Castillo de volta. E agora Rui Vitória?
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Castillo de volta. E agora Rui Vitória?

Avatar
 ●  + 97 comentários  ● 


Penso que é quase unânime que Ferreyra com a formula 4-3-3 é um fracasso. Continuo a achar que tem movimentações de craque, que tem sentido de baliza muito apurado mas acho que claramente precisa de alguém ao lado.

A questão é o que fazer agora que Castillo regressou. Seferovic tem tido prestações positivas apesar de continuar convencido de que não tem "andamento" para ser atleta do SL Benfica.

Vale a pena manter o esquema com um avançado e colocar Castillo? Ou promover uma alteração?

Seria descabido pensar noutro esquema de jogo ainda para mais com o regresso para Outubro de Krovinovic?

Não me recordo quando, mas há pouco tempo sugeri um 4-1-3-2.

Uma táctica alavancada por laterais móveis, que teriam de fazer todo o flanco(hoje quer Grimaldo quer André Almeida sobem muitas vezes) e com um meio campo com mais musculo e mais criatividade.

A ideia era colocar Fejsa com Gabriel, Krovinovic e Zivkovic(ou Pizzi) na sua frente. Apoiados pelos laterais teriam depois Castillo e Ferreyra na frente. O chileno é um "touro" capaz de dar aquele poder de choque e de luta que Ferreyra não tem e ao mesmo tempo assistir o argentino para aquilo que ele faz melhor: finalização.

Claro que este esquema retira importância a jogadores de flanco mas penso que dá mais consistência ao meio campo, qualidade e capacidade do SL Benfica pautar e controlar os tempos de jogo.

Eventualmente e em alguns jogos, Salvio poderia ser uma opção para o tal lugar disputado por Zivkovic e Pizzi. Mas continuo a preferir Zivkovic que tem mais qualidade de passe e visão de jogo.

E ainda falta saber nisto que papel terá Jonas.
O que não me parece viável é ter 4 avançados(pelo menos) para apenas uma posição em campo. Nem ter Gabriel e Krovinovic para alternarem um com o outro.

Falta ainda nisto tudo saber que papel podem ter João Félix e Gedson. Fundamental, terá que ser.

Rui Vitória tem um problema dos bons para resolver. Tem qualidade disponível com o fim das lesões  no plantel e a sua arte será encontrar uma forma de utilizar os melhores jogadores nas posições em que são mais úteis à equipa e em que se note mais a sua qualidade.

E agora Rui Vitória?

97 comentários blogger

  1. Essas não são dúvidas ou problemas que apoquentem Vitória.
    Vitória, como não risca (só petisca) nas decisões de fundo, porá a jogar o jogador relativamente ao qual sofrer mais pressões ou exigências externas.
    Acho piada como vocês, 4 anos depois, ainda não conhecem Vitória.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anonimo: a tua opinião vale o mesmo que a ausência da tua identidade...zero. RV 3 anos 2 x campeão....para já uma média superior a JJ. factos e não insultos gratuitos...

      Eliminar
    2. Penso exactamente o mesmo. Em 3 anos não se vê um único movimento que tenha saído dos treinos. Não há momentos de jogo treinados, nem cantos, nem livres... nada. Os jogadores são largados em campo, e a categoria que têm vai chegando para o resto. Quase sempre que muda a meio de um jogo sofremos um golo. Simpatizo muito com a pessoa Rui Vitória, acho que seria um excelente "Manager" para o Benfica, mas para treinar desculpem mas é muito curto. Ainda lá está porque vai fazendo as vontades aos que vivem das transferências dos jogadores... se batesse o pé já tinha ido há muito...

      Eliminar
    3. Estes anónimos percebem muito disto.
      No terceiro golo de Salónica, a troca de bola e movimentações do flanco esquerdo e o cruzamento exactamente para a entrada da área, onde estava um jogador posicionado, caiu do céu. Que sorte! Eles ainda hoje não acreditam como fizeram aquilo.....

      Eliminar
    4. Esses movimentos já existiam no tempo de JJ e existirão mesmo depois da saída do Rui Vitória, porque são o B e A BA do futebol moderno. O que eu falo (eu sei que não lhe interessa entender) é de movimentos de defesa em bolas paradas por exemplo. Eu não gosto da forma de JJ, mas ele pôs a equipa a defender à sua maneira. Isso notava-se. Os bloqueios, as mãos dadas e jogadores em linha. Isso é trabalho de treinador. O Ronaldo fez um golo de bicicleta porque é bom, e não porque foi pensado no treino. O Rui Vitória é um excelente motivador, um bom homem de balneário, mas no que toca a treinar e a incutir movimentações etc não consigo ver nada que tenha saída das mãos dele...

      Eliminar
    5. Fantástico! A jogada que dá origem ao terceiro de Salónica é o comum do futebol. Onde andas a ver bola?
      O que não te interessa é admitir o mérito de Rui Vitória no equilíbrio que a equipa apresenta. Em vez do futebol desenfreado do mestre da táctica, com correrias o jogo todo.
      Sempre tens a opção de ir ver o al hilal.

      Eliminar
    6. Lol, existem aqui ubs ebtebdidos que fizem que aquilo que o benfica faz ainda e do tenpo de jesus(mas si o bom claro, a bosta ja e tudo mao do vitoria)... Deixo uma questao para os entendidos do plantel atual do benfica quantos jogadores treinaram assiduamente com jesus? Jonas, Salvio, Jardel, A. Almeida(a medio defensivo def esq. Def dir.) Fejsa? OU SEJA NA DEFESA SOBROU 1 JARDEL, PORQUE A. ALMEIDA NAO CALÇAVA. NO MEIO CAMPO FEJSA E SALVIO. E JONAS, COMO E QUE OS MESTRES DA TATICA PODEM INVOCAR QUE OS MOVIMENTOS AINDA SAO DO JESUS.. . E SO PARA TERMINAR OS JOGADORES DAVAM AS MAOS NAS BOLAS PARADAS DEF. EXATAMENTE PARA DEFENDERM EM LINHA E NAO PERDEREM A NOCAO DA COLOCACAO DA DEF.

      Eliminar
  2. Deixar o gedson no banco para pôr o zivkovic a titular? Não me parece.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, se calhar Gedson pode ser a opção. Não digo o contrário embora ache que para já teríamos mais qualidade com os outros.

      Eliminar
    2. Olha que acho que o 4132 tem pernas para andar. Especialmente em jogos mais complicados ou contra adversários mais físicos, mas levanta o problema de deixar de fora a quase totalidade dos extremos do plantel.
      No entanto gostava de ver um meio campo com fesja, krovi, Gabriel e gedson contra o Porto. Os nossos extremos peso plumas são inofensivos frente ao poderio físico deles.

      Eliminar
    3. Ora aí está um dos problemas do SLB: o poderio físico dos adversários. Na Champions será a mesma coisa.

      Eliminar
    4. Shadows acho que vao todos ter uma pequena surpresa, o esquema esta mais do qur certo e la para o Natal vamos ter um 11 a volta disto

      Odysseas
      Cochia
      R.Dias
      Jardel
      Grimaldo
      Gabriel
      Gedson
      Pizzi
      Krovi
      Jonas/Castillo
      Ferreyra

      pode ser que nos jogos mais duros entre o Fejsa para o lugar de Gabriel/Gedson. Acredito que sera vom este sistema que seremos campeões.

      Eliminar
    5. Sam P.L., que o Mister Fezadas te oiça! Mas vai ser tão difícil que ele tire os extremos puros coladinhos à linha...

      Este onze que sugeres seria uma espécie de 4x4x2 losango, com o Krovi a 10, o Pizzi e o Gedson a 8 e o Gabriel a 6, certo? Ou um 4x1x3x2 como defende o Shadows? De qualquer forma, é um onze de sonho! Permite incluir quatro grandes médios no onze e seria um upgrade grande um 6 como Gabriel em vez de Fejsa, pelo menos para a maioria dos jogos! Só mudava recuando o Krovi para médio interior junto com o Gedson e avançando o Pizzi para a posição 10. O Fejsa é de outro mundo sem bola, mas com bola falta-lhe demasiado para uma equipa grande com modelo de posse como a nossa...custa-me muito escrever isto porque adoro o Fejsa e estou-lhe muito grato, mas a verdade é que as suas limitações na construção têm grandes implicações para a equipa...por exemplo, o Pizzi ter que descer para se juntar ao Fejsa e aos centrais na nossa saída de bola, fazendo falta mais à frente para se juntar a Gedson a dar linhas de passe por dentro...é também por isso que construímos sempre por fora do bloco - não há quase opções dentro!

      Eliminar
  3. Sugeriste? Então é a tática certa!
    Vitória acorda! :)
    Até já coloca, de forma mt tímida, o Pizzi entre parêntesis... novo Shadows no Geração Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mercado fechou e temos que contar com todos ou não? Novo o caraças...é o mesmo ordinário. :)

      Eliminar
    2. Mas a tática é boa, mas não é para este treinador. É muito parecida com a do Real Madrid under Zidane ou Rui Jorge, por exemplo- esta ainda mais atacante; Ou do Jesus na primeira época. Mas para trocas de bola, posse, um-dois toques, esquece isso.
      Mas um meio com Gabriel- Nos jogos em casa- a trinco, Gedson, Ziv e Krovi é para não jogar mal nunca. Chega de correrias.

      Eliminar
    3. Essa tática e idêntica a da 1 época de vitória fejsa Pizzi Sanches e Gaitan...

      Se tens jogadores taticamente e defensivamente inteligentes resulta o problema e contra equipas mais competentes no meio campo.... Se o adversario assumir um duplo pivot no defensivo e um 10 rápido e inteligente conseguem sempre ganhar as costas do meio campo e facilmente fazem a superioridade numérica contra os centrais..... Podes ter um meio campo musculado mas se não houver inteligência de pouco te vale o musculo.

      Eu se fosse o Vitória mexia o menos possível na equipa mas tentava fazer 2 táticas semelhantes mas com movimentos e enquadramentos diferentes.

      Contra equipas mais fracas:
      Assumia o poder ofensivo num 4-1-2-3
      Na frente jogava com o castillo salvio e cervi e atrás gedson e Gabriel (ou Pizzi) com fejsa a fechar o meio campo

      Contra equipas mais competentes:
      Assumia os equilíbrios com 4-2-1-2-1
      Com Seferovic na frente salvio e Pizzi nos corredores laterais krovinovic no meio e fejsa e gedson (ou Gabriel) a fecharem o meio campo a 2

      Eliminar
  4. As fórmulas de sucesso no Benfica duram até os jogadores rebentarem. Depois, como sempre desde que RV é treinador do Benfica, é tudo ao molho e fé...no Jonas, quando o brasileiro jogava.
    Agora sem Jonas, será tudo ao molho e fé na sorte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó anonimo, afinal quem é que tem a fama de rebentar planteis?
      Não será o outro?

      Eliminar
  5. "Falta ainda nisto tudo saber que papel podem ter João Félix e Gedson. Fundamental, terá que ser."

    Não os incluía no 11 mas dizes que tem de ter um papel fundamental...priceless!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como opções para todos os jogos? Para uma época longa e em várias frentes? Nada é definitivo ou estático.

      Só os comentários de quem não tem qualquer visão alternativa ou opinião própria é que são bons...

      Eliminar
  6. É por isto que o Benfica tem como treinador o Rui Vitória.
    E não um Shadows ou um Redmoon

    JVP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E isso quer dizer o quê? Que manténs o 433? Que deixas o Castillo no banco ou o colocas a titular? Dar bitates sobre os outros é fácil. Assumir uma opinião própria e colocá-la a discussão é que é mais difícil.

      Eliminar
    2. Este Benfica em 4x3x3 tem dado frutos e é para manter. Gérson de momento tira o lugar a Pizzi se o Gabriel provar o que todos esperam dele.. Depois é escolher qual o melhor avançado tendo em conta o adversário.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Alternativa válida para uma época longa. E que até poderá ser o terceiro elemento ao lado de Gabriel e Krovinovic.

      Eliminar
    2. Mas quem é o gabriel? Onde é que ele mostrou ser melhor que os médios actuais d Benfica?
      É preciso primeiro vê-lo jogar em jogos de dificuldade variada para perceber o que vale.

      Eliminar
    3. Gedson tem tudo para ser titular indiscutível. Basta melhorar no remate, na finalização e passar a bola em vez de querer passar á força pel meio de dois ou três adversários. São coisas faceis de aprender.

      Eliminar
  8. O sistema táctico será para manter.
    A equipa mostrou estar bem, não faz sentido mudar.
    Os nossa equipa mostrou perceber o que Rui Vitória pretende para cada posição com jogadores bem rotinados, confiantes a criar muito "volume de jogo" e oportunidades.

    Os que regressarem, terão que mostrar ser/estar melhor que os que jogam.
    Neste jogo da taça da liga será normal mexidas de modo a dar minutos de jogo a vários jogadores, mas com o regresso do campeonato não acredito em grandes alterações.
    O 442 ou o 4132 ou outro sistema qualquer com dois avançados, poderá ser colocado em prática por Rui Vitória, mas acredito que só em determinados jogos e circunstancias de jogo.

    Ferreyra é craque mas necessita de algum tempo.
    Denoto que além de ainda não ter percebido o que a equipa pretende dele, também a equipa ainda não o entende a jogar.

    Neste momento é Seferovic e mais 10.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GG, para melhor muda-se sempre. Numa equipa de futebol e numa época tão longa, o 11 titular terá que ser com os melhores e aptos em cada momento.

      Concordo com a parte do Ferreyra, mas essa de ser "Seferovic+10"...é assustador! :)

      Eliminar
    2. Assustador era não ter nenhum! ;)

      Seferovic mostrou ser muito útil.
      Quando a equipa precisou dele, ele estava lá. Todos os treinadores gostam disso.
      Ninguém compreendia que saísse da equipa, nem mesmo o grupo de trabalho. Rui Vitória sabe disso...
      Na gestão de balneário, o nosso treinador já provou ser dos melhores. Isso é muito importante no futebol actual.

      Concordo que os melhores são para jogar, mas com a equipa bem não podes mudar (é dos livros)
      Os que regressarem de lesões, terão de elevar os índices físicos e mostrar nos treinos que são melhores que os que jogam. Com os minutos que irão ter e hipotéticas quebras dos titulares as oportunidades surgem.

      O importante é incutir a meritocracia, palavra que ninguém pode contestar em contexto de grupo e união.

      Red Pass só na bancada... sei que também concordas :)

      Eliminar
    3. No balneário, o grande problema chama-se Luisão. E indirectamente pode ter sido o pior contributo da direcção para a liderança de RV.
      Veremos.
      RedPass Relvado não obrigado! :)

      Eliminar
    4. Esta tática de Salvios e Cervis em correrias desenfreadas e más decisão com bola na Champions, vai ter o mesmo resultado q na época passada. Mas pronto, está a massacrar equipas gregas, turcas e colossos como o Nacional. Compreendo a análise.
      Ainda bem q o Bayern, logo na primeira jornada, vai dar uma aula de futebol. Ainda bem. Só espero não sentir vergonha como senti da vitória contra o Dortmund em casa.

      Eliminar
    5. Jorgen80,
      Eu entendo o que queres dizer com correrias desenfreadas, mas acho que tem mais a ver com as características dos dois jogadores, do que propriamente com questões tácticas.
      São dois extremos puros...
      Como características principais, um extremo tem muito de velocidade e desequilíbrios com bola, se reparares é o que ambos tentam nos corredores. Outra questão que poderemos discutir é a qualidade com que o fazem, mas aí o treinador nada pode fazer.

      O que vejo de interessante tacticamente e que é pedido pelo treinador a Sálvio e a Cervi, são movimentos de jogo interior... Quando o jogo é canalizado no corredor contrário, vemos muitas vezes o nosso extremo contrário por dentro na zona de criação ou com diagonais nas costas da defesa. Isto sim, é treinado. Outro exemplo, são os cruzamentos recuados quando o extremo ganha a linha e o ponta de lança aparece a arrastar os defesas centrais, com os nossos médios a aparecer na zona de finalização. Pizzi já marcou vários este ano desta forma.

      Eliminar
    6. O Salvio e o Cervi não sabem arrefecer e temporizar o jogo. Não são conhecedores dos diferentes tempos; Não há ligação com o jogo coletivo.
      Por exemplo, nunca tinha visto jogar o Bruma. Ou já não o via há muito tempo. E está ali um jogador, que nas mãos certas, poderá/poderia ser de classe mundial. Arranca, é explosivo, mas também sabe pausar o jogo, e esperar por jogadas de envolvimento. Não toma sempre as melhores decisões, mas tem outra ligação com o jogo. Salvio nunca o conseguirá. Acerta uma jogada em mil, numa liga como a nossa, mas nos Jogos Champions, não há tal benesses. E é isso q se provará. O mesmo para o Cervi.

      Eliminar
    7. Concordo contigo naquilo que Sálvio nunca irá fazer bem.
      Está em grande forma este ano, e é importante no Benfica por algumas características que tem únicas no plantel (ou quase únicas). É um jogador de rasgos, de ir para cima, de jogo vertical e nunca horizontal. Sempre que a bola passa por ele, o objectivo e caminho é baliza. Isso é muito importante quando precisamos de queimar linhas no sentido do golo.
      Quando elevas o nível dos duelos com competidores superiores, a tendência dele é desaparecer ou passar ao lado do jogo.
      Uma das coisas que o Sálvio nunca fará bem, é o momento da decisão, pois parece talhado para decidir mal 90% dos lances, nos quais se decide bem grande parte dava golo.
      Agora de tudo isto, a dizer que Rui Vitória está mal em termos tácticos já não consigo dizer, pois tem muito a ver com as características de Sálvio e não das opções tácticas ou de treino do treinador.

      Bruma é um jogador de qualidade, com algumas características similares a Sálvio mas com uma margem de progressão diferente dada a idade. Gere melhor os tempos de jogo mas parece-me muito frágil psicologicamente. Já Sálvio, duas características top que lhe identifico são liderança e ser forte mentalmente.

      Eliminar
  9. Viva,

    Acredito que o onze base do SLB e o modelo esteja encontrado (onde Krovinovic assenta que nem uma luva) havendo as duvidas na frente por existir muita quantidade de jogadores.

    Para já e pelo que se conhece de RV ficará tudo igual, falo dos jogos a contar (Champions e Campeonato) e depois é ver de acordo com o que o jogo está a pedir, acredito que o SLB mude facilmente para um 442 se for necessário ou até possa ser um esquema que se inicie nos jogos em casa com equipas mais #acessiveis".

    Crime tirar Gedson Fernandes, nem que seja só para chatear aqui o Shadows e pela aposta na formação, mais uma ;)

    Abraço

    Targarien

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahaha! Procura os posts que escrevi sobre a formação...! São dezenas! Mas como escrevi, Gedson pode mesmo ser o terceiro homem do meio em vez de Zivkovic ou Pizzi. Depende. O que me parece indiscutível é que Krovinovic e Gabriel serão titulares.
      Abraço!

      Eliminar
  10. A intensidade de jogo a que muitos treinadores se referem, não é mais que correria tonta e desenfreada, esbanjando energias que depois faltam nos últimos 20/30 minutos de jogo.
    Quando não se tem fio de jogo nem modelo táctico definido, viveremos sempre dependentes da inspiração individual deste ou daquele jogador mais virtuoso.

    Por norma, um jogador do meio campo, corre em média por jogo sensivelmente 10 quilómetros.
    Quando não há fio de jogo nem modelo táctico definido, metade dessa correria louca e desenfreada é em vão. Só serve mesmo para o treinador bater palmas e pedir que corra mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No caso do SL Benfica, porque não temos que paute o jogo, quem regule quando é preciso acelerar ou quando é preciso controlar. Penso que com Gabriel e Krovinovic esse problema está resolvido.

      Eliminar
  11. As contas do Vitória são estas :

    O campeonato tem 34 jogos, aos quais equivalem 102 pontos.
    Se o Benfica perder os 2 jogos com o Sporting e os outros 2 com o Porto, chega ao fim com 90 pontos.
    Ora, 90 pontos têm sido mais que suficientes nos últimos anos para ganhar o campeonato.

    O pior são os empates caseiros com Tondelas e "colossos" do género.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em casa é proibido perder pontos. E já o fizemos com o Sporting.

      Eliminar
  12. "Rui Vitória tem um problema dos bons para resolver. Tem qualidade disponível com o fim das lesões no plantel e a sua arte será encontrar uma forma de utilizar os melhores jogadores nas posições em que são mais úteis à equipa e em que se note mais a sua qualidade".
    Ora aqui está aquilo que se chama pedir o impossível!
    Ainda se contasse com o Filipe Augusto...

    ResponderEliminar
  13. Esse irá ser o grande dilema de RV, 4 3 3 (foi sempre o seu sistema), ou o 4 4 2, o sistema que herdou do Benfica de JJ? Com o 4 4 2, ganhou 2 campeonatos, no 4-3-3, perdeu o ultimo campeonato. Num campeonato tão desequilibrado como o nosso, faz todo o sentido as equipas grandes jogarem com 2 p lança.

    Na Champions, e em clássicos e derbis, o recomendável é o equilibrado 4-3-3, mas internamente, com os Tondelas os 2 p lança é a melhor solução ou o 4 4 2, esta é a minha opinião pessoal. Todavia, não será fácil pontualmente, mudar o chip do 4 4 2, para o 4 3 3. Em cerca de 50 jogos que o Benfica disputa numa temporada, em cerca de 15 jogos é pedido o equilibrado 4 3 3, nos restantes, os 2 p lança é o mais adequado.

    Se o meio campo do Benfica, tem muitas e boas soluções, são 8: Fejsa, Pizzi, Gedson, Alfa, Gabriel, Krovinovic e Samaris (está no plantel), ou ainda o Zivkvic. Porém, num 4 3 3, 5 médios serão excluidos. Mas num 4 4 2 (com 2 médios, e 2 extremos de linha), já serão 6 médios excluidos, isto é, muita qualidade fica de fora.

    Na posição 9, o problema será o mesmo, ou agrava-se mais (novamente excesso de opções), para um 4 3 3, com apenas 1 p lança, há 5 opções: Seferovic, Castillo, Jonas, Ferreyra e João Félix. Em 4 4 2, a jogar com 2 p lança, 3 deles serão excluidos.

    Se o excesso de qualidade, sempre foi uma boa dor de cabeça para um treinador, o grande dilema de Rui Vitória, será gerir um balneário, e sobretudo gerir a quantidade de qualidade que terá no banco, ou que ficará fora dos 18, e que não jogarão com a regularidade pretendida por eles.

    Alguns poderão argumentar, RV pode promover a rotatividade, com o excesso de qualidade do plantel. E eu pergunto, essa é uma prática habitual de Rui Vitória? Vejam o que aconteceu no passado mês de agosto, e com jogos de 3 em 3 dias, nunca promoveu essa mesma rotatividade, quando a mesma era ajustada. O que poderá suceder? Alguns jogadores insatisfeitos, por jogarem pouco, provavelmente irão pedir para sair em janeiro, por exemplo, Zivkovic (e este é dos maiores talentos do Benfica).

    Rebocho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O grande problema talvez seja mesmo o de gerir os egos. E nisso RV foi desautorizado com a permanência de Luisão...

      Eliminar
  14. Interessante a entrevista do alemão Philip Lahm (ex Bayern, já retirado) quando a páginas tantas afirma que Renato Sanches não tem categoria para vingar na 1ª equipa do Bayern e que se ressentiu do valor por que foi transferido.

    Levanta uma questão que por aqui é muitas vezes ignorada e que tem a ver com o endeusamento precoce de um jogador que, por cair no goto da imprensa, é logo elevado à condição de estrela maior.

    Quando o Renato foi transferido, admiti que pudesse sentir alguma pressão extra, dado o valor da transferência.

    Na verdade, quem compra alguém por 35 milhões, espera que seja um jogador feito e que faça a diferença.
    Ora Renato, foi verde, muito verde.
    Afirmou-se no Benfica por força do estatuto que lhe foi dado e porque tinha nas costas um tipo chamado Fejsa que "limpava" as borradas que regularmente fazia.

    Espero que o Benfica tenha aprendido com a lição da transferência do Renato.
    Por um lado, soube bem encaixar 35 milhões, mas por outro, pode ter arruinado a vida desportiva do rapaz.

    Ainda anteontem nos últimos 15 minutos pela selecção contra a Itália, Renato mostrou que foi "domesticado" no mau sentido.

    Do jogador vertical e de risco, passou a ser um jogador medroso e que se limita a jogar para trás e para os lados e a fazer passes com não mais que 10 metros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou contra a transferência de jogadores abaixo dos 22 anos ou antes de 2 anos completos no plantel principal. São raros os casos em que têm sucesso pois enfrentam muitos desafios.

      Eliminar
    2. Ele na seleção também tinha o Fejsa por detrás das costas.
      Ele não caiu apenas no goto da imprensa, ele caiu no goto do Bayern e do MU que o queriam comprar desvio de o verem no Europeu e não se importarem de pagar 35M por um miúdo de 18 anos.
      Isso foi dito pelos responsáveis desses clubes. Se calhar estavam a mentir. São uns aldrabões!
      Mas foi ele que escolheu o Bayern, não foi empurrado para lá.

      Agora, os scouters desses gigantes não percebem nada de futebol comparados com os comentadeiros portugueses.
      Um jogador medroso viu-se nos 15 minutos que jogou e em que tentou por duas vezes marcar dentro da área. Ele que até é médio! Muito medroso!

      Eliminar
    3. "Espero que o Benfica tenha aprendido com a lição da transferência do Renato."

      Não percebi a parte do Benfica. lol

      Se há alguém que deva aprender é o Bayern e o jogador. Ninguem apontou uma pistola ao Renato para sair.

      Eliminar
    4. É verdade. Renato ainda era um jogador a formar. O que tinha de bom e diferente perdeu-o no bayern. O bayern é uma merda de clube a formar jogadores. Agora renato é um jogador complexado em vez de ser o jogador irreverente que era. Merda para o Bayern.

      Eliminar
  15. Jogam os que estiverem melhor a época e longa tanto pode jogar a. 433 esquema principal ou 442 com 2 avançados o pistolas (quando estiver bem terá um papel fundamental) eu em casa e em muitos. Jogos contra os ditos pequenos jogava em 442 pode ainda jogar em 4132 meio campo musculado e dois avançados tem jogadores para todos os gostos para mim o Gedson é indiscutível(e craque o miúdo é titular absoluto) e acredito a seu tempo o J Félix também o sera sinceramente o R Vitória com este plantel SÓ TEM DE GANHAR OS JOGOS E TÍTULOS E CONVENCER algo que tem feito bem neste início de epoca

    Carrega Benfica

    ESTE é o ano da RECONQUISTA

    Red 1

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos ver. Esperamos todos que sim!

      Eliminar
    2. A partir de Maio de 2019 num dia qualquer vamos ter mais um feriado nacional o da Reconquista

      Eliminar
    3. Qualquer tática de 2 avançados no Benfica atual ou e Jonas e Seferovic ou Seferovic e mais um....porque o suíço e o único que sabe jogar de costas para a baliza e num Benfica atual jogares sem um jogador que faça isto e colocares demasiado espaço entre o meio campo e o ataque

      Eliminar
  16. 4-8-4 do meio campo para frente: fejsa, gedson, cervi, rafa, gabriel, zivkovic, krovinovic, salvio, seferovic, jonas, castilho e ferreyra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já o esquema dos aliados na corrupção é o 1-0-0, plantéis de merda, sem reforços, não seguram os melhores jogadores que partiram a custo zero e sem o var desligado e os penaltis fantasma já estavam ambos a 7pts do maior.

      O resto é cunbersa.

      Eliminar
  17. Shadows, vim de férias e andava deslumbrado com os teus posts, parecias um Shadows novo, mas de repente começas a falar de futebol :) não sei se o SLB faz isso mas devias fazer uma visita guiada pelo Seixal e observar uma equipa profissional por dentro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Shadows será sempre o mesmo ordinário... :) Já tu dares o teu palpite sobre titulares e táctica é que também está escasso não...?

      Eliminar
    2. Boa Paulo :)
      Também acho o Shadows bem mais fofinho.

      O verdadeiro teste é ao primeiro mau resultado com questões como:
      Shadows,
      - O que achas do Pizzi?
      - Achas que Jonas devia ter renovado?
      - Rui Vitória é o treinador certo para o Benfica?
      - Alguma palavra especial para o betão do Seixal?

      Ahahahahah...
      Abraço aos dois

      Eliminar
    3. GG, para mim o SL Benfica não ganhar um jogo é como me arrancarem um dente a frio... portanto vai tudo à frente! :)

      Eliminar
    4. Shadows eu, a uma cadeira de um curso superior de educação física e desporto evito comentar escolhas técnico tácticas dos treinadores do Benfica, especialmente RV que passou por uma óptima casa. Sei que há factores que me ultrapassam e nunca fiz especialização em futebol. Mas acho piada a treinadores de bancada/café.

      Eliminar
    5. Um curso superior de educação física é isso mesmo. Faz professores de ginástica mas nunca um treinador de futebol de top, que é isso que o Benfica precisa.

      Eliminar
  18. essa táctica poderia ser uma coisa a considerar e até a discutir não fosse o facto de o rui, como já se viu, não dominar o 442, ou qualquer das suas variantes.

    o facto de termos quatro avançados duvido muito que altere o que quer que seja, não só porque as lesões estão de volta e vai limitar esse numero e por outro porque o seferovic vai muito provavelmente voltar ao normal.
    e para quem tem cinco centrais ter quatro avançado não é assim tão diferente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certo. Acho que sim ou pelo menos é o que parece. Dificuldades nos automatismos para algo diferente do 433.

      Eliminar
    2. mas também não se pode levar a mal, a grande maioria dos treinadores também só domina uma tactica, ou tem uma em que se sente muito confortável.

      a questão aqui é se essa táctica é a que nos convém mais e se esse tipo de treinador, pouco maleável, nos interessa.

      Eliminar
  19. Sentar o gedson é a solução?
    Não percebo mesmo nada disto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu disse isso? É uma questão de opções em que até mesmo o Gedson poderá ser o tal terceiro do meio campo e não o Zivk ou o Pizzi.

      Eliminar
    2. Sim, disseste. E repito: não percebo nada disto se existe alguem que sequer sugira tirar este monstro da equipa!
      É uma treta de conversa bota abaixo essa coisa de "agora que este está bom, como vai ser?". Com Rui vitovit isso nunca foi um problema, joga quem está melhor, é simples. E quem sabe quem está melhor? Quem os treina todos os dias, logicamente. Isso de um jogador x ter de entrar porque tem estatuto não concordo nem o nosso treinador....

      Eliminar
  20. Como não sei como nem as Jonas volta não vou co tar c ele. Assim que voltar se voltar bem seria ele é mais 10. Para já.

    4x3x3 ou 4x4x2 a defesa e meio campo seria o mesmo.

    Vlachodinos; Corchia, Rubem, Jardel e Grimaldo; Fejsa, Gedson e Gabriel;

    Depois:

    Salvio, Castillo e Rafa (4x3x3)

    Ou

    Krovinovic atrás de Castillo e Felix

    Andre Jesus

    ResponderEliminar
  21. Boas Shadows

    ao meu ver so vai haver mudanças neste jogo da Taça da Liga quando voltar ao Campeonato ele vai jogar com mesmo onze que jogou ate a data e so vai mudar quando alguém se lesionar...

    ResponderEliminar
  22. Continuo com a "velha máxima" do: equipa que ganha não se mexe.

    TÁTICA: Até prova em contrário (resultados negativos), não mexeria na equipa e na sua organização tática. No entanto, sempre treinando um sistema com 2 avançados, porque para além de termos matéria-prima para isso, iremos necessitar de o aplicar no decorrer de 70% dos jogos do nosso campeonato, 80% dos jogos da Taça de Portugal e Taça da Liga. Relativamente à Liga dos Campeões, tal como foi muito aqui falado, necessitamos de ter 3 MC naquele meio-campo de forma a conseguirmos ter equilíbrio defensivo contra as grandes equipas europeias, com Médios Defensivos, Centros e Ofensivos de 30M€ (para cima) Extremos de 40M€ (para cima) e Avançados de 50M€.
    BALIZA: Nada a dizer. É manter e pronto. Aquilo que aconteceu o ano passado, nem em equipas dos distritais. Existe um GR titular da equipa e ponto! Os outros têm consciência que estão lá para rodar nas taças e lutar pela titularidade em caso de lesão do GR principal (Ederson é exemplo disso mesmo).

    DEFESA: Uma boa defesa tem que ter minutos jogados entre si e é isso mesmo que tem (na minha opinião) de acontecer. Rui Vitória, quer se concorde ou discorde, apostou em A. Almeida, R. Dias, Jardel e Grimaldo. Assim sendo, é esta a defesa que tem de fazer o maior número de minutos possíveis para obter rotinas de jogo e aperceberem-se das limitações uns dos outros para poderem compensar-se no decorrer do "jogo jogado". Tudo o resto roda nas taças e luta pela titularidade em caso de lesão de algum destes titulares.
    MEIO-CAMPO: É manter a aposta até razão em contrário ou desgaste. Por muito que não se goste de Pizzi é inevitável que este ano (até ao momento) e com este sistema está a aparecer na cara do golo (e muito importante: a marcar). Falha 1 em 3 passes? Falha. Mas dos outros 2, um é para trás mas o outro é de ruptura. E é este último passe que tem feito a diferença. Gedson? É manter a aposta e jogar, tem qualidade, segurou o lugar e desempenha as funções que o treinador pede para as suas movimentações táticas. Fejsa? É jogar sempre que tivermos com esta tática. Neste momento, é o melhor que temos para desempenhar aquela função. No decorrer dos jogos e havendo a necessidade de se alterar para 2 MC e 2 AV, é colocar o Gabriel + Gedson (ou Pizzi).

    "Então e o Krovinovic e o Zivkovic?" Meus senhores, relembrando sempre que, esta é só e apenas a minha opinião, o Krovinovic, infelizmente lesionou-se há muitos meses atrás, uma lesão gravíssima e não vai entrar assim na equipa sem mais nem menos. Quanto ao Zivkovic, foi uma opção do treinador começar com o tridente Fejsa-Pizzi-Gedson. Agora tem de lutar para entrar. Quem se retira para colocar algum destes dois? No lugar/posição de Fejsa não é de certeza! Tira-se o Pizzi, melhor marcador da equipa, neste momento? Tira-se o Gedson sem que nada exista para o fazer? Só jogam 11 e ali só jogam 2 (sem contar com Fejsa).
    (Continua)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não perceo o endeusamento do zivkovic e do krovinovic. Ambos são bons no controlo de bola sobretudo sem oposição mas defendem mal, rematam mal, não têm golo, não têm estaleca física nem virilidade na disputa de bolas.
      De zivkovic já vimos o suficiente para deduzir que ele pouco mais evoluirá. Do krovinovic teremos de ver mais jogos para tirar conclusoes definitivas.

      Eliminar
  23. (Continuação)
    EXTREMOS: Rui Vitória, apesar de Rafa ter terminado a época como nosso melhor extremo, apostou desde o início desta época, em Cervi e Sálvio. Enquanto resultar e ganharmos os jogos, não serei eu de certeza a "dizer" para ele os retirar. Apesar de "se fosse eu o treinador" jogariam, desde o início da temporada Cervi e Rafa. O que é certo é que o nosso treinador apostou naqueles dois e é com eles que está em 1º lugar no Campeonato e assegurou a fase de grupos da Liga dos Campeões. Contra factos não há argumentos.
    AVANÇADOS: Que jogue 1 ou 2, uma coisa é certa, Jonas está lesionado, Ferreyra foi aposta e não cumpriu numa fase crucial da época, Castillo agarrou o lugar e lesionou-se, Seferovic como última opção entrou, lutou, cumpriu, assistiu e marcou.

    Não vale a pena fazer programas de televisão sobre este assunto. É isto! Puro e Duro. Agora o Jonas está recuperado, o Ferreyra já sorri nos treinos e o Castillo já está bom para jogar? Temos pena! O Seferovic enquanto cumprir, assistir e marcar o lugar é dele. Nem que os outros nunca mais jogassem até ao final da época. Não me ralava nada com isso! Se o Suíço jogasse todos os jogos e marcasse em todos eles eu até lhe deixava levantar a taça de campeão nacional no meio do relvado do Estádio da Luz, levá-la no autocarro até ao Marquês de Pombal e depois até a podia levar para casa! Pedíamos para fazer uma cópia original para colocar no Museu. Resumindo: Enquanto marcar golos, joga!

    Tal como disse, é só e apenas a minha opinião e essa todos temos, diferente aqui e ali, mas no fundo também todos queremos é uma coisa: que o Benfica ganhe, o resto é paisagem!

    Abraço a todos,

    ResponderEliminar
  24. O esquema tático será para manter e até será o ideal para jogos da Champions. Internamente e para jogos em casa concordo com o Shadows, Ferreyra necessita de um jogador a seu lado para demonstrar todo o seu talento (que acredito ser muito).
    Tirar o Seferovic agora é matar o jogador, e RV costuma recompensar as boas exibições dos jogadores, não os tirando, vamos ver como faz nesta situação, mas sou contra tirar o Suíço do 11 e acho que estaria a passar uma imagem errada aos restantes menos utilizados.

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  25. Nosso melhor 11 actual :

    Vlachodimos

    André Almeida
    Jardel
    Ruben Dias
    Grimaldo

    Fejsa
    Pizzi
    Gedson

    Cervi
    Salvio

    Seferovic


    -> Krovinovic só estará fisicamente apto no mês de Novembro;

    -> Seferovic está num bom momento, mas com o chegar dos lesionados Castillo e Jonas irá perder espaço. Saída em Janeiro é o mais provável;

    -> Gabriel no imediato e se corresponder ás expectativas será para ir entrando para substituir Pizzi ou Gedson;

    - Zivkovic será a 1ª alternativa a Salvio ou Cervi |

    - Samaris é carta fora do baralho, e acho que vai sair a custo 0 depois de um investimento de 10 000 000€ no grego !

    -> Alfa Semedo é a principal alternativa a Fejsa e pode ser um caso sério quando bem adaptado á nossa forma de jogar;



    Conclusão: Temos um plantel muito grande em qualidade e quantidade! No mercado de Janeiro é obrigatório emagrecer o plantel em 2/3 jogadores ! Temos um plantel caríssimo e que só uma boa prestação na Champions (no mínimo os Oitavos) e vencer tudo em Portugal é que fará sentido o investimento!

    Embora discorde de algumas coisas em Rui Vitória acho que tem sido a pessoa certa para liderar o nosso grupo ! Já leva 3 anos de experiencia ao leme do nosso clube mas penso que está num ano decisivo, ou seja, com este plantel é para ganhar Tudo !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo o treinador atual nem a taça da liga vence. Verás.

      Eliminar
    2. Amigo, o treinador actual foi bicampeão nos primeiros 2 anos, viste?

      Eliminar
  26. SHADOWS,

    "Penso que é quase unânime que Ferreyra com a formula 4-3-3 é um fracasso""

    Só uma questão em que fórmula jogava no Shaktar??? o próprio PF o admitiu que jogava sempre em 4-3-3, agora as táticas ou os modelos táticos hoje em dia são muito mais complexos e dependentes cada vez mais das movimentações que nela são introduzidos logo falar em 4-3-3; 4-2-3-1; 4-4-2, é um pouco subjetivo!!

    O problema é que o Shaktar jogava com jogadores mais perto do seu PL e os próprios extremos jogavam mais por dentro ao contrário do Benfica que tem extremos como nos anos 80 e 90 colados à linha na maior parte das vezes, logo até jogando assim Messi era vulgaríssimo!!

    Acredito sim que Ferreyra necessita do seu tempo de adaptação às rotinas de um novo modelo de jogo, e quiçá se esta pausa não foi benéfica para ele para se entrosar melhor e perceber melhor as dinâmicas da equipa??

    A ver vamos... contudo salvo raras exceções penso que RV não irá alterar o seu modelo tático, apesar do próprio ter admitido, que está a trabalhar em dois modelos táticos e que pode utilizar ambos mediante as circunstancias!!

    O bom de tudo isto é que existem inúmeras opções e todas elas de qualidade e não esquecer que jogadores como Pizzi, Rafa, Krovi, Gedson, Zivkovic podem fazer mais que uma posição e todos estes que mencionei à exceção de Rafa, funcionam todos como médios interiores, abdicando do extremo puro, posto isto, há opções para dar e vender como se costuma dizer.... e como dizes e bem Shadows... RV terá a palavra final!!

    CONTUDO, esta época nem quero e acho de muito mau tom, se falar em hipotético cansaço físico com todas estas opções que temos ao dispor!!

    Gonçalo.

    ResponderEliminar
  27. Shadows a jogar muito ou pouco em equipa que ganha não se mexe.

    Ziv tem bons pés mas não me convence, intensidade de jogo é praticamente zero, e passar bem só, não chega.

    Acho um erro o Gedson e o Seferovic sairem neste momento, fazer isso é matar os jogadores psicologicamente, quem está de fora tem que esperar a sua oportunidade como eles esperaram ou tiveram, até porque os que estão de fora são apenas bons jogadores como os que estão dentro e não foras de serie

    Quanto aos sistemas de jogo depende sempre das caracteristicas dos jogadores, podes querer jogar em determinado sistema, mas senão tens jogadores para isso , não vale a pena insistir, mas os sistemas de jogo são treinados na pre epoca e afinados durante a epoca, o do RV sempre foi o 433, o problema é que o nosso campeonato é desiquilibradissimo e o Benfica pode jogar praticamente os jogos todos em 442, excepto com o Porto e o Sporting e depende das circunstancias. Na liga dos campeões uma equipa como o Benfica só pode jogar com um ponta de lança, e precisa que ele segure bem a bola para permitir que a equipa suba e não asfixie, que é o que nos tem acontecido, qualquer equipa mais organizada, mesmo sendo inferior ao Benfica cria-nos problemas, PAOK foi disso exemplo.

    Se há treinadores que colocam as equipas a jogar à imagem deles, o RV não é um desses casos, é mais um bom gestor de recursos humanos, mas a nivel de treino e daquilo que as equipas dele apresentam em termos colectivos é normalissimo, isto na minha opinião

    ResponderEliminar
  28. O mal não está em Ferreyra, mas em Rui Vitória, o Shakhtar também jogava em 4-3-3. Mas pronto, é o que temos, saiba ele aproveitar a qualidade do plantel (que do meio campo para a frente é de longe o mais forte dos 3 grandes).
    Em relação ao 4132, concordo contigo e espero que passe por aí o futuro do Benfica. Um abraço,

    (À exepção do pizzi e jonas) é sempre um prazer ler o que escreves.

    Guilherme M.

    ResponderEliminar
  29. Castilho vai ser um fracasso tal como FERREYRA, vai sobrar o velho Jonas...... Vale uma aposta. GABRIEL é um fiasco puro....quero ver se o 11 não é sempre o mesmo com jonas na frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tudo fiasco nesse tua cabeça de babuíno? Que espetáculo!!

      Ao menos os avançados do Benfica não precisam de assistências dos adversários para marcar golo, nem de var desligado, nem de rachas nem de setecentinhos.

      Volta lá para a jaula dos macacos e vai lá brincar com as bananas.

      Eliminar
  30. Fácil de ver que este 433 d RV, transforma-se em 442, facilmente, mesmo sem substituições no actual onze, bastando para isso que subir o posicionamento de Pizzi.
    Ou fazendo substituições, entrando o Félix (espero que RV resista à tentação de o deslocar para as alas) ou um dos outros avançados.
    Creio que o Zivkovic terá de lutar por um lugar nas alas, em face da concorrência que há no meio, e também porque nas alas há menos opções.
    Mas Zivkovic tem de montar o cavalo quando ele passar, pois já teve oportunidades esta época e não encantou.
    No meio já ninguém tira o lugar ao menino Gedson, a menos que este tenha uma paragem cerebral!
    Com o Rio Ave acho que já vamos ter oportunidade de ver alguns dos que têm sido menos utilizados, para perceber em que nível estão.
    Estou curioso em ver Conti e o Lema em competição oficial!
    O que mais salta a vista é que há muitas opções, para todos os gostos, apesar das lesões de Corchia e Jonas, pelo que RV não tem de que se queixar (o que aliás nunca faz publicamente).

    ResponderEliminar
  31. O 4-4-2 ou 4-3-3 não são sistemas rígidos.
    Ainda há pouco o Paulo Fonseca e a propósito do Ferreyra disse que o 4-3-3 do RV é muito diferente daquele em que com ele o Ferreyra jogava.

    ResponderEliminar
  32. Gabriel é, por agora, tão só uma hipotese, um ato de fé cuja adaptação ao Benfica tanto pode correr bem como mal. Gedson é um dos grandes upgrades que a equipa tem em relação à última época, além do GR. O puto dá toda uma dimensão superior ao futebol da equipa. Compensa as carências do Pizzi, que assim se desgasta menos e quase só mostra virtudes. Para além disso o Pizzi poderá ser desviado para a direita e alternar com o Salvio compensando assim os estoiros que cada um deles habitualmente dá aos 65 minutos.
    Rui Vitória só tem 2 esquemas, o 442 e o 433, nem vale a pena pensar em mais.
    Estando Castilho em forma penso que senta o Seferovic que apesar de poder ser útil, não tem qualidade suficiênte para ser titular do SLB.

    ResponderEliminar
  33. Não me parece muito benéfico mudar todo um sistema táctico para que um jogador que não conseguiu ainda o seu espaço começar a brilhar. Muito menos se falarmos em retirar do 11 jogadores como Sálvio (que mesmo coxos são sempre sinónimo de perigo e golos) ou Gedson (que neste início de época tem carregado quase a equipa com ele). Acho que se devem dar minutos ao Gabriel, O Krovinovic quando chegar, e a outros como Félix. E em determinados jogos (em casa e com equipas mais modestas) podemos alinhar de início num 4-4-2 (apenas um médio mais fixo, pizzi na sua frente e 2 alas, com 2 avançadios fixos). Agora mudar tudo para que Ferreyra renda é dizer que compramos um jogador que não se enquadra no nosso estilo de jogo e vamos mudar para que encaixe... tipo comprar um relógio e depois mudar a roupa toda para ficar a condizer...

    ResponderEliminar
  34. Cuidado que Sefero e Castilho têm pouco golo! A marcar em 433 ou 442 só Jonas.

    ResponderEliminar
  35. Como ainda estamos em pré-época, e como ainda não está nada em jogo, apenas uns joguitos de preparação, eu mudava já de tática para o 3-4-2-1

    Ficava toda a gente contente, o André Almeida e o Grimaldo não jogavam mais e se calhar o Luisão ainda fazia uma perninha...

    Eu jogava assim:
    Guarda-redes: Odysseas
    Centrais: Jardel, Conti e Ruben Dias
    Meio-campo: Salvio, Fejsa, Gabriel, Cervi
    Meio-campo 2: Gedson, Krovinovic
    Avançado: Jonas

    É só escolherem, mas olhem que se calhar jogar em 3+5+1+1 não era pior... ou talvez, 3+1+4+2, é experimentar, a pré-época serve para isso mesmo.

    Rui Vitória tens aqui muito por onde pegar, é só escolher... muda isso tudo que ainda vais a tempo.

    Se precisares de mais um adjunto diz que estou disponível.

    Cumprimentos

    Manuel das Neves

    ResponderEliminar
  36. Bom regresso Castillo! Trabalha e faz por merecer um lugar no onze.

    Boa continuação Seferovic! Trabalha e continua a merecer um lugar no onze.

    Bom regresso Krovinovic! Trabalha, ganha confiança e faz por merecer um lugar no onze.

    Mudar o esquema tático a meio da época que nunca foi trienado?...

    Por decreto joga Gabriel, Krovinovic e Zivkovic! Super, hiper mega redpass!

    Salvio seria suplente, e entraria em alguns jogos, para o tal lugar disputado por Zivkovic e Pizzi. Lindo!

    Jonas, Gedson e João Félix logo se vê...

    Perdoa Rui Vitória pois não sabem o que dizem.

    ResponderEliminar
  37. Uma equipa como o Benfica tem de estar preparada para jogar em vários sistemas e até para poder alterar o sistema durante um jogo com um mínimo de substituições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma equipa como o Benfica tem de ter um treinador com essa capacidade!

      Eliminar
  38. São boas perguntas, estou a gostar muito das movimentações da equipa com este 4-3-3 mas gostava muito de ver como se comporta num 4-2-2. O problema do 4-4-2 e todas as suas variantes, é que a equipa é um pouco frágil a defender, Pizzi tem longos momentos do jogo em que é nulo a defender, Gedson tem muita vontade mas ainda lhe falta muito trabalho táctico, Cervi Salvio e Grimaldo são esforçados mas não são aquela pistola a defender. Ora num 4-2-2 iamos ter que tirar um Gedson para colocar um Jonas, o Pizzi ficaria mais recuado, acho que apenas ia piorar muito a capacidade defensiva da equipa, principalmente contra equipa fortes.

    Quanto ao Seferovic, esforçou-se, trabalhou, titularidade com ele.

    ResponderEliminar
  39. Quando não se percebe que o melhor Benfica é o Pizzi e Salvio e mais 9.... É continuar a não perceber de futebol. Salvio é só o melhor extremo do campeonato e Pizzi o melhor jogador. Nunca saíram da equipa em condições normais a não ser nalguma poupança.

    Gabriel e Krovi terão de penar se quiserem tirar o Gedson do onze. Apostar na formação? O JJ é que foi mau em não aproveitar o Bernardo ou Cancelo? Aqui o Shadows acha que o Gedson só serve para Taças da Liga ou no campeonato contra o Setubal. Já para queimar. O Ruben nunca teve qualidade para jogar num Benfica.

    Graças a Deus Rui Vitória percebe mais. Muito mais.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares