BENFICA (3) vs Nacional (0)
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 3 de setembro de 2012

BENFICA (3) vs Nacional (0)

 ●  + 9 comentários  ● 
Ao contrário da jornada passada, o Benfica não entrou muito bem no jogo. Não vimos, inicialmente, uma equipa rápida, com o pé no acelerador e com atitude, querendo resolver logo o jogo, algo que elogiei na semana transacta.

Foi uma primeira parte morna, ainda que, para não variar, houvesse mais Benfica. Notava-se que o Nacional explorava, de quando em vez, jogadas rápidas, aquando alguma perda de bola, tentando surpreender, mas nada de relevante. 

Faltou-nos, desde logo, e a meu ver, naturalmente, alguma afinação, sobretudo na ligação do meio campo com o ataque. Houve, de facto, algumas bolas perdidas, alguns passes falhados. 

Ainda no primeiro quarto de hora, vimos, numa grande jogada, o Salvio mandar uma bola ao poste, depois de ser servido com um toque de calcanhar de Carlos Martins . A esta hora, dado ao forte disparo, o ferro da baliza ainda deve estar a abanar... que pontaria!

Sem surpresa, o Nacional fechava bem os espaços, havendo momentos em que a nossa defesa estava bem subida, uma vez que o adversário estava todo à defesa. O chamado “autocarro” estava instalado.

Por volta do minuto 30’, Enzo Perez sofreu um toque nada meigo. Não fizeram grande eco da situação, mas a verdade é que um jogador do Nacional, voluntária ou involuntariamente, pisou a cara do Enzo Perez. Foi um gesto ternurento que deixou mal tratado o nosso jogador. Convenhamos que ser calcado, ainda por cima com uma chuteira, não deve ser nada agradável.

Rodrigo, ainda antes do intervalo, ia marcando um grande golo, com direito a acrobacia, depois de uma boa recepção. Foi pena a bola não ter entrado, por pouco. Seria um golo de levantar todo o estádio.

Ainda antes de terminar o primeiro tempo, Carlos Martins, que justificou a titularidade pelo bom trabalho que desempenhou na pré-época, foi substituído por lesão. Em abono da verdade, não esteve nos seus melhores dias, ainda que tivesse um ou outro apontamento ao nível daquilo que nos habituou. Teve azar, depois de uma justa oportunidade. Para o seu lugar entrou Matic, que tem tudo para ser um grande jogador e para nos dar grandes alegrias. Gostei do seu jogo. 


Praticamente no início da segunda parte, finalmente chegamos ao golo, por Óscar Cardozo, que bisou esta noite. Foi um belo golpe de cabeça Tacuara, depois de um centro de Maxi, tendo estado, ainda, Melgarejo na jogada. E por falar no nosso “Melga”, nota-se que se está a esforçar e que, principalmente, está a crescer. 

Apesar ainda de um pouco verde, como é natural – e isso foi visível num ou noutro lance que, com a ajuda dos companheiros e com a sua garra acabou por resolver -, esteve defensivamente bem: limpou alguns lances; não inventou, pelo que em nada comprometeu. Gostei de ver que foi muito acarinhado pelo público, manifestação essa que já tinha ocorrido várias vezes depois da sua estreia menos feliz no campeonato. 


Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, na segunda parte o Benfica entrou claramente mais forte, com um jogo mais conseguido, mais rápido e eficaz. O intervalo fez bem à equipa. Portanto, não foi de admirar que o segundo golo tivesse aparecido, por Rodrigo, depois de uma grande jogada de Salvio, que depois de tanto insistir e fintar, conseguiu sair da encruzilhada e centrou milimetricamente para mais um golpe de cabeça. 

Depois de algo desaparecido no início do jogo – aliás, à semelhança do que aconteceu com o resto da equipa -, Salvio fez uma grande segunda parte. Esteve imparável. 

Enzo Pérez foi substituído por Nolito, mas antes disso quase marcou um grande golo, após um passe de Cardozo. Foi uma autêntica bomba. Só faltou a finalização ser perfeita para, mais uma vez, termos um grande momento de futebol. 

Rodrigo foi substituído por Aimar, que à semelhança do que aconteceu na jornada passada, aquando da sua entrada no jogo, teve momentos de inspiração que só ele sabe demonstrar. Grande “El Mago”. 

Só dava Benfica, ainda que o Nacional de vez em quando tentasse surpreender a nossa linha mais recuada, mas sem perigo. 
Para matar o jogo, depois de uma segunda parte muito bem conseguida, Cardozo bisa na partida. 


Foram três golos, mas poderiam ter sido marcados mais alguns. Genericamente, gostei do jogo, e gostei ainda mais do resultado. É importante continuar assim, vencedores. Deste modo, o que se passa nos outros jogos passa-nos ao lado, ainda que seja sempre bom que os adversários mais directos tenham deslizes. 

Com isto quero dizer que temos de nos preocupar só e unicamente connosco, fazendo o nosso trabalho e cumprir os objectivos, jogo a jogo. 


CARREGA BENFICA!!!

9 comentários blogger

  1. À excepção de meia dúzia de jogos, isto vai ser o que o Benfica irá encontrar no campeonato...equipas pura e simplesmente a jogar em contra-ataque, onde já se viu que temos debilidades.

    Acrescento que é impressionante a quantidade de "porrada" que o Enzo leva!

    ResponderEliminar
  2. Nuno Vasconcelos03 setembro, 2012 07:59

    Eu já assinei!

    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2012N28440

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno, pensa la bem! Eu fui ler a peticao que o tal jovem de 22 anos esta a recolher para destituir o LFV. Estranhei a quantidade de dados que o tal jovem tem na sua posse para encriminar o nosso presidente mas, obviamente tenho que admitir que podera ser verdade (afinal quem sou eu). No entanto eu ja levo mais uns anitos de vida que o tal jovem, nao posso deixar de reparar que o discurso peca por utilizar em demasia a palavra "vergonha", numa alusao ao discurso de Vieira contra a Pinto da Costa, poucos meses atras. Devo de dizer que estrategicamente foi desastroso, porque passa a mensagem de uma vinganca e um ressentimento por tal discurso ter desnudado o presidente do Porto. Por isso tenho que desconfiar dos reais motivos desse "benfiquista"...RADIO BENFICA

      Eliminar
  3. "Vamos resistir aquilo que podemos resistir. Os jogadores têm cláusulas de rescisão."- LFV

    Mentiroso!

    (bem sei que nada tem a ver, mas é para impedir que comece a lavagem cerebral do costume)

    ResponderEliminar
  4. "Rodrigo, ainda antes do intervalo, ia marcando um grande golo, com direito a acrobacia, depois de uma boa recepção. Foi pena a bola não ter entrado, por pouco. Seria um golo de levantar todo o estádio."

    Por pouco! Não viste o mesmo jogo que eu de certeza!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,

      Mais alguma coisa a apontar? Veja lá!
      Estou a ver que terei de pôr as medidas exactas quando falar em "pouco", "muito", etc. Que mesquinhez! O Benfica ganha e andam a falar de lances que nem deram em nada. É preso por ter cão, preso por não ter.
      Vamos ao que interessa: ainda não revi o lance, na altura fiquei com a ideia de que não foi para as "nuvens", mas posso estar enganada.

      Saudações Benfiquistas!

      Eliminar
  5. Constou-me que o Vieira vendeu o Witsel esta madrugada, se for verdade está doido. Espero que não seja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AI JESUS!!!

      Diz-se muita coisa, mas a partir do momento em que há mercados abertos... no jornal "A Bola", dizem que o Zenit esteve em Lisboa. Aguardaremos.

      Eliminar
  6. Tenho um filho de 11 anos que era capaz de escrever uma crónica como esta.
    Já eu vi outro jogo diferente do relatado aqui. Não sei se foi da minha televisão...

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking