Exclusivo NGB: Entrevista com Rui Gomes da Silva
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 28 de maio de 2012

Exclusivo NGB: Entrevista com Rui Gomes da Silva

 ●  + 48 comentários  ● 

Conforme prometido, partilhamos com os nossos leitores a entrevista, (que será publicada em duas partes) que nos foi concedida por Rui Gomes da Silva. Importa enquadrar-vos que a iniciativa da mesma partiu da equipa do NGB e foi prontamente aceite, com uma ressalva inicial:

"Uma primeira palavra para agradecer o desafio da NGB.
Depois, para deixar, desde já, entendido que as respostas apenas me vinculam, a mim, enquanto sócio do Sport Lisboa e Benfica, há 53 anos, ou seja, desde que nasci.
Única e exclusivamente! Não envolvem responsabilidades de terceiros, nem de qualquer órgão que integre!
Deixados estes "esclarecimentos", vamos, então, às respostas, que espero poderem estar à altura dos seus autores."


*******************************************


COMUNICAÇÃO

NGB - Comecemos pelo princípio, a comunicação é um dos factores que tem sido identificado, no nosso blog, como uma das áreas onde o SLBenfica tem mais lacunas de funcionamento. Sem desprimor por todos os profissionais que compõem esta área do nosso clube, é esta uma área onde o SLBenfica considera fazer sentido investir em renovações e alterações que ponham fim à falta de capacidade de antecipação sobre a comunicação social?


RGS - Começando por discordar do pressuposto da pergunta, ou seja, .... das invocadas lacunas ....

Sabendo que não há verdades imutáveis, nem soluções que durem para todo o sempre, poderemos, em cada momento, tentar melhorar e encontrar caminhos que nos pareçam que vão ao encontro de novas realidades, novas relações de forças, novos enquadramentos institucionais.

Mas, na verdade, a estratégia de comunicação foi sensivelmente a mesma, desde que assumi funções no SLB, como VP do Clube e como Administrador da SAD, em 2009.

Em 2009/2010, fomos Campeões Nacionais e não vi ninguém contestar ou pôr em causa, quer a estratégia, quer a equipa responsável pela comunicação do Clube.

Houve, no meu entender, nos últimos dois anos - duas épocas, para ser mais preciso - uma renovação de estratégias indirectas, dos nossos principais adversários, que, por certo, merecerão a resposta adequada.

Mais "preventiva" e menos reactiva!

A nossa única preocupação e o nosso único limite, deverá ser a defesa intransigente dos interesses do Benfica, no estrito cumprimento dos princípios, das regras e dos valores que sempre prevaleceram no SLB, desde a sua fundação: a defesa da verdade, onde se inclui a valorização absoluta da verdade desportiva.

Porventura, para que isso seja garantido, poderemos ter de ser mais directos, denunciando em público o que, em privado, temos vindo a repetir!

Se assim for, não se tratará de mudança de estratégia de comunicação, nem das pessoas responsáveis por essa área, no Clube, mas, antes, dizer em público, muitas vezes, antecipadamente, o que nunca deixamos de dizer em privado!"

É possível comentar as notícias que afirmam que o Dpt. de Comunicação é liderado por João Gabriel, mas que este passou a coordenar a comunicação através de uma agência, a T1, Consultores em Comunicação?

RGS - Em 2004 e 2005, enquanto desempenhava as funções, primeiro de Ministro dos Assuntos Parlamentares e, depois, de Ministro Adjunto do Primeiro Ministro, "confrontei-me" - embora indirectamente - com o João Gabriel (que era, então, o responsável máximo da comunicação social na Presidência da República).

Quando, em Julho de 2009, fui eleito para VP do SLB (só em Novembro de 2009 assumi funções no Conselho de Administração da SAD) percebi que (independentemente das diferenças ideológicas e, até, de interpretação das disposições constitucionais sobre os poderes do PR e da responsabilidade política do Governo) o João Gabriel gosta, sofre e bate-se tanto pelo Benfica como eu ou qualquer sócio que se preze.

Depois, constatei a sua grande capacidade profissional, a sua competência, a sua disponibilidade intelectual, o seu permanente querer em "dar o corpo às balas", pelo SLB.

Não penso, por isso, que alguns ajustamentos internos, ao nível do Departamento de Comunicação, tenham tido qualquer influência nos resultados desportivos.

Seria tentar "tapar o sol com uma peneira", fugindo do essencial.

Cada vez que discutimos pormenores destes, os nossos adversários e, muito especialmente, os nossos inimigos, riem-se!

Uma ultima palavra sobre o João Gabriel: não nego que hoje, o considero com um amigo. E, em cada projecto em que possa vir a estar envolvido, pensarei sempre nele, em termos profissionais, para ajudar no que ele é, de facto, excelente: comunicar!"

Quer comentar a afirmação, da minha autoria, em que digo num tópico deste blog o seguinte: “sem desprimor pelos actuais profissionais, é importante estruturar este departamento com alguém com profundo conhecimento da comunicação social em Portugal e, especialmente, muito especialmente, do segmento desportivo. E obviamente, esta estrutura tem que coordenar (pelo menos) todos os canais de comunicação do Clube (TV, Jornal, entrevistas, comunicação das modalidades, etc. e ser ainda o ponto de contacto com todos os que de forma regular comentam e formam paineis nos meios de comunicação)”?

RGS - A resposta à questão anterior deixa subentendida a resposta a esta pergunta.

Podemos, sempre, encontrar alguém que siga "outro caminho".

Mas não será - disso tenha a certeza - melhor que o trabalho que o João Gabriel tem desenvolvido.

Diferente, talvez ... mas isso não quererá dizer melhor!"

Não considera desadequada a presença, num programa de TV, de um vice-presidente do SLBenfica, com todo o condicionalismo que isso impõe por via do cargo? Ou seja, essa presença não deveria ser preenchida por alguém com efectivas ligações ao SLBenfica (passado de dirigismo, por exemplo), mas sem fazer parte dos orgãos sociais, para que tal que lhe permita interagir de forma totalmente liberta da responsabilidade de cargos?

RGS - Essa questão tem, nos dias de hoje, um único destinatário: eu!

Respeito os que entendem dessa forma.

Serão, talvez, na sua esmagadora maioria, os que - em idênticas condições - não hesitariam em fazer seu o velho ditado português "olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço".

Sempre separei as questões: nunca tive intervenção activa no SLB, enquanto desempenhei cargos políticos e nunca participei, de forma envolvida, na política, desde que assumi funções no Benfica!

Ao contrário de outros, que hoje, tentam fazer passar essa ideia absurda de - eu, chamemos as coisas pelos nomes - não poder ter intervenção numa televisão por ser membro dos órgãos sociais e de gestão do SLB.

E se fosse num jornal, num blogue, numa rádio, já não seria tão grave?

A uns criticam por não terem informação e não defenderem o Benfica como seria de esperar; a mim, sendo VP e Administrador da SAD, porque .... tenho

Respeito essas posições, mas compreenderão que, "mutatis mutandis", seria o mesmo que defender que, nos programas de opinião e debate político, não deveriam estar .... membros das Direcções dos Partidos!

Entendo bem a "preocupação" de alguns "notáveis" (que não confundo com a sincera inquietação de todos os que gostam do Benfica e se preocupam e "torcem" por quem vêm a defender o SLB)!

Mas não me leva a modificar a minha disponibilidade em continuar participar no programa em causa, nem em qualquer outro, onde entenda dever estar, de forma empenhada mas livre.

A intervenção regular do FCPorto na Comunicação Social, por via de comentadores, cronistas e “fazedores de opinião” é capaz de tornar uma mentira muitas vezes contada, numa verdade inconveniente. Não deveria esta ser uma estratégia a seguir? Uma estratégia de contra poder utilizando as mesmas vias de resposta, portanto...

RGS - No Benfica nunca "contamos" mentiras!

Preocupamo-nos com a verdade: a dos factos, a dos números, a desportiva!

O que não significa, que, nos próximos tempos, como referi acima, não deixemos de denunciar, preventivamente, o "mal" que nos possam estar a preparar, em cada jornada, em cada jogo, em cada nomeação.

Prejudicando-nos, a nós, e beneficiando os nossos adversários.

Ou seja, reagir por antecipação, denunciando, "apontando o dedo" a tudo o que possa estar a ser preparado para violentar a verdade desportiva!"

Apesar do cuidado de António Carraça em afirmar o contrário, são inumeros os exemplos de “abandono”, especialmente aos treinadores, nos momento mais dificeis da temporada, ficando o clube exposto aos ataques da comunicação social, das intervenções concertadas por parte dos rivais e da contestação dos adeptos. Não considera que este é claramente um factor a reverter rapidamente, com consequências para quem o tem permitido, dado que isso tem prejudicado o clube?

RGS - Não concordo.

Sempre percebi que as intervenções sobre o futebol devem ser feitas, em primeiro lugar, por quem vive o futebol por dentro, por quem tem ligação directa e diária com a equipa.

Para além disso, sempre constatei a enorme disponibilidade do Presidente Luís Filipe Vieira, de toda a estrutura responsável pela comunicação social do Clube, de toda a Administração da SAD e da Direcção, em lutar e "dar a cara" pelo clube, pelas suas equipas, no futebol como nas mais diversas modalidades.

Eu próprio, modestamente, tenho tentado "denunciar", no "SIC", sempre que posso, as violações dessa mesma verdade desportiva.

(a não ser que eu não possa entrar, nessa contabilidade ....)."

Qual a dificuldade de efectuar intervenções claras, por quem tem a real responsabilidade, para evitar especulações – tomando o exemplo da forma como o Barcelona resolveu a questão do treinador?


RGS - Não concordo com essas referências a realidades externas, que, se analisadas mais de perto, se constata não serem nem tão rápidas, nem tão incontestadas, como a citada.

Para nós, longe dessa factualidade, parece-nos tudo feito de forma expedita e sem quaisquer dúvidas, sem quaisquer hesitações.

Mas - e para citar o caso referido- há quanto tempo a comunicação social vem falando sobre o tema?

E, sem curar de saber as razões, o "problema" só foi resolvido depois de perderem (quase) tudo ....

Em contrapartida, não são raras as vezes em que muitos dos responsáveis dos clubes estrangeiros com quem jogamos e que elogiamos, pela gestão, pelos resultados, pela dimensão internacional, nos enchem de referências de excepção pela forma como, desde as eleições de 2000, os benfiquistas encontraram estabilidade, condições e pessoas para recuperar o Clube da situação em que se encontrava.

As questões pessoais, a ânsia voluntariosa traduzida na ideia "... se eu lá estivesse ..." não nos pode fazer perder a percepção da dimensão do Benfica."

Foi muito anunciada a questão do bufo na SAD ou na Direcção! Já foi descoberta a 'toupeira' na estrutura do Benfica que passava informações para o exterior?


RGS - Não encontro, em nenhum dos meus colegas de Direcção ou de Administração da SAD, ou dos profissionais que lutam e gostam - hoje - tanto do Benfica como eu, qualquer vocação para "bufo".

E muito menos necessidade ou interesse!

Estamos, todos, verdadeiramente empenhados em fazer do Benfica o que deseja e quer cada um dos sócios, adeptos e simpatizantes do SLB: o maior e o melhor Clube do mundo.

Sem recorrer a métodos de corrupção.

Outros só saberão ganhar dessa forma; por nós, ... por mim, .... sabemos, ... sei que é possível ganhar de forma limpa.

É por isso, também, que sou do Benfica!"


DIREITOS TELEVISIVOS
Eis um tema fracturante. Comecemos por duas falhas da Direcção: 1. Porque motivo nunca houve uma AG para discutir este tema (caminhos, opções, sustentabilidade, etc), sabendo a direcção que há tanto anticorpos entre os benfiquistas contra o actual parceiro? 2. Foi anunciado pelo Presidente a apresentação do “caminho a seguir” para Fevereiro, desde então não mais foi anunciada qualquer indicação, porque motivo?

RGS - Repito o que sempre disse, e todos sabem:

No que depender de mim, tudo farei para que o Benfica não renove com a sociedade que hoje detém os "nossos" direitos televisivos!!!

Tenho plena confiança que o Presidente - que tem a responsabilidade pela resolução deste "dossier" - saberá decidir, de acordo com o que querem os benfiquistas, sem prejudicar os interesses do Clube.

Sei, de tantas e tantas conversas com ele, das suas preocupações, do seu objectivo, da sua preocupação em defender, intransigentemente, o futuro do SLB.

Não tenho dúvidas que, também neste caso, assim acontecerá.

O tempo - também aqui - somos nós que o fazemos."

Qual a perspectiva da Direcção sobre a criação de uma parceria de partilha de receitas e custos com um operador de comunicação, para sistemas de pay per view semelhante ao que os operadores de cabo têm, por exemplo, com os video-clubes? Temos cerca de um ano para estabelecer esta plataforma. Há estudos efectuados sobre isto? Em caso afirmativo porque não se conhecem os resultados em AG?

RGS: "Não sou um especialista ...

Reconhecendo a possibilidade de trilhar esse caminho, qualquer opinião minha sobre essa hipotética solução retiraria espaço de manobra, como facilmente se compreenderá, a uma opção que, a bem do que julgo ser o interesse do Benfica, deveria passar pela cessação dos vínculos contratuais existentes!

Disse-o, repito-o e não me canso de o fazer.

Livremente, ou seja, "à Benfica"."


Fim da Parte 1

(A segunda parte será mais direccionada para os temas internos do SLBenfica, bem como o apoio a Fernando Gomes, etc.)

... A segunda parte da entrevista será publicada às 14.30


48 comentários blogger

  1. Benfiquista do Norte28 maio, 2012 10:11

    Basicamente o que vejo aqui é o VP atirar areia para os olhos dos benfiquistas.. Diz ele que fala como sócio,mas na verdade vi a falar como VP. Diz ele que não existem bufos. Pois,la continuaremos a ganhar títulos virtuais e a ser enxovalhados enquanto outros ganham. Prevejo uma próxima época muito inferior as 2 anteriores.. A mentalidade de quem lidera o clube é como ver um cão atrás do cauda, sabemos sempre que aquilo não leva a lado nenhum!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Não há bufos? Então porque o disse o nosso presidente na entrevista com a Judite de Sousa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei com a mesma dúvida que tu.

      Eliminar
    2. O que muito benfiquista parece não ter percebido é que LFV com a sua resposta nessa entrevista estava a ser irónico. Mas a ironia para certas pessoas é difícil de perceber. Assim como o humor.

      Eliminar
    3. Pois. Está tudo a carburar em pleno no nosso clube. Foram dois anos caladinhos e só agora é que se vai mudar de postura na comunicação porque ajustar segundo as circunstâncias parece que é algo que não se lembraram. Preferiram esperar por um mandato falhado para falar em mudanças.

      Eliminar
  3. Retenho esta frase: "As questões pessoais, a ânsia voluntariosa traduzida na ideia "... se eu lá estivesse ..." não nos pode fazer perder a percepção da dimensão do Benfica."
    Deveria dar que pensar a muito bom Benfiquista.

    ResponderEliminar
  4. Antes de tudo para béns por esta brilhante entrevista, quer pelas questões colocadas, quer pelo facto do entrevistado não me ter pareceido fugir às questões, aliás, julgo até que a sua frontalidade nas questões são de elogiar.
    No fundo, esta entrevista serviu para demonstrar uma coisa que tenho dito e que tem merecido alguma discordância de algumas pessoas, ou seja, há questões que nos ultrapassam, porque não temos um conhecimento profundo delas, não vivemos as questões por dentro e nem sempre o que sai para fora, ou a imagem que passa para o exterior é a imagem certa, assim como aquilo que por vezes pensamos ou julgamos ser melhor, significam que o seja, ou seja, nós não somos donos da razão e se tomassemos decisões como é obrigado a tomar quem gere os destinos dum clube complexo como é o caso de um grande clube como o benfica, certamente também teriamos muita gente a pensar diferente, a defender outras ideias e nada nos diz que somos nós ou os outros que estão certos.
    Ou seja, acho que não devemos fazer condenações públicas por discordarmos disto ou daquilo, porque nós não somos donos da verdade e com toda a certeza, a maioria de nós, não percebe nem sabe o que é gerir um clube como o benfica, pelo menos eu não sei.
    Um bom trabalho deste espaço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que escreves desta vez. De facto não sabemos o que é gerir um clube como o Benfica e muitas vezes o que transparece cá para fora não corresponde á realidade.
      No entanto, quem lá está tem que fazer um trabalho para demonstrar o que está a fazer para alcançar estas mudanças porque nestes casos as aparências importam. Isto em vez de andar a fugir das questões dos sócios.

      Eliminar
    2. "Tem que fazer um trabalho para demonstrar o que está a fazer".
      Mas demonstrar a quem? Mas quem pensam os adeptos que são? Eu acho isto de uma arrogância inadmissível.

      "O que transparece cá para fora não corresponde à realidade".
      É lógico que não. Mas agora andamos a brincar aos gestores? Querem que tudo o que se faça dentro do clube transpareça cá para fora? E os inimigos e adversários agradeciam, não? Falam tanto de toupeiras e afinal...

      Eliminar
  5. Parabéns ao NGB pela iniciativa.

    Sobre a entrevista, como se esperava tendo em conta o entrevistado, muito fraquinha onde pouco diz de relevante.

    "Em 2009/2010, fomos Campeões Nacionais e não vi ninguém contestar ou pôr em causa, quer a estratégia, quer a equipa responsável pela comunicação do Clube."

    Uma frase chavão que revela o pouco que se sabe e percebe do assunto. Se é verdade q quando as coisas correm bem a Dir.Comunicação deve igualmente funcionar a grabde verdade é que ela deve actuar forte e bem quando as coisas correm mal. Quando há necessidade de defender a equipa, o grupo, os treinador, etc. É precisamente nas épocas em que não somos campeões que a Comunicação deve funcionar BEM.

    Não perceber isto ou fugir do assunto recorrendo a estas frases chavão é errado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Pedro, pelo menos alguma humildade não te ficava mal. Eles não sabem e estão lá. Tu que pareces saber tudo tens um blog. Um bom blog, mas nada mais que isso. E se eles estão lá (departamento de comunicação) algum mérito e currículo devem ter.

      Eliminar
    2. ««dizer em público, muitas vezes, antecipadamente, o que nunca deixamos de dizer em privado!"»»

      PEDRO MAGICO
      Se assim se fizer no futuro, muita coisa vai mudar... e já começou com aquele discurso do agarra que é ladrão...

      Eliminar
    3. Além de que nessa época em que fomos campeões muita gente criticou o apoio ao Fernando Gomes para Presidente da Liga de Clubes. Mas o Dr. RGS parece ter ignorado isso. ;)

      Eliminar
    4. Burmelho, por essa lógica como só eles é que estão lá só eles é que sabem? Todos os outros não sabem nada é isso? Como o Viriato disse há mostras que a comunicação vai mudar, vão ser mais activos. Será tarde mas mais vale tarde do q nunca. Eles próprios aprenderam (vou acreditar nisso) q a postura tem q ser outra.

      Mas o meu comentário nem é tanto sobre o trabalho em si mas sim na frase chavão que RGS dá, comparando uma época de vitória com épocas de derrotas. Como se a postura numa e noutras tivessem q ser iguais.

      Eliminar
  6. Foi esperado... Aliás, nas perguntas mais complexas, RGS refugiou-se num "não concordo" ou alegou desconhecer! Parece ser mais do mesmo, poucas revelações, a não ser a sua posição de n/concordância com a renovação com a OliveDesportos, o que o deixará numa posição frágil se LFV optar por outro caminho! "Estamos, todos, verdadeiramente empenhados em fazer do Benfica o que deseja e quer cada um dos sócios, adeptos e simpatizantes do SLB: o maior e o melhor Clube do mundo."- falará RGS também de Jorge Gomes??
    Excelente a iniciativa, de resto. E o NGB não tem culpa de que o entrevistado tenha a "lição" bem estudada, optando por não revelar nada... Mais do mesmo tendo em conta o entrevistado.

    ResponderEliminar
  7. Deviam ter falado de Djanini quando ele diz que sabe distinguir as duas funções.
    Falem da Vieira Tv, porque não há oposição?

    Saudações gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que se passa na tua cabeça ó MEO,
      Então iamos fazer-lhe uma entrevista para o pormos a falar do Djanini? E os outros?

      Quanto à Benfica-TV, espera pela 2ª.parte da entrevista que não deve tardar...

      Eliminar
    2. Então quem é que foi o primeiro a pôr a boca no trombone no caso Djanini? Agora é por um programa de televisão que se anuncia as contratações do Maior?

      Eliminar
  8. Só uma adenda: alguém reparou na subtileza da fuga de RGS à questão da realização de uma AG??? Algo que até havia sido prometido por LFV (salvo erro)!
    Outra questão a colocar a RGS deveria ser o porquê desta mudança de estratégia de LFV! Eleições?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As perguntas foram submetidas antes da leitura do discurso a atacar forte e feio os Corruptos Jedi.

      Eliminar
    2. E o que tens tu a ver com uma AG se nem socio es?Fica quieto no teu canto e nao digas asneiras.

      Armindo Silvestre

      Eliminar
  9. Parabéns pela iniciativa do blog em ter entrevistado o RGS. Mas, na minha opinião, a entrevista foi fraquinha. Acabou por falar como VP e muitas vezes optou pelo "politicamente correcto" não respondendo em condições.

    Há erros graves no nosso clube e não reconhecer isso é ainda mais um erro. Ponto.

    ResponderEliminar
  10. hmm...tabem..saudaçoes entao.Que Deus ajude o Benfica

    ResponderEliminar
  11. Seja qual for a opinião sobre as respostas dadas pelo Vice do Benfica, Rui Gomes da Silva, há algo que ninguém pode negar: os acontecimentos dos últimos dias, desde o basquetebol, têm fornecido sinais de mudanças substanciais no Benfica, quanto à sua postura e actuação.

    Eu tenho sido crítico da actuação da direcção do Benfica quanto às políticas de alianças e de postura. Mas não sou cego. E pouco me importa quem são os dirigentes do clube, desde que defendam de forma firme os interesses do clube.

    Se os primeiros sinais dos últimos dias se confirmarem, e que penso que esta entrevista também indicia, conforme a 2ªparte da mesma o confirmará, temos que apoiar um novo ciclo de luta(pareço o 'camarada' Jerónimo de Sousa a falar...).

    O caminho não é criticar o que já está demasiado criticado. O caminho é lutar com todas as armas contra um sistema podre, que apenas espera um oponente forte para desabar. Sim, porque o sistema é fraco.
    Se LFV quiser ser o líder desse combate(mesmo que o faça tarde), é bem vindo e terá o apoio dos Benfiquistas.

    Nota: Viram as notícias sobre as prisões em Itália? E eles é que são os mafiosos....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim essa mudança de postura só nesta altura, quando já nada está em jogo a nível de competições importantes apenas me parece uma manobra eleitoralista.

      Eliminar
  12. Que Deus ajude o Benfica......

    ResponderEliminar
  13. Antes de mais parabéns por conseguirem esta entrevista.

    Em relação à entrevista achei-a bastante vaga! Nota-se que há limitações em comentar certos assuntos! Se em relação ao J.G. já tinha uma opinião formada que vai de encontro ao que o VP disse, noutras questões penso que pouco acrescentou. Nas questões do bufo e do António Carraça dá impressão que ficou mais por dizer, é a impressão que tenho!

    Agora é esperar pela 2ª parte.

    ResponderEliminar
  14. No que concerne à entrevista em si, penso que o RGS se apresentou em dupla personalidade, quero eu dizer, respondeu 50-50 como VP e como adepto/socio do benfica.

    No que respeita à politica interventiva/activa perante os nossos amigo, estou 100% ao lado da nossa direcção mas ,sublinho que, esta estratégia tem dois sentidos.

    Primeiro, LPV aproveitou a vitória no Basquete para iniciar a sua campanha à direcção do benfica. Segundo, penso que aproveitou em alguém como Carlos Lisboa a alavanca ou, de outro modo, a coragem para atacar o clube corrupto. Porque, neste dias, ainda não vi ninguém a festejar como Lisboa o fez em pleno campo inimigo.

    Mesmo sendo um critico de Vieira, apoio em 100% esta tomada de decisão.

    Esperemos pela 2ª Parte.

    ResponderEliminar
  15. Excelente! Eu andei a defender o mesmo como por exemplo no caso treinador Barcelona.

    ResponderEliminar
  16. Infelizmente, não fiquei satisfeito , com esta 1ª parte... Era melhor uma entrevista ao Presidente, porque me parece que RGS não esclarece como deveria, ou eu estaria à espera! abraço a todos
    ps: então no assunto direitos televisivos, fiquei na mesma! Mas o tempo já não foi ultrapassado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, mas para um blogue entrevistar o Presidente...

      Eliminar
    2. estamos disponiveis para essa entrevista. Alguém que nos traga o Presidente...

      Eliminar
  17. Depois da entrevista com RGS fiquei sabendo o mesmo ele pouco se abrio quanto a existencia do bufo para mim existe,acrescento que gente afecta ao clube corrupto nao queria nenhum dentro do Benfica por muito inteligente que fosse,no que toca ao Joao Gabriel acredito que defenda o Benfica com unhas e dentes como ele disse pelo menos na tv ve-se isso.
    Aguardo a segunda parte com ansiedade espero que o NGB lhe coloque a questao como e possivel senhor RGS participar num programa televisivo entre duas feras que o abafam quase sempre nao deixando nunca ele defender em condicoes o Benfica ficamos sempre com senssacao que o Benfica e o culpado de tudo o que de mal existe no futebol Portugues quando todos sabemos que e o inverso grite com raiva a essas feras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso está nesta primeira parte...

      Eliminar
  18. Excelente iniciativa! Excelente RGS por ter aceite o desafio, fazendo assim com que os que o criticam por ser paineleiro também o tenham de criticar por dar entrevistas a blogs. Bravo!

    ResponderEliminar
  19. Quanto à resposta relativamente ao facto do Vice RGS fazer parte do programa da SIC Notícias "Dia Seguinte", e respectivos condicionantes do cargo que ocupa, a resposta de RGS é "vazio de nada", um "todavia, porém, contudo"... Aliás, na minha opinião pessoal, RGS é dos 3 comentadores Benfiquistas, o pior de todos, chega mesmo a ser deprimente e degradante a forma ridicula como defende o nosso Benfica, infelizmente!

    ResponderEliminar
  20. Boas a todos. Não tenho andado muito pelos blogs, mas como vi o link desta entrevista não pude deixar de comentar. RGS não é pessoa que sinta com vontade de defender o Benfica, mas vou escrever este comentário à medida que for lendo e justapondo aquilo que acho do que ele diz.

    Comunicação:
    -Se não viu ninguém contestar quando fomos campeões há dois anos foi porque... viu mal. Sempre se contestou, e já não é de agora, que se deve falar, criticar, denunciar, as arbitragens e outras coisas «manhosas» em qualquer altura, não apenas quando se é prejudicado E PERDE. Sim, porque por vezes somos prejudicados e ganhamos, e temos visto «alegremente», presidente e treinador a «bajularem» os árbitros, mesmo depois de roubos descarados. NÃO! ISTO TEM QUE MUDAR! Sim, isto é comunicação. Depreendo destas palavras, e pela forma como torneou a questão, o «habituée» dos políticos em fazerem as perguntas que querem e responderem o que lhes apetece. Ressalvo já agora que os valores do Benfica não são «a verdade desportiva», são a «competitividade, o querer ganhar sempre, com justiça, sem «maroscas» associadas», isso sim.

    -João Gabriel pode ser muito bom a comunicar, mas não é o que tem feito pelo Benfica. A forma como se perdem do essencial nas «comunicações» é gritante. Por exemplo, primeira Taça da Liga, contra o Sporting, podiam ter feito desse um exemplo único de ganhar, mas não, ao invés de termos denunciado que gostaríamos de ter vencido sem qualquer erro dos árbitros, denunciar erros do mesmo árbitro, no mesmo jogo, contra nós, e ressalvar que a mesma havia sido ganha nos penalties é que deveria ter sido dito, ao invés da bacoca posição de força tomada. Já agora, sou da área da comunicação e também sei um pouco da matéria...

    -A crítica que lhe é feita sobre a sua posição no programa é, muitas vezes, apenas e só pelo fraco desempenho na defesa do Benfica contra os rivais de painel, e por, determinadas vezes, «dar com a língua nos dentes» em questões que não deveriam ser do domínio público, contratações, etc., etc. É VP, sim senhor, mas não poderá/deverá revelar informações privilegiadas adquiridas por esse estatuto. É tipo na política dizer que, por ser do PSD, saberá que o vosso partido vai aumentar impostos alguns dias depois, sem que ainda fosse público que tal ia acontecer. Fica na sua consciência querer ser a favor do Benfica ou a favor da sua figura num programa em que o seu papel é a DEFESA DO BENFICA! Já agora, no Benfica, «notáveis» são todos que gostam do Benfica, se preocupam com o Benfica, não apenas um ou outro papagaio que aparece quando há um microfone à frente!

    -Se vão ser mais interventivos, óptimo, tanto nas derrotas, mas também nas vitórias, antes ou depois dos jogos, mas aguardamos para ver. Este campeonato, com 5 pontos à maior para o adversário directo, esfumaram-se, por causa da «actual comunicação», aguardo para ver como será com a próxima.

    Parte um dos meus comentários.

    Márcio Guerra

    ResponderEliminar
  21. Parte dois do meu comentário:

    -Portanto, sobre o «desaparecimento» do presidente após a conquista do campeonato da vergonha pelo clube das riscas ao alto, parece-lhe correcta a forma como tem sido «protegida» a equipa técnica... Enfim, enquanto nos contentarmos com a mediocridade não podemos nunca ser melhores... Uma entrevista à Odivelas TV (??) sim, mas falar aos sócios e adeptos sobre o clube que preside, que é só o maior clube do mundo, já não é necessário. E estar a ver a final da Liga dos Campeões é certamente mais interessante do que a menoridade que por cá se passa, também admito...

    -Sim, pegando no que disse acima, o não estar presente, falar do clube, «dar a cara», provavelmente era, de forma mais directa, o estar a preparar a cama ao treinador, não é? Querem fazer jogadas contra os azuis, que agora querem despachar o «gravatas»? Paciência. Não quero jogar para fazer jogos destes aos azuis. Se eles querem o Jesus, que o levem, mas quero que se querem ficar com ele o assumam, e que se não querem, que o assumam também. Há contratos e querem que se respeitem os mesmos? Então conta-se com ele, acaba-se já com a especulação!

    -Já o disse acima também. Não ajude «à festa» com informações privilegiadas, pelo facto de ser vice. Já ajuda mais um bocado!

    -Sobre os direitos televisivos, o presidente pela sua cabeça, mas não é Deus. Os sócios não terão uma palavra a dizer porquê? Custa assim tanto dar a palavra aos sócios? Não foram os mesmos que despacharam Vale e Azevedo? Será que não têm também cabeça para pensar? Não podem dar o seu contributo ao clube porquê? É que «o tempos somos nós que o fazemos» quer dizer muita coisa, é uma afirmação ambígua. Pode, facilmente, querer dizer que vão renovar por uma última proposta mais aliciante do próprio, e actual, operador, e que, na realidade, vai defraudar muitos sócios, mas que, na prática, mostra bem que no essencial, tal como na política, quem está no poder não quer saber das opiniões dos outros para nada, sobretudo por ser a eles que vai afectar...

    Este comentário é, portanto, relacionado com a parte um. Vou ler os comentários actuais e se achar pertinente comentá-los também.

    Abraço a todos

    Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    ResponderEliminar
  22. É uma iniciativa de aplaudir pelo v/empenhamento em entrevistar o Dr.Rui Gomes da Silva que não fugiu a nenhuma pergunta que lhe foi colocada.Disse o que na sua óptica é melhor para o Benfica e quem estava à espera de alguma frase contra p LFV enganou-se,porque RGS sabe,melhor do que ninguém,o trabalho que tem desenvolvido em prol do Benfica e estou certo que a próxima época vai ser muito diferente relativamente a arbitragens.Esse problema saltou para cima da mesa e agora o Benfica vai ter de ir até às últimas consequências,doa a quem doer!Aguardo agora pela segunda parte da entrevista que de certeza vai trazer a "lume" muitas coisas importantes para o futuro do Benfica.As minhas saudações benfiquistas e parabéns pela V/iniciativa!!!

    ResponderEliminar
  23. Minha nossa!É só isto o que ele tem a dizer?Deus proteja o Benfica.

    ResponderEliminar
  24. Bom trabalho. Mas para a próxima entrevistem alguém que queira defender os interesses do Benfica.

    ResponderEliminar
  25. Há uma questão que não foi feita e que gostaria de ver respondida. Rui Gomes da Silva afirma que tudo fará para que o clube não renove os direitos televisivos com a Olivedesportos. Sabendo que, devido à ausência de mercado concorrencial, é inevitável que esse acordo chegue, Rui Gomes da Silva demitir-se-á quando tal acontecer?

    ResponderEliminar
  26. Primeiro de tudo, esta entrevista está “inclinada” para tentar manchar a direcção do Sport Lisboa e Benfica. Se não era esse o objectivo, então peço desculpa dize-lo, mas são maus jornalistas.
    Em relação à entrevista quero retirar daqui alguns pontos:
    O RGS desmente de que existe lacunas na comunicação do Benfica.
    “Em 2009/2010, fomos Campeões Nacionais e não vi ninguém contestar ou pôr em causa, quer a estratégia, quer a equipa responsável pela comunicação do Clube.” Lá nisso o RGS tem razão. A minha pergunta é, porque é que tentam “deitar abaixo” o presidente do nosso clube quando não ganha campeonatos? É que mais se parecem com as “marias caxuxas”. Quando se está em cima, dizem todos “muito bem e tal”, quando não se ganhar é deitar o Vieira e sua direcção abaixo.
    “o João Gabriel gosta, sofre e bate-se tanto pelo Benfica como eu ou qualquer sócio que se preze.” “Depois, constatei a sua grande capacidade profissional, a sua competência, a sua disponibilidade intelectual, o seu permanente querer em "dar o corpo às balas", pelo SLB.” – Concordo com o RGS, penso que o Sr. João Gabriel já deu “o corpo às balas”, e muitos o criticaram por isso.
    “desde as eleições de 2000, os benfiquistas encontraram estabilidade, condições e pessoas para recuperar o Clube da situação em que se encontrava.” – Pois, quando o Filipe Vieira chegou, ajudou a recuperar o clube. Antes dele, o Benfica ate criou uma campanha, que era o “operação coração” que tínham de andar a pedir esmolas aos sócios, porque o clube andava falido.

    ResponderEliminar
  27. Eu não sou jornalista, mas penso que as perguntas poderiam ser um bocado melhores. Em relação à entrevista em si, queria destacar acerca dos direitos televisivos. Ele refere que “Tenho plena confiança que o Presidente - que tem a responsabilidade pela resolução deste "dossier" - saberá decidir, de acordo com o que querem os benfiquistas, sem prejudicar os interesses do Clube.”- Também concordo, penso que o Vieira independentemente da decisão, vai pensar para o bem do Benfica. Ou a Olivedesportos nos paga bem ou não renovamos o contracto.

    ResponderEliminar
  28. Eu estou abismado com algumas crónicas feitas e o que acho é que algumas pessoas estão a leste do que se passa o futuro do slb passa pelo Luís Filipe Vieira e o seu sucessor será o nosso Rui Costa ponto final e o treinador tem que ser ou o Mourinho pois ele é Benfiquista ou então um estrangeiro muito bom

    ResponderEliminar
  29. Na minha opinião, os Benfiquistas precisam de um novo rumo. Eu não me identifico, que um Presidente, coloque um treinador que apenas ganhou um campeonato a ganhar 4 milhões por ano, é uma vergonha e uma falta de respeito, para quem paga as cotas com sacrificio pessoal.

    Precisamos de recolher assinaturas, para marcar uma assembleia geral, para marcarmos eleições novamente.

    -Como é possibel o Benfica com um passivo de 600 milhões, andarem a dar milhões por jogadores, que depois não tem retorno financeiro, como por exemplo Aimar que custou 6,5M e saiu a custo zero?

    -Como é possibel dar 8,5milhões ao ATL de Madrid pelo Roberto que nem suplente era no ATL de Madrid?

    -Como é possibel depois do Benfica ter dado 8,5 Milhões por um frangueiro de seu nome Roberto, troca-lo por apenas 50% do passe de Pizzi onde afirmam que foi troca directa por 6 milhões. (Tivemos um prejuizo de 2,5M) Se 50% do Pizzi vale 6 Milhões significa que 100% vale 12Milhões? Para ser emprestado?

    -Como é possibel gastarmos dinheiro em Maxi e Melgarejo, quando formamos J.Pereira defesa titular da Selecção de Portugal, Miguel Lopes e Sílvio ambos internacionais pela Selecção de Portugal? porque não apostamos em J.Cancelo internacional pelas camadas jovens?

    -Porque motivo Continuamos a apostar em Cardozo,lento que não se adapta a qualquer sistema que em 6 anos nós deu apenas um titulo. Quando o FCP compra, vende e ganha com MaCcarthy, Lisandro, Falcao, Jackson, Ghilas, e não choram nem idolaram os seus avançados que são vendidos por milhõs.

    Assinado: Sócio do Benfica, que vai rasgar o Cartão, estou farto, de ver um Burro que nem falar sabe, a ganhar 4milhões por ano, para nada ganhar e ainda por cima lhe meterem uma clausula de 7 milhões caso seja despedido.

    PAra mim, o Rui Gomes da Silva é que devia de ser o Presidente do Benfica, gosto do fanatismo dele no programa do dia Seguinte, defende o Benfica com nhas e dentes, porra para o Vieira, que parece o Alberto João Jardim, faz obra, mas aumenta o passivo, assim também eu. Porra estou farto.

    Assinado João Pinto

    ResponderEliminar
  30. -E contra os meus princípios identificar-me com uma direcção que coloca um treinador que apenas ganhou um campeonato a ganhar 4 milhões por ano, é uma vergonha e uma falta de respeito, para quem paga as cotas com sacrifício pessoal.

    -Como é possível o Benfica com um passivo de 600 milhões, andarem a dar milhões por jogadores, que depois não tem retorno financeiro, como por exemplo Aimar que custou 6,5M e saiu a custo zero?

    -Como é possível dar 8,5milhões ao ATL de Madrid pelo Roberto que nem suplente era?

    -Como é possível depois do Benfica ter dado 8,5 Milhões por um frangueiro de seu nome Roberto, troca-lo por apenas 50% do passe de Pizzi onde afirmam que foi troca directa por 6 milhões. (Tivemos um prejuízo de 2,5M) Se 50% do Pizzi vale 6 Milhões significa que 100% vale 12Milhões? Para ser emprestado?

    -Como é possível gastarmos dinheiro em Maxi e Melgarejo, quando formamos J.Pereira defesa titular da Selecção de Portugal, Miguel Lopes e Sílvio ambos internacionais pela Selecção de Portugal? Porque não apostamos em J.Cancelo internacional pelas camadas jovens?

    -Porque motivo Continuamos a apostar em Cardozo, lento que não se adapta a qualquer sistema que em 6 anos nós deu apenas um titulo. Quando o FCP compra, vende e ganha com MaCcarthy, Lisandro, Falcao, Jackson, Ghilas, e não choram nem idolatram os seus avançados que são vendidos por milhõs.

    Assinado: João Pinto

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares