O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 20 de agosto de 2016

A quem é que isto beneficia? Aos clubes não é seguramente!

Avatar
 ●  53 comentários  ● 
Há uma palavra mágica que ocorre todos os finais de época e que faz as delícias dos adeptos e da imprensa nacional: É a palavra “Reforços”...

É a ideia de reforçar a equipa, de adquirir novas e melhores armas, a ideia de que, com tanto reforço ano após ano, as equipas se tornam manifestamente mais fortes dentro do campo do que seriam em anos anteriores...

Esta é, claro, uma ideia altamente discutível... Aliás, é altamente discutível de que depois de contentores de jogadores a aterrar em Portugal ano após ano, Benfica, Porto ou Sporting sejam hoje mais fortes do que eram há dois anos atrás, ou que há dois anos atrás fossem mais fortes do que eram há cinco...

O que é certo é que os adeptos precisam dessa ilusão de progresso nas suas cabeças e, especialmente em Portugal como veremos a seguir, rios de dinheiro são gasto em “reforços” todos os anos, maioria de “reforços” esses que a única coisa que vêm reforçar é o passivo dos clubes e a sua folha salarial...

A título de exemplo aqui ficam alguns números:

Se Rafa vier, o Benfica este ano já contratou 9 jogadores para a equipa A incluindo kalaica e o mercado ainda não fechou. O ano passado este mesmo Benfica contratou 10 jogadores, e há dois anos atrás contratou 15 jogadores! 34 jogadores contratados em três defesos, onde não foram incluídos nomes contratados para a equipa B... Jovic, Scholl, Lystov, Saponjic ou Vera por exemplo nem sequer entraram nas contas dos 34 para o Benfica!


Se falarmos do Porto, contam-se já 7 reforços este ano, 12 o ano passado e 15 há dois anos atrás, outros 34 reforços em 3 verões!

E o Sporting? Sete este ano com Campbell, 13 o ano passado mais 9 há dois anos atrás, outros 29 reforços em três verões...

Estamos portanto a falar das três equipas mais fortes de Portugal e, no caso do Benfica, de um clube Tri-Campeão Nacional, título esse que faz pressupor de que os planteis eram fortes o suficiente para cumprir os objetivos a que se propôs, e que a necessidade de reforço fosse apenas cirúrgica e nunca em mais do que três ou 4 pedras, pedras essas que tornassem o Benfica realmente mais forte! 

Mas não, no Benfica são 34 reforços em três verões, a grande maioria deles jogadores medianos que não acrescentaram muito ao que já havia, numa equipa que, repito, é Tri-Campeã Nacional, ideia à qual acrescento ainda o facto de os grandes reforços do ano passado terem vindo do Seixal e não entrarem sequer nestas contas!

Bem Redmoon, é assim o futebol dirão alguns, é assim cá dentro como é assim lá fora, os clubes e os adeptos precisam dessa ilusão de “reforço” para acreditarem que os milhões são gastos mas que na época seguinte estaremos muito mais fortes do que estávamos antes mas...

É mentira!

Continuam a jogar apenas 11, quase sempre os melhores 11, e esta moda dos 34 reforços em três épocas é uma moda nacional, que acontece lá fora apenas em casos absolutamente extraordinários, em clubes comprados por magnatas e que de repente querem comprar o mundo todo num só ano.

Mesmo o Manchester United, em período realmente conturbado e em que tenta desesperado reencontrar-se com a sua história, contabiliza este ano 4 reforços, mais 7 o ano passado e outros 7 há dois anos atrás. 18 reforços em três anos!

Este ano, a título de exemplo, enquanto o Benfica Tri-Campeão Nacional já contratou 9 reforços, 4 deles possíveis extremos (!!) – Carrilho, Zivkovic, Cervi e Rafa (se jogar a extremo), quando saiu apenas Gaitan - ...

O Leicester contratou 5 jogadores;

O United 4;

O Chelsea 2;

O City 8;

O Arsenal 4;

O Bayern 2;

O Real Madrid 1;

O Barcelona 4;

O Atlético de Madrid 4;

O PSG 4;

O Napoli 4;

A Juventus 6;


Também aqui alguns dirão, sim Redmoon mas estás a falar de clubes de topo, de clubes que não perdem todos os anos os seus melhores jogadores e que não têm de os substituir em cada final de época mas...

Também aqui não é verdade...

Clubes como o Mónaco contabilizam este ano 4 reforços;

Ajax 4;

PSV 2...


Cada um pois, que interprete estes números como quiser... A minha interpretação é simples:

É altamente discutível que ao fim de 34 reforços em três verões, o Benfica esteja hoje muito mais forte do que estava há um, dois ou três anos atrás... Quem diz o Benfica, diz Porto ou Sporting, já que esta moda das 15 contratações por ano é uma moda bem nossa, bem nacional!

É altamente discutível que uma equipa Tri-Campeã Nacional precisasse de contratar 4 (!!) extremos (se rafa for para jogar a extremo), num ano em que só perdeu um!

Pessoalmente, e isto representa apenas e só o meu gosto pessoal, prefiro muito mais aquilo que vejo acontecer por essa Europa fora: 

Menos contratações mas, nomes mais sonantes, contratações mais caras e para fazer realmente a diferença, em vez das 15 contratações por ano, 15 jogadores a receber salário, às vezes dois ou três para a mesma posição á espera que um deles seja capaz de pegar de estaca...

Com a existência de uma equipa B em todos os grandes clubes nacionais, acho que cada vez mais vão faltando argumentos convincentes para justificar o despesismo a que temos assistido nos clubes nacionais, numa política que faz escola em Portugal há muitos anos, que em muitos casos beneficia bem mais os empresários do que os próprios jogadores ou as equipas, contratações que muitas vezes não passam de negociatas e de pagamento de favores entre clubes, política essa com que urge realmente acabar!





















O melhor scout do Mundo... Afinal usa o scouting do Benfica

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
No dia que o ex-melhor-treinador-do-mundo-atual-melhor-scout-do-Mundo disse que os jogadores dele eram os mais procurados e que ele é que referenciava jogadores para Benfica e FCPorto... Por coincidência dos diabos, acaba por ir buscar emprestado a quinta opção de avançado... É precisamente alguém que tentou referenciado pelo scouting do Benfica quando cá estava.

Enfim... Aos poucos perde-se a ilusão. Até já o presidente dele diz que o sucesso desportivo é só 25% treinador. Bom, o que até é um elogio, dado que ele paga 5,5M/ano + prémios por esses 25% que rendem zero títulos até ver.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Roda que se mantém a girar à conta do Seixal

Avatar
 ●  49 comentários  ● 
Todos sabemos, é como os melões, e nunca se sabe ao certo que sumo irá sair dali... É assim com jogadores que chegam por 70 e 80 milhões aos grandes colossos europeus, e também será assim com jogadores que chegam por 15 milhões de euros ao Benfica mas...

Da minha parte, felicíssimo com esta POSSÍVEL contratação de Rafa... Já tinha aqui mencionado este nome como um desejo que tinha para o Benfica há três anos atrás, e ainda o mês passado aqui escrevi um texto no qual defendia que se Rafa jogasse num dos três grandes, a sua não utilização pela Seleção seria considerada crime nacional...

Rafa é potencialmente um jogador extraordinário... Foi extraordinário no Braga e acredito que mais extraordinário será num clube em que não tenha de ser ele a resolver tudo e onde o adversário não sinta que é dos pés dele que virá todo o perigo...

É rápido, joga nas alas, pelo meio ou segundo avançado, tem finta curta como eu gosto de ver naquele tipo de jogadores com um centro de gravidade baixo, fortíssimo no 1X1 e, na minha opinião, poderá ser um jogador chave numa competição como a Champions League onde jogamos muitas vezes encolhidos à espera de chegar lá à frente em contra ataques rápidos para desferir o golpe final e ganhar o jogo...

Tem-se falado muito na abundância de extremos que há no Benfica mas, acredito mais que o Benfica terá contratado um segundo avançado e um jogador para competir com Jonas e roubar-lhe o lugar num futuro próximo, do que propriamente um jogador para encostar a uma das alas, pelo menos na grande maioria dos jogos... Rafa para mim poderá ser no Benfica aquilo que João Pinto foi durante tantos anos seguidos...

Para além do valor desportivo que é no fundo aquilo que me interessa, esta contratação marca também uma mudança dos tempos que se vivem...

É que o Benfica consegue um jogador que o FCPorto assumidamente também queria... E esta é a confirmação daquilo que já se suspeitava mas para o qual faltava uma prova cabal: O Benfica hoje lidera o futebol nacional em todas as suas vertentes...

Longe vão os tempos dos Lizandros, dos James e dos Falcões, jogadores a quem o Benfica lançava o isco mas onde o Porto chegava logo a seguir com argumentos mais fortes no plano desportivo mas também financeiro... Hoje não, e pelos vistos no caso de Rafa o Benfica ganha por ter os euros que o Porto não tinha no imediato, mas ganha também por aparentemente ter sido o próprio Rafa a acreditar mais no projeto Benfica do que no do FCPorto...

Em Portugal, todos sabemos, a sobrevivência dos clubes passará sempre pela venda de jogadores e pela valorização de ativos... Isto foi algo que o Benfica soube fazer muito bem durante alguns anos, anos em que o Benfica soube contratar jogadores no mercado que seriam vendidos por muito mais dinheiro pouco tempo depois...

E isto é o que mantém a roda a girar nos grandes clubes de países mais pequenos, investir parte do dinheiro que se angaria nas vendas para comprar novos bons jogadores, com potencial para voltar a valorizar e a vender por muito dinheiro para... voltar a comprar, e a valorizar e... manter a roda a girar...

Isto foi algo que o FCPorto fez muitíssimo bem durante muitos anos, mas cuja engrenagem foi interrompida com a chegada de Lopetegui ao FCporto, dois anos em que foram vendidos vários jogadores do FCPorto por muito dinheiro (jogadores que já lá estavam), dinheiro esse que depois foi investido na chegada de jogadores ao FCporto que... não renderam...

E o FCPorto é na verdade hoje vítima desse processo, bem mais do que vítima do terceiro lugar da época passada ou do segundo de há dois anos atrás (embora as duas coisas estejam interligadas)... É que neste defeso o Porto, e ao contrário do que aconteceu nos últimos 12 anos (desde os tempos de Mourinho) não houve jogador do FCPorto que fizesse o mercado de transferências andar à roda... E sem vendas não há contratações, o que no FCPorto é trágico numa altura em que não consegue um título há três anos seguidos e precisa de construir uma grande equipa...

Mas...

No Benfica não tem sido muito melhor, é importante dizer-se isso...

Se excluirmos contratações como Fejsa, Mitroglou ou Jonas, jogadores que chegaram para render no plano desportivo e sem grandes perspetivas de grandes ganhos financeiros com futuras vendas, desde 2013/2014 o único jogador que chegou ao Benfica para ser vendido pouco tempo depois por 25 milhões foi... Markovic... E se quisermos, Ederson o ano passado...

De resto, se somarmos os muitos milhões gastos em Pizzi, Djuricic, Samaris, Cristante, Talisca, Bebé, Benito, Derley, Carcela, Jimenez ou Ola John, excluindo aqui obviamente todas as outras dezenas de jogadores que chegaram por menos dinheiro e que passaram despercebidos pelos Benfica A e Benfica B, percebemos que também aqui o Benfica falhou na deteção desses tais talentos que chegam por algum dinheiro e cujo objetivo é vender um ou dos anos depois pelo dobro ou pelo triplo...

Não é preciso ser-se génio para se perceber que o Benfica não tem sido muito feliz no mercado de transferências nos últimos três anos (na vertente de valorização de ativos), e que essa tal roda que no FCPorto aparentemente parou de girar, no Benfica foi mantida a girar pela... Formação do clube...

Sim, da formação encarnada saíram 90 milhões de euros em pouco mais de dois anos, e é ainda interessante verificar que os dois ativos do Benfica atual mais apetecíveis ao mercado são muito provavelmente Lindelof e Éderson, também eles com passagem pelo Seixal...

Não fosse este filão de ouro (com tanto de desejado como de inesperado – todos sabemos que nestas idades o sabor do sumo que sai dos melões é ainda mais incerto) e os tempos que se vivem no Benfica seriam muito provavelmente neste momento muitíssimo parecidos aos do FCPorto, tantos foram os erros caros em matéria de contratações cometidos nos últimos anos...

Bom, feito o reparo, concluir apenas dizendo que acredito que este ano, com as contratações de Cervi, Zivkovic, Horta e agora Rafa, o Benfica poderá ter regressado aos anos das boas colheitas, capazes de lhe dar rendimento desportivos mas também financeiro num futuro próximo...

A Direção do Benfica trabalhou bem no plano desportivo este defeso, com reforços chegados a tempo e horas, e penso ser justo dizer que apesar das saídas de Gaitan e Renato Sanches, Rui Vitória não se pode queixar da sorte e tem mais do que argumentos para fazer este Benfica carburar ainda melhor do que no último ano...




Finanças: Venda de João Mário não vai render NADA ao Sporting!

Avatar
 ●  141 comentários  ● 
O Sporting anda desesperadamente a tentar vender João Mário, porque precisa de dinheiro para pagar à Doyen e aos Bancos!

Se João Mário for vendido por 40M€ (+ 5M€ objectivos):
- A Banca recebe 16M€ (Cláusula 5ª e 24ª do Acordo Quadro: Sporting, Novo Banco e BCP / 50% do Valor das Vendas acima de 8M€/Ano são para a Banca. 30% para amortizar empréstimos e 20% para fundo de reserva da Banca)
- O Fundo QFIL recebe 10M€ (25% do valor total da venda) 

... Sobrariam 14M€ (40M€-16M€-10M€) na tesouraria do Sporting, mas ...
 ... a Doyen tem de receber 15M€ + juros ... 
... e ainda tem de receber  1,8M€ do empréstimo do Nani

(ver Link "Acordo Quadro: Sporting, Novo Banco e BCP" - Football Leaks) 
(ver Link "Partilha de direitos condiciona venda de João Mário" - Record)
(ver Link "Doyen Diz-se credora do Sporting em 15 milhões de euros  + Juros" - Mais Futebol)
(ver Link "Sporting tem de pagar 1,8 milhões por salários de Nani" - Desporto Sapo)


Sendo assim os 14M€ que "sobrariam" ao Sporting da venda de João Mário ... nem sequer chegam para pagar a totalidade das dívidas à Doyen!!

Não admira que Bruno de Carvalho ande desesperado a tentar forçar um aumento do valor da venda de João Mário, de forma a sobrar algum dinheiro na conta bancária do Sporting.

Só que a negociação está difícil e os italianos já estão a ficar "fartos" da atitude do Presidente do Sporting.  

O Inter Milão já começou a analisar "alternativas" a João Mário!

Rafa no Benfica, avança jornal de Joaquim Oliveira.

Avatar
 ●  96 comentários  ● 

" Negócio fechado. Rafa, internacional português do Braga, vai assinar pelo Benfica. O contrato entre o jogador e os encarnados será válido para os próximos cinco anos.

Rafa Silva, de 23 anos, representava o Braga desde 2012. Neste verão, sagrou-se campeão da Europa ao serviço de Portugal.

Em atualização" - Noticia de "O Jogo".

Fala-se em 16M por 90%. Veremos o comunicado.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Garay, Luisão, Sporting e colinho, digo, FCP.

Avatar
 ●  77 comentários  ● 

Diz o Record que o Zenit quer 15M pelo Garay, o que faz sentido pois é um central de topo.

O que não fez sentido foi vender o passe do rapaz pela miséria que foi. Deram 22M pelo Jimenez? Não vejo qual o problema em bater 15M pelo Garay.

Quanto a Luisão, diz também o Record que o brasileiro quer receber o último ano de salários no processo de saída do clube. Até ao último momento Luisão espreme o sumo todo da fruta. É cá um amor à camisola...

Para os lados do Campo Grande, a coisa anda agreste. São demasiados a quererem sair para o contrato das suas vidas. O problema é que não há propostas.

Irá BdC pagar um almocinho ao Mendes para pedir ajuda? É que não há ninguém no Sporting que perceba de gestão desportiva como já se viu. Há especialistas em "comunicação" aos pontapés mas de resto, nicles.

Há quem diga que está marcado ainda para esta semana...

No Dragão ontem não se assistiu a um massacre nos primeiros vinte minutos porque tiveram uma sorte dos diabos.

Depois tiveram a mão amiga do árbitro que facilitou a tarefa e permitiu que o FCP ainda sonhe com a passagem. Já se viu que a aposta do NES é nos penaltis. Até agora um sucesso: 2 jogos oficiais, 2 penaltis.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

"Saraivadas" de hipocrisia.

Avatar
 ●  57 comentários  ● 

A “saraivada” que ontem caiu mostra que por mais que se possa dizer que “somos diferentes”, na realidade são apenas um lado diferente da mesma moeda.

Infelizmente, Benfica e Sporting na temporada passada deram um péssimo contributo para o ambiente no desporto e parece que este ano vamos continuar pelo mesmo caminho.

O Benfica Eagle desmontou já a argumentação do director de comunicação do Sporting quanto aos números com o brilhantismo que lhe é reconhecido. Mas podemos ir mais longe por outro ângulo.

Quem tem um Dolbeth, um Dias Ferreira, um Machado, um Inácio ou mais uma meia dúzia de fanáticos malcriados a circular pelos vários programas de desporto da nossa tv não pode vir falar do que “ladra o cão da vizinha” quando tem tantos “cães” a latir no seu quintal!

Guerra, Gil, Calado, Dolbeth, Inácio, Machado, Dias Ferreira, Pina e tantos outros são iguais. Vozes dos donos, responsáveis por espalhar uma mensagem que sirva os interesses de quem os contratou e lhes assegura o tacho. Gente que não gosta de futebol ou de um desporto sadio, em que a competição se cinja às 4 linhas. Preferem passar o dia a sonhar com o adversário que em ter capacidade crítica para apontar onde o próprio clube de que professam ser adeptos pode melhorar.

Mas estão longe de ser os únicos.

Que dizer dos vários “comentadores” encomendados de Benfica e Sporting que percorrem todos os dias dezenas de artigos nas redes sociais, nos sites de jornais ou em blogues para comentarem o que dá jeito a quem os contratou?

Que clube grande pode dizer que não os tem? Nenhum.

Quem quer “ser diferente” fala sobre a sua casa e não tenta mascarar os seus erros ou problemas com os dos outros. É uma questão de honestidade.

Afinal, que clube de futebol em Portugal pode dizer que está boa saúde financeira?

Que clube em Portugal pode vir a público gabar a transparência das suas contas ou dos seus negócios?

Que clube de futebol em Portugal pode vir dizer em público que é o farol da “moralidade” seja do que for?

É o Sporting Clube de Portugal que vem servir de exemplo aos outros em alguma coisa?

O clube de Godinho Lopes, Bettencourt ou Soares Franco é que vem ensinar alguma coisa a alguém? “Gestores” que deixaram um prejuízo de centenas de milhões de euros enquanto levavam família e amigos a todo lado à custa do seu clube?

É o clube de Roquette que vem dizer como se gere as finanças de um clube grande em Portugal ou que vem falar em moralidade? Lembro que foi Roquette que ajoelhou o Sporting ao FC Porto e aos interesses do clube condenado por corrupção.

Os verdadeiros adeptos do futebol prezam e muito a rivalidade dentro das 4 linhas. Recomenda-se!

Mas este ambiente de guerrilha entre “directores” ou “comentadores” por ordem de quem manda é miserável e tem que acabar!

Na época passada não deu em tragédia porque Benfica e Sporting são de Lisboa e cá a PSP foi sempre irrepreensível na gestão dos jogos na Luz e em Alvalade. Mas não esperem milagres se continuarem a colocar “lenha” na fogueira.

Os incêndios não se previnem depois de arder. Evitam-se com vigilância para uma acção rápida e/ou procurando activamente os incendiários retirando-os da sociedade livre.  

Benfica e Sporting não podem novamente levar uma temporada inteira em guerrilha. Preocupem-se com a promoção do futebol e não com a degradação do ambiente entre adeptos.

Estes “directores de comunicação” de Benfica e Sporting não entendem o mais óbvio: que os clubes que representam voltaram a disputar entre si os títulos.

Que voltaram a trazer emoção às competições nacionais relegando para a sua insignificância o clube do Apito Dourado. E que a velha máxima de que com Benfica e Sporting fortes os corruptos não ganham nada e são relegados para a sua insignificância é uma realidade.

“Saraivadas” de hipocrisia são totalmente dispensáveis.  

Nota: Rui Gomes da Silva tem sido coerente nas posições no DS. Nunca foi voz do dono nem precisa do futebol para nada. Colocá-lo ao nível de mercenários da caneta ou da imagem é mais um tiro no pé do director de comunicação do Sporting. 

ranking