Bilhetes para adeptos de equipas visitantes: que preço?
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Bilhetes para adeptos de equipas visitantes: que preço?

Avatar
 ●  + 20 comentários  ● 


Os clubes integrantes da Premier League decidiram em conjunto manter preço máximo dos bilhetes destinados aos adeptos das equipas visitantes na ordem das 30 libras (34 euros). O anúncio já foi feito pela própria competição.

A medida implementada tem a duração de três temporadas e surge no seguimento da decisão tomada em 2016 de modo a terminar com os protestos dos adeptos relativamente aos preços dos ingressos.

O limite máximo tem contribuído imenso os recordes de assistências sendo que, nas últimas quatro épocas, a taxa de ocupação dos estádios da competição atingiu os 96 por cento.

Obrigado ao Fura-Redes por trazer este tema ao debate.

E em Portugal? Para quando uma medida destas?

20 comentários blogger

  1. Em Inglaterra as pessoas vão ao futebol em família.
    O custo dos ingressos tem por isso mesmo que ser compatível.
    Em Inglaterra gosta-se bastante de Futebol e não existe praticamente fanatismo e facciosismo. Ou se existe, é residual. Longe vão os tempos do holiganismo.
    Os clubes não vivem sufocados por dívidas Os direitos televisivos foram um belíssimo e justo negócio para todos eles. Até para os de Ligas inferiores.

    E em Portugal ?
    Em Portugal amam-se incondicionalmente os clubes. Gosta-se pouco de futebol, mas os clubes passaram a ser o centro da existência de muitas pessoas.
    As pessoas, principalmente adeptas/sócias dos três grandes, vão aos estádios para verem os seus clubes do coração e não para assistirem a um bom jogo de futebol.
    Querem vencer a qualquer preço, pois no seu entendimento, os outros também o fazem.
    Há poucas famílias nos estádios portugueses. Levar uma criança ou uma senhora a um estádio, é um risco preocupante.
    Os clubes vivem sufocados em dívidas e esperam ansiosamente o ano inteiro pela visita dos três grandes para sacarem mais alguma receita.
    Os direitos televisivos foram negociados em Portugal por forma a que cada um se safasse o melhor que soubesse e pudesse. Ora, os que se safaram melhor foram os que têm mais adeptos : Benfica, Porto e Sporting, cabendo a todos os restantes migalhas insignificantes.

    Por aqui se pode ver que são realidades diferentes e por isso mesmo incomparaveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoalmente, eu vou ao estádio para ver o Benfica, sim, mas a jogar bom futebol. Por isso é que, durante os três anos e meio em que o Rui Vitória foi o treinador, não meti lá os pés.

      Também já fui ver jogos em que o Benfica não participou, mas reconheço que sou uma excepção.

      O futebol Português é fraco a todos os níveis, muita coisa tem de mudar.

      Eliminar
    2. Excelente análise. Parabéns

      Eliminar
    3. " Pessoalmente, eu vou ao estádio para ver o Benfica, sim, mas a jogar bom futebol. Por isso é que, durante os três anos e meio em que o Rui Vitória foi o treinador, não meti lá os pés."

      Pessoalmente, eu vou... boa, muito boa !

      Eliminar
    4. Ainda bem que gostou! ;)

      Eliminar
  2. Aqui, meus caros amigos, funciona a lei da oferta e da procura. Tão simples como isto.
    Se há clubes que colocam em Portugal ingressos a preços obscenos, é porque sabem que o adepto aceita isso e muito mais, ainda que refile.
    Se os clubes pusessem os ingressos a preços exorbitantes e as pessoas não os comprassem, veríamos se eles não tinham que controlar toda a sua ganância.
    Eu gosto muito de ópera, mas se o S Carlos me pedir 1000 euros por um ingresso, eu dou meia volta e vou mas é comer uns pregos e umas cervejas.

    Lá estamos nós de novo a ir dar ao mesmo : o fanatismo e a clubite, são a fonte de muitos vícios que se vivem no futebol português.

    Lembro-me bem aqui há uns anos que o Benfica tinha por época 2 dias do clube. Normalmente nos jogos com Porto e Sporting o sócio com as quotas em dia, tinha que pagar.
    Depois passaram a ser 4 dias do clube, 6, 8 e por aí fora.
    Hoje todos os jogos na Luz são pagos ou pré pagos.
    E a malta vai nisso e até muitos se sacrificam pela bola.
    Não nos podemos pois queixar se os clubes se aproveitem deste "entusiasmo" do comum dos adeptos para ferrar o dente no preço dos bilhetes.
    E sabe Deus as condições em que muitas das vezes se assiste a um jogo em muitos estádios...

    ResponderEliminar
  3. "A medida implementada tem a duração de três temporadas e surge no seguimento da decisão tomada em 2016 de modo a terminar com os protestos dos adeptos relativamente aos preços dos ingressos".

    E por cá, os adeptos protestam ? Não tenho dado por isso. Ou se o fazem, é muito timidamente.
    Em Inglaterra foi adoptada a medida na sequência dos protestos dos adeptos.
    Em Portugal o adepto está disposto a sacrificar-se muito para além dos limites da decência, tudo em nome do clube da sua paixão.
    Um pouco de racionalidade faz por vezes muita falta.

    ResponderEliminar
  4. Para nunca. O que interessa é chular os benfiquistas.


    Os outros são meia dúzia nos jogos fora.

    ResponderEliminar
  5. Por cá uma medida desse tipo nunca será adoptada nem sequer ponderada.
    Em Inglaterra os adeptos estão unidos em torno de uma paixão que os move, que é o futebol.
    Em Portugal, o que é que o adepto do Porto tem a ver com o do Benfica ? Nada.
    E o do Sporting, que tem a ver com o do Porto ? Nada.
    E o do Benfica, que tem a ver com o do Sporting ? Absolutamente nada.

    A ligação dos adeptos em Portugal é aos clubes e não ao futebol.
    Quando não há união, é claro que há sempre quem se aproveite do facto.

    Em Inglaterra foi a união dos adeptos em torno do espectáculo Futebol que determinou a limitação dos preços dos ingressos.

    ResponderEliminar
  6. Em Portugal funciona a candonga oficializada.
    Os clubes visitados sabem de antemão que os adeptos estão dispostos a sacrificarem-se pelo seu clube do coração. De modo especial, os dos três grandes.
    Por outro lado, a ânsia de arredar mais receita, é enorme.
    Em nome da paixão clubística, há pessoas que estão dispostas a tudo, até ir muito além daquilo que é razoável. As pessoas sacrificam-se pelos seus clubes, muito mais do que para qualquer outra coisa na vida.
    E os clubes visitados sabem disso. Por isso, cobram exorbitâncias pelos ingressos, penso que mais acentuadamente nos jogos em que o Benfica é o clube visitante.
    Mas cabe às pessoas refrearem a sua paixão e estabelecerem um limite a partir do qual se recusam a alimentar gulosos.
    Tão simples quanto isto.
    Por que é que em certos jogos internacionais há quem venda ingressos a 10.000 euros ? Porque sabem que há sempre malucos dispostos a dar isso e muito mais.

    ResponderEliminar
  7. Não sei até que ponto é que o abuso que se passa em Portugal não "vitimiza" só os adeptos do Benfica.
    É o Benfica que arrasta multidões e tira a barriga de miséria dos pequeninos.
    Duvido que por exemplo o adepto do Setúbal quando vai jogar ao Paços de Ferreira, seja esfolado como é o adepto do Benfica.
    O que se passa é que a maior parte dos clubes vive situações miseráveis e são tentados a especular com o preço dos bilhetes.
    O futebol, ao nível organizativo, é simplesmente deplorável em Portugal.
    Está nas mãos de gulosos, de especuladores e oportunistas.
    Um dia a galinha dos ovos d'ouro morre de vez, tanto mal lhe fazem.

    ResponderEliminar
  8. Nunca na vida te queiras comparar com a Premier League. Ali os adeptos são das cidades, clubes, não há cá 3 grandes como em Portugal. A malta é do clube da terra. O resto é conversa. Não te esqueças que foi o Benfica quem matou os direitos TV centralizados. Em Inglaterra o os 3 primeeiros da Championship ganham mais que Benfica em direitos TV. Queres ser o maior num País limitado ? Paga em bilhetéica ou em jogadores.

    FL

    ResponderEliminar
  9. O Porto também está a cobrar 50 euros por bilhete (público em geral) para a 2ª mão dos oitavos de final da Champions com a Roma, facto que já motivou uma reclamação do clube italiano junto da UEFA.
    Uma vez mais se constata que a ganância é transversal. Tanto ataca emblemas de dimensão menor, como os de dimensão maior.

    ResponderEliminar
  10. Post sem qualquer interesse. Qual a moral da história?
    E praticamente de biela.
    Preço de duas cervejas num pub. Salário mínimo ronda os 1900 €. E AQUI??

    Zé Azedado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duas cervejas num pub custam 8 libras. O salário minimo não chega a 1200 libras (em Londres é um pouco mais alto pelo custo de vida).
      Aqui (eu vivo no Reino Unido) as pessoas são adeptas do clube da terra onde vivem. Ninguém em Newcastle é adepto do Arsenal ou do Manchester United.
      São realidades completamente diferentes.
      Aqui vai se ver futebol, pelo futebol. Se a nossa equipa ganhar porreiro, senão paciência. Não há fanatismo!

      Eliminar
  11. Seria uma boa medida para implementar em portugal PARA JÁ(embora não acredito)!Nos Socios Adeptos e Simpatizantes somos os principais prejudicados pelo preço dos bilhetes fora de casa!Muitas vezes e muitas equipas aproveitam a visita do Benfica e do apoio Nosso ao Glorioso para fazerem uma boa parte seu orcamento para a epoca!O Benfica Tem e Deve usar a sua imensa massa adepta e massa social em seu favor e a favor do Benfica em muitas materias incluindo esta!

    Carrega Benfica

    Red 1

    ResponderEliminar
  12. mas lá eles tem uma organização cujo objectivo é beneficiar os adeptos e por essa via a indústria e os clubes.

    cá quem esta à frente das organizações esta em primeiro lugar a tratar dos seus interesse pessoais, depois trata dos interesses de quem os colocou no lugar depois esta a marimbar, para não dizer outra coisas, dos restantes clubes ou da industria e então dos adeptos é que não interessam mesmo para nada.

    mas também com assistências em jogos da primeira divisão de 298 espectadores, até o clube da minha terra tinha mais assistência quando andava pelos distritais, é brincar aos clubes.

    ResponderEliminar
  13. cá pode-se pensar em começar a fazer algo do género a partir do momento em que as receitas televisivas sejam distribuídas de forma mais equitativa por todos os clubes da liga em vez de haver uma desproporção tão grande.
    Na situação atual a receita de bilheteira dos jogos com os clubes maiores é muito importante para o clubes mais pequenos que têm orçamentos na casa do 1,5 ou 2 milhões de euros.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares