Tentar ajudar a arrumar a casa
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 24 de junho de 2011

Tentar ajudar a arrumar a casa

 ●  + 20 comentários  ● 
Não que concorde com algumas opções tomadas, mas vou assumir como válidas grande parte das decisões tomadas. Até porque, como sócio do SLBenfica, a partir do momento em que são tomadas as decisões... passam a ser minhas também. Isso não implica que concorde com elas, mas implica que saiba conviver com elas.

Assim, e para mais tarde recordar, vou deixar aqui a minha ideia de como organizaria a estrutura e o plantel, face ao actual enquadramento de pessoas e decisões.

O Staff da SAD

Não há volta a dar ao facto de Luis Filipe Vieira ser a linha de responsabilidade directa da estrutura directiva da SAD. Na minha perspectiva deveria ser Rui Costa a liderar o futebol profissional e de formação, ficando Luis Filipe Vieira com um papel supervisor (enquanto Pres. SAD). Como já disse, é fundamental ter a liderar o futebol, alguém do futebol e que sabe e sente o SLBenfica. Luis Filipe Vieira não é essa pessoa em termos de background e seguramente não o é na paixão.

Mas admitindo que não podemos fugir deste centralismo penalizador, o desejável é que seja real o que a comunicação social anuncia de ter Rui Costa num papel decisor em termos de gestão e planeamento do futebol de uma forma macro (contratações, empréstimos, acompanhamento de jogadores, coordenação do scouting, relação com outros clubes, etc.).

António Carraça a assegurar todo o processo operacional do futebol profissional (acompanhamento da equipa, presença no banco, gestão de comunicação, acompanhamento dos jogadores, controlo da actividade extra-futebol, estágios, coordenação com treinador, integração com DIC, comunicação com a SAD, identificação das lacunas, idenficação de soluções a propor à SAD, etc.).

Já o prof. Manuel Sérgio, penso que deve ser mais do que um "espectador" e consultor dos treinadores, neste caso Jorge Jesus - mais tarde vão perceber porque considero o treinador o elo menos relevante da equação "staff". O Prof Manuel Sérgio deve trabalhar sobre a directa responsabilidade de Rui Costa e em perfeita sintonia com António Carraça, sim porque o seu trabalho é mais do que apenas operacional e mais do que apenas direccionado ao dia-a-dia do futebol.

Na minha opinião, Ricardo Lemos (Resp. Comunicação para o futebol) deveria estar sobre a responsabilidade de António Carraça. A coordenação e articulação com a imprensa diária, seja na libertação ou controlo de informação estratégica é importantíssimo que seja muito bem articulada com o Director Geral e mesmo com o responsável pelo DIC.

Sobre a responsabilidade de Rui Costa, deveria estar o scouting do futebol profissional que deveria ter uma estrutura de recursos humanos (scouts) e meios tecnológicos (recolha e tratamento de dados) totalmente independente do futebol de formação.

Por falar em futebol de formação, toda a vertente operacional deveria estar sobre a responsabilidade... do Director Geral, pois é! Do scouting à direcção técnica, passando pela gestão do Caixa Futebol Campus... tudo são vertentes que devem estar na égide do Director Geral de modo a que sejam estruturados e desenvolvidos de foram a servir o futebol profissional e não apenas no intuito de formar jogadores e... "depois logo se vê".

Por fim... o staff técnico. Treinadores, preparadores físicos e observadores são a base da pirâmide, um factor importante de sucesso, alargado por incluir o futebol profissional e a formação e fundamental na perspectiva que é o garante da efectivação em campo de toda a estratégia. Mas...

... pois é, mas! Mas não podem continuar a ser escolhidos "porque sim". Tem que acabar a elevada rotatividade de treinadores, preparadores e observadores fruto de insucessos desportivos. Está nas mãos de Rui Costa e de António Carraça a definição do perfil de treinador do SLBenfica e da metodologia de treino a implementar desde a formação até ao futebol profissional. 60% deste trabalho está feito...

Se olharmos aos clubes mais organizados e estruturados, quase que podemos arriscar dizer que lá qualquer treinador tem sucesso, isto porque a "máquina" funciona com grande autonomia e o treinador só tem que criar as bases técnicas e alinhar com o "rolo compressor" que é a organização do clube, seja na definição das carências do plantel, seja na comunicação para dentro e fora. Chega de "salvadores da pátria"... (por isto é que há pouco disse "neste caso Jorge Jesus"... é que pode claramente ser outro, se tiver as competências definidas pela SAD)

Neste enquadramento, há muito que defendo que a nossa formação deveria ser também uma "escola" de treinadores que pudessem depois evoluir em clubes com modelos de colaboração desportiva com o SLBenfica e, mais tarde, puderem regressar para a estrutura de futebol profissional do SLBenfica. Este modelo garante uma muito melhor continuidade dos projectos desportivos (incluindo modelos tácticos) e muito menores custos e riscos com as vertentes técnicas.

O mesmo se aplica também a preparadores físicos, adjuntos e observadores, onde o clube deverá sempre ter uma palavra a dizer na sua escolha. Obviamente que os treinadores têm a sua equipa de confiança, mas o modelo de mérito e identificação com o clube não podem ser esquecidos e as equipas técnicas têm que ser um misto de escolhas de confiança do treinador e do elementos do Clube. Por outro lado a "escola de treinadores" facilita esse processo na medida em que há uma maior identificação dos recursos com as pessoas, métodos, etc.

O Plantel
Todos sabemos que é preciso começar a cortar naquele número elevado de jogadores. Sabendo que uma parte desses jogadores foram contratados com o objectivo de se valorizarem, é preciso começar por perceber qual a nossa base de potenciação desses jogadores, ou seja, que clubes têm interesse em receber jogadores emprestados pelo SLBenfica para potenciar as suas temporadas desportivas, a troco de imparcialidade neste futebol corrupto vendido aos azuis.

Na minha perspectiva, Rui Costa tem um longo caminho a percorrer porque o futebol português está muito "minado" neste aspecto. Idealmente, penso que deveriamos privilegiar clubes de Lisboa, pela maior facilidade de acompanhamento dos jogadores (Belenenses, Atlético e Estoril estão todos na Liga Orangina). Além destes, Beira-Mar, Paços Ferreira, Olhanense e Guimarães parecem-me ser suficientes para implementar uma estratégia adequada. Acrescentaria apenas, um ou dois clubes no estrangeiro (Espanha e França ou Holanda) para colocação de jogadores a rodar na Europa.

Os jogadores a valorizar devem ser definidos em dois patamares (A, B, C e D) em função da sua etapa de evolução e potencial de atingirem um grau de competência suficientes para integrar o plantel do SLBenfica. Nos jogadores actualmente ligados ao SLBenfica, colocaria então a seguinte divisão:

(A - elevado potencial de integração) - Oblak, Roderick, Leo Kanu, Ruben Pinto, Yartey, André Almeida e Melgarejo.
(B - potencial moderado) - Fabio Faria, André Carvalhas, Leandro Pimenta, Lassana Camará, Bakar, Alípio Brandão, Luis Martins e Jean Silva.
(C - a observar/acompanhar) - Diogo Caramelo, Junior, José Graça, Ademir, Diogo Caramelo, Abel Pereira, José Coelho, Helio Vaz, André Soares.
(D - a dispensar) - Julio César, Filipe Menezes, Fernandez, Shaffer, Eder Luis, Fillipe Bastos, Airton, Weldon, Kardec, Yebda, C.Peixoto e Balboa. Nestes pode igualmente integrar-se aqueles jogadores por quem vejamos com bons olhos uma proposta, atractiva, mas cuja permanência será vista com interesse caso a proposta não surja de forma devidamente compensatória: Roberto, C. Martins, Cardozo, Aimar e Saviola.

Os jogadores dos patamares A e B deveriam ser cedidos em Portugal nas Ligas Zon/Sagres e Orangina, respectivamente. Os jogadores dos patamares C e D deveriam ser colocados em Portugal, na liga Orangina (ou inferiores), no estrangeiro ou mesmo no seu país de origem.

Assim sendo, cá ficam as minhas escolhas para 2011/12 para dar uma ideia ao Jorge Jesus:

GR: Artur Moraes, Moreira e Oblak - Excluo por completo a hipótese Roberto ficar porque entendo que o seu custo e vencimento são demasiado elevados para ficar se não for titular absoluto - o que considero que não tem condições para tal. Julio César entendo que não faz qualquer sentido no SLBenfica quando temos Oblak que pode e deve evoluir ao mais alto nível.

DEF: Wass e Maxi Pereira; Luisão, Dedé (5M€ abatidos com venda de Eder e Bastos?), Miguel Victor e Jardel; José Angel (5M€?) e Carole. - Assumo a saída de Coentrão como uma questão de tempo, considero Kanu demasiado "verde" para jogar no SLBenfica e reitero que Miguel Victor é hoje muito melhor jogador que Roderick.

MED: Ruben Amorim, Javi Garcia, Matic e Nuno Coelho; Bruno César, Gaitan, David Simão, Miguel Rosa, Enzo Perez, Salvio ou Danilo (7 a 9 M€), Nolito e Urreta. - Considero precipitada a incorporação de Ruben Pinto (quando temos David Simão e Miguel Rosa) e reitero a minha opção pela procura de um bom negócio por Aimar, não podemos ter um grande jogador (que é) a jogar apenas 60min e a descansar um jogo em cada quatro, ganhando 150mil/mês limpos.

AV: Nelson Oliveira, Rodrigo, Mora, Jara, Cardozo e Saviola. - Assumindo que é complicado alguém dar 20M pelo Cardozo, um jogador que "factura" como ele não deve sair por menos que isso. Salvo apareçam 20M (mínimo) entendo que não deve sair, apesar de eu não me rever minimamente nas suas competências. Saviola para mim tem o mesmo enquadramento de Aimar. Se sairem, têm que entrar dois novos jogadores para esta posição, ou pelo menos um, dado que a função de Saviola pode ser feita também por Salvio, Enzo Perez ou mesmo Gaitan.

20 comentários blogger

  1. esquecimento GB, o salvio para ficar tens que largar no minimo 12 milhoes.

    ResponderEliminar
  2. Não percebo a tua "paranóia" com o Aimar.

    Para se ter qualidade tem que se pagar e como o Aimar não arranjas.

    Recebe muito? Resolvam a situação dos Balboas e afina que o ordenado não faz mossa.

    ResponderEliminar
  3. O Rúben Pinto vai ficar porque podemos ter um plantel com 27+3 vindos da formação (ele vai integrar um destes 3). E tens 7 portugueses, as regras obrigam a 8.

    ResponderEliminar
  4. Gandaia, não é "paranóia" é uma opinião. Dá para respeitar? Eu não disse nada de absurdo tipo ele ser mau jogador ou se ficar que é encostado, pois não?

    @João Vaz, jogadores da formação: Moreira, Roderick/M.Victor, Nelson Oliveira, David Simão e Miguel Rosa. São 5 pelo menos. Quanto a portugueses, que regra é essa? E que sejam são os cinco acima, e ainda Amorim, N.Coelho, Carlos Martins. São 8... e nem estou a contar com o Peixoto, André Almeida e Fabio Faria.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo (passou pelo relevancia da mensagem),
    O Salvio não tem espaço no Atlético porque em Espanha (e bem) há limite de extra-comunitários (3). Além disso há a questão da lesão grave recente.

    Eu antecipo que o Salvio possa chegar na ordem dos 8M. Seja onde for. Mas olha que é real o interesse do FCPorto

    ResponderEliminar
  6. Plantel válido, aponto o excesso (30), muitos nem sequer iam ao banco.
    Amorim, Enzo, Salvio e Urreta - destes 3 no máximo. O mesmo para o lado esquerdo.

    Nota:
    Aimar é só e apenas o melhor jogador do Benfica.

    ResponderEliminar
  7. GB na tua opinião não podemos ter um grande jogador (Aimar) por causa do tempo de jogo e ordenado, mas podiamos ter um jogador mediano (Nuno Gomes). Qual era o tempo de jogo e ordenado? Já sei, era para transmitir a mística. Um grande Senhor jogador como o Aimar não transmite nada?

    ResponderEliminar
  8. GB,

    Desta vez estamos nos antípodas quanto a alguns aspectos aqui focados:

    • Elevado potencial de integração de Leo Kanu (será que viste o mesmo vídeo que eu?);
    • Dispensar definitivamente Airton e Kardec;
    • Plantel de 29 jogadores quando o máximo permitido é 27.

    ResponderEliminar
  9. Eu acho que deviam fazer esforços pelo Salvio e pelo Danilo. O Danilo é lateral direito. Mais parecido com o Ramires. O BOX to BOX que falta. Actualmente até joga como medio defensivo. O Salvio é médio ofensivo, extremo direito. Não confundir. E consta-se que o FCP anda a sondar e pode desviar o Danilo... O Salvio é caro, mas que metam o passe do Roberto no meio. LOL

    ResponderEliminar
  10. É o Aimar que não presta, é o Cardozo que não presta...
    Bons, bons, são o Nuno Gomes e o Miguel Vitor.

    ResponderEliminar
  11. A certas coisas que a mim me passam ao lado, mas na questão D, parece-me o empréstimo com ordenados pagos pelo clube a emprestar, e um valor razoável para venda, nada de exageros claro, parece-me muito melhor que dispensa com obrigatoriedade de compensativos ao jogador pela mesma. ainda no caso do Weldon estou para perceber, ele não tinha acabado contrato como o Nuno Gomes?

    ResponderEliminar
  12. Concordo com quase tudo. Acho discutivel o Aimar. Tirava o Urreta e o Rodrigo que ainda estao verdes para chegarmos ao 27, especialmente se confirmarmos Salvio.

    ResponderEliminar
  13. Por "paranóia" referia-me às várias vezes que referes que não te importas com a saída do Aimar.

    Nunca disse que não respeitava a tua opinião.

    Também há quem defende que o Nuno Gomes devia fazer mais uma época no Benfica. Há opiniões para todos os gostos...

    Eu respeito todas, posso é não concordar com elas. E foi isso que quis transmitir.

    Mais mística transmite Aimar que Nuno Gomes. Aimar em 2 anos de Benfica ganhou quase metade (3) dos títulos que o Nuno Gomes conseguiu (7) em 12 anos de Benfica.

    ResponderEliminar
  14. 19 jogadores não formados localmente é o maximo. No minimo 8 formados localmente, mas isso pode ser superado pela inscrição de um junior...

    Plantéis de 25 jogadores já é excessivo, 27/28 é uma loucura total. A LPFP deveria limitar as inscrições a 25 na Sagres e 22 na Orangina, 8 formados localmente na Sagres e 12 na Orangina.
    O JJ utiliza sempre uns 16 jogadores regularmente, juro que não entendo essa vontade de ter tantos jogadores.

    ResponderEliminar
  15. Mas quem é José Ángel?

    ResponderEliminar
  16. cumprimentos ao pessoal Benfiquista.

    Alguém pode explicar-me uma coisa:
    Se o fcp quizesse contratar o Salvio o Benfica ñ teria poder para interferir na contratação uma vez q tem 20% do passe do jogador?
    E visto q tem os 20% ñ é suposto o valor da clausula ser 15M apenas para o Benfica e para os outros clubes ser 15M + 20%.
    Fala-se muito do interesse do fcp pelo jogador mas duvido q eles iriam dar + de 15M por ele.

    ResponderEliminar
  17. meu 25 jogadores so e bom se tiveres 2 competiçoens , para quem esta em tantas como nos axo que 30 seria o numero magico

    ResponderEliminar
  18. @vnobre, o Benfica não tem os direitos desportivos do jogador. O FCPorto podia comprar apenas os 80% do Atlético Madrid.

    @CaptainKid, é o def. esquerdo do Gijon. Grande jogador e jovem

    ResponderEliminar
  19. GloriosoMagicoSLB25 junho, 2011 18:43

    Aqui se vê a grande coerência do senhor geraçãobenfica... o aimar é pa despachar pq ganha de mais para aquilo que joga... mas o nuno gomes é pa renovar porque, e seguindo a lógica de coerencia do senhor geraçaobenfica, deve ganhar muito menos do que aquilo que joga!!!

    ResponderEliminar
  20. Boa Noite a todos
    Li com atenção o teu post e concordo quase em pleno em relação à estrutura da SAD porém na minha opinião o Rui num futuro proximo deveria substituir o LFV primeiro porque nota-se o cansaço do nosso presidente e depois porque penso ser necessário sangue novo e uma mudança de ciclo real ...
    Essencial para o futuro do Benfica é continuar a dar passos na constituição de uma formação forte com o objectivo de aproveitar a medio longo prazo os activos da casa ganhando assim jovens com valor identificados com a cultura e mistica benfiquista ...
    Não é para mim de todo racional que tenhamos de estar preocupados com o limite de jogadores vindos da formação quando isso deveria ser uma prioridade e não uma formalidade a cumprir ...
    Se queremos um Benfica cada vez mais forte e com mistica não basta afirmar que se quer mas actuar e aproveitar a formação nos seniores porque esses já sabem o que é o Benfica e muitos desses jovens até são benfiquistas ...
    Com isto não digo que não devamos contratar jogadores estrangeiros de craveira mas somente os que tragam real valor acrescentado ao plantel ...
    Em relação ao plantel para este ano ainda é cedo para falar mas penso que tem de haver uma limpeza de alguns jogadores que são inuteis para o nosso projecto neste momento como Roberto ou Peixoto já que necessitamos de restaurar a paz depois de uma época tão traumatica e estes dois casos não ajudam nada a esse clima que se deve criar ...
    Em relação aos possiveis negocios nunca vender sem ter uma alternativa realmente viável e à altura ... Custa-me por vezes ver adeptos a querer vender o Cardozo sem me apresentarem nenhum jogador que marque um minimo de 20 golos por época ...
    O Cardozo teve uma época menos feliz mas não é assim tão mau como o querem por vezes pintar e há que lembrar que fez uma pré-epoca deficiente e teve lesões o que não ajudou o seu rendimento ...
    O Aimar e o Saviola parecem estar identificados com o clube e podem ser mais valias se não forem eles os salvadores da pátria ...
    Saudações Benfiquistas =)

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares