Fejsa - A estatística não mente - Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 12 de janeiro de 2019

Fejsa - A estatística não mente

Avatar
 ●  + 56 comentários  ● 

Sem querer estar aqui a repisar muito do que tenho dito do papel de Fejsa no Benfica nos últimos tempos, e em contraste com muitos que o acham um jogador fabuloso (dos melhores trincos do mundo – há mesmo quem diga), eu acho que Fejsa é um trinco à moda antiga sem grande espaço no futebol moderno e ainda menos em grandes equipas.

Participa muito pouco no jogo ofensivo da equipa, joga muito colado aos centrais, parte a equipa em dois porque se o segundo médio sobe no terreno fica um grande buraco entre os dois, e num sistema de dois médios, ao obrigar o segundo médio a recuar sempre para levar a bola, provoca um grande espaço entre a linha de meio campo e a linha avançada.

Esta é apenas e só a minha opinião, discutível evidentemente. Mas não têm sido poucos os comentários de gente em desacordo, que traz para aqui exemplos de Kantes e Casemiros e Diers e outros do género, para tentar dizer que o futebol do Fejsa e dos outros é igual.

Pois não é meus amigos, e os gráficos seguintes tirados da plataforma de estatística de futebol profissional WYSCOUT mostram exatamente isso. Poderia colocar aqui muito mais dados no que se refere a estatísticas de passes longos, passes para a frente ou para trás, passes a desmarcar, etc, etc para salientar ainda mais as diferenças, mas vou cingir-me aqui apenas às zonas do terreno que pisam. Há que ter em conta que estes gráficos correspondem aos espaços ocupados numa média que inclui todos os jogos da corrente época.



Repare-se em Fejsa. O espaço a vermelho (onde está mais vezes) é um espaço a meio do nosso meio campo, praticamente na linha dos centrais. Há que ter ainda em conta que o Benfica é uma equipa do campeonato português, em que na maioria dos jogos o adversário apenas por três ou quatro vezes passa a linha do meio campo. Mesmo o espaço amarelo, já no meio campo adversário, é muito tímido e pelo centro do terreno é praticamente inexistente. Há alguma presença nas alas, quase sempre em tarefas defensivas visto ser aí onde tenta matar a saída de bola adversária.





Agora Danilo, o jogador mais parecido com Fejsa em Portugal. A zona a vermelho estende-se até ao meio campo adversário, e mesmo o espaço amarelo cobre já grande parte desse mesmo meio campo, o que denota um jogador com muito mais participação ofensiva do que Fejsa.


Agora William Carvalho, um que alguns por aqui têm o desplante de comparar o Fejsa. Reparem na zona de acção de William, um jogador com clara dominância a vermelho mesmo no meio campo adversário, na esquerda, no meio e na direita. Um jogador todo o terreno.


Kanté, outro que por aqui comparam a Fejsa. Não sabem o que dizem. Um jogador descaído na direita, praticamente um box to box que tem participação clara no jogo ofensivo da equipa.


Casemiro, aquele que mais por aqui comparam a Fejsa, no espaço que ocupa no terreno. Mais um erro. Zona amarela calaramente já bem dentro do meio campo adversário, e mesmo a zona vermelha pelo centro, também entra claramente nesses terrenos.


Outro parecidíssimo ao Fejsa, dizem que é o Dier. Mais uma vez vejam o gráfico da participação do Dier no jogo do Tottenham e digam-se se há comparação possível. E mais uma vez destaco o facto do campeonato inglês, ao contrário do português, ser um jogo com muito mais parada e resposta em que os adversários de facto obrigam mesmo as equipas grandes a defender em muitos momentos.


Também li por aqui o exemplo do Atletico de Madrid, parecidíssimo ao do Benfica, dizem. Será? Vejam Rodri e comparem com Fejsa.


Vejam Matic


Até Claudemir do Braga, vejam os terrenos que pisa, claramente bem mais ofensivo do que Fejsa


Num outro nível, num gráfico do típico pivot defensivo moderno, jogadores de outra galáxia, vejam os gráficos de Fernandinho no Manchester City e Busquets no Barcelona. E mesmo Jorginho do Chelsea. Este é o “trinco” do futebol moderno.



Qual é o jogador mais parecido com Fejsa de um clube grande português, no que se refere aos terrenos que pisa? Acaba por ser Petrovic do Sporting. Vejam o seu gráfico, também ele um jogador que raramente passa o meio campo.


O que fez Kaiser assim que chegou ao Sporting, ele que reconhecidamente, está a tentar impor no Sporting um futebol mais ofensivo e mais moderno? Tirou Petrovic da equipa e apostou em Gudeli, e reparem como até Gudeli pisa terrenos bem mais avançados do que Fejsa, que é o que se exige a um pivot de uma grande equipa nos dias de hoje.



Até David Luiz, um defesa central, ocupa espaços mais avançados do que Fejsa!!

Vale o que vale este estudo, visa apenas sustentar muito do que tem sido a minha opinião nos últimos meses. Fejsa é um trinco sem espaço numa grande equipa no futebol moderno, e ainda menos num 4-4-2 onde os dois do centro têm de andar num vaivém constante para encurtar linhas e para a equipa jogar o mais compacta possível.

A não ser que tudo seja culpa de Rui Vitória e com Lage vejamos um Fejsa diferente a partir daqui. Mas Fejsa dos melhores trincos do mundo?! Para uma equipa como o Benfica?! Que só não o levam por causa das lesões?! Que não é chamado a uma seleção mediana com a da Sérvia por isto e por aquilo?! Eh pá, não me lixem!
  


56 comentários blogger

  1. No Benfica, onde os adeptos se distraem com qualquer porcaria que lhes metam à frente das beiças, o actual nível de exigência está ao nível de um sporting. Por isso é que qualquer Martin pringle é considerado como um marco Van Basten. Aliás, comparar fejsa com qualquer um dos outros é prova disso mesmo.

    Num clube onde adeptos aceitam escumalha como vieira tudo è possível.

    ResponderEliminar
  2. Bom trabalho, Red Moon!

    Aqui estou contigo desde o início. Embora o Bruno Lage já tenha mudado um pouco o papel de Fejsa no nosso jogo - subiu uns metros e agora participa na segunda fase de construção (parte já das costas dos avançados adversários), para essa função mais ofensiva temos vários jogadores com melhor relação com a bola.

    Como dizes e bem, num 442 clássico como o actual, ainda menos sentido faz um 'trinco' à moda antiga. E para quê forçar o Fejsa a ser um box to box se já temos lá vários, e bons?...

    Eu jogava com Gabriel e Gedson no meio, ou Gabriel e Krovinovic em jogos na Luz com equipas mais acessíveis. O Fejsa se fizer falta é para um clássico com os frutistas, um derby, uma Liga Europa - pouco mais.

    ResponderEliminar
  3. TENHO UM RESPEITO IMENSO PELO FEJSA.

    Acredito que o Florentino será o nosso 6 por mais de uma década, acredito que o Pedro Rodrigues tem lugar neste plantel porque dá coisas diferentes do Florentino, penso que o Benfica precisava de um "Arturo Vidal" que para mim é Sander Barge

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a mesma opinião quanto à posição 6.. Florentino e Pepê deveriam estar no plantel, especialmente com a saída de jogo controlada que o Lage quer implementar.

      Quanto ao Berge, a ir buscá-lo era no final da epoca passada, em que com uns 15M a 20M ainda o conseguimos trazer... agora não chegam 50M! A cotação de mercado tem subido e deve rondar os 25M a 30M... mas nunca irá sair por esse valor.

      Por isso, voltando à primeira parte, era emprestar o Alfa ao Vitória Guimarães e fazer regressar o Pepê... e começar a dar minutos ao Florentino.

      E já agora, tendo em conta que os nossos dois centrais são toscos na saida de bola controlada, talvez não fosse má ideia meter o Samaria a fazer essa posição para ser ele a iniciar a saida de bola e o meio campo poder jogar uns metros mais acima. Não precisa de estar no 11 de forma constante, pois existem jogos que pedem outra coisa, mas na maioria dos jogos em Portugal e em particular a jogar em casa, talvez não fosse mal pensado.

      Eliminar
  4. Completamente! Para mim desde a época passada seria sim um suplente no nosso Benfica e um jogador para fazer rodar em jogos de menor exigência.. O meio campo do Benfica no centro do miolo precisa de sangue novo como quem diz de jogadores de outro tipo de características para um meio campo ao nível de um verdadeiro Benfica..

    ResponderEliminar
  5. Redmoon calma, o professor de educação física já não se senta naquele banco .
    Nos 2 últimos jogos já vimos Fejsa a pisar terrenos mais adiantados .
    Acredito que num futuro próximo veremos jogadores do Benfica a subir de rendimento.

    ResponderEliminar
  6. Tens que ver que a equipa tem jogado muito recuada com Vitória. Subindo as linhas, e ocmo se já se viu no último jogo ,Fejsa irá, naturalmente, ocupar zonas mais ofensivas no terreno de jogo. Não tem nada a ver com as caraterísticas do jogador.
    Casemiro e Danilo também dão mt pouco fensivamente.
    É a tecla errada na questão.

    ResponderEliminar
  7. Mas qu'a "ganda" merda!
    Dedica-te à pesca, caralho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grão "tasco" tira a merda e o caralho da boca.

      Carlos Gomes

      Eliminar
  8. Francisco Rocha12 janeiro, 2019 20:27

    Redmoon, o teu último parágrafo responde a tudo. Já ontem, com um meio-campo ocupado por Fejsa e Gabriel (e sem o Pizzi lá a atrapalhar), se viu a diferença no rendimento ofensivo do Fejsa, pois desta vez sabia que tinha no Gabriel alguém com capacidade para ocupar os espaços que ele deixasse atrás (e vice-versa, o que prova que este é um meio-campo muito bom). Continuo a manter a minha opinião de que o Fejsa é um jogador excelente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco, mas vê no Fejsa as mesmas capacidades com bola que vê nos outros médios de ligação do plantel? Sem dúvida que o Bruno Lage mudou o papel destinado a Fejsa, como eu também apontei no meu comentário. Os dois médios centro do seu 442 clássico são o fulcro da segunda fase de construção, participam na construção em fases mais adiantadas do que Fejsa na posição 6 do 433 de RV - era um dos três na primeira fase de construção.

      Mas fará sentido, se esta nova função implica muito mais qualidade com bola, e mais preponderância no ataque posicional da equipa, forçar o Fejsa a ser esse jogador mais ofensivo, quando temos no plantel médios que já o são naturalmente, como Gedson e Gabriel? Não me parece.

      Eliminar
    2. Francisco Rocha13 janeiro, 2019 12:46

      Mas o Gedson não tem metade da qualidade defensiva do Fejsa. Penso que o Fejsa pode mostrar mais do que aquilo que tem mostrado, como quando o JJ era o treinador (era frequente haver trocas posicionais entre ele e o Enzo Pérez no meio-campo). Para a realidade da Liga Portuguesa, penso que é possível colocar um jogador mais ofensivo nessa posição (definitivamente não o Gedson, mas alguém como o Gabriel e colocar o Krovi ao seu lado), tal como o Porto mostrou na época passada ao jogar com Herrera como médio defensivo após a lesão do Danilo.

      Por outro lado, vi pessoas falar aqui do Pepê, mas ele não parece estar preparado para ser médio defensivo pois tem muito a melhorar em termos defensivos. Para dar um exemplo, ele seria tão médio defensivo como o Pirlo foi. O Pirlo jogava nessa zona do campo, mas era um "deep lying playmaker", ou seja, ele construía jogo a partir de trás, e tinha a companhia de médios mais defensivos e agressivos (Gattuso e Seedorf no Milan; Vidal, Pogba e/ou Marchisio na Juventus).

      Eliminar
    3. Certo, também prefiro o Gabriel como médio mais defensivo do duplo pivot. Como digo ali acima no meu comentário, Gabriel e Gedson (nalguns jogos), Gabriel e Krovinovic noutros, Fejsa e Gabriel só nos jogos europeus e contra frutistas e lagartos.

      Quanto ao Pedro Rodrigues, do pouco que vi e li parece ter condições para vir a ser um Busquets...assim tenha um treinador que o faça evoluir nos momentos defensivos. Agora que o Mister Fezadas 'já' se foi, não é nada que não possa acontecer...

      PS. E o 'nosso' Paulo Fonseca?!? Tu queres ver...

      Eliminar
    4. Francisco Rocha14 janeiro, 2019 01:09

      Eu também espero isso, e é muito bom que o Pedro Rodrigues esteja a trabalhar com um treinador como o Luís Castro, que privilegia a posse de bola.

      A vinda do Paulo Fonseca seria excelente, seria ouro sobre azul... ou melhor, ouro sobre encarnado!!!

      Eliminar
  9. Fantastica analise! Isto mostra o que tenho falado entre amigos,uma equipa como o Benfica que joga em ataque continuado na maioria dos jogos tem de ter outro jogador naquela posicao. Gabriel seria o jogador que poderia jogar nessa posição se tivesse mais intensidade. Esperemos que o lage consiga ver isso e mude este 'defeito' ofensivo que temos. De qualquer forma acho que o processo defensivo e a maneira como defendemos após a perda da bola é o que precisamos de melhorar o mais rápido possível!

    NM

    ResponderEliminar
  10. De acordo. Se o benfica quer melhorar a qualidade da equipa tem de acabar com alguns mitos que se vão criando. Feijsa é um deles. Apenas serve para mascarar a forma deficiente como a equipa defende e a falta de qualidade dos defesas que não aguentam um 1x1 contra um avançado de média qualidade.
    Outro mito é o Odysseias Vlachodimos. Fora a mancha em que é muito bom é muito fraco em quase tudo o resto. Não é GR para uma equipa que disputa títulos. Já nos custou 5 a 6 pontos este ano em meio campeonato apesar de algumas defesas para a fotografia.

    ResponderEliminar
  11. Ahahhaha o redmoon não adianta, quem nasce pra dez nunca há-de chegar a vinte. Aplica-se ao Fejsa e aos adeptos que não têm capacidade de perceber tal coisa.

    ResponderEliminar
  12. Tudo mt relativo se a defesa tb joga recuada ele é obrigado a jogar mais recuado e vice versa!

    ResponderEliminar
  13. É o que lhe mandam fazer, ele está a cumprir ordens.
    Jorge Gamboa

    ResponderEliminar
  14. Isto é simplesmente ridiculo ou sem sentido, sem comentarios

    ResponderEliminar
  15. Se calhar vou dizer uma barbaridade mas eu.....metia o gedson no lugar dele , ele recupera muitas bolas e sai a jogar , a única coisa que tinha de aprender era....nao arriscar e aprender a jogar pelo seguro.

    ResponderEliminar
  16. Isso não é estatística. A estatística expressa-se em números e em percentagens. Isso são "mapas de calor" que não têm grande significado porque está dependente da capacidade dos adversários e da táctica do treinador. Impossível comparar jogadores com esses "borrões". É bom para discussões de café e para encher páginas de jornais.
    Capacidade técnica, dinâmica e física, capacidade de passe longo/curto, recuperações de bola em transição defensiva e atacante e outras valências em números.

    ResponderEliminar
  17. Parei de ler na frase "...Benfica é uma equipa do campeonato português, em que na maioria dos jogos o adversário apenas por três ou quatro vezes passa a linha do meio campo...".
    Ou o Postador anda a ver jogos do Benfica da década de 60, ou então não sei...
    Passa 3 ou 4 vezes a linha de meio campo?? O maior disparate que já li neste blog. O MAIOR!

    ResponderEliminar
  18. Excelente trabalho de investigação. Peca por desvalorizar um activo do SLB. Eu e muitos que criticam Pizzi não criticam o jogador, simplesmente se aponta o erro posicional de o colocar a médio centro, responsabilidade de RV.

    Acho que respondeste a ti mesmo no último parágrafo.. Como se vê no mapa de calor de Fejsa, a maior incidência é sobre as laterais no meio campo defensivo, precisamente para cobrir as subidas de Grimaldo e Almeida, de forma a que estes pudessem ir jogar ao meinho para as alas com o Pizzi e os extremos. Como é óbvio os jogadores correm onde o treinador pede.

    É um médio destruidor essencial para os adversários que o Benfica tem no campeonato nacional no sentido de travar a primeira fase de contrução dos mesmos. Equipas que normalmente jogam fechadas e em contra ataque obrigam o Benfica a ter mais jogadores na frente e é necessário um Fejsa, exímio em cortar linhas de passe e a "roubar" a bola.

    Não vai para novo e não estará por vezes na melhor condição física, bem necessária para a posição que ocupa. Mas se estiver bem é um dos melhores trincos destruidores do futebol actual e essencial no SLB. E é um jogador que dá sempre tudo o que tem e o que não tem, acho este tópico infeliz principalmente por esse motivo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um excelente trabalho de investigação, igual àquele maluco que perdeu dias a contar o número de peças em 100 modelos de automóveis. Um fantástico trabalho de investigação que no fim… não revela nada nem tem qualquer utilidade. Nem para estatística serve.
      Que conclusão é que se pode retirar daqui para utilizar em treinos e jogos? Nada.

      Eliminar
    2. O Fejsa vai "travar a primeira fase de construção dos adversários? LOL mas tu queres pôr o Fejsa a avançado?!

      Eliminar
    3. Se partires do princípio de que uma equipa só constrói jogo a partir dos centrais, estás correcto. Mas como esse princípio está errado, não vejo lógica nesse comentário a não ser complicar o que é simples. Como se todas as bolas que o SLB perde-se fossem na área adversária... obviamente ai têm de ser os avançados a pressionar pimeiro.

      Eliminar
  19. Exatamente a minha opinião quem joga na posição 6 tem hoje de ser o 1° a contruir mas contra o Santa Clara pressionou mais alto já arriscou no passe frotal espero que seja indicação do Laje e não por estarmos a jogar contra 10.

    ResponderEliminar
  20. Post inútil como muitos... qual o Timing para escrever isto??? Se joga recuado, culpa do ex treinador e dos companheiros! Neste último jogo, jogando Gabriel a seu lado, viu-se um Fejsa a pressionar bem mais alto, pois tinha alguém com presença a seu lado!!! Não é com o Pizzi a seu lado, que ele pode subir no terreno!!!
    Mais uma vez, texto sem jeito nenhum!!! Crítica Salvio, A. Almeida, ou Pizzi!! Fejsa dá sempre a cara e luta!!!
    Acaba com esse fetiche contra o homem!!

    ResponderEliminar
  21. " eu acho que Fejsa é um trinco à moda antiga "
    " Fejsa é um trinco sem espaço numa grande equipa no futebol moderno "

    De facto a sua opinião vale o que vale, sobretudo porque baseada num estudo efectuado por uma plataforma de estatística de futebol profissional, e não por conhecimentos adquiridos através da prática ou da observação exaustiva e continuada de jogos de futebol nos mais diversos estádio do mundo.

    O lunático e teórico do futebol cá da terrinha Luís Freitas Lobo, também escreve que o Fejsa é um 6 que recorda os trincos à moda antiga ( http://www.planetadofutebol.com/sombra-da-ancora/ ) mas a opinião dele tal como a sua vale o que vale ..

    ResponderEliminar
  22. Jardel-Ruben-Fejsa um trio miserável com bola, por isso é que a nossa saída nunca vai ser nada de especial. Por muito que o Lage tente mudar as ideias do "Bater bombo", vai ser difícil.

    Fejsa é um jogador top para estar no banco e entrar - fresquinho - para quando for preciso segurar resultados. E no banco nem dava problemas com lesões...

    Falta-nos um trinco de topo, um defesa direito e um defesa esquerdo suplente de jeito. Porto "tranquilo" a reforçar-se e nós a ver o barco passar...

    ResponderEliminar
  23. RedMoon, com este post elevaste claramente o nível da discussão futebolistica neste blog, que pode ser baseada num sem número de dados livremente disponíveis. Os meus parabéns, assim sim. Em relação ao Fejsa eu já tinha a mesma opinião que tu e continuo a ter, agora mais sustentada e não apenas um "acho que".

    ResponderEliminar
  24. Os jogadores em campo fazem aquilo que o seu treinador pretende, pelo menos deveria ser assim... Recomendo que vás rever o último jogo e vejas as acções ofensivas de Fejsa em comparação com o último jogo de RV e verás diferenças...

    ResponderEliminar
  25. Ganhaste o teu lugar como maior atrasado mental deste blog. Que palhaço, foda-se

    ResponderEliminar
  26. Respostas
    1. As coisas são bastante mais complicadas. Não é o Fejsa, É A DINÂMICA!

      O 4-3-3 do RV era na verdade um 4-5-1. O ponta de lança estava sozinho, não havia pressão alta atacante e a procura da bola começava a fazer-se apenas no meio-campo. Resultado: o trinco tem que recuar. Não é problema do Fejsa: estivesse lá o Alfa ou o Casemiro e ia ter ao mesmo.

      A diferença viu-se bem no jogo com o Santa Clara. Pela primeira vez num ano e meio, com dois avançados O BENFICA FEZ PRESSÃO ALTA. Quando não era o Seferovic a pressionar, era o JF. E isto antes da expulsão. Resultado, toda a equipa subiu. O trinco passou a jogar uns metros mais à frente.

      Não, não é o Fejsa. O Bruno Lage tem razão: são as dinâmicas!

      J&B.

      Eliminar
  27. Pode ser que ajude:

    https://www.youtube.com/watch?v=1hKFL8Zo3Ho

    https://www.youtube.com/watch?v=mfXRCpB8FnM

    https://www.youtube.com/watch?v=k0Lm4hqXhts

    https://www.youtube.com/watch?v=kGhT60NNTuc

    ResponderEliminar
  28. fedja... jardel, pizi(dassss), cervi, zivkovik. Vão servindo com tondelas, aves e nacionais. Um jogo de jeito nas competições europeias destes "craques"...??? UM???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí está a busilis da questão. O que importa é a prestação a nível europeu. O resto vem por acréscimo

      Eliminar
  29. isso do fejsa ser o melhor do mundo vem dos mesmo que acham que pizzi a 8 é craque.

    nem duvido dessa analise mas se o fejsa fosse tão bom como os que avalias já não estava no campeonato português.
    se fizeres a mesma analise a outros jogadores vais chegar à mesmas conclusões.

    a questão que se coloca é se o fejsa não era obrigado a jogar tão atras não só pelo treinador e por ter pizzi a seu lado que é um buraco a defender.
    ontem já se viu um fejsa mais adiantado.

    já agora faz essa comparação com o javi garcia um trinco com as mesmas características do fejsa.

    ResponderEliminar
  30. Tira o Fejsa da equipa e vais ver a equipa partir-se toda...

    Neste momento o Fejsa não tem ninguém no plantel que o possa substituir. Ponto.

    ResponderEliminar
  31. Análise muito interessante Redmoon!

    Resta ver se o Bruno Lage vai mudar o posicionamento do Fejsa. Isto porque não se pode analisar o Fejsa num vácuo. Quanto destes problemas se devem á incapacidade do Rui Vitória de estruturar a equipa?
    Quanto destes problemas se devem á fraca qualidade da defesa do Benfica que obrigam o Fejsa a jogar quase como um terceiro central para suprir as lacunas do Jardel e André Almeida?

    ResponderEliminar
  32. Gostava de ver este gráfico para o florentino,para mim ja devia ser o titular mas tenho curiosidade..

    ResponderEliminar
  33. O Fesja tem um golo marcado por o SLB, O alfa este ano já fez mais que isso. Concordo com esta análise. Perdemos muito jogo ofensivo por causa dele. Poderia compensar esta falta de capacidade de pisar terrenos mais dianteiros, se tivesse uma boa capacidade de passe em profundidade ou de rotura, mas também não é o caso.

    ResponderEliminar
  34. Fejsa está a fazer a época mais fraca mas fez 3/4 de alto nível. E para além disso os plots são de espaço ocupado. Está a jogar mais recuado que os anos em que esteve em alto nível? Está a equipa a defender mais baixo? Para além disso numa equipa em que Grimaldo é quase extremo esquerdo é o Almeida tenta imitar o Semedo, o Fejsa deve estar onde? A fazer de 10?
    E comparar com jogadores de outras equipas é estúpido, porque cada equipa tem a sua dinâmica e.... p.e., Fejsa não sobe nos cantos (mais recuado que ele só o gk!), não sobe em livres, ou lançamentos perto da área. Situações onde p.e., o Danilo está lá sempre

    ResponderEliminar
  35. Este post é inutil. Fejsa é dos melhores do atual plantel do Benfica. Falha como todos falham, mas falha menos que os demais!
    Qual é o objetivo deste post?

    ResponderEliminar
  36. "Vale o que vale este estudo" - certíssimo. Infelizmente vale pouco; é uma análise redutora e enganadora.
    Podias, por exemplo, ter falado das posições dos laterais das equipas referidas. Ou dos respectivos sistemas tácticos.

    Dizer que o jogador X, Y, ou Z, não tem qualidade porque não pisa os terrenos (na tua opinião) 'certos', se fazer uma análise ao resto da equipa, vale muito pouco.

    ResponderEliminar
  37. Só não tens o Danilo Pereira no plantel e provavelmente na equipa, desde que regressou de Itália, por vingativa birra da pessoa - (só por que levou uma nega aquando da saída do jogador da 'linha de montagem' !...) - que ESTÁ presidente do Glorioso - S. L. e BENFICA.

    É muito mais fácil trazer para junto de si e da sua (dele!) tricolorida 'família' um qualquer Pacheco que lhe puxe lustro...!!!

    ResponderEliminar
  38. O futebol do SLB precisa de ser pensado com competencia, independencia de interesses externos e benfiquismo. Coisas que nao abundam em LFV.
    O nosso clube precisa de ser limpo de alto a baixo de toda a madeira velha e parasitas que o enfraquecem.
    Ate la nao me parece que haja treinador que possa vingar.

    ResponderEliminar
  39. Sempre fui dessa opinião... Fejsa não é jogador para o SLB, nunca foi. O 6 do SLB não pode ser um mero lavrador, tem que ter pés e não é aceitável que o nosso 6 tenho menos "à vontade" com a bola nos pés que o Vlachodimos. Tem dois tijolos em que parece que a bola queima/chora nos seus pés, não progride nem tem iniciativa de o fazer mesmo quando tem 20 metros livres à frente, não tem remate (nem colocado nem forte, é simplesmente inexistente; até o Beto que meter o golo ao Man UTd tinha melhor remate), esconde-se no meio dos centrais e não ajuda na manutenção de uma posse de bola de qualidade. Faz uma cobertura defensiva com alguma qualidade, mas onde também já teve melhor desempenho. No Olympiakos era suplente, com JJ quem calçava eram Matic e depois Samaris. Não foi ao mundial com a Sérvia, não ia à seleção há 1,5 anos antes da última chamada e nunca foi cobiçado por qualquer equipa de jeito. Se calhar não é o "craque" que a generalidade dos benfiquistas teima em ver...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco Rocha14 janeiro, 2019 16:04

      O Samaris só "calçou" com a lesão do Fejsa.

      Eliminar
  40. Parabéns ao RedMoon.
    Tem uma excelente vista.
    Consegue descortinar grandes diferenças em gráficos praticamente iguais...

    ResponderEliminar
  41. Caricato dizerem que equipas contra o Benfica só chegam 3 a 4 vezes ao nosso meio campo de certeza que não viram jogos do Benfica durante este ano e meio. Depois foram buscar uma estatística nos jogos em que ninguém da nossa equipa conseguiu cumpriu o seu papel. Depois gostava de ver a estatística de fejsa no tempo que jogou com Renato e André horta ou até Gonçalo Guedes. E de reparar que todos os jogadores a que foi comparado os parceiros que jogam ao lado deles são bem melhores que Pizzi e Gabriel. Herrera cumpre melhor a função que qualquer um dos dois. E de reparar que e fejsa é o médio que mais vezes vai a linha fazer dobras sendo o seu raio de acção nas laterais maior que qualquer um.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares