O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Considera que Rui Vitória deve mudar de modelo táctico?

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

O vídeo-árbitro teria "LEGITIMADO" a marcação de dois penalties contra o Sporting

Avatar
 ●  + 47 comentários  ● 
Diz o Shadows, e bem, que o que de pior existe no futebol em Portugal é a classe dirigente, e que não vê, como eu não vejo, nenhum agente desportivo dizer uma vez que seja que ganhou um jogo por causa de um engano do árbitro. Por diversas vezes já aqui escrevi mais ou menos a mesma coisa, não só para a classe dirigente, como para treinadores e até comentadores desportivos em representação de clubes.

Na minha opinião, assumir publicamente que em certo jogo o árbitro deu uma ajuda preciosa na vitória pelo seu mau juízo de um lance capital, não é sinal de fraqueza! É sinal de força! Força essa que nos dá depois o direito moral de também nos queixarmos (e sermos ouvidos e levados a sério) quando nos sentimos prejudicados.

Mas o que o Shadows diz é daquelas generalidades com que é facílimo concordar, mas que depois não tem qualquer aplicação prática... Repare-se: Falamos dos dirigentes, dos treinadores, dos comentadores e da sua completa parcialidade mas... E NÓS, OS ADEPTOS? São a grande maioria dos adeptos da bola possuidores desta postura e desta clarividência e deste espírito de fair-play que se pretende e reclama para os outros?! Não, não são!  

Já aqui escrevi também mais do que uma vez que, embora nós queiramos sempre parecer que não, os adeptos de Benfica, Porto ou Sporting são feitos da mesmíssima massa, mesmo a nível mental e comportamental! Esqueçam essa mania de que moralmente uns são mais impolutos do que outros, e que em situações idênticas, adeptos de diversas cores têm comportamentos diferentes!

Tudo tretas! E o mais difícil nestes momentos é sempre colocar-nos na pele dos outros adeptos e aceitar que, em situação idêntica, se calhar agiríamos exatamente como eles! E exemplos não faltam!

Quantas vezes não andámos nós, Benfiquistas, a lembrar o campeonato perdido por causa do golo do Maicon em fora de jogo de centímetros na Luz? Erro do fiscal de linha? Claramente!

Mas um lance de dificílimo juízo visto que o lance resulta de um livre marcado entre a grande área e o meio campo, junto à linha lateral do lado do fiscal de linha, e ser humanamente impossível ao fiscal de linha ter os olhos na bola no momento em que esta parte e na linha de fora de jogo ao mesmo tempo. Este lapso de tempo, décimas de segundo, em que o fiscal de linha NÃO PODE ter os olhos na linha de fora de jogo (porque tem de ver a bola partir primeiro e esta parte do lado oposto) é suficiente para justificar o erro! Se não querem erros, ponham lá máquinas. Se querem homens têm de aceitar o erro como parte integrante do jogo, ainda que custe a todos!

Mas quantas vezes não andámos nós Benfiquistas a desvalorizar a 100% as vitórias do FCPorto, mesmo a nível Europeu, porque segundo nós, aquilo só aconteceu devido aos apitos dourados, aos marfins e às frutas?!

Já alguém ouviu um Benfiquista dizer que, APESAR dos marfins e das frutas, em muitas das épocas em que o Benfica ficava a mais de 20 pontos do campeão, o Porto seria sempre campeão, mesmo sem frutas, porque era muitíssimo melhor que o Benfica em organização, em prospeção, em mentalidade e em qualidade do plantel?

O que esperamos nós agora, afinal? Que Sportinguistas e Portistas venham reconhecer a nossa superioridade e os nossos méritos nas conquistas recentes?! Claro que não, porque repito, a mentalidade é a mesma e a massa critica também, sejam eles vermelhos, azuis ou verdes!

Para os Portistas pois, há-de haver sempre um campeonato do túnel, como para os Benfiquistas há-de haver sempre o campeonato do Maicon, como o outro foi o do Estoril Gate, como o outro foi o campeonato da fruta, como há dois séculos atrás o último título do Sporting foi o dos vinte penalties do Jardel! And goes on and on and on!

E isto leva-me para onde? Que nada disto é novo! Este clima que se vive hoje em Portugal é o mesmíssimo clima de sempre, incendiado quase sempre pelas equipas que perdem, e nós, Benfiquistas, também já lá tivemos, com ou sem razão, quando perdíamos mais vezes claro está! Agora?! A ganhar claro que é mais fácil não reclamar tanto!

Este é o clima que em Portugal sempre fez lei e se permite ter! E permite-se ter porquê? Porque as entidades que gerem o futebol português são reféns da força dos três Grandes, e sabem que um já de si paupérrimo campeonato português, morreria simplesmente se um dia Porto, Benfica ou Sporting levassem um castigo exemplar e deixassem de competir ao mais alto nível!

E é por isso que cada um diz e faz o que quer e fica impune! É por isso que José Mourinho vai para Inglaterra criticar árbitros e leva um castigo exemplar! Porque em Inglaterra, nem Mourinho, nem United, nem Liverpool são maiores do que a Premiership cujos interesses coletivos estão acima de qualquer individualidade, ao contrário do que acontece em Portugal, onde a força dos três grandes abafa qualquer ordem que se queira impor!

Erros dos árbitros?! Meu Deus! Acontecem em todos os jogos e em todos os campeonatos! Alguém viu o penalty não assinalado sobre Neymar ontem contra o Bilbao ou a expulsão e o golo em fora de jogo escandaloso que ajudaram na vitória do United sobre o West Ham na última jornada? Aquilo em Portugal dava direito a escolta policial!

O problema aqui é definir o que é um erro arbitral já que, como já aqui disse mais do que uma vez, e esta a minha razão para ser contra o vídeo-árbitro, é que 90% dos lances de um jogo de futebol são altamente discutíveis e dependem do critério ÚNICO de quem analisa!

A verdade é que havendo um vídeo-árbitro no jogo do Setúbal-Sporting por exemplo, haveria mais do que legitimidade para, através das imagens, se ter marcado, não um, mas dois penalties contra o Sporting!

E repare-se, eu disse LEGITIMIDADE, porque também é legítimo alguém achar que mesmo havendo o toque (que legitima a marcação da falta), que esse toque não seja suficiente para justificar a queda!

O que faz falta ao futebol português não é pois o vídeo-árbitro, já que este, se um dia fizer lei, ESCREVAM O QUE VOS DIGO, só vai tornar o futebol ainda mais confuso e mais polémico! E já nem falo no aborrecimento! 

É totalmente INACEITÁVEL, que havendo um toque nas pernas e um encosto por trás em Edinho, um árbitro marque penalty conta o Sporting, e depois essa decisão seja alterada numa TV, porque UM OUTRO ÁRBITRO, ao ver o mesmo toque, ENTENDA QUE O TOQUE NÃO É SUFICIENTE PARA FAZER O JOGADOR DO SETÚBAL CAIR! Ou o árbitro que manda é o que está no campo ou é o que está na TV! Não pode ser o da TV a mandar mais do que o do campo, quando o que diferencia um do outro é apenas e só a interpretação que faz do lance!

O que faz falta ao futebol português não é pois o vídeo-árbitro! Em primeiro lugar, o que falta são os próprios árbitros, porque num país onde obviamente só um tolinho quer ser árbitro, exigir uma elite de qualidade num país onde não há árbitros que cheguem (e eu sei do que falo porque já lá andei, e sei como no curso que tirei, até aqueles que chumbaram nas provas físicas receberam as insígnias e foram apitar – porque não há outros), é completamente demagogo! E depois, claro, falta uma Liga e uma Federação fortes (dificílimo de conseguir porque o poder dos três grandes abafa tudo), castigos exemplares, e se calhar uma mentalidade diferente, também da parte dos adeptos!

E já agora, duas pequenas alterações às leis do jogo: tentativa de enganar o árbitro devia dar cartão vermelho direto e não amarelo, e castigo ao treinador devia dar treinador na bancada mas sem poder ir ao balneário nem comunicar com o banco durante os jogos, senão, esta hipocrisia de castigos, mais não é do que transformar um treinador de futebol num de rugby, e às vezes da bancada até se vê o jogo melhor!

E claro, tecnologia com juízo imediato (sem ter de se parar o jogo) para os únicos lances 100% objetivos num jogo de futebol, como são os lances de fora de jogo ou bola para cá ou lá da linha, também aqui como uma ressalva, já que até os foras de jogo podem ser subjetivos, no caso de foras de jogo de posição.



47 comentários blogger

  1. Fernando coimbra06 janeiro, 2017 16:07

    "É totalmente INACEITÁVEL, que havendo um toque nas pernas e um encosto por trás em Edinho, um árbitro marque penalty conta o Sporting, e depois essa decisão seja alterada numa TV, porque UM OUTRO ÁRBITRO, ao ver o mesmo toque, ENTENDA QUE O TOQUE NÃO É SUFICIENTE PARA FAZER O JOGADOR DO SETÚBAL CAIR! Ou o árbitro que manda é o que está no campo ou é o que está na TV! Não pode ser o da TV a mandar mais do que o do campo, quando o que diferencia um do outro é apenas e só a interpretação que faz do lance"

    Mais nada, este parágrafo resume tudo.
    O toque existe, é a interpretação que muda. Imaginem que o video árbitro era um painel de 3 árbitros, 2 diziam sim e 1 dizia não. O que acontecia? O que pensariam os adeptos?
    Uma coisa é o erro humano, que nós tirando as palas percebemos que pode existir. Agora pergunto, o que aconteceria se 1 video árbitro assinalasse algo que nós nas imagens não concordássemos de todo? Deixávamos de achar que era uma falha humana para uma falha propositada.

    É na qualidade dos árbitros e na sua permeabilidade que está o problema. não na tecnologia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se eu disse quase tudo tu disseste o que faltava acrescentar:

      "Uma coisa é o erro humano, que nós tirando as palas percebemos que pode existir. Agora pergunto, o que aconteceria se 1 video árbitro assinalasse algo que nós nas imagens não concordássemos de todo? Deixávamos de achar que era uma falha humana para uma falha propositada."

      O próximo passo vai ser ver os paineleiros na TV a comparar lances de arquivo que os árbitros analisaram pela TV e a perguntar porque é que no jogo A decidiu assim e no B assado.

      A suspeição aumenta, e os árbitros já não podem dizer que se enganaram porque no campo não viram bem o lance!

      Quem quer ser árbitro nestas condições?!

      Eliminar
    2. Redmoon, algumas das tuas ideias sobre erros arbitrais e o comportamento dos adeptos, jogadores e dirigentes que dai advém, ainda as consigo compreender e até subscrever. Agora quando misturas erros arbitrais, com CORRUPÇÃO ACTIVA DE AGENTES DESPORTIVOS por parte do Futebol Clube do Porto e seus dirigentes... só mostra que tu não só vives em Portugal e muito menos em Inglaterra... tu vives e não sabes éno mundo da lua :)
      NUNCA te esqueças que o que levou toda a estrutura do Benfica definhar nessas décadas de CORRUPÇÃO ACTIVA DE AGENTES DESPORTIVOS por parte do FC e seus dirigentes... foi precisamente a consequência desses mesmos CRIMES.

      PJ APITO DOURADO

      Eliminar
    3. Concordo na implementação de coisas objetivas. Formas de jogo, cantos ou lançamentos. Tudo o resto, é demasiado subjetivo para se achar que o vídeo árbitro pode resolver. Acho inclusivamente que nesses lances, é prejudicial a utilização de vídeo árbitro. Porém, se aplicado só a foras de jogo, o árbitro depois não conseguiria ver só o fora de jogo, mas todo o lance. Acho que d facto o vídeo árbitro só vem atrapalhar isto.

      Eliminar
    4. MARQUÊS DA PRAIA E MONFORT

      Mas onde leram vc's que é outro árbitro que decide o que se vê no video árbitro?QUEM DECID É SEMPRE O ARBITRO DE CAMPO. As imagens do chamado video árbitro são para esclarecer o árbitro para ele manter ou mudar de decisão.Mas a decisão é sempre dele.
      HUMANAMENTE IMPOSSIVEL VER SE O JOGADOR (MAICON) ESTAVA EM FORA DE JOGO? Mas só pode estar a brincar.Já alguma vez viu como se controla a marcação desses livres?O jogador MAICON e outro está em fora de jogo e o arbitro auxiliar vê pois tb olha para lá antes da marcação.Depois da bola partir eles ainda estão em fora de jogo e ele só lhe competia marcá-lo.NÃO MARCOU PQ sabia o que lhe aconteceria se marcasse.Valeu um campeonato. Ou se fala do que se sabe ou então mais vale não dizer nada.
      Este artigo está cheio de imprecisões dando a ideia que imaginação não lhe falta mas sabedoria desportiva é coisa que não tem

      Eliminar
    5. Marquês,

      Não alteres o que eu disse... Eu não disse que era HUMANAMENTE IMPOSSIVEL VER SE O JOGADOR (MAICON) ESTAVA EM FORA DE JOGO... O que disse é que há muitos lances daqueles em que é humanamente impossível ter os olhos na bola que parte e no penúltimo defesa ao mesmo tempo, situação que potencia imediatamente a hipótese de erro!

      Em muitos casos, o fiscal de linha faz o melhor que pode mas limita-se a adivinhar, com a menor margem de erro possível.

      Eliminar
    6. Depois há outra questão que o Colina como grande arbitro que foi, disse e bem, imagens em camera lenta adulteram a realidade, faz as coisas parecerem uns encostozitos um toquezitos quando não foram. Já nem falo nas imagens paradas que o corruptos de contumil tem disparado cá para fora como prova de penaltis por marcar lol

      Eliminar
    7. RedMoon

      Para avaliar, sem erros, a marcação de livres laterais, há uma 'coisinha' que ajuda quem não se distrai (ou não se quer deixar distrair!) - a desculpa apresentada pelo árbitro assistente, enquanto a equipa era homenageada pela ... A.F. do Porto - e que se chama visão periférica !...
      O saber popular diz-nos que é mais ou menos o mesmo, "que ter um olho no burro e o outro no cigano", excepto para o Abrantes Mendes ou o Pizzi !!!

      Eliminar
  2. Excelente! Não partilho da mesma opinião sobre as vantagens das novas tecnologias na ajuda ao desporto, mas a tua opinião é tão clara, tão isenta e desprovida de côr que assim dá gosto. Parabéns pelo dismistificar de pseudo etinas/raças entre sportinguistas, benfiquistas, etc. brrilhante!!

    Saudações leoninas.

    ResponderEliminar
  3. Fica o meu caro a saber que no golo do Maicon, como nos outros livres, os olhos ficam na linha de fora-de-jogo e OUVE-SE o bater na bola. E é por isso que o fora-de-jogo foi absolutamente inqualificável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto. Ao menos podia ter usado outro lance, aquele golo foi escandaloso.

      Eliminar
    2. Diz-me lá onde tiraste o curso porque seguramente não foi no mesmo sítio que eu. E provavelmente também nunca estiveste num campo de futebol de 11 a apitar jogos a sério, para teres sequer a noção da impossibilidade que é em tantos momentos do jogo, de analisar um fora de jogo com a precisão que se exige num jogo que se desenvolve cada vez mais rapidamente.

      Achar-se que num estádio com 65000 pessoas um fiscal de linha se fia no som de um chute na bola, às vezes a 40 metros, é de loucos!

      Nos tempos modernos, com a tecnologia que não havia há 15 anos atrás, muitas vezes o que acontece é o sinal da partida da bola ser dado ao fiscal de linha pelo auricular

      Eliminar
    3. Eu não invejo nada a vida dos árbitros....

      Eliminar
    4. Eu andei lá dois anos por brincadeira, árbitro da associação de futebol de Lisboa, e garanto te que é dificílimo.

      Vi lá muitos a apitar 4/5 jogos por fim de semana só pelo dinheiro extra no fim do mês que equilibrava as contas lá de casa.

      Mesmo em jogos de miudos, em campos pelados, vai lá ver como é apitar um Musgueira X Vilafria, em jogos sem vedação e praticamente sem polícia :)

      E vai lá traçar linhas de fora de jogo com os olhos, em campos pelados, ou mesmo relvado sem nenhum corte de relva que ajude pelo menos o fiscal de linha a ter algumas referências no campo.traçar com exactidao uma linha virtual com os olhos que atravessa um campo com 50 metros, e com defesas e avançados que se descolam à velocidade da luz!

      Sabes que um mau posicionamento de centímetros de um fiscal de linha, representa apenas centímetros perto de ti, mas se prolongas essa linha apenas 5 cm torta com os olhos para ajuizar um fora de jogo do outro lado do campo, esses escassos 5 cm tornam-se num erro de bem mais do que um metro?

      Na TV é fácil, isto quando está lá a linha do fora de jogo, mas quando a sport tv decide não lá por a linha já ficas com dúvidas!

      Eliminar
    5. MARQUÊS DA PRAIA E MONFORT

      Só podes ter andado mesmo por brincadeira para afirmares o que afirmas.
      1º - Um arbitro auxiliar para acompanhar uma jogada de ataque tem mais dificuldades porque tem que acompanhar o movimento quer dos atacantes quer dos defesas e ai pode ficar adiantado ou atrasado com a linha dos defensores e fica dificil decidir do fora de jogo.
      2º - Na marcação de um livre com defensores e atacantes colocados junto à linha limite da grande área a dificuldade é quando na marcação do livre há um movimento dos defensores no sentido da baliza que pode provocar confusão se o atacante estava em fora de jogo mas fica no meio do movimento defensivo.
      3º - No caso infeliz que ecolheste os dois atacantes estiveram sempre em fora de jogo e ai o arbitro auxiliar não precisa de ajuda nenhuma para marcar o fora de jogo.Só precisa de ser honesto.
      4º - Quem está ao nivel do relvado não vê nenhum corte.Só quem está num ponto mais alto da bancada é que o vê.
      5º - Essa do Vila Fria ir jogar com o Musgueira deve ter ido muitas vezes.Em que categoria?Nos Juniores? Hei-de perguntar ao Batata quantas vezes lá foi.
      6º ~Quanto ao ter que estar com um olho no "burro" e outro no "cigano" "ouvi" dizer que os arbitros auxiliares quando terminam a carreira estão com os olhos tortos. É como quando se vai a conduzir uma viatura só se olha em frente e não se vê nada na periferia.Isto da visão periférica é tramado.

      Eliminar
    6. Fiar-se no que se ouve quando se bate na bola é bom pois ela grita...

      Eliminar
  4. Esse exemplo do fora de jogo do Maicon foi muito infeliz. É que o jogador esteve sempre à frente do último defesa, desde antes da bola partir até a bolo entrar na baliza. Não é o caso típico de o jogador estar adiantado apenas no momento exacto em que a bola é batida. Portanto, qualquer que fosse a ocasião em que o fiscal de linha olhou para ele, sempre o viu à frente do último defesa. Não é um erro aceitável.
    Sérgio.

    ResponderEliminar
  5. António Madeira06 janeiro, 2017 16:30

    Lamento, mas parei de ler na parte do golo do Maicon.
    Tal como disse o POC, os fiscais de linha não veem, OUVEM! a bola partir.

    E mais não digo por respeito ao Redmoon.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achar-se que num estádio com 65000 pessoas o fiscal de linha se fia no bater na bola que às vezes é feito a 40 metros de onde ele está é que é de bradar aos céus!

      Eliminar
    2. Amigo tu é que não percebes, o fiscal linha tem de estar a ver a linha de fora de jogo. Não pode estar com um olho no "burro" e outro no "cigano".

      Eliminar
    3. Pois não pode... mas tem de estar... o problema é precisamente esse...

      Ou num lance de bola corrida, num passe por exemplo do central para a grande área oposta, também é pelo som do chute? :)

      Se ele quer ver o chute, durante algumas décimas de segundo não vê o penúltimo defesa, e quando lá volta a colocar os olhos já houve deslocamento.

      Eliminar
    4. Assim fico desapontado,caro António Madeira...já me preparava para alvitrar a" explicação das explicações:
      o daltonismo do dito fiscal de linha ! é que embora seja evidente que o azeiteiro estava adiantadissimo
      ( all the time ), é um facto que o " azul-e-branco-em listas-verticais-sobre-calção-azul-ferrete " se confunde facilmente com o vermelho-vivo-sobre-calção-branco " , ainda por cima num campo tão mal iluminado como o nosso , sempre ao lusco-fusco...

      Semper Aquila

      Eliminar
  6. Tomara nós todos que o futebol fosse com o rugby onde a relação árbitro/jogadores é muito diferente desta no futebol

    ResponderEliminar
  7. Muito bom post, finalmente!
    Pena que não foi preciso esperar por mais do que um comentário para ver que cai em saco roto: perdemos esse campeonato, como muitos outros, por não termos sido tão competentes dentro de campo quanto o rival.
    felizmente isso mudou.

    ResponderEliminar
  8. Bom texto, mas dar exemplo desse lance do Maicon foi muito infeliz.

    Não esquecer esse golo do Maicon "começou" aqui (https://www.youtube.com/watch?v=z0ws40I_0W4) e em Guimarães.

    ResponderEliminar
  9. Em setubalESTA PROVADO que o apitador favoreceu o SCP. É mesmo assim continuam a bater no ceguinho.

    ResponderEliminar
  10. Depois da morte de Eusébio o Benfica ganha 3 campeonatos e torna-se tricampeão e Portugal était campeao da Europa o grande construtor disto é o Rei !

    ResponderEliminar
  11. Antes de mais sou totalmente contra o video-árbitro, basta ver as peixeiradas de inicio de semana à noite, e os juizos de tribunal, resumindo ninguém se entende, nem tão pouco os árbitros.

    A situação actual do futebol português, não dignifica em nada o titulo de Campeão Europeu de Futebol.

    Toda esta história palerma começõu (e voltamos ao mesmo) com os famosos vouchers, a partir daí parece que isto ainda mal começou, estando até mesmo muito longe de terminar. São acusações daqui, comunicados dali, entrevistas de acolá, programas de além, enfim uma completa série de mesquinhices dignas das crianças de infantário que fazem birra apenas por 2 razões, por tudo e por nada!

    O grande problema nomeio disto tudo, é que pc já viu que o plantel liderado pelo ar intelectual do seu treinador, foi mais um tiro nos pés, e com mais uma época falhada (em Janeiro o porto está apenas na luta pelo campeonato, veremos até quando), o resultado no final será a natural contestação, nem resultados desportivos nem financeiros, está-se mesmo a ver o que pode causar. Ah não espera lá, pc domina os sd e eles amedrontram toda a gente,ainda há uns tempos foram jantar a um restaurante apenas porque tinham fome. É uma claque legalizada logo tem de ser responsabilizada!!!

    Do outro lado bdc tem eleições em março e pelo andar da carruagem já tem um pé dentro e outro fora do tacho, a contestação naturalmente comecerá a aparecer, 23M gastos em flops, jj com ordenado principesco, e resultados nem vê-los, muitas vitórias morais (demos banho de bola, jogamos taco a taco) e muitas derrotas em campo (e fora,os tribunais que o digam).

    Estes 2 imbecis têm algo em comum, ambos dominam as suas gentes pela coação e pelo medo instalado, as claques legalizadas são bem capazes de assustar muito boa gente!!!Mas quando toda a gente se revoltar as claques não serão solução para nada!!! Resultado vamos culpar as arbitragens que a base de apoio acredita e apoia, os outros que se calem muito caladinhos.

    Os erros são apenas desses 2 imbecis e estão a provocar um tumulto!!

    ResponderEliminar
  12. RR É UM SENHOR <3. Upah deixem o Benfica fora desta "BS",sobre árbitros.

    ResponderEliminar
  13. a tua incoerência é total..

    atualmente existem 4 árbitros em campo... até o árbitro das substituição pode mandar expulsar delegados, treinadores e outros agentes.

    a decisão do árbitro principal pode ser alterada por indicação de qualquer outro árbitro assistente junto à linha...

    então qual é o problema de ser um outro árbitro através de imagens e repetições alterar a decisão?

    o que tu queres sei eu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh nabiça, se vês na televisão árbitros a verem as mesmas imagens e uns a concordarem, e outros a discordarem, diz-me lá se acontecesse um lance em q todos os árbitros achassem que não, e tu no alto da tua sapiência, achassem que sim? Ias concordar com a decisão do árbitro? Ou isso dizer que a culpa é do Benfica? É q com esta subjetividade, isto pode mto bem acontecer

      Eliminar
    2. O problema meu caro, é que uma coisa é o quarto árbitro assinalar algo que o árbitro de campo não viu.

      Outra bem diferente é num lance que o árbitro principal viu bem, o quarto árbitro ir alterar o que o principal decidiu, apenas por analisar o lance de forma diferente mas na mesma discutível.

      Eliminar
    3. pois foi isso mesmo que o árbitro auxiliar fez...

      o rui oliveira não assinalou grande penalidade nenhuma, mas o árbitro assistente deu-lhe essa indicação, de uma coisa que ele não viu.

      e assim se fez. A decisão foi alterada em tempo real. O árbitro principal foi influenciado...

      Assim já serve. Partilhar a decisão com 4 árbitros pode ser.
      O video não, que horror.

      Eliminar
    4. Olha quem está de volta: o do joelho de caruncho, o do reformado do Valência.

      A trampa que defende o vídeo-vasco deveria informar-se antes de produzir vómito e atentar, por exemplo, no modo como os americanos usam os meios tecnológicos nas suas ligas e perceber os princípios e aquilo que pode ser revisto.

      Mas para todos os remelosos que andam por aí a reclamar acerca do Benfica, vão perguntar ao Luís Duque como é que o spitting conseguiu dois títulos na viragem do século. PERGUNTEM-LHE, c****o!

      Eliminar
    5. Estás a falar da validação por Bruno Paixão, do 'off-side de metro e meio', em Moreira de Cónegos e que vos manteve na luta até ao final do Campeonato passado ?!...ou do penálti e expulsão perdoada ao Naldo em Arouca!...

      Eliminar
  14. Definitivamente, estes posts vão de mal a pior..

    ResponderEliminar
  15. Não concordo em nada com a opinião relativa ao golo do maicon. Lembro-me perfeitamente desse lance. O Maicon esteve sempre em fora de jogo (e não centímetros, foi meio metro - 50 cms), e esteve sempre à frente da defesa do Benfica, desde de que os jogadores de posicionaram, o arbitro apitou e a bola foi metida na área. Muito fácil de analisar e decidir sem qualquer duvida. E ainda por cima não foi uma jogada corrida, foi lance parado, muito fácil de avaliar para o fiscal de linha, que ainda por cima era internacional.
    Curioso que esta mesmo fiscal de linha foi depois ao europeu com o mesmo arbitro (Pedro Proença...) e não falhou nenhum lance de fora de jogo, mesmo alguns muitos difíceis, muito piores que aqueles, por isso...
    FOX69

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Resumir o texto ao lance do Maicon é que me parece descabido.

      Em resumo, tu é outros vêem intencionalidade na não marcaçao daquele fora de jogo.

      Não te admires portanto de nos dias de hoje, Sprtinguistas e portista acharem a mesmíssima coisa em lances que eles achem que os prejudicam.

      E daqui não saimos: todos diferentes todos iguais

      Eliminar
  16. Um bom post para discussão. Como é normal há concordâncias e discordâncias, muito embora o objectivo global seja conseguido. Alguns exemplos pouco felizes como o do golo de Maicon. De resto basta fazer uma retroespectiva para comprovar a principal razão das continuadas vitórias do FC Porto anos a fio.
    É evidente que num confronto simples poder-se-á dizer que ganha o mais competente, mas todos sabemos que essa 'competência' pode ser alicerçada em pilares contaminados e quando eles se desmoronam, regressa a vil tristeza da incompetência...
    Não concordo em absoluto com a tese que 'os adeptos são todos iguais...', a menos que a referência seja para as franjas mais radicais, potenciadas por dirigentes e não só.
    Aqui é preciso começar a agir sob pena de ser perdido definitivamente o controle. A algazarra diária de dirigentes preocupa e a não existência de sanções 'exemplares' provoca um sentimento de impunidade.
    Depois, os execráveis programas diários só contribuem para a confusão e a imprensa escrita não lhe fica atrás, sempre a correr atrás de tiragens e audiências.
    Só concordo com o vídeo-árbitro parcialmente. A sua generalização não vai certamente contribuir para resolver o problema. Pelo contrário, vai antes agravá-lo.
    António Guerra

    ResponderEliminar
  17. Parabens. Belo post.
    Eu, como benfiquista, sempre me insurgi contra as velhas desculpas dos árbitros para a explicação dos 30 anos de domínio do FCP. É verdade que o FCP foi muito beneficiado, mas o SLB pôs-se a jeito com equipas paupérrimas. OS consulados Jorge de Brito-João santos- Manuel Damásio-Vale foram terríveis. A falta de planeamento era norma até que acabamos a eleger para presidente esse canalha e vigarista encartado do VA (ia chamar-lhe mentecapto mas mentecaptos, se calhar fomos nós). As equipas do SLB foram-se degradando a níveis impensáveis. Lembro-me perfeitamente de um ano em que alguém, em “ABOLA” , disse que O SLB jogava em 1-0-1: Preud’Home à baliza, um imenso zero na defesa e meio campo e João Pinto lá na frente. Chegou ao cúmulo de empurrar JVP para fora ajudando a lagartagem a ganhar o seu último (ou penúltimo) titulo. Esta nódoa servirá sempre para voltarmos à realidade quando pretendermos dar uns ares de superioridade. Questiono muita das decisões tomadas (e que são regular e saudavelmente questionadas neste blog e noutros sites) mas tenho que reconhecer que com LFV demos um grande salto. Equipas com várias soluções, um treinador com um discurso correto ( o passado não interessa, recordes são muito bonitos mas senão houver títulos valem zero, etc…). Os rivais, um comandado por um velho senil, outro por esse portento de ética e inteligência que é o Babalu têm planteis com imensas lacunas, mas a culpa é deles.

    F. Gomes

    ResponderEliminar
  18. Falam tanto do fora do jogo do Maicon e não falam do braço e mão do Cardoso na bola que parecia estar a jogar andebol dentro da area do Benfica que é um penalty flagrante. Porque será que tanto insistem no Maicon?
    Como dizia Hitler: uma mentira dita mil vezes torna-se uma verdade.
    https://www.youtube.com/watch?v=kCyOTs_fVdE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou te responder devagarinho para veres se entendes:
      "E S T A V A - S E A C O M E N T A R U M F O R A D E J O G O e não uma mão na bola ou mão na bola. PERCEBESTE OU QUERES QUE TE FAÇA UM DESENHO?

      De Hitler deves saber bem pois és seguidor duma imitação hitleriana no teu clube e agora apareceu um copiador.

      Eliminar
  19. RedMoon: Só tenho a agradecer-te o brilhante post. Sou portista, mas revejo-me totalmente no que escreves. Claro que quem ganha acaba por ter mais poder e quem tem mais poder, acaba por ganhar. Tudo o resto, de um lado e de outro, são desculpas para quem não fez o trabalho de casa. Dúvidas, questões, opiniões divergentes haverá sempre. são elas o "sal da vida".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A grande diferença está aí, não és 'morcão'!...És portista !!!

      Saudações Desportivas

      Eliminar
  20. Parabéns redmoon. Um verdadeiro, mais que benfiquista, um homem sério que gosta de futebol. Parabéns.

    ResponderEliminar
  21. Observemos a natureza dos seres humanos ... quando ganhamos somos os maiores, contra tudo e contra todos, quando perdemos, é o azar, os árbitros, os dirigentes, as lesões, o estado do relvado, nunca tem nada a ver com o plantel, as decisões, o modelo de jogo, ou algo similar. O Porto e o SCP têm sofrido imensos erros de arbitragem nesta época, o Benfica também alguns, e o jogo da Madeira foi jogado perante uma arbitragem SURREAL. Os planteis do SCP e do Porto são insuficientes, foram gastas quantidades de dinheiro estúpido nos últimos anos, esses clubes estão com uma incapacidade de se reforçarem decisivamente. O Sporting tem um grande treinador que não é mágico, o Benfica que se cuide porque o dinheiro que se tem gasto estupidamente talvez venha a fazer falta, digo eu... sei lá.
    É com mérito que o Benfica está na frente, méritos de RVitória e dos jogadores, como antes foi de JJ e dos jogadores. A direcção do Benfica tem tomado decisões que prejudicam o clube, mas como existe muito dinheiro a circular e se começou a ganhar, estamos todos felizes. Relembro que a compra e venda de jogadores tão do agrado da maioria dos adeptos e sócios tem dado prejuízo porque o passivo aumenta, não é preciso um doutoramento em economia, parece-me. Cuidem-se.
    Abraços

    ResponderEliminar
  22. Sou Luiz Sousa - Portista

    ReedMoon, parabéns pelo teu post... com oqual concordo plenamente.
    Impossivel decidir os erros de fora de jogo quando tudo se movimenta... mesmo o do Maicon que todos reclamam (e as maos do Tacuara? e o facto de ainda faltarem 5 jornadas...e tantaos outros factores... mas deixem lá).

    Como bem dizes, se nos programas de Tv ninguem se entende com as repetições, quem o iria fazer em campo a ver as imagens no ecrã??

    Havera sempre erros e aqueles fora de jogi em movimento são parte do jogo e quando é por centimetros é facil deixar passar.

    De qq forma parabens por tb assumires que quando o FCP ganhava (tb no internacional)ninguem dava valor... e por isso não se pode esperar reação diferente, principalmente quando se fala a nivel nacional onde a Com Social sempre apresenta o copo bvermelhp meio cheio e o azul vazio... o de verde, coitaditos...!!!

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

recentes

ranking

Em Defesa do Benfica