Políticas em empréstimos: Um dos maiores cancros do futebol português
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Políticas em empréstimos: Um dos maiores cancros do futebol português

Avatar
 ●  + 21 comentários  ● 
O jornal Abola dava hoje destaque a um possível mau estar em Paços de Ferreira, provocado pela expulsão de Fábio Faria no último jogo, propositada segundo alguns, para evitar que o jogador defrontasse o Sport Lisboa e Benfica, clube que detém o seu passe.

Eu não quero discutir aqui se a acusação terá ou não algum fundo de verdade, até porque não tenho dados que me permitam avaliar a situação mas, de uma coisa podem estar todos certos: sou benfiquista mas não enterro a cabeça na areia, não tenho dúvida nenhuma que muitas vezes é nas politicas de empréstimos que se ganham e perdem campeonatos, e o Benfica, talvez, mal ou bem e talvez já farto de ser anjinho, talvez se tenha visto obrigado a jogar com as mesmas regras dos outros.

Pessoalmente, há muito tempo que sou contra as politicas de empréstimos. Sou contra porque me parece que é um mercado sem regras, e que desvirtua (e muito) a verdade do campeonato.

Não quero com este exemplo culpar apenas o Porto do uso destas políticas, mas este foi para mim um exemplo escandaloso, quando há três épocas atrás estavam no plantel principal do Vitória de Setúbal 11 jogadores do FCPorto! Está certo que nem todos eram titulares mas, entre esses 11 havia nomes como Bruno Vale, Sandro, Bruno Gama, Leandro Lima, Cláudio Pitbull e Bruno Moraes, mais de uma mão cheia de jogadores de grande qualidade, e que evidentemente proporcionaram ao Vitória uma época tranquila.

Agora eu pergunto, haverá justiça num campeonato em que Benfica e Sporting defrontem o Setúbal duas vezes numa época com estes 6 jogadores em campo, enquanto o FCPorto enfrenta o mesmo Setúbal sem estes 6 jogadores? E mesmo que eles joguem contra o FCPorto, a desconfiança sobre o seu emprenho não será questionável? Estarão Benfica, Porto e Sporting a jogar o mesmo campeonato? Estarão a defrontar o mesmo adversário?

E agora pergunto, o que pensarão deste exemplo clubes do nível do Setúbal que disputavam com ele a manutenção, e que por uma ou outra razão escolheram não ter relações privilegiadas com nenhum clube grande, abdicando de empréstimos fáceis e vivendo apenas do seu orçamento? Haverá alguma justiça num campeonato destes? Num campeonato em que um clube vive do seu orçamento, é cumpridor, faz sacrifícios e desce de divisão, enquanto um outro pobre e falido, tem ao seu serviço 6 jogadores de nível superior que recebem ordenados que o clube não pode pagar, mas que neste caso são pagos na totalidade pelo clube que empresta?


Seria o mesmo que o Benfica ter uma relação privilegiada com o Real Madrid, e enquanto o Porto e o Sporting pagavam na integra os salários dos seus jogadores, o Benfica tinha todos os anos seis ou sete dispensados de Madrid a jogar pelo nosso clube.

Repito que estou a dar este exemplo do FCPorto mas, o Benfica não será também nenhum santo nesta matéria. Se o Benfica montou um caldinho com o Fábio Faria, acho mal que o tenha feito, se bem que também achei mal o ano passado quando o Leiria foi jogar com o FCPorto sem 5 dos seus titulares! Em nome de quê? Em nome de muitos campeonatos que se ganham e perdem desta forma sem ninguém perceber porquê , em nome de relações mal explicadas entre clubes e pagamento de favores que ninguém sabe quais são.

Eu não sei exactamente o que é certo ou errado nesta matéria. Em Inglaterra por exemplo, os jogadores emprestados não podem jogar contra o clube de origem. E segundo me informei (andei agora à procura na net e julgo que a informação é correcta), cada clube não pode ter mais do que quatro jogadores emprestados durante uma época inteira, têm de ter menos de 24 anos e só podem vir 2 do mesmo clube.

Bem diferente do que acontece em Portugal. Hoje fala-se de Fábio Faria, amanhã falar-se-á de Kelvin, do Pitbull e no dia seguinte de Urreta. Seja como for, e independentemente dos inocentes e dos culpados, legislação conveniente é urgente nesta matéria, já que, como disse, é aqui, nas politicas de empréstimos que muitos campeões se fabricam e que muitos outros são relegados para divisões inferiores, a razão óbvia pela qual muitos clubes casam ou divorciam, as relações promíscuas de um futebol pobre, teso e endividado, onde a cheta é escassa e que é sustentado em 90% pelas economias de três ou quatro clubes.

21 comentários blogger

  1. Quanto a mim, creio que deveria existir limitações! No máximo, 3 jogadores na mesma divisão do clube "patrão". N condeno os empréstimos, mas devem existir regras!

    ResponderEliminar
  2. Acham eles que o Fabio Faria é da mesma laia de um tal de Bruto Alves que não pode jogar contra o seu patrão na quarta?

    ResponderEliminar
  3. Enquanto não se criarem condições para as equipas b os grandes vão ter sempre excedentes que têm obrigatoriamente de colocar em equipas minimamente competitivas...

    ResponderEliminar
  4. Isso não é assim, em Inglaterra só se pode pedir um jogador por empréstimo a um clube, por exemplo, o West Ham só pode ter um jogador emprestado do Man Utd, e qql outra proposta de empréstimo por um jogador do MU é rejeitada. Mas o jogador pode muito bem jogar contra a sua equipa contratual.

    ResponderEliminar
  5. Se os clubes ditos GRANDES, puderem inscrever uma equipa B que possa competir na 2ª.liga, vão ver que irá haver menos empréstimos.

    ResponderEliminar
  6. Os excedentes só acontecem por má política de contratações...

    ResponderEliminar
  7. mais um post bseado no que os pasquins dizem. Bardamerda.
    E trazer para aqui comparação com a pratica velha dos corruptos é o mesmo que dar razão à pratica corrupta.
    Portanto bardamerda. E isto é para discutir em pormenor e não para dizer NÃO DISCUTO.

    ResponderEliminar
  8. @Mindfuck

    Olha que nao. Em Inglaterra os jogadores emprestados so podem jogar contra o clube de origem em jogos da Taça. Para o campeonato nao podem. Foi o que li

    ResponderEliminar
  9. Também sempre fui contra os empréstimos, tal como defendi há cerca de 1 mês atrás, e deixo algumas sugestões: http://rioavistas.blogspot.com/2011/08/emprestimos.html

    ResponderEliminar
  10. Limitem o número de atletas com contrato profissional a 40 e os empréstimos reduzem brutalmente!26 séniores, mais 6 juniores... deixam de andar brasileiros a rodar e roda apenas a cantera...

    ResponderEliminar
  11. E é mesmo a ausência de Fábio Faria que nos vai ajudar a ganhar contra o Paços. E ia um jogador ser expulso de propósito para não jogar contra a sua equipa sabendo que pode perder o lugar de titular durante uma boa parte da época. Acredito que existam casos em que existam acordos para jogadores emprestados não jogarem mas sempre com acordos entre as direcções dos clubes. E no caso do Benfica tenho visto sempre os jogadores emprestados defrontarem-nos. Pelo menos os que habitualmente são titulares. Quanto a outros clubes durante a semana existe sempre uma lesão.

    ResponderEliminar
  12. Não acredito que o Fábio se fizesse ao vermelho. Agora se ele jogaria contra o BENFICA? isso é outra coisa.
    Neste como em outros casos o BENFICA anda a correr atrás do prejuiso, os corruptos já levam um avanço considerável.
    Mas é melhor tarde do que nunca.

    BENFICA SEMPRE

    ResponderEliminar
  13. Na minha opinião a solução seria a de impedir o empréstimo de jogadores a clubes da mesma divisão.

    Os grandes deviam ter clubes satélites em divisões inferiores onde podiam colocar a rodar os excedentários.

    Outro ponto que não devia ser permitido é a negociação de jogadores do mesmo campeonato durante o decorrer do mesmo, não podia haver acordos ou contactos fora das janelas de transferências. Por exemplo o guarda-redes Beto que fez uma excelente época no Leixões, excepto na recepção aos corruptos, no qual fez o seu pior jogo, talvez “fruto” do acordo de transferência que tinha feito na véspera com os corruptos.

    ResponderEliminar
  14. Nem sequer me passa pela cabeça que o Fábio Faria forçou o vermelho para não jogar com o Benfica.Isso é o que o clube satélite dos porkos pretendem fazer crer.Por esta ordem de ideias,o Melgarejo também tinha provocado uma expulsão.Não se deixem levar por essas tretas.Estão a fazer o joguinho deles.

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  16. Caro anónimo das 15.36.

    Mas quem te manda a ti corrupto assumido meteres o bedelho onde não és chamado???

    Vai lá arrotar para o teu quintal.

    BENFICA SEMPRE

    ResponderEliminar
  17. MAFARRICO...mil perdões...
    Esse anónimo vai já para a ETAR...não sei como é que esse poio passou no crivo...deve ser o nosso Master que deve estar as dormir em serviço....

    ResponderEliminar
  18. Também estava admirado ó Master...tu até agora nunca falhaste...mas alguém foi. Vou investigar.
    BOSTAS de androides, aqui não.

    ResponderEliminar
  19. Toda esta diarreia cerebral porque o Fábio foi expulso. Mas esqueceste de dizer que ele foi o 7º jogador a ser expulso esta época (em 6 jornadas!!!!). Dos 7, só Fábio tem ligação ao Benfica. E há outros 2 jogadores que estão suspensos para o jogo com o Enorme, ambos com passado no FCP: André Leão e Manuel José.

    O Paços é um clube que não interessa na 1ªliga para quem manda no futebol. É um clube desalinhado e que nos últimos anos tem dado sinais de estar ao lado do Benfica na luta contra os poderes instituidos.

    Já há várias semanas que o presidente e jogadores do clube se queixam de arbitragens tendenciosas que mostram cartões com muita facilidade aos jogadores do Paços. O que já resultou em mais de 20 amarelos e 7 expulsões.

    ResponderEliminar
  20. Quero acreditar que com a criação de equipas B e a limitação do numero de empréstimos a situação poderia ser resolvida.
    Como todos sabemos os poderes não irão por aí. Pela simples razão de serem os principais beneficiários da mesma.

    Abraço Glorioso.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares