O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Avatar

Já começaram!

 ●  + 7 comentários  ● 


As eleições para a FPF, conforme já disse anteriormente, são essenciais para o equilíbrio de poderes para os próximos anos.

Bastou ser anunciada a data das eleições para, por exemplo, Pedro Proença sair do silêncio e vir tomar uma posição contra a acção dos Super Dragays no restaurante em Fafe.

Algo impensável tendo em conta o abraço amigo dado por Proença ao Madureira azeiteiro numa acção de árbitros jovens.

Algo muito surpreendente tendo em conta o silêncio face à guerra de palavras que tem incendiado o futebol português esta temporada.

Também Fernando Gomes não perdeu tempo e lançou para a imprensa a notícia de que se vai recandidatar à presidência da FPF. Este anúncio não surpreende pois os apoios que teria para a UEFA esfumaram-se desde que o seu principal mentor, Platini, caiu em desgraça junto do mundo do futebol.

Por isso, não resta outra opção a Fernando Gomesque tentar manter o poleiro da FPF com o mesmo registo.

Um registo de fuga aos temas fracturantes, às decisões que colidam com os interesses a norte, e com uma liderança fraca, quase inexistente e em que todos sabem que Fernando Gomes não manda mas sim obedece. Para isso é que tem como seu braço direito o rapaz conhecido como “Cachecol do Porto”.
(Têm um exemplo relatado hoje no "Artista do Dia".)

Perante este cenário, as perspectivas para as eleições da FPF são muito desanimadoras. Quer Pedro Proença quer Fernando Gomes são instrumentos nas mãos de outros.

Fernando Gomes foi parte integrante do núcleo duro de Pinto da Costa no período abrangido pelo Apito Dourado, aparecendo inclusive nas escutas a fornecer bilhetes para que o empresário António Araújo levasse a “fruta” ao estádio.  

Pedro Proença deu um contributo importante para que, pelo menos, 2 títulos de campeão fossem entregues ao FCP. Um na época de Quique Flores com o penalty inventado sobre Lisandro, outro numa das temporadas de JJ com o golo de Maicon.

Num cenário em que tivéssemos um presidente do Sport Lisboa e Benfica realmente benfiquista de coração, independente, corajoso e interessado em fazer do futebol português um sítio melhor, estas eleições seriam as ideias para romper com um dirigismo alinhado a norte e que tudo tem feito para não romper com o passado recente do Apito Dourado.

Como não é o caso, veremos provavelmente o Benfica apoiar um nome do sistema, talvez mesmo renovando o apoio a Fernando Gomes. 

7 comentários via blogger

  1. Viver no vosso mundo perfeito deve ser muito fixe...
    Frankkk

    ResponderEliminar
  2. Shad,
    Sem stress, neste momento anda muita gente sob escuta. Ele anda escondido na SAD PORQUÊ ?investigar.



    taxistas de Alvalade

    ResponderEliminar
  3. Depuralina azul, perca kilos em pouco meses.



    ResponderEliminar
  4. Hummm... o tacho é muito apetecível. Além do resto.

    ResponderEliminar
  5. O Proençote apintou-nos em 10 clássicos (corruptos e sportém) e nesses clássicos, o nosso Gloriosíssimo GLORIOSO não ganhou um.....unzinho sequer. É obra!!!

    ResponderEliminar
  6. Pelo menos devem ter empatado em algum. Mas quando vocês são apitados pelo Jorge Ferreira a vitoria esta sempre garantida pois ganham sempre. Isso sim é obra.

    ResponderEliminar
  7. Houve mais pessoas a pertencer ao núcleo duro de PdC, e que depois sairam...

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes