O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


25 de janeiro de 2010

A génese da corrupção

 ●  2 comentários  ● 



Olhando para videos como estes e olhando para a declaração de alguns dos papagaios que aqui ouvimos, é triste ver como todos parecem "virgens ofendidas" e que acham muito estranho o que as escutas (ver link) evidenciam.

No tópico anterior falei-vos de (apenas) um dos tentáculos do Sistema. Incrível, não é? Já não chegavam organismos públicos relacionados com o desporto... agora até A agência noticiosa de Portugal (de gestão estatal) está metida ao barulho.

Tudo em nome do que o Pedroto considerava ser o factor vital do direccionamento do poder a Norte: Criar um clima de guerrilha e desestabilização a Sul.

Aparte de todos os tentáculos do Sistema - desenganem-se os que acham que o Don Corleone é o Giorgio, porque não é, mas sim Quinzinho Oliveira - o que efectivamente é um dos maiores problemas do futebol nacional continua esquecido e sem qualquer actuação por parte de ninguém: OS OBSERVADORES!

Atentem ao que diz o site da Liga:

Percurso Formativo de Árbitros

Um jovem que queira ser árbitro inicia-se pela categoria de Estagiário, a que ascende após um curso e na qual permanece um ano até subir à 2ª categoria (distrital/regional). A partir daqui, se quiser subir à 1ª categoria (distrital/regional) terá de ter aprovação nas provas de acesso.

A passagem para os quadros nacionais requer um mínimo de dois anos de permanência na 1ª categoria distrital/regional.

Ao atingir o 3ª escalão nacional, o árbitro passa a ser promovido em função do relatório dos observadores. Na 2ª categoria a passagem para o escalão mais elevado requer, além de relatórios positivos dos observadores, a realização de testes físicos e escritos.

Se tudo correr bem, alcança a primeira categoria, onde vai ter direito a dirigir jogos com as equipas profissionais. E pode chegar a árbitro internacional, no âmbito das provas da UEFA ou mesmo da FIFA.


Ou seja, enquanto não se desencadear uma acção efectiva sobre os observadores e enquanto se continuar a permitir as notas que eles dão, permitam a subida de quem eles querem (e os patrões do futebol mandam), é impossível acabar com o Sistema. Leva tempo, mas sem isso nada feito.

Os árbitros ganham tanto dinheiro e exposição quanto mais alta fora a sua categoria. Para tal, dependem de umas figurinhas chamadas observadores, que são controlados pelos patrões do futebol nacional, estabelecendo uma teia de gratidão dos dirigentes para os observadores e destes para os árbitros. Todos enriquecem... cada um à sua medida, cada um na sua actividade.

O GB lança o desafio aos benfiquistas para investigarem:
- Quem são os Delegados da Liga
- Quem são os observadores e as amizades, e parentescos, que têm... entre eles e com alguns dirigentes, depois falamos.

E vejam também quem foram os delegados e observadores despedidos com a saida do Dr. Cunha Leal da Liga de Clubes... Investiguem porque sairam e quem entrou para o lugar deles.

2 comentários blogger

  1. o melhor post de todos os tempos, a resposta de Ze Diogo Quintela a PC...

    ResponderEliminar
  2. mais esta noticia aqui...
    http://esporte.ig.com.br/futebol/2010/01/26/anderson+foge+do+manchester+e+pode+deixar+time+ingles+9376739.html
    lindooooooooo.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking