Questões Pertinentes
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 8 de janeiro de 2011

Questões Pertinentes

 ●  + 7 comentários  ● 
Os últimos tempos de Sálvio no Benfica têm feito disparar a sua cotação no mercado internacional e todos os interessados já começaram a tomar posições de maneira a agarrar o jogador no final da época. O presidente do Atlético de Madrid veio reiterar mais uma vez a quase impossibilidade da sua permanência no Benfica. Agora eu tenho várias questões em relação a este assunto: o negócio de empréstimo do Sálvio ao Benfica em que nós comprámos 20% do passe é com clausula de compra certo? Se sim é com valor definido ou não? Será que os 25% do passe do Reyes não poderiam jogar aqui um papel?

Eu só respondo uma coisa sem conhecer mais pormenores, se realmente como o Sou Benfica disse o David Luiz sai-se do Benfica por 30M ou mais, de certeza que teríamos aqui o dinheiro que precisaríamos (e ainda sobraria muito) para comprar os restantes 80% do passe do jogador, só restando a opinião deste para validar o negócio. O presidente dos colchoneros só defende a posição do clube e dos seus investimentos, o Benfica só tem de fazer o mesmo pela sua parte. Temos uma palavra importante a dizer sobre o destino deste jogador!

Outra situação que como já referi aqui me enoja, é a situação da FPF. Todos sabemos que a federação não tem regulamentos segundo a lei, e que não deveria haver eleições até lá, mas segundo me parece (posso seu eu que sou um anormal) quem deveria tomar o assunto em mãos deveria ser o próprio secretário de estado do desporto Laurentino Dias e o seu gabinete, dissolver a direcção de Gilberto Madaíl, nomear uma direcção de gestão para adequar os regulamentos da federação ao que a lei estipula e então dar-se lugar aos candidatos e as eleições segundo os novos regulamentos.

Pelas noticias (poucas e muito sorrateiras) que vieram a público, só existe um nome que já demonstrou o seu interesse em candidatar-se e que tem apoios válidos, o presidente da Associação de Futebol de Coimbra, José Manuel dos Santos, mas ainda ninguém tem candidatura formalizada, isto a menos de 1 mês da data fixada para as eleições segundo os actuais regulamentos (5 de fevereiro). Adivinhe-se que instituição veio interpôr uma providência cautelar contra a federação e as eleições? A Liga de Futebol Profissional. Porquê logo a Liga? Terá alguma coisa a ver nos seus interesses na instituição maior do futebol português? Conto com uma opinião vossa, mas do que vejo, quem vai ficar a perder com esta novela vai ser novamente o futebol português, a andar com a cara na lama e ninguém a tratar de escorraçar dos corredores dessas instituições os "senhores" que se regozijam com esta situação.

Não pensam que o nosso clube devia tomar uma posição mais activa neste assunto? Lutar por um futebol português melhor não é lutar também por um Benfica melhor?

Acrescento que posso parecer a alguns repetitivo, mas quando toca a assuntos importantes nunca nos devemos cansar de alertar.

Ps: não dando credibilidade à noticia d'A Bola e do Record sobre o interesse do Benfica em Daniel Wass é realmente necessário ter um segundo lateral direito para fazer concorrência e para ser alternativa ao Maxi, Rúben Amorim é possibilidade para tapar buraco, mas não pode ser alternativa permanente, ele tem de jogar onde rende mais, a meio campo. Acho a contratação de um lateral direito mais prioritário até que outras posições que se tem ouvido mais (lateral esquerdo, médio direito)

7 comentários blogger

  1. Darth, sobre a questão da FPF, já devias ter aprendido que os benfiquistas pouco ou nada se interessam por isso.

    Bom bom é chorar daqui a uns meses depois da merda feita.

    Quanto ao Salvio, acho que devemos esperar. temos opção nos restantes 80% por 8M e o jogador ainda tem mto a provar.

    ResponderEliminar
  2. É bom saber que há valor estabelecido de opção de compra, pois o presidente deles se farta de avisar que não fica no benfica. sei que da parte dele é bluff, quer impor posição para aumentar as hipoteses de o ter de volta, mas a cartada esta na nossa mão. é verdade que ele ainda tem muito para mostrar, já mostrou qualidade, mas ainda tem de mostrar que é regular, que é motivado, que quer ficar connosco, as contas finais só se fazem na primavera. interesse-nos ou não, só temos de mostrar que connosco ninguém brinca nem nos engana.

    quanto a FPF, ponho-te o caso dos portugueses, até quando vão aguentar ser espezinhados sem abrir a boca? Até quando os benfiquistas não vão defender o clube onde mais interessa? Há sempre um limite, só temos de o encurtar para ainda ser a tempo de as coisas poderem mudar.

    ResponderEliminar
  3. De facto, acho que o Benfica tem que impor uma posicao em relacao ao Salvio. Nem tem que ser em forca mas pura e simplesmente relembrar a todos que tem opcao de compra por 8 milhoes e tem o direito de a exercer.

    E tendo em conta o dinheiro que se gastou noutros jogadores nesta pre-epoca, apostar 8 milhoes no Salvio parece-me um negocio com potencial isto se ele continuar a mostrar este crescimento. Parece-me um jogador que explodira para o ano.

    ResponderEliminar
  4. Se é para debater, lanço um repto ao blogue!Aproveitando a maior visibilidade do GB e sua importância, peço que Reproduzam o seguinte texto, publicado no meu espaço:
    "Ao ver as prestações de Diogo Salomão, temos de pensar numa coisa: com uma efectiva rede de observadores este rapaz podia/devia estar no SLB. Porque tem qualidade e porque é benfiquista! Porém, está no Sporting e se evoluir correctamente vai valer uma pipa de massa! Mas azar dos azares, chama-se Diogo e não Diego... Para as mesmas posições, estamos nas mãos de Kia Jorabchian com Fernandez. Com Diogo Salomão, que tem comprovado qualidades, seria um jogador completamente nosso, sem interferências de empresários! Dá que pensar não? Pena que eu seja tão mau benfiquista ao escrever estas linhas!"
    Acho que este texto deve ser pensado pelos benfiquistas, todos! Com ponderação! E que se devem procurar respostas, ainda para mais quando se anunciam cortes na massa salarial e nas despesas em contratações! Porquê? Pois... Só LFV o pode responder depois de ter gasto tantos milhões!

    ResponderEliminar
  5. É realmente algo para pensar profundamente JediVermelho, já várias vezes escrevi sobre o cancro que os empresários são para o futebol e como a FIFA em troca de favores e beneficios monetarios fica de boca calada e não actua. O nosso clube infelizmente em vez de ser um dos que poderia começar a revolução de colocar os empresários no seu verdadeiro lugar parece dos mais dependentes deles. E como sempre temos dito, jogadores de formação não dão comissões...

    ResponderEliminar
  6. Ah, e como diz o GB e só tenho de concordar, basta ver posts que falam em contratações em vendas e os comentários de bloggers que têm e os comentários que aparecem em posts como estes...não acredito que não leiam, mas não dão importância, ou é algo de que lhes custa falar, parece a situação da avestruz que enterra a cabeça na areia e finge que nada se passa, mas ok, isto são posts anti-benfiquistas....

    ResponderEliminar
  7. Mais uma vez, estranhando a concordância de um Jedi com DarthVader, dói-me constatar que hajam benfiquistas que n percebem que a política seguida pelo clube pode ser melhorada e muito! São alternativas, válidas! E com bons resultados. Mas muitos preferem o insulto ao debate! Fazer o quê? Preferem atarracar a nossa grandeza. Paciência, temos o Benfica que queremos. E merecemos...

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares