O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


18 de setembro de 2013

UEFA: parte da solução ou do problema?

Avatar
 ●  23 comentários  ● 

Na passada segunda feira, o GB publicou um excelente post sobre as negociatas envolvendo jogadores de futebol, de nome 'Como se fazem negócios "lá em cima"'.
Trouxe ao conhecimento de muitos portugueses um trabalho da France2 sobre o nebuloso mundo do futebol, com destaque especial para o FC Porto, cujas transferências levantam dúvidas.

É curioso que as grandes transferências do FC Porto são quase sempre realizadas para clubes de Leste, emergentes, ou para clubes liderados por milionários estrangeiros, cujo dinheiro parece nascer nas árvores mas cujo rasto parece também percorrer meio mundo até se perceber donde veio, quando se chega a perceber.

Para muitos leitores do NGB, este assunto não é novo. 
A 6 de Março de 2013, no post 'O labiríntico mundo dos donos dos jogadores' o assunto envolvendo os jogadores do FC Porto Mangala e Defour tinha já sido trazido à baila devido a uma notícia do jornal 'O Jogo' sobre as transferências dos jovens benfiquistas João Mário Fernandes e Luciano Teixeira.  

Seguindo o artigo e procurando mais informação na agência Bloomberg, a informação mais detalhada foi publicada neste post, tendo inclusivé o director de comunicação do FC Porto, o ex-jornalista Rui Cerqueira, sido contactado quer por emails quer via telefone para comentar este tema. Não respondeu.

O que está em causa em grande parte destes movimentos de dinheiro é uma coisa: o futebol hoje em dia é apenas mais uma plataforma para lavar dinheiro.
E sob a capa da seriedade, centenas de dirigentes e empresários enriquecem à custa da paixão do adepto.

Vamos ser claros. Numa altura em que o mundo atravessa uma crise de liquidez financeira, em que a banca faz uma dieta forçada pois está com os cofres vazios, em que países estão quase na bancarrota, aparecem de repente 100, 200 ou 300 milhões num clube de futebol?
Paga-se como se fosse um café 100 milhões de euros por um jogador?

A UEFA implementou o 'fair-play' financeiro, mas que até agora só fez vítimas entre os clubes menos representativos, o que seria o objectivo.
Aliás, a UEFA tem sido o principal ponta de lança deste interesses obscuros.

A Champions League, gabada por tantos, não passou de um golpe publicitário que decapitou grande parte das chances de clubes de dimensão média poderem vencer a competição, conforme sempre aconteceu no passado.

A pressão para que a União Europeia legisle de forma a que os jogadores nacionais tornem a ter outra protecção desapareceu.
Tirando em Inglaterra, o último bastião do amor ao jogo, ninguém ressurge esse tema, vital para o futuro do futebol europeu.

Os clubes, mesmo os grandes clubes europeus, atingiram a sua capacidade máxima de endividamento.
Estão à mercê dos mercenários do futebol que são alguns jogadores, e dos vigaristas que usam a paixão do adepto para enriquecer e branquear dinheiro.

Muitas selecções europeias estão a começar a sentir os reflexos da falta de aposta nos jovens dos seus países.

Se não és tu, adepto, em 10-15 anos tudo isto ruirá. E o que restará então?

23 comentários blogger

  1. Isso quer dizer que, pelas tuas contas, o futebol dentro de 10-15 anos volta a ser um desporto. Isso é bom. Termos uma espécie de WWE com bola é algo que não me agrada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa comparação com a WWE é interessante. É que não foge muito do que se passa agora, com jogadores emprestados, protocolos e fundos.

      Eliminar
    2. A única coisa diferente é que na WWE toda a gente sabe que aquilo é teatro.

      E é algo que chateia no futebol. No futebol nacional nós já sabemos mas eu só comentei pelo teu comentário sobre a UEFA (tenho de reler a ver se falas na Fifa, mas devias também falar). Há muito que não faz sentido uma liga dos campeões onde há campeões na europa que ficam de fora, onde há campeões no pote 2, 3 e 4 e o segundo lugar dessa liga no pote 1, quando nós vemos o Chelsea ser roubado contra o Barça e, no ano seguinte, contra o Inter (equipas que ganharam a liga dos campeões mas justamente nunca teriam passado o Chelsea... foram 7 penalties no total nos dois jogos da segunda mão...), é campeonatos do Mundo onde o Brasil e a Alemanhã são sempre colocados de forma a jogar apenas na final (se as coisas correrem bem, ou seja, os dois ganham os respectivos grupos)... E a juntar a isto tudo, é a falta de vontade de por a tecnologia ao serviço do desporto. Mete nojo e a minha única ligação ao futebol hoje em dia é o Benfica... mas com a direcção a não fazer pela verdade desportiva (e não é de agora... aquele ano em que o Porto devia ter ficado fora da europa mostrou tudo), é algo que só ligo porque tenho tempo de ler blogs e isso tudo...

      Portanto... não é só os jogadores emprestados... é tudo.

      Se vires bem.... os árbitros só vêm o que querem (igual à WWE), os resultados são combinados no bastidores (também é igual) e nem vou falar na manipulação das massas (a WWE vive disso, embora não seja da mesma forma que no futebol). É claro que tu deves ter visto isto, mas os menos esclarecidos podem agora perceber tudo.

      Por isso... se este futebol desaparecer e voltarmos a ter o futebol desporto, é uma bênção... mas... duvido. A quantidade de dinheiro que este negócio faz mexer leva-me a crer que vai tudo piorar.

      Já agora... este formato da liga dos campeões (ok, não exactamente este formato mas o início deste formato com 4 equipas das principais ligas e super prémios) não aparecer como resposta a uma suposta super-liga?

      Eliminar
    3. A FIFA é um monstro ainda maior. Leva a uma análise a outro nível, pois envolve um lobby fortíssimo, quer a nível político, quer a nível económico.

      A WWE é um exemplo muito feliz que nos deste. Obrigado por essa comparação bem apropriada.

      Hoje em dia o comum adepto não faz ideia dos jogos de bastidores e do quão muito se decide fora dos relvados.
      Alguns dos esquemas já desmascarados, em especial redes de apostas, curiosamente só beliscaram clubes de segunda e terceira linha.
      Isso também diz muito.

      A Super-Liga parece-me que nunca verá a luz do dia. Os conflitos de interesses impedem e impedirão que triunfe.
      O actual formato da Champions, na minha opinião, apenas vai fazer com que o interesse esmoreça com o passar do tempo. Tudo é demasiado previsível.

      Eliminar
    4. É demasiado previsível mas... lá estão os jogos que dão audiências e que todos querem ver, pois os clubes que dão audiências vão quase sempre longe... e, verdade seja dita, há sempre um gajo do apito para tornar as coisas menos previsíveis se a UEFA assim quiser.

      Eliminar
    5. E... uma última coisa... eu desconheço a maior parte das coisas dos bastidores mas sou gajo de não acreditar em coincidências... não sei exactamente o que se passa vejo que há algo de errado... E pronto... não tendo mais nada para contribuir, fico-me por aqui.

      Eliminar
  2. Primo do Dantas da Cunha18 setembro, 2013 16:11

    ..." Vamos ser claros. Numa altura em que o mundo atravessa uma crise de liquidez financeira, em que a banca faz uma dieta forçada pois está com os cofres vazios," ...

    Ganda nóia...não me digas que fizeste mestrado em Oxford, e o doutoramento em Stanford ou terá sido em Harvard ?

    Porra, eu pensava que tu só peroravas sobre o futebol, agora palpites sobre economia... upa,upa, é muita sapiência junta ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E nem imaginas o que posso dizer mais, sóbrio. Ainda estou à espera(e sentado) do dia em que os teus comentários tragam algo interessante à discussão. Mas sou um tipo paciente! :)

      Eliminar
    2. Primo do John Holmes18 setembro, 2013 21:25

      ..." E nem imaginas o que posso dizer mais, sóbrio" ...

      Se tu és o primeiro a retratar-te, o que é que eu posso acrescentar?
      Tu fazes afirmações sem ponta de suscentabilidade, porque ao contrário do que afirmas, não é na UEFA que existe o tal iceberg, ela é só a ponta... e o resto fica para mais tarde!

      ..."decapitou grande parte das chances de clubes de dimensão média poderem vencer a competição, conforme sempre aconteceu no passado."...

      Diz-me quantos clubes de média dimensão ganharam a TCCE? - Será que esta prova sem os incentivos financeiros distribuidos pela organização aos clubes participantes teria a mesma importãncia e a mesma visibilidade?

      Já tens material que pode ajudar à discussão; agora comentários sobre o estado da banca mundial não faço, porque não sou economista, não tenho MBA sobre gestão, e prefiro ser um bom leitor e melhor ouvinte do que um escriba pouco credível...

      Eliminar
    3. Ò primo dos gajos todos, eu referi-me ao futebol e a tudo o que gira em torno dos interesses. E sei do que falo. O que não quer dizer que outros não possam acrescentar outros dados relevantes.

      TCCE- alguns exemplos: Feyenoord, Ajax, Nottingham Forest, Hamburgo, Steaua Bucareste, PSV, Estrela Vermelha...queres mais? Vê lá se não chegam.

      Então sobre a banca mundial ou economia, se não sabes lê e aprende. Encontras na blogoesfera benfiquista muita gente que sabe bem do que fala.

      Quanto à credibilidade, um gajo que assina como primo do Dantas da Cunha ou do John Holmes(deves ter algum trauma com tamanhos)...epá...credibilidade é algo a que não podes aspirar.
      Se não gostas de ler e não estás obcecado com o NGB, é simples. Não voltes. Boa?
      Saudações!

      Eliminar
  3. Lançando lenha no blog:

    E o craque, vedeta, dos melhores jogadores nacionais, Miguel Rosa, como se está a sair no Belenenses?

    ResponderEliminar
  4. Pois eu desde que soube daquela magnífica transferência para um país árabe que pura e simplesmente não acompanho o Benfica enquanto esse sujeito lá estiver! Eu não sirvo para capacho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas essa, baseado nas razões apresentadas por LFV, é das poucas que considero bem desenhadas, estrategicamente.

      Eliminar

  5. E a CEE não deu uma ajudinha com a lei Bosman ????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim. Lei essa que sob a capa da justiça ajudou a abrir caminho para os vigaristas.

      Eliminar
  6. Bem vindos ao futebol real, empresas fictícias para encobrirem só e simplesmente lavagem de dinheiro, a melhor maneira de lavar dinheiro é fazer-se presidente de um clube de futebol,há outras maneiras de o lavar mas fica muito mais dispendioso,o futebol já há muito que deixou de ser um desporto,é simplesmente um produto financeiro muito apetecível.
    Um abraço...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os instrumentos financeiros disponíveis tornaram o futebol um alvo fácil dos tubarões.

      Eliminar
  7. "É curioso que as grandes transferências do FC Porto são quase sempre realizadas para clubes de Leste, emergentes, ou para clubes liderados por milionários estrangeiros"
    Como? Faça favor de repetir? Apenas o hulk, o moutinho e o james pertencem a esse grupo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Colega anónimo, a parte essencial da frase é:

      "as grandes transferências"

      é que nos últimos anos, com excepção do Falcão, ou foi para clubes de dinheiro duvidoso, ou foram pequenas transferências (na medida em que se pode considerar pequeno 5M€)

      Eliminar
    2. defacto shadows tem razao pq portugal é o pais europeu mais ocidental. senao veja-se

      grandes transferencias do porto=
      hulk-zenit,
      falcao=atl madrid;
      deco=barcelona;
      anderson=man. united;
      quaresma=inter
      moutinho&james=monaco

      sao estes as grandes transferencias e todas vao para leste no mapa.

      joao cunha

      Eliminar
  8. "Na passada segunda feira, o GB publicou um excelente post sobre as negociatas envolvendo jogadores de futebol, de nome 'Como se fazem negócios "lá em cima"'.
    Trouxe ao conhecimento de muitos portugueses um trabalho da France2 sobre o nebuloso mundo do futebol, com destaque especial para o FC Porto, cujas transferências levantam dúvidas"

    Afinal o tal excelente post não passa da transcrição completa e de acordo com o GB de um "Email recebido no NGB que fazemos questão de divulgar" e que eu também recebi na minha caixa do correio no passado dia 15,e até fiz questão de reenviar para alguns amigos. Esse comentário curiosamente foi retirado daqui http://atascadocanto.blogspot.pt/ e tinha à altura "149" comentários...

    O mérito a quem teve o mérito de o escrever !

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking