Cinco e mais do mesmo
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 11 de fevereiro de 2012

Cinco e mais do mesmo

 ●  + 4 comentários  ● 
Portugal, 11 de Fevereiro de 2012

O tema está algo ultrapassado mas creio valer a pena registar mais uns apontamentos sobre os 5 pontos de avanço que o Benfica conquistou sobre o 2º classificado, na última jornada da Liga.

Surpreendentemente, para os que defenderam que o Benfica tinha perdido 2 pontos em Barcelos, o FCP perdeu 3 pontos com este mesmo adversário. Sinal que continuam a não perceber as coisas do futebol, estes “opinion makers” ou “fazedores de opinião”, em particular os benfiquistas que escrevem no jornal Benfica e alguns outros ocs nacionais. Para isso bastou que o árbitro não decidisse de acordo com o manual, um conjunto de 3 lances (2 grandes penalidades e um fora de jogo no lance que precedeu o penalty do 2-0). Note-se que as grandes penalidades não foram consensuais entre o painel de ex-árbitros do JOGO pelo que não se deve especular com o árbitro. Mas sim com o manual...

Com 5 pontos à maior, a tarefa do Benfica ficou apenas mais aliviada da pressão semanal, mas não ficou mais facilitada. Os obstáculos continuarão a ser enormes. E as arbitragens continuarão a ser a arma principal deste “sistema” que não desistiu de oferecer o título ao FCP.

Registo os seguintes exemplos. No jogo Marítimo – Braga, o árbitro entendeu expulsar um defesa do Marítimo que jogou a bola com a mão, apesar de ser muito discutível se havia situação de golo eminente, já que Lima seguia pelo lado direito do seu ataque e não em posição frontal, para além de que havia defesas do Marítimo em posição de atacar a bola. O jogo estava 1-1. Com mais uma unidade em campo (e jogando bem, note-se), o Braga acabou por marcar o 2-1. Quando se pensava que o jogo estava arrumado, o Marítimo “acordou”. E o árbitro teve de “actuar”, primeiro não assinalando uma falta de Miguel Lopes sobre Roberge (pé alto com derrube) o que proporcionava um cruzamento para a área e uma possível situação de remate (situações a evitar de acordo com o manual) e depois, no fim das compensações, não vendo uma carga de Leandro Salino que perdeu na corrida e encostou ombro nas costas do avançado do Marítimo, dentro da área! Lance que seria grande penalidade na área do Marítimo...

Como este árbitro fez uma “boa” arbitragem, foi nomeado para o SCP - Gil Vicente onde, por razões que não sei explicar, não assinalou 1 penalty a favor do SCP com 0-0 (falta sobre Matias Fernandez), mas assinalou depois um penalty duvidoso (a posição do Onyewu em relação à grande área deixa dúvidas) contra o SCP com correcta expulsão. Teve pois interferência na eliminação do SCP ...

Porque estou aqui a dar estes exemplos, sendo que depois disto já vimos o SCP ser levado ao colo para a final da Taça, pelo Sr.º Pedro Proença?

Pela simples razão que este árbitro chamado Bruno Esteves de Setúbal, já tinha apitado o Benfica - Paços de Ferreira. E se bem estão recordados, quando o Benfica ganhava 2-0, ao mn 42 não conseguiu ver Aimar ser “atropelado” por um defesa, estando Aimar em situação frontal à baliza e bem dentro da grande área! Penalty e expulsão por assinalar. Não tendo qualquer tipo de complexos por estar a actuar na própria casa do Benfica, quando pôde assinalou penalty contra o Benfica por suposta rasteira de Luisão, um penalty aceitável no limite da tentativa de rasteira, que deu o 2-1 e alguma indefinição no resultado, que nos havia de ser favorável por 4-1.

Quem não sabe o que é o manual de arbitrar tem aqui sobejos exemplos: o árbitro não se engana a favor da equipa que está determinado a prejudicar, nem que seja num lançamento de linha lateral, o árbitro decide casos difíceis de acordo com as regras de favorecimento e não de acordo com as regras do jogo, o árbitro varia de critério de jogo para jogo consoante a equipa que se quer beneficiar ou prejudicar, sem olhar para as leis de jogo mas para o estatuto das equipas dentro deste sistema. Isto é, marca-se penalty e expulsam-se jogadores quando se tem interesse em favorecer ou prejudicar uma das 2 equipas, e não quando os lances são enquadráveis com esse tipo de decisões pelas Leis de jogo.

No final de cada um destes jogos, a comunicação social passou ao lado e referiu que o Braga jogou bem, que o SCP jogou mal e que o Benfica teve sorte ...

Não podemos pensar em facilidades até ao fim do campeonato...

4 comentários blogger

  1. É tão evidente e mesmo assim muitos benfiquistas não conseguem ver essa realidade...

    ResponderEliminar
  2. Caro Eagle, apenas um reparo, o pseudo penalti sobre Matias (pra mim não é), o resultados estava em 0-1 e não 0-0, pois o penalti do Oneywu(fora da área na minha opinião) e que deu o golo do Gil foi antes.

    ResponderEliminar
  3. Acho que este tema nunca está ultrapassado e ainda virá a ter um enorme peso na Liga. Quando muitos defenderam que o Benfica perdeu 2 pontos em Barcelos, foi também porque o Gil Vicente é de outro campeonato e tinha chegado à I Liga há meses, além que tivémos a vencer por 2-0 e deixámos escapar a vantagem. Mas de facto só houve polémica em relação ao ‘fora-de-jogo de Nolito’ que inclusive contou com linhas tortas por parte dos media.

    É vital chegar ao Clássico com 5 pontos de vantagem, caso contrário estaremos dependentes de um Proença qualquer que nos apite e sancione mal a gravidade do Givanildo dentro da grande área.

    Nesse jogo Marítimo – Braga como nos lembramos o Pedro Martins resolveu desvalorizar a arbitragem, optando por assumir responsabilidades, algo que por exemplo no Marítimo-Benfica não fizera ou mesmo no Benfica-Marítimo de 2010/2011. Pode ser que doravante nos abençoe com algum silêncio, assim foi na passada semana...

    O Bruno Esteves ainda no Feirense-FCPorto em Aveiro tinha ajuízado mal alguns lances em benefício do FCPorto, e na Luz aparte foras-de-jogo muito mal assinalados houve esse penálti sobre o Aimar que matava o jogo. Resumindo, acabámos por sofrer por culpa das suas decisões.

    E logo à noite temos o Jorge Sousa.

    ResponderEliminar
  4. Meu caro amigo Eagle01

    Pese o apito dourado em que tudo ficou a descoberto todos sabemos que o sistema continua impante e muito especialmente porque o Benfica assim quer.

    O que é que Benfica fez nas instâncias nacionais e internacionais para se constituir parte interessada no julagmento do processo? Nada. Vimos uma posiça~crrada., mesmo individual contra todas as atropelias que se iam sucedendo? Não.

    Vou-me repetir e sei que muitos não gostam mas não há que escamotear a realidade: O passado pré_Benfica de Vieira obriga-o a compactuar com o sistema e hoje quer queiram quer não fazemos parte dele. Factos, as velhas e novas amizades, o apoio ao facturas, os apoios aqueles que estava e continuam no sistema, etc.

    Agora eu não estaria tão precoupado como tu estás com este campeonato porque podes escrever aí: Nós seremos campeões. Porquê? Porque temos de longe a melhor equipa (para que não digam que só digo mal) e se isso em Portugal é secundário, os sinais dos tempos dizem-nos que o sistema quer que o Benfica ests ano vai ser Campeão. Porquê ? porque interessa ao sistema que o Vieira ganhe as próximas eleições e até aqueles "coreanos" seguidores do grande líder sabem que se renovar com o oliveirinha e nã for campeão, (Impossível) Vieira não ganhará, nem com golpes estatutários as próximas eleições. Tenho medo é que apareça por aí outro (pensavam que eu ia dizer JVA, não)Vieira.

    Falaste do celebre caso Leça. Ainda te lembras da frase que eteve efeitos diluvianos? (lá para os lados de Contumi e arredores)

    "SE O LEÇA NÃO DESCER DE DIVISÃO ESTAREMOS PERANTE O MAIOR ESCANDALO DO FUTEBOL PORTUGUÊS".

    Tu sabes quem a proferiu mas para alguns Benfiquistas, paraquedistas de net, eu digo:

    O Presidente do SPORT LISBOA E BENFICA, O Dr. João vale e Azevedo. Curto e objectivo. O leça desceu e poucos saberão em que divisão anda agora.

    O paragrafo seguinte caiu na net aos trabolhões, desconheço o autor e valendo o que vale, vale a pena meditá-lo.

    Abraço


    "Joaquim Oliveira, agora, tem tudo na mão. O futebol, a arbitragem e todos os negócios inerentes ao desporto-rei. Se o Benfica não assinar contrato com a Olivedesportos, vai sofrer a bom sofrer. Não tenham dúvidas".

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares