O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Uma semana de mediocridade

 ●  10 comentários  ● 

Portugal, 5 de Novembro de 2012

O Benfica venceu o Gil Vicente por 3-0, num jogo que começou caracterizado pelas adaptações que o treinador JJ teve de fazer, devido maioritariamente a castigos e lesões, e que terminou com um bom resultado e com a revelação de um jovem de 19 anos, André Gomes, que surpreendeu positivamente a critica desportiva, mas não a mim e outros adeptos que já o viramos jogar com olhos de ver, e não com o que a comunicação social diz.

Lamentavelmente, dois dias depois, surgiram notícias na comunicação social de que o Benfica estará interessado num médio defensivo, posição 6, francês. São notícias destabilizadoras para o jovem jogador, são notícias que deveriam ser desmentidas pelo Benfica, são notícias que, a serem falsas, demonstram a baixeza e mediocridade desses jornalistas que sempre que podem, criticam o Benfica pelo reduzido número de jogadores portugueses no plantel.

Mediocridade foi o que não faltou na alegada primeira reunião da recém eleita Direcção do Benfica. Tanto quanto me recordo, foi a primeira vez que qualquer clube de topo chamou os fotógrafos e jornalistas para uma descarada manobra de propaganda (e vão 11 anos disto). Se repararam, os pormenores não foram esquecidos: o Sr.º Vieira, em mangas de camisa, os restantes de fato e gravata. Há que cultivar a imagem do “querido líder” e como se vê, a comunicação social põe-se a jeito, ou é obrigada a pôr-se a jeito, pois quem financia o Benfica é também quem financia os grupos económicos proprietários dessa comunicação social.

Mas como o plano não foi perfeito, também vimos um LCD gigante nas costas do Sr.º Vieira, televisor que deve servir para ver os jogos do Benfica e que deve ter sido ligado logo após os jornalistas saírem de cena.

Para juntar à festa, nessa semana também se discutiu a renovação de Jorge Jesus, com a comunicação social a pegar no tema, uma vez mais sem sinal de vida da Direcção do Benfica. O objectivo é sempre o mesmo, dividir os adeptos, pois em cada tema que se pegue, há sempre gente a favor e gente contra. Nunca se pega nos temas que possam dividir os adeptos do FCP ou SCP. Se a comunicação social se preocupasse tanto com o SCP, se calhar não estavam na miserável situação que estão, com 3 treinadores só esta época enquanto nós continuamos com o mesmo defesa esquerdo adaptado. Ainda bem que Jesus é coerente. E percebe do assunto.

Claro que não faltou o toque de mediocridade do Sr.º Gaspar Ramos, que tal como muitos outros, acha que a questão só deve ser colocada se o Benfica for campeão. Estando a falar de um ex-dirigente do Benfica que nos 2 anos que esteve com Damásio apoiou 3 treinadores diferentes, Artur Jorge, Mário Wilson (este por amor ao clube) e Paulo Autuori, não ganhou rigorosamente nada (uma Taça, corrijo) e ainda enterrou financeiramente o clube, com contratações por vídeo que ao primeiro sinal de fracasso eram despachadas (Paulão, o “coice da mula”, por exemplo), como é possível continuar a defender o mesmo tipo de actuação? Atitude medíocre e burra, só pode...

Que saudades de Paulo Bento terão os adeptos do SCP. Os que na altura também lamentavam a conflitualidade do treinador com alguns jogadores, a casmurrice de algumas opções, o facto de só servir para ganhar umas Taças... Hoje, com tanta contratação e despedimento, tomaram esses adeptos do SCP que o Paulo Bento tivesse ficado. O paralelo com Jesus é total...

E porque estou a falar de mediocridade, que dizer da entrevista de Godinho Lopes, quando afirma que está a trabalhar “para criar um SCP mais sustentável financeiramente”? Após mais de 90 milhões de euros de prejuízo, em duas épocas consecutivas, fazer esta afirmação é um atentado à inteligência dos adeptos de todos os clubes. A comunicação social contudo “não” percebeu. Se fosse JVA a fazer uma afirmação destas, tínhamos assunto para o “Prós e contras”...

Para terminar, e porque o Benfica está espartilhado pelo “sistema” que trouxemos para o nosso seio, o mesmo árbitro que expulsou Nuno Gomes, Petit e Manu no Bessa na 1ª jornada de 2006/2007, o mesmo árbitro que inteligentemente mostrou cartão amarelo a Fábio Coentrão no último jogo da Supertaça com o FCP, num lance em que de facto foi derrubado por rasteira e empurrão de Sapunaru dentro da grande área, esse mesmo árbitro que o “sistema” lembra como estando associado a um pedido de Vieira para um jogo da Taça com o Belenenses, esse mesmo árbitro que tal como quase todos os outros está “catequizado” pelas regras de manual de arbitragem à FCP, decidiu expulsar a nova revelação do Benfica, André Gomes, no jogo com o Guimarães. Há que marcar cedo o caminho dos futuros talentos do Benfica.

A Direcção do Benfica para variar, nada disse publicamente sobre o rigor da decisão do árbitro. A ser adoptado este critério temos de perguntar a Vítor Pereira porque razão, o jogador que deu uma cotovelada em Luisinho em Barcelos, não foi expulso. Ou o jogador que no ano passado deu um pontapé em Aimar em Coimbra, dentro da área, não foi alvo do mesmo tipo de critério disciplinar. Ah, Vieira deve estar a aguardar instruções do Dr.º Fernando Gomes...

10 comentários blogger

  1. Dadas algumas alterações na minha vida profissional, possivelmente só poderei responder aos comentários amanhã depois das 20h00...

    As minhas desculpas aos que comentaram o post anterior e ficaram sem resposta ...

    ResponderEliminar
  2. O Andre Gomes é bem expulso, pois fez uma entrada perigosissima, quando é é quando não é não é, agora defender o indefensavel, só porque é da nossa cor? os arbitros têm é que ter criterios uniformes, seja contra quem for, agora não podemos por isso querer benesses.
    O Andre Gomes tem bons pés mas neste momento está bem longe de ser uma estrela, o problema do Benfica é mesmo esse, como raramente damos oportunidade aos miudos, quando damos oportunidade a um e faz uns floriados, nasce logo uma estrela, deixem-se desses epitetos e deixem mas é o miudo crescer aos poucos, estrelas eclipsadas no Benfica é o que não faltam, jogadores como Chalana que com 17 anos era titular indiscutivel do Benfica e da Selecção não existem, são casos raros, esse quando apareceu era um fenomeno, fazia coisas indescritiveis, só que o viu jogar
    O Gaspar Ramos não fez um bom trabalho nesse periodo, mas fez bom trabalho noutros periodos, porque não falas nisso ou não interessa ou não sabes? talvez ele te possa dar umas dicas sobrte os arbitros e como é o bobby e o tareco
    Respeitando a tua visão e opinião, a comunicação social não joga, raramente não falas nos arbitros, eles são os culpados de tudo, deve ser por eles que em 18 anos ganhamos 2 titulos, os nossos vizinhos dizem isso ha 30 anos, pois nesse periodo só ganharam 2 e olha que um deles foi uma roubalheira, os arbitros podem ter culpa mas não são culpados em 18 anos, aquilo que falam de pressão dos arbitors, meninas, corrupção, isso já vem de longe, não nasceu com o apito dourado, isso já existe pelo menos com o Porto desde os anos 70, o Benfica que jogue é mais e não se coloque a jeito dos arbitros e dos adversarios, pois toda a gente já sabe de antemão que contra o Benfica todos jogam bem, é o jogo do ano, os gr fazem as exibições das vidas deles, os avançados são mais certeiros, isso é tudo como o constantino já vem de longe, sempre foi assim e sempre será

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, eu não disse que o André Gomes não foi bem expulso, o que eu disse foi que o critério não é uniforme em particular para os jogadores do FCP e dos nossos adversários. E nesse aspecto, estamos de acordo, com mais fruta ou menos fruta.

      André Gomes não foi, pelo menos por mim, alcandorado a lugar de "estrela", mas não sei que dizes do Nélson Oliveira e dos problemas que criou ao JJ, porque uma data de gente no Benfica, já via ali um Eusébio branco, a quem o JJ não dava oportunidades. No Corunha não consegue ser titular...

      Essa da comunicação social não marcar golos, já ma tinha dito em 1996 aquele jornalista Tavares-Telles. É velha para mim. O problema é que não percebes, nem a maior parte parece perceber, que a comunicação social CRIA temas, CRIA opiniões, MOLDA comportamentos. Dei o exemplo do Godinho Lopes vs Vale e Azevedo porque ainda hoje muita gente fala desse período do Benfica, sem saber o que diz mas porque se lembra de que as noticias eram sempre ou quase sempre, pouco abonatórias para o clube. Do conteúdo das mesmas e da manipulação com vista a chegarmos ao actual "projecto" do BES e do Joaquim, isso as pessoas não conseguem discernir. O que é normal, dizem os estudos da iliteracia que mais de 70% dos cidadãos não sabem interpretar um anuncio de jornal.

      Quanto aos 18 anos e 2 titulos de campeão, olha, pergunta o Vieira que já leva 11 desses 18 anos. Mas a minha opinião é que se o Benfica (e o SCP) são impedidos de ganhar mais (só um cego ou arrogante não vê) jogos, o campeão pode ser sempre o mesmo, desde que essa equipa não seja prejudicada pela arbitragem. É tudo uma conjugação muito simples. Olha este exemplo. Imagina 4 jogos em 30 do campeonato. APenas 4. O FCP jogou menos bem, faria 4 empates, mas os árbitros, arbitrando de manual, decidem mal uns foras de jogo, uns cartões amarelos, uns penaltys e o FCP ganha os 4 jogos. FEz 12 pontos em vez dos 4 que me condições normais faria. Certo? Agora o Benfica. Jogou bem nesses 4 jogos, ganharia com facilidade, mas o árbitro não deu os penaltys que o caudal ofensivo e a defesa ilegal produziram, viu golos me fora de jogo que afinal não estavam, perdoou expulsões a adversários, etc e o Benfica me vez de ganhar 12 pontos fez 4 empates e facturou 4.

      Se conseguiste acompanhar o meu raciocinio, entao em 4 jogos apenas, num conjunto de 4 jogos de FCP e Benfica, os erros dos árbitros podem dar 16 pontos de avanço ao FCP. Se não percebes, azar ...

      Eliminar
  3. Eagle, és daqueles que leio e mesmo que não concorde a substancia está lá. Acho no entanto que guardas alguma amargura pelo sucedido com JVA que te tolda, por vezes, o discernimento (espero que não leves a mal a sinceridade, sendo certo que nestas coisas nunca sabemos quem é o detentor do discernimento mais correto).

    Tive gente próxima que por JVA era capaz de por o pescoço no cepo. Eu continuo num limbo! Estive com ele até ao última, não no sentido de ser seu próximo, de todo, mas porque, como tu, via nele aquilo que era preciso fazer no Benfica. Só que com a derrota nas eleições a posição assumida por ele pareceu-me um pouco: - vá, deixai-me ir em paz e não remexam muito na coisa! Se foi porque, como é evidente, haveriam coisas que não convinha mexer porque iam além do permitido por lei, isto numa perspectiva de defesa do clube ou, porque o lamaçal era muito e JVA estava bem enterrado e na perspectiva do aproveitamento pessoal, sinceramente ainda hoje não consigo tomar um caminho...

    É castrador! Se tivesse a certeza que JVA foi tramado, acho que todo o caminho que o Benfica seguiu depois dele me enojava! Como estou na dúvida acredito em LFV e pago cotas, não a ele mas ao Benfica!

    É aqui que eu não entendo muita gente! O homem é vaidoso? É! Acha-se o salvador do Benfica? Acha-se! Escolhe muitos caminhos, enquanto presidente do nosso clube, que nos revoltam? Escolhe! Mas e o resto?

    O primeiro presidente que segui, com mente de gente, foi João Santos, e de lá até cá, não vejo ninguém melhor que LFV. Ou, mais precisamente, um Benfica melhor que o actual! Pode-se falar de um passivo enorme, de 2 campeonatos em 10 anos, de apoio (para certos lugares) ao inimigo, e de tantas e tantas coisas... Mas nunca o inimigo teve tanto medo do Benfica!

    Depois de anos e anos a ver o Benfica antecipar receitas, a vender-se por tuta e meia, ver agora os direitos desportivos caducarem e serem um trunfo tremendo no actual panorama do futebol português, lança-me noutro limbo: - Então se LFV só se serve do Benfica porquê esta opção? Ainda para mais, e na actual conjectura económica, o valor oferecido pelo inimigo é de certa forma astronómico! Que saúde financeira (ou falta dela) permite tal coisa?

    Eu sou daqueles que pode andar totalmente enganado, daqueles que deve pagar as cotas ao actual presidente (espero que entendas ironia - sem maldade), mas também daqueles que sabe que o Benfica não acaba com LFV, que continuará depois dele e que será, como sempre o foi, o maior de Portugal e isso devo-o, não a LFV, mas a todos os benfiquistas que com o seu apoio o têm alimentado!

    Poderá ser estranho este comentário, até porque não o faço muitas vezes, e muito menos com esta seriedade, o que abona em favor do autor do post (passe a presunção), mas a quem não se revê numa toada de carneiro, ou medíocre, ou adolador do Rei-Sol, bastas vezes se questiona de onde vêm tanto ódio! Não é aqui o caso e isto foi espécie uma catarse...

    E JVA continua sendo para mim uma incógnita...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Só que com a derrota nas eleições a posição assumida por ele pareceu-me um pouco: - vá, deixai-me ir em paz e não remexam muito na coisa"

      Olha que não foi bem assim. Vilarinho e Vieira tentaram negociar com ele a dívida que o clube tinha para com ele (assumida pelo tribunal e pelo relatório e contas de Vilarinho) e como contra partida ele ficava sossegado e calado e Vale recusou. Claro que continua a pagar bem caro toda essa "irreverência"...

      Eliminar
    2. Talvez um dia alguém se abalance a fazer a história dos últimos anos do Benfica. Principalmente desde a destituição de Jorge de Brito. Só assim se perceberá os acontecimentos pós e durante Vale e Azevedo. Conheci Vale. E embora não ponha a cabeça no cepo por ninguém confiaria mais em Vale que em qualquer dos membros da actual Direcção, se me fosse dar a escolher. Chamam-lhe ladrão... mas apesar dos milhentos processos que já teve... nem em um foi condenado a restituir seja o que for ao Benfica. Ao contrário, não me esqueço da história George "Jardel" e do saque ao Benfica do Vieira para pagar a divida PESSOAL do Vilarinho ao Jardel. Como disse talvez um dia alguém se abalance a fazer a história real do Benfica dos últimos anos. E então se verá quem é ladrão...

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    4. Obrigado, muito obrigado pelo seu contributo. O que eu gostava de sublinhar é o seguinte: apenas me interessa JVA enquanto presidente do Benfica, e não antes ou depois disso. Os tempos em que ele foi presidente do Benfica interessam-me por uma questão de verdade: que Benfica ele recebeu de Damásio, que Benfica ele deixou aos que se seguiram? Conhecer a verdade serviria para ajudar a tomar melhores decisões. Falando enquanto votante.

      Na matéria especifica da sua gestão, eu continuo a achar que ele foi vitima de uma monstruosa cabala, onde se encaixaram diversos tipos de interesses, internos e externos. Internos, porque há muita vaidade e muita cegueira dos tais que se acham os "guardiões do tempo", como Gaspar Ramos, Manuel Botto (assumiu-se candidato às eleições de 2000 a meio do mandato (!?) de JVA), Braz Frade (hoje do lado de Vieira), Bagão Félix, Ribeiro e Castro, etc, etc, a que se somaram as forças poderosas a que o BES e o Joaquim chegam. E há muitas "maneiras" de lá chegarem....

      Socorrendo-me apenas dos 3 julgamentos pós derrota, Benfica vs JVA, repare que o caso Ovtchinikov teve horas e horas de debates nas rádios, televisões, e noticias nos jornais, o homem já estava condenado antes de iniciar o julgamento. Ele tinha tirado dinheiro para andar de barco, para pagar os seguros das motos de água, etc, etc. Em julgamento dos 14 crimes de que ia acusado (13 de peculato e 1 de branqueamento de capitais), conseguiram provar 1 apenas! O dinheiro que o MP gastou na investigação serviu apenas para alimentar a comunicação social! E com um certo intuito: condenar na praça pública, condicionar os juízes em julgamento! Porque convenhamos: se eu informar 14 processos e só acertar 1, levarei nota negativa no fim do ano.

      Depois o caso Euroárea. Foi debatido publicamente (sempre na comunicação social, há que manipular as opiniões) que ele tinha ficado com 5 milhões de euros! Que havia um contrato ficticio feito por ele, descoberto num cofre existente na sala da Presidência, que JVA me garantiu não existir! E porque acreditei nele? Porque a BOLA publicou parte desse contrato onde a assinatura não era a de JVA mas de alguém que assinou por ele. Ou como ele, gracejando disse, assinei com a mão esquerda! No final ilibado do peculato dos 5 milhões, condenado por 1 crime de falsificação de assinatura! Seria a tal da mão esquerda?

      Muito haveria para dizer, mas não interessa aqui. Apenas digo que JVA não será nenhum santo, mas roubar um clube falido, por amor de Deus ...

      Eliminar
    5. Quanto aos amigos Pedro e FL, pois eu acho que nunca saberemos o que se passou nessa altura porque o Pragal Colaço só escreve livros sobre JVA e não pode escrever sobre Damásio e Vieira. A história que o Pedro aqui conta, também a conheço, o quue diz FL também partilho: confio mais em JVA do que em Vieira.

      Aliás quando ouço Vieira falar de ética e acusar a lista de Rangel de não ter ética por ter um candidato que esteve na Direcção de JVA, Ribeiro e Castro, dá-me volta ao estômago. É que Vieira esqueceu-se disso (quando pensava que a re-eleição eram favas contadas) e convidou o mesmo Ribeiro e Castro para a comissão de revisão dos estatutos ...

      Ah, pois, ele já nem s elembra que celebrou os golos do FCP contra o "seu" Benfica ... ele quer lá saber? Deve estar a ganhar muito dinheiro para não saber disso nem do que vai acontecer amanhã (em sentido figurado, note-se...) no Benfica

      Eliminar
    6. Tenho comigo uma cópia do acórdão que condenou JVA num crime e o ilibou de 13, assim como o livro que escreveu na prisão e mais algumas coisas que "herdei" de um verdadeiro amigo que em tempos se foi! Por ele fica fácil para mim por a cabeça no cepo por JVA,no que ao Benfica diz respeito, mas eu não tenho os dados todos e sei que fui, porque era impossível resistir, condicionado por (disso não tenho dúvidas) uma campanha a todos os títulos vergonhosa contra a sua pessoa! Sei que interesses ela servia e por isso me doeu a sua saída do clube!

      Depois, bem..., depois fiz um luto, acho que tentei ver o lado positivo do que se seguiu! No fundo foi a paixão que falou mais alto e diz-se que ela cega... Não foi o caso, fiquei nas meias tintas: - Nem JVA era o que diziam nem estes são o que alguns (poucos) dizem! É certo que vivendo na Palermo portuguesa, no que ao futebol diz respeito, fica mais difícil ser do contra! O ódio que nos rodeia é tanto, e é o do inimigo, que nos habituamos a estar sempre na defensiva e às tantas já acreditamos no pai natal!

      Talvez um dia consiga dissipar todas as dúvidas e espero sinceramente que não seja nem tanto ao mar nem tanto à terra, porque me assusta vir a descobrir que a maioria dos benfiquistas deu cobro a tal golpada...

      Recuso-me a acreditar que o presidente do meu clube tenha, um dia, festejado golos do nosso pior inimigo, daquele que só se realizará totalmente quando nos levar à extinção - E golos que NÓS sofremos!!! Não estou a pôr em causa a palavra de ninguém, simplesmente me parece uma coisa tão absurda e de tanta dor que não consigo aceitar!

      Acho que continuo apaixonado e isso, agora a mim, tolda-me o discernimento! Bem sei que o Benfica não é os seus dirigentes, mas eu tenho uma enorme dificuldade em ver os defeitos do que é do meu clube! Fico a pensar se não sou como conjugue que acredita até ao fim na inocência do seu par!

      Eliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking