O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 22 de junho de 2021

Fora de Campo: COVID-19, o seu agravamento e as restrições em Portugal

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

Sinceramente, há coisas que não são minimamente aceitáveis.

Assistimos ao Euro2020 com várias selecções, incluindo a inglesa, a jogarem em casa e com público nas bancadas.

Assistimos ao que se passa na Hungria em que, devido a uma política de grande controle nas entradas no país, parece quase vida pré-Covid.

Entretanto em Portugal não podemos sentar o rabo num estádio de futebol, mesmo num número reduzido de espectadores, com máscara obrigatória e teste feito nas últimas 72h.

Ninguém quis a Final da Champions no seu país, ingleses incluídos, mas nós em Portugal é que levamos com as hordas sem controle dos bifes.

Ingleses esses que entraram pelo Porto, mas também por Espanha, pelo Algarve e por Lisboa, com muitas dessas entradas sem qualquer controle quanto a testes ou vacinação.

Enquanto isso, a Final da Taça de Portugal, 6 dias antes, não teve permissão para ter qualquer público.

Em Lisboa, ao invés de se antecipar a explosão festiva dos sportinguistas e criar condições para que em vez de estarem na rua estivessem no estádio, com máscara e teste, e com o desfile do autocarro a acontecer quase que imediatamente após o final do jogo, foi preferível ter tudo ao molho à volta do estádio e ter o desfile a acontecer muitas horas após o final do jogo, com o acumular de gente nas ruas.

Entretanto, faz-se uma espécie de cerca sanitária a Lisboa, em que só onde existiram bloqueios da PSP ou GNR é que se controlou alguma coisa.

De avião, comboio ou automóvel não faltaram as entradas sem qualquer controle ou fiscalização.

Em vez de se abrir a economia e negócios (todos) sem qualquer limitação, limitando a entrada em espaços fechados a pessoas totalmente vacinadas, continuam a restringir horários ou a manter fechados bares e discotecas.

Querem melhor incentivo à vacinação que isso? A vida (quase) normal em troca da vacinação completa?

Com esta subida de casos novamente, com uma estirpe que existia de forma residual no Norte e que foi trazida por quem veio sem controle, duvido que possamos regressar aos estádios novamente no princípio da temporada.

Criticam os húngaros, mas vejam as diferenças entre a vida lá e o que se passa no resto da Europa.

É lamentável que em vez de medidas pela positiva para incentivar a vacinação, como tem acontecido nos EUA, os políticos em Portugal continuem a lançar medidas avulsas sem nexo e a rezar para que o acaso faça as coisas correrem bem.

32 comentários blogger

  1. Incentivo à vacinação? Abrir as pessoas vacinadas o comércio? Então mas os vacinados continuam a espalhar o vírus e, pasmem-se, continuam a apanhar o vírus, a ter sintomas, a ficar internados e até à morrer de covid.
    Então vamos vacinar mesmo para??

    Meu caro, isto há muito que é política / economia e não saúde....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja lá o que for, mas há pessoas em quem não confio absolutamente nada é em trump e em bolsonaro

      Eliminar
    2. Caro, tal como acontece com outras vacinas como a da contra a gripe, qualquer pessoa vacinada PODE apanhar o vírus na mesma, dependendo de outros factores próprios, mas o sistema imunitário estará MUITO mais protegido contra a doença mais grave, isto é, se alguém apanhar a covid estando vacinado a probabilidade de morrer da doença cai significativamente.

      Mas nenhuma vacina é 100% segura. Daí que uma pessoa idosa com fraco sistema imunitário à partida mesmo estando vacinada pode falecer. Todavia a vacina é uma ajuda fundamental, basta ver a queda enorme da morte nos lares. A senhora que faleceu no sábado tinha 92 anos e já tinha sido infectada antes, mas durante 15 dias em Abril não morreu ninguém nos lares. Trata-se de um caso único.

      A vacina protege da doença grave mas não protege de se apanhar o vírus automaticamente, ainda mais quando não há protecção de grupo.

      Se está vacinado entre gente que não está, a probabilidade de apanhar o virus é grande, quer dizer num grupo de 6 com 1 vacinado e 1 infectado, este último leva o perigo aos outros 5 porque o virus é facilmente passado (basta um espirro, ou um aperto de mão), enquanto que por exemplo para o sistema imunitário reagir e adaptar-se à vacina ainda demora uns 15 dias. A diferença é gigante. É por isso que as variantes são perigosas, pondo em causa o combate à doença em países sem imunidade de grupo. Se num grupo de 6 haver 4 vacinados, a probabilidade do virus passar diminui drasticamente, porque a probabilidade de encontrar um hospedeiro reduziu-se em larga escala.

      Por isso mesmo estando vacinado nesta fase em que não há proteção de grupo, deve manter as precauções habituais, sim, máscara e distanciamento social e lavar bem as mãos.

      A vacina protege o grupo a longo prazo, não protege o indíviduo por si só. Por isso quanto mais vacinados houver, mais a doença desaparece.

      Eliminar
    3. Só que isto não é uma vacina, isto é uma coisa experimental em que uns levam o preparado e outros o placebo. O que ainda não perceberam é que subsistituiram os animais (coitadinhos deles), por humanos amestrados nesta experiência

      https://www.tsf.pt/mundo/como-funcionam-os-ensaios-as-vacinas-contra-a-covid-19-13052869.html?fbclid=IwAR287LctlJZTk8isuRseLjIaJoionVKGuyDNNl_R7tK4blsgJc7yNb6b_Lw

      Continuem preocupados com o Trump e o Bolsonaro, tansos, que vão levar um funeral com honras de heróis.



      Eliminar
  2. VOTA PS!!! RUMO À VENEZUELIZAÇÃO!!!

    ResponderEliminar
  3. Fora de campo: há coisas mais importantes do que o futebol e há outros sectores de actividade que com a pandemia mal geram rendimentos para os bens básicos. Por isso, Com o mal do futebol vivemos bem…

    ResponderEliminar
  4. Sabes a quantidade que Portugal recebe de vacinas? Sabes que estamos a ser exemplares na vacinação?

    ResponderEliminar
  5. Foddsssss oh sombras as eleições no benfica já foram as que aí vêem não me interessam nadinha, ou se me interessam não é neste blog.
    Portanto guarda o teu ressabiamento politico e a tua aversão à zona tranalhadora do pais e vai dar banho ao cão que o que tu queres sei eu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que quer o shadows?
      Tou curioso…

      MaTic

      Eliminar
    2. Paulo Guilhões22 junho, 2021 23:32

      " Criticam os húngaros, mas vejam as diferenças entre a vida lá e o que se passa no resto da Europa."

      Já percebeste ou queres um desenho ?

      Eliminar
  6. Classe política uma vergonha! Dirigentes políticos outra... República das bananas... até a Merkel vem criticar estes bonecos... enfim...

    Vamos ao futebol crlh!! Amanhã é para ganhar!!

    Rui
    Defesa mantém-se
    Danilo(Palhinha)
    Renato Bernardo

    Jota A.Silva J.Félix

    Necessitamos de ter bola, e o Bernardo no meio permite ter isso, bem como definir o ritmo do jogo. J. Félix também permite isso!

    Repetir o jogo com a Alemanha é impensável, zero de agressividade e total passividade!

    Quando não temos bola, fazer uma pressão alta, sem deixar tempo para pensar!!

    Jogar para ganhar e não para perder máximo por 2...

    Carrega "Benfica"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Félix? Lembrar que esse jogador existe devia dar para ser banido deste blog.

      É que assim de repente até parece que o Félix, o Guedes, o Rafa, nenhum foi convocado. Percebo que os dragartas tentem por todo o custo afastar tudo o que tenha ligações ao Benfica, mas parece que neste blog actualmente faz-se o mesmo.

      Eliminar
  7. Caro Shadows,
    Podes ter muita razão em algumas das tuas observações e concordo também que muitas das tuas questões são pertinentes. No entanto, usar os húngaros ou o regime húngaro como um exemplo ou como se existisse alguma credibilidade naquele regime que obviamente está disposto a sacrificar a saúde pública em função da propaganda que pode conseguir com o Euro e o estádio cheio... Santa paciência! És uma pessoa inteligente, tens obrigação de saber que não podes usar esse exemplo.
    Uma coisa é certa, o que possam ser as verdadeiras consequências na Hungria, a nível de epidemia, por conta dos jogos, nunca vamos saber de forma credível.

    ResponderEliminar
  8. Já voltámos aos estádios este fim de semana. E no próximo lá estarei no Municipal de Aveiro para a grande decisão do Campeonato Distrital.

    ResponderEliminar
  9. Shadows, a Hungria neste momento não é exemplo para nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é exemplo de nada… e por acaso estou neste momento na Hungria, para assistir ao jogo da seleção.

      Ponto 1: a Hungria usou a Sputnik. Por n razões (a mais relevante, uma razão política), levou Portugal a não aceitar a vacina russa como opção. Mas SE a UE tivesse aceitado a utilização da mesma, não haveria tanta disponibilidade de vacinas russas no mercado, e a Hungria não conseguiria ter acelerado, como acelerou, a sua vacinação. Portanto, qualquer discussão sobre se a Hungria fez bem ou mal e Portugal fez mal ou bem… é irrelevante.

      Ponto 2: apesar de enormes liberdades na circulação sem máscara, continuam a haver preocupações na Hungria. O uso de máscara ainda é aconselhado em locais fechados, a maioria dos empregados de mesa e comércio continua a usar máscara, e há inúmeros estabelecimentos a exigir uso de máscara.

      Ponto 3: só muito recentemente é que a Hungria abriu várias atividades económicas. Estavam, até há 1 semana, muitas coisas fechadas. Estarão, pelos números da vacinação (e apenas devido ao ponto 1), adiantados 1 mês face a Portugal. Lá chegaremos.

      Ponto 4: nada na Hungria se assemelha à normalidade. O número de pessoas em Budapeste é muito, muito inferior ao normal. O turismo internacional não está normalizado… pelo que há espaço e possibilidade de distanciamento que não correspondem, de todo, à normalidade.

      Ponto 5: testes e mais testes. Fiz um teste PCR para entrar no país, tive que fazer mais um teste PCR para levantar o meu bilhete para o jogo. E usarei esse teste para entrar em Portugal.
      Mas… Aqui sim, faço a maior crítica face ao que se passa em Portugal: os testes PCR custam metade do que custaram em Lisboa.

      Em suma, nada na Hungria é “normal”. É apenas “menos anormal” do que temos em Portugal. E, com o avanço da vacinação, la chegaremos.
      E, ao contrário do que diz o Shadows, não é o controlo das entradas que permitiu à Hungria chegar ao ponto em que está, mas sim o acesso excecional a uma vacina diferente.

      E posto tudo isto… basta andar por aqui e falar um pouco para entender que… como outros já aqui escreveram, não temos mesmo nada para aprender com a Hungria. Os defeitos e erros do nosso país e dos nossos governantes são muitos… mas muito menores e menos graves que os destes.

      Eliminar
    2. Porque estão contra a força gay?

      anti-antis

      Eliminar
    3. "Os defeitos e erros do nosso país e dos nossos governantes são muitos… mas muito menores e menos graves que os destes." - Nota-se que não andas muito cá pelo burgo, ou então percebes pouco de politica e economia.

      Eliminar
    4. Os empregados de mesa deveriam usar sempre máscara

      Eliminar
    5. O gb é que devia usar máscara quando escreve posts malucos..

      Eliminar
  10. Não é coincidência Portugal ser o cu da Europa, e não apenas geograficamente.

    anti-antis

    ResponderEliminar
  11. mas é tudo uma questão de interesses, e financeiros a maioria, pelos visto em inglaterra que até não vão avançar no desconfinamento, comercio e pubs, o estádio do euro aumenta a lotação.
    e pelos vistos até estão a equacionar levantar a quarentena a quem vem de países de zonas amarela e vermelha para poderem assistir aos jogos.

    a medida que falas é interessante, e até penso que será aplicada ao futebol, mas só funciona se tiveres vacinas para todos e neste momento não tens o que significava que os que ainda não foram vacinados, a malta que frequenta bares e discotecas ficava na mesma, ou seja elas poderiam abrir mas sem 90% dos clientes.

    ResponderEliminar
  12. Este é um post político sobre um assunto de saúde mas acima de tudo sobre mas decisões políticas por isso deixo aqui a minha opinião

    Concordo com a tua indignação

    O que se passa de há um ano para cá é uma VERGONHA

    comemorações políticas, festas do avante, passeios na Guiné Bissau no meio de milhares de pessoas sem máscara sem vacinas ou tstes,

    mas tudo isto é possível porque votaram nos 2 estarolas da política

    Os mesmos 2 estarolas que continuam a piroteger o gang do Norte que comanda o desporto em Portugal

    AGUENTEM
    deixem a partida ri-te aguda de lado e reclamem insurgiam-se votem noutros

    eu cá só quero saber do BENFICA

    e por isso não vejo jogos da seleção nem compro qq merchandising
    Só vejo jogos na BTV
    Não compro jornais nem leio on-line
    Vejo as capas num site onde é possível todas sem publicidade
    Caguei para os políticos e quando posso voto sempre contra este sistema implantado

    ResponderEliminar
  13. Concordo com o que dizes, mas os números da Hungria são martelados e remartelados. Não era a Coreia do Norte que também só tinha tido 1 infetado?

    ResponderEliminar
  14. Os hungaros e a Hungria sao criticados porque o Orban nao alinha nas palhacadas da UE, ou pelo menos, nao alinha cegamente em todas.
    A maquina de propaganda de Bruxelas tenta tornar o politico com mais sucesso na UE (mandatos e votos), num autentico ditador, quando o que este faz, e colocar o seu povo a frente dos interesses da UE.
    E dos paises mais seguros da EU, boa qualidade de vida, a natalidade explodiu sem recurso a imigracao, e continuam fieis aos seus principios cristaos em vez de serem subjugados a todas as maluquices que a maior parte dos paises do ocidente aderiram.
    Nos demos 3 a 0 aos hungaros, mas como pais sao eles que nos dao 3 secos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmo atravessei a Hungria da Eslovénia até à Roménia e a um país fabuloso, em infraestruturas mete Portugal, Espanha, Itália num bolso gente educada sempre prestável para ajudar adorei, ainda dizem que são ciganos, ciganos somos nós..

      Eliminar
    2. Parece que essa simpatia não bem bem assim.... (antes do europeu a decorrer) em Budapest

      Eliminar
    3. Parece que essa simpatia não bem bem assim.... (antes do europeu a decorrer) em Budapest, mas quem lá viveu ou vive poderá avaliar melhor

      Eliminar
    4. Eu falo como transeunte.... Não vivi mas convivi e gostei..

      Eliminar
    5. Então vai para lá... Sim é um presidente ditador digam o j disserem...

      Eliminar
  15. Uma coisa que deveria ser aconselhada e obrigatória para sempre era a desinfecção das mãos. Há pessoas que são um horror de falta de higiene!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking