O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 14 de janeiro de 2012

Do céu à terra

 ●  10 comentários  ● 
Em Julho de 2011 o Benfica surpreendeu ao anunciar a compra de 180 jogos particulares de clubes - Man. United, Barcelona, Bayern, Liverpool, Chelsea, Flamengo, São Paulo, Palmeiras, Estudiantes e Velez Sarsfield - e de qualificação de Brasil e Argentina para o Mundial-2014. Por outro lado, um novo canal de desporto - de Pais do Amaral, perfilava-se então para concorrente da SportTV sendo que, na medida que os direitos de transmissão dos jogos do Benfica eram parte vital da estratégia do presidente do conselho de administração da Media Capital - detentora da TVI, assumiu-se que Luis Filipe Vieira e seus pares pudessem vir a alcançar os pretendidos 40 Milhões/Época.

Agosto de 2011 trouxe-nos ainda melhores perspectivas em matéria de venda dos direitos de transmissão. A entrevista de LFV ao Expresso, deixando subentendido que haveria alguém disposto a pagar 40 Milhões/Época - Miguel Pais do Amaral e o seu sócio Nicolas Berggruen - era motivo de regozijo para os benfiquistas que não só viam a marca Benfica reconhecida, como projectavam a ambicionada ruptura com a Olivedesportos.

Os meses passaram e sob o epíteto da «austeridade» os sintomas de recuo chegaram, e já ontem Domingos Soares de Oliveira colocou de parte a hipótese Pais do Amaral por via da «declaração de intenções nunca ter passado à prática». Do positivismo resultante de 3 avenidas possíveis - BTV, SportTV, Canal de Pais do Amaral – ficámos então reduzidos a duas.

Assumindo-se a BTV como a hipótese mais desejada pelos benfiquistas, fazer da BTV um canal pago ou, numa modalidade de PPV, ter de resolver as limitações actuais e cumulativamente ter de investir consideravelmente à cabeça para receber os dividendos de uma forma paulatina, para mais numa conjuntura que exige contenção, leva-me a crer que o tortuoso caminho esteja já traçado.

NDR: Rui Moreira devia preocupar-se menos com a blogosfera benfiquista e canalizar a sua energia para aspectos de somenos como a pequena eternidade na aplicabilidade do NRJFD, Apito Dourado, ou as recentes declarações de António Oliveira que, só por acaso, até estão interligados. Mas ser «sócio do ano» é mais fácil...

10 comentários blogger

  1. Falta uma coisa a tua nota que e este novo movimento de pressao na liga. Agora colocaram la este peao com a teoria da negociacao colectiva. Jogada de mestre. Reduzido a miudos ou o Benfica assina rapidamente ou fica sem qq poder negocial. Muito jogo sujo nestes bastidores, mas percebo... mais que as cores clubisticas sao muitos os milhones em causa.

    ResponderEliminar
  2. O Benfica, penso eu, continua a gerir bem a questão dos direitos televisivos e a politica de comunicação sobre o assunto.

    ResponderEliminar
  3. FUI MOREIRA...assim já sabes quem é.

    ResponderEliminar
  4. Basta fazer contas.
    Eu acredito que de 6.000.000 de benfiquistas, 5%, ou seja 300.000 de benfiquistas estejam dispostos a pagar 5€ para ter mensalmente os jogos do Benfica.
    Dá uma receita de 1.500.000€ por mês, 18.000.000 por ano, 54.000.000 por cada 3 anos.

    É assim tão difícil apostas no Pay per View?

    Basta a direcção querer.
    E até, se não acreditar nestes número pode pedir uma sondagem a uma entidade imparcial (não condicionada pelos corruptos nem pela Olivedesportos).

    Basta querer!!!

    ResponderEliminar
  5. ÚLTIMA HORA - Pais do Amaral volta a trás e paga 80 MILHÕES, só por dois jogos..., adivinhem quais....

    ResponderEliminar
  6. dezazucr, não somos apenas 6 milhões de benfiquistas – isso era a contabilidade do Damásio que se resumia a Portugal, segundo um estudo independente a que Domingos Soares de Oliveira deu voz em Dezembro de 2009, o clube tem um total de 14 milhões de adeptos espalhados pelo Mundo, cinco milhões em Portugal, 4 milhões em Angola, 4 milhões em Moçambique (influenciado por Eusébio e Coluna), 1 milhão nos EUA e mais pessoal por toda essa Europa fora. Mais razão te dou, como vês.

    Mas não quero acreditar que o Grupo Benfica não tenha feito estudos de viabilidade à BTV.

    ResponderEliminar
  7. Certo Bolandas, mas tens de fazer contas com quem está disposto a pagar e esses, são uma ínfima percentagem. Basta ver que por exemplo, no Estádio, desses 6 ou 14 milhões apenas 30.000 costumam pôr lá os pés.

    Acho que 300.000 assinantes é um número bem realista para um regime PPV. E mesmo que dê menos dinheiro directamente que um contrato com a sporttv, indirectamente, o Benfica só tem a ganhar.

    ResponderEliminar
  8. dezazucr, é certo que sim, não é megalomania da minha parte, daí ter escrito que não acredito que não tenham havido estudos de viabilidade por parte do SLB.

    Quanto ao canal pago, seguindo-nos pela ANACOM - http://www.anacom.pt/render.jsp?contentId=1104961 – «o número total de assinantes do serviço de TV por subscrição continuou a crescer, atingindo cerca de 2,89 milhões» (3º trimestre de 2011).

    Para que percebamos a ascenção;
    Final do 1º Trimestre de 2009 – ZON (70,1%), MEO (16,5%)
    Final do 3º Trimestre de 2011 - ZON (54,9%) MEO (33,2%)

    Agora deduzo que hajam contratos assinados e assim sendo como passar a incluir agora mais 5€ na conta dos seus clientes?

    Relativo ao PPV, exige investimento e deduzo que não é pouco, e sem investidores não estou a ver viabilidade nisso, é que entre receber 25/30/35M ou ter inclusive de investir...

    ResponderEliminar
  9. Pessoal, não se esqueçam de uma coisa, a BenficaTV passa, que eu saibe em 2 plataformas nacionais: o meo e o clix. Sobre o clix não sei, o meo tem cerca de 1 milhão de assinantes, seria necessário um pagamento de 4€ mensais ( considerei que apenas há jogos durante 10 meses )de todos os assinantes do meo para atingir os 40 milhões de euros. Não quero ser desmancha-prazeres, mas não é provável que quase todos os assinantes do meo comprem o ppv.Além disso há que considerar a hipótese de as coisas não correrem bem, a nível de resultados, o que pode levar a uma diminuição forte das vendas, Quão problemática pode ser esta diminuição de vendas?
    Alguém pode arriscar o futuro do Glorioso sem ter estes dados bem estudados, muito bem estudados mesmo?

    Força Benfica

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking