O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 3 de novembro de 2012

Os passes dos jogadores

 ●  2 comentários  ● 

Nesta análise do MaisFutebol, há dados novos em temas como Nélson Oliveira, Ola John, Roberto ou outros atletas que se desconhecia alienações a terceiros... Isto sem falar nas comissões do empresário de Javi quando a transferência foi apenas no... período seguinte ao que se reporta o RC:


O Benfica divulgou, ao final da noite de quarta-feira, o relatório e contas da sua SAD, relativo à temporada 2011/12. Os resultados gerais já tinham sido comunicados anteriormente. Contudo, no documento mais extenso, é possível perceber, por exemplo, as percentagens de passe que estavam na posse dos encarnados até ao final deste exercício, em Junho de 2012.

No caso de Nélson Oliveira, a SAD encarnada anunciava ter 45 por cento do passe na sua posse. O Benfica Stars Fund pagou 2 milhões de euros, em 2009, para garantir 25 por cento dos direitos económicos. Assim, 30 por cento estará na passe de terceiros.

Quanto a Ola John, o Benfica informava que era detentor de 100 por cento dos direitos económicos do jogador., que chegou à Luz numa transferência cujos valores ainda não foram divulgados. O caso do holandês mudou entretanto substancialmente. No final de agosto de 2012, a Doyen Sports, um fundo de investimento sediado em Malta, garantiu ter chegado a acordo com o Benfica para a compra de grande parte do passe do holandês. «A Doyen informa que concluiu um acordo com o mundialmente famoso clube Português, S.L. Benfica. Doyen é agora proprietária de 80% dos direitos económicos do jovem talento Holandês Ola John», divulgou o fundo, na altura.

De qualquer forma, o Twente (antigo clube do holandês) surge em três quadros do relatório divulgado pela SAD encarnada. Em «saldos das principais rubricas de fornecedores não corrente», o ex-emblema de Ola John aparece como credor de um montante de 3,15 milhões de euros. O Twente surge ainda na rubrica de fornecedores de imobilizado corrente (6 milhões de euros) e na rubrica credores - não corrente (1 milhão de euros).

Nota ainda para Reyes. O Benfica detinha 25 por cento dos direitos sobre o jogador e recebeu 1,5 milhões de euros quando este se mudou do At. Madrid para o Sevilha.

750 mil para empresário de Javi

Manuel Garcia Quillon, empresário de Javi Garcia, recebeu 750 mil euros pela transferência do médio para o Man. City. A SAD do Benfica tinha 80 por cento do passe, enquanto o fundo de jogadores detinha 20 por cento, comprados anteriormente por 3,4 milhões de euros.

Roberto foi vendido à BE Plan

No relatório e contas, os encarnados divulgam o nome da entidade que adquiriu o passe do guarda-redes Roberto. «Roberto para o Real Zaragoza (cujos direitos económicos foram alienados à entidade BE Plan)», pode ler-se no documento. Não foi possível perceber que entidade é esta.

Percentagens detidas pela SAD do Benfica:*

Airton, 60%
Alan Kardec, 50%
Bruno César, 85%
Carlos Martins, 100%
Carole, 100%
David Simão, 75%
Derlis González, 100%
Emerson, 20%
Enzo Pérez, 100%
Ezequiel Garay, 40%
Felipe Menezes, 45%
Franco Jara, 90%
Gaitán, 85%
José Luis Fernández, 100%
Leandro Pimenta, 75%
Luisão, 100%
Matic, 85%
Maxi Pereira, 70%
Miguel Vítor, 75%
Nélson Oliveira, 45%
Nolito, 80%
Ola John, 100%
Oscar Cardozo, 80%
Pablo Aimar, 100%
Roderick, 75%
Rodrigo, 100%
Ruben Amorim, 50%
Urretaviscaya, 80%

Percentagens do Benfica Stars Fund (valores pagos):*

David Simão,25% (375 mil euros)
Leandro Pimenta, 25% (375 mil euros)
Miguel Vítor, 25% (500 mil euros)
Nélson Oliveira, 25% (2 milhões de euros)
Roderick Miranda, 25% (2 milhões de euros)
Ruben Amorim, 50% (1,5 milhões de euros)
Urretaviscaya, 20% (1,2 milhões de euros)
Oscar Cardozo, 20% (4 milhões de euros)
Felipe Menezes, 30% (1,5 milhões de euros)
Maxi Pereira, 30% (1,35 milhões de euros)
Airton, 40% (3 milhões de euros)
Alan Kardec, 50% (3 milhões de euros)
Bruno César, 15% (1,035 milhões de euros)
Ezequiel Garay, 10% (1,175 milhões de euros)
Franco Jara, 10% (600 mil euros)
Nolito, 20% (1,3 milhões de euros)
Gaitán, 15% (2,025 milhões de euros)

* Dados referentes a 30 de junho de 2012

2 comentários blogger

  1. Gostava de saber a opinião daqueles que só vêem Vieira à frente sobre isto! Sobretudo quando no SLB "não se paga a intermediários". De certeza que nada disto importa. Também...

    ResponderEliminar
  2. O valor pago ao pai do Javi diz respeito às luvas pagas ao jogador aquando da renovação e não da transferência para o City qu aconteceu muito depois de Junho e como tal nunca estaria aí. Se os gajos do MaisFutebol fossem inteligentes perceberiam isso.
    Quanto ao Nelson Oliveira, essa situação já é antiga, basta lerem o R&C de 2010/11 que já estava lá a percentagem de 45%.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking