatos e clubes com muito maiores exigências competitivas e de atitude.

    Por último, acho que o português, de há uns tempos a esta parte, creio que desde a Expo98, vive obcecado em ser o "melhor do Mundo" e "construir o maior e o melhor do Mundo".
    Nada de mais patético.
    A missão e o desígnio, quer das pessoas enquanto cidadãos, quer enquanto rostos de uma qualquer organização institucional, é fazerem BEM o que têm que fazer.
    Tudo o resto são fantasias e megalomanias que, como sabemos, nos conduzem a becos sem saída.

    Também a oposição aos conselhos directivos vigentes, devia ser séria e nada dada a populismos ou popularidades bacocas.

    Quando estamos fora, vemos sempre mais e melhor.
    O pior é quando somos chamados a agir. Normalmente fazemos pior do que aqueles que criticámos vezes sem conta.

    *nota : para que fique bem claro, não me revejo nem simpatizo com a actual direcção do Benfica nem com os administradores da SAD, pelo menos os que julgo conhecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou de acordo com todo o comentário, que interpreto por um lado como um elogio velado à direcção, por outro, uma crítica implícita ao texto.

      O que eu não percebo, já não é a 1ª vez que o constato, é que há sempre uma nota em que para serem politicamente corretos, afirmam que não simpatizam com a administração, a direcção ou o Vieira. Que acabaram implicitamente de elogiar. Isto é, defendem a gestão do clube, mas ao mesmo tempo dizem que não simpatizam quem é responsável por ela.
      Onde está a coerência e a coragem?

      Eliminar
    2. Caro anónimo das 13:56,

      O problema é que hoje em dia, ninguém consegue distanciar-se do objecto analisado.
      Se critico o A, é porque estou do lado do B. Se critico o B, certamente que estou do lado do A. E não se sai nunca desta lenga lenga do facciosismo.
      No caso em concreto, há muita matéria relativamente a muitos actos de gestão da actual Direcção benfiquista da qual discordo. Não tenho qualquer dificuldade em assumir. Porém, até agora, e desculpem-me se estou equivocado, não vi uma única alternativa consistente, credível e exequível para um "novo Benfica". Tudo o que até hoje tenho visto, é mais do mesmo, ou seja, apontar erros, criticar por criticar e acima de tudo, tentar aliciar as pessoas com caminhos irrealistas que nos conduzem à repetição da giesta europeia dos anos 60, da qual todos temos muitas saudades e tudo isto através de um simples estalar de dedos.
      Ora como todos, pelo menos os mais lúcidos sabemos, os tempos mudaram e a história de muitos clubes com história, tornou-se muito difícil. E o problema é que todas as mais recentes medidas adoptadas e a adoptar pela FIFA e UEFA tendem a cavar cada vez mais fundo as diferenças, já de si abissais, entre os clubes muito ricos e...os outros.
      Onde vê V.Exa. a incoerência e a falta de coragem ?
      Bem sei que os tempos actuais coadunam-se muito aos diversos modos de populismo e ao aparecimento de messias que querem fazer-nos crer que tudo salvam e resolvem de maneira simples e clara.
      Mas até tempos tido sorte, pois temos exemplos bem recentes do que nos proporcionam as fantasias e megalomanias pregadas por uns tantos, à laia de pastores de uma qualquer seita evangélica.

      Eliminar
    3. Alerta Vermelho04 julho, 2018 18:02

      " Não me recordo de algum dia ter lido algum artigo ou uma opinião isenta, imparcial, clarividente e realista:"

      Deixe-me rir de si! Para ser coerente, seria necessário o seu comentário ser também isento e imparcial, acontece que não é! De seguida, gostaria de lhe perguntar o que é que o faz pensar que é o dono da verdade absoluta, já que pensa que tem legitimidade para o determinar? Então você é alguma bitola?
      O seu comentário, não passa de uma tentativa desesperada de branqueamento. Aliás chamaria outra coisa ao seu comentário: tentativa desesperada de implementar um pensamento único!

      Eliminar
    4. O meu apontamento relaciona-se apenas com o facto de criticar um texto que é uma critica à gestão do clube, crítica com a qual estou de acordo.
      Eu até seria mais crítico se me desse ao trabalho de o analisar em pormenor.
      É um texto sem nexo, de um nível teórico de alguém que nunca geriu nada nem ninguém, nem será capaz de o fazer, tal o nível de superficialidade e contradição.

      Por outro lado, em todo o tipo de gestão há sempre algo a apontar ou a criticar. A gestão não é uma ciência exacta! Lida com humanos. É lenta.

      Importante é perceber "the big picture", como é que essa gestão está a ser feita e com que objectivo. Sem se perceber isso não vale a pena criticar porque estamos "barking in the wrong tree", como dizem os ingleses.

      Concretamente, para quem percebe e consegue ver "the big picture", existem de facto, e estão a ser realizadas, alternativas credíveis e exequíveis, tanto assim que a sua realização já tem resultados palpáveis e bem visíveis. Para quem tem olhos para ver.
      Leva tempo, claro que sim!

      Os tempos são outros e se alguém está à espera de voltar aos tempos antigos, que se dediquem à musica, "Ó Tempo volta para trás"!
      Sem embarcarmos em propaganda avulsa que, como bem diz, mais parece alguma seita evangélica.

      Porque a realidade hoje é muito diferente, exige modelos, medidas e alternativas muito diferentes!
      E é isso que eu vejo estar a acontecer hoje no Benfica. Vai devagar, mas vai.

      Eliminar
    5. Anónimo das 12:38 e 16:08 (presumo que a mesma pessoa). Os seus comentários merecem um nick associado. Concordo com a opinião expressa e gostava de poder ler mais opiniões suas no futuro. Obrigado.

      Eliminar
  10. Nas empresas e organizações ditas "normais" ou convencionais, os resultados são escrutinados pelos accionistas aquando da divulgação do R&C e/ou pagamento de dividendos.
    A sua esmagadora maioria (accionistas) não se presume entendida nem expert em gestão.

    Ao invés, no futebol e nos clubes, todos os "accionistas" (leia-se sócios ou adeptos) presumem-se grandes expert's em futebol, tácticas, técnicas, vendas e compras e o escrutínio às performances sucede todas as semanas quando o clube joga.

    Nas organizações empresariais convencionais, trabalha-se com relativo sossego e os resultados são apresentados quando devem ser.

    Já no futebol, há imenso barulho em torno dos clubes, designadamente os de maior dimensão. São blog's, é a imprensa comentada, escrita, são não sei quantos jornais desportivos, são não sei quantas publicações online diárias, todos debitam as duas "doutas" opiniões, todos têm certezas absolutas quanto à melhor forma de transportar os clubes dos seus corações ao sucesso e às tão desejadas conquistas.

    É claro que, uma vez que o futebol movimenta milhões e cresce a uma velocidade de 2 dígitos, muita gente é aqui que ganha a sua vida e passa o seu tempo.

    Duvido muito sinceramente que no Futebol haja algum dia rigor, realismo e clarividência.
    Tudo no futebol é toldado pela emoção e pelo excesso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais do que os milhões que movimenta, o futebol e em particular os clubes de futebol em Portugal são um refúgio e trampolim para empresários falidos, políticos medíocres, gente sem escrúpulos que usam e abusam dos clubes e associados para enriquecerem o seu bolso, as suas carreiras e egos...

      Um antro de gente pouco recomendável....e agora que se mexe com centenas de milhões, ficou ainda mais apetecível

      Eliminar
    2. Apoiado, por real e verdadeiro!

      Eliminar
  11. É uma ferida que mais cedo o mais tarde vai ficar a descoberto. Exemplo máximo do que está publicado e o famoso reembolso aos Bancos. ....e coloca a dívida nos mesmos valores (dois anos antes) a coberto de confusões contabilísticas.

    ResponderEliminar
  12. Quer isto dizer que para o nosso amigo Scaramanga os R&C dos últimos 5 anos estão todos manipulados

    Sugiro apresentarem queixa imediata à PGR e CMVM, e solicitar uma auditoria forense à imagem do clube dos Sapos

    com tanto Benfiquista a escrever e expor esta narrativa quem precisa de inimigos, sapos ou corruptos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém, respondo eu!

      Eliminar
    2. Alerta Vermelho04 julho, 2018 18:08

      Quer você dizer que não embarcar no pensamento ùnico,é ser inimigo do BENFICA? Que desespero que para aí vai, mas você com um argumento tão primário, ainda ofende mais a inteligência dos BENFIQUISTAS! É claro que LFV, ainda não organizou umas milicías como BDC, tinha organizado para agredir quem discordasse dele, mas tal como BDC, LFV, e os seus lacaios, querem permanecer na direcção para sempre!

      Eliminar
    3. Alberto Benfiquista04 julho, 2018 20:17

      Alerta está muito errado.

      LFV, ainda não organizou umas milicías como BDC, tinha organizado para agredir quem discordasse dele.

      Nada mais errado caro Alerta.

      Uma dessas milícias é a secção de Boxe do Benfica que antes estava sempre presente nas Assembleias Gerais para intimidar e por vezes agredir quem era critico de LFV.Existem umas casas de banho que tem muitas histórias de criticos de LFV a serem agredidos.

      Ainda na última Assembleia estava na entrada uma mini milícia para intimidar RGS e quem criticasse.


      Se não acredita pergunte por exemplo ao Shadows que ele deve saber a surpresa intimidatória que estava preparada se RGS fosse à última Assembleia

      Eliminar
    4. Tentar agredir alguém que nunca ponderou sequer ir à assembleia geral é de se lhe tirar o chapéu.

      Eliminar
  13. Qual o modelo de gestão ou condução adequado a um clube de futebol ?
    Aquele protagonizado por um tipo de presidente/adepto, tal como ficou há bem pouco conhecido, com os resultados que se conhecem ou aquele mais comedido e contido, que promove algum distanciamento emocional relativamente aos adeptos e está mais voltado para as "coisas chatas" da gestão que nada ou pouco dizem ao comum dos adeptos ?

    O equilíbrio parece-me muito sinceramente difícil, se não mesmo impossível de alcançar.
    De um lado estão os adeptos sempre exigentes, reclamando investimento de qualidade no futebol, para se vangloriaram no fim pelas retumbantes vitórias desportivas, mesmo que isso custe a saúde do clube.
    Do outro lado, estão as exigências de quem financia e que não quer expor-se a riscos, cada vez vistos com maior relutância.

    O "presidente adepto", aquele que vive o clube 25 horas por dia, que às 4 da manhã está a publicar coisas no facebook, que procura dar tudo aquilo que o adepto mais irracional, básico e primário lhe pede, deixa por norma lastros de destruição irreparáveis.

    A paixão por um clube, tem limites. Caso não sejam respeitados, põe-se em causa muita coisa, nomeadamente a probidade do clube.

    Não me repugna que a relação dos sócios/adeptos com os clubes seja basicamente emocional.
    Deste lado, como sócio/adepto, não me custa nada exigir que o presidente do meu clube vá buscar seja a que preço for, os melhores jogadores do Mundo para todas as posições.
    Afinal de contas, venha quem vier, só pago 12 euros de quota mensal e, nalguns casos, o bilhete de época. Não custa nada pedir ou exigir.

    O mais engraçado é que actualmente, numa sociedade de tesos, puseram toda a gente a falar de milhões como quem fala de tremoços.

    Por vezes leio divertido, os adeptos mais ferrenhos escreverem/dizerem : "eh pá, vamos buscar fulano por 30 milhões, são só 30 milhões mas teríamos um avançado que mete muitos golos".

    A maior parte das pessoas, e com maior acuidade no mundo do futebol, perdeu a completa noção do valor do dinheiro. Descolaram há muito da realidade.

    Hoje a unidade monetária é o milhão, embora 99.9% de nós, nunca na vida saberemos o que é 1 milhão na nossa conta.

    É esta cultura da completa ausência de noção da realidade que torna o futebol num mundo perigoso e muito dado a fenómenos esquisitos que depois muito rapidamente condenamos.

    Afinal de contas, que mundo ou sector de actividade nos proporcionaria tanto palco como aquele que o futebol nos proporciona ?

    Hoje em dia até há a simpatia clubística remunerada.
    Há quem "ganhe a vida", alguns até respeitáveis cidadãos oriundos das mais variadas esferas de prestígio da sociedade, que a troco de umas moedas se expôem ao ridículo de comentar coisas da bola em canais televisivos sensacionalistas.

    A vida custa a todos e a grande verdade é que o Futebol ajudará hoje, sem qualquer sombra de dúvida, a que muita gente tenha comida na mesa e consiga pagar a prestação do BMW com menos esforço.

    ResponderEliminar
  14. Não ter modelo de gestão também é um modelo de gestão.

    Sócrates Inácio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais. Mas não digas isso muito alto senão estragas as divagações dos teóricos da gestão desportiva!

      Eliminar
  15. Opiniões todos temos, contudo gostava de realçar e apesar de não concordar com diversos aspetos sobre diversas matérias e assuntos que o Benfica vive atualmente, que foi também graças ao atual presidente que o Benfica se reergueu, porque se na altura em que estávamos no "fundo" se tem aparecido outro Bruno de Carvalho desta vida, o clube estaria numa situação bem pior!!
    Penso que ficava bem e todos temos que concordar que LFV tem feito um bom trabalho no Benfica, não podemos andar por aqui a criticar tudo o que são movimentos, tudo o que são contratações, tudo o que é e engloba o seixal etc... porque se assim for lanço o desafio para os "ressabiados" em questão apresentarem soluções, o que mudavam, o que fariam de maneira diferente, que planos futuros têm para o clube etc.. isto por vezes dizer mal e criticar só porque sim, acredito que dê imenso jeito, mas gostava sim que se chegassem à frente com novos planos, novas ideias, novos projetos aquando das eleições, concorram, deem a cara e não se escondam quando têm oportunidade de aparecer!! Falar em blog e programas televisivos é muito fácil aí sim temos sempre grandes planos fazemos tudo de maneira diferente, iremos reduzir passivos substancialmente a curto prazo, mas depois..... a realidade é outra e as "avestruzes" voltam a enfiar a cabeça na areia e ficarem cómodos nos seus lugares e nas suas poltronas!!

    Saudações Benfiquistas a todos!!

    Gonçalo Nascimento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alerta Vermelho04 julho, 2018 18:17

      Grande lata! Então quem tem a arrogância de querer se presidente do BENFICA, que pelos sinais dados vai querer continuar, tem a lata de vir pedir soluções aos outros? Assim qualquer indivíduo, seria um grande presidente de qualquer coisa? Meteram-se no beco sem saída mentes iluminadas? Então saiam pelo próprio pé! Ainda assim, muitas vezes vos têm dito para não irem por certos caminhos, mas aí resolvem ser autistas, e fazer ouvidos de mercador! Quem não se lembra da chuva de avisos da pré época passada? Se preferiram chamar lagartos infiltrados, daí para a frente, nunca mais se vos diz nada! Usufruam bem da cama que fizeram a vocês próprios!

      Eliminar
  16. Um clube, não importa qual e de que país é, que se predispõe a pagar a um futebolista de 34 anos, 30 milhões por ano...

    ResponderEliminar
  17. 100% de acordo o Benfica Pode e Deve ser o maioar e melhor clube Mundial temos condicoes para isso temos tudo para isso Massa adepta socios adeptos e simpatizantes SOMOS MUITOS MILHOES infraestruturas conhecimento e historial um patrimonio de Conquistas que comecaram desde o primeiro dia da fundacao 28 fev 1904 e que continuaram ates aos dias de hoje e sao essas CONQUISTAS sao essa VITORIAS sao essas GLORIAS o core buisness do Benfica o nosso core buisness sao VITORIAS no futebol no andebol no volei no baskett no futsal no hoquei no atletismo nos escaloes de formacao enfim em TUDO GANHAR GANHAR GANHAR e para isso e presciso gerar riqueza A massa humana temos e sempre teremos somos cada vez mais mas a riqueza monetaria CASH MONEY tem que ser gerada continuamente constantemente em em numero cada vez maior e para isso e presciso uma gestao empresarial um modelo de gestao empresarial desportiva com o proposito unico de gerar receitas para se conseguirem resultados melhores jogadores e maior poderio para pagar salarios mais altos normalmente gera mais vitorias e mais vitorias normalmente geram mais conquistas que por fim geram mais dinheiro entradas na champions (agora sao uns 42 milhoes)maiores vendas que geram mais poder de compra mais capacidade de pagar salarios mais altos etc e um ciclo auto sustentavel atencao que com isto nao estou a defender todos os atos de gestao desta direcao (as descisoes tomadas no ultimo ano de competicao foram HORRIVEIS gestao danosa ate porque tinhamos capacidade de investir e decidiu se nao o fazer ) mas tambem foi com este modelo (onde ha MUITO A MELHORAR) que ganhamos em todas as modalidades mais que uma vez no futebol fomos TETRA mais que uma vez

    Carrega Benfica PODEMOS E DEVEMOS fazer do Benfica o MAIOR e MELHOR CLUBE DO MUNDO

    Red 1

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Benfica tem condições de ser um dos melhores 15 do mundo. Man united e City, Chelsea, Tottenham, Arsenal, Liverpool, PSG, Bayern, Dortmund, Juventus, Real, Barcelona, Atlético de Madrid.
      O objectivo seria ser o primeiro dos "seguintes". É possível havendo um rigor estúpido.

      Eliminar
    2. "Pode e Deve ser o maioar e melhor clube Mundial", porquê?
      Já chegámos à realidade paralela do Banha da Cobra lagarto?

      Eliminar
  18. A pergunta que urge colocar é: se o Benfica fosse gerido sem ser profissionalmente, em vez de um cumprimento medieval das sugestões de transparência e outras, e fosse gerido à antiga pelos belos dos adeptos, será que não seria um cumprimento do tempo da pedra lascada, daquele em que os presidentes geriam as contas do clube em conjunto com as suas próprias?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tivemos disso com o Vale e Azevedo. Chegou e bastou...

      Eliminar
    2. Pois. Com Vale no sentido de que ele fazia suas as contas do clube, mas tivemos presidentes que faziam das suas, contas do clube - ajudavam o clube financeiramente. Ainda ontem perguntaram a Sousa Sintra a iria colocar do seu dinheiro para ajudar a tesouraria do clube. Esses tempos de amadorismo no nosso clube, felizmente terminaram.

      Eliminar
    3. Isso é má prática a todos os rodos. Contas pessoais miscigenadas com contas de empresa, não funcionam e só levantam suspeitas. Mesmo que seja o presidente a meter dinheiro no clube. Nunca se sabe se o vai querer sacar com juros... Sejamos francos, como diz o João César das Neves "não há almoços grátis" e o SLB não é um estado social. Eu critico alguns aspectos desta direção e não gosto de certas práticas, mas também acho pouco sensato da nossa parte, andarmos a levantar a lebre por dá cá aquela palha. Quem não gostar do Vieira tem um remédio santo. Leia os estatutos do clube e veja como reclamar por eleições. E depois candidata-se ou apoia alguém.

      Eliminar
  19. Bom post. Há que trazer mais gente para o Blog, com novas ideias, a procurar abordar outras questões do império Benfica. Eu que não sou fã do Vieira, estou esgotado dos constantes ataques à sua liderança. Dar espaço a outros bloggers que abordem o plano tático de jogo, já que me parece que é claramente onde os bloggers sentem mais dificuldade em explanar o que quer que seja que aconteça dentro do campo.
    Havia aqui um Rosa qualquer coisa, que abordou mais o jogo em si. É dar-lhe uma conta no Blog, como tem este Scaramaga para que fique motivado a escrever mais.


    ResponderEliminar
  20. PNunes ora nem mais... e provavelmente daria jeito a muita gente, mas lá está o que importa é criticar e crucificar quem lá está façam bem ou mal, arranjam sempre qualquer coisa por onde pegar para atacar no imediato.... acho piada ser criticado aqui o Pizzi e o RV sistematicamente, o primeiro que foi o motor do Benfica há 2 épocas mas como este ano esteve aquém do que pode e sabe, já não presta é o pizzi golfinho, é o jogador que tem quer ser despachado é o jogador banal etc... mas esquecem-se que foi esse mesmo Pizzi que carregou o Benfica às costas há duas épocas atrás!!
    Depois RV é fraco lê mal o jogo, não é treinador ambicioso, etc... concordo em algumas análises mas e se a memória não me falha em 3 anos ganhar 7 títulos é mau (2 deles o de campeão, batendo inclusive o recorde de pontos da liga??) .. apenas um reparo, toda a gente tem direito à sua opinião e manifestar o seu desagrado mas não podemos ter a memória seletiva e só falar e olhar para aquilo que convém... a análise a RV poderá ser feita com base nesta época, LFV está a dar-lhe todas as condições para "limpar" tudo em Portugal, penso que ainda vão chegar mais 2 ou 3 jogadores, faremos a nossa análise no fim, porque aqueles que dizem que o Benfica precisa de um GR aposto que não conhecem Vlachodimos e nunca o viram jogar, provavelmente são os mesmos que duvidaram do Ederson e do Oblak, queriam alguém com mais nome e hoje em dia está aos olhos de todos a qualidade de ambos, depois é o Ebuehi que tb provavelmente ninguém viu jogar, mas lá está o facto de fazer parte da seleção da Nigéria e de estar no TOP 3 dos laterais direitos da EREDEVISE deve-se puramente a sorte porque o jogador não deve valer nada, bom bom é ir buscar o Daniel Alves esse sim seria do agrado de todos... deixem as pessoas trabalhar com calma porque aqueles que agora apregoam as desgraças e que tudo está mal no Benfica, são sempre os mesmos que depois andam aos saltos e aos pulos no Marquês a apregoar o seu benfiquismo, assim é tão fácil ser adepto !!

    Gonçalo Nascimento

    ResponderEliminar
  21. Vamos lá ver se a gente consegue explicar em poucas linhas o que é o futebol e os clubes que o praticam dos tempos actuais.

    O que mudou :

    - os jogadores já não são "propriedade" dos clubes;
    - grande parte da actividade é alavancada no crédito;
    - a relação de fidelidade do jogador é mais com o seu agente do que com o clube onde joga;
    - o chamado core business (actividade principal) dos clubes, passa mais pela vertente das receitas do que propriamente pelo sucesso desportivo. Ao sucesso desportivo nem sempre corresponde sucesso financeiro e vice versa;
    - a relação do presidente do clube, é muitas das vezes mais virada para os credores, agentes de jogadores e patrocinadores do que propriamente para os adeptos e sócios.

    O que não mudou :

    - a paixão dos adeptos e sócios pelo clube;
    - a vontade de vencer a qualquer preço, sem noção da realidade e limitações;
    - o clima de contestação sempre que os resultados desportivos são adversos (dantes, no velhinho estádio da Luz, iam para a porta dos balneários e à passagem dos jogadores e directores, havia insultos e cartões de associados rasgados). Hoje há a blogoesfera aonde se faz oposição, muitas vezes ao abrigo de anonimato e comentário televisivo ou escrito.

    A base de actuação é sempre a mesma : fazer crer que se pode fazer muito melhor, manipulando a verdade através da divulgação de meias verdades e acima de tudo, acenar às pessoas mais ingénuas com a possibilidade de voltarmos a ser grandes, caso possamos pôr em prática o que pensamos ser o melhor para o clube.

    Hoje o futebol tem muitos stakeholders, ou seja, muita gente interessada no fenómeno e respectiva rentabilidade e que não devem ser tomados por parvos ou totós cujo nosso principal interesse é o dinheirinho deles e agora deixem-nos em paz e gerir a "coisa" à nossa maneira.

    Resumindo e concluindo, o maior problema dos clubes é o da escassez de recursos que os mesmos procuram compensar com vendas de jogadores e patrocínios diversos.

    Mas, é dos livros, quem se senta à mesa para negociar seja com quem for uma parceria ou um patrocínio em situação de fragilidade e vulnerabilidade, nunca fará um grande e bom negócio, mas sim o possível, face à aflição de gerar receitas rapidamente.

    A minha visão e perspectiva do futuro dos clubes portugueses é muito pouco optimista.
    É mais que previsível, com o rumo que as coisas estão a levar, que mais tarde ou mais cedo, vão parar às mãos de um qualquer especulador, seja ele chinês, vietnamita, tailandês ou raio que o parta, que o adquirirá por tuta e meia.

    É por isso é que, mais vale uma gestão realista e com os pés bem assentes na terra, do que andar por aí a apregoar a banha da cobra como pomada milagrosa para os mais variados tipos de doença, nomeadamente, a megalomania.

    ResponderEliminar
  22. Modelo de jogo ofensivo. Vários modelos treinados, desde a posse até ao contra-ataque e defesa estabilizada contra Barcelonas e tal. Isto a ser treinado continuamente durante a época, para que a equipa seja capaz de se adaptar a cada situação e adversário ao longo do ano. IMPLICA MUIIIITO TRABALHO E ESTUDO. Provavelmente seria necessário grupos de 5 ou 6 jogadores terem um técnico pessoal/de grupo onde seriam analisadas de forma neutra os erros e acertos de cada atleta durante treinos e jogos e estabelecidas estratégias de aperfeiçoamento.
    Equipa A 23 jogadores, todos titulares; equipa B 20 jogadores; sub-23 20 jogadores - todos de qualidade. Emprestar a clubes estrangeiros 11 jogadores um por posição, com clausulas de venda altas e com o objectivo teórico do jogador ganhar experiência e retornar.
    Vender no máximo 3 jogadores da A por ano e ter identificados todos os substitutos de forma a comprar num espaço de uma semana o substituto. Acabar com as pré-épocas para escolha de jogadores.
    Ter um plano desportivo para cada atleta, negociado com o jogador e seus representantes e ir actualizando o projecto desportivo sempre que as premissas se alterarem.

    Receitas ordinárias com proveitos ordinários SEMPRE.
    SAD POSSUIR OS PASSES OU NA TOTALIDADE OU A 75%, SER OBRIGADA A negociar caso apresentem propostas equivalentes a 75% da clausula e o atleta demonstrar que quer aceitar a proposta, mecanismos muito claros para todas as partes.
    10% de comissões a repartir por todos os terceiros nas vendas.

    Deixar de emprestar a clubes da primeira Liga.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  23. Se estamos perante um modelo que não é modelo, uma realidade empresarial que não é deste "reino", leia-se, universo do futebol, e é antes do mais uma falácia desse mesmo modelo que é tudo menos gestão, em que ficamos caro Scaramanga ?
    OK, compreendo, foi para fazer um brilharete através de um trocadilho inconclusivo.
    É tão fácil sermos treinadores de bancada...
    Eu sem calçar umas chuteiras e sem pôr um pé num relvado, seria com toda a certeza, campeão do Mundo. De todos os mundos : reais e imaginários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até ficava satisfeito se fosse apenas treinador de bancada. O problema é quando começamos a ser treinadores de escritório.
      Como dizia o filósofo hispano/americano, George Santayana,
      "A Teoria ajuda-nos a carregar a nossa ignorância dos factos".

      Eliminar
  24. A questão é que o futebol quer ter a credibilidade e a visibilidade do mundo empresarial, continuando contudo trapaceiro e nebuloso.
    Quer fazer crer que tem virtudes, ostentando-as, continuando porém sem passar sem os vícios, que os pratica em privado.

    ResponderEliminar
  25. É um tema interessante e gostaria de ver mais desenvolvido as questões principais:
    as questões de auditoria interna, sistemas de controlo de riscos, remunerações dos administradores e negócios com partes relacionadas com a SAD.

    A falta de transparência em muitos negócios, num mundo completamente opaco, deixa muitas dúvidas sobre o destino e a origem de muitos dos milhões que circulam entre empresários, fundos de jogadores (penso que estão em extinção), e outros clubes.

    Compreende-se que quem dirige as SAD's "fuja com o rabo à seringa".
    Mas já não se compreende a falta de comparência das autoridades:
    desde logo a Autoridade Tributária, que deveria ter um fiscal em permanência em cada uma das SAD´s.
    Mas também as autoridades policiais e judiciais que perante indícios, por vezes graves, nunca têm curiosidade de pedir esclarecimentos.
    E também as autoridades transnacionais, como a UEFA e a FIFA que deveriam velar pela transparência e por uma concorrência saudável entre os clubes dos diversos países. Mas isso era exigir muito de 2 instituições que se movem por interesses financeiros onde campeia a corrupção.

    Os clubes deveriam ser obrigados a publicar todos valores envolvidos em cada compra/venda de jogadores, incluindo todas comissões pagas. Há casos de transacções de jogadores em que o valor de venda anunciado pelo clube vendedor é diferente do valor anunciado pelo clube comprador (por ex., o Simão quando foi transferido para o Barcelona).

    Seria interessante também que se comparassem os incumprimentos das 4 maiores SAD´s nacionais: Benfica, Sporting, Porto e Braga.

    Quanto saber-se se realmente aplicam um modelo empresarial de gestão e blá blá blá... isso é retórica, não interessa para nada.
    Interessa discutir o modelo, ou a estratégia, a coerência ao longo dos anos ou não, e se é o mais indicado para o clube.

    Saudações,
    JVP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe uma instituição que zela, ou devia zelar, pelo cumprimento das leis e dos regulamentos das empresas cotadas em Bolsa quando estas apresentam os seus R&C, que se chama CMVM. Eu preocupo-me apenas com coisas importantes.

      Eliminar
  26. A gestão desportiva, se assim lhe podemos chamar, enferma de um enorme défice de informação e transparência.
    A maior parte das decisões, façam elas parte do lado desportivo ou financeiro, são incompreensíveis, pelo menos à luz do que vem a público e se conhece.

    Também acho pretensioso e perfeitamente descabido estabelecer um paralelismo entre as práticas de gestão e de governance das empresas cotadas no PSI 20 e dos clubes de futebol, designadamente o Benfica. É que nenhuma SAD faz parte do PSI20.

    Aliás, acho até, pelo que tenho visto e assistido, que a CMVM não leva as SAD muito a sério.
    Vai deixando-as andar, permitindo de algum modo que continuem levando a cabo as suas diatribes, não as "chateando" muito.

    Não tenho a menor dúvida que se alguma das empresas do PSI20 fizesse uma centésima parte do que fazem as SAD, seria seriamente penalizada, para não dizer mesmo, banida do mercado de capitais.

    O mundo do futebol é diferente. Até nisto. Intrometeu-se no mercado de capitais, para ganhar visibilidade e credibilidade, mas a trapaça, a aldrabice e os esquemas indecifráveis, continuam a ser prática recorrente.

    O movimento escasso de transacções das acções e a baixíssima liquidez, reflectem bem o inenarrável mundo das SAD.

    Acho quem nem 10% do que lá se passa se conhece.
    É mais restrito ainda que o Clube de Bilderberg.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A maior parte das decisões, façam elas parte do lado desportivo ou financeiro, são incompreensíveis, pelo menos à luz do que vem a público e se conhece.", ora aí está, quando iluminas a situação com a lógica ou a lucidez do observador isento, muito mais de 50% das acções são incompreensíveis.
      A Propaganda diz que a compra e venda de jogadores dá muito lucro e tu vês que já se venderam mais de 300 milhões de euros em jogadores que nada custaram - formação e o passivo está "inalterado" quando deveria estar a zeros tu desconfias da capacidade dos gestores.

      Eliminar
    2. Não sou defensor particularmente das SAD de futebol, mas também lhe digo que atirar suspeições para o ar é coisa mais fácil do mundo. Também o sei fazer.
      É capaz de concretizar as trapaças, esquemas indecifráveis que continuam a ser pratica corrente? Agradecido.

      Numa nota, o que tem a baixa liquidez das acções a ver com o caso?

      Eliminar
  27. Portanto a gestão é má porque permitiu o "acesso externo não autorizado aos sistemas de informação do clube e da SAD" LOL Ou seja, é má porque sofreu ciberataques de criminosos... LOL Já parece o outro que culpou os jogadores por terem levado porrada no balneário!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alerta Vermelho04 julho, 2018 19:24

      Saber blindar as nossas coisas, também é gerir! Ou será que não é?

      Eliminar
    2. Também sou da mesma opinião.
      A propósito, uma pequena história em inglês que ilustra o fenómeno.

      “Resemble the fabled driver who lost his car keys one evening and was found looking for them under a streetlamp. When asked by his wife why he was looking there when he’d probably lost them further back, he replied, “Because here it’s easier to see.”

      Como disse mais acima, "barking in the wrong tree".
      Happens all the time.

      Eliminar
  28. falar em cima de trabalho de outros sem apresentar alternativas, é politica! e isso já temos um politico aqui a escrever... digam qual a vossa alternativa ou apresentem o vosso curriculum de sucesso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está por aqui dispersa no pseudónimo Sensatez.

      Eliminar
    2. Alerta Vermelho04 julho, 2018 19:28

      Depois de tanto autismo, agora diz-se-vos coisas? Quantas, e quantas coisas, se já vos disse e foi ignorado?Quantos avisos na pré época passada e mesmo assim seguiram em frente para o abismo? Mais grave do que isso, além de seguirem em frente para o abismo, chamaram lagartos infiltrados para se descartarem! Agora já não se vos diz mais nada!

      Eliminar
    3. Caro Alerta Vermelho, se pensa que alguém liga ao que escreve todos os dias, alguém o enganou.
      "Barking in the wrong tree".

      Eliminar
  29. Dear Sacra, ainda não acertaste uma, vai tudo ao lado. Consegues ser mais anti benfiquista que o Shadows

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alerta Vermelho04 julho, 2018 19:36

      Outro branqueador desesperado! Agora quem critíca é anti BENFIQUISTA! Anti BENFIQUISTAS ,são os lagartos infiltrados que estão no clube! Bem sei que a tua utopia seria o BENFICA ter uma massa adepta acitíca, dócil e submissa, mas podes tirar o cavalinho da chuva. Hoje o BENFICA, está cheio de indivíduos que nem BENFIQUISTAS são, que são é mercenários e lambe botas. Depois cometem mais um erro, que é virem para aqui ofender ainda mais a inteligência dos adeptos, com argumentos extremamente primários e ridículos como este. Seria preferível ficares calado, ao invés de apresentares um argumento ridículo destes, bem sei que está ansioso por mostrar serviço ao teu amo, mas tal argumento é contra producente!

      Eliminar
  30. Mas que modelo ? Qual modelo, qual carapuça, o "dirigismo" desportivo português assenta num presidencialismo do "eu quero, posso e mando", o "clube é meu porque ganhei as eleições" e agora vou fazer disto uma coutada pessoal, da qual me sirvo e também procuro safar os meus familiares, amigos e conhecidos.

    E mesmo os conhecidos e amigos, só se me trouxerem benefícios e me abrirem portas úteis para a minha vida.

    Até mesmo a nível académico, estamos na presença de indivíduos basicamente analfabetos, embora com intuição para as negociatas, mas sem nenhuma preparação para a complexa governação de uma sociedade cotada e com visibilidade.

    Quem podia credibilizar o futebol, está-se nas tintas para este mundo basicamente composto por labregos, traficantes e jagunços engravatados.

    ResponderEliminar
  31. Porque é que a gestão é má?
    Porque os custos ordinários não são equivalentes aos proveitos.
    Porque as vendas não se constituem como mais valias para acrescentar qualidade desportiva duradoura aos planteis, pelo contrário o que acontece é que os planteis perdem valor.

    ideias?
    Comprar um guarda-redes de Qualidade, Vlachodimos, André Ferreira (ou Varela) e Svilar - projecto baliza para 10 anos com estes 4.
    André Almeida, Ebuehi, Alex Pinto (se for de qualidade se não for preparar já outro jovem) - projecto preservado para 6 anos
    Jardel, Conti, Lema, Dias, Ferro, kalaica, Lystcov (?) e mais 2 ou 3 dos da formação - projecto a 10/12 anos.
    Lado esquerdo da defesa muito deficitário - Vender Grimaldo/yuri não. Laxalt e Olaza (se for bom) e 2 jovens - Projecto a 6 anos.
    Fejsa, Alfa, Pedro Rodrigues, Florentino - projecto a 8 anos
    Krovinovic, Gedson, João Félix - projecto a 10 anos
    Rafa, Zivkovic, Cervi, Tavares, Willock, Heri e um Pusseto ou Guedes qualquer - projecto a 10 anos
    Jonas, Castillo, Ferreyra, José Gomes - Projecto a 6 anos

    (Rafael Leão era uma grande aposta)

    As vendas estariam inseridas na lógica de 2 ou 3 por ano unicamente com as correspondentes substituições.

    Sem a maluquice da compra e venda de jogadores à doida.

    ResponderEliminar
  32. boa tarde,
    isto é na minha opinião pôr o dedo na ferida, e este post é finalmente uma ideia alternativa a esta direção, mais do que se andar a falar de uma situação ou outra, de um homem ou outro, é uma mudança de politica que tem de acontecer, e por mim pode ser um qualquer a fazê-la, desde que a faça.
    e já que na minha opinião o presidente percebe pouco de futebol (da parte desportiva), gostava que o diretor desportivo, pessoa que admiro e orgulho-me de ter-mos a mesma paixão, explica-se a politica de contratações, qual a ideia desportiva para o clube, que caminho seguir, tendo sido ele um enorme jogador, nos melhores palcos do mundo, jogando com os melhores, capaz de reconhecer qualidade, o que ele acha destas contratações que o Benfica faz? qual o interesse para o Benfica?

    sem medo de falar do Benfica e sem medo de questionar, o Benfica é plural, oBenfica é liberdade de pensamento e opinião.

    ResponderEliminar
  33. Parabéns pelo post.

    Parabéns pela coragem de enfrentar a pide vierana que hoje está aqui em peso para esconder mais uma de muitas propagandas mentirosas.

    O dragarto vieira e seus capos tremem que os Benfiquistas deixem de ser manipulados pela propaganda mentirosa que é a matriz da Presidência do dragarto vieira homem de confiança de Dom Pinto Corleone.

    Infelizmente o SLB actual é um monte de nada a não ser um monte de propaganda mentirosa.

    O Benfica actual vive da propaganda mentirosa , uma delas o mito de ser bem gerido.

    Hoje a pide profissional de Vieira vai comentar em força, gozar consigo , vai dizer que é um infiltrado etc etc

    Este é o único método que tem para tirar a credibilidade de uma pessoa para que os Benfiquistas continuem a ser enganados e não descubram a verdade.

    ResponderEliminar
  34. Este post nao faz qualquer sentido.falacia e o que aqui esta escrito

    ResponderEliminar
  35. Primeiro que tudo, concordo com algumas coisas que o Scaramanga diz.

    Em segundo lugar, Scaramanga critica que a direcção faz propaganda com o termo Gestão Empresarial.
    Depois admite que o Benfica não pode usar uma Gestão Empresarial.
    A seguir condena o Benfica por não ter uma Gestão Empresarial a 100%.

    Qual é o clube em Portugal que reduziu o passivo bancário em 100 milhões? Foi o Frutabol Corrupto de Porto? Foi o Sporting Cashball do Porto-gal?
    Qual é o clube em Portugal que ganhou mais trofeus nas principais modalidades nos últimos 10 anos do que os rivais juntos? Foi o Dragartol Criminosos de Porto? Foi o Sporting Comédias de Bruno de Carvalho?
    Qual é o clube que tem pavilhões, centros de formação de classe mundial para várias modalidades, projectos infraestruturais de vanguarda? Será que é o Futebol Café com Leite dos Quinhentinhos? Talvez o Sporting Clube de Lisboa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veremos qual o passivo real, se haverá diminuição real, para que se possa ter recursos para se investir seriamente na vertente desportiva

      Eliminar
  36. A dimensão extraordinária que o Benfica possui não pode ser desvalorizada por um modelo de gestão que não tenha em conta esta sua matriz original, que lhe confere a validação de um grande clube europeu e mundial, suportada por um admirável número de sócios e adeptos, que vai para além das próprias fronteiras do país, como um símbolo identificador e unificador de uma paixão e de uma mística.
    Uma direcção que carrega em si, esta tamanha responsabilidade e peso, não se pode abstrair do seu dever maior que lhe foi conferido em voto, para cumprir integralmente a essência e a razão de existir do Benfica, que é o de ser um clube grande e ganhador mas, sobretudo, competente, para se reforçar ainda mais um e outro, como uma simbiose perfeita e inseparável, num caminho largo de futuro e de sustentabilidade.
    Uma direcção que se fecha numa concha, como uma aldeia isolada, sem a vontade de ousar e a perspicácia de arriscar, não está em consonância e no mesmo sentido com a história e o futuro do Benfica, porque tal como o voo da águia, será sempre e desejavelmente livre.

    José Reis

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares