O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


18 de outubro de 2011

A armadilha do anti-benfiquismo

Avatar
 ●  19 comentários  ● 



A escassez de títulos futebolísticos tem mudado aos poucos a postura de grande parte dos adeptos do Benfica.
Exigentes desde sempre, amantes do bom futebol, apreciadores de um bom espectáculo e festivos por natureza, os benfiquistas têm nos últimos anos feito um caminho perigoso na direcção da intolerância.

Ando cá já há alguns anos, e por isso relembro o Benfica combativo, exemplo de proceder e processos, referência para qualquer clube em Portugal e até no estrangeiro. Relembro declarações de presidentes de outros clubes (coisa impensável hoje!) a louvarem o Benfica por ser um cumpridor exemplar de todos os seus compromissos. 

Essa época terminou perto do final da direcção de João Santos. Jorge de Brito, o grande financiador do Benfica no final dos anos 80 e princípio dos anos 90, começou a ter dificuldades em dispôr de fundos devido às pressões familiares. O Benfica entra em grandes dificuldades financeiras e o resto é conhecido desde então.

Travessia no deserto entre 1994 e 2005, título em 2010 e uma grande frustração pela forma como os dirigentes do clube deram tiros nos pés durante tantos anos, e pela forma como o clube da Palermo portuguesa ía conseguindo os seus títulos.

Não tem sido fácil para o benfiquismo sobreviver numa tempestade de areia para os olhos que dura à quase 30 anos. Mas contra o desejo de alguns, ele sobrevive. Mais que isso, permanece forte, ancorado numa crença na capacidade do clube como um colectivo, fortalecido por alguma recuperação da pujança do clube, embora não a esperada por todos nós.

Mas este caminho de vida para o benfiquismo tem alguns espinhos que têm crescido nos últimos anos.

O benfiquismo está cercado por mau jornalismo, má justiça, más decisões dos seus dirigentes, e por uma classe dirigente no desporto em Portugal que se alimenta deste benfiquismo para se sustentar mas ao mesmo tempo tenta sufocá-lo de todas as maneiras que pode.

É difícil que tudo isto não tolde a visão a alguns benfiquistas, em grande parte desesperados pela manutenção do status quo actual.

Referência da democracia em Portugal, o Benfica sempre foi um clube multicultural, agregador e cultivador da liberdade de expressão. As antigas assembleias gerais do clube foram exemplo disso. Opiniões inflamadas, discussão apaixonada de projectos, luta pela verdade dentro e fora do clube.

O título deste texto leva-nos ao consulado actual de LFV. 

Tem sido o presidente mais centralizador e castrador de opiniões contrárias dos últimos anos no Benfica.

Se calhar, no princípio do seu consulado não podia ter agido de outra forma. Todos recordamos a feira de vaidades (termo muito utilizado no passado) que foi o Benfica nos anos 90. E os chamados notáveis criados pela imprensa, em que nada beneficiaram o Benfica, mas apenas a si próprios. 

Mas a tentativa de acabar com esses falsos notáveis, castrou a livre opinião no universo benfiquista. Quase nenhum benfiquista conhecido do público arrisca abrir a boca na imprensa para questionar as opções de Vieira. Nem internamente isso acontece. 

E falta de liberdade de expressão não é apanágio do Benfica. Passamos do 80 para o 8.

Infelizmente, isso tem consequências graves para a comunicação do clube com as pessoas mais importantes: os sócios e adeptos. São esses que são o clube, que o financiam, que o levam ao colo, que o sustentam com o seu meio de vida e com a sua força. 

O clube fecha-se sobre o seu presidente, criando a imagem de que clube e presidente são uma única entidade. Cultiva-se o secretismo sobres decisões e opções que deviam ser públicas e claras.

O Sport Lisboa e Benfica não é de ninguém nem se confunde com ninguém. É de todos os benfiquistas. De mais ninguém.

Tem a liderança de LFV sido um sucesso? Longe disso. Tem os seus méritos? Sem dúvida! Mas o Benfica não é 'país de partido único' como outros clubes em Portugal. 

Cair nesta armadilha de não deixar espaço aos outros para darem ideias, participarem na gestão do clube, poderem fazer críticas e apreciações construtivas e de centrar tudo numa pessoa, é regar a erva daninha que é o anti-benfiquismo. O Benfica é tudo menos isso. 

Na blogoesfera benfiquista esta praga também tem tido as suas consequências. A diferença de opinião gera insultos, guerras sem qualquer utilidade, quando se devia estar a discutir o presente e o futuro do nosso clube de forma construtiva.

O anti-benfiquismo floresce com tudo isto. É uma armadilha para ursos (como a da foto) e infelizmente todos nós temos sido 'ursos' em muitas ocasiões.

É altura de deixarmos de ser ursos, e fazermos valer a nossa força. O Benfica somos nós. Juntos. Os NN deram o mote no último jogo na Luz. Todos a gritar para o mesmo lado e o eco das vozes chega ao outro lado do mundo!

O Benfica é transparência, é lisura de processos, é informação fluída e dinâmica para o seu grande alicerce: os sócios e adeptos.
Só assim se sufocará o anti-benfiquismo.

19 comentários blogger

  1. Diogo Barge


    Tantas razões para ser do Benfica, uma só chegava. O Benfica, o próprio Benfica. Somos do Benfica porque somos. Somos do Benfica ,porque sim. O Benfica dogmatiza-nos. É por isso que é o Benfica. A mais bela ideia do seculo XX português, foi o Benfica. A maior industria de sonhos do século XX, foi o Benfica. O Benfica é o maior capital de emoções do novo século. O Benfica só pode ser o tempo de abrir a janela ao tempo que há-de vir.

    O Benfica deu-nos Eusébio. O benfica deu-nos Coluna, Germano, Humberto Coelho, Chalana,Rui Costa. O Benfica deu-nos Livramento, Carlos Lisboa, Nélson Evora. O Benfica deu-nos gente para sonhar com sonhos. O Benfica açambarcou triunfos. O Benfica deu-nos sonhos para sonhar com gente.

    O Benfica dá fôlego aos sovados pela vida. O Benfica dá estimulo aos anónimos. O Benfica remete para o terreno da igualdade. O Benfica aguça o ideal da cooperação. O Benfica mitiga dores, aflições e raivas.

    O Benfica, no Portugal que ama,é fado,é folcore, é arraial, é canto livre. O Benfica é garra, é furia, é luta, é mito. O Benfica é alegria, é fábula, é lenda. O Benfica é liberdade.

    O Benfica, de imperial, exibe a águia. Porque o Benfica tem carisma imperial. Porque o Benfica tem mística imperial. O Benfica até aproxima os desaproximados. O Benfica até faz pausa nos conflitos. O Benfica é o capitulo definitivo na vida das gentes.

    O Benfica tem verdade centenária. O Benfica tem força arrasadora. O Benfica é destino inelutável.


    O Benfica é tudo isto e muito mais, o Benfica é a minha paixão!!!


    SOU DO BENFICA E ISSO ME ENVAIDECE!!!!

    ResponderEliminar
  2. SHADOWS,
    Abram alas ao novo escriba. Que sejas Bem Vindo a esta casa. Estou certo que com as tuas vitaminas de Benfiquismo, este blogue e todos os que aqui vêm, ficam mais ricos !!!
    Obrigado por aceitares o convite
    abraço

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelo convite! Acima de tudo, que os benfiquistas se sintam confiantes na sua força e unidos por um clube sem paralelo. Aí reside o segredo do benfiquismo.
    Abraço!!

    ResponderEliminar
  4. Shadows
    como começas a "alfinetar" o Vieira, espero que em outros postes mudes um pouco a agulha, porque o nosso ENORME tem milhões de assuntos para se fazerem belos postes.

    Prevejo que uma certa "brigada" venha já a caminho para dizer; olhem, aqui está mais um...anti-Benfiquista!!!

    ResponderEliminar
  5. Não vislumbro onde falte democracia e liberdade de expressão no actual Benfica, mas está bem...

    ResponderEliminar
  6. Grande Viriato,
    Eu abordo todos os temas sobre o nosso Glorioso. E podem-me chamar do que quiserem...quem chorou como eu chorei quando o Benfica perdeu com o PSV na final de 1988 pode ser 'mariquinhas pé de salsa, choramingas' mas não anti-benfiquista! Mas estou preparado para tudo. Venham eles! Quantos são...?! :)

    ResponderEliminar
  7. no Benfica falta sobretudo o contraditório!! e isso é gravissimo, pois antes de haver democracia em Portugal, já era praticada no SLB.

    ResponderEliminar
  8. Conde de Vimioso18 outubro, 2011 01:39

    Brilhante.

    Benvindo, que nunca te doam os dedos e que sigas imperturvabel perante o latir da cansoada.

    A liberdade intelectual de exprimirmos os sentimentos remanescentes da verticalidade de caracter tem de ser intocavel.

    Dizer-te so que nao foi a imprensa a catalogar alguns Benfiquistas auto apregoados elitistas, mas sim Vale e Azevedo.

    Quanto ao LFV esta a tenat transformar o SL BENFICA no clube de um homem mas nao vai conseguir porque a lucidez de muitos dos Benfiquista nao deixara.

    Força companheiro

    ResponderEliminar
  9. Excelente post!
    Que mexe num assunto muito pouco falado mas muito praticado quase sem dar-mos por isso.
    A não aceitação do contraditório, da opinião diferente.
    É muito mais difícil praticar a democracia que a ditadura.
    E os tempos que vivemos não nos estão a trazer nem a educação nem a paciência para sabermos ouvir os outros e depois dar-mos a nossa opinião também.

    ResponderEliminar
  10. Gostei do texto.
    Mas não concordo com a sua conclusão.

    "o secretismo sobres decisões e opções que deviam ser públicas e claras" justifica-se na maior solidez do clbe, na maior competência e ao maior profissionalismo, que centrou nas salas de runião o debate das questões em detrimento das mesas de café. Isso deve ser mesmo assim a bem do clube.

    A falta de "opiniões inflamadas", a menor discussão apaixonada de projectos (mas não desinteressada) e luta pela pseudoverdade dentro e fora do clube promovida na comunicação social pelos "notáveis" só acontece por duas razões, alheias a LFV:
    - ausência real de projectos alternativos e credíveis, dos ditos "notáveis";
    - falta de rostos que mostrem seriedade, capacidade, competencia e desinteresse pessoal para que outras correntes ganhem credibilidade e, assim, receptividade junto aos benfiquistas.

    ResponderEliminar
  11. Família de Jorge de BRito fez muito bem fazer o fez, senão ele tinha estoirado muito mais no clube e havia muita a influenciar para ele lá meter o dinheiro, felizmente a família tirou do Benfica.

    ResponderEliminar
  12. Superáguia: Eu não defendo os 'notáveis', longe disso. Mas sou completamente a favor da pluralidade e da liberdade de expressão. Quanto ao secretismo de que falei, dou-te o exemplo mais recente: o apoio a Fernando Gomes. Não mereciam os benfiquistas que LFV explicasse em pormenor o que o leva a apoiar este senhor? Ou outro exemplo: não merecem os benfiquistas saber o que se passa com a renovação do Maxi? Tudo tem o seu timing, claro. Mas não haver explicações para ninguém, isso é inaceitável. Obrigado por expressares a tua opinião aqui.
    Quanto ao anónimo que me chama idiota, também obrigado por vires ler o que se escreve por aqui!

    ResponderEliminar
  13. Shadows,

    O teu texto é muito interessante e destaco a visão positiva que dele emana.
    Acho curioso, no entanto, que fales de liberdade num blog que se tem destacado, recentemente, por não permitir a opinião de benfiquistas identificados e onde não se usa linguagem insultuosa, mas onde a crítica a muita porcaria que por aqui se tem escrito é dura.

    Pode ser que a tua chegada mude as coisas. Eu vou esperar para ver, mas não deixo de saudar um novo "ar" que se vislumbra neste teu início.

    ResponderEliminar
  14. Antes de mais, bem vindo!
    Muito bom post! Cheio de benfiquismo! E cheio de verdades! Há muito que temos, pela blogosfera, insistido nas duas vertentes focadas por este post.
    O Benfica tem sido vilipendiado pelo exterior! Mas valha a verdade que não tem havido por parte de quem dirige o clube preocupação em defender-nos! E o caminho seguido é da mordaça! Quer pela direcção, quer por parte de muitos adeptos! Adeptos esses que comparecem também por aqui, com ameaças e comentários inócuos!
    A verdade é que LFV, em 10 anos, ainda não mudou o paradigma do futebol nacional. Quanto muito, até fortaleceu o Status Quo. Tem méritos. Tem obra. Deixa alicerces. Mas não é tão vanguardista como quer parecer ser. E no futebol numa década cometeu demasiados e repetidos erros!

    ResponderEliminar
  15. Águia Preocupada18 outubro, 2011 14:32

    Gostei do post pelo tema sempre actual e oportuno (infelizmente)!
    Tanto neste como noutros blogs, tenho combatido o estado a que chegou o nosso clube, com o endeusamento e veneração que muitos dedicam a Vieira, ao ponto de o confundirem com o Clube!
    Como já em tempos escrevi: Presidentes há muitos e vão passando; o Benfica é único e permanecerá e resistirá ao tempo!
    Mas alterar este status quo não vai ser fácil; a máquina está muito bem montada e oleada e os interesses e mordomias de e à volta de Vieira são imensos e o medo de os perder provoca o despotismo que tem sido lema nestes últimos anos!

    ResponderEliminar
  16. Pessoalmente vivo bem sem os "notáveis" sempre a comentar cada contratação, substituição,etc...
    Éramos o único clube que tinha oposição pública e não ganhávamos, ainda bem que deixámos de ter oposição pública e passámos a ganhar, mas isto sou eu!

    ResponderEliminar
  17. RUI
    A nenhum Benfiquista identificado lhe é cortada a palavra, a não ser que use palavras ofensivas.

    ResponderEliminar
  18. A melhor prova do que o que o Shadows (Sombras) - bom nome e que revela mais do que exprime - diz é este blogue, cuja existência tem um e único fim: dizer mal de quem dirige o Benfica. Dizer mal do presidente e da direcção, dizer mal do JJ e das suas opções, dizer mal de alguns jogadores que não caem no goto dos "experts", etc. Tudo em nome de uma demagógica "democracia" que eles nem sequer fazem ideia do que é.

    E depois ainda se queixam de que no Benfica não existe liberdade de expressão. Eu acho que existe demais. O que não existe são pessoas responsáveis e adultas que apenas gostam de criticar só porque... sim!

    É uma maneira como outra qualquer de ganharem proeminência e poderem dizer que são grandes benfiquistas!! Mas não são! Assim como também não são grandes democratas!

    Rui Pina

    ResponderEliminar
  19. Obrigado a todos pela participação e aos colegas de blog pelas boas vindas!

    O que interessa é mesmo isso: debate de ideias e partilha de opiniões, mesmo que contrárias às de quem escreve.
    Nada me move contra ninguém, excepto aqueles que têm como objectivo destruir o Benfica. E como sou livre pensador(penso eu de que...!) não me coíbo de discordar com muita coisa. Mas não confundam nada disso com ataques.
    E como escreveu o Viriato, todos têm direito à palavra,desde que com respeito. Porque quem só sabe insultar, é porque não tem ideias dentro da cabeça. Só vocabulário do dicionário de calão.
    Cumps a todos
    Shadows

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking