O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


16 de março de 2014

A era dos falsos bons rapazes

Avatar
 ●  57 comentários  ● 
Assistia eu no outro dia ao Bayern Munique VS Arsenal da segunda volta da eliminatória da Liga dos Campeões, jogo em que o Arsenal tinha de recuperar de uma derrota de 2-0 sofrida em Londres, quando Roy Keane, um dos comentadores da partida, disse o seguinte quando assistia à entrada das equipas no campo:

Isto já começa mal e não anuncia nada de bom para o Arsenal.” E a que se referia Roy Keane? Ao facto de Ozil entrar em campo em amena cavaqueira com os Alemães que iria defrontar! 

E ainda disse o seguinte: “Eu não percebo estes futebol e estes jogadores de hoje, em que toda a gente é amiga de toda a gente, parecem que estão ali a jogar uma partidinha no bairro!” “No meu tempo, naqueles 90 minutos não havia amizades, era mesmo uma guerra, e especialmente nos grandes jogos eu preparava-me fisica e mentalmente toda a semana, porque sabia que tinha de estar a 100% se grande parte do sucesso da minha equipa dependia de eu ser capaz de ganhar os duelos individuais que iria ter com as grandes figuras da equipa adversária.”

De facto, o futebol de hoje é diferente, com rivalidades muito menos exacerbadas, pelo menos dentro do campo. Mudou a mentalidade dos intervenientes? Talvez. E eu diria que mudou por duas razões. A primeira é que o que manda é o dinheiro, e os jogadores trocam de clube frequentemente e nunca chegam a sentir uma camisola verdadeiramente. A segunda é a televisão, com 20 cameras no terreno de jogo que apanham todo e qualquer movimento mais suspeito.

A solução é pois cumprir as regras, e respeitar a ética e as boas maneiras. Vivemos na era em que os jogadores tapam a boca quando falam no terreno do jogo, não vá o especialista de ler os lábios adivinhar toda a verrobeia que debitam uns aos outros.

Hoje vivemos pois a era dos (falsos) bons rapazes... 

Mas, Jorge Jesus não é deste tempo. Jorge Jesus é produto de outros futebóis, de uma geração em que apenas dois ou três ainda treinam a alto nível e o resto entrou em vias de extinção. Jorge Jesus ainda é do tempo em que se um jogador se lesiona não se atira a bola para fora para entrar a maca. Jorge Jesus é do tempo em que o lema de “morrer em campo” ainda era uma verdade seguida à risca. 

Jorge Jesus é aquilo que é, com as suas virtudes e defeitos. Não está no futebol seguramente para fazer amigos, nem para agradar a A ou B. Quem quer usufruir das suas virtudes, leva também com os defeitos no mesmo pacote! Tem vaidade, arrogância e mau feitio, dirão alguns. Mas também tem o génio que poucos têm, e se calhar, à semelhança de outros treinadores desta praça, como Mourinho ou Brian Clough por exemplo, será difícil explicar o génio sem perceber os defeitos.

Incrível as barbaridades que se escreveram sobre a performance de Jorge Jesus em White Hart Lane, prova provada que o facto de se gostar ou não da pessoa em questão, nos faz pegar no caso por diferentes prismas.

O que vi eu? Vi Jorge Jesus mostrar os 3 dedos ao treinador adversário e virar-se para o seu banco outra vez, até que o inglês veio ter com ele a pedir satisfações. Vi Jorge Jesus falar com Sherwood, nunca o vi alterado, até aparecer o pelotão de fuzilamento com Shéu, Rui Costa e Raul José para tentar apagar um fogo que nem tinha começado. 

E que fez Jorge Jesus? Sentiu-se insultado, claro que está, como um menino traquina a quem os pais tentam disciplinar em público, e pediu a todos para se afastarem, que ele era bem capaz de lidar sozinho com a situação. Para mais num jogo de Liga Europa, televisionado para todo o mundo, não ia ser ali que Jorge Jesus ia deixar o mundo assistir à sua autoridade ser posta em causa.

Nem Jorge Jesus, nem Mourinho, nem nenhum outro treinador de renome aceitaria uma coisa daquelas, a não ser que – e isso nunca aconteceu – a discussão entre os dois treinadores já tivesse tomado outros contornos. A verdade é que não aconteceu nada no terreno de jogo que justificasse a entrada em cena de Shéu, Rui Costa e Raul José. E disto ninguém fala porque a campanha passa por passar a ideia de que foi Jorge Jesus quem prevaricou uma vez mais.

Infelizmente pois, receio bem que alguns só lhe vão reconhecer o génio quando sentirem a sua falta. Claro, qual génio dirão alguns? Um título em 4 anos e o blá, blá, blá do costume.

É gente pois que já esqueceu o lugar de onde viemos, de tempos em que acabávamos sempre em terceiro a 20 pontos do primeiro e em que qualquer Halmstad nos punha fora das competições europeias.

Há gente que não percebe que foi com Jorge Jesus que recuperámos (ou estamos em vias de recuperar) o estatuto de melhor equipa do futebol português, estatuto que não cheiramos vai para mais de 30 anos.

Que foi com Jorge Jesus que o bom futebol voltou à Luz e a ilusão de que podemos ganhar em qualquer campo.

Que foi com Jorge Jesus que as vendas milionárias se atropelaram umas às outras e que serviram para atenuar as ainda assim dificílimas finanças do clube.

Mas isso não interessa para nada, claro está, pelo menos para já... Interessará sim daqui a uns tempos, quando um qualquer Marco Silva mostrar que não é de facto a última bolacha do pacote que alguns adivinharam, e o profeta dos mil defeitos já estiver a brilhar em outro lado.

E para aqueles que insistiram em fazer uma tempestade num copo de água, e passar a ideia de que em Inglaterra não se falou de outra coisa durante toda a semana, fica apenas uma certeza: Não sabem do que falam, nem da forma como o futebol é vivido por estes lados.


57 comentários blogger

  1. Outra vez a história dos dedos!??

    Êh pah não me digas que nem tu percebeste que a cena dos dedos não é nada senão o JJ a "fugir para a Reboleira" quando está na Quinta da Marinha!?

    O que realmente chocou (a mim mais que isso, envergonhou) foi a atitude dele perante um elemento da sua equipa técnica e, mais grave, perante dois superiores hierárquicos (no papel apenas) como o Sheu e o Rui Costa. Isso sim é na minha opinião grave... E porquê?

    Porque é a demonstração em factos de que o JJ sente que o Clube é ele e o Presidente, sente que essa qualidade real que tão bem destacas lhe dá o direito de estar acima de todos, de ser inquestionável em tudo - mesmo no que nada tem que ver com o seu trabalho em campo e que por isso não tem nem de perto a mesma competência.

    Jesus acredita mesmo estar acima do Benfica por ter essa mesma qualidade que todos reconhecemos.

    O fim da linha não vem porque Jesus não seja o melhor - técnica e tacticamente acho-o superior ao Mourinho. O fim da linha chega porque Jesus queimou todas as oportunidades de adaptar-se à realidade em que está inserido, porque perdeu todos as oportunidades de reconhecer e melhorar as suas limitações e assim deixou que elas minassem o seu trabalho fantástico dentro do campo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já agora, de que tempo é que é quem responde - perante a pergunta se teve que pedir desculpa ao Sheu e ao Rui Costa - "eu? Claro que não... É falso que tenha tido que pedir desculpa seja a quem for"

      Portanto, admitindo que ele tivesse todos os motivos e mais alguns para aquele comportamento absurdo... O lorde ainda acha que apesar de tudo não deve desculpas a ninguém?

      Não faz qualquer sentido...

      Eliminar
    2. O que qconteceu foi uma reaccao intempestiva de alguem que se sentiu insultado pela accao de 3 elementos que nao tinham razao de estar ali. Nao vi ninguem do banco adversario por em causa a autorisade de Sherwood a frente de uma plateia de milhoes

      Eliminar
  2. Não vi a cena referida do JJ com o treinador do TH, Shéu, etc, por não estar em Portugal nesse dia, e por conseguinte não ter visto o jogo, por isso não vou comentar. No entanto gostaria de realçar a parte a partir do parágrafo "Há gente que não percebe...." em que estou totalmente de acordo com o autor. Realmente há coisas que por vezes enervam no JJ, mas ninguém lhe pode tirar o mérito de ter sido o único a colocar o Benfica a jogar futebol nas ultimas 2 décadas ou a partir do Artur Jorge mais precisamente. Além disso teve ainda o mérito de ter sido o único com coragem para tirar o Nuno Gomes :).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não viste unicamente porque não quiseste dado que as imagens correram blogs, jornais, etc

      Quanto ao mérito do Jesus ponho-te a questão numa perspectiva de analogia:

      Lá porque arranjas uma namorada que na cama te faz coisas que nunca te fizeram, isso da-lhe o direito de ser mal educada para a tua mãe? Num caso desses, pedirias para a compreenderem porque ela faz coisas que nunca te fizeram, ou falavas com ela e davas-lhe a oportunidade de melhorar nesses aspecto... Mas se ela não mudasse irias pô-la a andar passado algum tempo, paciência e várias oportunidades, certo?

      E porque? Porque há coisas mais importantes que a dita queca

      Eliminar
    2. ???????????????????????

      Eliminar
  3. Alma Encarnada17 março, 2014 00:30

    RedMoon

    Não é a primeira opinião sobre o episódio de Londres com que me identifico, já li uma ou outra noutros blogues com os quais estou em acordo, mas deixe-me dizer que, finalmente, leio um texto que é de longe o mais preciso e objectivo de todos.
    O seu texto não divide ou procura dividir benfiquistas, o seu não é propositadamente redutor como o de alguns a quem interessa atear o fogo a uma árvore como forma de incendiar toda a floresta, o seu não tem fins persecutórios, o seu é ponderado e sensato e, acima de tudo, respeitador.
    O seu texto não é dissimulado, como o de de alguns que se arvoram em paladinos das virtualidades do Benfica mas que são desrespeitosos para quem tem opiniões contrárias.
    O seu texto está de parabéns, caro RedMoon.

    Abraço benfiquista

    ResponderEliminar
  4. Caro RedMoon

    Subscrevo na íntegra todas as ideias do teu post. Infelizmente, e isto é tipico no Português, só se dará valor ao homem quando ele estiver noutras paragens.

    Aquilo que muitos benfiquistas mereciam, e se calhar até anseiam, é ter de novo um Artur Jorge...um tipo bem falante, bem aprumadinho, bem educado e que honrou sempre a história do nosso clube!

    Seguindo na lógica de alguns, na lógica da suposta elevação de caracter e de valores, àqueles que ficaram indignados com a atitude do Jesus, pergunto:

    Onde está a vossa indignação para com um bife que ofendeu o NOSSO treinador?

    Onde está a vossa indignação por o Raúl, o Shéu e o Rui terem desrespeitado o NOSSO treinador num local que é da sua exclusiva competência e quando a situação não o exigia!?

    Alguém do Tottenham veio em auxilio ou acalmar o Sherwood?? Claro que não! Primeiro, não desrespeitaram nem desautorizaram o treinador. Segundo, a situação não era merecedora de tal facto. Só o foi, e passou a ser, porque alguém, ou alguns, quiseram que fosse!

    O problema principal aqui, e na comunicação social, é terem que levar com a extraordinária competência que tem na profissão que escolheu. E afirmo mais, o Jesus so não tem 4 campeonatos em 5 anos devido à roubalheira que assola o futebol nacional há 30 anos...e que, quando convém, a maioria esquecesse!!

    Resumindo, adoraria que o Benfica amanhã vencesse o Nacional por 1-0 e que o Jesus fizesse um pirete dedicado a todos aqueles que o enxovalham diariamente na net, na tv, nos jornais...

    Ah, e já agora, a todos os ofendidos pela falta de classe do Jesus, se formos campeões, fiquem em casa...ou então ide festejar para um qualquer hotel de 5 estrelas. Lá não faltará classe e elevação!!!

    Fiquem Bem...

    Jobar

    ResponderEliminar
  5. Eu não posso com o Jesus por causa de ser arrogante. Mas por causa de ser arrogante e não ter ganho quase nenhum título no clube.
    Só tivemos umas boa época que foi a primeira dele logo não tem razão para ter um ego do tamanho do mundo e ter certas atitudes...
    De vitórias morais estou eu cheio e preferia ter sido campeão mais vezes nem que fosse como com o Trapatonni do que as vitórias morais do Jesus.

    Quanto á valorização e vendas de jogadores... Vai ver as despesas contratações e depois falamos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vermelhusco

      O Jesus só não ganhou no ano passado e há dois anos porque a máfia dos norte-coreanos não deixou...ou já se esqueceram da roubalheira que foi no Acadeimca-Benfica de há dois anos atrás, onde um penalti claro sobre o Aimar foi interpretado como simulação e o jogador ainda viu amarelo. E logo de seguida outro gamanço em Guimaraes. E depois o golo dos corruptos em fora de jogo na Luz. E no ano passado que os corruptos tiveram dois guarda-redes em campo! E que so tiveram um penalti contra a 3 jornadas do fim e quando já venciam por 3-0 o nacional!

      Porra...e não me venham dizer que isso não é desculpa. Porque se não é, então não reclamem dos títulos gamados que os norte-coreanos acumularam ao longo dos anos. Não reclamem do apito dourado. Dos quinhentinhos! Das viagens ao Brasil! E de outras trafulhices parecidas...

      O pior inimigo do Benfica são os seus adeptos...sem sombra de dúvida!

      Fiquem bem!

      Jobar

      Eliminar
    2. What?! Estas por acaso a sugerir que JJ gastou mais em contratacoes do que gerou em vendas?

      Vai la fazer as contas que é para comecarmos a falar com algum rigor

      Eliminar
    3. Le este meu post antigo, que nao inclui as vendas nem compras desta epoca (mais lucro) para perceberes que o que sugeres nao é verdade http://geracaobenfica.blogspot.co.uk/2012/11/nunca-se-gastou-tanto-como-com-jorge.html

      Eliminar
    4. o jejum só não ganhou por causa dos erros dos outros mas depois esquecem-se que por exemplo o quique sofreu do mesmo isto para não falar do koeman e do f. santos que cedo tiveram que andar atrás do prejuízo, existe pessoal que só vê o que lhe interessa.

      Eliminar
    5. João Carlos, o que tem uma coisa a ver com a outra? Significa que o JJ é inferior aos que apontas? Só se andares a dormir.

      Eliminar
  6. Concordo a 100% tudo o que foi escrito, pois tambem e assim que eu vejo o Futebol.Neste caso em particular lembro tambem que JJ estava na sua area tecnica e tambem nao vi ninguem dos Spuds a vir mandar vir com o seu treinador.Para alguns bonito e criticar o JJ e apoiar quem nos quer mal,eu recuso-me a aceitar isso.PS: o melhor arbitro do universo ontem deixou de o ser e ja ve o seu espaco em perigo em um museu qualquer em Palermo.

    ResponderEliminar
  7. Primeiramente, quando se fala nos acontecimentos em Londres, há uma tendência em confundir as coisas: seja para criar ruído e desviar o foco de discussão, seja por outro motivo qualquer.
    Há dois acontecimentos separáveis, mesmo que tenham acontecido como reacção de uma para outra, mas ainda assim são separáveis:
    - O sinal com os três dedos, para a equipa técnica adversária;
    - A reacção para com os próprios colegas e para com superiores hierárquicos.
    Mais uma vez, toda a discussão tem vindo a confundir os dois acontecimentos, que no entanto são separáveis.

    Começando pelo último acontecimento, é uma situação que merece uma análise a partir do interior do clube. Independentemente do que os sócios e adeptos defendam, é uma ocorrência que parte da própria estrutura e da sua dinâmica, e só será resolvida tendo em conta o tipo de relações que existe entre o Jorge Jesus e os intervenientes, entre o Jorge Jesus e a direcção do clube, entre o Jorge Jesus e a SAD. E sinceramente, o tal segundo acontecimento é, para mim, o mal menor.
    Relativamente ao segundo acontecimento, trata-se de uma outra natureza. É com pesar meu quando vejo justificarem, relativizarem e legitimarem que um treinador do meu clube tenha atitudes anti-desportivas. Aquilo que todos vimos não tem desculpa possível, e relembro a todos que o Sport Lisboa e Benfica não foi fundado a pensar que um dia aceitaríamos o desvirtuar do fair play. Há no nosso clube, e espero que entendam, uma matriz de cidadania e de valores humanos! Nada disto pode ser beliscado nem pode ser desprezado, porque se aceitamos, por uma vez que seja, estamos a aceitar que há momentos que validam a deturpação da boa prática desportiva e social. O meu Benfica é aquele que foi projectado em pilares humanísticos. O Jorge Jesus, mais uma vez, não entendeu, e a continuar assim, nunca entenderá os valores que erigiram o nosso clube. E esses valores, essa matriz de crença e reputação, estão acima das vitórias e dos troféus, e se me disseram que tudo isso é uma treta, e que tudo isso é conversa bonita mas que a realidade é outra, então convido-vos a migrarem a vossa preferência clubística para uma que seja mais azulada e mais habituada a desprezar os meios para atingir os fins. É que comigo, acima de tudo, está a coerência e a honestidade.
    Para finalizar, e para enquadrar o que penso: Continuo a achar que o Jorge Jesus é um excelente treinador, e que apesar destes disparates, continua ser o treinador ideal para o Benfica. Porém, como adeptos e sócios, não podemos aceitar que haja este comportamento de um assalariado do nosso clube sem qualquer tipo de consequências. Devia ter começado por um pedido de desculpas ao treinador adversário, à equipa adversária, aos adeptos de futebol no geral, e aos próprios Benfiquistas. Devia ter havido uma demarcação da direcção que tem de assumir que aquele comportamento não é aceite pelo clube. O resto seria resolvido directamente com o Jorge Jesus.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  8. Imaginemos que amanhã, ao ver o jogo com o meu Manto Sagrado vestido, um qualquer tripeiro ou lagarto ofende o meu clube, o seu treinador ou os meus consócios e, por não ter gostado, eu lhe faço um pirete e mando-o pró carvalho, também serei indigno de ser do Benfica? Devo ser retirado de sócio por não ter tido classe ao responder-lhe!? Não poderei entrar mais na Luz por não respeitar os valores do meu Clube?

    Seguindo a lógica daquilo que já por aí li, seria o minimo que me aconteceria...

    Jobar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Imaginemos que amanhã, ao ver o jogo com o meu Manto Sagrado vestido, um qualquer tripeiro ou lagarto ofende o meu clube, o seu treinador ou os meus consócios»

      Amigo, dás-lhe a outra face. Parece-te atitude de rabeta? Que o seja. É daquelas coisas que o desporto nos ensina: sermos superiores aos outros. Seja no desporto em si, seja na atitude. Responder gratuitamente a provocações é de gente com complexos de inferioridade e que enfiam carapuças que nos atiram.
      Passa a caravana e os cães ladram. E que estes cães, os mais imbecis, gostam muito de ladrar, e neste caso, o Sherwood não pesca nada de futebol. É deixá-lo com as provocações enquanto tenta perceber, e acredito que ainda não tenha percebido, como levou uma tareia de uma equipa com um orçamento muito menor. Para nós, ainda bem que não percebeu, a continuar assim leva mais um banho de mal quando vier a Lisboa, daqueles banhos que nem dedos contabilizam a desgraça inglesa.

      Abraço

      Eliminar
  9. Bem... erros logicos que descredibilizam por completo este texto? Vejo pelo menos dois :

    1. "Argumentum ad misericordium", ou seja apoiar-se em circunstâncias particulares criadoras de simpatia para alterar os critérios da analise. Neste caso, o acto de Jorge Jesus não é nada de especial porque ele cresceu num tempo em que o futebol era outro, mais genuino e verdadeiro. O problema deste argumento é claro : num futebol como no outro, a atitude não deixa de ser infeliz.

    2. "Strawman" ou seja alterar a natureza do argumento contràrio para fortalecer a posição defendida. Neste caso subentender que a atitude de Jesus pode ser defendida porque existe gente que apenas lhe darà valor quando ele tiver saido do Benfica. Basicamente é desviar o debate para um assunto que não tem nada a ver com o que aconteceu visto que a atitude de Jesus foi infeliz quer exista gente que lhe dê valor ou não.

    Apenas dois exemplos de como se pode destruir a logica querendo defender o indefensàvel. E nem quero falar da comparação realizada na qual o autor deste texto qualifica figuras do Benfica, que representam, eles sim!, a mistica do Benfica, de "pelotão de fuzilamento"...

    Não percebo a dificuldade que temos, todos, em admitir dois pontos que me parecem bastante importantes : 1. Jesus é um grande treinador cujas qualidades técnicas e tàcticas fazem com que tenha todas as condições para fazer o Benfica ganhar ; 2. Jesus é uma pessoa que precisa de ser controlada para evitar os excessos que o prejudicam a ele e, mais importante do que isso, o Benfica. Admitindo estes dois pontos, não teriamos passado 4 dias a falar sobre este tema

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Obrigado por reduzir a discussão ao essencial.

      Eliminar
    2. Na mouche David! Frisado e rematado!

      Eliminar
    3. Paladino da moral17 março, 2014 08:32

      Tretas. Retira os argumentos do contexto tentando provar a falácia dos argumentos com argumentos falaciosos.

      O JJ não agiu mas reagiu, por iniciativa exógena à sua pessoa, a algo que atentava contra a equipa que dirige e contra a sua dignidade de líder e autoridade de chefe de equipa.

      Reagiu contra um treinador que o apoucava com palavras xenófobas ("sai daqui português") e com atitudes desdenhosas, jogando com a superioridade de estar em sua casa tentando com isso ganhar vantagem psicológica na guerra que se passava dentro das 4 linhas.

      Reagiu contra pessoas que trabalhando no mesmo clube excederam as suas prerrogativas e funções entrando na área técnica onde só ele e os árbitros podem estar, passando a ideia de uma situação fora de controlo, quando isso não era verdade e quem apenas pode decidir isso é o 4º arbitro.

      Isto não tem nada a ver com a qualidade técnica do treinador ou a qualidade moral da sua personalidade. É uma questão de princípio.

      PS. JJ não precisa de ser controlado, tentando passar a ideia hipócrita que é uma pessoa destrambelhada que não tem controlo sobre a sua pessoa. Quando se sabe que isso não é verdade pois é uma pessoa muito calma e um exemplo a seguir, comparando com outros "mestres da táctica".
      Quem precisa de ser controlado são os hipócritas que passando-se por paladinos da moral apenas mostram o nível de frustração que gaza nas suas vidas.

      Eliminar
    4. "Jesus é uma pessoa que precisa de ser controlada para evitar os excessos que o prejudicam a ele e, mais importante do que isso, o Benfica."

      Se assim é não renovassem com JJ. Quem renovou já sabia ao que ia. Tiveram 4 anos para avaliar a "peça". Neste caso, repito o que disse: Se JJ errou, Rui Costa, SHéu e Raul JOsé também erraram ao meterem-se num assunto em que não eram chamados. Se não confiam no treinador que têm no banco, porque vai desancar em tudo e todos (e repito, naquela situação com Sherwood, nada de anormal se passou) culpa é de quem lhe renovou contrato. Não podem é fingir que confiam, e depois mostrar que não confiam, o que me parece ser o caso. Para mim, JJ sentiu se insultado, e consigo perceber porquê.

      Eliminar
    5. "Rui Costa, Shéu e Raul José também erraram ao meterem-se num assunto em que não eram chamados" ??? mas que cambalhota. Se o JJ tivesse ido para cima do outro treinador (e do comportamento deste treinador já se espera tudo) viriam aqui perguntar o que estavam a fazer ali o Shéu e o R.Costa que não tinham intervido. E diriam que já sabiam quem era JJ, por isso deveriam ter previsto o que aconteceu, etc, etc...
      Concordo totalmente com o David Duarte, inclusivé com as suas conclusões.

      Eliminar
    6. "JJ não precisa de ser controlado, tentando passar a ideia hipócrita que é uma pessoa destrambelhada que não tem controlo sobre a sua pessoa. Quando se sabe que isso não é verdade pois é uma pessoa muito calma e um exemplo a seguir, comparando com outros "mestres da táctica". Importa-se de repetir???

      Eliminar
    7. Paladino da moral17 março, 2014 14:32

      FL, não preciso de repetir se souberes português e tirares as palas da ignorância.

      Eliminar
  10. grande post REDMOON...

    clap! clap! clap! clap! clap!

    ResponderEliminar
  11. é por essas e por outras que perdemos TUDO no ano passado!... Não era altura de já ter aprendido?

    ResponderEliminar
  12. Redmoon, misturas 2 coisas distintas. Os 3 dedos e o que se passou depois.
    Os 3 dedos, embora gesto pouco elegante, não me pareceu nada de grave. No calor do jogo, e mediante um gajo ordinário como Sherwood, que já o era como jogador, nada de grave.

    Misturar isso com o que vêm depois é que não me parece lógico nem correcto.
    Shéu e Rui Costa são parte integrante do staff. Não estão ali de favor e têm a sua função, acima da de Jorge Jesus em tudo o que tenha a ver com o jogo fora das 4 linhas.

    JJ estava a alimentar as picardias com o inglês e eles foram intervir a bem de JJ. E se a UEFA de Platini lhe apetecesse castigar o JJ se o bate boca continuasse a escalar que era o que o inglês queria?
    A intervenção de Shéu e Rui Costa são nesse sentido.

    Jorge Jesus não é de outro tempo. É deste. É alguém sem maneiras, cujo talento está na mesma proporção da estupidez. É alguém que não tem nível para ocupar aquela cadeira.

    E quanto a dinheiro a ganhar...JJ fez o quê? Recebeu um investimento como nunca outro treinador recebeu. Ganha como os melhores. Tem condições de treino como os melhores. E o que deu em troca? 1 mísero campeonato e 3 perdidos pela sua estupidez.
    Para aqueles que falam dos árbitros...não metemos lá o Fernando Gomes?

    Já o disse e torno a dizer: o velho Trap com estes plantéis dados a JJ teria ganho o triplo. No mínimo. O Koeman ou o Quique também teriam ganho mais. Com um plantel mais fraco, Koeman eliminou de forma brilhante o campeão europeu. E o Man United.
    E o Quique foi roubado no Dragão pelo Proença. Essa rouba já não interessa lembrar?

    Quem fala nos últimos 20 anos é porque não conheceu outro Benfica. Eu conheci. E por isso, não comparo com os últimos 20 anos. Comparo com muito mais atrás. E é esse nível que quero.

    Jorge Jesus poderia ser o nosso treinador por décadas. Não o vai ser porque acha-se maior que tudo e todos. E não tem pinga de respeito por quem lhe paga o vencimento nem por outros que ainda ele andava a lamber as botas do presidente do Amora já tinham 20 anos de Benfica.

    O Cemitério está cheio de gente insubstituível. Com este plantel muitos outros fariam melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas quem é que faria melhor? Caramba, que tanta idiotice começa a ser insuportável.

      Eliminar
    2. O plantel do Quique não foi o que ganhou o título com JJ? E a jogar o dobro. Cala-te que o teu silêncio é um dom para todos nós.

      Eliminar
    3. Tens aí muitas suposições, entre as quais esta:

      "Já o disse e torno a dizer: o velho Trap com estes plantéis dados a JJ teria ganho o triplo. No mínimo. O Koeman ou o Quique também teriam ganho mais. Com um plantel mais fraco, Koeman eliminou de forma brilhante o campeão europeu.

      E o Quique foi roubado no Dragão pelo Proença. Essa rouba já não interessa lembrar?"

      Como calculas, são suposições a mais, altamente discutiveis, e com as quais não concordo minimamente. Quique? Koeman? Onde treinam esses génios? Trap? O que ganhou um campeonato com 55 pontos e que só não foi corrido da Luz pelos sócios devido à protecção de José veiga?

      E quanto à questão do investimento que JJ teve e outros não, lê então um post meu que já leste mas que é para lembrar que isso é um mito: http://geracaobenfica.blogspot.co.uk/2012/11/nunca-se-gastou-tanto-como-com-jorge.html

      O que eu quero é que me digas quantos treinadores tiveste no passado, em que, mantendo uma equipa com a competitividade da que tiveste nos últimos 4 anos, conseguiste ainda assim gastar muito menos em contratações do que aquilo que geraste.

      Hoje gastas 30 mas vendes 60.

      No passado gastavas 15 e não vendias nada. E acabavas a 20 pontos do primeiro.

      É melhor a primeira ou a segunda?

      Eliminar
    4. Já agora: quais foram os jogadores que renderam mais com outro treinador do que com Jesus?

      Eliminar
  13. Incrível como se continua a debater os dedos do JJ... quando o criticável é a sua acção perante Shéu e Rui Costa. Muito bem o C-zero a sublinhar que são assuntos diferentes!! Incrível igualmente, como se continua a defender esta atitude como digna de um clube com os nosso pergaminhos. E depois perguntam se achamos bem que o Sherwood fosse ali tirar acendalhas com o nosso mister, e que isso não criticamos. Malta, já aqui criticámos o ordinario treinador do Tottenham, que ainda hoje perante o Arsenal mostrou como é um "gentleman". Dizer que quanto a isso não se falou... é falso. Dizer que estamos a dividir Benfiquistas... é falso. Estamos apenas a demonstrar que há atitudes que não podem passar em claro. Criticar JJ sempre? Falso. Ele farta-se de dar tiros nos pés, não precisa que arranjemos desculpas para o criticar. Para mim, é o melhor técnico que vi passar pelo Benfica, em termos tácticos e em conhecimento de jogo. Mas depois, estraga tudo ao pensar que está acima do clube, por muito que "muitos" não o percebam nas suas atitudes.

    Quanto ao esquecimento de que foi ele, Jorge Jesus, que nos pôs a jogar para o título? ... Ninguém se esquece... mas só que para aqueles que se esquecem, este plantel não é formado por Martin Pringles, Uribes, Escalonas, Kikin Fonsecas e Paulo Almeidas, Jamires, Steves Harknesses, Bermudez, Nelos e Tavares, ou Dudics e Glen Hodles... Percebam o valor do nosso plantel comparado com as épocas negras que vivemos recentemente, e que eram a matéria prima de Fernando Santos, Paulo Autuori, Manuel José, Heynckes, Koeman ou Trapatoni...

    Se Jesus fosse mais respeitador, e se não se auto-destruísse, pois bem, que fique muitos anos no comando técnico do nosso clube. Mas quando parece que está a aprender... afinal burros velhos não aprendem truques (agora lá vai toda a gente entender que estou a chamar burro ao JJ... é apenas um ditado...). E sim, criou muitas mais valias com as suas vendas... mas isso acontece quando temos matéria prima no plantel, que consiga evoluir e atingir outros patamares de destaque. Que eu saibam JJ não teve nada a haver com a valorização e venda de Rui Costa para florença, Nuno Gomes (17 M para florença), Simão (18 M para o Atletico), Manuel Fernandes ( 18 M para valência), Tiago (12 M para chelsea)... só para citar os mais recentes. Por isso, as vendas e valorizações, representam sobretudo... classe do jogador. E isso não se treina... já vem com ele. Claro que é de extrema importância o trabalho desenvolvido pelo técnico para se aproveitar o "diamante", mas o que quero sublinhar é que sem ovos não há omeletas... e JJ tem tido paletes de ovos...

    Que não se continue a provocar confusoes nos post e nos assuntos neles discutidos. Não estamos a falar das valorizações de JJ, nem do futebol praticado, nem tão pouco se o homem tem educação superior ou não. Estamos sim a falar de uma atitude a quente que não deveria ter acontecido e não foi devidamente tratada pelo Benfica, deixando arrastar toda esta situação, um pouco á semelhança de Cardozo. E se não se andasse a questionar onde andava Oblak depois de ter rescindido... a esta hora ja estava no Porto... abram os olhos. Questionar é importante, tal como importante é discutir os assuntos implicados e tacitamente enunciados.

    Sintam a Mística, Carrega Benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Geraldes Silveira17 março, 2014 08:47

      Enganas-te. E isso prova toda a hipocrisia dos críticos neste caso.

      A crítica começou com a discussão sobre a reposta do JJ ao treinador inglês. Mas quando durante a discussão os críticos descobriram que afinal JJ se limitara a responder a um tipo xenófobo que o tinha provocado durante o jogo, estes críticos hipocritamente viraram a ponta ao prego e começaram a incidir as críticas na intervenção de JJ em relação ao Sheu, Raul José e RC tentando passar a ideia que são seus superiores quando isso não é verdade.

      Rui Costa, que apenas estava a puxar Sheu para fora do perímetro de acção dos treinadores, portanto dando razão ao JJ, não é nem nunca foi seu superior hierárquico mas uma pessoa que trabalha para o Benfica com funções diferentes do treinador.
      O facto de ser administrador não o coloca automaticamente acima.
      Sheu é um burocrata e não é nem nunca foi seu superior. O facto de trabalhar há muitos anos no Benfica não lhe dá essa prerrogativa, bem pelo contrário.

      JJ é o máximo responsável pelo futebol do Benfica e é o único que pode estar dentro da área técnica durante um jogo. CHams-e por isso área técnica do treinador.
      Aqui se vê mais uma vez a hipocrisia dos críticos que inventam argumentos mentirosos para poder fazer valer as suas ideias.

      Eliminar
    2. "Estamos sim a falar de uma atitude a quente que não deveria ter acontecido e não foi devidamente tratada pelo Benfica, deixando arrastar toda esta situação, um pouco á semelhança de Cardozo. E se não se andasse a questionar onde andava Oblak depois de ter rescindido... a esta hora ja estava no Porto... abram os olhos. Questionar é importante, tal como importante é discutir os assuntos implicados e tacitamente enunciados."

      Concordo contigo. Sò não concordo em ajuizar deste logo a tal resposta de JJ a quente, ignorando a situação que provocou essa situação, também ela totalmente injustificada, desrespeitosa, fora do contexto, e passível de ofender e humilhar o treinador.

      Também é disso que estamos aqui a falar.

      Se a classe dirigente acha que o que está no banco é um bicho que tem de ter coleira e açaime, então a renovação do contrato foi uma hipocrisia de todo o tamanho.

      Eliminar
    3. Demorou mas percebeste (resposta ao teu ultimo parágrafo)

      Será que acreditas mesmo que uma permanência é aceitável ou compreensível?

      Eliminar
  14. Por favor... se és sócio, entrega o teu cartão. Há algo que não podemos abdicar - os valores do SLB. Sem isso, somos iguais aos outros

    ResponderEliminar
  15. Finalmente um post à altura sobre a caso do Jesus em Londres.Está aqui tudo dito e como deve ser dito.Excelente.

    ResponderEliminar
  16. A capacidade de auto destruição dos benfiquistas é algo que já não me surpreende. Este assunto já morreu internamente mas nós não o queremos deixar morrer como "bons" benfiquistas que somos. O que não estava a espera era ler comparações entre Jesus e o Quique Flores favoráveis ao Quique...

    ResponderEliminar
  17. Subscrevo e é exactamente isto que penso.

    E agora podíamos deixar estas questões para quando as provas acabassem? Podíamos deixar de dar eco a qualquer coisa que não seja unir toda a gente em torno de um objectivo comum, que é ganhar o campeonato e tentar fazer o mesmo nas outras provas?

    Será que o Shadows e a sua «quadrilha» poderiam enterrar as armas contra JJ até Maio?

    Num momento crítico na decisão das várias provas onde estamos a melhor coisa é mesmo criticar o treinador? Chegou-se ao cúmulo de, neste blog, se propor a exibição de cartazes a criticar JJ nos jogos na Luz... Apesar de terem apagado o post, deu para ler. Incrivelmente, isso foi pedido. Acham mesmo que seria adequado?

    Para atacar o Benfica e os seus elementos, para desestabilizar já chegam os outros. É inevitável (benéfico já sabemos que dificilmente será) que os benfiquistas também o façam e sobretudo em momentos críticos da época? É que há toda uma pré-temporada para fazer balanços.

    ResponderEliminar
  18. Sim, foram os teus posts que impediram o Oblak de ir para o Porto...

    ResponderEliminar
  19. sem espinhas red moon.

    e mais! as virgens ofendidas que andam a defender o sheu e o rui costa... fazem o mesmo! o sheu e o rui nao precisam que os defendam, sao uns senhores e sabem defender.se. e quando o jogo chegou ao fim, o PROPRIO SHEU TOMOU A INICIATIVA DE IR CUMPRIMENTAR O JESUS...

    ResponderEliminar
  20. Completamente de acordo com o post.

    Houve quem dissesse a propósito que "Este episódio cava definitivamente uma diferença entre benfiquistas. Felizmente, e ao contrário do que pensam, os benfiquinhas não são muitos. Fazem é muito barulho."... Felizmente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ja ca faltava o "medidor de benfiquismo"...

      O que pensar de alguém q acredita legitimamente que é mais benfiquista que outros?

      Himmmmm....

      Eliminar
    2. Anónimo Anonymous17 março, 2014 14:38

      Não é preciso "medidor de benfiquismo" para perceber que sois uma minoria abaixo dos 1%. Por isso, por mais que berrem nunca irão influenciar quem toma as decisões dentro do Benfica, tanto como decidiram o ano passado quando foi renovado o contrato do JJ por DOIS ANOS, por isso o JJ no fim do ano não sai. Ele irá terminar o contrato para terminar o trabalhinho que começou, dar cabo do sistema!

      Eliminar
  21. Os Benfiquistas que andam a atacar o JJ pelo sucedido em Londres, metam os três dedos num sítio que cá sei! Façam um favor ao Benfica, calem-se, e depois de termos garantido o título, falem do sucedido. Isto é criar casos onde eles não existem.

    ResponderEliminar
  22. Realmente, no meu trabalho, numa reunião com empresas externas, eu me altercar com algum elemento da outra empresa e se o meu superior hierarárquico me abordar para me acalmar, o mais natural e óbvio é eu dar-lhe um valente empurrão e mandá-lo sentar. Isto porque eu sou o único que faço o que faço no meu trabalho e óptimo naquilo que faço, dá-me esse direito!!!!

    De certeza absoluta que a seguir estava no olho da rua e com justa causa e provavelmente ainda teria de indeminzar a entidade patronal.

    Mas claro, o Jorge Jesus é o Jorge Jesus...é insubstituível, mesmo que manche o bom nome do SL BENFICA, principalemnte no país onde tem mais admiradores que é em Inglaterra e em todas as ilhas britânicas....
    Que lindo.....Rui Costa, Shéu....quem são vocês pá?? vão mas é dar uma volta que o treinador é que sabe!!!

    E se Luís Filipe Vieira estivesse lá levava um empurrão também....

    Que raios, e o Nuno Gomes (que é que isto tem a ver com o caso) esse ladrão do camandro culpado de todos os males no SLB, que o JJ teve a coragem de despachar com 35 anos de idade...que bela alusão para gáudio de um tal de CAG.

    eu quero é titulos, eu quero é vitórias e estou-me a borrifando para o jogar bem e vendas de jogadores, e o catano...quero é titulos e nesses o JJ é eximio em falhá-los....

    Cada vez estou mais convencido que o titulo da 1ª época do JJ foi um acaso, e só na última jornada o supra-sumo da táctica conseguiu confimar (em que o principal adversárie era...o braguinha) com um golo (o 2º nesse jogo) do "malandro" do Tacuara (sacana, o que fazes no SLB depois de teres dado um empurrão ao JJ) a 15 minutos do fim. e foi um acaso ele ter conseguido reunir um conjunto de grandes jogadores, os novos (ramires, javi, saviola, coentrão de regresso) e dos antigos (preparados fisicamente pelo quique) e de acima de tudo terem um motivação extra: Mundial 2010...caraças e não é que este ano tb há mundial????

    JJ e LFV uma dupla que não serve nem de perto nem de longe os superiores interesse do BENFICA, um desportivamente e o outro finaceiramente.

    Sinceramente o que eu mais adorava era que estes dois me fizessem engolir grandes sapos, pois seria sinal que o SLB estava na hegemonia desportiva e na retoma financeira.

    VIVA O SL BENFICA SEMPRE

    Nelson C

    Nota: já não sou dos 200 e tal mil mas sou e sempre fui dos 6 milhões (aquele número que dá sempre jeito referir quando é para medir pilas), por isso antes que me venham com a lições de moral sobre 'nem sequer és sócio' a esses vão todos para o crl mais velho porque já gastei mais dinheiro no SLB do que muitos e muitos dos 200 e tal mil.







    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo Anonymous17 março, 2014 14:43

      Comparar empresas com jogos de futebol, com as lógicas e regras próprias com o que se passa dentro de empresa só de alguém que não percebe nada do sítio onde trabalha. Nem onde trabalham os outros.
      Dentro de uma empresa as hierarquias são respeitadas. Aqui não foram. Houve quem se intrometesse no trabalho se um superior (JJ).
      Se tu te intrometesses numa discussão entre o presidente do conselho de administração da tua empresa e outra pessoa qualquer, dentro do escritório daquele, este tinha toda a autoridade para te empurrar para fora do escritório. E até para te dar um pontapé no traseiro.

      Eliminar
  23. SPORTING«Arbitragem positiva» - Leonardo Jardim

    EHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE

    FOI LIMPINHO
    FOI COMO ELES GOSTAM DE DIZER: FOI À CAPELA

    ResponderEliminar
  24. Grande post e grande lição dada pelo Redmoon. Especialmente aos seus colegas de blogue. Contra factos...

    ResponderEliminar
  25. Démos um banho de bola e ganhámos 3-1. É isso que fica para a história.
    Também não gostei da atitude do JJ. Como não gosto de muitas atitudes do Mourinho. Mas eles ganham. Os presidentes e os adeptos dos seus clubes têm que engolir alguns sapos. Ou temos o pacote inteiro ou não temos nada.

    ResponderEliminar
  26. Assino por baixo REDMOON. Neste momento precisamos de união e evitar pequenas guerras onde não há razões para tal. Os anti estão preparados para os nossos deslizes, lembrem-se do que se passou na época passada. Jesus com todos os seus defeitos trouxe ao Benfica algo que já não víamos há muitos anos: Futebol de qualidade e visibilidade internacional.

    ResponderEliminar
  27. estás de volta Redmoon, muito bem.

    houve aí uma altura em que, por influencia deste antro de mal dizer, nao estiveste bem, mas ve-se agora que aquilo foi tipo loucura momentanea e que agora voltaste à defesa dos superiores interesses do Benfica, coisa que nao deve ser muito facil de fazer neste blog, tendo em conta outros que tambem aqui escrevem... nao escrevem é lá grande coisa, mas escrevem.

    ResponderEliminar
  28. Finalmente alguém abriu uma janela e deixou entrar uma brisa de ar fresco neste blog! Parabéns e obrigado RedMoon por este magnífico texto.

    Várias considerações: o Benfica by GB é o primeiro a comentar o post dizendo: "Outra vez a história dos dedos!??", sendo que neste blog, desde quinta-feira não têm feito outra coisa senão a publicação de posts sobre este assunto, sempre a desancar no Jorge Jesus. E o que faz ele a seguir?... Publica mais um post outra vez a bater no JJ. Depois a frase : " JJ a "fugir para a Reboleira" quando está na Quinta da Marinha!?" . Noutros locais na net pode-se ler «podes tirar o homem da amadora mas não podes tirar a amadora do homem». Meus amigos, frases destas que até são "muito giras" são racistas, xenófobas e atentatórias ao bom nome das pessoas que vivem nestas localidades. Eu já vivi na Reboleira e considero-as um insulto muito mais grave do que levantar 3 dedos para o aziado do Tim Sherwood! Mais, não dizemos aos 4 ventos que o BENFICA é o clube do povo? E depois comparações com a quinta da marinha? Mas está tudo doido?

    Os que fazem campanha contra Jorge Jesus nem se apercebem que se contradizem frequentemente pois o objetivo não é analisar o que se passou mas usar isto como arma de arremesso. Até Raul José e Shéu se acercarem do JJ nada havia a assinalar. Não sabemos a verdadeira razão dos 3 dedos mas suponhamos que era a dizer: "já estás a levar 3 na pá!". O que era verdade. Deselegante? Talvez... E para quem chama o treinador de arrogante, não o vi espetar 3 dedos nas fuças do outro. Ele caminha em direção ao Tim, levanta o braço e de seguida volta-lhe as costas. Pronto, foi isto que aconteceu. Ou seja, nada. Tanto que no relatório do árbitro não existe nada! De seguida, ao que me parece, o Tim Sherwood sai da sua área técnica e invade a área técnica do Benfica para vir pedir explicações. Agradecia aos paladinos do bom comportamento que confirmassem esta minha dúvida. O Raul José estava de frente para ele e, ao vê-lo dirigir-se ao Jesus, que estava de costas, apressa-se a vir defender o nosso treinador. O outro começou a espernear e Jesus voltou-se e explicou-lhe que eram 3 sapos para ele engolir. A verdadeira peixeirada começa quando o Raul José tenta afastar o Jorge Jesus. Aí saltou-lhe a tampa como a muitos de nós teria acontecido, como quem diz: da-se deixem-me em paz! A corroborar tudo isto, devo informá-los que nada deste burburinho existiu em Inglaterra, como nos querem fazer crer. Inclusivamente muitos órgãos de comunicação social britânicos criticaram foi o comportamento do Sherwood, não o do Jesus.

    Não conhecia este blog e vim aqui parar por causa deste episódio. A princípio parecia-me que apenas se estava a discutir o "momento dos 3 dedos" mas depressa me apercebi que aqui existe um movimento contra o mister Jesus. Estive para nunca mais cá vir mas o teu post, RedMoon, devolveu-me a confiança que nem tudo aqui é mau. Obrigado.

    ResponderEliminar
  29. Engraçado que muitos dos que desculpam o JJ, não estou a falar da atitude para com o treinador adversário, que apesar de ser reprovável não me parece tão grave, mas sim da atitude que teve para com o Sheu, são os mesmos que se fartaram de "bater" no Cardozo por ter feito algo parecido ao JJ no final da taça e o queriam fora do Benfica!

    Maria Papoila

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking