SONHO: Futebol português, um espectáculo para todos
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

SONHO: Futebol português, um espectáculo para todos

 ●  + 1 comentário  ● 
Ontem numa roda de amigos falavamos sobre corrupção no desporto e nos motivos que levaram à degradação do futebol português conforme nos habituámos a conhecer e que nos foi passado pelos nossos pais. Por outras palavras, discutia-se o sexo dos anjos, dado que em Portugal a sociedade jamais daria força a um modelo de gestão da Liga Portuguesa que pusesse fim a este estado das coisas.

Se olharmos para algo tão simples quanto um tema já muito falado no (novo) Blog GeraçãoBenfica, o novo Regime Jurídico das Federações Desportivas (RJFD), percebemos que em Portugal nem a justiça se impõe perante os interesses instalados de Joaquim Oliveira, Pinto da Costa, Lourenço Pinto e... Jorge Mendes.

Demos por nós a olhar para modelos de sucesso, onde os "jogos de bastidores" existem mas são controlados... onde o espectáculo é o factor principal a ter em conta. Demos, portanto, por nós a olhar para o modelo americano onde tanto os desportos mais espectaculares (Basketball e Hoquei no Gelo), como os desportos mais secantes (Baseball) e os desportos que se prolongam durante horas (Futebol Americano, Nascar, Indy) se tornam autênticos espectáculos que arrastam multidões. Mesmo o futebol (Soccer), com baixíssimos níveis de qualidade face ao futebol europeu, tem muita gente nos estádios e cada vez mais seguidores.

O denominador comum que permite explorar todos estes desportos, criando riqueza para clubes e levando a cada adepto um factor "Espectáculo" como pouco se consegue no mundo chama-se: Centralização Independente - NBA, MSL, NFL, NASCAR, AAIPB, etc. todos controlam a totalidade dos factores extra-desporto como transmissões televisivas, transferências, tectos salariais, comunicação, etc.

Antes de começarem já a pensar que o SLBenfica ficava a perder, olhem à vossa volta, nomeadamente para os exemplos que dei. Algum dos grandes clubes destas ligas deixou de ganhar, de formar bons jogadores ou de contratar vedetas? Nenhum...

À margem disso, é tudo uma questão de modelo e de premiar o mérito. Dou-vos apenas o exemplo das Transmissões Televisivas, negociadas sempre pelo Benfica com muita... amizade. Se o "bolo" do retorno pudesse ser negociado de forma centralizada e distribuido em função de critérios objectivos e quantitativos, era simples:

Quem melhor se classifica... mais ganha!
Quem mais audiências proporciona... mais ganha!

Deixavam de se contentar, os pequenos, com os favores aos corruptos para se manterem "ao cimo de água" e passariam a ter objectivos claros de vencer jogos para, com isso, ganharem muito mais dinheiro.

O mesmo se poderia passar com os tectos salariais (em Portugal) e o número para a contratação de estrangeiros. Maior flexibilidade e benefícios para quem melhores classificações consegue obter no ano anterior.

Enfim... isto daria para 1001 ideias que não vou ousar descrever porque num país onde não há vontade política e há incentivo à falsidade desportiva pelo poder político e judícial... matam-se logo estas ideias de país desenvolvido e com potencial de criação de justiça, verdade, espectáculo e de riqueza. Quem quiser saber mais tem os sites institucionais da NBA, NFL, NHL e até NASCAR, por exemplo.


Mas vamos cair no ridículo que em Portugal alguém dizia, então vamos lá avançar para um modelo assim... Olhem que não é uma ideia descabida, pois ao que sei o Fernando Gomes traz essa na manga para o próximo mandato.

O que aconteceria???

SIMPLES! Gajos inteligentes, porém corruptos e mafiosos, iriam trabalhar durante três ou quatro anos para "organizar" tudo na surdina e posicionarem "os seus capos" nas diferentes áreas estratégicas desse projecto que seria apenas justo e honesto na teoria, porque na prática iria servir para encobrir, agora de foram legítima, todas as práticas de corrupção existentes em Portugal.

Lembrem-se deste tópico quando no próximo mandato o Fernando Gomes aparecer rodeado de ex isto e ex-aquilo para a Liga de Clubes e com um projecto do género... mas independente... só para um lado!

Convido-vos ainda assim a lerem mais sobre este tipo de organizações, que não são perfeitas - longe disso, mas pelo menos valorizam o espetáculo, os intervenientes, os espectadores e a verdade desportiva: About the NBA; NBA Wikipedia; NFL na Wikipedia; NFL.com; e têm muitos outros para procurar como o site oficial da Nascar, etc.

1 comentários blogger

  1. Há um enorme erro de análise neste post. As ligas americanas não são comparáveis com o resto do desporto no mundo porque gozam do privilégio de serem as mais ricas. Podem, por exemplo, criar um tecto salarial para os atletas porque sabem que não há concorrente possível e têm a garantia que as vedetas permanecerão nas suas equipas.
    A criação deum tecto salarial no futebol português, uma vez que temos pouca capacidade de investimento, nivelaria, ainda mais, a nossa liga por baixo.
    Outra diferença significativa é o facto das ligas serem fechadas. Um ano de forte desinvestimento não significa uma descida de divisão. E são fechadas ao ponto de apenas competirem entre si ao invés do modelo de desporto no resto do mundo em que, além das competições nacionais, existem as competições continentais.
    Para terminar, não havendo vontade política para que as instituições funcionem, de forma honesta, em Portugal, como bem referes, qual a razão do post?

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares