Desafios para 2011 by GB
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


domingo, 2 de janeiro de 2011

Desafios para 2011 by GB

 ●  + 1 comentário  ● 
Novo ano, hábitos antigos ou novo ano vida nova? Esta é a grande dúvida com que início 2011 no que diz respeito ao SLBenfica e ao futebol português. Não tenhamos ilusões: Ou o SLBenfica define prioridades, cerra fileiras e orienta a sua actuação em função dessas prioridades... ou não passaremos de um, outrora, grande clube que agora vai ganhando umas coisitas de vez em quando.

Não foi por acaso que coloquei a definição de prioridades antes da necessidade de cerrar fileiras. É impossível o clube unir-se em torno de si próprio, com todos os sócios e adeptos solidários com os objectivos, se continuarem a existir prioridades difusas, demasiado discutíveis e potenciais geradoras de divisões dentro do Sport Lisboa e Benfica.

Infelizmente, quando amanhã for ver a caixa de comentários, vou ler imensas vezes nomes de pessoas, seja para as elogiar ou criticar. Não é de estranhar! Estamos em Portugal, num país ontem um programa que onde se vê 20 saloios numa casa é lider de audiências, assim como um canal (TVI) que dá três novelas seguidas ou um jornal (Correio da Manhã) que enche 50 páginas de sensacionalismo, crimes de bolso, enfim...

Aos milhares de pessoas que compram o Correio da Manhã para saber a vida... dos outros, ou que passaram a passagem de ano a delirar com a vida... dos outros, pedir-lhes que não se sintam seguidores de um Presidente, Director ou Jogador do maior clube de Portugal... é no mínimo insensato.

Se mais de 1 milhão de pessoas estiveram coladas à televisão a admirar o António pastor da TVI, porque raio não hão-de seguir o SLBenfica olhando como a imagem do seu próprio Presidente. Curiosamente, ainda ninguém percebeu que aos Presidentes do SLBenfica acaba por acontecer, para os benfiquistas, o mesmo que acontece aos vencedores dos reality shows da TVI - depois de saírem, com o tempo passam a descartáveis e, sempre que necessário, culpados pelo presente.

Ainda assim vou arriscar e procurar apresentar o que acredito que deviam ser as prioridades para 2011, com a esperança que isso não seja lido com "nomes".

Prioridade ÙNICA - Não chega atacar o Sistema, é preciso extingui-lo

Não podemos continuar a fingir que os atacamos! A verdade é que cada vez que alguém enfrentou o Sistema e lhes ripostou na mesma moeda, o SLBenfica foi campeão! Foi assim como José Veiga (elevando o Clube), foi assim com Ricardo Costa (Cumprindo as Leis).

Eles sabem, como nós sabemos, que dois títulos consecutivos do SLBenfica serão, possivelmente, quase impossíveis de recuperar na estratégia da corrupção em Portugal. Por isso mesmo a forma leviana e amadora como a presente época foi preparada é demonstrativa da ausência de prioridades.

1. Gestão desportiva
Ter em 2010/11 um plantel mais forte não era "apenas" uma questão desportiva, mas sim uma prioridade absoluta para garantir uma época de liderança desportiva, com todas as consequências que isso implica para o Sistema Corrupto.

Como ficou provado no ano passado, quando o SLBenfica é forte em campo, não há arbitragens que nos parem, porque é muita gente a empurrar... é o tal andor, o rolo compressor, a arma letal que dizima tudo por onde passa.

Mas para isso acontecer é preciso não sermos amadores na preparação desportiva e não haver deslumbramentos pessoais ou as sedes de protagonismo que caracterizaram treinador e presidente no final da temporada passada. Não podemos ser pequeninos na hora de ganhar...

Na gestão desportiva é necessário "devolver" a liderança desse desígnio a alguém que realmente tenha conhecimentos comprovados neste segmento, com autonomia (e respectiva responsabilização) à margem do Presidente.

A aposta no mercado português e na formação tem que ser uma realidade, não só pelo menor risco e custos, como principalmente pela necessidade de ter jogadores que percebam o que é o SLBenfica.

Minimizar os investimentos de risco em jogadores sul americanos de qualidade duvidosa, equilibrando a aposta em jogadores estrangeiros e nacionais/formação, mas olhando para outros mercados de mais rápida e fácil adaptação, explorando igualmente o mercado dos jogadores de qualidade comprovada e com vontade de relançar a carreira.

2. Gestão Financeira
A crise está aí! Chegou para todos e a dependência dos bancos tornar-se-á a curto prazo algo de absolutamente nefasto para as famílias e empresas. O SLBenfica infelizmente incrementou bastante a sua dependência de empréstimos bancários e isso já se fez notar no incremento dos custos com juros.

Com avultadas receitas extraordinárias à porta, com a quase inevitável venda dos passes de Coentrão, David Luiz e Cardozo no mais tardar no Verão de 2011. O Benfica tem apenas 80% do passe de Coentrão, 55% do passe de David Luiz (20% Bertolucci + 25% Fundo) e 80% de Cardozo.

O SLBenfica não pode continuar a fazer investimentos de 40M€ ao ano, por muito altas que sejam a receitas. Com a crise à porta, é necessário ser cada vez mais criterioso nos investimentos, inclusivamente torna-se preferível investir na massa salarial para contratar um bom jogador a baixo custo de aquisição, do que investir vários milhões em vários jogadores que juntos não renderão tanto quanto esse bom jogador. Como já disse acima, é preciso minimizar os riscos... e os custos!

3. Política de Comunicação
Porventura um dos maiores pecados do Sport Lisboa e Benfica. Não acredito que seja um problema de incompetência do responsável deste pelouro, mas sim pela dificuldade que representa para João Gabriel tentar uniformizar a comunicação quando todos querem falar, quando todos querem ter protagonismo, quando todos consideram ter uma palavra a dizer.

Eu já aqui muito falei na Comunicação. Foram muitas ideias já aqui deixadas que não vou repetir e que são fáceis de aqui pesquisar. A ideia base que continua afastada do SLBenfica é a uniformização da comunicação a uma só voz, independentemente de quem fala e quando fala.

É preciso escolher os caminhos certos para fazer chegar as informações certas, no momento certo. Para isso é preciso os dirigentes, especialmente, começarem a colocar de parte serem estrelas de jornais e televisão. Como já aqui se disse: É importante que quem está no Benfica saiba que não conquistou os 32 títulos, mas sim apenas o 32º.

4. Direitos Televisivos e Olivedesportos
Todos sabem que Joaquim Oliveira, pela capacidade tem que se de fazer ouvir através do seu "império" da comunicação social, tem muito poder e importância na manobra de condicionar o Sistema. Qualquer amizade com este bastião identificado do Sistema é prejudicial para o SLBenfica.

Há dias, o António Oliveira dizia, zangado com o maninho (mas esta zanga não é como a do Baía e do Fernando Gomes), lá disse que a Olivedesportos é "o FMI do futebol português" e que o "o Benfica está engessado como os outros". Lá foi dizendo também que é possível encontrar outras formas de gestão desta temática dos direitos televisivos, deixando antever para médio prazo que vai desafiar o irmão nas suas fraquezas.

Reparem porque o António Oliveira nos chama de "engessados como os outros":
» Tem um contrato em vigor até 2014 - mas para ficarem contentes pensem apenas em 2013.
» Tem uma participação de 2,66% na SAD do Benfica
» Tem uma participação de 49,95% na Benfica Multimédia.

Em contas de merceeiro, para o mandar embora "só" da estrutura accionista do SLBenfica, temos que lhe pagar, a preços de mercado, mais de 2M€, a isto temos de juntar mais de 20M pelos anos de contrato que faltam - e nem estou a contar com indemnizações.

Se a Olivedesportos é o FMI do futebol português, o SLBenfica é o FMI da Olivedesportos... mas só estamos engessados por falta de coragem. É preciso apontar a duas acções fundamentais:
» "EXPULSAR" o Oliveira da SAD, comprando a sua posição accionista no SLBenfica.
» Excluir do contrato de Direitos Televisivos a gestão do Site Oficial e conteúdos multimédia, reservando-lhes apenas o direito sobre os direitos de transmissão em directo na televisão dos jogos do Sport Lisboa e Benfica.
» Renegociar o acordo com a Sportinvest durante o primeiro trimestre de 2010, revendo o âmbito, alargando o prazo para 2015.

A prova de que esta formula tem sucesso está à vista com a falência da TBZ. O SLBenfica assumiu o merchandizing directamente e hoje em dia lucra bastante mais com esta rubrica do que anteriormente com a TBZ. O mesmo poderá acontecer com a passagem da BenficaTV para a Benfica Multimédia e consequente exploração directa de todos os conteúdos multimédia do Sport Lisboa e Benfica.

O negócio dos direitos televisivos dificilmente sairá do Joaquim Oliveira enquanto se mantiver este Sistema corrupto em Portugal, pelo que a solução passa por limitá-lo a ser "apenas" um fornecedor/parceiro para as transmissões televisivas. O valor não serão os 40M que muitos falam, até pela revisão do âmbito, mas o SLBenfica tem capacidade para gerar muitas receitas complementares. Apontaria a um valor na ordem dos 12 a 15M€/ano neste enquadramento.

Ao ser comprada a posição de Oliveira na SAD e Multimédia e ao ser solicitada a revisão do âmbito da parceria, seria um sinal claro para o Sistema e para Oliveira da ruptura, deixando do lado dele a necessidade de diferenciar-se e potenciar a parceria com o SLBenfica, sob risco de em 2014 (ou 2013, como quiserem) o Clube ter melhores condições para um concurso internacional.

5. Acção Directa sobre a Liderança do Futebol Nacional
Para terminar, o Novo Regime Jurídico das Federações Desportivas (RJFD). A agitação é mais que muita, pois a ideia do Sistema é claríssima: Dominar a FPF e a Liga de Clubes.

No caso da segunda, o SLBenfica fez o favor de estender a passadeira vermelha ao Sistema, aos olhos de todos e com resultados que se esperavam nefastos. Quando "acordaram", os dirigentes do SLBenfica tentaram evitar que a sua total ausência do processo de eleição de um dirigente para a Liga representasse a realidade: A insignificância do Benfica no processo de decisão do futebol nacional. E a solução encontrada não podia ser pior: reforçar a posição de Fernando Gomes.

No caso das eleições para a FPF, não deixo de acreditar que se preparavam para fazer o mesmo, mas desta vez muitas outras vozes se juntaram à do GB e o SLBenfica avançou timidamente avançou para a promoção de Fernando Seara. E timidamente é a palavra certa... pois continuam-se a passear feiras de vaidades nas Associações que tentam manter o poder, sob o silêncio de quem não é corrupto e gostaria de mudar o estado das coisas.

Curiosamente, é Laurentino Dias que aparece agora a dar a cara pelo Novo RJFD, defendendo-o bem e colocando o dedo na ferida, apontando responsabilidades e culpas a quem de direito.

É preciso agora que o SLBenfica faça parte da solução e não se limite e esperar. Fernando Seara, não sendo um bom nome, como seriam outros já aqui apresentados antes, é melhor que nada fazermos. Mas é preciso muito mais do que chutar um nome para que o mesmo tenha sucesso.

Ao SLBenfica cabe avançar com medidas, acções de reflexão, encontros entre todos associados da FPF e ser uma voz activa na mudança do Regíme Jurídico.

Pressionar para que a mudança se faça para o bem do futebol português, mas ao mesmo tempo avançar para a crítica directa aos que bloqueiam esse processo, nomeadamente as Associações do norte: Porto, Braga, Aveiro e Coimbra.

Juntamente com isto, é preciso também que o Sport Lisboa e Benfica una de novo o "Lobby da Capital", não de forma corrupta, mas de forma séria e honesta, procurando que a Capital (Lisboa) tenha de novo uma palavra a dizer no futebol nacional:
» Unir de novo os interesses colectivos do SportingCP e do SLBenfica contra a corrupção e poderes instalados.
» Intransigência perante a complacência da AFLisboa com os lobbys corruptos.
» Promoção e apoio na recuperação, em conjunto com o SportingCP, dos Clubes de Lisboa: Beleneneses, Altético, Barreirense, Oriental, Estrela Amadora, Odivelas, Alverca, etc.


Os desafios não são muitos, mas são ambiciosos. Estarão ao alcance, seguramente, mas serão estes os reais interesses de todos nós?

Vai ser um 2011 "para" o Benfica ou... "usando" o Benfica?

1 comentários blogger

  1. Concordo com a maioria dos topicos, mas como é possivel nao serem aplicados, só pode ser tudo por uma questão de interesses e ha-de ser sempre, excepto qd aparecer alguem (1 grande benfiquista) que ame o clube pelo que representa e pelo que é.

    Abraço
    Pedro Leitao

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares