Portugal, 1 - República Islâmica do Irão, 1 - Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 25 de junho de 2018

Portugal, 1 - República Islâmica do Irão, 1

Avatar
 ●  + 54 comentários  ● 

Mais um jogo, mais uma prova da (in)capacidade de Fernando Santos de montar uma equipa e tirar proveito dos jogadores que tem.

Quaresma, Adrien e André Silva de início.

Quaresma fez o golo, Adrien esteve anos luz acima de Moutinho, e André Silva provou ser inútil. Tanto choraram que substituísse Gonçalo Guedes...e agora?

Quanto ao jogo, Fernando Santos continua a não saber ler o jogo nem ser capaz de sair das escolhas dos seus preferidos.

Vendo William rebentado e a não ser capaz de render o mesmo, deixa-o em campo. Porque Manuel Fernandes não é opção?

André Silva fica quase até ao fim quando nem segurar os defesas do Irão conseguia.

João Mário foi outra inutilidade em campo. Ficou quase até ao fim para ser substituído por um Moutinho de rastos.

Uma selecção mal orientada, à nora, com jogadores fora da posição em que são melhores e outros já rebentados mas não rendidos por quem estava mais fresco.

O Irão não faz o 2-1 nos descontos por felicidade...nossa.

Não adianta Fernando Santos vir culpar novamente os jogadores. A responsabilidade é sua.

Uma nota final para Manuel Fernandes: se fizeres as malas hoje e fores para casa, ninguém te leva a mal. Quando Fernando Santos vê um William roto e não te coloca em campo... quando Fernando Santos prefere colocar em campo um jogador que não treinou até ontem, que esteve doente, em vez de ti...não há explicação.

54 comentários blogger

  1. Nada sobre a cobardia do árbitro que nos perdoou um penalti e a expulsão da papoila madeirense?

    Fernando Santos é medíocre. Tem, porém, não uma vaca, mas uma leitaria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mete a papoila madeirense no cú, ó idiota dr merda. Se fosse um jogador do Benfica a fazer aquilo (que foi nada!) nem abrias a boca, seu anormal

      Eliminar
    2. A papoila madeirense com tendência para papoilas marroquinas devia ter sido expulso sim. Qual é a dúvida? Hoje falhou o penaltyzinho da ordem e não sei como é que não fez birra.

      Se fosse um jogador do Benfica a fazer aquilo sem ser expulso o cabeçudo do marques até se espumava pelas orelhas.

      Eliminar
    3. Águia Preocupada25 junho, 2018 22:36

      Cobardia? Incompetência talvez! Não há nenhum penalti e a falta do Ronaldo não merece mais que o amarelo! Faltas daquelas, há-as aos montes nas marcações de cantos e lançamentos para a área!
      E os penaltis, simplesmente ridículos!
      Não temos lá nenhum porque são incompetentes... Mas este e outros que por lá andam, são a fina flor da arte de arbitrar! Isto já é tudo uma grande mentira!

      Eliminar
    4. Se não fosse a "papoila madeirense" não tinhas seleção na Rússia.

      Eliminar
  2. A culpa é do Benfica

    ResponderEliminar
  3. O copo está sempre meio vazio...

    ResponderEliminar
  4. E não esquecer o ridículo cedric e que o Rafael esta também muito mal fisicamente, e este gajo, o "engenheiro" do penta (que cada jogo que passa cada vez mais mostra que só ganhou no porko devido a fruta) deixa de fora do mundial Nelson Semedo e Cancelo, deixa no banco Ricardo e Mario Rui, não convoca Ruben Neves e deixa tal como referido no texto o Manuel no banco.

    Sinceramente, tendo em conta os jogos quem merecia passar a próxima fase deveiam ser Marrocos e Irão pois Portugal e Espanha foram uma miséria.

    ResponderEliminar
  5. Vergonhoso. Lamentável. Desesperante. Ignóbil. Incompreensível. Asqueroso. Medroso. Cobarde. Triste. Assim joga a nossa seleção. É demasiado angustiante ver estes jogos. Marrocos?? Irão??? Absurdo demais. William, João Mário e Adrien...claramente made in "alcoshit". Cedric? Razoável...não se entende como Nelson Semedo e Cancelo nem convocados são...e Fernando Santos continua a insistir. Discordo dos que dizem que Portugal é uma equipa de contra-ataque, Portugal é uma equipa de posse! E Fernando Santos continua a insistir. Recuso-me a ver mais jogos desta seleção. Também creio que não iremos mais longe. No europeu foi sorte a mais, mas este Uruguai não perdoará. Tudo se resume em vergonhoso.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o nosso Messi?!
      Coitado! e o Guedes?
      Tens palas vermelhas!
      Olha a mala, olha a mala...!

      Eliminar
  6. Nunca gostei das opções de Fernando Santos, detestei a forma como jogamos no Campeonato da Europa, e continuo a dizer que foi apenas um grande reco, jogamos à equipa pequena e resultou, nada mais.

    Quando veio a qualificação para o Campeonato do Mundo ainda sonhei que houvesse uma revolução, todos os Moutinhos fora e estes novos miúdos começassem a entrar, em vez disso temos excelentes jogadores fora do mundial, jogadores suplentes muito superiores aos que lá estão dentro, e após 2 jogos péssimos, o seleccionador em vez de corrigir o problema da equipa, o meio campo centro, mantém a nulidade que é o William Carvalho, e só não jogou com o Moutinho porque foi obrigado pela lesão, mas mesmo assim mete o Moutinho a suplente e mete-o a jogar!!!

    João Mário a médio esquerdo foi a cereja no topo do bolo... houve momentos em que apetecia torcer pelo Irão.

    Não existe justificação compreensível para Nelson Semedo não ser titular.
    Não se entende como deixa de fora um central rápido e goleador como o Ruben Dias quando tanto precisamos de velocidade.
    Não existe justificação compreensível para William Carvalho continuar a ser titular.
    Não existe justificação compreensível para João Moutinho estar sequer no banco de suplentes!
    Não se entende como mete João Mário a médio esquerdo.

    Quanto aos demais, aceito, gosto de André Silva e apesar de não ter jogado nada, a culpa não é propriamente dele. Jogou mal como jogou o Gonçalo no ultimo jogo, sem apoio, sem jogo.. nada a fazer.

    Se Portugal a jogar assim ganha o Campeonato do Mundo, a essência do futebol está em risco...

    ResponderEliminar
  7. Levaram-me para o Benfica numa alcofa...

    ResponderEliminar
  8. Havia aí uns iluminados que queriam colocar o Pepe no banco, deixando o FOnte no onze. Foi apenas o melhor em campo, hoje.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente foi, contra esses atacantes do topo mundial..Gonçalo PVZ

      Eliminar
  9. Sendo tão inutil e burro foi campeão Europeu... algo que nenhum iluminado conseguiu antes.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O teu argumento é: O Fernando Santos sacou um duplo 6, ora bem, só pode ser bom a jogar aos dados...........

      Eliminar
    2. " Sendo tão inutil e burro foi campeão Europeu "

      Em 1992, a Dinamarca que até já tinha os seus jogadores de férias quando estalou a guerra nos Balcâs; e devido ao afastamento da Jugoslávia que tinha sido a vencedora do grupo os Vikings foram "chamados á pressa" e tal como os tugas em França com muita sorte à mistura, acabaram por sair vencedores do Europeu "sem saber ler nem escrever" ganhando na final à Alemanha por 2-0.

      Queres convencer-nos que a vitória no Europeu foi fruto de um trabalho de equipa? - ou resultou simplesmente de um golpe de asa de um jogador que nem convocado foi para este Mundial..

      Eliminar
    3. Os outros treinar e eles passear e comer fast food mas era uma grande equipa muito bons jogadores

      Eliminar
    4. Caros Swarija Law e Zé Rui, embora concordando com o vosso ponto de vista, essa história da Dinamarca em 1992 já foi mais que desmontada.

      Eliminar
    5. Como já foi mais do que desmontada e porque fui EU que contra-argumentei com o Ze Rui, conta aqui ai INGNORANTE qual é a VERDADE dos factos,pois faz há pouco mais de uma semana que regressei dos Balcãs e estive à co versa com um guia local que me contou mais uma vez aquilo que eu já sabia

      Eliminar
    6. E para nao falar no Mundial nos Estados unidos onde Bulgária foi jogar a pala do Christo Stoitschkow nem campo de treinos tinham andavam a passear por New York

      Eliminar
  10. A táctica do Fernando Santos: Pontapé para a frente e fé no Ronaldo. Coitado não sabe mais.

    ResponderEliminar
  11. O Fernando Santos pouco percebe de bola, mas ao teu lado parece o Guardiola. Substituir o William Carvalho pelo Manuel Fernandes? Mas alguma vez o Fernandes jogou a trinco. A estupidez do engenheiro foi não ter levado o Ruben Neves. Esse sim é o substituto natural do William.
    Falando do jogo da Selecção, o problema não são os jogadores. É indiferente jogar A ou B. O problema são as amarras defensivas impostas pelo treinador. Não há jogadas de envolvimento perto da área, atacamos sempre com pouquíssima gente, os passes são quase sempre curtos e para o lado, nenhum jogador assume o risco em jogadas atacantes com medo de descompensar as suas tarefas defensivas. Alias um dos critérios para a escolha dos jogadores é esse. Entre um Nelson Semedo que gosta de provocar desequilíbrios na defesa ou um Cédric que não assume qualquer risco, a escolha pende sempre no segundo tipo de jogador.
    O Fernando Santos monte um esquema para nunca perder o norte defensivo, matando toda a capacidade ofensiva da equipa.

    ResponderEliminar
  12. Mais um record de Ronaldo: é o único português a ter falhado um penalti no mundial.

    ResponderEliminar
  13. Portugal jogou como tem jogado, de forma miserável, e foi altamente beneficiado porque não convém ter o melhor do mundo eliminado na fase de grupos (jogador esse também beneficiado ao não ser expulso após uma agressão). Concordo com o que dizes sobre o Manuel Fernandes. Era (a par do Rúben Neves) o médio em melhor forma. Teve a sorte de ser convocado, ao contrário do Neves, mas de nada adianta se for para aquecer o banco. 3 jogos e zero minutos é inexplicável...

    ResponderEliminar
  14. Inteiramente de acordo. O Fernando Santos é do meu respeito mas...pôr um Moutinho engripado quando falta 20 minutos em vez de um Manuel Fernandes para ganhar músculo no meio campo e criar combinações para controlar o jogo não consigo perceber. O André Silva foi igual a Zero! O João Mário que é grande jogador....está a fazer um mundial MUITO fraco. Veremos como vão correr as coisas para à frente. Nélson Semedo............. Vamos PORTUGAL!

    ResponderEliminar
  15. Esta seleção faz lembrar o Benfica de Rui Vitória... pontapé para a frente e fé no pau do Jonas. André Silva, que na minha opinião nem jogou mal, teve movimentos à la Jimenez, sempre a cair na ala, não percebo porquê.

    William fez um bom jogo até aos 60-70 mins, depois rebentou fisicamente. E concordo absolutamente contigo, Shadows, Manuel Fernandes devia ter entrado para segurar o meio-campo. Mesmo que não fosse para tirar o William, Manuel Fernandes tinha de ter entrado neste jogo.

    Continuam as apostas em Cédric e Guerreiro, com o primeiro a não saber cruzar uma bola e a não acrescentar nada de nada a nível ofensivo. O Guerreiro até sobe e tenta participar nas jogadas ofensivas, mas o seu posicionamento defensivo e a sua péssima forma física, deitam tudo a perder.

    Sábado vai ser o primeiro jogo do tudo ou nada e não estou nada confiante. Quero ver como é que o meio campo de Portugal se vai bater contra o do Uruguai e como é que vão conseguir apagar os dois avançados, Cavani e Suárez.
    Vai ser muito complicado...

    ResponderEliminar
  16. Manuel Fernandes apenas está lá para ser o tradutor...

    ResponderEliminar
  17. Os meios de comunicação dragartos não descansaram enquanto não tiraram o Bernardo e Guedes do onze, para aquela bela merda que se viu hoje. Se fosse um dos ex - Benfica a fazer a exibição do william paspalho imagino o que diriam. Que nódoa de jogador. Um espantalho mexe-se mais que aquele tronco com pernas.

    ResponderEliminar
  18. Águia Preocupada25 junho, 2018 22:28

    O mundo do futebol está louco! A Alemanha perde um jogo que devia ganhar! A Espanha empata com Marrocos, cuja selecção fez a vida negra a Portugal, que por sua vez se vê em aflição para não perder com o Irão...
    Isto já não é o que era! Já está tudo de olho aberto e os coitadinhos viraram diabinhos!
    Bom! Hoje, melhor jogador em campo; Pepe! Imperial, foi a todas. Não fora ele e vinhamos de lá grávidos, com o saco bem cheio!
    Pior jogador: William Carvalho! Incrível como o Santinho o coloca na equipa! Não rouba uma bola... E quando ela vem ter com ele, nem se mexe e passa-a logo a outro... às vezes, muitas, passes de meio metro. Não finta, não progride, não luta, enfim, NÃO JOGA! Ainda está pior do que aquilo que eu sempre achei: Um jogador mediano!
    Manuel Fernandes não sabe choramingar... Soubesse ele como o soube Adrien no Europeu e estaria a jogar!
    André Silva? Uns furos abaixo do Gonçalo Guedes! Tanto pediram o moço em campo, que as expectativas foram defraudadas.
    Duas equipas mázitas em campo. Portugal e arbitragem! Dois penaltis que não existem mas que o todo poderoso VAR=humanos!!! quis parir entrando em compensações! Errou no primeiro e depois achou que devia equilibrar a balança!
    Mauzito, para uma equipa que conseguiu - sem saber como - ser Campeã Europeia!
    A saga vai ter o seu epílogo no próximo sábado!
    É caso para dizer-mos: Que porca miséria!

    ResponderEliminar
  19. Desta vez a vaca nao vai chegar. Nao me parece que o futebol do Santos chegue para o Uruguai.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até parece que não se disse o mesmo no último campeonato da Europa na fase a eliminar!

      Eliminar
  20. Aquilo que mais me irrita na selecção da fpf,nem é tanto o péssimo futebol praticado e/ou as más opções do homem do crucifixo !... É, tão somente, o histriónico guinchar do mono de serviço, pago por todos nós, a lamber os 'tímbalos' ao filho da melhor Dolores do mundo de cada vez que o moçoilo, ex-amigo do marroquino, toca na bola ...!

    ResponderEliminar
  21. André Silva MAIOR FLOP DE SEMPRE DASH!

    ResponderEliminar
  22. Uma equipa com os nossos laterais e sem um médio de transição não é completa.

    ResponderEliminar
  23. Não creio que seja motivo para expulsão, como não creio que seja motivo para penalty (Cedric). Este Irão de Queiroz é absurdo. Filmes cada vez que é uma falta, dramas, pressão no árbitro@, incitamento ao público...enfim..faz lembrar um certo clube..mas não falemos disso que somos todos portugueses. Falemos antes do ridículo que é não conseguirmos fazer mais de três passes seguidos. Do absurdo que é Ruben Dias não jogar ao lado do Pepe. Concordo que André Silva não é mau e que bem orientado poderia ser muito bom jogador, mas Gonçalo Guedes tem sido muito bom no Valência..ainda assim pouco tem jogado. Porque razão o Bernardo Silva não joga na sua posição? Absurdo atrás de absurdo...e continuam os nossos queridos jornalistas a dourar a pílula...

    ResponderEliminar
  24. Se o Benfica queria o Diego Laxalt (Uruguai) para lateral esquerdo, depois do jogo de hoje vai ser difícil...

    ResponderEliminar
  25. Quando virá o dia em que a cambada da fpf faz um jogo bem trabalhado e a merecer ganhar?
    O que está a dar é jogar no trinco, chuto prá frente e acreditar na vaca!
    Que burgessos!

    ResponderEliminar
  26. A selecção Portuguesa nao dá para mais. Nada tem a ver com jogadores A, B ou C, tirando o Ronaldo todos os restantes são de 2a divisao Europeia ou estao a fazer um mundial abaixo do esperado, nomeadamente o Bernardo Silva.

    Apenas com alguma sorte passaremos o Uruguai.

    ResponderEliminar
  27. "É uma grande honra ver Portugal a jogar com esta qualidade"
    ??????
    Dito pelo primeiro ministro!
    S o homem percebe tanto de governação como de bola, estamos bem tratados!

    ResponderEliminar
  28. Este blogue está de luto.

    Bem sei que não é só este blogue.
    Este é um dia muito triste para todos neste país.
    Quem ainda não se apercebeu nem sentiu este luto, mais tarde ou mais cedo perceberá.
    A vergonhosa golpada deu resultado:
    A notícia que eu nunca queria ver, nem nunca queria partilhar: "Bruno de Carvalho já não é presidente do Sporting".
    Várias coisas me vêm à cabeça, mas nenhuma com a força duma palavra: INGRATIDÃO.
    Mas ingratidão é uma coisa que nunca será apanágio deste blogue. Por isso o meu muito obrigado a King Bruno. Em especial os seus primeiros quatro anos de mandato
    A época passada falhou o tão esperado penta campeonato, mas isso não pode nem apagará tudo o que fez e disse, as incontáveis horas de diversão que proporcionou, o desejo que provocou no país inteiro de saber notícias sobre o clube que presidia. Que tempos que foram...
    Frases como esta:
    """dentro de vinte anos ainda vou estar cá"""
    E como podia e devia estar cá, não dentro de 20 anos, mas para sempre!
    O que vai ser deste cantinho à beira mar plantado sem este tipo de notícias:
    "desacatos à saída da assembleia" e "Bruno no centro dos desacatos". Tão bom. Mas o King Bruno era sempre assim, sempre disponível, sempre ligado aos acontecimentos do clube, sempre altruísta, sempre dedicado, sempre Bruno.
    Eternamente gratos, até sempre, King Bruno do Alcacete e dos tres olhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes da AG de destituição já sentia a nostalgia que vou sentir daqui a um ano!!

      King Bruno nunca será esquecido!

      Eliminar
    2. QUE SAUDADES JA SINTO DOS PAGAMENTOS PARA ME FINGIR DE BENFIQUISTA

      Eliminar
    3. Sem nada para fazer vai andar por aí a conspirar e a circular no carro que tinha nas garagens de alvalade. Estamos curiosos para saber se o seu amigo ex-talhante volta pro talho. A nao ser que va para treinador. Pode começar por Arouca

      Eliminar
  29. Esta malta toda nervosa e o futebol que interessa só começa a ganhar forma no dia 28... hoje jogou quem mesmo?

    ResponderEliminar
  30. Ontem foi mais um ensaio de Ronaldo ecas Ronaldetes

    Ronaldo, Comunicação social, comenta anti-Benfica suspiravam por ver a sua seleção de sonho em campo

    O treinador Beato Santos fez-lhes a vontade e colocou a equipa dos amigos do Ronaldo

    Mas falhou, faltou o Burro Alves, esse pau de canela...que passou-se???

    E ainda lhe devectercpassado pela cabecacolocar o Beto em vez do Guedes...

    Cedric e Raphael Guerreiro não tem lugar na atual seleção. O primeiro é medíocre comparado com Semedo ou Cancelo. O segundo está em baixo de forma.

    William, Moutinho rebentados

    Cedric fora de forma

    André Silva...quem???? é o cozinheiro??

    Ronaldo a 10 Min do jogo estava de gatas e a assoprar...todo roto...quem o mandou ser extremo ontem????

    Quaresma: o palhaço do costume com o golo do costume...o Irão não é o Uruguai, Alemanha ou Brazil

    O ataque ao Benfica continua, osjogadores made in Benfica continuam a ser enxovalhados por treinador e comunicação social...uma vergonha

    A PARÓDIA ACABOU

    ResponderEliminar
  31. Características do ubuismo

    Caiu Heil Mestre Ubu, aquele que durante cinco anos foi presidente do SCP. Todavia, a sua aparatosa queda não significa o fim do ubuismo, o fim da deriva para a ânsia grotesta de poder, palco e exibição circense. Após Vale e Azevedo e Bruno de Carvalho as estradas conduzindo ao ubuismo continuam abertas, podendo revestir as mais variadas formas.

    O que entendo por ubuismo, palavra criada a partir do livro de Alfred Jarry intitulado Mestre Ubu? O ubuismo é o exercício de um certo tipo de poder, político ou desportivo, alicerçado nos seguintes dez princípios:

    1. Necessidade absoluta de atenção e domínio de outrem
    2. Culto narcísico e megalómano

    3. Perda do princípio da realidade com substituição do possível pelo impossível da vertigem alucinogénea

    4. Adopção permanente de um estilo fanfarrónico

    5. Criação sistemática de inimigos e de culpas e erros externs

    6. Ínfima tolerância às críticas e às sugestões

    7. Uso permanente da auto-vitimização
    8. Oscilação entre a mentira e a verdade consoante os momentos, os problemas e as pessoas
    9. Invenção de uma história de heroicização dos feitos pessoais e dos colectivos geridos
    10. Recurso reiterado às redes sociais para obter, fidelizar e seduzir seguidores

    JotaPê (dragarto pago para fingir ser do slb)

    ResponderEliminar
  32. Quero lá saber, por mim podem levar 4 do Uruguai, estou-me a borrifar para a selecção nacional.

    A. Lopes

    ResponderEliminar
  33. Os jogadores portugueses querem ir de ferias

    ResponderEliminar
  34. O HOMEM DO CRUCIFIXO

    Ora cá está o grande treinador que foi campeão europeu sem saber ler nem escrever, e por esta amostragem, o homem do crucifixo, continua analfabeto, sem perceber uma letra do que é o futebol moderno nos dias de hoje.
    O conservadorismo com que desenha todas as opções tácticas, assente numa movimentação lenta, de passes para trás e para os lados, quase tão irritante como desesperante, sem qualquer rasgo de ousadia ou de imprevisibilidade, torna o futebol da selecção portuguesa num triste e aviltante espectáculo, ponteado por um sem número de equívocos, dos quais resulta um esquema banal e repetitivo que se sufoca em si mesmo, em que o medo de perder suplanta sempre a vontade de ganhar.
    Quando restringimos as opções de escolha, fechando ainda mais o leque variado de recrutamento posto à disposição, apostando as fichas todas sempre nos mesmos, só porque são amigos e confiamos neles, independentemente se estão ou não em forma competitiva, então estaremos a transformar um grupo, uma selecção, numa rodada de amigos a quem pagamos uns copos e contamos umas anedotas.
    Fernando Santos prefere ter o sol escondido atrás da nuvem só porque a nuvem não se pode esconder atrás do sol, isto é, ele sabe que a auréola que ganhou como campeão da Europa é tão frágil e volátil que as circunstâncias que a ditaram exigem agora um teste de avaliação sobre a matéria dada (conquistada).
    Ele por direito próprio (foi campeão europeu), é uma estrela com luz (sorte), tal como o sol que a irradia, no entanto tem receio de encarar essa luz de frente, e de ser traído pelo brilho, daí ele jogar sempre pelo seguro do seu auto-conservadorismo, que lhe é tão caro e característico, e de gostar ter sempre à mão a tal nuvem protectora, onde muitas vezes se esconde e refugia, como se estivesse ainda no tempo das trevas.
    Falta a Fernando Santos a beleza da criatividade, o arrojo da convicção, a harmonia do jogador com a bola e com o seu virtuosismo, o rasgo de ir para cima de peito feito ao confronto e à briga, a liberdade que solte o espartilho da contenção e do calculismo, o pensamento que dê movimento e cor à geometria da jogada e do golo, a imaginação que vá à linha de fundo e centre com conta, peso e medida, para o cabeceamento fulminante vitoriado pela alegria vibrante de todo um povo.
    Mas o Fernando Santos, aquele que conhecemos, o da terra à terra, amarrado aos ditames do anti-herói, é tudo menos isso e o inverso de isso, ao contrário do seu capitão, que é audaz, corajoso, ambicioso, quer ir para a frente, ir à luta e vencer, tem no seu treinador, e na sua maneira de pensar e passar testemunho, o espelho falso de uma realidade que reflecte o que ocorre dentro das quatro linhas, com exibições tão frouxas e disparatadas que os corações quase não aguentam a tanta apreensão e incerteza.
    Se Fernando Santos, no final de um jogo, ficar mais desgastado e insatisfeito do que mais feliz por simplesmente ter vencido, então ele sabe, que por dever de consciência e porque ela lhe pesa, reconhece que nada fez para ter este prémio ou benesse, assim como os jogadores em campo, que cumprem as ordens que dele recebem, também se sentem frustrados e abandonados como órfãos de um jogo que não é deles, mas que têm de jogar.
    Passada a primeira fase, com muita dificuldade e sem brilho, é chegada a hora do mata-mata. E aqui chegados, não há muito para inventar, ou se joga bem e melhor que o adversário, e a vitória fica mais perto, ou então, prefere-se jogar mal e assim-assim, contando que a sorte faça o resto, com um golito caído do céu aos trambolhões, como aquele do Éder, que para as pessoas crentes como Fernando Santos julgam poder repetir, abusando da dádiva e do favor dos deuses, que já não devem estar loucos, mas sim cansados e saturados de tantas borlas.
    O Uruguai é já a seguir, do que falta cumprir à selecção!

    José Reis

    ResponderEliminar
  35. Neste 433, os alas não se fixam, os MC andam a passear em campo, ora vão às alas, ora andam a tentar sex box-to-box sem critério nem pulmão nenhum. William a dar razão a todos aqueles que dizem (incluindo eu) que ele não sahe construir jogo. Ronaldo não está a conseguir desequilibrar na ala nem a impôr-se na área.
    Acho que a Seleção deveria voltar ao 442.
    William e Adrien no meio. Guedes e Bernardo nas alas. Ronaldo e André Silva a PL. Tudo com funções e posições fixas sem andarem a deambolar em campo.
    Se os da frente continuarem a deambolar em campo, prevejo que no próximo jogo, o ataque do Uruguai vai martirizar a nossa defesa. Raphael Guerreiro vai ceder, Cédric também. E o Pepe não vai chegar para as lacunas de Fonte.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares