O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O "all-in" de Jorge Jesus.

 ●  16 comentários  ● 

O grande vencedor do jogo de ontem sobre o Porto foi sem sombra de dúvidas Jorge Jesus.
Se o Benfica tivesse perdido este jogo e ainda por cima com o Peixoto em campo, Jesus ficaria numa posição praticamente insustentável e a sua saída seria um facto consumado no fim da época não só pelo rude golpe que constituiria na moral da equipa mas principalmente pelo afastamento quase certo de um dos grandes objectivos da época.

Admiro os tomates de Jesus em apostar, a jeito de "all-in" no póker, o seu futuro no Benfica no Patinho Feio, porque a entrada deste na equipa titular foi a mudança táctica chave que baralhou o treinador e equipa do Porto.
Quantos de vocês poriam a vossa confiança e futuro profissional num jogador mal-amado pelos adeptos e que está longe de ser titular no Benfica??

Por estas e por outras razões (como fazer que sejam os jogadores suplentes a lutarem pela Taça da Liga: outro grande objectivo) é que Jorge Jesus reconquistou o coração dos jogadores para o seu lado e mantém o balneário unido e a remar para o mesmo lado: o lado da vitória. É com jogadas destas que se faz com que qualquer jogador do plantel sinta que pode fazer a diferença: Jesus deposita o destino da sua carreira em todos os membros do plantel e não apenas nas vedetas e escolhas óbvias que qualquer adepto, como eu e muitos outros, defendemos.

Com Jesus, o plantel sabe que todos alcançarão a glória juntos e se caírem, cairão todos juntos pois ele não deixará ninguém para trás. É por treinadores assim que um jogador está completamente disposto a deixar sangue, suor e lagrimas num relvado.
Com ele, a união faz a força!

Et Pluribus Unum

16 comentários blogger

  1. Quando em Dezembro alguns iluminados pediam a cabeça de JJ, tive receio que Vieira cedesse á pressão, principalmente vinda de alguns elementos da Direcção e da SAD. Ainda bem que não cedeu e temos hoje treinador para as próximas 8 temporadas (venceriamos 4 campeonatos no mínimo), caso Vieira e JJ o queiram. David Luiz e Di Maria estão hoje onde estão, não só por mérito próprio mas principalmente por terem tido um treinador capaz de espremer todo o potencial destes atletas. Tenho a certeza que dentro de um ano ou dois, outros Davides Luizes e Di Marias farão as delicías dos tubarões europeus. Não acham?

    ResponderEliminar
  2. A forma como os jogadores do benfica reagem a expulsao do Coentrao, parecia que ja sabiam que o Coentrão ia ser expluso durante a segunda parte

    ResponderEliminar
  3. E se corresse mal com o peixoto não faltariam os profetas da desgraça. Como não correu mal "admiram-se" as partes baixas de Jesus.

    Mais coerência sff!

    ResponderEliminar
  4. alpha acho que não percebeste o objectivo deste post. Isto não é um elogio desmedido a Jesus, daí a minha comparação a um jogador de poker. Isso tem tanto de bom como de mau e os dois jogos no Dragão demonstram como essa sua faceta pode ser boa ou má.

    Elogio-o sim mas naquilo que ele faz melhor: potenciar jogadores e unir o grupo e não fazer ninguém sentir-se inútil.

    Os defeitos dele também existem e já foram esmiuçados.

    Já agora aponta-me onde fui incoerente nas críticas e elogios que faço a Jesus porque não sou responsável pelo que os meus colegas de blogue escrevem.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Vermelhusco: Acho que a expressão “All In” não poderia ter sido melhor empregue.

    Alpha: Coerência? Quem disser que esperava que o Peixoto fizesse o jogaço que fez naquela posição está a mentir com quantos dentes tem na boca! Eu digo “Ainda bem que jogou assim!!” Mas realmente não esperava….
    Se calhar parte do sucesso reside precisamente aí, é que ninguém sabia o que esperar e com a super entrada do Benfica no jogo, as dragonetas ficaram completamente desorientadas.

    Muito em particular depois do jogo em casa com o Schalke 04 que o Jesus saiu do “transe” em que esteve após o final da temporada e voltou a conquistar a equipa e os adeptos. O JJ iludiu-se com as conquistas da temporada passada e isso levou-o se calhar a encarar o principio da temporada de uma forma menos “profissional” e errou, errou várias vezes….mas quem não erra?

    A diferença entre os grandes e os momentâneos está precisamente na forma como se reage quando o céu nos caí em cima da cabeça. O JJ mostrou UMA VEZ MAIS que é um dos bons e no pior momento da temporada fez renascer a equipa e colocá-la muito perto dos níveis da temporada passada.
    Não se ganham 14 jogos consecutivos por “obra e graça do senhor”. Ganharam-se com trabalho, humildade e classe. Este Benfica do dragão foi um Benfica ao nível do melhor da temporada passada e isto deve-se muito á atitude dos jogadores, mas acima de tudo a uma pessoa que os fez voltar a acreditar em si e no seu valor como em 2010….essa pessoa é Jorge Jesus!

    ResponderEliminar
  7. Grande victória.

    Malta, para quem usa o Reddit, criei o /r/benfica.
    Entrem e espalhem aos amigos ;)

    Abraço,
    J.

    ResponderEliminar
  8. meu caro, totalmente de acordo! não com tuuuudo o que escreveste porque acho que a gestão de balneário não é assim tão linear como escreves... mas, porra, até o Mourinho está com problemas no Real com a gestão de balneário.

    ResponderEliminar
  9. Obviamente que não. Isto é uma perspectiva redutora, meio-romântica até.

    ResponderEliminar
  10. Vermelhusco: Foste quem deu a cara por essa opinião e a minha irritação não é por seres tu ou o GB ou o RedMoon. É porque quando o Jesus resolveu meter o David Luiz a defesa esquerda, o que teoricamente fazia sentido visto que seria para prender mais ali o jogador e estancar o caudal ofensivo do porto, toda a gente lhe saltou em cima sem sequer tentar compreender a opção.
    E agora, quando ele resolve meter o peixoto no meio campo, descaindo para a esquerda, tendo resultados práticos disso, toda a gente dá aleluias a Jesus pela sua inovação tactica.
    É isto que falo! Que não podemos ser tão exigente na derrota nem tão eufóricos na vitória, mas pronto Benfiquista é assim.
    Não tomes isto como pessoal porque não o é, foi apenas uma adenda a um sentimento quase global da nação Benfiquista.

    Jonas Thern: O que escrevi acima serve para o que disseste. Eu quando falei de coerência não era no sentido de adivinhar que era ali que o Peixoto rendia. Era apenas no sentido que falei acima.

    Curioso é constatar que certos 'jornaleiros' e 'paineleiros' já sabiam de antemão que ali é a posição natural e obrigatória do César Peixoto.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  11. E eu volto a frisar. Para mim, Jorge Jesus, é treinador para uma década. Apesar de todo o romantismo da ideia!

    ResponderEliminar
  12. Alpha existe uma diferenca entre a invencao de Novembro e esta: o Peixoto e medio, ja jogou no centro do terreno e comecou a carreira como extremo-esquerdo. A adaptacao a lateral-esquerdo foi so no Braga e pelo proprio Jesus. Na minha opiniao para ele jogar so no meio campo e ja defendo isto a imenso tempo.

    Agora nao acho ingratas as acusacoes feitas ao Jesus em Novembro! O David Luiz sempre que jogou a lateral-esquerdo enterrou e isto ja desde o tempo do Quique porque efectivamente ele foi adaptado para essa posicao enquanto que o Cesar Peixoto quando jogou no meio campo nao pois essa e a sua posicao de origem: e a diferenca.

    Mas o Jesus pode ser comparado a um jogador de póker: faz os seus cálculos tendo em as cartas que tem na mao e de vez em quando arrisca, umas vezes corre bem outras nem por isso.
    Agora se isso é bom ou não depende dos cálculos que faz para ver se vale a pena arriscar e quando deve arriscar...

    Contra o Porto no campeonato os cálculos sairam furados. Agora não.

    ResponderEliminar
  13. "O David Luiz sempre que jogou a lateral-esquerdo enterrou".

    Recordo que o David Luiz em Inglaterra contra o Everton jogou a lateral esquerdo e ganhámos por 2-0.

    ResponderEliminar
  14. caros amigos: apenas uma precisão. Na minha opinião o slb no jogo do dragão ,foi melhor do que o melhor o ano passado. Relembro que o ano passado perdemos no dragão quando tinhamos tudo a nosso favor. Considero que a equipa mostrou uma estabilidade que ainda não lhe tinha visto esta epoca, sobretudo na transição defensiva/ofensiva. Acredito muito nesta equipa e na sua prestação até final da epoca. Queria recordar aqui que no pior momento do benfica, afirmei aqui, que tinha uma grande fé no JJ, RCosta , direcção e jogadores e que ainda iriam surprender, ou através do 33º campeonato, ou de uma campanha europeia memorável. Depois do dragão julgo que já é mais facil acreditar nesta minha fé.
    Abraço a todos
    socio slb. n 218219

    ResponderEliminar
  15. Pronto va, o David Luiz enterrou 90% das vezes que jogou a lateral esquerdo.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking