O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


6 de novembro de 2012

Conhecem os meninos da Foto?

 ●  39 comentários  ● 


Na foto da esquerda estão Mário Rui (defesa esquerdo) e Danilo Pereira (médio defensivo) e na da direita está Lassana Camará (box to box). Na esquerda está também Roderick Miranda (defesa central emprestado ao Corunha).

Os dois primeiros estão em Itália. O primeiro vinculado ao Parma e emprestado a um clube da 2a Divisão, o  Danilo vinculado ao Parma também e emprestado ao Roda e o Saná está agora na Académica depois de uma má experiência em Espanha.

O Roderick depois de um ano parado na Luz, vai para o segundo ano parado, mas agora com mais estilo: Na I Liga Espanhola.

O que têm estes jogadores em comum? São todos jovens na casa dos 21 anos, portugueses, internacionais Sub20 vice campeões do Mundo e.... FORMADOS NO SLBENFICA!

Eu nem vou questionar, porque admiro a qualidade de todos, a decisão de os ter deixado desvincular do SLBenfica, ou de os manter sem jogar (no caso do Roderick). A decisão está tomada e não vale a pena voltar ao tema, pois haverá os que os viram jogar e atestaram a sua qualidade e haverá os que dizem "ah e tal andam pelo Roda, Spezia, Académica ou nem calçam no Corunha".

Os primeiros saberão bem o que sinto quando vejo a saída deles. Aos segundos pergunto apenas: Então mas não pagamos 4M€/ano a um treinador para... potenciar jogadores? Ou será que ele só os potencia se eles apareceram a falar português do Brasil como o Sidnei, Copetti, Filipe Menezes, Eder Luiz, Keirrison, Bruno Cesar, Julio Cesar, etc.? Ou mesmo europeus como Carole e ainda uns espanhois que agora estão na moda?

Lembram-se de onde andava o Coentrão em Espanha? Era muitas vezes suplente, outras nem convocado de uma equipa da II Liga (Saragoça). É facil potenciar um Ramires... dificil, dificil é pegar num jovem Danilo ou Mário Rui e levá-los a superar-se e a melhorarem a cada treino, fruto de um trabalho estruturado com uma equipa técnica interessada em desenvolvê-los.

Não sei se a esta hora a porta do gabinete do Sr. Presidente ainda está aberta, mas fica a sugestão:

Agora que tem uma equipa Sub23, porque não pensar na hipótese de fazer voltar estes quatro meninos "a casa" e potenciar a qualidade de quatro jogadores de qualidade, desenvolver as suas lacunas e pensar em potenciar as suas competências, por forma a obtermos o retorno desportivo do investimento que fizemos na formação deles?

Porque não integra-los em Janeiro na Equipa B, para o início da próxima temporada?

Será que desaprenderam? Será que preferimos caminhos "mais curtos" para a formação de jogadores, como ir buscar jovens ao Brasil, Espanha, Argentina, Peru, Uruguai como o Derlis Gonzalez, Conejo, etc?



Fica a sugestão, Sr. Presidente, se a porta ainda estiver aberta. É que pelas minhas contas, ainda só passaram 11h das 16h que passa diariamente no clube, portanto ainda tem 5h para pensar hoje um bocadinho sobre esta sugestão.

39 comentários blogger

  1. Águia Preocupada06 novembro, 2012 21:54

    É demasiada canseira estarmos sempre a malhar em ferro frio!
    Já todos percebemos (mas só alguns aceitam) que a formação é uma quimera e só existe para dar protagonismo a alguns chulos que andam pelo Seixal a soldo de subserviência ao seu Rei Sol e ao seu chorudo vencimento mensal!
    JJ potenciar jogadores? Só os que já vem meio feitos de outras paragens... Ramires, Di Maria, Javi Garcia, Witsel, nenhum era propriamente um menino quando veio para o Benfica. Já vinham bem traquejados e foi só fazer-lhes a rodagem...
    Pegar nos nossos miúdos é muito mais difícil e arriscado e nessa o catedrático não cai nem arrisca...
    É tudo garganta no nosso clube. E vamos esperar sentados (+ quatro anos!!!) à espera que Vieira abra a porta ou pense um bocadinho nesta questão...
    Os miúdos não dão comissão imediata e ele não tem tempo para esperar!!!

    ResponderEliminar
  2. Eh pá, essa questão já aqui foi falada centenas de vezes e, acho que de uma vez por todas, é preciso separar aqui duas coisas:

    - A primeira é o desejo (não só teu) que mais jogadores das escolas do clube subam à equipa principal. Esse teu desejo entendo plenamente.

    - A segunda é de facto, o valor desses jogadores. Será que têm de facto o valor que pensas que têm? Ou quere-los lá, por causa da língua, ou por uma certa proximidade que possas ter com os jogadores em questão? E isto não é crítica, até porque acho bem essa força que tentas dar aos miúdos das camadas jovens.

    Mas apesar disso, uma coisa parece-me óbvia:
    Quem não se impõe no Corunha não se vai impor no Benfica. Tal como o Melgarejo não teria regressado à Luz se tivesse passado o ano no banco do Paços de Ferreira.

    Porra, os jogadores são emprestados a clubes menores para crescerem, para terem mais oportunidades, para cometerem noutras paragens os erros de caloiro, e depois nem nesses clubes jogam...

    E nós continuamos a pensar que os putos são de facto craques, e que os cegos são o Jorge Jesus e todos os outros treinadores que não vêm neles o valor que julgamos terem?

    O Roderick no Benfica A?! Por amor de Deus, ou nós vemos de facto jogos diferentes, ou então não sei onde é que viste que esse menino está pronto para representar a equipa A de um clube como o Benfica.

    Qualquer dos outros jogadores que falas que o Benfica foi buscar, nenhum deles era suplente nos seus clubes, ou era?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AInda me lembro das críticas quando o Moreira foi dispensado... Foi dispensado e assinou pelo Swansea! Porra, nem nesse clube fez UM SÒ jogo a titular. E os cegos são quem o dispensou?

      O Nuno Gomes, outra barbaridade do Jorge Jesus!! Mas o homem jogou no Braga?!

      Exemplos são às centenas!!

      Eliminar
    2. Concordo em pleno com o que tu dizes, menos na questão do Moreira. Se não fosse aquela lesão que deu a titularidade ao Quim, talvez ainda hoje fosse o nosso guarda-redes. É claro que o Artur é melhor, mas não tínhamos passado uma época inteira com o Roberto.

      Eliminar
    3. Um ano no banco do Paços? Onde? O mesmo Melgarejo que no Paços se revelou como avançado, mas que não tinha categoria para o SLB nessa posição, logo teve de ser adaptado? Coerência, sff!

      Eliminar
  3. À tua duvida sobre a qualidade dos jogadores e da actual situação desportiva ja respondi no topico.

    Agora nao tenho duvidas q o Mário Rui é melhor que o Carole, quem o Danilo é superior ao André Almeida, que o Roderick tem a função que a equipa B tem em falta (centrais) etc

    Fica a pergunta: porquê insistir em tentar potenciar estrangeiros quando temos formados no Benfica com qualidade.

    Nota: o Coentrao era suplente e muitas vezes nem convocado no Saragoça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E na altura o Saragoca era uma equipa da 1a divisão espanhola

      Eliminar
    2. O Coentrão não era convocado por razões extra futebol...Noitadas, como ele próprio já o afirmou

      Eliminar
    3. tu não tens desculpa para não saber que os jogadores têm que ser acompanhados, seja pelo extra-futebol seja pelo in-futebol

      Eliminar
    4. É verdade GB, mas querias que o Benfica tivesse alguém em Saragoça a viver com o Coentrão ?

      Eliminar
    5. O Danilo superior ao André Almeida? O Danilo é um cepo e nunca será jogador para um Marítimo, quanto mais para o Benfica.

      Eliminar
  4. O Danilo saiu porque não quis renovar pelo Benfica. O que foi receber em Itália era muito, mas muito superior ao que o Benfica ofereceu. O Camara...Nem no Servette jogou com o Alves nem tão pouco no Valladolid...Mário Rui ? 121 minutos esta época. Não tem altura, não vai passar de um lateral mediano, como o Antunes, agora no Paços que foi para a Roma. Nem na nossa equipa B calçava... Roderick, nunca irá ser central para jogar numa equipa top, falta-lhe fibra, agressividade.

    E depois há um ou outro pormenor que vos irei explicar por mail.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. discordo em absoluto.

      Essa ideia de os defesas laterais terem que ser altos... é mesmo da função que tens. LOOOOL!

      Volto a reforçar o que escrevi acima: fácil é potenciar os que já todos sabem que são bons. Dificil é tornar os jogadores com algumas características em jogadores mais completos, como Mourinho fez com varios jogadores no FCP, Chelsea ou Inter.

      Qualquer um dos jogadores que referi, tem qualidade para ser titular da equipa B e uma excelente ALTERNATIVA, com trabalho bem feito e preparado, para a equipa A.

      Eliminar
    2. Eu teria feito o mesmo que o Danilo... Acabaria igual ao Miguel Victor: encostado e sem jogar... e menos bem pago que no Parma

      Eliminar
  5. Águia Preocupada06 novembro, 2012 22:32

    Pelas mentalidades e exigências (comissões) de hoje, nunca Victor Paneira, Carlos Manuel, Humberto Coelho, Chalana e tantos outros teriam jogado no Benfica!
    Ou será que já acabaram e não há mais nenhum jogador português com qualidade?
    O Roderick é inferior ao Jardel? O Miguel Victor é inferior ao Jardel?
    Ui! Tantos exemplos que se poderiam apresentar...
    Mas não está na cara que há muita coisa escondida por detrás destes esquemas?
    Por cada sul americano que aporta a Portugal, um português perde a sua oportunidade!
    E é pena!

    ResponderEliminar
  6. Dos jogadores que referes tenho pena que o Danilo Pereira não esteja na nossa equipa B pela sua qualidade! Se bem que o Luciano Teixeira tem dado conta do recado!

    Mas não se sabes o Danilo não está vinculado ao Benfica porque recusou o contrato que lhe foi proposto e preferiu ganhar mais dinheiro ao assinar pelo Parma (está no seu pleno direito)!

    O mesmo sucedeu com o Mário Rui, que após empréstimo ao Fátima e em fim de contrato preferiu a proposta do Parma! á do glorioso

    Quanto ao Roderick não quis ficar na equipa B, preferiu ir para fora...lixou-se

    O Benfica devia ir buscá-lo em Janeiro...mas para tal tem de ressarcir o Corunha visto estes terem pago 300 mil euros pelo empréstimo!

    Quanto ao Lassana Camará após empréstimo ao Servette e em fim de contrato preferiu a proposta do Valladolid! á do Glorioso


    Alguém que está no departamento de futebol do Benfica...falo do que sei e não porque mo contaram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oh meu caro, entre tentar o sonho lá fora mais bem pago ou ter a mesma sorte que jogadores o Roderick ou o Miguel Victor que ficam encostados a um canto ... se calhar escolhias o mesmo que ele.

      Eliminar
    2. O Miguel Vítor bateu todas as apostas internas como atleta sénior do Benfica, nem imaginava que ficasse tanto tempo...Passada larga, característica que se procura nos centrais agora, ele não tem

      Eliminar
  7. GB, se o presidente tem as portas abertas, ou para confirmar isso mesmo, pede uma reunião com o presidente, pode ser que ele receba como fez com o Tiago Pinto e assim podes apresentar o teu projecto desportivo para o SLB.

    ResponderEliminar
  8. A foto que meteste calculo que seja do mundial sub-20 em que Portugal foi vice-campeão.

    Dessa selecção muito poucos farão uma boa carreira. E não é por não apostarem neles, é porque lhes falta uma pequena coisa: qualidade.

    Falando dos jogadores que referes eis o que penso:

    Mário Rui- Desconheço a razão da saída (se não quis renovar, se foi dispensado, se foi atrás dos €€ do Parma), mas do que vi não tinha lugar no Benfica. E na altura não havia sequer equipa B. Duvido muito que alguma vista a camisola do Parma...

    Danilo - Também desconheço a razão da saída, mas não é jogador para o Benfica. Também duvido que vestirá alguma vez a camisola do Parma.

    Lassana- Tal como os anteriores não sei porque saiu, mas do que vi não chegava para o Benfica e já foi despachado do Valhadolid e anda pela Académica a treinar...

    Roderick - Do que vi até agora, não tem valor para jogar no Benfica. Precisa crescer. Não sei de quem foi a iniciativa de ser emprestado. Mas sendo central, tem tempo para crescer, mas precisa evoluir muito.

    Para se potenciar um jogador é preciso que ele tenha qualidade.


    São os 4 formados no Benfica, mas nem tudo o que sai da formação tem qualidade para jogar no Benfica.

    Essa mania que agora existe de que se tem que meter os putos na equipa principal à força é um vírus. Eu quero no Benfica jogadores com qualidade, sejam eles portugueses, argentinos ou chineses.

    É fácil potenciar Ramires. Pode ser, mas olha que parece que é difícil potenciar um Elias...

    E quanto a ir buscar estrangeiros para a formação, se o Barcelona seguisse os teus conselhos, não teria hoje o melhor jogador do mundo.

    Basta dar uma vista de olhos ao nosso rival ali do Campo Grande, para perceber que uma aposta forçada na formação dá péssimos resultados.

    Por terem saído, praticamente em série,Simão, Viana, Quaresma, Ronaldo e Nani, pensaram que tudo o que saía da formação era bom. Como tal deixaram de "comprar" jogadores e apostaram tudo na formação.

    Resultado: Com o desinvestimento ao nível da aquisição de jogadores durante cerca de 4 épocas, enquanto que Porto mantinha os investimentos, e o Benfica começava a fazer esses mesmos investimentos em aquisição de jogadores, mal chegou um treinador que percebe da coisa (Jorge Jesus) a diferença cavou-se imediatamente.

    Portanto o que eu acho é que se deve apostar na formação, mas de uma forma equilibrada e sustentada. Não é meter na equipa A só porque vem da formação. Se até o Xavi e o Iniesta fizeram mais de 60 jogos cada na equipa B, porque hão de os nossos jovens fazer essa quantidade de jogos na equipa B para ganharem "calo"?

    E quanto ao regresso dos 3 que se foram não faz sentido, até porque não acho que tenham qualidade sequer para a equipa B do Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Varias questões:

      Comparar com o Sporting?! Êh pah nao me gozes...

      Quem falou nestes jogadores para a equipa A? Caso nao tenhas lido, falei para a B.

      Engraçado como nenhum tem qualidade na tua opinião, mas o Danilo por exemplo foi "apenas" o melhor médio centro desse mundial... De certeza que estavam todos enganados, certo certo é ir buscar o Derlis Gonzalez ou o Conejo

      Eliminar
    2. Comparar com o Sporting? Sim, já que queres apostar à força nos jogadores portugueses só porque vêm da formação ou porque são portugueses. Eu prefiro que se aposte na qualidade, seja português ou argentino. O Sporting decidiu que tudo o que saía era bom para a equipa A, resultado: entalaram-se.

      Para mim, nenhum dos 3 tem qualidade para vir um dia a jogar na equipa A do Benfica, pelo que a saída dos 3 não me choca. E quando saíram não havia equipa B.

      Danilo foi o melhor médio mas quem joga no Chelsea é o Óscar. Parece que nem o Parma considera que tenha valor para ficar no plantel....

      O mundial em que Danilo foi o melhor, foi dos mais fracos mundiais de sempre em nível de jogadores. E da selecção portuguesa duvido muito que mais de 3 ou 4 tenham carreira de jeito.

      Quanto ao Conejo ainda não vi nada, como tal não posso dizer se tem qualidade ou não. Do Derlis também ainda não vi, mas sei que tem jogado e marcado golos pelos juniores.

      Vamos ver que acrreira fazem os 3: Mário Rui, Danilo e Lassana.

      Eliminar
  9. O problema é que no Barcelona nao há juniores! Eles mal chegam a juniores jogam logo pela equipa B, daí terem 60 jogos...

    ResponderEliminar
  10. Sabes que no outro lado mundo podem estar a dizer o mesmo mas de outros jogadores que nós nem sabemos que existem porque cada um tenta vender o seu peixe. Pseudo-craques que depois nunca irão passar de um nivel mediano.

    É fácil criar promessas e dizer que se fossem aposta seriam os melhores do mundo e que a formação benfiquista seria das melhores, o mais dificil é isso se tornar uma certeza.

    O Roderick quando foi chamado à equipa principal deixou muito a desejar. O Miguel Vitor não o vejo mais do que uma opção de banco. Dos outros não falo porque não os vejo jogar.

    ResponderEliminar
  11. Sim...não faz sentido querer que os putos entrem na equipa A se não tiverem valor para isso mas o problema é que continuamos a gastar dinheiro em estrangeiros de duvidoso valor e é aí que os putos tem que entrar para que essas verbas sejam canalizadas para jogadores de mais valia garantida. para Sálvios, Witsels, Garays, etc.

    ResponderEliminar
  12. Dessas equipas de sub-20 e sub-21 safam-se um ou dois e já é bom. Lá por serem vice-campeões do mundo numa dessas categorias não quer dizer que vão dar bons séniores, já vimos isso acontecer.

    Equipa de sub-20 campeã em Riad:

    Bizarro, Valido, Abel, Morgado, Paulo Madeira, Tozé, Filipe, Hélio, Jorge Couto, Amaral e João Pinto. Só craques à escala mundial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada07 novembro, 2012 12:14

      Meter João Pinto (o Vieira?) no saco dos outros é uma tremenda injustiça! Se falas do João Vieira Pinto, só pode ser por desrespeito. Tivesse ele o espírito de aventura, leia-se emigrante e teria sido um Figo e mesmo um Ronaldo! Foi só o nosso menino d'oiro! Ah! E até hoje tem o privilégio de ter marcado o melhor golo da história do futebol! Para mim, foi mesmo um predestinado!

      Eliminar
    2. Águia Preocupada, fiz-me entender mal. Juntei o João Pinto naquele magote porque fazia parte da equipa, não queria dizer que ele também era fraco.

      Antes pelo contrário, o João Vieira Pinto foi um magnífico jogador, do melhor que já vi jogar, eu estava-me a referir aos outros. Não fosse ele e o período negro que atravessámos quando ele jogava por nós tinha sido muito pior.

      Eliminar
    3. O João Pinto deve ser o João Oliveira Pinto, que creio por essa altura joga no Gil Vicente.

      Eliminar
  13. Conejo=Saviola. Não entendo porque falas dele...

    ResponderEliminar
  14. O preconceito que existe com os jovens portugueses não faz sentido.
    Se é um puto estrangeiro, pode errar porque 'acreditamos' nele. Se é um português, erra uma vez e já é rotulado como 'sem qualidade suficiente'.

    ResponderEliminar
  15. Não me parece que exista esse preconceito, pelo menos não de forma generalizada. Pelo contrário, conforme já foi referido a propósito do Moreira -- e podia falar do Hugo Leal, que ia ser o próximo Rui Costa; do Edgar, que era o próximo Eusébio; e agora o Nélson Oliveira e o Roderick, que, lamento dizê-lo, não são os próximos Isaías e Mozer; etc. --, existe, pelo contrário, uma tendência para esperar de qualquer miúdo que chegue a júnior ou agora à B a capacidade de ter sucesso no Benfica. Wishful thinking, como se diz em inglês. Ora, se vemos todos que, a par do que sai de melhor do Sporting -- infelizmente a melhor escola de formação de jogadores do país --, a quantidade de jogadores medianos, e alguns mesmo medíocres, que chegam a seniores, é fácil de ver que no Benfica a coisa só será diferente para pior.

    E quanto a "dar oportunidade". Àqueles que se entende terem o valor para justificá-la, sem dúvida. Afinal, no Benfica exige-se a victória. Sempre (excepto se do outro lado estiver a melhor equipa da história: o Barça de Messi). O Melgarejo foi crucificado por ter cometido dois erros que custaram a victória contra o Braga no primeiro jogo do campeonato -- não me excluo, eu próprio insultei a mãe do jovem inúmeras vezes. Desde então tem feito um bom trabalho, estando até mais sólido defensivamente do que o Maxi, que é um jogador que parece que "can do no wrong" aos olhos dos adeptos. No entanto, ainda hoje se fala em todo o lado do problema que é a ausência de um lateral esquerdo de raiz, da "teimosia" do Jorge Jesus em pôr o Melgarejo, etc. Quanto tempo mais seria dado ao Melgarejo, não tivesse ele encarrilado? 6 meses? Um ano? Dois anos? E a que preço para o Benfica, em termos de classificação? Não quero ser mal interpretado, não estou a defender um regime espartano, em que quem falha duas vezes é posto fora. Estou simplesmente a dizer que quando um jogador é formado por um clube de topo e leva cinco anos -- e às vezes mais -- a dar nas vistas, esse jogador não é para esse clube. Daí a necessidade de encontrar alternativas noutros lados: Argentina, Brasil, Marte. Mesmo alternativas ainda por formar, com um grau maior de risco na aquisição -- como é bom exemplo o próprio Melgarejo -- por o Benfica não ter o dinheiro do Real Madrid ou do Chelsea, e, como tal, não poder comprar garantias, mas antes promessas.
    Havia uma duas coisas mais a dizer, mas isto já vai longo.

    ResponderEliminar
  16. Boas tardes... Sinceramente acho que não faz sentido nenhum apostar em jogadores portugueses só porque sim. Tem que haver critério, e o primeiro critério é a qualidade, coisa que eu não vi nos jogadores mencionados no post, pelo menos qualidade para jogar no benfica! Como já foi referido o Mario Rui e o Danilo não entram nas contas do Parma, tal como Roderick no corunha e camara no valladolid... ou seja, acho que é do interesse desses clubes potenciarem os seus activos já que apostaram neles, mas se nem lá calçam é porque se calhar não têm mesmo qualidade para jogar no Benfica.

    Alguem disse aqui que se Melgarejo passasse a época no banco do Paços a esta altura não estava no Benfica, o que concordo. Os jogadores quando são emprestados têm que mostrar serviço e desenvolver capacidades e experiencia para poder volatarem ao Benfica para jogar.

    O GeraçãoBenfica contrapôs com o argumento que o Fábio Coentrão tb não jogava no Saragoça e foi aposta na mesma no Benfica, o que é um ERRO crasso. Fábio Coentrão não se deu bem em Saragoça e voltou para Portugal, não diretamente para o Benfica, mas sim para um empréstimo ao Rio Ave, onde brilhou e inclusivé fez dois belos golos aos corruptos em casa deles, só depois desse emprestimo e pelo que mostrou no Rio Ave é que voltou ao glorioso para se afirmar. Ou seja, primeiro é preciso mostar que há qualidade para depois apostar!

    ResponderEliminar
  17. Não percebo nada disto, mas o que sei é que a Academia de Alcochete veio ganhar ao BenficaB (Caixa Futebol Campus).

    ResponderEliminar
  18. Todos vós tendes um pouco de razão naquilo que afirmam.

    A mim só me faz confusão os esteriótipos da altura para ser central ou lateral, ou da estória da passada larga. Infelizmente o nosso futebol tá cheio de Freitas Lobos.

    Por estas teorias tinhamos só que: Humberto Coelho e Ricardo nunca tinham sido jogadores do Benfica (não tinham passada larga); Samuel (que tinha passada larguíssima) não tinha altura (mas secou o Papin nas meias finais da Taça dos Campeões Euopeus); Gamarra não era alto , nem tinha passada larga mas era um dos melhores defesas centrais do mundo, já para não falar no Baresi (aquela torre) e no Cannavaro (ou no Passarella).

    Aliás Luisão e Garay, que são altíssimos, são umas autênticas gazelas (mas a correr de costas). Então e o Cole, o Coentrão, o Marcelo, o Evra, etc, que são uns laterais altíssimos ?

    Deixem-se disso e olhem mas é para as qualidades intrinsecas de cada jogador.
    Por estas teorias o Benfica nunca tinha sido campeão europeu porque nos anos sessenta a média de altura dos homens portugueses rondava o 1,70 e os alemãoes, nórdicos, ingleses, etc, sempre foram bem mais altos do que nós e nem por isso nos ganhavam sempre, antes pelo contrário.

    ResponderEliminar
  19. Johnny Rock, procura entender uma coisa.

    Pelas teorias do Humberto e Ricardo...O futebol teve uma evolução. Naquele tempo por exemplo, jogavam ao domingo, e treinavam na 3ª. Agora jogam ao domingo, treinam à 2ª e folgam à 3ª, porque "estudam" o futebol. Treino de recuperação activa, se oxigenares os músculos eles recuperam melhor do que estares sem fazer nada. Como agora defende-se que os alongamentos, ou se fazem activos, ou nada traz de benéfico.

    Sobre as características, basta veres as equipa de TOP, e as suas características morfológicas. O futebol tornou-se mais rápido, com menos espaço, mais cognitivo. Um caso flagrante....A altura dos GR´s. Há estudos sobre isso, monografias, teses de mestrado, estudos universitários.

    Há quem leia, quem gosta de saber mais e depois há os outros, que mandam bitaites e que provavelmente nem uma recepção orientada sabem fazer ou que é.

    Já agora quando se fala de jogadores baixos, vêm logo falar do Messi. E eu pergunto, outro jogador daquela altura, que jogue assim, e numa equipa top....Nenhum...

    Uma coisa são excepções à regra....

    ResponderEliminar
  20. Snortinho,

    Não nego as virtudes do estudo, da pesquisa e da experimentação no desporto (neste caso no futebol). Sou um verdadeiro apoiante da cada vez maior interpenetração de áreas do conhecimento diversas que há alguns anos eram pura e simplesmente ignoradas no futebol, todo ele muito empírico.

    O que me custa aceitar são os dogmas.

    Falas no GR, e bem. O GR é de facto um dos casos em que a altura é importante, mas não ao ponto de ter 2,08m como, salvo erro, tem o belga Van Hout do Genk. Bento, Damas e Preud'homme foram Gr's fora de série e não tinham sequer 1,90m.

    Quanto aos jogadores pequenos como o Messi, podemos falar de mais dois: Maradona ou Pelé (e principalmente ZICO o primeiro jogador de laboratório).

    O que eu defendo é que não devemos cegamente aplicar ao futebol aquilo que normalmente (e há muitos anos) se aplica no volei, no basket e no andebol onde só as torres interessam.
    Cada caso é um caso e é actuando cientificamente sobre a fisiologia, a morfologia, etc, de um atleta que se potencia aquilo que de melhor tem e a suprir as suas carências tornando-o mais equilibrado e consequentemente num atleta de alta competição.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking