O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Filipe Augusto:

terça-feira, 14 de março de 2017

Opinião: Ser benfiquista e adepto de futebol.

Avatar
 ●  + 23 comentários  ● 
Este é mais um excelente texto do nosso amigo benfiquista MP. 
Obrigado MP. Tornas o NGB um blogue melhor com os teus textos.


"Ao contrário de muitos, não "nasci" do Benfica. Até aos 13 anos, não gostava sequer de futebol. Jeito para jogá-lo era zero, pachorra para vê-lo era nenhuma. Porém, como morava numa era pré-internet no país de Futebol, Fado e Fátima, não sendo esse o meu género musical e indo a Fátima apenas esporadicamente, ou via futebol ou assumia-me pária social. Não percebia o que era um fora de jogo, o que dava direito a um penalty ou a diferença entre o campeonato e a taça. Ganhar o Benfica, o Sporting, o Porto, a Académica ou o Belenenses era-me indiferente. 

Já o meu pai, era benfiquista. E eu não percebia porquê. Para que se havia de apoiar um clube? Um dia perguntei-lhe a razão do seu afecto. Respondeu-me que para além do clube local, só se podia ser de dois clubes: Benfica ou Sporting. O primeiro era o clube de todos, o segundo das elites. Aquilo era paleio de adepto, para mim, não dizia nada. Mas se fosse verdade, sabia de quem queria ser. Nunca gostei de quem se acha mais que os outros ou crê ter sangue de uma cor diferente dos demais. 

Fiquei atento. Vi a coincidência entre os apelidos dos notáveis do Sporting e de ministros ou pessoas da banca. Vi a altivez com que se diziam um clube diferente. Vi como no Benfica havia de tudo, de indigentes a ricos, mais grandeza e menos mania. Mania de ser o maior clube, mas não se extravasando tanto para 

Ainda assim, futebol era desporto que pouco me dizia. Jogo a jogo (de vários clubes) fui aprendendo um pouco mais. Até que num Benfica-Milan o Isaías mandou um chutão do meio da rua que bateu num poste. O Benfica tinha perdido por 2-0 fora, precisava de recuperar. Um golo, agora em casa, daria esperança. O Isaías tinha um pontapé fantástico e não era de cerimónias. Ao ver a bola bater no poste, dei por mim a desejar que entrasse. A bola continuou pela linha da baliza, em direcção ao outro poste. Um grau para a direita entrava e seria golo, um grau para a esquerda, seria frustração. Continuou recta, em cima da linha, até embater no outro poste. O lance, para mim, parecia em câmara lenta. Percebi-me em comunhão com milhões de Benfiquistas, no estádio, em casa, agarrados a rádios. Era 50-50 hipótese de golo, podia entrar, podia sair. A bola deformou-se contra o poste e foi devolvida para o relvado, para longe da baliza. Não foi golo. Ficou 0-0. O Benfica foi eliminado. Mas ganhou um adepto.

Qualquer generalização é parva. Não acho que o Benfica seja melhor que os outros excepto quando o prova no relvado. Não acho que seja moralmente superior ou incapaz de fazer o que os outros fazem. Mas não tive de passar pela vergonha de ter como presidente Pinto da Costa. Não passei pela vergonha de ver jogadores do meu clube perseguirem árbitros pelo campo impunemente, de distribuirem pancada sem consequência ou de, como agora, ter adeptos do meu clube a invadirem um centro de estágio dos árbitros. Também não tenho de passar pela vergonha de ter o presidente do meu clube a dizer, como ontem sucedeu, "Bardamerda" para quem é adepto de outros clubes. A vergonha de ter como dirigentes de clube pessoas cujo maior prazer é ver perder o clube adversário. A vergonha de ter um clube dirigido por pessoas que são sobrinhos-netos de antigos primeiros ministros ou sobrinhos de antigos presidentes da república e que ainda assim - ou até por isso mesmo - não se sabem comportar.

Passei vergonhas, enquanto benfiquista. Pelo very-light. Por acções das claques ou adeptos. Passo ainda, ao ver negócios estranhos em que os valores não batem certo ou ao ouvir declarações de comentadores propositadamente acéfalos. Mas ao menos no meu clube, cabem todas as pessoas. Não há aquele elitismo de quem sente ter o direito a ganhar por ter nascido num berço de ouro. No meu clube há merda, sim, como há no país. Há do bom e há do mau. Todos os defeitos e qualidades de Portugal, temperados cada vez mais com outras características vindas do estrangeiro. Não é um clube fechado na sua pequenez de valer tudo para ganhar por necessidade de afirmação. É um clube que perde e que ganha, mas cuja identidade se define de dentro para fora e não por contraposição a outra coisa qualquer. 

Hoje sou adepto acérrimo do Benfica. Dói-me quando perdemos. Vibro quando ganhamos. Continuo, porém, a saber que é apenas um jogo. Não há inimigos, há adversários. Sou do clube que ganhou 2 ligas dos campeões e disputou outras mais finais que qualquer coração aguentaria impune perder. Sou do clube que perdeu 7-1 contra o Celta de Vigo. O que não sou, nem nunca serei, é anti-Sporting ou anti-Porto. Não gosto desses clubes, prefiro vê-los perder. 

Mas são adversários, não são inimigos. São de pessoas com quem gosto de conviver. São meus vizinhos, meus amigos, meus chefes, meus subordinados, meus primos, meus desconhecidos. Pessoas a quem nunca diria, por serem adeptos de outro clube, "bardamerda". Pessoas cujas cidades nunca desejaria ver a arder. O futebol é o mais importante, de certa forma, de tudo o que não é essencial. Esquecer as regras mais básicas da convivência por causa do futebol é ter as prioridades trocadas."

23 comentários blogger

  1. Shadows;
    Agarra este MP para escriba do NGB!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agarrem-me senão eu fujo !😉

      Eliminar
    2. Shadows, assina contrato com o MP já.

      Eliminar
  2. Muito bom.

    Exceptuando a história de como nasceu este benfiquista, que é absolutamente pessoal, subscrevo o resto na íntegra.

    ResponderEliminar
  3. Excelente texto, serve de reflexão para todos os desportistas e amantes de futebol em geral!

    By RP

    ResponderEliminar
  4. Clap! Clap! Clap!


    Saudações Benfiquistas
    Rui Pinheiro

    ResponderEliminar
  5. Lisboa Benfiquista14 março, 2017 12:01

    OBRIGADO MP

    O jogo a que te referes foi o primeiro que vi no Estádio da Luz. Cheio, vibrante....
    Ser Benfiquista é tudo isso que escreveste...dificilmente alguém conseguirá acrescentar algo mais...

    VIVA O BENFICA

    ResponderEliminar
  6. Acho que a maioria se revera em muito deste texto. Saudacoes benfiquistas, grande MP.

    ResponderEliminar
  7. No entanto, sempre é melhor dizer que quer ver a cidade a arder...
    do que deitar fogo... a um autocarro...
    Imagina se deitassem fogo á cidade???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FDX ... este anonimo já chateia ... tripeiro corrupto ...não deves saber a história do teu clube !! Ganda otário

      Eliminar
    2. Como vocês já deitaram e tentaram matar o nosso presidente com pedras atiradas da ponte?

      Eliminar
    3. Macaco putanheiro.

      1 - Yuran atropelou e MATOU uma pessoa na passadeira, completamente BÊBADO e FUGIU do local do crime (prática habitual dos putanheiros macacos), escondeu-se em casa do velho bufas até conseguir FUGIR do país. Nem a tribunal foi, quanto mais preso. Imaginem se fosse um jogador do Slb a MATAR uma pessoa o que não diriam putanheiros como este.

      2 - Vice presidente dos corruptos aparece MORTO num wc no estádio do peidão com 2 tiros na nuca. Conclusão da psp do porto (os amigos do costume)..suicídio. Deve ter sido da amarelinha do dr póvoas, o homem estava tão dopado que para além de conseguir dar 2 tiros na nuca (lol) ainda conseguiu esconder a arma do crime, que nunca apareceu. (deve ter sido escondida num cu de um macaco qualquer (tal como o microfone)

      3 - Jogador de hoquei do porco MATA uma criança em pleno pavilhão com uma stickada na cabeça, em mais uma das cenas de pancadaria habitual dos putanheiros. Não se passou nadaa.

      4 - Jovem de 24 anos MORRE à pancada pelos seguranças (ilegais) do velho putanheiro corrupto.

      Ó macaco, o país INTEIRO sabe a merda que é esse clube e a MERDA de adeptos que tem. É só macacos assassinos e ladrões.

      Quem incendiou o autocarro dos porcos macacos foram os próprios. Ou achas que se incendeia um autocarro a kilómetros de distância? Alguém se chegava perto de um autocarro cheio de putas e macacos? NINGUÉM!!

      Agora vai lá ameaçar mais crianças de morte para os país, borrados de medo, expulsarem quem for agredido em pleno relvado pelos jogadores macacos corruptos. Estes atrasados mentais pensam que ainda estamos nos anos 90 lol Não é por acaso que ainda têm os mesmos 300 adeptosd desde há 40 anos para cá. O país inteiro já foi ofendido por essa escumalha nojenta. Não é por acaso que é o macaco mor que vende os bilhetes para os jogois, a merda do vosso clube não tem mão nele ahaha que labregos.

      Eliminar
  8. Bom texto, a diferença relativamente ao MP é o facto de eu ser filho de um portista fanático, e eu dei em faccioso do Benfica.

    Agora vejam bem um gajo ser benfiquista na adolescência e juventude, ou seja rebelde dada a idade, e filho de um portista fanático no auge da História deles, e nós durante tantos anos de desilusão em desilusão... imaginem as discussões.

    E se o MP converteu-se ao benfiquismo em 95 com aquele lance do Isaías, (que bem me lembro), eu fui convertido ao facciosismo pelo Benfica em meados da década de 80, ao ver a festa que os putos mais velhos, sportinguistas e da Juve Leo fizeram por nos terem tirado o título para dar ao Porto, com aquela vitória na Luz em 86, o que me doeu ver aquela manifestação de anti-benfiquismo.

    ResponderEliminar
  9. Já eu não tive hipótese de escolha.
    Nasci e o meu pai batizou-me benfiquista.
    Só posso dizer, OBRIGADO PAI, foi a melhor imposição a que me obrigaste.
    Esta é a melhor herança que tu um dia me deixarás.

    ResponderEliminar
  10. Shadows, obrigado a ti, e ao NGB, por me darem a oportunidade de partilhar este texto. Peço desculpa por ter deixado uma frase incompleta. Reli o texto várias vezes e só agora me apercebi. Devo ter tido uma azelhice qualquer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu também reli e não reparei...! :) Obrigado MP. Este blogue também é teu. Grande abraço.

      Eliminar
    2. E com o Celta foi... 0-7. :(

      Eliminar
  11. Perdemos 7-0 contra o Celta de Vigo!

    Parabéns, bom texto.

    José

    ResponderEliminar
  12. Escreveria uma coisa semelhante. Inteligência simples este texto. Este tipo de atitudes/sentimentos podem ser a normalização da interacção humana em vez do que temos.

    ResponderEliminar
  13. O que faz uma bola no poste...

    Boa reflexão.

    ResponderEliminar
  14. Excelente reflexão! Excelente post. Como é bom ler textos com este sumo. Parabéns ao autor e ao blog.
    Gostaria de ver mais textos destes. Gostaria de ver mais textos construtivos. Não podemos deixar de ter um lugar, para os textos que expõem a nú os problemas do nosso futebol.
    Mas, caramba, ser benfiquista é único. Não é pelas vitórias, não é pelas derrotas. Será pela grandeza? É pelos valores? É pelo amor? Pelo passado, mas também pelo futuro que se quer assente nos mesmos pilares? Possivelmente será tudo isto... e muito mais.
    Amigos, sofre-se muito para se ser deste clube. E, tal como na vida, temos que lutar muito para ganhar, para sermos campeões! É duro, não é fácil. Tal como na vida, que é tão dura. Vida, como reza a música do outro, que é sempre a perder... E é neste paralelismo, em que há que ir ao nosso âmago buscar forças, para lutar e ultrapassar as contrariedades, que vejo porque sou benfiquista!
    Ser benfiquista é único por isto, por nos revermos no clube! Por nos identificarmos com ele. É um empatia natural, que se estabelece e se entranha.
    E temos que lutar para que o Benfica não se desvirtue, para que evolua e só assim a maioria continuará a rever-se nele. Como o minuto 70 é exemplo disso! Como cada campeonato ganho, ou perdido são exemplos disso, de nos revermos no clube. Pois, porque a vida é feita de altos e baixos, ou se quiserem de vitórias e de derrotas.
    Sou do Benfica!
    Viva o Benfica!
    #reflictamporquesoudobenfica

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

recentes

ranking

Em Defesa do Benfica