Entrevista de Rui Rangel - Resposta aos Blogues
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Entrevista de Rui Rangel - Resposta aos Blogues

 ●  + 15 comentários  ● 
RUI RANGEL RESPONDE À BLOGOSFERA BENFIQUISTA

Blogue Cabelo do Aimar

1ª pergunta - O que pensa das acusações de que LFV não possuiu os 25 anos ininterruptos de associado para se poder candidatar?
- Penso que é um assunto que o candidato Vieira deve esclarecer, por um lado, e que a mesa da Assembleia Geral do clube deve investigar. De resto, quanto a mim preocupo-me em ganhar estas el
eições no campo e não na secretaria.
2ª pergunta - Vai alterar os estatutos para eleições futuras?
- Claro que vou mudar os estatutos. Para mim os estatutos são a carta magna do clube, são a nossa constituição e não faz sentido que sejam uma arma que se utiliza contra os próprios benfiquistas. Os estatutos devem servir o Benfica e não servir estratégias de perpetuação no poder. Quando for eleito, será uma das minhas primeiras preocupações, propor uma mudança dos estatutos e recuperar a dignidade estatutária do clube mais democrático do desporto nacional.
3ª pergunta - O que acha de Pablo Aimar e do seu magnífico cabelo?
- Acho que o Aimar tem um cabelo que condiz com o seu talento. Mas mais importante em Aimar é o que está por debaixo do cabelo, aquelas ideias luminosas que o distinguem como um dos melhores jogadores da história do Benfica.

Blogue Wallpapers Benfica
1ª O que pensa fazer em relação ao "Naming" do estádio?
- Penso que será um tema que terá de ser visto com interesse e sobretudo com o desejo de fazer o melhor negócio possível. O naming do nosso estádio dará um retorno internacional à marca que se associar a esse projecto e, portanto, os valores a negocia terão de ter isso em consideração. O Benfica não é apenas uma marca nacional, é uma marca internacional e esse valor terá de estar reflectido no acordo que se fizer com a marca que pretender assegurar o naming do nosso estádio. Independentemente do futuro naming, o que pretendo é que para os benfiquistas o nosso estádio será sempre o estádio da Luz e encontraremos formas criativas de manter essa ligação história ao naming do estádio.
2ª Dára apoio ao "Dragão de Ouro" Presidente da federação Fernando Gomes?
- A minha preocupação não é da saber se ele é dragão de ouro ou não. A minha preocupação é saber se o presidente da Federação tem uma agenda de reabilitação para o futebol português ou se a sua agenda está condicionada a ligações que não sejam compatíveis com o interesse do Benfica e do futebol português. Tenho na minha lista um vice-presidente, o doutor Cunha Leal, que sabe exactamante como deve o Benfica posicionar-se nesta questão institucional de relacionamento com a Federação e com a Liga e até com os árbitros. Se o doutor Fernando Gomes tiver uma agenda reformista, pode contar com o Benfica, se tiver uma agenda de manter o futebol na mesma, terá uma férrea oposição do Benfica e posso garantir que se for caso disso, a nossa direcção vai criar condições para que se estabeleça, no futuro, uma alternativa a Fernando Gomes na Federação.
3ª Qual será a sua postura em relação ás arbitragens quando prejudicarem o Benfica descaradamente?
- Quero dizer que nunca hesitarei em defender o Benfica, de forma pública e severa, se for necessário, quando achar que os interesses do Benfica estão a ser levianamente prejudicados. Sou benfiquista, também sinto na pele as injustiças de que o nosso clube é alvo e, portanto, não nasci ontem. Quero contribuir para um ambiente de respeito no futebol português, mas é necessário que todos se dêem ao respeito. Acredito que os árbitros portugueses conseguem fazer melhor do que fazem hoje, colocarei o Benfica ao dispor de uma estratégia de profissionalização da arbitragem, mas apenas se isso acarretar novas responsabilidades e sobretudo penalizações financeiras para quem errar de forma contínua ou grosseira.

Blogue Sócio Encarnado
1ª Qual o papel de José Veiga nesta candidatura e qual o lugar (se existir algum) da SAD que lhe estará reservado?
- Não está previsto que José Veiga integre a estrutura do futebol profissional do Benfica. Eu próprio conversei pessoalmente com José Veiga e ambos concordámos que este não era o momento para discutir um eventual regresso dele ao clube. Teremos um vice-presidente, Cunha Leal e um director-desportivo, que será Rui Costa, se aceitar o nosso convite, como acredito que acontecerá.
2ª Irá Rangel demitir os "infiltrados" existentes na SAD e chamar benfiquistas para esses lugares?
- Essa expressão pertence ao presidente Vieira, assim como a promessa de acabar com eles no Benfica, que ele não cumpriu. Claro que não terei contemplações com pessoas que coloquem o seu interesse pessoal acima do interesse do clube. E por isso é que defendo, desde o início, que o Benfica deve ser devolvido aos benfiquistas. Não é só uma questão de competência, é sobretudo de ligação afectiva ao clube. Há decisões que são tomadas, mesmo as mais racionais, que devem ter um conteúdo clubístico, senão as hipóteses de erro serão muito maiores. E mesmo a reacção perante o erro é diferente. Um profissional não benfiquista que erra não se deixa atingir pelo erro, porque o Benfica não é o seu clube, é apenas um profissional que trabalha para o Benfica. Um benfiquista que possa errar numa decisão, terá uma reacção diferente, emocional, porque erra e porque prejudicou o seu clube. É a diferença.
3ª Quais os pontos onde a direcção cessante trabalhou bem e que por isso não serão alvo de remodelações profundas?
- Creio que a direcção de Luís Filipe Vieira mais bem sucedida foi a primeira. Curiosamente, alguns desses colaboradores de Vieira apoiam esta lista. Ele esquece-se de dizer isto, prefere fazer chicana com Vale e Azevedo, ignorando que era ele, como presidente do Alverca que fazia negócios com Vale e Azevedo, enquanto presidente do Benfica. E o primeiro mandato correu bem. O Benfica continuou a fazer o trabalho de recuperação iniciado por Manuel Vilarinho, estabilizou o futebol, com José Veiga, estabilizou as modalidades, com Fernando Tavares e depois, de um momento para o outro, começou a estragar tudo. Deu ouvidos a pessoas com estratégias pessoais de poder no Benfica, que nem são benfiquistas e as coisas começaram a correr mal. Quando ele alerta os benfiquistas que é preciso não haver desvios no rumo, o senhor presidente do Benfica vem com seis anos de atraso, porque foi ele, manifestamente, que se desviou do rumo. Há dois mandatos atrás.

Blogue Mística Encarnada
1ª Se for eleito qual será a sua posição acerca do horário dos jogos? Jogos à tarde como antigamente devolvendo o espírito de romaria ao Estádio da Luz?
- Uma das coisas que o futuro parceiro do Benfica na questão dos direitos televisivos vai ter de perceber é que existe o interesse do Benfica e nessa relação o interesse do Benfica estará sempre acima do interesse do operador. Portanto, não se trata de negociar apenas condições financeiras, também estruturais, na relação do Benfica com os seus adeptos. Quero acabar com a pouca vergonha de ver jogos do Benfica, no estádio da Luz, às 20 ou às 21h de domingo. Isto não pode acontecer. O operador tem os seus clientes, mas o clube tem os sócios e os adeptos, que merecem ser respeitados. Quero futebol à tarde, quero recuperar o conceito familiar no estádio da Luz e sobretudo quero um parceiro que entenda esta ligação entre o Benfica e os sócios.

2ª Qual vai ser o tipo de relação com o FC Porto, Sporting CP e SC Braga?
- Vai ser uma relação de respeito, se esse respeito for mútuo. Sou um homem de paz, mas que não hesitarei em ir para o conflito se vir que isso é o melhor para o clube. Há direcções e pessoas que não têm respeitado o Benfica e por isso dificilmente terão o meu respeito. Eu não posso respeitar um presidente de um clube que passa a vida a enxovalhar o bom nome do Benfica. Sobretudo quando essa pessoa tem telhados de vidro e uma condenação no âmbito da justiça desportiva. E não posso consentir que um presidente de um clube não consiga oferecer aos jogadores do Benfica condições dignas de estadia no seu estádio, e muito menos aceitaria que esse presidente tivesse uma posição de privilégio em relação à construção de equipamentos que são do Benfica, como, por exemplo, o Centro de Estágios do Seixal. Isso é intolerável.

3ª Qual a sua opinião acerca do empréstimo de Ruben Amorim ao SC Braga entre outros negócios com o clube de António Salvador?
- Achei inexplicável quando isso sucedeu e agora, depois de termos ficado sem meio-campo em poucos dias, acho ruinoso. Além do mais, nem se trata apenas de analisar o valor do jogador e de considerar que o seu lugar seria no Benfica. É mais a dificuldade de aceitar que um clube que não se tem portado bem com o Benfica, nos últimos anos, possa ser visto como parceiro do clube nestas questões. Não faz sentido e é um sinal de fraqueza que o Benfica emite em relação aos outros clubes, porque não se deu ao respeito. Ainda em relação a Rúben Amorim, em concreto, gostaria de acrescentar que o jogador em questão, por muito valor que tenha, só regressará ao Benfica, quando eu for presidente, depois de pedir desculpa aos sócios e adeptos do Benfica pelos comportamentos lamentáveis que já protagonizou depois de se transferir para o Braga. Se o jogador Rúben Amorim tem problemas com alguém no Benfica, é com essa ou essas pessoas que deve resolver o problema. Não é com comportamentos que lesam a imagem do clube que o pode fazer. Comigo, sinceramente, dificilmente regressará ao clube. E mesmo assim, terá de pedir desculpa.

blogue Chama Imensa
1ª Dr. Rui Rangel, como reagiu à notícia de Luis Filipe Vieira, o seu opositor nas eleições, não querer fazer um debate consigo?
- Reagi de uma forma contida, porque já sabia que o outro candidato não quer debates. Aliás, Vieira nem quer oposição. A forma como ele pede uma votação maciça, exclamando que não pode se uma vitória por 20, tem de ser por muito mais, revela o conteúdo democrático do presidente do Benfica. Não sabe discutir, não gosta de debater e quer que os sócios do Benfica lhe dêm mais um cheque eleitoral em branco, para ele se perpetuar como dono do clube. Foi a enésima demonstração de que o Benfica não tem um presidente, tem um dono. Um homem que diz que tem as contas auditadas mas não tem a coragem de fazer a referência às contas chumbadas. E chumbadas por quem? Pelos verdadeiros donos do Benfica, os sócios. Mas não posso ser eu colocar este senhor no sítio, têm de ser os sócios.
2ª Qual o seu projecto para o Sport Lisboa e Benfica para o futuro. Vai apostar forte na Europa e colocar de novo o Benfica num patamar alto a nível europeu?
- Eu não sei se o outro candidato alguma vez assistiu ao vivo aos jogos do grande Benfica europeu dos anos sessenta, setenta e oitenta. Eu assisti, em Portugal e no estrangeiro. Eu estive em algumas finais da Taça dos Campeões Europeus, não sei se o outro candidato alguma vez sentiu esse estímulo de acompanhar o Benfica pelo mundo fora. Eu senti e vi o grande Benfica europeu. É esse Benfica que eu quero trazer de volta e não esta caricatura que existe hoje. Mas tenho a noção das prioridades e não podemos prometer um Benfica forte na Europa sem ganhar de forma continuada no nosso campeonato. E essa deve ser a nossa primeira prioridade, recuperar a hegemonia do nosso futebol e, depois, sim, vamos atrás da glória europeia.
3ª Caso seja eleito, que papel irá ter Rui Costa no clube?
- O Rui Costa já sabe que é a nossa escolha para director-desportivo. E já sabe que vai sair da prateleira. Uma coisa posso garantir, se o Rui Costa estiver connosco. No futuro, quando estiver em representação do Benfica em actos públicos, o Rui Costa nunca mais terá motivos para estar como esteve na apresentação da comissão de honra de Luis Filipe Vieira. Aliás, há uma coisa que ainda não percebi, é se aquilo que foi apresentado foi mesmo uma comissão de honra ou uma lista com os nomes dos actuais funcionários e colaboradores do Benfica. O que não deixa de ser mais uma curiosidade dessa lista, a tal que diz que nós não temos nada na cabeça. Há uma coisa que temos e teremos até ao final da campanha, que é decência e orgulho em quem somos e no que fazemos.

Blogue Glorioso Piso 3
1ª Se ganhar as eleições, vai apoiar Fernando Gomes na presidência da Liga?
- Em primeiro lugar, creio que se estaria a referir à Federação Portuguesa de Futebol. Já dei uma resposta anterior que praticamente responde a esta. Mas, muito honestamente, acho muito difícil que a minha direcção possa vir a apoiar uma recandidatura de Fernando Gomes, se ele não demonstrar que está do lado certo da reabilitação do futebol e do negócio à volta do futebol. Sinceramente, até hoje, tenho visto muito marketing mas pouca iniciativa para operar uma mudança profunda no futebol português. E sem essa mudança, então prefiro que o Benfica esteja do lado de uma alternativa a Fernando Gomes.
2ª Qual a sua opinião sobre a Olivedesportos, vai renovar ou tentar encontrar uma alternativa válida?
- Vou ver o contrato, ver quais são as responsabilidades contratuais e depois dar os passos que entendo que são necessários. Tendencialmente gostaria de tirar os direitos televisivos da óribta da Olivedesportos. Sei que os benfiquistas não aprovam esta ligação. E eu, como presidente do Benfica, governo para os benfiquistas en não para interesses que colidam com o Benfica. Quero encontrar um parceiro que não tenha interesses opostos ao Benfica e que nos dê uma exclusividade. Quero um operador que aposte no Benfica como estratégia de crescimento e não um parceiro que está tão interessado no crescimento do Benfica como dos seus rivais. Não entendo uma parceria dessas. Ou o parceiro aposta no Benfica, porque acredita na nossa marca e na nossa capacidade de mobilização ou não acredita. Além do mais, a nossa candidaturas tem um estudo preliminar, realizado por peritos em direitos televisivos, que aconselham à expolração directa dos direitos televisivos através de uma plataforma de canais, passando os jogos na Benfica TV. Além de que há ganhos indirectos desta opção como sejam a possibilidade de estabelecermos os horários dos jogos em função do que for o interesse do Benfica e dos benfiquistas, permitindo que a equipa, por exemplo, jogue no domingo à tarde, quando for possível, já que existem os jogos da liga dos Campeões e nem sempre será recomendável jogar ao domingo.
3ª Garante a continuidade de Jorge Jesus até ao fim da presente temporada?
- Claro que Jorge Jesus será o treinador até ao final da época. Eu sei que se trata de um apoiante fervoroso de Luís Filipe Vieira, está no seu direito e, se calhar, até faz parte dos seus actuais deveres, mas o que vamos julgar é o profissional e não o apoiante da outra lista. Pelo menos até ao final da época será o treinador. Se ganhar o campeonato, acho que tem condições para continuar, se perder, calculo que nem ele próprio terá grandes expectativas de manutenção no clube. O Benfica não pode manter um treinador que perde três campeonatos em quatro.

Blogue Encarnado 88
1ª Como tenciona resolver os Direitos Televisivos? Sabendo que a Olivedesportos tem monopólio do desporto nacional e que a política dessa mesma empresa é descaradamente anti-Benfica.
- Agradeço a sua participação e a sua pergunta que reflecte uma das principais preocupações desta lista e de todo o universo associativo Benfica. Se quiser ter a maçada de ver as respostas ao blogger anterior, encontrará a resposta à sua pergunta.

Blogue Muita forte
1ª Qual será o papel do director desportivo, seja ele quem for no futebol do Benfica?
- Será um papel activo na definiçao da política desportiva do clube, nas áreas do futebol profissional e de formação. Uma das coisas que actualmente me faz mais confusão é que seja um antigo agente FIFA – Armando Jorge Carneiro – o director da Academia e a ter de responder a Domingos Soares Oliveira, na área da formação. Era para isto que Domingos Soares Oliveira queria José Veiga fora do clube? Não foi ele que disse, quando chegou ao Benfica que não queria interferir com o futebol, porque ele gostava mesmo era de jogar golfe? Então, como se dá a uma pessoa com um perfil destes uma responsabilidade destas? O director-desportivo vai recuperar a sua função de dirigente e não de rainha da Inglaterra. Sendo o Rui Costa, ele tem de sair da prateleira e a primeira medida vai ser mudar o seu gabinete nos actuais escritórios da SAD. O actual presidente da SAD não só esvaziou-o de poderes como, ainda por cima, desviou-o para um andar acima de toda a SAD. Um andar só para Rui Costa. Isto é deplorável e diz bem da forma como o presidente do Benfica usa as pessoas e depois atira-as fora.
2ª Como será feita a redução do número de jogadores vinculados ao Benfica?
- Inicialmente será feito pelo director-desportivo um diagnóstico de quais serão os jogadores emprestados com valor e potencial para regressar ao Benfica numa óptica de aproveitamento para a equipa principal. Não vou precipitar-me e correr o risco de rescindir contrato com jogadores que podem ter qualidade para serem integrados no plantel, mais tarde ou mais cedo. Em relação ao resto, tentaremos ver no mercado as melhores soluções para o Benfica e para os jogadores e, no limite, teremos a rescisão de contratos como possibilidade concreta de resolver este problema. Sabe, quando o senhor Vieira agita o fantasma de Vale e Azevedo seria útil que ele se lembrasse de como foi custoso o seu primeiro mandato, quando o seu antigo director-desportivo, António Simões fez um trabalho exemplar de correcção dos exageros cometidos por Vale e Azevedo, em relação ao número de jogadores sob contrato. O problema é que, nove anos depois deste trabalho, nesta área dos jogadores sob contrato, estamos muito pior do que a situação que a direcção de Manuel Vilarinho veio encontrar. E isto é que devia interessar aos benfiquistas e saber porque é que, durante os primeiros dois anos de Luís Filipe Vieira no Benfica, como gestor do Benfica, qual foi o interesse superior que o mandatou para ir contratar onze jogadores ao Alverca. Eu repito, onze jogadores ao Alverca, curiosamente o clube que o senhor Vieira deixou falido. Será que isto não interessa aos benfiquistas?

3ª Será possível uma mudança de estatutos que obrigasse o uso da cor branca como predominante no equipamento alternativo?
- Nâo creio que seja necessária uma mudança de estatutos, basta uma mudança de direcção. Basta que o Benfica seja dirigido por pessoas que sabem o que é o Benfica, quais são os seus valores e sobretudo conheça a sua história. Não estou contra o marketing, mas já me oporei a todas as tentativas do marketing descaracterizar o Benfica e os seus valores. O equipamento alternativo do Benfica sempre foi e será, comigo, o branco. Pelo menos, o alternativo principal.

Blogue Luís Filipe Vieira demita-se

1ª Conhecendo nós a cláusula de reserva dos 80% sob qualquer valor assinado entre a olivedesportos e o Benfica, por parte de um outro clube, gostava de saber se terão algum interesse em negociar um contrato de direitos televisivos com essa olivedesportos.
- A resposta a esta pergunta já foi dada a um outro
blogue, mas é exactamente por causa da existência dessa claúsula de reserva existente no contrato do operador com o nosso rival, que considero que o Benfica deve procurar uma alternativa diferente. É aqui que faz sentido pedir exclusividade ao nosso futuro parceiro, porque não faz sentido que o FC Porto, sem fazer nada por isso, venha a ser recompensado pelo facto do Benfica renegociar o seu contrato. O FC Porto, se quiser, que faça o seu trabalho, que nós faremos o nosso. O problema é que o FC Porto não pretende que seja o mercado a fazer a distinção entre o que vale a sua marca e o que vale a marca Benfica, porque, na verdade, eles sabem que não valem 80 por cento da marca Benfica. Esta é, apenas, mais uma razão para não aceitarmos renovar o contrato com a Oilvedesportos. Queremos um parceiro exclusivo para os direitos televisivos.

2ª Gostava de saber se tencionam alterar os estatutos para aproximar os socios do clube, nomeadamente nas permissas para se ser candidato. Falo em anos de sócio do pretendente e numero de assinaturas recolhidas.
- Sim, claramente, será uma das primeiras medidas da minha direcção. Recuperar a dignidade estatutária e colocar, de novo, os estatutos ao serviço do Benfica e não de uma pessoa e da sua estratégia pessoal de poder.

3ª Que pensa fazer para que o Benfica deixe de ser o alvo a abater dentro dos campos de futebol?
- Essa é uma das razões pelas quais decidi candidatar-me, pela constatação da total incapacidade da actual direcção em lidar com o sistema de favorecimento que existe no futebol português. O Benfica deve liderar pelo exemplo, deve mover a sua influência positiva para mudar certos vícios do futebol. E isso tem de começar pelos orgãos de cúpula do futebol português. A Federação tem de estar ao serviço do futebol português e não de certos interesses. Depois de ser eleito, vou pedir, com carácter de urgência, reuniões com os presidentes da Liga, da Federação e dentro desta do presidente do Conselho de Arbitragem. Quero saber o que eles têm para me dizer sobre o futuro do futebol português. Mas quero respostas concretas, não quero promessas de marketing. E retirarei o apoio a todas estas pessoas se perceber que vão num caminho contrário ao da reabilitação do futebol. Não quero estas instituições ao seviço do Benfica, mas também não posso tolerar que estejam contra. É por aqui que temos de começar. E teremos de influenciar positivamente os clubes da Primeira Liga, fazê-los perceber que o Benfica está do lado deles, numa óptica da salvaguarda do interesse do futebol português. O Benfica não tem feito nada disso, tem descuidado a relação com os outros clubes, porque acredita que a grandeza do clube faz esse trabalho pela direcção. Mas não faz, e isso é visível, quando o Benfica é mal recebido em vários estádios do nosso país. Isto acontece por incúria da nossa direcção e porque não sabe dialogar com as pessoas. Mas, também é verdade que não podemos esperar que um presidente que não sabe dialogar com os benfiquistas o consiga fazer com os outros clubes.

Blogue Maior que Benfica? Nem a vossa inveja?
1ª Irá acabar FINALMENTE no Benfica, este medo que existe em apostar nos jovens da formação como MIGUEL ROSA, CANCELO, CAVALEIRO, ANDRÉ GOMES, entre muitos outros?
- A aposta na formação é crucial, a aposta no talento nacional e qualquer que seja o treinador do Benfica tem de perceber que a sua acção é um prolongamento das decisões estratégicas do clube. Porém, não vamos apostar na formação para abastecer os outros clubes, ou com empréstimos ou com cedências. Claro que nem todos os jogadores terão a possibilidade de jogar na equipa A, mas jogadores como os que nomeou terão de ser o futuro do Benfica. E vou dar-lhe uma novidade, se for eleito, já a partir de Janeiro tentarei implementar uma medida de racionalização de meios, diminuindo o número de jogadores do plantel principal, de forma a que os jogadores que citou e outros, possam ter o seu espaço de afirmação. Por exemplo, se for eleito presidente do Benfica, antes de se proceder ao reforço da equipa principal com um jogador estrangeiro, primeiro tenho de perceber se existe um jogador do Benfica, da formação, que reúna o perfil do jogador desejado. Só depois dessa avaliação é que se deve contratar. Se o Benfica precisa de um substituto para o Witsel, então que aposte em André Gomes. Se precisa de um substituto para o Javi Garcia, então que aposte em André Almeida.

2 - Passa para os seus planos, ter algum tipo de RELAÇÃO com o FCPorto?
- Em abstracto, gostaria de ter boas relações com todos os clubes. Mas como já respondi anteriormente, não posso ter boas relações com clubes que tratam mal o Benfica. Sou candidato à presidência do Benfica, não sou candidato ao Prémio Nobel da Paz. Além do mais, nunca tomaria essa iniciativa sozinho, sem consultar os sócios do Benfica. E, francamente, não me parece que os sócios do Benfica estejam disponíveis para normalizar as relações com esse clube.

3 - O que acha do projecto da BenficaTV, e o que planeia para a mesma?
- O projecto da Benfica TV tem um problema grave, é que está ao serviço da preservação da imagem do presidente do clube, em vez de estar ao serviço do Benfica e da sua história. Uma das coisas que farei, como presidente, é acabar com este degradante espectáculo que a Benfica TV dá de constante elogio ao presidente do clube. Como presidente do Benfica não permitirei que um meio de comunicação tão importante como a Benfica TV me elogie, quando ganhámos um título, seja em que modalidade for. O presidente é eleito pelos sócios e tem a obrigação de colocar os meios necessários ao dispor das várias equipas, para que elas cumpram o seu destino histórico, que é vencer. Mas o que é isto de treinadores e jogadores passarem a vida a bajular o presidente, só porque se venceu um título. Comigo isso não vai acontecer, e direi ao meu director de comunicação que não quero esse espectáculo degradante no Benfica. Quando o Benfica ganha, é o presidente, quando o Benfica perde, o presidente desaparece. Quero uma cultura de solidariedade no Benfica e principalmente quero os meios de comunicação do clube ao serviço do Benfica e não ao meu serviço.

Blogue sector B32
1ª Qual o perfil que traçou para director desportivo, nomeadamente se é alguém vindo directamente do mundo do futebl (ex-jogador) ou alguém conhecedor do mercado e do balneário?
- O director-desportivo do Benfica vai continuar a ser o Rui Costa, mas, desta vez, com poderes recuperados. E mais, posso garantir, que terá o seu gabinete ao lado do meu e deixará de estar exilado num andar acima dos escritórios da SAD, como actualmente acontece. E verá o seu mandato de administrador da SAD renovado, com participação em todas as reuniões do Conselho de Administração. E jamais tolerarei que se proceda a reuniões da SAD sem a sua presença, o que actualmente acontece com muita frequência.
2ª De que forma pretende reintroduzir a influência do Benfica no movimento associativo, e já agora se apoia as actuiais estruturas dirigentes da Liga e FPF?
- Um dos meus vice-presidentes da minha lista, o doutor Cunha Leal, é um profundo conhecedor desses meios e já teve a oportunidade de explicar que o Benfica tem de ter presença nos orgãos que regem o futebol português. Ele conhece o futebol por dentro e saberá encontrar a forma de reforçar o papel do Benfica no contexto do futebol português. Ele sabe porque é que o Benfica perdeu influência, nos últimos anos e sabe como a recuperará.
3ª Qual é em concreto o caminho que pretende seguir na questão dos direitos televisivos, e se admite a sporttv como parceiro preferencial?
- Não leve a mal que não seja muito exaustivo nesta resposta, mas anteriormente já respondi a esta pergunta de uma forma que me parece muito clara. A Olivedesportos não é o parceiro que pretendo para o Benfica no âmbito dos direitos televisivos.

Blogue Eusébio mais 10
1ª Como se enquadra a presença de José Veiga numa candidatura que se diz de Benfica aos Benfiquistas?
- Não se enquadra. As coisas estão muito claras nesta candidatura. O vice-presidente da direcção para o futebol é o doutor Cunha Leal e o director-desportivo será o Rui Costa.
2. Qual a estratégia financeira a curto prazo e que medidas concretas tem para combater o passivo gigantesco sem reduzir dramaticamente a qualidade do plantel?
- A estratégia é manter o plantel até ao final da época. Tem qualidade suficiente para ser campeão em Portugal, se tiver uma estrutura que defenda o Benfica, mais do que defender outros interesses. E, durante a época, preparar alguns dos nossos jovens da equipa B, para assumirem, no início da próxima temporada, uma maior relevância na equipa principal, de forma a que se possa realizar, sem perdas de competitividade da equipa, uma ou duas vendas de jogadores do actual plantel. Depois, há toda uma estratégia de racionalização de custos, cortando nas gorduras, porque, na actual estrutura profissional do Benfica, gasta-se muito dinheiro mal gasto e sobretudo sem reflexos nos resultados. E vamos, igualmente, falar com os credores e com a banca, no sentido de ajustarmos o valor da dívida , porque não é comportável pagar mais de 20 milhões de euros de juros por ano. Sabemos que a banca está disponível para nos ajudar, porque ao contrário do que diz o outro candidato, a banca não lhe pertence, a banca não está ao serviço dele, a banca existe para procurar soluções e é isso que vai fazer quando vencermos as eleições. Os benfiquistas podem estar descansados porque a banca não está ao serviço de Vieira, a banca tem contratos assinados com o Benfica e vai cumpri-los. E está disponível para ajudar o Benfica, independentemente do seu presidente.

3. Qual a sua opinião sobre o actual projecto olímpico?
- Óptimo projecto que o Benfica e os benfiquistas podem agradecer ao meu vice-presidente, Fernando Tavares. Foi ele o mentor desse projecto e será ele, quando formos eleitos, que o renovará. O projecto olímpico do Benfica tem quase tanta importância, no contexto da internacionalização da marca, como o futebol. Tiro o meu chapéu a Fernando Tavares por ter implementado esta ideia no Benfica e sei que ele será a pessoa certa para lhe dar um novo rumo, porque, actualmente, o projecto olímpico está estagnado. E há uma coisa que tenho a certeza, nas nossas reuniões de direcção, por exemplo, o Nélson Évora nunca será tratado como o homem do pulo.

Blogue Fatelas do Futebol
1ª Pergunta: Sobre os direitos televisivos, neste momento não sabem a verdadeira extensão das nossas finanças, com os dados que dispôem, caso se venda os direitos televisivos a uma empresa em vez do Benfica os explorar, a ideia é fazer um contrato de curta duração ou de longa duração com o adiantamento das receitas?
- O adiantamento de verbas nunca deu bom resultado no Benfica e nos outros clubes. Teremos com a banca, nacional e internacional, uma relação que nos permitirá viver de forma desafogada. Desafogada mas responsável, amortizando o passivo e não aumentando-o. O próximo contrato de direitos televisivos, se eu for eleito, não ultrapassará a duração do meu mandato. Não vou assinar contratos que possam comprometer futuras direcções. Não estarei agarrado ao poder e, por isso, não tenho uma estratégia de perpetuação no poder, daí que recuse, por principio, assinar contratos que excedam a duração do meu mandato. E numa situação excepcional, em que entenda que está em causa o interesse do Benfica, assinando um contrato que vá para além da duração do meu mandato, antes de o fazer, vou consultar os sócios.

2ª O fundo Benfica Star tem dado um adiantamento de receitas ao Benfica com a perda percentual dos passes do futebolistas, e por vezes parece-me com perda sobre a decisão de vender ou não vender, se ganhar pensa em renogociar com o BES manter o fundo para alem de 2014 (se não me engano é quando acaba), ou pensa em outros modeles de fundos, ou acabar com os fundos no Benfica?
- O fundo tem cumprido uma função que é a de financiar a actividade da SAD. Não conheço o contrato, mas creio que é possível melhorar, sobretudo a avaliação que o fundo realiza dos activos da SAD do Benfica. Em meu entender, há casos em que o valor dos passes estão subavaliados. E, portanto, se o Benfica tiver a capacidade de chegar a acordo com outros fundos, cuja valorização defenda melhor o interesse financeiro da SAD, então, creio que isso deve ser estudado e implementado.

3ª A ideia que a lista tem para o Desporto português, principiante nas modalidades amadoras, de como o Benfica pode ajudar Portugal a ter melhores resultados, por exemplo nas modalidades Olímpicas. E ainda falando de modalidades a algum interesse em reavivar a secção do Ciclismo?
- A minha lista tem uma ideia para o desporto português, mas, como calcula, a nossa principal preocupação é o Benfica. Tenho, na minha lista, um dos melhores dirigentes da história do Benfica, o Fernando Tavares, que recuperou as modalidades do Benfica, desenvolveu o projecto olímpico e com isso garantiu condições para que o clube se tornasse mais notado, internacionalmente, com benefícios óbvios para Portugal. As vitórias de Vanessa Fernandes, de Nélson Évora, de Telma Monteiro, não beneficiaram Portugal? Claro que sim. As pessoas devem entender que o que é bom para o Benfica é bom para o desporto nacional, porque somos a maior potência do desporto nacional. E todas as modalidades devem perceber que o Benfica é decisivo para o prestígio do nosso desporto e devem reconhecer essa importância. Existem algumas federações que ainda não entenderam bem o papel do Benfica no desporto nacional, mas o Fernando Tavares é a pessoa certa para os fazer ver que Benfica e modalidades devem caminhar lado a lado e não em caminhos separados. Sobre o ciclismo, é um desejo meu, recuperar a modalidade para o clube, temos de encontrar um parceiro que suporte os custos, porque o Benfica não pode aumentar a sua estrutura de custos fixos, pelo contrário, tem de diminuir.

Blogue Vermelho Benfica
1ª Direitos televisivos, qual a ideia?
- A ideia é, como tenho esclarecido em respostas anteriores, encontrar a melhor oferta e o melhor parceiro. Estudar a possibilidade de avançar para a exploração directa dos direitos através da Benfica TV ou encontrar um parceiro que esteja sintonizado com o interesse desportivo do Benfica e o interesse do clube na sua relação com os sócios. Defendo a exclusividade, nessa parceria, porque não acredito num parceiro que também tenha relação com outros clubes e que aceite, na negociação com esses clubes, uma dependência do contrato com o Benfica, da remuneração futura aos nossos rivais.
2ª Apoio à FPF e Liga é para continuar?
- É para estudar e para ver se querem reabilitar o futebol português. Vejo muito marketing, mas não vejo medidas concretas. O Benfica e o futebol português precisam de medidas concretas. Se for necessário, o Benfica liderará o processo de reforma do futebol nacional e proporá alternativas aos actuais corpos directivos desses orgãos.
3ª Qual a importância das modalidades? Do que lemos fala-se muito de futebol e pouco do ecletismo do Benfica...
- Toda a importância, porque o Benfica não entra para participar, entra para ganhar. O meu vice-presidente, Fernando Tavares, sabe bem o que é isso, ganhar nas modalidades e agora ainda mais, aproveitando que há um desinvestimento dos outros clubes nas mais variadas modalidades. Nunca foi tão fácil ganhar nas modalidades como agora, porque o Benfica é o único clube com capacidade para investir. Neste quadro e com Fernando Tavares, o Benfica será dominador nas modalidades.

Blogue Mais do que um Jogo
1ª - Em conformidade com a crise, mais despesas de transporte, e ainda para quem não é sócio, os preços para se poder assistir o Benfica hoje em dia são um bocado caros, e daí a verificar-se em jogos pequenos no máximo 30.000 adeptos de um estádio que leva mais de 60.000. Em caso de vencer, os preços passarão por ser uma prioridade ajustando-se para que haja mais adeptos? Já agora nas modalidades acontece o mesmo (casa vazia) pensam em atrair mais adeptos para aqui?
- O meu objectivo, como presidente do Benfica, será o de encher o nosso estádio de benfiquistas, de introduzir nos jogos realizados no estádio da Luz uma cultura de espectáculo, uma cultura de presença de adeptos e de ligação à equipa. Se tiver de baixar os preços para ter mais pessoas, então fá-lo-ei, porque a crise ataca todos e a capacidade financeira das pessoas não dá para tudo. O Benfica não pode ser encarado pelas pessoas, no seu dia a dia, como um luxo de que se pode prescindir, o Benfica deve ter uma politica de preços realista que permita aos benfiquistas continuar a olhar para o clube como um bem essencial das suas vidas. Essa vivência é essencial para os benfiquistas, só não é essencial para quem não é Benfica e por isso é que não tolero que esta política de preços possa ser determinada por quem não é benfiquista e não entende esta relação entre o clube e os sócios e os adeptos. E, claro, nas modalidades, o mesmo modelo terá de ser aplicado.

2ª - As assembleias, passarão a ser em dias e horas aceitáveis para que a comunidade associativa se possa deslocar às mesmas de forma facilitada ou serão em dias de trabalho?
- As assembleias gerais passarão a ser realizadas às sextas-feiras, de forma a que as pessoas possam participar. E, antes de cada assembleia, teremos de mobilizar os meios de comunicação social do clube, para que todos os benfiquistas se sintam motivados a participar. Quero assembleias participadas, com debate, assembleias à Benfica, sem seguranças privadas, sem climas de intimidação e, sobretudo, sem a participação genérica dos benfiquistas.

3ª - No ano 2014, com a Final da Liga dos Campeões a ser realizada em Lisboa, no Estádio da Luz, irão procurar forma de tentar investir numa possível chegada à final ou o campeonato vai ficar sempre em primeiro plano?
- Como sempre tenho dito, a prioridade da minha direcção é recuperar a hegemonia do futebol português. Só depois dessa empreitada é que será possível pensar em estar na Europa de uma forma que nos permita pensar em títulos europeus. Nunca vou prometer aos benfiquistas aquilo que não tenha a certeza de cumprir. Nâo posso prometer títulos europeus no meu mandato, o que posso prometer é que o Benfica vai ter lutar para ganhar dois ou três campeonatos no meu mandato. Isso , acho realista, agora prometer um título europeu, creio que não é sensato.

15 comentários blogger

  1. Agora vamos ficar á espera da outra lista, mas se calhar é melhor esperarmos sentados...

    ResponderEliminar
  2. Fernando Coimbra24 outubro, 2012 16:54

    Fico a aguardar o famoso Tiago com a sua teoria comprada de que Rui Rangel não apresenta ideias.

    ResponderEliminar
  3. Obrigadão por reunires todas essas respostas a vários blogs neste post.
    Gostei das respostas que o Rui Rangel deu e nota-se que tem e quer pessoas competentes à sua volta de forma a conseguir o melhor para o Benfica. Gostei.

    ResponderEliminar
  4. Essa do Tiago fez-me lembrar um tal EUSÉBIO GOUVEIA em 2000,(parece que na altura foi importante) qual D.Sebastião desapareceu na bruma....

    Alguem sabe dessa alma, já agora???!!!.

    Eduardo

    ResponderEliminar
  5. Águia Preocupada24 outubro, 2012 20:51

    Of topic!

    Foi lançada a BOMBA das eleições! Vieira anunciou o fim do contrato com a Olivedesportos! A partir da época 2012/13 será a BenficaTV a transmitir os jogos em casa!

    O homem anda atrasado 8 OITO meses! Mas finalmente chegou o mês de Fevereiro!
    Esta notícia numa altura de eleições, só demonstra que Vieira tem medo de perdê-las. Finalmente percebeu que isto não são favas contadas e vai daí, toca a prometer o que os benfiquistas tanto querem.
    Mas conhecendo-o como conheço, dou o benefício da dúvida a esta notícia. Mas não acredito totalmente que seja cumprida, como aliás outras e muitas foram, não passaram de meras promessas!
    Mas que foi obrigado a aplicar-se, lá isso foi. Não quer debater mas hoje desdobrou-se em entrevistas! HIPÓCRITA DE MERDA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discordo!!! Penso que foi em Fevereiro que Vieira disse que recusou a proposta do Oliveirinha!

      Entretanto o Benfica estudou alternativas como a BTV e acredito que esta decisão já estava tomada há muito mas guardou-a para agora...

      Eliminar
    2. ..." Mas conhecendo-o como conheço " ...

      ..." mas hoje desdobrou-se em entrevistas" ...

      Uns desdobram-se em entrevistas, outros desdobram-se em nicks !

      È fartar vilanagem !

      Eliminar
  6. Vieira acabou de vencer as eleições do Benfica depois de mandar a Olivedesportos para canto!!!

    Os jogos irão ser transmitidos pela Benfica TV!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, a sério ???!!! Olha, e já agora, quando é que vamos ser maiores que o Real Madrid e lutar pela champions? Ele também disse isso?

      Ou então, algo mais recente, quando é que vamos ter o tal plantel que vai fazer inveja a muitos grandes da Europa? Não era este ano? Epá, ainda não dei por nada. A não ser que estivesse a falar do hóquei....

      Eliminar
    2. Eu constatei um facto nada mais!!! Eu nem voto Vieira!!!

      Eliminar
  7. O LFV já afirmou tanta coisa no passado que não cumpriu, que não acredito neste corte com o amigo Jaquim. Aliás a maneira como o afirmou revestiu-se de algumas cautelas.

    ResponderEliminar
  8. fernando Coimbra,
    dizes bem, RRangel tem ideias. O problema é como as concretizar depois da estrutura financeira do Benfica ficar desmantelada, como ele preconiza, se ganhar as eleições.

    Quanto às modalidades: fomos campeões em quantas com o Tavares?

    Tive um problema no envio de um post anterior, e por não foi publicado. Este é o segundo.

    Esmeralda marques
    socia de Aljustrel

    ResponderEliminar
  9. A isto chama-se transparência e benfiquismo ... qualquer benfiquista que se preze vê nestas respostas uma sinceridade tremenda e um grande amor ao Benfica quer se concorde ou não se concorde com as mesmas ... Creio que o Benfica caso Rui Rangel não vença as eleições perderá uma boa oportunidade já que poderia aproveitar o bom trabalho feito com uma nova liderança e com uma nova estratégia desportiva ... Só espero que mesmo que Rangel perca as eleições não desista de no futuro tentar novamente porque Vieira pode enganar alguns durante um tempo mas não pode enganar todos sempre ... Saudações e que o Benfica ganhe e volte a ser o clube que em criança tive o orgulho de ver ...

    ResponderEliminar
  10. Em relação à enchurrada, mais uma de promessas do presidente do Benfica, nem vou comentar, pois se nem quando ele veio eu acreditei não é agora ao fim de 11 anos que vou acreditar, ainda não percebo é como tem pessoas que acreditam nisto, é só fugas para a frente a lembrar Vale e Azevedo quando perdeu as eleições em que nos ultimos dias prometeu tudo, mas só para dizer que Rui Rangel tocou num ponto para mim muito importante e que já o digo há muitissimos anos, para não dizer dezenas, que é o facto de que nenhuma direcção deveria ter qualquer poder para efectuar ou celebrar contratos com quem quer que seja por um periodo superior ao do seu mandato e acrescento eu a não ser que convocassem uma assembleia geral para explicar a questão a fundo e depois deixar o veredicto nas mãos dos associcados, deveria ser proibido, á conta disso diversas direcções têm engrossado o passivo, porque hipotecam receitas futuras, um bom exemplo no BEnfica foi a Sport Tv e a Sagres, em que o Benfica recebeu as receitas por antecipação, isto a meu ver é má gestão, são saltos para a frente e o adiar de decisões que devem ou deveriam ser tomadas no momento

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares