O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

O exemplo perfeito.

Avatar
 ●  29 comentários  ● 

"Paco Jémez é treinador do Las Palmas desde 21 de dezembro, mas as suas medidas estão a dar que falar. Que o diga o avançado francês Loic Rémy.

«Estávamos no hotel e cheguei tarde com Tannane ao jantar, mas apenas por um minuto. Tudo bem, não há desculpa, mas não é razão para sermos afastados. Não podes afastar dois jogadores no teu primeiro dia de trabalho por chegar atrasado um minuto», disse Rémy, em declarações ao jornais La Provincia/Diario de Las Palmas.

O antigo jogador do Chelsea foi ainda mais longe: «Nem sequer me falou, não teve coragem de vir ter comigo e dizer-me que não me queria. Tratou-me como um pedaço de m…, foi assim que me senti quando tudo isto aconteceu.»" - A BOLA.

O exemplo perfeito em como a maioria dos jogadores hoje são umas vedetas, pagos a peso de ouro, e sem qualquer noção de profissionalismo, rigor ou responsabilidade.

Por isso é que cada vez menos se vê jogadores no final de um jogo em que foram derrotados sairem de campo com um ar triste ou abatido. Nada disso. Sorriem e seguem como se nada tivesse acontecido.

Vedetas? Não obrigado.

29 comentários blogger

  1. O exemplo perfeito da parvoíce de quem acha que jogadores são escravos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O exemplo perfeito de quem não sabe os desafios que os treinadores enfrentam hoje ao gerir uma equipa.

      Eliminar
    2. Deixa-te de Tangas , alguma vez se pode castigar alguém por Chegar um Minuto Atrazado , estaria correcto se Houvesse Multas Internas que reverteria para um Almoço com todos , isso sim como fazem Alguns Treinadores , já estou a ver que estás de acordo com a mer*a que fez Sven Goran Erikson ao Castigar Alves e Filipovic e o Benfica Fod**-se que perdeu uma Taça UEFA , Lindo Serviço !...

      Eliminar
    3. O exemplo perfeito do treinador nazi !
      Os corruptos tiveram salvo erro em 1956/57 uma cavalgadura chamada Yustrich que também nao queria atrasos, nem barbas, barbichas, bigodes ou cabelos compridos, ganhou a primeira dobradinha para os corruptos, ameaçou bater no tesoureiro, chamou cavalgadura ao presidente, andou à pancada com o Hernâni ainda dentro do campo, mas era um disciplinador �� !

      Shadows, don't joke with us ...

      Eliminar
  2. Que exemplo! Afastar um profissional por chegar um minuto atrasado?
    O próprio código de trabalho dá tolerância de 15 minutos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheces o código de trabalho espanhol ou o contrato do jogador em causa para saberes se situações destas não estavam previstas?

      Eliminar
  3. Um exemplo perfeito de um idiota, podiam ter tido um furo na viatura, esta falta de flexibilidade mental é contraproducente. Estás a apelidar de vedetas dois jogadores por 1 minuto de atraso que não sabes as razões, podiam ter andado na noite a beber copos ala Gabigol ou ter morrido a avó.

    Noutros tempos pagavam uma multa que ia para um jantar no final do ano, melhor para o espírito de grupo do que esta mentalidade austríaca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois mas não foi o caso. Não vês o jogador invocar situações de força maior.
      É um jogador que no total já custou em transferências mais de 50 milhões de euros.

      Além disso, analisa o historial deste jogador. Até preso foi, só para citar a mais grave.

      Eliminar
    2. Por ter custado 50 milhões é que deve obrigar o treinador a usar a cabeça.
      É um activo (como agora se diz) que deve ser valorizado, para no mínimo, não se perder dinheiro numa futura venda.
      Bem sei que por vezes este tipo de jogadores, com personalidade algo conflituosa, são tremendas dores de cabeça para os treinadores.
      Mas um treinador que se preze, não deve apenas o ser na vertente puramente desportiva. Deve ser pai, mãe, psicólogo, conselheiro...

      Tivemos ainda não há muito, um jogador problemático e que se gabava em público de ser dos jogadores mais caros do plantel do Benfica : Taarabt.
      Faz parte da vida dos treinadores terem estas..."favas".

      Eliminar
  4. Daí termos de "estimar" os nossos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembram-se de Erikson ?... por ser Estúpido perdemos uma Taça UEFA !...

      Eliminar
  5. De certeza que não terá sido apenas por chegarem um minuto atrasados que foram afastados.

    Já deviam existir indicações da Direcção para o treinador ter rédea curta com ele(s), há demasiado dinheiro investido num jogador para se prescindir desse recurso por causa de um atraso de um minuto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais. O jogador em causa tem um historial que não é pêra doce...

      Eliminar
    2. Pois claro, deve ser mais outro "Tá barato e sai caro".

      Eliminar
  6. Também tivemos o Vítor Baptista, por sinal dos melhores avançados que vi até hoje, que se apresentava nos treinos com um cão, cuja trela prendia a um dos postes da baliza, ia de túnica e socas para as concentrações da selecção, para desespero do Juca, no entanto o rendimento desportivo era fabuloso.

    Tudo deve ser contextualizado.
    Talvez cerca de 90% dos profissionais de futebol é oriunda de origens humildes.
    A chegada a um novo mundo, com dinheiro e fana, sobe à cabeça de qualquer um.
    A mim, muito sinceramente, estas excentricidades não me chocam, desde que o rendimento desportivo seja irrepreensível.

    João Rocha, antigo presidente do Sporting, referia-se aos jogadores de futebol como selvagens, que nem usar o garfo e a faca sabiam. É um exagero, claro que sim, mas o que se lhes pede fundamentalmente é que joguem - BEM - futebol e deixem tudo no campo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que exemplo dás a um grupo de trabalho quando as regras que anuncias para todos depois só se aplicam a alguns?

      O que fará um treinador a partir do momento que, em especial com jogadores já com histórico problemático, não fizer cumprir as regras?

      A responsabilidade nada tem a ver com as origens de ninguém. Ou se tem responsabilidade e rigor ou não tem.

      Eliminar
    2. Todos nós sabemos que os jogadores que compõem um plantel, não têm estatuto igual.
      Quem jogou futebol ou outro desporto qualquer, sabe disso. Há quem tenha estatuto e tratamento diferenciado. Até nas empresas e nas instituições, os empregados não são todos iguais.
      Como antes se dizia, há as estrelas e os carregadores de piano.
      Mas os ditos carregadores de piano, não se chocam com o tratamento diferenciado que é dispensado à estrela da companhia.

      O pior é quando o rendimento desportivo, não reflecte esse estatuto.
      Aí é que surgem os problemas e reconheço a incapacidade de muitos treinadores lidarem com a situação.

      Eliminar
    3. Achas que por exemplo o Jonas tem o mesmo estatuto no seio do plantel do Benfica que o Ruben Dias, por exemplo ?
      Que o Messi é igual a qualquer outro jogador no Barcelona ?
      Que o Ronaldo é apenas mais um jogador, igual a tantos outros no Real de Madrid ?
      Que o Casillas é mais um que anda lá pelo Dragão ?
      Que o William Carvalho é mais um entre tantos outros no Sporting ?

      Só quem é monge ou ermita e vive isolado dos outros é que desconhece que todos os grupos têm códigos de identidade e dinâmicas próprios e que até são comummente aceites no geral.

      O mesmo se passa nas empresas, nas organizações e demais instituições.

      Num executivo governamental, os ministros não têm todos o mesmo peso institucional.
      Até vemos bem isso quando estão na AR. O protocolo senta os mais relevantes junto do 1º ministro.

      E por aí fora, e por aí fora...

      Eliminar
  7. Remy chegou duas vezes atrasado,na mesma semana,por isso,Paco nao conta com o jogador...máximo goleador do equipo!!
    Clau

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem se F*de é o Clube , boa Gestão !...

      Eliminar
  8. No europeu de França, em que Portugal se sagrou campeão, Fernando Santos tratou o Ronaldo de forma diferenciada.
    Recordo-me que muitos jornalistas questionavam a diferença de tratamento entre ele (Ronaldo) e os restantes jogadores.
    Tinha as visitas da família nos dias e horas que queria, acho que até celebrou os anos da mãe no centro de estágio, as saídas não eram rígidas, enfim, de acordo com o estatuto de vedeta que inegavelmente tem.

    Se se pode aplicar esta brandura disciplinar a todos ? Acho que não.
    Os restantes jogadores acho até que não se chocam pela estrela da companhia ter tratamento diferenciado.

    Gerir um balneário e um plantel, é uma arte. Não é para todos.
    São 2 ou 3 dezenas de egos inflamadíssimos, vaidades, rivalidades, ciumeiras, tudo isto um treinador tem que gerir, sem causar constrangimentos.

    Por isso, temos quem saiba muito do jogo propriamente dito, de técnicas e tácticas, de metodologias, mas esqueça ou não tenha capacidade para entender o essencial : os jogadores, antes de o serem, são homens como outros quaisquer.

    Por vezes, tudo se resolve com uma conversa e um abraço; mas há alturas em que é preciso dar-lhes um calduço para abrirem os olhos.

    Até porque hoje em dia, como se costuma dizer, os jogadores são activos com vontade própria, cuja gestão e valorização, cabe ao treinador.

    ResponderEliminar
  9. Eu gosto é dos profissionais que até pintam o carro de cor diferente para não melindrar sócios e presidente do clube.

    ResponderEliminar


  10. https://www.youtube.com/watch?v=CEGgMnu7xxo

    ResponderEliminar
  11. mas como não podemos ter vedetas (vejam este link https://as.com/futbol/2018/01/19/internacional/1516353878_471485.html) não corremos esse risco!! Aliás, as vedetas ainda antes de o serem são logo "despachados", veja-se o que acontece à rapaziada da formação que tenha algum talento!!
    Carrega Benfica.
    Dc

    ResponderEliminar
  12. deixa lá essa conversa da treta!
    Interessante era um post a descrever a relação Portimonense / Porto! isso sim é interessante!!

    ResponderEliminar
  13. Achas que por exemplo o Jonas tem o mesmo estatuto no seio do plantel do Benfica que o Ruben Dias, por exemplo ?
    Que o Messi é igual a qualquer outro jogador no Barcelona ?
    Que o Ronaldo é apenas mais um jogador, igual a tantos outros no Real de Madrid ?
    Que o Casillas é mais um que anda lá pelo Dragão ?
    Que o William Carvalho é mais um entre tantos outros no Sporting ?

    Só quem é monge ou ermita e vive isolado dos outros é que desconhece que todos os grupos têm códigos de identidade e dinâmicas próprios e que até são comummente aceites no geral.

    O mesmo se passa nas empresas, nas organizações e demais instituições.

    Num executivo governamental, os ministros não têm todos o mesmo peso institucional.
    Até vemos bem isso quando estão na AR. O protocolo senta os mais relevantes junto do 1º ministro.

    E por aí fora, e por aí fora...

    ResponderEliminar
  14. Entendo o que o Shadows quer dizer.
    Por vezes mais vale um conjunto de operários, do que uma ópera bufa.
    No campeonato ganho pelo Trapattoni, ainda hoje me interrogo como com um conjunto tão fraco em termos individuais, foi alcançado o título de campeão.
    É verdade que tínhamos o Simão, mas a maior parte dos jogos, era o Simão e mais 10.
    Aquilo era muito a atirar para o fraco.
    Havia o Mantorras cheio de fita cola, que entrava a 10 minutos do fim e marcava o golito da praxe e era isto o Benfica.

    ResponderEliminar
  15. Ainda falta o jp vir dizer que no Benfica também existe... Algo.

    ResponderEliminar
  16. "Por vezes mais vale um conjunto de operários "

    " ainda hoje me interrogo como um conjunto tão fraco em termos individuais foi campeão "

    Oh meu, como é que é?...vale mais o conjunto de operários ou um grupo de vedetas ?

    Deixa lá as óperas bufas em paz porque nem o "Barbeiro de Sevilha" jogava à bola, nem o Rossini era treinador de futebol !

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking