Um balanço do Campeonato
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 23 de maio de 2012

Um balanço do Campeonato

 ●  + 15 comentários  ● 

Portugal, 23 de Maio de 2012

Finda a época futebolística, esperei alguns dias para ver se alguém fazia de forma serena, um balanço do campeonato de futebol, mas como ninguém deu o passo em frente, decidi coligir alguns dados que na minha opinião, servem para ilustrar com objectividade como correu esta época.
Ficamos em 2º lugar com 69 pontos (77% de pontos ganhos, atrás dos 83% do FCP), com o 2º melhor ataque (66 golos atrás dos 69 do FCP) e com a 3ª melhor defesa (27 golos, atrás dos 26 do SCP e dos 19 do FCP). 

Comparando com a época anterior, melhoramos na percentagem de pontos (de 70% para 77%), reduzimos a distância pontual para o 1º lugar (de 21 para 6), melhoramos nos golos marcados (66 contra 61), melhoramos nos golos sofridos (27 contra 31), mas pioramos na série de vitórias consecutivas, 8 contra 11. Fomos também a equipa que virou mais vezes o resultado, 5 contra 4 do Paços, 3 do Braga e 2 do FCP.

Por curiosidade foi do Braga a melhor série de vitórias esta época, com 13 consecutivas que deram a ilusão de que poderiam lutar pelo título, sendo as 8 do Benfica, o 2º melhor registo neste aspecto. 

Também por curiosidade e a propósito dos analistas desportivos, ou melhor, os avençados do sistema terem dito que este era o pior FCP dos últimos anos, se compararmos com o FCP da época anterior, o melhor FCP de sempre, verificamos que fizeram menos 10% de pontos (83% contra 93%), marcaram menos 4 golos e sofreram mais 3 golos. Diferenças mínimas como se pode constatar. 

Se compararmos este FCP com o de Jesualdo que venceu o “tetra”, verificamos que este “pior” FCP marcou mais 5 golos, sofreu mais 1 golo e fez mais 5 pontos! Onde está então o “pior” FCP? Vamos ser claros: o “pior” FCP foi uma cassete “comercial” que foi lançada, como noutros anos são lançadas outras, para confundir os adeptos do futebol. Neste caso do Benfica. Isto é, procurando desviar as atenções para cima do nosso treinador, com os supostos erros de táctica, invenções e teimosias, quando o título foi decidido por erros de arbitragem. Há que manter tudo como está nos últimos 18 anos, no mínimo. Também é melhor para os jornalistas, pois têm menos chatices...

A explicação para não sermos a melhor equipa nos golos marcados é simples. O FCP marcou 9 vezes de penalty (1 falhado), contra 6 do Benfica (2 falhados). Nos golos sofridos, o FCP uma vez mais foi a melhor defesa, não porque tenha bons defesas ou modelo de jogo, mas porque os árbitros defendem a forma de jogar do FCP. Irei desenvolver este tema em futuros artigos.

Nas restantes competições, a desilusão apenas aconteceu na Taça de Portugal, onde fomos eliminados pelo Marítimo depois de estarmos a vencer por 1-0 (o 2º golo foi um “frango” do Eduardo, mas como Eduardo soa melhor que Roberto, ninguém falou nisso). Se eliminássemos o Marítimo teríamos que nos deslocar a Alvalade, o que também não seria fácil, num cenário de gestão de equipa e arbitragem adversa.

Na Taça da Liga, defendemos bem o título e para certos adeptos do Benfica que pouco percebem de futebol, a vitória da Académica na Taça deveria servir para ensinar algo sobre o que é ganhar. Dá trabalho e requer talento e humildade em doses adequadas. Atributos raros entre esse tipo de adeptos. Contudo desta Taça pode-se extrair uma conclusão importante que permite perceber como insto funciona. Dado que eliminamos o FCP para chegar à final, percebe-se que sendo uma Taça que eles desvalorizam, não apostam tanto na arbitragem, ou em quem a comanda. Daí o Benfica, com regras mais ou menos iguais de arbitragem, ter conseguido ser superior ao FCP. No campeonato não, como se sabe.

Por último, na Champions ultrapassamos largamente as expectativas iniciais, que era passar aos oitavos de final. Chegamos aos quartos de final com vitória na fase de grupos, sem derrotas, o que é notável. Pela 2ª vez nas últimas 3 participações, fomos eliminados pela equipa que se sagrou campeã europeia. No ano passado o Shalke04, a tal equipa com que deveríamos ter disputado a passagem à fase seguinte, segundo os avençados, chegou às meias-finais, o que não deixa de ser sintomático...
No geral, tivemos um boa época futebolística que não podemos manchar pelo facto de não termos ganho o campeonato. No FCP qualquer um ganha o título desde que os árbitros arbitrem a seu favor e simultaneamente contra o Benfica. Só a favor do FCP já não chega ...


15 comentários blogger

  1. Grande, grande análise.

    Quando vemos estes trabalhos e pensamos nos jornalistas avençados que populam pela praça...só dá vontade de rir.

    Parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Desculpa lá mas esta época fica manchada pela perda do campeonato. A arbitragem foi dominada pelo Porto porquê? Reflecte sobre isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó vermelhusco... nem o Bin Laden era tão fundamentalista!

      Eliminar
    2. Carlos Alberto, dizer que a época não fica manchada pela perda do campeonato para mim é ridículo. Toda a época em que o Benfica não é campeão é um falhanço. Tão simples quanto isso.
      É o mesmo que pisar merda e ficar contente por não ser diarreia.

      Eliminar
    3. Caro Vermelhusco, tu querias ser campeão, eu também, todos nós queríamos, independentemente de apoiarmos ou não esta Direcção.

      Acontece que ao longo dos anos, tem dominado essa corrente "não ganhou o campeonato, não presta", como foi Koeman e agora JJ. Entre outros. Depois cria-se uma corrente de opinião e de comportamentos no sentido de mudar de treinador, muda-se de treinador e vem outro que faz pior. Porque continua a não ganhar o campeonato mas já não ganha o que o outro que saiu tinha ganho.

      Com todo o respeito, mas entre um treinador que me dá uma Taça da Liga e uns Quartos de Final da Champions, e uma aposta no risco de contratar outro que a seguir não me dá nada disso, eu defendo a estabilidade dos resultados.

      Sei onde queres chegar, à Direcção. É de facto uma Direcção igual a tantas outras, em matéria de futebol, uma Direcção de nababos, populistas e demagogos. Mas que podemos fazer? Aqui vai-se tentando passar ideias diferentes, mas não estou obcecado com isso até porque já tenho idade para conhecer o Benfica e os benfiquistas, e vai continuar tudo como até aqui. Pelo menos mais 4 anos.

      Prefiro deliciar-me com o lado positivo do que alcançamos para que outros percebam que é difícil chegar onde chegamos, e nisso já somos campeões. Os que nos criticam por termos falhado o objectivo principal, falam porque o clube deles falhou mais que o nosso. O SCP ganhou ZERO e o FCP tinha 5 objectivos e apenas ganhou o campeonato da fruta e café com leite ...

      Eliminar
  3. Concordo que no geral, tivemos um boa época, tanto nas competições nacionais como europeias, a taça da liga pode não ter a importância de uma taça de Portugal, mas não deixa de ser um titulo, como muitos querem fazer querer. Não digo que não a podemos manchar pelo facto de não termos ganho o campeonato, uma equipa que tem 5 pontos de vantagem não os pode perder da maneira que o Benfica perdeu, por muitas razões de queixa que se tenha. Tá certo que o campeonato português é o que é, que o campeonato ficou decidido a partir do momento que o Vítor Pereira pediu que se entregasse as faixas, e como os árbitros são uns heróis obedeceram-lhes, eles vão beneficiando uns prejudicando outros, resultado de tudo isto, ganham o direito de apitar uma final europeia. Mas mesmo assim, com uma vantagem de 5 pontos, poderiam ter gerido de outra forma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A cassete "o Benfica não podia desaproveitar 5 pontos" é isso mesmo: uma cassete da comunicação social. Em Inglaterra o City teve penso que 6 ou 8 pontos de avanço sobre o United, depois o United teve 8 pontos de avanço sobre o City e o campeão foi o City com 2 golos marcados nas compensações.

      O Mourinho perdeu 12% de pontos, quer dizer que fez erros com a super equipa que tem e com arbitragens decentes.

      Dizer que não podemos desperdiçar um avanço de 5 pontos, encaixa-se na tradição sacrossanta de todos os anos dizer o mesmo, como uma procissão: "o treinador falhou aqui e ali. Tem que ser superior aos erros dos árbitros. temos de jogar mais."

      Em Guimarães sofremos 1 golo de uma falta que não existe e que NUNCA se marca contra o FCP, há um lance de penalty sobre Rodrigo que o árbitro não marca e vão-se 3 pontos. Jogamos bem? Não. Podíamos jogar melhor? Sim. Mas bolas, não é isso que deve per pensado o Mourinho depois de perder 12% de pontos?

      Quem era o árbitro? Carlos Xistra o tal que no ano passado nos derrotou em Braga, impedindo de aumentar o recorde de vitórias consecutivas, e mais tarde na meia final da Taça de Portugal, onde nos obrigou a desperdiçar uma vantagem de 2 golos. Porque será que em Guimarães voltou a errar da mesma maneira? Pense ...

      Em Coimbra coo pode ser injusto com a equipa que é roubada de 2 penaltys escandalosos e vê duas jogadas de ataque ser paradas por fora de jogo inexistente?

      Com o FCP quer que diga o quê? Pare e pense: porque é que esses erros NUNCA acontecem ao FCP?

      Eliminar
  4. Excelente post, mais uma vez parabéns pelo trabalho que isso te deu!

    É óbvio que esta época fica manchada pela perda do campeonato e por algumas teimosias/burrices do JJ. Mas só não vê quem não quer e dizerem que os porcos não dominaram mais uma vez a arbitragem.... Recordem-se que tudo começou quando o outro tosco veio dizer que as faixas estavam encomendadas, jogo de Coimbra, FCP, SCP, não foi suficiente?? Aliado a uma equipa que tinha o esforço da Champions? Não me lixem...

    Como já muito se disse aqui, quando os porcos andam em baixo, os apitadores dão um empurrao, quando nós andamos em cima eles tentam puxar mas não conseguem e quando andamos nós em baixo, é muito fácil derrubar uma equipa... Os porcos quando ficaram a 5 pontos de nós (a baixa de forma deles) deviam estar já a 8 ou 9, e depois quando nós ficámos em baixo de forma (normal em alguma fase da época em todas as equipas, percebam isto), os bois ajudaram a empurrar ainda mais...

    E hoje mais uma vez se vê como as coisas funcionam nos porcos, vide jogo de basket.... Por mim, o SLB nem marcava presença nesse jogo, é uma autêntica vergonha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, para o Benfica não costumo contar as horas de trabalho ...

      Mas não alinho na tese das teimosias de JJ porque isso significava desvalorizar os erros de arbitragem. Eu penso assim: numa competição justa em que os erros resultam apenas das limitações do árbitro ou dificuldade do lance, os erros dividem-se por todos, os que são contra e os que são a favor. Ou seja, os penaltys clarísismos a favor do Benfica seriam assinalados, os penaltys claríssimos contra o FCP seriam assinalados. Haveria mais golos a nosso favor, e mais contra o FCP. Qual a implicação disso? Possívelmente mais jogos ganhos pelo Benfica (Braga, Coimbra) ou empatados (Guimarães, Alvalade) a que descontam um ou outro erro que houve (miraculosamente) a nosso favor. Ou seja, haveria mais pontos a somar aos que obtivemos. Com o FCP e esses golos sofridos de penalty, se calhar haveria menos jogos ganhos (em Braga) ou empatados (Feirense), ou seja menos pontos.

      O cruzamento da hipótese "mas pontos para o Benfica, menos pontos para o FCP" dava para sermos campeões? Na minha modesta opinião dava.

      E deste modo não tenho que falar do treinador, porque se roubado conseguiu 77%, com arbitragens decentes ultrapassava os 84% que deram o titulo de há 2 anos e que são de facto uma EXCELENTE percentagem.

      Eliminar
  5. Excelente. Uma perfeita radiografia a 3 dimensões !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Viriato, vamos ver se consigo inspirar-me para fazer outro Balanço do Campeonato, mas mais técnico ...

      Eliminar
  6. A arbitragem é só uma parte do problema. A outras são as de um treinador sem classe para conduzir atletas de alto nível, de uma estrutura amadora no futebol e de um presidente que coloca tudo acima dos interesses do clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shadows, vou repetir o que escrevi a outro leitor:

      Não alinho na tese das teimosias de JJ porque isso significava desvalorizar os erros de arbitragem. Eu penso assim: numa competição justa em que os erros resultam apenas das limitações do árbitro ou dificuldade do lance, os erros dividem-se por todos, os que são contra e os que são a favor. Ou seja, os penaltys clarísismos a favor do Benfica seriam assinalados, os penaltys claríssimos contra o FCP seriam assinalados. Haveria mais golos a nosso favor, e mais contra o FCP. Qual a implicação disso? Possívelmente mais jogos ganhos pelo Benfica (Braga, Coimbra) ou empatados (Guimarães, Alvalade) a que descontam um ou outro erro que houve (miraculosamente) a nosso favor. Ou seja, haveria mais pontos a somar aos que obtivemos. Com o FCP e esses golos sofridos de penalty, se calhar haveria menos jogos ganhos (em Braga) ou empatados (Feirense), ou seja menos pontos.

      O cruzamento da hipótese "mas pontos para o Benfica, menos pontos para o FCP" dava para sermos campeões? Na minha modesta opinião dava.

      E deste modo não tenho que falar do treinador, porque se roubado conseguiu 77%, com arbitragens decentes ultrapassava os 84% que deram o titulo de há 2 anos e que são de facto uma EXCELENTE percentagem.

      Quanto ao Presidente, pois esse é outra parte do problema: temos más arbitragens porque o nosso Presidente as apoia. Mas esta problemática não é para aqui chamada. Estou a tentar falar de "balanços futebolísticos" sem apontar os erros internos. Talvez a parte 2 seja mais polémica nesse aspecto ...

      Eliminar
  7. @Shadows, identifico-me muito com isto. Infelizmente cada vez mais acho real esse cenário.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares