Um balanço de uma Presidência
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Um balanço de uma Presidência

 ●  + 12 comentários  ● 
Ao virar do ano de 2010 e praticamente a chegar a meio do terceiro mandato de Luis Filipe Vieira, começo por assumir que só nas últimas eleições não votei em Luis Filipe Vieira, tendo votado em branco, apenas em manifesto desacordo com a forma anti-democrática com que antecipou as eleições, impedindo assim o surgimento de candidatos e que, com isso, fossem discutidos os projectos eleitorais.

Desde que LFV chegou ao SLBenfica que acredita nada ter a provar aos sócios, simplesmente tendo colocado de parte a discussão e apresentação aos sócios dos pressupostos do seu mandato, sem ouvir as bases, sem procurar conhecer o que os sócios pretendem.

Esse momento foi um ponto de viragem no que sempre quis acreditar em Luis Filipe Vieira, uma demonstração de estar agarrado ao poder, mais preocupado com o lugar que ocupava do que com os benefícios que o Sport Lisboa e Benfica poderia tirar do seu projecto.

Contrariamente ao Futebol Clube do Porto, o Sport Lisboa e Benfica não é nem nunca será um Clube presidencialista, um clube totalitário onde todos se regem "pela voz do dono". Já diz o povo: "Podes enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegues enganar todas as pessoas por todo o tempo".

Mas hoje não quero lançar a discussão sobre o os detalhes da Presidência de Luis Filipe Vieira ou sequer sobre os méritos e deméritos da mesma, não quero fazer sequer juízos de valor sobre certas questões, mas tão somente lançar à discussão os tópicos que considero relevantes nesta avaliação para que, a ano e meio do final do terceiro mandato, se possa avaliar o trabalho do actual presidente.

Porque o Sport Lisboa e Benfica é um clube desportivo, não esperem que vá abaixo explorar os factores de análise que teriam impacto para uma Obriverca ou Somague. Clubes como o Inter Milão, Barcelona, Real Madrid, Manchester United, etc todos eles têm vindo a EVOLUIR as suas infra-estruturas sem que isso tenha implicado a "revolução do betão".

Posto isto, olho apenas para dois simples vectores:

Gestão Desportiva
Capacidade do Clube em FAZER MELHOR que outros Clubes em Portugal em:
» Rentabilização de Activos Desportivos, Conquista de Títulos, Formação de Jovens Talentos, Políticas Sustentáveis de renovação de Activos, Estabilidade das equipas de gestão e recursos técnicos, Desenvolver as Modalidades, etc.

Gestão Empresarial
Capacidade do Clube em SUSTENTAR a actividade do Clube e assegurar estabilidade económica:
» Controlo de Custos, Ponderação de Investimentos, Minimização do Desperdício, Controlo do Passivo, Incremento dos Activos, Incremento de Receitas Sustentadas, Desenvolvimento de Políticas viradas aos Sócios, Enquadrar a Gestão Empresarial face aos momentos económicos, etc.

Propositadamente, não deixarei a minha opinião, até porque não tenho tempo devido a afazeres profissionais, para ser suficientemente exaustivo na análise, mas também porque não quero que a discussão se centre na minha opinião, mas sim na opinião de todos.

Chamo apenas a vossa atenção para analisarem a Presidência de Luís Filipe Vieira por estes dois vectores apresentados. Nem mais, nem menos, a caixa de comentários é vossa!

ATENÇÃO: Não serão aceites criticas ou elogios sem sentido. Ou seja, quem criticar deve explicar o porquê e o que deveria ser o caminho certo. Quem elogiar deve explicar porque não era possível fazer melhor.

Serão capazes? ou antecipo um tópico com poucos comentários!!!!?

12 comentários blogger

  1. Luís Filipe Vieira foi eleito a 3 de Novembro Presidente do Sport Lisboa e Benfica.

    Durante estes 7 anos fez coisas erradas e coisas certas.

    Actualmente continua a acertar e errar, porém acho que acerta mais do que erra.

    Para analisar 7 anos de presidência este espaço é reduzido.

    Mas pode-se dizer que em 7 anos ganhou, no futebol, 2 Ligas, 1 Taça de Portugal, 2 Taças da Liga e 1 Supertaça.

    Nas modalidades ganhou 9 Ligas, 7 Taças de Portugal, 2 Taças da Liga e 6 Supertaças, sendo ainda vice-campeão europeu e campeão europeu no futsal.

    Isto só falando de títulos, o que é redutor.

    Além disso o Benfica actual é muito diferente do Benfica de há 7 anos, e na minha óptica, diferente para melhor.

    PS- San Siro/Giuseppe Meazza inaugurado em 1926, Nou Camp inaugurado em 1957, Bernabeu inaugurado em 1947 e Old Trafford inaugurado em 1910. É diferente fazer remodelações e inaugurar um estádio.

    ResponderEliminar
  2. Boa postadela e atendendo que Outubro de 2.012 é daqui a dias como venho dizendo, este poste é oportuno.

    Agora, só é preciso arranjar um nome forte, que tenha capacidades e reúna consensos para levar por diante todos os itens que o Geração preconiza!!!

    E se for o Vieira de novo a ser escolhido pelos sócios ???

    Vamos lá MEOs...da discussão é que nasce a LUZ !!!

    ResponderEliminar
  3. Não é fácil fazer um balanço, ainda assim há um conjunto de conclusões que é possível tirar dos mandatos de LFV: 1º- A sua dedicação ao Benfica parece inquestionável; 2º- Tem obra feita, da qual destaco a Benfica TV e a Fundação, mas que se prolonga na dinamização das CASAS do Benfica, o maior braço armado do GLORIOSO, o crescimento do número de sócios, isto não falando das infraestruturas, casos do Centro de estágio e o estádio. Quanto à gestão empresarial, não tenho dúvidas que LFV suplanta a concorrência, bastando analisar a forma como tem conseguido o financiamento para reforço da equipa, mesmo ganhando poucos títulos, por comparação, por exemplo, com JEB. Temos que ter a noção que o futebol português se encontra "armadilhado", ou talvez aprisionado por uma teia de poderes construída ao longo de 30 anos. A chamada influência de bastidores é uma manifestação desse "polvo", de que temos exemplos recentes na eleição de Fernando Gomes, cujo papel não termina na LIGA, mas visa suceder a Gilberto Madaíl na FPF, assumindo que Madaíl se recandidata. Ou seja, combater este sistema não é fácil, como se viu no processo APITO DOURADO, em que o presidente do clube do Douro deveria, no mínimo, ter sido irradiado, e ainda conseguiu, nos bastidores do futebol, com toda a naturalidade alterar os castigos de Hulk e Sapunaru, equiparando os stewards a público. Que ninguém tenha dúvidas, o "polvo" vai muito para além do futebol (strito sensu).
    O futebol é um negócio estranho, e a qualificação da gestão tem que ser feita com muita cautela, por exemplo fala-se do passivo do Benfica, mas veja-se que as contas do Benfica apresentam resultados consolidados, contrariamente aos nossos rivais, atente-se que o activo do Benfica é muito superior aos rivais, o fcp não tem, por exemplo, Centro de Estágio, e o scp não tem Pavilhão. É fácil criticar LFV, tal como são fáceis prognósticos no fim dos jogos. Assim, a gestão do plantel no fim da época passada teve falhas, a contratação de Rodrigo e Alípio, sem contratar Elias, as permanências de David Luís e Cardozo, mas não esqueçamos os erros que todos os clubes necessariamente cometem. Se quisermos ser justos temos que reconhecer o mérito de PC, mas como director desportivo, não como gestor empresarial, que ele nem sabe o que é isso da gestão. Aconselho, em conclusão, muita frieza na análise a LFV, que me parece não o homem perfeito (esses não existem), mas o possível, porventura o adequado, mas cuja tarefa é hercúlea, nomeadamente no combate de bastidores, esse sim o verdadeiro e decisivo combate que a dimensão do nosso Benfica tem que facilitar.
    Saudações benfiquistas

    ResponderEliminar
  4. Concordom que no sentido de crítica construtiva se apontem erros de gestão que houve e muitos mesmo, mas que se anlteçam também as coisas que foram bem feitas e foram muitas.
    Infelizmente e não querendo criticar o benfiquismo de ninguém, que sou eu para tal, devo dizer que muitas vezes aqui se opta por um discuros destrutivo de mau dizer, que faz com que alguns blogues portistas e sportinguistas, sejam uns anjinhos quando toca a falar mal do Benfica, o que se lamenta.
    Volto a lançar o desafio, já que aqui escreve gente tão habilitada, que tudo sabe, que roça a perfeição, façam uma lista e concorram nas próximas eleições, isto se forem sócios, eu votarei em tal perfeição.

    ResponderEliminar
  5. O resumo é fácil de fazer. Se colocarmos o futebol de lado a prestação de Vieira até é bastante razoável. E não falemos do Estádio nem do Centro de Estágio pq qqr um q lá estivesse apresentaria essa obra feita. Tem mérito no aumento do número dos sócios, tem mérito de ter mantido a dinâmica de merchandising q vinha a crescer do passado, tem mérito de ter tentado lutar contra o sistema e até lhe posso dar algum mérito pelas modalidades apesar de as ditas terem uma gestão autonoma, tudo bem. Agora se metemos o futebol ao barulho a coisa pia de outra forma. A análise tem q ser má, péssima, pq mais nenhum presidente dispôs e gastou o que Vieira gastou e os resultados não são nada de especial. Pior que tudo é verificar que após se construir algo de jeito em termos de equipa de futebol parte dele sempre o primeiro passo para destruir tudo novamente. Trazer para o SLB pessoas como Jorge Gomes ou Paulo Gonçalves é assustador. Negócios estranhos com pessoas estranhas são demasiados para o gosto do comum benviquista principalmente qd é sua bandeira repetida exaustivamente que com ele o SLB não negociaria com empresários...está à vista de todos né?

    Se a isto aliarmos um crescimento absurdo do passivo e a manutenção das correntes com a Olivedesportos e apoios a gajos como Fernando Gomes é muito dificil obter um balanço positivo...

    ResponderEliminar
  6. Jotas, agora que já criticaste o blog num tópico que houve até o cuidado de nem tomar a opinião, para quando um comentário ao que se pede?

    ah já sei... se não é para bajular ou para apontar o dedo... é complicado, não é?

    ResponderEliminar
  7. O anónimo das 12:32 fez um poste muitíssimo bem esgalhado, no que concordo plenamente e até acho que, da maneira como está escrito, de anónimo terá pouco.

    É preciso NUNCA esquecer que, se não tivemos mais êxitos desportivos, o maior culpado disso chama-se APINTO DOURADO!!!

    As escutas andem aí...para as ouvirmos a qualquer hora... e tirarmos delas as devidas ilações.

    Para mim, os 3 últimos erros do LFV foram: o apoio ao Fernando Gomes que está metido no Apinto Dourado até ao tutano, recordo que foi ele quem deu a ideia ao Araujo para arranjar facturas de restaurantes das despesas das putas e demais mimos arbitrais. Depois entregue-as à Dª.Manuela Cunha no 14º. andar...pode ainda ouvir-se nas escutas...ehehe caiu que nem um pato o nosso Presidente em dar apoio a esse PORKO.
    E lá andava ele no Salão Nobre da nosso Estádio, passeando-se como sua coutada, aquando da homenagem ao Eusébio no dia 17 do mês corrente.
    A 2ª. era fazer regressar a Lisboa a nossa equipa no último jogo em Palermo, se não fosse antes do jogo, era quando o Roberto levou com as bolas de golf.
    O 3º. que é imperdoável é chamar AMIGO ao Mamão chupista, quando todo o Império porko que ele gere, trata o nosso Glorioso abaixo de cão escusando-me de dar exemplos, pois são por todos nós conhecidos.
    O MAMAO num momento particularmente difícil da vida do nosso clube, NAO FOI NADA AMIGO, pelo contrário porque nos cravou os ferros da servidão e da escravatura por uma uva mijona.
    ABAIXO O MAMAO !!!!!

    Há ainda uns erros nalgumas contratações, mas muitas delas não se podem atribuir culpas totais ao Presidente.

    Quando nos der o MUSEU, acho que cumprirá TODAS as promessas feitas. Não cumpriu as que fez quanto a títulos...às vezes as bolas perdidas à boca da baliza e na trave, travam todas as promessas...

    ResponderEliminar
  8. Viriato, então a culpa de não termos sucessos desportivos é do Apito Dourado?

    Aquele que alimentamos com os apoios ao Oliveira, Gomes e Madaíl?

    Era só para clarificar...

    PS- Só não cumpriu as que fez quanto a títulos? Se eu pensasse que tinhas 20 anos até te aceitava uma "saída" destas... mas com a tua vivência de passado benfiquista, essa frase é um ultrage.

    ResponderEliminar
  9. OBSERVADOR ATENTO28 dezembro, 2010 22:58

    Em complemento do meu post das 12h32: Quem pensa que o APITO DOURADO, por aquilo que revela, não tem influência na conquista, ou não, de títulos comete um erro primário de análise e nunca perceberá o que representa o jogo de bastidores. Nós nunca saberemos verdadeiramente a dimensão do "polvo", porque apenas vimos a ponta do iceberg, mas pelo andar da carruagem poderemos tirar ilações. Chamo a atenção para o seguinte: 1º-Os próximos 2 anos são de luta titânica, podem ser de viragem, a favor ou contra o GLORIOSO, tendo presente a renegociação dos direitos de transmissão dos jogos, por um lado, a guerra pelo número de espectadores nos estádios, as audiências de TV nas transmissões dos jogos; A guerra nas aquisições de jogadores procurando o reforço da equipa, por outro; 2º A posição do clube do Douro nos meandros do futebol é vantajosa, veja-se, por exemplo, a LIGA, a FPF, o Secretário de Estado e o recurso a todos os meios, lícitos ou não, em nome da defesa do clube do Apito Final.
    Caros amigos GB, as batalhas a travar pelo presidente do Benfica, seja ele quem for, são de natureza diversa, e para ganhar a guerra tem que contar, idealmente, com toda a massa adepta do nosso querido clube, para que sinta esse apoio e para que os responsáveis institucionais sintam essa força de gigante e reformem o futebol português. Tenho a noção que não é tarefa fácil, mas para já coloquemos em campo todas as nossas armas em apoio de Fernando Seara à presidência da FPF.
    Saudações benfiquistas

    ResponderEliminar
  10. É só ir ver os planteis das equipas do Benfica para se perceber que só há pouco tempo se começou a ter hipóteses de lutar pelo título.

    Querer que o Benfica fosse campeão com alguns planteis que tinha era surreal e apenas exigido pela loucura dos adeptos.

    Belos tempo em que a crise do Benfica é estar em 2º, ainda na taça de portugal, ainda na taça da liga e ainda na liga europa.

    Há uns anos a crise era andar em 3º ou 4º, fora da taça de portugal e fora da europa.

    Isto também mostra crescimento.

    ResponderEliminar
  11. Estou genericamente de acordo com os comentários do Viriato de Viseu e do observador atento, logo não deixando de fazer criticas faço um balanço muito positivo ao trabalho realizado pelas ultimas direcções do Benfica.Tb estou de acordo quando o Observador atento alerta para o que ai vem nos proximos dois anos, isto se aquilo que LFV tem dito acerca dos diretitos televisivos for para cumprir.
    Socio slb n 218219
    Paulo Antunes

    ResponderEliminar
  12. O meu balanço: Vieira proporcionou a todos nós um Benfica mais credível, com mais dinâmica, autonomia e independência. Impulsionou o nº de sócios, diversificou as fontes de receita e valorizou economicamente o clube.
    Com a experiência ganha, tem imprimido uma orientação desportiva cada vez mais consistente resistente à pressão interna, à qual se alia uma estrutura cada vez mais profissional, com procedimentos internos cada vez melhor implementados e sedimentados. Esta consistencia e resistência permitirá, no futuro, continuar realçar a qualidade dos activos "desportivos" que se reflecte no valor obtido pelos passes transaccionados, e a médio/longo prazo pela integração na equipa de principal de futebol de mais jovens de qualidade formados na caixa Campus, bem como nas demais modalidades, sustentadas que estão numa política de formação não apenas nacional, mas globlal.

    Esta conjugação de factores permitirá reduzir a desvantagem da dimensão económica do clube face aos grandes clubes europeus de futebol, reforçar a sua competitividade interna, e continuar assim, a satisfazer o ego dos seus sócios e adeptos.

    Saudações benfiquistas

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares