O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 12 de novembro de 2010

“A bola” - O jornal que me ensinou a ler.

 ●  5 comentários  ● 
Aquelas páginas enormes, duas ou três vezes por semana , eram a minha obra literária predilecta. Não era a descrição das defesas do Bento ou das fintas do Chalana, era toda aquela prosa sinfónica que entrava nos meus ouvidos e me fazia viajar nas nuvens!

Começava e não consiga parar, até tudo ter absorvido… Estava sempre à espera que o meu irmão chegasse com o jornal debaixo do braço, como se fosse o melhor dos doces que pudesse receber…

Muito mais tarde e já sem sentir nenhuma sinfonia nos meus ouvidos - os Maestros eram cada vez menos, e a sinfonia tinha virado musica pimba – só as notícias sobre o meu Benfica me obrigavam à sua leitura diária. Nas deslocações de comboio que efectuava, todo os dias, para o centro do Porto, o gozo era profundo!

Era como se mostrasse o meu bilhete de identidade clubístico, numa Palermo em crescimento. Eram giros os olhares cúmplices dos meus camaradas desconhecidos e que tinham coragem para fazer o mesmo! Melhor, só gozo que sentia quando via os andrades, algo incomodados, talvez por não entenderem que a paixão não tem momentos, vive-se… Tudo aquilo refrescava-me a alma, fazia-me sentir bem, e quanto mais o Benfica perdia mais eu fazia questão de ler o meu jornal e o meu Benfica à vista de todos! Ao pensar nesses tempos idos, invade-me uma nostalgia agreste, houve muito sofrimento e muitas derrotas! Já se sabia como ganhavam os corruptos, mas o Benfica estava a ficar moribundo e a precisar de ser ligado à máquina!

Há uns tempos que “A Bola” me deixava cada vez mais desinteressado, as suas análises aos jogos pareciam redacções de miúdos do ensino básico escritas em meia dúzia de linhas. Abria as páginas dedicadas aos corruptos e era óbvia a subserviência lá explanada. Andei assim desiludido até ao cartoon do “Frango à Roberto”. Tinham todo o direito de o fazer, mas eu não gostei e prometi a mim mesmo que não gastava nem mais um cêntimo na compra do jornal!

E lembrar-me que por vezes tive de me deslocar kms, para o conseguir comprar! Fazia-o pela convicção de contribuir, de alguma forma, para manter o jornal desportivo mais independente, fora dos grupos económicos que aos seus concorrente proporcionam uma distribuição muito mais eficaz. São vários os locais onde só se vendem os outro dois, mas com isso Vítor Serpa não se preocupa…
                  
Só importa manter a todo o custo, o “notável” escritor de livros à grosa e comentador “impoluto”, que à custa do pedigree (apesar de ser um animal rafeiro) com que nasceu, lhe permitiu ascender ao topo da hierarquia dos incompetentes e medíocres deste país!

A justificação de Vítor Serpa, ontem “A Bola” é um escarro saído de uma garganta carregada de imundice! Entre tanta verborreia, escreve: “Nada de anormal. Vou, aliás, continuar a gostar dos "Gatos" e, principalmente, do incomparável talento de Ricardo Araújo Pereira de quem sou e, julgo, continuarei a ser fã.”. De quem sou, e julgo; o que é isto?!! Uma ameaça ao RAP no meio do canto da sereia aos adeptos benfiquistas e a preocupação em garantir um lugar na próxima gala do Benfica?!!!

Anteontem, enviei um e-mail a esse senhor, digo o seguinte em determinado momento; “…É surpreendente saber, que no “seu” jornal, vale mais manter quem ameaça abandonar, porque se chama MST, nem que para isso tenha de usar a censura ao bom estilo pidesco, do que cumprir com a deontologia jornalística e garantir a livre expressão de opinião. Só fico na dúvida se calculou que RAP, se solidarizaria com um colega vítima de censura. Se calhar não, porque isto de honra e carácter, não está ao alcance de todos – para si, outros "valores" se levantam, talvez os mesmos que afundam o nosso país!”

E pronto, mais uma das poucas referências de um passado, com substância, desapareceu de vez para mim! Espero que LFV não dê a próxima entrevista televisiva a esse acéfalo acusado de plagiador (só falta ouvirmos escutas no Youtube), nem ao jornal que tem por director um jornalista tão pidesco. E, acima de tudo, não o convide para a próxima gala do Benfica – isso seria gozar com os benfiquistas e o Benfica!!!

Como gostaria de ver, que todos os benfiquistas que lá comentam fizessem o mesmo que RAP e que mais nenhum se disponibilizasse para ocupar os seus lugares!

Claro que nada disso vai acontecer!


5 comentários blogger

  1. Excelente texto!! Gosto muito desse teu lado romântico... Quando começo a ler tenho mesmo de ir até ao fim. A tua presença torna este blog melhor, está tudo dito.

    ResponderEliminar
  2. Bem, davas um prosador de primeira, tens de pensar escrever um livro. boa ligação com a actualidade e um tiro certeiro. Estou com o RedMoon ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu sei que ainda é cedo mas desde já aqui ficam os meus votos de um
    Bom Natal a todos vós!

    http://www.youtube.com/watch?v=HEcf_QAgztA

    ResponderEliminar
  4. Obrigado, pela força que me dão para continuar...

    Caro José, realmente ainda é muito cedo para desejar bom natal, mas já que antecipou os votos, devolvo-lhes com o desejo que não se engasgue muito com a fruta, é que no Natal ela costuma ser seca!!!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking