A luz que não iluminou Proença e Jesus
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A luz que não iluminou Proença e Jesus

Avatar
 ●  + 6 comentários  ● 


O jogo de Braga resume-se a 2 oportunidades perdidas: a de arrumar o ‘fantasma’ dos jogos em Braga dos últimos anos e assumir a liderança isolada da Liga antes de mais uma paragem e de um jogo perante os rivais de sempre.

Como tem sido hábito, JJ não consegue demonstrar coerência entre as exibições individuais, o que a equipa realmente precisa e o seu ego enorme.

Para este jogo a equipa precisava de garra, avidez pela bola e pela vitória. Em vez disso recebeu do seu treinador uma táctica de receio colocando Ruben Amorim(que mais uma vez não justificou a sua titularidade) de início e retirando de campo Rodrigo, que marcava sempre nos últimos jogos e com boas exibições.

As más opções de JJ não ficaram por aí. Javi Garcia tem estado lesionado e está em má forma. Mau nos passes, chegou quase sempre atrasado aos cortes e não fosse o grande acerto de Luisão e Garay(que demonstram já um grande entrosamento e regularidade exibicional) as consequências seriam piores. Aliás, os centrais foram também a safa de Maxi Pereira que irrita na má forma em que está e em como perde bolas com a repetição da mesma finta vez após vez. E de Emerson que parece estar apostado em destruir a boa imagem que cultivou nos primeiros jogos.

No meio campo sobravam o bombeiro Witsel, que prejudica o seu futebol por ter que andar a apagar fogos à esquerda, à direita e onde visse fumo, e Aimar que era obrigado a gastar forças na luta de meio campo quando deveria as poder gastar em armar o jogo do Benfica. Curiosamente na primeira parte era dos pés de Gaitan que surgiam as jogadas mais vistosas e perigosas. Isto porque Gaitan é perito em fazer uma jogada vistosa e desaparecer do jogo, ficando em campo até ao fim. Logo hoje que estava a ser o mais acutilante, JJ é obrigado a retirar o jogador ao intervalo devido a uma indisposição do mesmo.

Na frente Cardozo nem recebia bolas em condições nem conseguia tocar na chicha. E quando tocava, aquele pé esquerdo parecia um pino de pinball. Demasiado estático foi sempre uma presa fácil para a defesa bracarense. O Cardozo dos golos ontem não apareceu na Pedreira.

Rodrigo, Nolito e Bruno César já entraram numa fase em que o jogo estava partido e não era possível fazer fluir jogadas com pés e cabeça. Ainda assim, Rodrigo marcou e quase dava a vitória mesmo no fim.

O Benfica não demonstrou estratégia de construção de jogo. Tentava sempre fazer jogo com a bola nos pés desde a baliza sem qualquer resultado. Os jogadores recebiam a bola de costas para os de Braga e para a baliza bracarense e foram mais umas bolas que se perderam.

No capítulo do passe e da recepção de bola estamos mal. O que não se entende em jogadores de alta competição. Também nas bolas paradas, nem uma serve para causar perigo à baliza adversária. Ou não passam do primeiro poste ou vão parar ‘lá longe’. Fraco.

Há o outro lado do jogo. O que envolve a equipa do Braga, o clube Braga e o árbitro Proença.

A equipa do Braga jogou com a garra e acerto que se esperava. Foi bem montada pelo próximo treinador do FCP e soube retirar proveito das falhas do Benfica.

O clube Braga(notaram as palavras de Artur no fim do jogo?) mostrou mais uma vez como não é flor que se cheire enquanto estivermos no consulado do Salvador. Quando a luz caiu pela segunda vez, a estrutura do Benfica devia ter exigido junto do árbitro que ou se resolvia de uma vez o problema ou se terminava o jogo. O gozo era grande quando se via que afinal toda a bancada tinha electricidade. Claro que depois do golo, a luz nunca mais faltou.

O árbitro justificou a sua nomeação. Com este nosso consócio(é benfiquista e não duvidem) qualquer jogada duvidosa contra o Benfica tem apito garantido.

Há quem diga que ganhamos um ponto de onde temos trazido zero. É verdade. Mas desde quando é que isso é suficiente quando não fizemos tudo o que estava ao nosso alcance? 5 remates um jogo inteiro é suficiente? Quando o nosso treinador incutiu demasiado respeitinho e receio na nossa equipa? Querer que os jogadores estejam à altura do que são capazes é querer demais? Falta de ambição do treinador é o que é, em contraste com o seu discurso fanfarrão do costume.


Para finalizar, espero que LFV se tenha desinfectado antes de entrar no seu automóvel. É que rodeado 100 e tal minutos pelo Mesquita Corrupto, o amigalhaço Salvador e o Nando dos bilhetes para meretrizes é contagioso e pode causar maleitas graves.

6 comentários blogger

  1. Então mas agora o Matic já serve para ser titular?

    Ainda há uns tempos se dizia por este blog que não servia para o benfica, mas agora já serve para meter o Javi no banco.

    ResponderEliminar
  2. nfelizmente, parece-me que por vezes o maior inimigo do Benfica são os próprios benfiquistas, alguns dos quais, no alto da sua sabedoria, certamente seriam campeões invictos ano após ano, parece até que o Benfica joga sozinho, não tem adversários e que estes não têm o seu mérito, não, o demérito é sempre do Benfica.
    Desde a última época que o Benfica foi campeão, só falam do rolo compressor, da equipa das goleadas, etc, etc, eu também vibrei com essa época, foi do melhor futebol que já vi, mas é passado e vou ter de lembrar, que essa equipa fantástica perdeu em Braga por 2 a 0, que essa equipa fantástica tinha menos pontos que a actual que tão criticada pelos benfiquistas tem sido.
    Julgo que uma equipa que tem 19 jogos oficiais, alguns dos quais de elevado grau de dificuldade, merececia mais carinho e apoio dos seus adeptos

    ResponderEliminar
  3. Os jogadores, que como quaisquer seres humanos, tem altos e baixos.
    Numa equipa de futebol, os que estão em baixo não jogam. Porque o que interessa é o todo e não as partes.
    O que nunca me verão colocar é o interesse ou ambição de qualquer homem acima dos interesses do Benfica. Se jogam mal, há que assumir e esperarem por estarem melhor.
    Por exemplo, ainda à 15 dias o Saviola era essencial, apesar de não fazer um bom jogo à quase um ano. E como o Rodrigo soube aproveitar a oportunidade, agora a teimosia em meter o Saviola já não tem desculpa.

    Jotas: não desvalorizei o mérito do Braga. Pelo contrário, destaquei o acerto e garra dos jogadores e do treinador. Não espero que o rolo compressor regresse nem tenho essa ilusão. Aliás ainda à dias escrevi mesmo neste blog que os benfiquistas(todos nós) temos de deixar de sonhar com o regresso do Benfica dos anos 60. Que é preciso apoiar o clube de hoje. E apoio com o meu lugar cativo, com as quotas, com o merchandising, com o incentivos no estádio. Esse é o meu papel.
    Mas desde sempre que acho e já o escrevi também que JJ não só inventa na maioria dos jogos importantes, como na esmagadora maioria das situações coloca o seu ego acima dos interesses da equipa. Ele não é o maior responsável apenas quando ganha. Tem que ser o maior responsável também quando a equipa não vence. Ontem era um dia vital para uma vitória. E falhou. Eu continuo a achar que apesar das dificuldades serem diferentes hoje em dia, o Benfica tem que lutar sempre para ganhar, e não para empatar.
    E isto é como tudo: há lugar para elogiar quando isso é acertado, mas também para criticar nas alturas correctas. Perdemos uma oportunidade de ouro de ficarmos sozinhos na liderança.

    ResponderEliminar
  4. É uma vergonha. Sempre que se la vai há problemas desses. Não conseguem ganhar dentro de jogo têm que recorrer a esses truques... E aquele penalti. Deviam ter dito ao Emerson para cortar os braços, uma vez que ele escondê-los mais, duvido que conseguisse...

    ResponderEliminar
  5. http://montidubotas.blogspot.com/2011/11/luz-e-agua-quente-os-truques-braguinhas.html
    ............................
    Curiosamente,
    não vejo, ninguem referir-se ao fundamental do decorrer do jogo.
    Os apagões, a quebrarem cirurgicamente o ritmo de jogo do Benfica. Um truque que a EDP já descartou. De todo impensavel e como tal fora das contas de JJ. A propria regulamentação da Liga não o prevê.
    A proposito convido TODOS a pronunciarem-se sobre os efeitos no jogo de tal filha de putisse, e se tiveram em conta a forma como decorria o jogo aquando das anomalias.

    Aproveito para dirigir aos responsaveis deste blogue, uma menor atenção às questões tacticas e de valia dos jogadores e tecnicos e atenderem às actuações de arbitros e entidades que sistematicamente lixam o Glorioso.

    ResponderEliminar
  6. Conde de Vimioso07 novembro, 2011 18:16

    Shadows

    Excelente analise. O Benfica não se pode contentar com minimos nem entrar com receios(Amorim). Desmotiva a nossa equipa e motiva o adversário.

    Um treinador que está em cima do adversário, empatado e tira Aimar, não que ganhar o jogo pois foi quando Aimar recuou embora Witsel tivesse ido para a direita (contra natura) o Benfica dominava o jogo. Não me pareceu que Aimar não podesse aguentar o jogo todo mas quando saiu acabou o Benfica organisado passado a jogar aos repelões sugeitando tanto a perder como a ganhar.

    Alguém dizia aqui que ninguém fala dos apagões o que não e verdade embora eu pense que quem devia falar e aquele que nestas alturas mete o rabo entre as pernas e alem de permitir que corruptos brinquem e gozem com os Benfiquistas enquanto ele anda de abraço com eles.

    Não tapem é o sol com a peneira e não enão desviem atençoes por coisas menores quando todos mesmo os que naão o dizem ou dizem o contrario sabem bem quaais são as raízes do problema.

    Pensava tambem que muitos estariam tambem preocupados com o anuncia da assinatura da carta de saida de Rui Costa.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking