O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 24 de agosto de 2010

Anda tudo aos tiros!

 ●  2 comentários  ● 
Vamos lá definitivamente por os pontos nos "ii" porque parece que anda tudo aí (se calhar até eu) com demasiada comichão nos "tintins" com a situação actual do Clube. Eu vou tentar por a coisa por tópicos para ver se todos percebem.

Facto preocupante:
» O SLBenfica, em Agosto, tem um início de campeonato muito abaixo das expectativas. Foram tomadas um conjunto de decisões muito discutíveis e deixam antever dificuldades significativas para levar esta época de vencida em Portugal e fora de portas, nomeadamente na Champions.

Consequência:
» Como é habitual num clube com a dimensão do SLBenfica, mas especialmente como é habitual no portuga, quando estava tudo controlado "venha a Champions", agora que há problemas por resolver "venha a cabeça do Vieira, do Rui Costa, do Jesus e mais meia dúzia de jogadores".

Atitude infantil:
» Porque muitos benfiquistas teimam em confundir crítica (seja ela qual for o tipo) com oposição ou tentativa de derrocada; e outros teimam em confundir apoio incondicional com seguidismo e tacho; Inicia-se o processo de clivagem entre os benfiquistas com acusações, agressões verbais, etc.

Resultado Final:
» A Direcção que nem é uma lástima nem uma glória, apresentando virtudes e defeitos como todos os seres humanos, possivelmente, pressionada pela opinião pública a quem (mais uns que outros) tem que prestar contas, acaba a tomar medidas populistas ou simplesmente a não fazer coisa nenhuma para não "abrir o flanco" nem aos mais "românticos" nem aos mais "intolerantes".

Realidade indesmentível:
» Se para o SLBenfica não é bom que a Direcção falhe, seja demasiado flexível na defesa dos interesses do Clube e não mantenha uma orientação efectiva a resultados e organização desportiva, não é menos verdade que a clivagem criada por esta situação beneficia significativamente os adversários do SLBenfica que ao invés de estar virado para fora, está desorganizado e virado para dentro, baixando a guarda aos opositores.


Ora, é exactamente por tudo o que acima identifiquei que é preciso todos, tanto os "românticos defensores" como os "intolerantes críticos obtusos" saibam encontrar um ponto de equilíbrio e envolvimento para viver a vida do Clube.

Ou seja, nem é suposto os benfiquistas ficarem agarrados ao passado e/ou ao agradecimento a pessoas individuais ou colectivas, pactuando e acenando a todas as dificuldades com uma atitude sportinguista: "Há-de mudar! Na próxima já resolvemos"; Como também não é suposto abrir-se uma "caça às bruxas" ou fazer os outros querer em decisões ou orientações com as quais possamos não concordar se tornem... "crimes de lesa humanidade".

Todos quantos têm lido o GB sabem que me apresento discordante de algumas medidas mais recentes que resumo na expressão que já utilizei acima: "Demasiado flexível na defesa dos interesses do Clube".

Contudo, como também já escrevi por diversas vezes no GB, não identifico qualquer alternativa credível a Luis Filipe Vieira. Ou seja, não consigo identificar um nome que eu entenda que se entrasse amanhã no SLBenfica resolveria problemas que o Presidente não resolveu.

Seguramente que Moniz, Veiga, Tadeu, Jaime Antunes, Bagão Félix, Vale e Azevedo, Damásio, Rui Costa, etc. etc. etc. fariam muitas coisas diferentes do que fez Luis Filipe Vieira. Melhores? Talvez! Mas há também muitas coisas feitas pelo Presidente que nenhum destes teria feito melhor e uma delas foi... avançar!

Eu não sou grato a ninguém, no que toca ao SLBenfica. O Clube tem um nome demasiado grande para eu chorar um nome de um jogador, para eu acreditar em salvadores ou "D. Sebastiões". Nem nada me prende a Vieira, nem nada me move contra ele, assim como o mesmo se aplica em relação a todos os outros benfiquistas sejam eles "notáveis", "bloggers", "anónimos" ou apenas... parvos.

O que quero dizer com isto é que é preciso, de uma vez por todas, encontrar um "ponto de equilibrio" para tudo isto. Nem é um ponto de equilibro naquela união que faz parecer os benfiquistas uma turma de sportinguistas abraçados a chorar derrota após derrota. Nem é um ponto de equilibro que a cada decisão menos unânime do Presidente, o homem é linchado na rua.

Como escrevi num tópico anterior, o relevante na minha opinião é fazer fé naquela frase do Jorge Jesus no anúncio do RedPass - salvo erro - "E tu? O que já fizeste pelo SLBenfica?". Ou seja, a cómoda posição de legitimar indiscutivelmente alguém, conferindo-lhe poderes de Deus de toda a decisão e depois... vir cobrar pelas decisões erradas é um vil acto de cobardia de quem só consegue ser "engenheiro de obras feitas". Por outro lado, retirar legitimidade de decisão a quem foi eleito pelos sócios para ocupar o lugar que ocupa - ainda que os principais destinos digam respeito é aos accionistas - também me parece uma profunda injustiça.

Portanto, não contem com o GB para se calar perante processos de gestão dos quais discorda. Mas também não contem com o GB para a crítica do "porque sim" quando algo é menos bem feito.

A forma como vejo a "utilidade" dos sócios neste momento é o de serem mais vigilantes e intolerantes quando identificarem uma demasiado flexível na defesa dos interesses do Clube flexível na defesa dos interesses do Clube, mas que o façam de forma construtiva, sustentada e respeitosa pelas pessoas e cargos que ocupam. Sim, preocupem-se e envolvam-se... mas não o façam em histeria, nem o façam colocando tudo em causa.

A forma como vejo a "utilidade" dos sócios neste momento é, contudo, também serem mais serenos na hora de julgar antecipadamente os actos de gestão e os resultados desportivos, procurando compreender que se este tipo de decisões fossem fáceis de tomar, não seria preciso elegermos este (ou outro) Presidente, termos este (ou outro treinador), etc.

Ao mesmo tempo que é pedido um misto de serenidade (porque os resultados apuram-se no fim) e vigilância (porque o SLBenfica é principalmente dos sócios), é também pedido aos dirigentes que contribuam para essas iniciativas positivas evitando, entre outras coisas, apoios indirectos ao Sistema como foi a candidatura de Fernando Gomes, ou contratações que têm à partida um elevado risco de serem penalizadoras como Eder Luis, Roberto e afins.

2 comentários blogger

  1. Caríssimo Geração.
    Da mesma forma em que te disse há dias que nos teus postes como do que gosto e ponho de lado o bedun, tal como na picanha, desta vez estou a 100% nesta tua bela e inflamada prosa.

    Há de tocar a reunir e pôr todos a remar para o mesmo sítio e a compasso!!!

    Estamos nesta gritaria a dar tiros nos pés e pérolas a porkos!!!
    VIVÓ BENFICA!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Eu acho isto muito giro e tal, e no meu intimo penso igual, mas não há mundo perfeito, e logo que há um concenso logo a seguir aparece uma voz de discordia e que levanta logo questões sobre o que foi feito. Somos pessoas com pensamentos diferentes e sujeitos a diversos tipos de pontos de vistas, uns mais inteligentes que outros e por isso por muito que me custe essa ideia é utópica, porque defendemos as nossas coisas de maneira diferente. Eu amo o Benfica, mas tenho outras prioridades não sei se me fiz entender. Com isto não quero dizer que não concorde com o que o GB disse e como o Viriato, acho que deviamos era fazer como eu disse pensarmos com a nossa cabeça e não com a dos outros como há muitos que o fazem porque sim, a esses chamo de més.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking