O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Avatar

Mário Wilson - paixão e razão.

 ●  + 6 comentários  ● 

Faleceu Mário Wilson.

Se há alguém que personificava a melhor maneira de estar no desporto, seria certamente o “velho Capitão”.

O percurso de Mário Wilson no futebol português foi notável. Não precisa de descrições detalhadas. Quer na Académica, na Selecção ou no Sporting deixou a sua marca.

Mas foi no Sport Lisboa e Benfica que Mário Wilson conseguiu juntar paixão e razão.

Há quem tenha apelidado Mário Wilson de um dos últimos “românticos” do futebol. Percebo este termo mas eu diria antes que o “velho Capitão” foi um dos últimos a não confundir rivalidade, vontade de vencer e fair-play com outros sentimentos e atitudes perversas promovidos por quem lidera os clubes e o futebol em Portugal hoje em dia.

Mário Wilson nunca deixou nada por dizer, mas usava de inteligência e classe para o fazer. Sim, uma das principais características de Mário Wilson era a sua inteligência. Era isso que o diferenciava da maioria dos treinadores da sua geração juntamente com a sua elevação como ser humano.

Foram vários os episódios em que foi colocado à prova mas nunca desceu ao nível da escumalha que o insultava. 

José Maria Pedroto, a semente do ódio e pai da corrupção no futebol português fez de Mário Wilson uma espécie de ódio de estimação, chamando-o de palhaço e utilizando outras expressões a roçar o racismo. Nunca este senhor chegou aos calcanhares de Mário Wilson.

Mas o que recordo com mais gratidão foi o espírito de abnegação de Mário Wilson em prol do seu Benfica. Foram várias as vezes em que veio pegar na equipa depois de uma chicotada psicológica e em alguns dos casos chegou a ouvir alguns desaforos de benfiquistas mal agradecidos pela missão e sacrifício de Wilson que vinha servir o clube sem se preocupar se a sua reputação como treinador seria ou não afectada. E como foi importante nas várias vezes que foi chamado a socorrer o nosso clube!

Esse Mário Wilson ensinou-nos muito sobre o que é ser benfiquista. Nunca ninguém ouviu da sua boca louvar nada que tivesse feito no clube ou pelo clube. A única coisa que escutavam de Mário Wilson era a palavra gratidão por ter sido possível trabalhar no clube do seu coração: no Sport Lisboa e Benfica!

Não sei se muitos benfiquistas estarão conscientes da importância que ele teve para a evolução do futebol português. Para o Sport Lisboa e Benfica. Foi um dos melhores e mais inteligentes treinadores que passou pelo nosso futebol. 

Mário Wilson não teve a homenagem devida da parte do Benfica em vida. Ele merecia ir embora deste mundo vendo, embora nada pedindo, que o clube o havia imortalizado numa parte do Estádio da Luz. Essa homenagem seria para sua alegria, não para outros verem após a sua partida. É importante que as pessoas sejam reconhecidas e acarinhadas em vida e que vejam reconhecido o seu contributo de forma indelével. 

A nossa memória colectiva de Benfica será sempre marcada por Mário Wilson. 

A sua vida e exemplo simbolizam o que de melhor o Benfica conseguiu dar ao mundo.

Nós benfiquistas seremos sempre gratos pelo modelo de benfiquismo que Mário Wilson personificou: imparcial, incorruptível e independente de tudo o que não tivesse a ver com a nossa génese, com os nossos elevados valores.

Mário Wilson partiu.

Eusébio, Coluna, Águas e tantos outros nunca foram esquecidos por nós. Mário Wilson está nesse nível. Inesquecível. Até sempre.

6 comentários via blogger

  1. "José Maria Pedroto, a semente do ódio e pai da corrupção no futebol português fez de Mário Wilson uma espécie de ódio de estimação, chamando-o de palhaço e utilizando outras expressões a roçar o racismo. Nunca este senhor chegou aos calcanhares de Mário Wilson."

    Bom, só os mortos conhecem o fim da guerra, e a guerra entre Wilson/Pedroto era uma guerra sem quartel, poucos sabem que essa guerra nem começou quando ambos treinaram Benfica/FC Porto na década de 70, ou Wilson sucedeu a Pedroto como seleccionador na mm década. A guerra Pedroto/Wilson começa em 1962/63, Pedroto treina pela 1ª vez na I Divisão a Académica, onde Wilson era Capitão da "briosa", Wilson, então com 33/34 anos, pesado, vendia experiencia, mas acusava dificuldades fisicas (exemplo Luisão), e foi relegado para o banco, para na temporada seguinte deixar a Académica, já no 2º ano de Pedroto, foi em Coimbra que começou esse ódio de estimação entre ambos (um jovem treinador, e um veterano capitão, Pedroto era de 1928, Wilson era de 1929).

    Agora vejamos os registos de Pedroto em clubes de média dimensão:
    1969/70 V Setubal 3º lugar!
    1970/71 V Setubal 4ºlugar! (eliminado nos quartos da T UEFA pelo Leeds, por mero golo)!
    1971/72 V Setubal 2º lugar!
    1972/73 V Setubal 3º lugar! (eliminado nos quartos da T UEFA pelo Tottenham, por mero golo. Nesta temporada, foi finalista vencido na T Portugal, 2-3 Sporting).
    1973/74 V Setubal 3º lugar! (eliminado nos quartos da T UEFA pelo Estugarda, por mero golo).
    1974/75 Boavista 4º lugar! (Vence a T Portugal).
    1975/76 Boavista 2º lugar! (vence a T Portugal).
    1980/81 V Guimaraes 5º lugar (entra só na 8ª Jornada a substituir Peres).
    1981/82 V Guimaraes 4º lugar!

    E agora pergunto ao autor deste post, conhece algum treinador que em clubes de média dimensão em 82 campeonatos disputados em Portugal, tenha estes registos de Pedroto? Só lhe peço apenas um treinador, com registos mais ou menos semelhantes: 2 T Portugal, 2 X Vice Campeão, 3 X 3º classificado, 3 X atingiu os quartos T UEFA, tudo isto no Sado e no Bessa!

    Cuidado ao subestimar, porque qualquer surpresa pode ser mera competência, e naturalmente no Bonfim ou no Bessa com o beneplácito da corrupção ...
    (enfim, tal como as 4 T Europeias conquistadas pelo FC Porto, 3 delas neste século, naturalmente, "são fruto da fruta..."...)

    Prof "bitaites"

    P.S. Pedroto foi o 1º treinador português a alcançar uma final europeia, todavia, com o seu fiel amigo Morais como interino no banco, ante a poderosa Juventus de Platini, Rossi e Boniek, comandados por Trapattoni!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Personagem incontronavel do desporto Portugues e do Benfica.
    Um ser humano diferente, que dava prazer ouvir, naquele seu modo de doce de falar!
    Um sabio com um coracao enorme onde nao havia inimigos mas apenas adversarios!

    Que fique nas nossas memorias e coracoes como exemplo

    Num texto de homenagem, escusado estar a falar em episodios que de certeza Mario Wilson ignorava!

    Luis Borges

    ResponderEliminar
  4. Não penso que o Benfica tenha sido ingrato para com Mário Wilson: Em 2012 foi homenageado pelo Benfica.
    Não é do meu tempo e não tenho memórias do mesmo como treinador. Mas é talvez das figuras mais consensuais no nosso país. Mais que Eusébio. Ainda não vi um comentário a roçar o ódio ou desprezo por parte de clubes rivais. Diz muito do que foi Wilson.

    Um grande como ser humano. Elegância e classe no seu esplendor. Pagava para o ouvir falar do Benfica.

    ResponderEliminar
  5. Excelente texto. Disse tudo sobre o Sr. Mario Wilson e sobre o que actualmente se passa.
    Saudacoes Leoninas.

    ResponderEliminar
  6. Lindo. A sua Alma vive no coração de quem ama o Benfica. Faltou de facto uma homenagem a Mário Wilson em tempo de vida. Grande Homem, exemplo de elevação moral, sensibilidade, carácter e dignidade. Adorado por todos com quem trabalhava, ensinava e motivava. Um Pai, um professor, um amigo. Merece que o Benfica lhe dedique o título desta época.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes