O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 23 de julho de 2013

2 pesos, 2 medidas.

Avatar
 ●  + 51 comentários  ● 


(Retirado do Facebook de 'A Mão de Vata'.)

51 comentários blogger

  1. Eu prefiro ficar 10 ou 20 anos, sem ganhar o campeonato, com a condição de acabar de vez com o passivo, do que ganhar de 5 em 5 anos 1 campeonato e aumentar o passivo.

    Se o Benfica continuar com esta media de ganhar o campeaonto de 5 em 5 anos em 20 anos temos apenaas 4 campeoantos e o passivo ainda mais alto do que os actuais 600 milhões.

    Portanto, prefiro não ganhar durante esses 20 anos esses miseros 4 campeonatos, mas reduzir acabar de vez com o passivo.

    Acredito que é possibel o Benfica acabar com o passivo de vez e sugiro a criação de um Banco, o Banco Benfica, para emprestar dinheiro aos Portugueses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O passivo não pára de crescer.

      Eliminar
    2. Chiça ! Já vai em 600M ! Amanhã já dizem que são 750M...

      Agora, sem brincadeiras, o passivo nunca deverá desaparecer. Não é necessário, nem desejável...

      Dos 400M€, tens uns 250M€ de divida exigível (Créditos, EMpréstimos Obrigacionistas, etc...).
      Esses sim é que devem ir desaparecendo, pois são os juros dessa dívida que nos penalizam mais...

      Eliminar
  2. Foram duas situações que se deveriam ter evitado, mas não têm qualquer comparação possível. Aquilo que JJ fez ao Ola John não deveria ter sido feito à vista de todos. Aquilo que o Cardozo fez não deveria ter sido feito EM LADO NENHUM. É com este tipo de argumentos que se perde a razão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que ambos fizeram poderia ter sido feito em privado. Não há distinção. Um líder tem que preservar o seu grupo e não diminuir nenhum dos seus subordinados em público.
      O JJ é useiro nessa conduta. E no balneário já sofreu as consequências dessa sua postura.

      Um jogador tem menos responsabilidades que um treinador e Cardozo agiu a quente. Um bom líder sabe distinguir as situações. O JJ aproveitou a situação de Cardozo como cortina de fumo para os seus insucessos de final de temporada.

      Eliminar
    2. JJ é o chefe do balneário, logo tem toda a legitimidade para apontar a um jogador o que ele fez mal. E nem o Luisão, que é o capitão, tem o direito de acusar um colega de equipa, quanto mais o Cardozo. Mas atenção, "fazer algo legítimo" não é necessariamente igual a "fazer o que é correcto".

      Concordo com muitas coisas que dizes. Não me faria confusão nenhuma que o Cardozo ficasse no plantel. Mas lá está, se tens feito um post com o que me respondeste em vez de pegar numa imagem que compara o incomparável, parece-me que terias tido maior adesão à mensagem do teu post.

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Águia Preocupada23 julho, 2013 19:34

    Pois, mas os 2 pesos e as 2 medidas não podem ser vistas tão simplisticamente! Um pai dar uma palmada no filho é aceitável... Já o contrário é inadmissível...
    A comparação não será tão acentuada, mas não deixa de ser líder e liderado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Líder , mas não passando de um assalariado a quem foi confiado um grupo. Um líder tem muito mais obrigações que os outros.

      Eliminar
  5. Para quê falar no empurrão do Cardozo, ou na falta de respeito para com um colega, ou as atitudes infantis como no jogo com o nacional que lhe valeu a expulsão... Não! Vamos é comparar uma correção do JJ a um jogador ao comportamento estupido e infantil do Cardozo. LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correcção? Queria ver se apreciavas ser corrigido daquela forma, em público, perante os teus colegas de trabalho e perante clientes(público). Isso é valorizar o colaborador ou amachucar o seu ego e mostrar prepotência?

      Eliminar
  6. A diferença é que um é responsável pela equipa e o seu trabalho colocar os jogadores a trabalhar para um todo, e o outro é um jogador que como não é treinador não pode andar a dizer mal dos colegas! Sim porque o grande problema não foi o Cardozo ter criticado o Jesus. Foi ter criticado colegas de equipa de uma forma ofensiva e ostensiva!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quantas vezes isso não acontece num grupo de trabalho? A diferença é que os jogadores e treinadores estão muito tempo expostos às câmaras, ao público.

      Em qualquer grupo de trabalho tem gente menos satisfeita, preguiçosos, zelosos, aplicados, tens de tudo. Se formos excluir quem um dia explode, quem restará?

      Eliminar
    2. Os que não explodem. 99% dos menos satisfeitos, preguiçosos, zelosos e aplicados. Chegam bem,, pah. Quem tá mal, tem a porta da rua como serventia da casa.

      Eliminar
    3. Deves ser um grande chefe, Nahar. Sim senhor, isso é que é ser um líder. Bahhh!

      Eliminar
    4. A tua teoria inclusiva, tão em voga no nosso querido país, mantém infestadas as nossas empresas e instituições de incompetentes.
      Porque, no fundo, são uns coitadinhos, muito pressionados. Não têm culpa!
      São os media!! As câmaras!! O Publico!!

      O drama. O horror.
      Coitados dos futebolistas... ainda por cima, tão mal pagos, pobres almas.

      Viva a cultura de desresponsabilização!!!

      Eliminar
  7. Noto que ultimamente este blog se tornou um veículo de campanha do bruno de carvalho, eu acho que a gestão desportiva do vieira é criticável, agora por amor de deus não avançem cromos que se descredibilizam alternativas futuras
    Custa-te assim tanto perceber que o Cardozo fez é muito grave, até o Miguel vitor que saiu em ruptura com jesus o disse, mais que a falta de respeito com o Jesus o que está em causa é a falta de respeito com o Andre almeida, figura acarinhada e querida pelo restante plantel.
    Aludem aos valores do Benfica, mas o Joaquim ferreira Bogalho pos terminus a carreira de um central no Benfica, que á altura ds factos era de tpo, por uma situação de indisciplina, quere ou não queres valores, não roces o ridiculo.
    o que está a ser mal gerido é a saída do Cardozo é inadmissível que esta bomboca ainda caia em cima do jesus, que apesar dos defeitos que t~em não merecia estar tão sozinho ou rodeado por incompetentes.
    Espero bam que publiques o meu post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Campanha de quem? Convém-te vires com esse rótulo?

      Aqui só se faz campanha pelo debate e pelo Benfica.

      A mim fez-me bem mais confusão quando antes do Mundial de 2010 o Cardozo exigiu sair e desprezou o papel do Benfica na sua carreira, referindo-se ao clube com desprezo na África do Sul. Depois quando falhou o penalty e enterrou o Paraguai com a Espanha, meteu o rabo entre as pernas.

      A mim fez-me bem mais confusão a quantidade de jogos em queo Cardozo demonstrava uma postura indolente em campo.

      A mim fez-me bem mais confusão as vezes que Cardozo mandou calar os adeptos, os mesmos que garantem através dos seus gastos que ele receba um salário milionário. E aí os justiceiros de agora assobiaram para o lado.

      Gerir um grupo de pessoas passa por lidar com situações por vezes mais duras. Um bom líder não exclui ninguém. Tenta integrar todos.
      Jorge Jesus tem excluído quase todos os que o enfrentaram. E a maioria deles fê-lo no balneário.

      Tenho pena que tenha de ser eu, que nunca apreciei a forma de jogar e postura de Cardozo, a vir agora defende o paraguaio deste linchamento por parte de Jorge Jesus.
      Mas ou muito me engano ou isto ainda lhe vai rebentar na mão.

      Eliminar
    2. E não notas que úlimamente este blogue é o mais lido da Blogosfera Benfiquista?
      Porque será???

      Eliminar
    3. "Aqui só se faz campanha pelo debate e pelo Benfica."

      É por isso que 90% dos posts são a criticar Vieira e Jesus? Debater o Benfica é isso?

      Eliminar
    4. Rui, e depois? Tem razões para estar contente com o quê? Com segundos lugares? Eu não.

      Eliminar
    5. Amigo Shadows,enquanto o Pintinho nao for preso e os restantes corruptos, o Benfica pode ter a melhor equipa do mundo que não ganha, convence te disso!!
      o campeonato portugues é como a volta a França em bicicleta,houve um ano em que o José Azevedo moralmente ganhava o tour,porque todos os que acabaram a frente dele acusaram doping, o nosso campeonato é igual, se tivessemos num país democratico o porto tava na segunda divisa.Em que país civilizado se usam tantas artimanhas para desestabilizar o adversario, como quando o porto tava em segundo,4 pontos atras,todos as individualidades portistas falavam do campeonato do capela,todos os dias o jornal o jogo falava disso,o proprio treinador o assumiu a pouco tempo.
      a direçao do Vieira não é perfeita, mas tem feito tudo para fazer crescer mais o Benfica, o futebol é a bandeira do clube,mas pensa tambem nas modalidades,o que ele ja consegiu fazer em 10 anos,campeoes europeus em hoquei e futsal,campeoes no volei e andebol,para nao falar no atletismo, tri campeoes!!! Sem esquecer o projeto olimpico, medalhas e prata de Vanessa e ouro com o Nelson.
      Não te esquecas desse pequeno pormenor que se chama CORRUPÇAO EM PORTUGAL/FUTEBOL e JÁ AGORA APITO DOURADO!!

      Eliminar
  8. Isto é estúpido. Como se não houvesse uma relação de hierarquia que torne a situação do Cardozo mais grave que a do Jesus.

    Mas realmente ultimamente neste blog o que interessa é implicar, quer seja com razão (e de facto há muitas razões, CONCORDO!) quer seja sem razão. E assim, perde-se a razão e perde-se a credibilidade e perde-se (da minha parte) a vontade de ler isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arséne, A relação de respeito não conhece hierarquias. Tanto falhou Cardozo como falhou JJ.
      E Jorge Jesus não passa de um assalariado, assim como Cardozo. A diferença entre eles é relativa.

      Eliminar
    2. Sim, é relativa. E a relação é de subalternidade de um em relação a outro.

      Eliminar
  9. O nível dos posts do blog começa a descer a um nível assustador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o Shadows é um dos grandes contribuintes para o decréscimo da qualidade do blog.

      Eliminar
    2. De nada. Acho que tens um grande problema: o ódio a certas personagens que te retira a lucidez.
      O problema é que as coisas não são a preto e branco. Nem tudo o que certa gente faz é bem feito nem tudo é mal feito. Muito diferente dos dogmas que apregoas diariamente.

      Eliminar
    3. NSC, o que não tenho é paciência e vontade para continuar a ver o Benfica num caminho idêntico ao Liverpool.
      Camiões de dinheiro despejados ano após ano, e agora? O Manchester já os passou.

      Cá a coisa é diferente, pois envolve corrupção é certo, mas a incompetência(para certas coisas) no Benfica já não é mais suportável.
      Eu já levei com um Damásio, com um Vale e Azevedo. Não votei em nenhum deles. Era eu algum iluminado? Não. Mas sempre me fez confusão presidentes populistas, que não se preocupam em ganhar o adepto/sócio mais exigente, ficando-se pelos mais básicos, pelas massas. Também eles ganharam com maiorias(JVA perdeu tendo 38% dos votos!). Por isso, lá pela maioria VOTANTE ter escolhido um caminho, não quer dizer que eu tenha que concordar com ele, em especial quando esse caminho não nos traz Títulos.

      Felizmente vi presidentes, sem dúvida benfiquistas, como Jorge de Brito e João Santos. Recordo-te(não sei a tua idade) que João Santos entrou no clube com um lema: Benfica Europeu. E na sua gerência tivemos 2 finais da TCCE.
      Nessa altura os benfiquistas rejeitaram a continuidade de Fernando Martins, pois as suas ligações a Pinto da Costa e a ascensão do FC Porto eram óbvias.

      Isto para concordar que nem tudo é preto ou branco. Mas eu, benfiquista de gema, já não tenho mais compreensão ou espaço a dar a alguém que não o é(Leonor Pinhão dixit).
      E eu, caro NSC, nunca fui sócio do FC Porto, nem permitiria que nenhum suposto amigo me mantivesse sócio dessa agremiação um dia que fosse. Tu permitias?

      Eliminar
  10. Um professor manda um aluno sentar-se e estar calado. Um aluno manda o professor sentar-se e estar calado. Para o Sombras é o mesmo.
    Um patrão manda um funcionário atender os clientes. Um funcionário manda o patrão atender os clientes. Para o Sombras é o mesmo.
    etc. (podia ficar aqui o resto do dia com analogias, mas julgo que o autor não as ia entender)

    ps: O Miguel Víctor disse-o com todas as letras. Aquilo que o Cardozo fez foi gravíssimo. Que hajam benfiquistas que o tentem justificar, culpabilizando o treinador*, é francamente triste.

    *apenas "treinador", sem o nome, talvez contribua para tornar o raciocínio mais límpido a alguns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HC, o Jorge Jesus não é nenhum patrão. É um funcionário com funções de chefia.

      Conheces alguma equipa em que num momento de pressão um dos seus elementos não rebente? O que fazes, como líder? Despedes toda a gente que tiver um momento infeliz ou tentas recuperar esse elemento?
      Onde estão agora os que em todos os momentos louvaram os golos de Cardozo e os seus recordes? Era final tudo tão efémero que num momento infeliz da sua parte, como JJ já teve tantos, penduram-no numa estaca?

      Eliminar
    2. Aqui o HC disse tudo. Existem coisas absolutamente surreais por essa blogosfera fora. Esta campanha contra Vieira e Jesus tolda-lhes tanto o espirito que se sujeitam a coisas tão ridiculas como este post.

      É que para além da estupidez de colocar um treinador no patamar de um jogador ainda ignora factos que a fotografia não mostra. Cardozo chegou a ter contacto fisico com Jorge Jesus mas ainda pior que isso foi culpar um colega de equipa pela derrota.

      Eu gosto muito de Cardozo e sempre fui dos que mais o defendeu (tu fostes caro sombras?), mas o que ele fez foi demasiado mau. Se tiver de ficar que fique mas com um castigo exemplar. E um castigo exemplar não são umas multitas.

      Eliminar
    3. Rui Sampaio, nunca fui um defensor do Cardozo e todos sabem isso.

      Mas o que me interessa são os interesses do Benfica, e não os de A ou B.
      Achas que beneficia o Benfica o treinador dar uma entrevista na pré-época onde afirma que o jogador não tem condições para continuar? É assim que querem 15 milhões por um jogador? Que clube não oferece menos sabendo que o jogador é um estorvo para o treinador?

      Não digo que não seja castigado. Mas daí a ser escorraçado...é uma má decisão quer financeira quer para o grupo.
      E que demonstra a falta de capacidade de JJ para lidar com problemas. O típico chefinho intermédio português.

      Eliminar
  11. Confundir a beira da estrada com a estrada da beira.

    ResponderEliminar

  12. É esta a mentalidade do povo português.

    O patrão pode fazer o que quiser porque é patrão já o desgraçado do empregado tem que ouvir comer e calar.

    As duas situações são criticáveis embora para mim quem lidera deve dar o exemplo.

    Sempre assim procedi e durante a minha vida estive dos dois lados.

    Eu no lugar do Ola Jonh tinha mandado o jesuita à merda porque só um pseudo lider humilha em publico um subordinado.

    ResponderEliminar
  13. Discordo em absoluto.
    O JJ é superior hierárquico dos jogadores

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas sem o direito de exigir a um assalariado como ele que cumpra aquilo que ele como líder não faz.
      Chama-se a isso liderar pelo exemplo.

      Eliminar
  14. Isto só pode ser mais uma piada de um dos pseudobenfiquistas que gravita neste blog. Lol.

    Só num país completamente degradado como este é que é possível comparar a autoridade de um chefe com a autoridade de um subordinado.
    Era só o que faltava.

    Vê-se claramente, Shadows, que não és Pai.
    No dia que fores, oxalá reconheças no teu filho a mesma autoridade para te levantar a voz, que tu achas que tens em lhe levantar a voz a ele.

    Liderar por exemplo?!
    Rídiculo!
    Não fales do que não sabes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pseudobenfiquista? Não reflitas nos outros aquilo que observas em ti. Tomaras tu sentir o Benfica como todos os escribas deste e de outros blogues!

      Essa comparação de Pai e filho é que é ridícula. Aqui o que está em causa é a relação laboral entre 2 adultos, que merecem ser respeitados assim como devem respeitar.

      Não me vês em lado nenhum defender a atitude do Cardozo. O que vês sim, é defender que um líder tem o dever de disciplinar sim, mas no sentido de recuperar o elemento e não o excluir.

      É isso que faz um pai. Disciplina em amor, para edificar e não para diminuir ou excluir. Não deixa passar em claro, mas vinca a sua disciplina pela positiva.
      És tu que vens explicar o que é um pai?
      Tem vergonha, pah. Sabes lá tu o que é educar uma criança.

      Eliminar
    2. Não tens claramente qualquer noção de hierarquia.
      O teu país formou-te sem te obrigar ao serviço militar, sem te ensinar coisas tão simples para a edificação de um ser humano como "cadeia de comando" ou "estrutura", e os seus diferentes direitos e responsabilidades. E isso não é de facto tua culpa...
      Para ti, JJ e Cardozo são coleguinhas de turma. Um deu um tabefe, o outro tem todo o direito de responder com um murro.

      O Cardozo, esse tal de quem não gostas por aí além mas do qual agora és paladino, foi o mesmo que empurrou o Proença no jogo em que foi expulso, muito recentemente, ou o que, logo depois de identificar o JJ como o responsável pela sua frustração no Jamor, se virou para um colega de equipa na mesma pose. Como se fosse só ele o frustrado. Ou como se ele não tivesse tido culpa nenhuma.
      É também provavelmente o "não-defesa" do Benfica com mais vermelhos de sempre, atestado, sem dúvida, do seu benemérito comportamento para com o clube que lhe paga principescamente e a tempo e horas ao longo dos anos (já nem vou falar das novelas da sua saída, por ele forçadas, a cada defeso, nem vale a pena...).

      Não transformes pois um reincidente em comportamentos lamentáveis num pobre e submisso colaborador a quem lhe saltou a tampa uma vez. Para ter acontecido o que aconteceu, em público, no Jamor, sabes lá tu a quantidade de vezes que deve ter acontecido em pleno balneário...

      Disciplina com amor?!? edificar em vez de diminuir?!
      Ahahahaha... sei. Passar a mão pelo pêlo, queres dizer.
      Conheço. Tem tido excelentes resultados.
      É de exemplos desses que precisamos, pah. De pais, a passar a mão pelo pêlo aos seus filhinhos, a quem, coitados, "lhes saltou a tampa num momento de pressão"... por se terem portado mal na escola, e a ainda irem à escola arrear no Professor. Em vez de disciplinar o filho pelo mau comportamento.
      E quer este país ter futuro.

      Com este tipo de postura, só é de facto pena o tempo de antena de que usufruis: mas uma coisa é verdade, qqr um é livre de te ignorar.

      Eliminar
  15. Gostaria só aqui de dizer algo que julgo refletir o que deve suceder em qualquer situação "patrao/subordinado" ou "pai/filho", "General /soldado". As grandes lideranças, e o respeito, é conquistado e não imposto. O saber comandar dando o exemplo é uma das formas mais infalíveis de comandar alguem até ao fim do mundo, se nos pedirem. Já diz o povo que se apanham mais moscas com mel do que com fel. E em Roma faz o que vires fazer. Cardozo viu... Cardoso Fez! ERRADAMENTE, sem desculpas, mas seguiu um comportamento que infelizmente JJ incute e transmite aos jogadores. É uma forma de comandar com a qual não me identifico. É a maneira dele (JJ) e se ele é o responsável, tem o direito de fazer o que julga ser da sua competência. Agora, ele tem de saber entender o gesto do Cardozo como um reflexo do que diariamente "alimenta" no relacionamento dos jogadores. Acredito que quando se ganha um balneário pela confiança, respeito e admiração, estas situações não acontecem. Ou quando acontecem, são logo sanadas e não se permite arrastar autênticas novelas para ver quem tem mais força e adeptos: se a atitude de um jogador, ou a casmurrice de um treinador. Posto isto... CARREGA BENFICA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais Rolo.

      Em cima procurei dizer o mesmo de forma mais popular.

      Há gente que confunde autoritarismo com liderança.

      Em 1970 (( tempos em que a liberdade era cerceada)) o filho do meu patrão mandou-me à merda e eu de imediato despedi-me. Veio depois a mãe dele pedir-me desculpa e pedir para rever a minha posição e eu não retrocedi. Despedi-me com justa causa.

      Que condição tinha eu para olhar para a cara daquele desposta e continuar a trabalhar com ele diáriamente.

      A disciplina não se impõe, consente-se.

      Acho piada aos que aqui trouxeram a relação pai/filho.

      Eu seu pai e avô e sempre tive com o meu filho uma relação equitativa nos deveres e direitos
      e não me tenho dado mal.

      Um exemplo: Vemos só os dois todos , mas todos, os jogos do Nosso Benfica na televisão ou nos estádios.

      Alguns que por aqui andam podem comprová-lo pois lá estivemos no ultimo jogo Benfica Moreirense e puderam comprovar o nosso relacionamento.

      Não confundam educação com medo.

      Eliminar
    2. Conde e se um dia ao teu filho lhe saltar a tampa e te um empurrão? qual a tua reação? Não estamos aqui a falar de apontar dedos ou de uma palavras azedas trocadas no calor de uma discussão, estamos a falar de contacto fisico!!! É que a questão toda no caso do Cardozo não é o apontar de dedo ao treinador, é o empurrão que este deu a quem lhe é superior, e só não deu mais uns empurrões porque o adjunto não deixou.

      Se ele estava mal com alguma coisa em relação ao JJ só tinha de o dizer ao director desportivo ou directamente à direcção do Benfica. Se a moda pega, qualquer dia anda tudo à chapada dentro de campo quando se perder um jogo.

      Em relação à empresas a coisa é igual, se não concordas com o que a tua chefia anda a fazer só tens de comunicar directamente à chefia ou a alguém acima dela, nunca poderás resolver as coisas ao empurrão, quer dizer, até podes mas depois sofres as consequências.

      Eliminar
    3. Quanto ao meu caso quase poderia afirmar a pés juntos que o meu filho nunca teria uma atitude dessas porque eu também não lhe daria motivos para isso.

      O caso de Cardoso com o jesuita insere-se nos mesmos parametros pois a reacção de Cardoso é consequência da forma de estar de jj.

      Eliminar
  16. Esta comparação é sem sentido.
    Ex: um professor pode mandar calar os alunos que fazem ruído; não faz sentido que os alunos o mandem calar porque não gostam do que diz.
    Quem não percebe a diferença anda um pouco deslocado...

    ResponderEliminar
  17. Este post fica ferido de merda só por um simples facto... A questão do processo do Cardozo em nada tem a ver com o apontar de dedo, isso acontece aos magodes no futebol, o p+roblema foi que Cardozo EMPURROU O SEU SUPERIOR, EMPURROU!! VOUREPETIR, EMPURROU!!!! e só não o fez duas e três vezes porque o adjunto do seu superior o impediu.

    Só não entende isto quem tem um único objectivo, e esse é objectivo é criticar JJ ou a direcção por tudo e por nada.

    Este post não tem sentido absolutamente nenhum, a não ser que queiram agora apagar dos factos o EMPURRÃO que Cardozo deu a um seu superior.

    ResponderEliminar
  18. Paparam-me um comentário... :D :D

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking