"Aprender com os mais velhos" por Ricardo Rosa - Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 4 de maio de 2018

"Aprender com os mais velhos" por Ricardo Rosa

Avatar
 ●  + 72 comentários  ● 
Mais um artigo do benfiquista Ricardo Rosa, a quem agradecemos o fantástico contributo:

"O recente duelo entre United e City trouxe à baila mais um confronto entre dois dos dez melhores treinadores a nível mundial. José Mourinho e Pep Guardiola partilham não apenas esse estatuto, mas também o facto de terem tido no seu caminho algumas figuras importantes e com conhecimento futebolístico: Sir Bobby Robson (que teve Mourinho como assistente e Guardiola como jogador), Johan Cruyff, Van Gaal e Fabio Capello. 

O facto de terem tido contacto com gente com conhecimento e provas dadas, levou-os a desenvolver a sua ideia do que deveria ser o “seu” futebol. 
Enquanto ambos seguiram caminhos diferentes (Mourinho ficou como adjunto de Van Gaal, enquanto Guardiola rumou à Seria A, concretamente ao Brescia de Carlo Mazzone e Roberto Baggio), fomos assistindo ao aparecimento de um Frank Rijkaard (lançado por Leo Beenhakker, trabalhado por Cruyf e Arrigo Sachi e mais tarde “formado” na seleção laranja por Guus Hiddink e Johan Neeskens), por exemplo. 

O facto de termos gente que nos forme e ajude, com capacidade e com reconhecimento, nem sempre dita o sucesso. Mas pode ajudar a que olhemos para as coisas de outro modo e que partamos das nossas ideias, das ideias que apreendemos com terceiros e as desenvolvamos. Foi o que Mourinho e Guardiola fizeram. E é isso que espero que aconteça com vários técnicos portugueses, para bem do nosso futebol. 

Claro que como diz o ditado: “o caminho faz-se caminhando” e isso implica que um técnico invista na sua carreira, que procure inovar, que tente ultrapassar dificuldades com recurso à criatividade. Nem todos vão ser bem sucedidos neste aspecto, mas o valor da experiência adquirida com quem mais sabe é precisamente o primeiro passo para que o sucesso seja atingido. Claro que não será apenas o conhecimento prático que conta, mas também o teórico e daí ser importante termos nomes com Vítor Frade, Manuel Sérgio, Jorge Castelo, Manuel Cajuda e outros prontos para ajudarem os técnicos mais novos a crescer e a desenvolver as suas metodologias, lideranças e a “crescerem”. Daí que os cursos, que não garantem sucesso mas que ajudam a complementar o que se aprende no treino e no jogo, tenham a sua importância 

Claro que nada disto vale a pena sem resultados visíveis, trabalho árduo, aposta por parte dos dirigentes, meios e tempo. Porque o tempo é uma parcela insubstituível nesta álgebra do futebol. Só com o tempo é que temos visto treinadores como Carlos Carvalhal, Paulo Fonseca, Rui Vitória, Leonardo Jardim ou Pedro Martins atingirem diferentes patamares. 

Aparte de todas as polémicas e intrigas, pensando um pouco além do jogador, que tipo de técnicos queremos no nosso futebol? Será que nomes como Nuno Manta, Daniel Ramos ou Abel Ferreira poderão vir a crescer e trabalhar a níveis mais altos? Serão Folha, Miguel Cardoso, João de Deus ou Bruno Lage técnicos com capacidade para lidar com a pressão de mais do que equipas B ou cargos de adjunto? 

Termino com a questão: e nós, adeptos benfiquistas, o que queremos num técnico?"

72 comentários blogger

  1. "Só com o tempo é que temos visto treinadores como Carlos Carvalhal, Paulo Fonseca, Rui Vitória, Leonardo Jardim ou Pedro Martins atingirem diferentes patamares. "

    RV ou PM sao banais
    LJ num patamar superior, PF tv la chegue, CC apenas pra meio nivel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não diria banais. Mas diria que precisam de mostrar um pouco mais. Se bem que Pedro Martins com Marítimo, Rio Ave e Guimarães tenha conseguido ir à Europa e tenha mesmo feito uma final de Taça. Vamos ver como e safa lá fora.
      Carvalhal parece-me mais treinador agora do que há uns tempos. Mas pode ser só impressão minha, mas se conseguir safar o Swansea podemos dizer que fez uma boa época.

      Eliminar
  2. Rui Benfiquista04 maio, 2018 15:25

    Para o Glorioso, além dos catedráticos ( Tuchel e Luis Henrique ) que são sonhos impossíveis, gostava de ver o Paulo Fonseca ou Marco Silva ou Carvalhal, por esta ordem, os 3 merecem um esforço financeiro da nossa parte.
    Mas tal como referi no post anterior acerca do Luisao, o RV deu-nos 2 títulos e tem o seu mérito , tal como penso que teve algum demérito este ano, se bem que penso que o plantel do Benfica de este ano não era nada demais, foi o possível que foi feito, e por isso tbm, penso que deveríamos fazer uma "limpeza" e contratar 4/5 bons jogadores para com alguns miúdos fazer uma exequente equipa, por mim os cagalhoes Rafa,Pizzi,Zivkovic, Salvio F Cervi e Grimaldo eram vendidos, além de fazermos dinheiro com os emprestados Talisca,Cristante,Horta,Jovic e se possível Dawidowidz,Saponjc e Taarabt.
    e um ou outro que não me recordo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carvalhal? Vá de retro!!

      Eliminar
    2. Luís Enrique catedrático? WTF?

      Eliminar
    3. Rui Benfiquista04 maio, 2018 16:00

      Treinou o Barça, vários anos, ganhou quase tudo, não me digas que ele só preenchia a ficha e o Messi fazia o resto???

      Eliminar
    4. Se Luis Enrique é catedrático, Tüchel é Jubilado pá, mete mais tabaco.

      Marco Silva, que se prepara para ser o próximo, não vai trazer nada de novo em relação ao Vitória, para isso era deixar estar o Fezadas.

      Carvalhal é bom, conhece o campeonato, mas tem um azar do caralho nos momentos chave.

      Olhando para dentro de portas, preferia o Miguel Cardoso ou o Luis Castro, não sigo o Braga o suficiente, mas o Abel tem estado a recolher bons elogios (e gosta menos do Gordo de Carvalho do que o comum benfiquista). Claro que o Luis Castro tem aquele problema cardíaco de ter um coração azul e branco...

      Acho que é importante ser um treinador português, ou com experiência de futebol portugês. O Campeonato Português é tão desnivelado que dois ou três jogos podem fazer pender isso para um lado ou outro e muitas vezes os estrangeiros não o compreendem.

      Talvez um alemão o compreenda, uma vez que a tabela abaixo do Bayern é sempre muito apertada, mas o Nagelsmann renovou recentemente com o Hoffenheim e o Favre (Suíço com experiência de campeonato alemão e de formação) dificilmente sai de França. A questão é, sem champignons, quem paga esta malta?

      Eliminar
    5. Só para subscrever todo o comentário do BF - que li agora, depois de escrever o meu comentário, mais abaixo.

      Eliminar
    6. Águia Preocupada04 maio, 2018 17:53

      "A questão é, sem champignons, quem paga esta malta?"
      Eu diria antes: A questão é, sem champignons, quem quer vir para o Benfica?!...

      Eliminar
    7. Qual é mesmo o problema da Champignons?
      Perdemos visibilidade, é verdade, mas se até o MU teve de ir à Liga Europa e não morreu ninguém por isso. E continua a facturar como antes.

      Depois do pagamento aos bancos só em juros o Benfica poupa 9M por ano. Isso paga um pouco um eventual falhanço.
      Por outro lado, a Liga Europa irá ter prémios mais elevados que ainda não foram comunicados.

      Com o "naming" do estádio irão entrar mais alguns milhões.

      Sò dos 10 ou 12 jogadores que estão emprestados que vamos vender iremos "enfardar" entre 60M e 80M de proveitos.

      Depois temos os contratos de patrocínio que irão ser renovados e aumentados.

      Gostaria muito de ir à Champions. Mas não ficarei desesperado se tal não acontecer, porque financeiramente não é um drama. Para nós, porque que para os lagartos será um desastre!
      Será um ano intermédio, um passo atrás, que nos irá lançar para anos gloriosos.

      Eliminar
    8. BF, o meu receio com o Miguel Cardoso é que seja mais uma marioneta do Mendes. E que com isso, levemos um refugo de reforços e figuemos mais dependentes de um empresário. Além disso, creio que dois dos elementos que ele traria com ele já estão de malas aviadas: o Pelé e o João Novais.

      Eliminar
    9. Os emprestados são sempre uma incógnita. Ora vejamos:

      Cristante - 15% passe; Gonçalo Guedes - cerca de 7 milhões; Dawidowicz - 2.5 milhões; Talisca - incógnita total; Carrillo - incógnita total;André Horta - 5.5 milhões

      Mesmo que façamos 30 milhões com Talisca (o que duvido imenso) e 10 com Carillo, precisamos de perceber para onde vai ser orientado esse dinheiro e quanto é que realmente entra nos cofres do SLB.

      Do plantel: Grimaldo e Zivkovic deverão ser hipóteses para sair, creio que terminar com o Luisão ajudaria no orçamento para os ordenados além de vender Seferovic para contratar alguém com mais "golo". Espero, muito sinceramente, que o Rúben não seja vendido porque isso poderia ser bom financeiramente, mas mau desportivamente.

      O naming é um assunto que se ouve falar há algum tempo, mas nada certo. E quanto a patrocinadores, não é garantido que haja aumentos nos valores.

      Até podemos ir à Liga Europa, mas a Champions terá sempre valores mais altos. Temos é que ganhar jogos, senão de pouco adianta. E isso faz-se com uma mentalidade diferente da actual, com jogadores que sejam mais valias e dando hipótese a quem é promovido de jogar, evoluir e ir rendendo aos poucos.

      Eliminar
  3. Quero um técnico com uma ideia clara de jogo. Com uma filosofia atacante. Os nomes que me ocorrem são, porque já têm experiência internacional: Leonardo Jardim, Marco Silva e Paulo Fonseca. A verdade é que o estilo de futebol do Carvalhal agrada-me e a sua forma de trabalhar também, se ele se safava no Benfica, isso já não sei, os outros 3 creio que não existem dúvidas. Treinador estrangeiro não!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. com o LFV a presidente achas que algum desses vem?
      estes nomes teem ambicao, nao sao yes man que comem o que o LFV lhes da!

      Eliminar
    2. "estes nomes teem ambicao, nao sao yes man que comem o que o LFV lhes da!"

      Nem mais, como o tetra e 12 troféus em 16 que nos foram enfiados nas goelas à força!!!.

      Eliminar
  4. Precisamos de um Eriksson da primeira passagem, e ou de um Moutinho do Real Madrid Alguém que acabe com o medo da merda do Porto e que jogue com eles olhos nos olhos seja onde for sem medo, quando tivermos alguém que nos liberte disso é dirigentes que sejam do clube, e não sócios de outros, homens de confiança de outros, vários dirigentes de outros clubes e outros que mais não são que culambistas, estaremos no rumo certo, portanto isso implica não deitar tudo abaixo mas mudar de direcção, já chega, e de treinador, é um favor que fazem ao Benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais. Alguém com eles no sitio.

      Eliminar
    2. Pois esse alguem para mim é o Marco Silva, um treinador que vem a luz empatar com o Benfica de Jesus e ate nos fez perder a vantagem de 4 pontos sobre o Porto tem os no sitio. Um Treinador que no ano a seguir vai ao Porto ganhar com o Estoril é porque os tem no sítio. Para mim Marco Silva era para ontem, Paulo Fonseca e L.Jardim São para outros voos.

      Eliminar
    3. Pois esse alguem para mim é o Marco Silva, um treinador que vem a luz empatar com o Benfica de Jesus e ate nos fez perder a vantagem de 4 pontos sobre o Porto tem os no sitio. Um Treinador que no ano a seguir vai ao Porto ganhar com o Estoril é porque os tem no sítio. Para mim Marco Silva era para ontem, Paulo Fonseca e L.Jardim São para outros voos.

      Eliminar
    4. Concordo. Alguem que tenha ideias claras e que as tenha posto em pratica com sucesso. Que devolva confianca e enfrente porco e lagartos sem complexos.
      Marco Silva desapontou-me na Premier. Fonseca e provavelmente o mais solido.
      Mas se for para manter a mesma politica entao deixem ficar Rui Vitoria. Porque assim pelo menos nao arranjam um bode expiatorio.
      Sem jogadores nao ha treinador que resista.

      Eliminar
    5. por essa lógica em vez do marco silva então vamos contratar o pepa.

      Eliminar
  5. Escolho o Vitor Oliveira, por tudo o que ai vem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahaha. Esta fez-me rir, tiveste bem. Deves ser lagartoíde mas mandas dicas fixes, se este fosse o estilo sempre, era muito mais saudável o ambiente no futebol. Para finalizar pergunto se o sporting estará interessado num workshop de : Como despedir um treinador a bem. Não tem sido fácil nos últimos 5 anos, especialmente neste último a tentativa ia acabando com o clube.

      Eliminar
  6. Bom post Ricardo.

    Atualmente o trabalho que é feito desde as escolinhas aos seniores é demasiado focado em editar jogadores, condicionando o crescimento, características pessoais e natas a cada um dos miúdos.
    Damos pouco espaço a que apareçam jogadores diferentes e rebeldes ao nível profissional. Aqueles jogadores desconcertantes que tínhamos há décadas atrás, dão lugar a formados e formatados taticamente.

    Tudo tem o seu tempo, e o que é moda hoje, deixará de ser daqui a uns anos.

    Os nossos treinadores
    Atualmente, quase nenhum grande, pondera ter um treinador estrangeiro, que diz muito do momento e das capacidades atuais dos nossos técnicos.
    Fazendo um paralelismo contraditório com a minha nota inicial, aqui, os treinadores adquirem conhecimentos, assimilam formas de trabalhar diferentes (com quem se cruzam), mas mantém ideias e formas de abordar o jogo e o treino personalizadas.

    Mourinho vs Guardiola
    Acho mesmo que a junção de Mourinho com Guardiola, roçaria o técnico perfeito.
    Na minha opinião, as grandes diferenças entre ambos é a forma como focam a preparação do jogo (oponente). Ou seja, Mourinho aborda o jogo focado em anular os pontos fortes do adversário para ganhar vantagem, enquanto Guardiola se foca "unicamente" na própria equipa, descorando por vezes, que é fundamental adaptarmo-nos aos adversários.

    Um abraço,
    GG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que hoje em dia os jogadores são mais trabalhados desde muito novos, tanto tecnicamente como tacticamente (tenho algum conhecimento pois já acompanhei de perto esse trabalho), o que faz com que muitos com menos talento natural consigam ainda assim atingir patamares interessantes.
      É interessante a questão que colocas que esse trabalho possa limitar o espaço da rebeldia, que muitas vezes está ligada ao génio e aos verdadeiros craques. Talvez essa teoria tenha confirmação no facto de muitos dos maiores talentos virem da américa do sul, onde essa cultura de trabalho não está tão enraizada.

      Eliminar
    2. Obrigado GG.

      Gostava que me desses a tua opinião em relação a esta parte:

      "Aparte de todas as polémicas e intrigas, pensando um pouco além do jogador, que tipo de técnicos queremos no nosso futebol? Será que nomes como Nuno Manta, Daniel Ramos ou Abel Ferreira poderão vir a crescer e trabalhar a níveis mais altos? Serão Folha, Miguel Cardoso, João de Deus ou Bruno Lage técnicos com capacidade para lidar com a pressão de mais do que equipas B ou cargos de adjunto? "

      Um abraço

      Eliminar
    3. @Zeca Diabo

      Na mouche!
      É precisamente por aí. Continuamos a ter a tal rebeldia maioritariamente de jogadores vindos da América do Sul. Muitos craques brasileiros até aos 16/17 anos jogavam na rua, onde a tática é ver quem consegue fazer mais tuneis e fintas desconcertantes. O resultado final da "equipa", por vezes nem é o melhor, mas no final..."viste aquela finta???"
      Nem tudo é perfeito, porque muitos deles depois embora muito bons tecnicamente, ou não sabem jogar em equipa, ou não sabem o que se pretende taticamente.
      O ideal é o meio termo, e isso atualmente não existe.
      Hoje em dia em jeito de exemplo, nas nossas formações ralha-se a um miúdo de 11 anos que faz uma finta em vez de passar a bola. Depois, extraímos percentualmente mais jogadores de determinada fornada, mas 99% deles medianos.

      @Ricardo Rosa

      Não conheço pessoalmente o trabalho diário de nenhum deles, e só assim poderia dar a minha opinião, com alguma base de consistência.
      A capacidade de cada um, para abraçar um projeto maior dimensão, é avaliada por quem contrata, não só no trabalho de jogo a jogo (visível a todos), mas principalmente pela forma como gere e trabalha as equipas diariamente (visível e poucos).
      Acho que todos eles estão a fazer um trabalho tremendo, e acrescentava o Pepa a esse rol de treinadores.

      Eliminar
  7. Desde que não seja manso e diga "ámen" aos esquemas da direcção, tenha uma ideia de jogo e ponha a equipe a jogar a bola, até pode ser o Manuel José.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Numa linha de sucessão do eloquente Prof Rui, só vislumbro uma alternativa credível, falo justamente no Prof Neca, que aliás, já conhece a casa!

      Julio Loureiro (Fafe)

      Eliminar
    2. LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL ... eles já respondem um ao outro ... que amorosos!

      Eliminar
  8. Desculpem mas nao consigo perceber a excitação com Marco Silva, modelo de jogo limitado ofensivamente, defensivamente falha em muitos pormenores ( coordenação linha média-linha defensiva, controlo da profundidade e largura e sinceramente não acho que ter ganho uma taça de portugal ( em que esteve a perder justamente com o braga até aos 90) seja motivo para o alarido acerca de Marco Silva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem, diz-me de tua justiça.

      Eliminar
    2. Pois....basicamente é isso.
      Deixem mas é estar este e dêem-lhe um plantel ao nível dos anos do tri e tetra.

      Eliminar
    3. Manter o Rui, ok, vão-se arrepender amargamente porque ele sabe pouco de futebol, será a vossa ruína!

      Eliminar
    4. Creio que o trabalho do Marco em Inglaterra lhe permitiu evoluir como treinador. Se olharmos para o que conseguiu com os poucos recursos que teve no Hull percebemos isso. E no Watford o problema foi o Everton querer contratá-lo e a direção não o deixar sair. A partir daí deteriorou-se o relacionamento com o clube e a equipa começou a render menos. O Marco tem uma coisa boa, faz frente ao presidente e isso foi visto com o BdC. E se como o Abel, gostar ainda menos dos adversários grandes, tanto melhor. Venha quem vier, o problema é a subserviência à direção.

      Eliminar
    5. Os Vieiristas são intrinsecamente Burros, está-lhes no sangue, só com um novo governo. Só sabem olhar para os títulos ó suas aventesmas? Não sabem olhar para o dinamismo das equipas, da ideia que lhes está subjacente?

      Eliminar
  9. Queremos um treinador ganhador...
    Queremos um treinador com ideias próprias...
    Queremos um treinador com ambição...
    Queremos um treinador agressivo...
    Queremos um treinador com carisma...
    Queremos um treinador formador...

    Queremos um treinador Benfiquista...
    Uma equipa que jogue futebol ofensivo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui Vitória é o contrário disso tudo!

      Eliminar
    2. Estás a ser injusto.Ele é Benfiquista.

      Eliminar
    3. Águia Preocupada04 maio, 2018 17:57

      Não bem o contrário... Pelo menos é benfiquista!

      Eliminar
  10. Bem, misturar no mesmo saco Paulo Fonseca e Rui Vitória, ou Leonardo Jardim e Pedro Martins, é como misturar no mesmo saco Einstein e Tino de Rans, salvaguardando que atingiram patamares diferentes ;)

    Respondendo à última pergunta, o melhor é dar exemplos: Sarri, Paulo Fonseca seriam as minhas opções de sonho. Treinadores que conhecem o jogo em profundidade, com modelo de jogo de ataque posicional e de posse, futebol apoiado com sucessivas coberturas ofensivas e apoios frontais, jogado por jogadores com cérebro, criatividade e técnica, que sabem que o pote de ouro está no corredor central, dentro do bloco adversário; equipa sempre junta, linhas próximas, bloco alto e contra-pressão forte na perda de bola; defesa zonal alta com controle da profundidade incluindo guarda-redes 'tipo Ederson',...

    Concluindo: Marco Silva é que não, por amor de Deus...para isso, quase mais valia ficar o Mister Fezadas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também considero Paulo Fonseca um excelente treinador e caso fosse para trocar era o meu preferido!

      Eliminar
    2. Benfiquista Primário, no fim do post falo de mais técnicos. A minha intenção é tentar pegar em técnicos com maior ou menor projeção nacional e ver qual a opinião dos leitores. Daí questionar:

      "Aparte de todas as polémicas e intrigas, pensando um pouco além do jogador, que tipo de técnicos queremos no nosso futebol? Será que nomes como Nuno Manta, Daniel Ramos ou Abel Ferreira poderão vir a crescer e trabalhar a níveis mais altos? Serão Folha, Miguel Cardoso, João de Deus ou Bruno Lage técnicos com capacidade para lidar com a pressão de mais do que equipas B ou cargos de adjunto? "

      Eliminar
    3. Manuel cajuda e Manuel Sérgio. ..Lol pior ainda.
      Que saco mais aleatório

      Eliminar
    4. Manuel Sérgio foi só um dos elementos que mais influenciaram Mourinho e tem um curriculum bastante bom para quem é professor.
      Cajuda é capaz de ser dos treinadores com mais anos de trabalho no activo em Portugal. Duvido que não se aprenda nada com ele.

      Eliminar
  11. A próxima época começa mais tarde tal como o Benfica pediu, e ainda discutem o poder de uns e outros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada04 maio, 2018 18:00

      E há os que pedem para ser castigados quando mais convém... Qual a diferença? Ao pedido de um, todos beneficiam...Enquanto ao pedido de outro...
      Cala-ta lagarto! Com essas palermices só perdes tempo e mostras a tua falta de carácter!

      Eliminar
  12. Respondendo á tua pergunta. Quero um treinador com tomates para encostar os intocáveis do balneário quando não jogam ao nivel que deviam jogar. Um treinador com voz activa nas contratações e dispensas do plantel. Um treinador que aposte por um futebol de ataque que foi esse futebol que trouxe história ao Benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para muitos o Jonas devia ter sido encostado...

      Mas quais intocáveis? O Fejsa? O André Almeida? O Grimaldo? O Jonas? Estes foram os únicos que jogaram sempre ou mal tivessem recuperado de lesões.

      Eliminar
  13. Boas Thomas Tuchel, Sarri, Ralph Hasenhüttl, P. Fonseca e Rudi Garcia

    Estes têm estilo de jogo próprio são os meus favoritos não a melhor atualmente isto sem contar com Mou, Guardiola e Massimo Alegri...
    Na altura do Jj o Tuchel ganhava menos do que ele por isso nada é impossivel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre temos o Wenger livre. Ahahahah

      Eliminar
    2. Boas Ricardo
      O Wenger é mesma coisa do Erikson o tempo deles já passou é pena mas é realidade

      Eliminar
  14. Podem bater à vontade. Ao que parece todos querem ver Rui Vitória fora. Eu não. Por duas razões. 1) despedir Rui Vitória será legitimar e ilibar Vieira, ele sim o responsável por toda esta situação. 2) discordo das críticas (das tácticas, dos jogadores que pôs a jogar, etc.) que fazem a Vitória. Que só ganhou por incompetência dos rivais. Não bate certo isto com a realidade. Vitória bateu o recorde de pontos. Vitória ganhou porque foi melhor e mais competente.
    A crítica que sempre tenho feito a Vitória é o facto de ter aceite treinar uma equipa que sofreu um desinvestimento brutal. E acho que houve algum tipo de sobranceria de Vitória: "mesmo só com estes consigo ganhar"...viu-se!
    Seja como for parece-me uma discussão inútil. Vitória deve estar mesmo de saída. Não é inocente a notícia sobre a ida para a Arábia.
    E tenho pena porque sinceramente, dos treinadores que por aqui se fala não vejo nenhum melhor. E, significativo, não há concordância sobre o ideal para o Benfica. E com uma digressão pelas Américas com uma época a começar mais cedo e depois de uma copa do mundo...mudar de treinador é a receita certa para o insucesso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente.
      O que a direção quer é colocar o onus na equipa técnica.
      Não consigo perceber como se despreza e relativiza o trabalho desta equipa técnica nos dois anos anteriores, sobretudo no primeiro.

      Eliminar
    2. Concordo com quase tudo menos "A crítica que sempre tenho feito a Vitória é o facto de ter aceite treinar uma equipa que sofreu um desinvestimento brutal.", criticar por isso?

      1. - Mostra respeito pela entidade empregadora, nunca o ouvimos queixar de lesões ou falta de jogadores com outros, nem pedir mais 5 jogadores no inverno

      2. - Mostra a coragem de aceitar um desafio maior que treinadores antes dele, sabendo a pressão que a massa associativa faz quando não se ganha.

      Seria sempre fácil culpar a direção por falta de jogadores ou da qualidade destes, ou erros individuais nos jogos, e meter em cheque jogadores e direção como se faz noutras paragens, fica bem na tv e para o adepto ferrenho.



      Em relação a Manuel Sérgio, o nosso José Ortega y Gasset do desporto, professor, um abraço. Jorge Castelo, um homen que deveria ter tido mais sucesso dentro de portas, que acompanhou Eriksson, Ivic, Manuel Sérgio, no SLB até parar num Shandong Luneng mais recentemente.

      Eliminar
    3. Eu creio que o ciclo de RV no SLB terminou, a menos que lhe metam jogadores "de jeito" nas mãos e que ele se queira assumir de vez como treinador para um grande. Isso implica não abdicar das suas ideias, mas ao mesmo tempo sair da casca e não ter medo de enfrentar a direção do clube. Desde que Vieira disse que Douglas e Gabigol foram pedidos por RV e o treinador não assumiu claramente isso, a insistência em Filipe Augusto (a mando seja de quem for), tal como num Pizzi em baixo de forma, ditam muito do que o treinador fez este ano. E mais há para criticar, como tirar Diogo Gonçalves quando em 3 jogos o miúdo começa a ganhar andamento, encostar João Carvalho e forçá-lo a jogar à pressão a substituir Pizzi e Krovinovic... são erros demais que não podem ser mascarados com a qualidade individual de alguns jogadores. Mesmo que LFV o segure, tem que lhe dar condições de trabalho e não começar a afirmar que vamos ter mais miúdos do Seixal. Logo de início isso condiciona o trabalho do treinador. Uma questão que coloco insistentemente e até agora ninguém me soube responder é: quem escolhe os reforços? O treinador ou a direção? Isto ajuda à partida a começar a compreender quem é que joga e porquê.

      Eliminar
  15. Meus amigos, O Benfica tem de contratar um treinador que domine o sistema 442. Foi com este sistema que ganhamos o tetra. Com este 433 passamos a vida a jogar ao meinho nas alas com um desgraçado sozinho na área. Como estas triangulações são feitas na esquerda e quem compensa defensivamente na primeira fase de recuperação de bola é o Pizzi, o adversário facilmente começa a construir o jogo, a mudar o flanco etc..
    O Benfica com mudanças de jogadores que existem no plantel, a jogar em 442 com as linhas mais juntas e automatismos trabalhados não tinha perdido este campeonato. No ano passado a equipa jogava tão distante que eu chegava a ter pena dos extremos do Benfica e dos dois medios que tinham transições de 50 metros para defender e atacar, tão distante era a linha defensiva da linha atacante. E no meio campo a dois tinhamos um Pizzi que é excelente tecnicamente mas muito mau defensivamente, está o caldo entornado, e fartou-se de entornar nesta época até à mudança para 433.
    O Benfica não precisa de mais jogadores precisa é de um treinador. Vá, um guarda redes. Não se percebe o desaparecimento do Eliseu, do Samaris,


    Defesa: Almeida, Ruben, Jardel, Grimaldo

    Ala direita: Salvio/Pizzi

    Medios centro: Fejsa a 6, Samaris/Krovi a 8

    Ala esquerda: Zivkovik/Cervi

    Avançados Jonas, Jimenez/Rafa

    Esta equipa não chegava para ser campeão? Claro, desde que a preparação física fosse a ideal. Ainda não se percebe como é que no estádio da Luz O FCP correu mais que nós na segunda parte com mmais jogos disputados que o Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Ainda não se percebe como é que no estádio da Luz O FCP correu mais que nós na segunda parte com mmais jogos disputados que o Benfica"

      Há a preparação física e a preparação química.

      Eliminar
    2. "Como estas triangulações são feitas na esquerda e quem compensa defensivamente na primeira fase de recuperação de bola é o Pizzi, o adversário facilmente começa a construir o jogo, a mudar o flanco etc.."

      Exacto. Metam lá um Ramires e é ver a diferença. Parafraseando, contratem um box to box que defenda e ataque, sentem o Pizzi e vão ver que ele volta diferente.

      Eliminar
    3. com este guarda redes e estes defesas laterais seria um milagre ganhar um campeonato... ou uma taça, ou um jogo da Champions...

      Eliminar
  16. Marco Silva. Jovem, com experiência no campeonato mais poderoso do planeta, inteligente e com um futebol agressivo. Vamos ser campeões 6 anos seguidos! Vai dar oportunidade aos putos.
    O seu futebol é compacto e extremamente ofensivo.

    ResponderEliminar
  17. O que o SLB precisa é de um treinador na esteira de Bella Gutmmann. Alguém que queira marcar mais golos dos que sofre para ganhar sempre. Alguns autores defendem que MOurinho e Guardiola apenas copiaram Bella.

    ESse é o meu paradigma de treinador.

    ResponderEliminar
  18. Rui Vitória em três (3) anos conseguiu:
    - 2 Campeonatos Nacionais
    - 1 Taça de Portugal
    - 1 Supertaça
    -> 1 Taça da Liga ��

    Valorizou jogadores que foi buscar à formação: Lindelof, Ederson, Renato Sanches, Nelson Semedo, Gonçalo Guedes,e o Ruben Dias entre outros; até José Gomes teve a sua oportunidade de se estrear na equipa principal no dia 9 de Setembro de 2016 !

    Se compararmos a qualidade do " material humana " que foi colocada ao dispor do Jorge Jesus durante os 6 anos como treinador principal e o número de troféus conquistados, o saldo é incontestavelmente favorável a Rui Vitória, quer se goste ou não do seu modo estar .

    E contra factos não há argumentos !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 2 Supertaças. 6 troféus em 2 anos! Coisa pouca!
      Nem mais!!

      Eliminar

    2. Zé Diogo esqueceste-te que actualmente vivemos na era dos factos alternativos, não tivesse sido esse o grande aporte de Trump à civilização.

      Eliminar
  19. Comprendam caros colegas que estamos à deriva. Há que limpar esta direcçao e seus acólitos na comunicaçao social a começar pela BTV
    Em frente Benfica limpo de toda a mixordia sordida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. " Comprendam caros colegas "

      Colegas......são as putas !

      Eliminar
  20. dos treinadores que falas no final nenhum deles tem argumento sequer para ser considerado, excepto o abel, até porque treinar equipas para não descer não é a mesma coisa que um grande.
    o abel esta a fazer um muito bom campeonato, embora as suas equipas não joguem nada de extraordinário, mas o maior problema é que ele contra os grandes joga sempre como equipa pequena e como já vimos isso não nos interessa.

    o tão amado fonseca é bom quando tem muito por onde escolher e ir buscar agora para trabalhar com o que lhe dão para isso não serve como já se viu.

    acho muito piada a essa teoria de alguns que tem que ser um treinador português porque o campeonato é desequilibrado e tem particularidades pois mas os nossos problemas são, e foram este ano com as equipas maiores, e para resolver esse problema, e principalmente o nosso medo cénico com os corruptos, só um treinador estrangeiro.

    ResponderEliminar
  21. Numa tentativa de fazer humor com a situacao dificil que vivemos: com os colegios e universidades que ai veem, porque nao ir contratar um PHD a Oxford ou Cambridge Universities? E que LFV parece acreditar que o sucesso passa pela cultura geral e capacidade intelectual dos jogadores da formacao!!??
    Ao que chegamos....

    ResponderEliminar
  22. Contratar o PAULO FONSECA, seria o melhor acto de gestão da década.
    Espero bem que o consigam!
    Futebol ofensivo, espectacular, de posse, sem medos, inteligência táctica, etc...
    Estão à espera de quê?
    Este ano já será difícil contratá-lo, mas pelo menos tentem, porque depois já não haverá hipótese. Está fadado para ser um dos melhores técnicos do mundo e disso não tenho qualquer dúvida.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares