O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 6 de junho de 2015

Falamos de hipocrisia? Falemos de Jesus!

Avatar
 ●  53 comentários  ● 
Então andam aqui os adeptos a ser acusados de hipócritas por desvalorizar a saída de Jesus e não devemos reconhecer a hipocrisia do treinador?

Quem é o anjinho que acredita que a negociação do Sporting com Jesus demorou dois dias? Que só aconteceu depois de Vieira ter sugerido a Jesus ir para fora?

Onde está o honesto Jesus que disse ao Vieira "encerramos aqui as conversas porque não estamos de acordo ou porque me sinto desvalorizado"?

Estamos a falar de um funcionário com 6 anos no Sport Lisboa e Benfica. Estamos a falar de alguém que nunca encerrou as negociações com o Benfica, que nunca indicou a sua entidade patronal que preferia outro rumo, que nunca teve a coragem de levar a conversa até ao fim.

Não se trata de "dar oportunidade" a Vieira, trata-se de ser sério. Trata-se de assumir a ruptura com as ideias do Benfica com frontalidade. Trata-se de dizer é assumir ao Presidente "face a isto o meu rumo vai ser outro. Obrigado".

Jorge Jesus, como aqui foi escrito muitas vezes, já negociava com o Sporting há muito tempo. Muito se fala do que o Benfica deveria ter feito diferente (mesmo não querendo o Jesus), mas poucos parecem olhar que esse tal astro vencedor não teve a honestidade  e carácter nas conversas com o Benfica.

JJ como Vale e Azevedo: A dividir os Benfiquistas entre bons e maus

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
Talvez seja hora de todos darmos um desconto, porque a malta anda toda com os nervos à flor da pele, a dizer e a escrever coisas que lá no fundo não fazem grande sentido, e  talvez todos precisemos de uma pausa para respirar e aprumar ideias.

Mas por favor, hipocrisia não! E que não se faça deste momento, o momento que serve para alguns saírem da toca depois de meses hibernados, para virem fazer do folhetim Jorge Jesus aquilo que outros fizeram durante anos com Vale e Azevedo – a divisão dos benfiquistas entre bons e maus, entre os burros e os espertos!

Porque a hipocrisia suprema é aproveitar este momento para misturar tudo, para colocar tudo no mesmo saco, juntar a parte humana com a parte desportiva, ser incapaz de separar o trigo do joio, e usar um episódio que talvez seja o reflexo do mau caráter de uma pessoa, para apagar tudo o resto, todas as alegrias que nos deu e os méritos da sua competência desportiva, que tantos, como eu, sempre lhe elogiaram.

Aqueles que como eu aqui defenderam Jorge Jesus durante anos, nunca usaram como argumentos em favor da sua defesa, o JJ dar muito dinheiro aos pobres, ter a dormir em sua casa três ou quatro sem abrigo, ou ser um amor de pessoa.

Não meus amigos! Aqueles que como eu defenderam Jorge Jesus, fizeram-no porque entenderam que o papel que cabia  a cada um de nós neste blogue e nas tascas com os nossos amigos, era avaliar aspetos de natureza desportiva, e não caracteres de pessoas que não se conhecem, com quem nunca se trocou uma palavra, e aspetos que para o bem ou para o mal nunca foram impeditivo para que o Benfica continuasse a vencer dentro do campo.

Aqueles que sempre o defenderam, defenderam-no por critérios desportivos, facilmente justificáveis assim alguém ache que merece a pena voltarmos todos a discutir os méritos e deméritos da gestão desportiva do Benfica nos passados seis anos. Eu acho que não! Acho que a hora é de enterrar esse assunto de vez! É passado! Aqueles que sempre se reveram nas opções desportivas de JJ podem ser exatamente as mesmas pessoas que neste momento também estão revoltadas com o seu comportamento! Aqui não há zonas mutuamente exclusivas como alguns querem criar!

E vamos ser claros, para todos nos entendermos de vez, e para que nos deixemos de hipocrisias baratas, e para que não se queira fazer de Jorge Jesus aquilo que se fez com Vale e Azevedo – dividir os Benfiquistas entre bons e maus.

1. Se o trabalho de Jorge Jesus não tivesse sido de grande valor, a malta estava-se autenticamente borrifando para onde o homem iria a seguir;

2. Se o trabalho de Jorge Jesus não tivesse sido de grande valor, a Direção do Benfica não andaria pelos vistos no último dia a enviar SMS para o telefone de Jorge Jesus a ver se ainda o conseguia manter;

3. Se o trabalho de Jorge Jesus não tivesse sido de grande valor, ninguém a esta hora se sentiria traído, como ninguém se teria sentido traído se o Quique Flores tivesse saído do Benfica para ir treinar o Sporting;

4. Se o trabalho de Jorge Jesus não tivesse sido de grande valor, não havia gente há 4 dias atrás a defender a renovação e a afirmar categoricamente que Jorge Jesus era o melhor que o Benfica podia pagar (E repare-se, que se JJ estava nos 10 mais bem pagos, isso significa achar que só havia nove acima dele), e hoje já se escreve que afinal estava tudo mal e que o Sporting enfiou um grande barrete!


Vamos lá a ter calma pessoal! Hipocrisias e fundamentalismos não caem bem numa hora destas, em que claramente se nota, que apesar de todos queremos mostrar o contrario, se vive um episódio que todos gostaríamos que não se tivesse passado e que acabou por nos afetar a todos.

E repare-se também, que é para sermos claros também neste aspeto, que eu acho legítimo que a Direção do Benfica tenha decidido alterar o seu rumo. Tal como defendo que a Direção do Benfica não deveria oferecer a Jorge Jesus, nem o dinheiro nem as regalias que pelos vistos Bruno de Carvalho lhe ofereceu. Não porque isto altere em nada a avaliação desportiva de Jorge Jesus que sempre fiz, mas porque acho que isto seria colocar Jorge Jesus num patamar não de treinador mas de quase um Deus no Sport Lisboa e Benfica, e bem acima da realidade do clube e do país!

Por isso para mim neste momento está tudo bem. Está bem o Benfica que decidiu alterar o seu rumo (o futuro dirá se para bem ou para mal), e está bem o Jesus que foi para o clube do coração ganhar muito mais, com um projeto que se calhar lhe agrada mais, e se calhar empurrado também por algum desinteresse que poderá ter sentido em relação a si do clube que anteriormente representava.

Para mim portanto, este assunto Jorge Jesus está mais do que enterrado. Mas é preciso que todos o enterrem e se acabem as graçolas! Porque para alguns parece que não. Parece que apagados e hibernados durante meses, incapazes de debater argumentos de caracter desportivo, aparecem agora para fazer uso de um episódio isolado e não desportivo para justificar argumentos que nunca conseguiram sustentar dentro do campo!

Há dois dias atrás, o Shadows, companheiro de escrita e algumas vezes de discórdia (mas sempre um grande Benfiquista, e a quem aproveito para lhe elogiar a coerência, porque esse pelo menos, e ao contrário de outros teve sempre um discurso coerente e linear), pedia num post seu apoio incondicional para o novo treinador.

Eu entendo o que ele quis dizer, e concordo, mas achei piada, perguntando-lhe se o apoio incondicional ao treinador só era devido agora, e se antes não?! Se antes com Jorge Jesus, como agora com Rui Vitória, não estava em causa exatamente a mesma coisa – o apoio ao Sport Lisboa e Benfica?

E depois apareceu um leitor, a ironizar de certa forma, e a desafiar-me a apoiar o novo treinador com a mesma ferocidade com que sempre apoiei Jorge Jesus!

A esse leitor quero apenas informar que o Redmoon elogiará no Benfica seja quem for, assim lhe vislumbre motivos para elogiar. Mas nunca elogiará só por elogiar, isso nunca fez nem nunca fará!

Mas o Redmoon informa também que nunca fará algo que nunca fez em quase seis anos a escrever neste blogue: O Redmoon, se não encontrar grandes motivos para elogiar, também nunca entrará em campanhas difamatórias nem contra o treinador nem contra ninguém, enquanto essas pessoas fizerem parte do Sport Lisboa e Benfica.

E repare-se que isto não é afirmar que pontualmente não se possa fazer uma crítica, com a mesma naturalidade com que logo a seguir se elogia num outro aspeto quem antes se criticou.

Não, eu refiro-me mesmo a campanhas, tipo aquelas que duram anos e que vêm com o mesmo tom todos os dias, aquelas que com grande lata insinuam que há gente a defender pessoas em vez do clube, e depois passam anos a vestir a camisola dos Nélsons Oliveiras e afins, fazendo uso de opiniões que nunca conseguiram justificar no plano desportivo para atacar injustificadamente pessoas, que tal como os que defendem, também representam o Sport Lisboa e Benfica.



Porque estou MUITO optmista para a nova temporada (Benfica by GB)

Avatar
 ●  58 comentários  ● 

É mesmo isto que tenho dito aos meus amigos: O SLBenfica vai ser campeão nacional, aliás TRICAMPEÃO NACIONAL em 2015/16, seja quem for o treinador do SLBenfica.

Não, Ricardo Araujo Pereira, não é "a estrutura" que vai ganhar esses títulos, mas foi a existência dela, claramente fortalecida desde 2012, que permitiu ao teu ídolo Jorge Jesus não voltar a cometer os erros de palmatória de 2012/13... e foi a existência dela que deu condições ao Jesus para não perder o campeonato para Lopetegui este ano - sim, o Jesus quase que conseguia entregar o campeonato de bandeja ao trapalhão basco.

Eu também fiquei feliz com o BiCampeonato... o que não consigo é perceber como é que Jesus ganha um bicampeonato sozinho, mas perde um título em 2013 por causa do Carlos Martins ou do Kelvin. Um treinador tão forte é assim "traído" por dois simples jogadores? Pois... se calhar foi mais que isso!

Eu também considero que Jesus é um bom treinador... só não consigo é perceber como é que o FCPorto é TRICAMPEÃO com Jesus no SLBenfica e num dos anos nos deixa a 21 pontos com um treinador acabado de sair da Académica e que depois disso já foi despedido de dois clubes em Inglaterra por falta de competência.

Como já aqui referi, o SLBenfica cresceu muito com e apesar de Jesus! Com Jesus porque claramente havia muito por fazer fora e dentro do campo de treino e Jesus incialmente fez ele muitas das coisas, depois elas passaram a existir e outras foram asseguradas finalmente a Jesus e que antes não havia.

Mas também crescemos apesar de diversos erros de palmatória de Jesus, de diversas teimosias e insistências do treinador. Jesus acredita mesmo que sem ele não há vitórias no SLBenfica e acredita mesmo que só ele pode dar vitórias ao Sporting - o Bruno de Carvalho fez o "All In" a acreditar nisso!

Mas relativamente à nova época há várias coisas que me deixam optimista:

- Tal como muitos que "agora choram por Jesus" sempre apregoaram que deveria acontecer, o futebol do SLBenfica é hoje independente do treinador, ou seja, o treinador já não pede o jogador A ou B, o treinador tem um conjunto de jogadores que fazem parte de um rumo estratégico composto por três pilares:
    » Jogadores experientes e de qualidade inquestionável
    » Jogadores de elevado potencial contratados para realizar mais-valias
    » Jogadores da formação identificados com o clube e com o futebol nacional e com potencial

Ao treinador cabe apenas "completar o ramalhete" indicando ao Clube eventuais necessidades / competências que sejam necessárias complementar para fechar o plantel. Jesus não gostava disto... colocava em causa a sua teoria de que só ele sabia identificar e potenciar jogadores. Temos pena!

-  Tal como muitos que "agora choram por Jesus" sempre apregoaram que deveria acontecer, o SLBenfica é hoje o clube que mais rápida e primeiramente "ataca" os jogadores que mais se destacam na Liga Portuguesa. Casos deste ano de Marçal, Dálcio, Diego Lopes, Ederson, Hassan, Pelé e Danilo só não veio porque o SLBenfica entende que para a próxima época ainda temos Samaris, Fejsa e Cristante, pelo que o jogador poderia ser contratado mas teria que "rodar" mais um ano. O jogador não quis... vai para o Sporting depois de estes terem "dobrado" a proposta do FCPorto com os tais "recursos próprios" de mentira.

-  Tal como muitos que "agora choram por Jesus" sempre apregoaram que deveria acontecer, o SLBenfica tem condições para não precisar de andar a "cometer loucuras" para realizar investimentos. O SLBenfica não "dobra" propostas de concorrentes, o SLBenfica mantem a racionalidade nas propostas porque sabe-se no departamento de "scouting" que o mercado e as opções são grandes e estão identificadas.

- Ao mesmo tempo, o SLBenfica é, tal como muitos que "agora choram por Jesus" sempre apregoaram que deveria acontecer, a única SAD com reais condições para investir sem ter que "vender" o clube a terceiros, sem ter que mentir ou falsear a origem do dinheiro, sem ter que colocar em causa o futuro e a sustentabilidade do Clube.

- Tal como muitos que "agora choram por Jesus" sempre apregoaram que deveria acontecer, o SLBenfica é o único clube em Portugal que tem relações privilegiadas com o melhor e mais influente agente de jogadores da actualidade e, porventura, o único clube que não deu facadas directas nesse importante elemento como já deram FCPorto e SportingCP... e Jorge Jesus (que era uma "força de bloqueio" à valorização de vários jogadores do SLBenfica e que poderiam ter vindo) e voltou agora a "passar a perna" ao agente no processo com o SportingCP.

-  Tal como muitos que "agora choram por Jesus" sempre apregoaram que deveria acontecer, o SLBenfica tem, reconhecidamente, um dos melhores departamentos de scouting do Mundo, ao mesmo tempo que tem uma das melhores infra-estruturas de formação do Mundo e das melhores e mais bem reconhecidas escolas e métodos de formação. É só usar com conta peso e medida!

Eu poderia continuar, mas acho que só estes motivos já são mais que suficientes para estar optimista.

Se calhar é melhor darem-lhe o Futsal também...

Avatar
 ●  8 comentários  ● 
O primeiro jogo da final do Playoff... já cá canta! Aguenta Bruno!

A rivalidade Benfica-Sporting.

Avatar
 ●  30 comentários  ● 
Um aspecto evidente que os acontecimentos desta semana confirmaram é que uma rivalidade que meta Benfica e Sporting pára o país. 

O que empurra para a sua insignificância o clube da fruta e dos cafés que, sem isso, provavelmente teria andado a discutir o acesso à Europa nos últimos 30 anos. 

Ao contrário do que alguns anunciavam, Pinto da Costa deve andar a tomar Imodium como quem bebe copos de água. Nunca o FCP terá quaisquer chances enquanto tiver Benfica e Sporting a lutarem pelo primeiro lugar.

Numa altura em que se desenhava um projecto de direitos televisivos que passava pela bipolaridade entre Benfica e FCP, na verdade o clube corruptor já não molha a sopa desde 2013. E isso altera e muito os planos que visavam injectar dinheiro no FCP.

Vai ser curioso ver como um clube insignificante como o FCP vai sobreviver. Só se for mais um banco lá do Sertão que precise de lavar dinheiro na Europa.  

Por muito que queiram, a marca FCP vale pouco mais de zero. Ainda para mais se tiver que concorrer com a do Sporting em alta, por via de uma rivalidade reacendida com a grande marca que é o Benfica.

Será que Rui Moreira vai utilizar dinheiros públicos para patrocinar as camisolas do FCP? 

Eu avisei-te... Agora aguenta!

Avatar
 ●  51 comentários  ● 
Depois da nega de Coentrão com direito a rir-se da situação e tudo, depois da nega do José Luis que preferiu o Belenenses a ser fantoche de Jesus... Agora a renovação de Maxi com o SLBenfica e a recusa de Markovic em ir para o Sporting!

Lá terá o JJ que se contentar com o Danilo Pereira, um jogador que ele nao o quis trabalhar no Benfica.

Eu avisei que "aquilo" não é o Benfica! Agora aguenta!

A tradição já não é o que era...

 ●  30 comentários  ● 

O JESUS DA NAZARÉ vs O JESUS DA 2ª CIRCULAR



Dizem que a história nunca se repete, e que quanto muito, cruza-se no futuro com diferenças suaves, mas criadoras de situações distintas. Ela há coisas...

Há alguns anos atrás, apareceu Jesus de Nazaré, um Messias, que operava milagres e por onde passava, pescava homens como peixes, criando apóstolos que o seguiam para qualquer lado, contra perigos ou ameaças, cientes de que Ele era a Salvação!

Surgiu agora, um novo Jesus, um tal de Jorge Fernando Pinheiro, que foi também elevado a um nível quase celestial. O libertador, o criador do Benfica, o novo Messias da verdade táctica. Segundo muitos ilustres Benfiquistas, foi ele que criou o clube tal como o conhecemos, ganhador e avassalador. devorador de títulos, o "quebrador" de hegemonias instaladas.

Assustei-me ( ou entristeci-me, escolham a palavra que mais sentido vos faça) com a quantidade de sócios e adeptos, a dizerem que isto foi trágico para o nosso clube, como é que iríamos agora voltar a ganhar, como saberíamos voltar a encontrar o caminho da baliza sem alguém a sair do seu rectângulo técnico a cuspir pastilhas para o ar enquanto descrevia as mães, irmãs e pais dos jogadores?

Temo que esses ENORMES benfiquistas, que tanto valor e nos píncaros colocam o Jorge Fernando Jesus, que foi ele que fez crescer a níveis nunca antes vistos o nosso clube, e tão pouco mérito dão ao Benfica nesta caminhada, que em nada fizemos crescer o treinador, pois grande já ele é, e tão seguidores e fãs incondicionais do homem que são, o sigam devotadamente para o outro lado da 2ª circular, procurando tocar novamente nas suas vestes, mastigar as suas pastilhas espalhadas pelo chão, para voltar a sentir o toque divino. Espero que se empanturrem de gameboxes e de mantos verdes, ao estilo McDonalds, que era vermelho e passou a verde para ser ecológico.

Temo assim igualmente que na recontagem do numero de sócios, voltemos ao patamar de um setúbal ou Académica, com todo o respeito que estes clubes me merecem, pois a debandada dos seguidores de Jesus ameaça os milhares. Enfim...

Mas... Jorge Jesus, começa a ver o que é ser O TREINADOR DO BENFICA, e ser um treinador de outro clubezeco qualquer. Os Apóstolos, era uma cena à "old School", e já não fica tão bem andar de um lado para o outro atrás de alguém, até porque faz calor, há transportes para apanhar e a BTV para ver. O Coentrão já lhe mandou o recado, dizendo que ... tem lá juízo! Há quem prefira ficar no Belenenses (só lhe fica bem sr. José Luís), Sílvio já disse que só faz falta quem cá está, e o próprio Cardoso só irá para terminar o que começou na Final da Taça contra o Guimarães.

Por isso, Jorge, estás a ver o teu ego afinal não é assim tão sustentado fora do MANTO PROTECTOR dos nossos ADEPTOS!! Estás muito longe do teu antecessor da Nazaré, não arrastas multidões nem fazes milagres, podes é arrastar o que de mau carácter e sem ética existe a orbitar em torno de clubes, e a esses, agradeço que os leves a todos. Para o ar se respirar melhor!

O NOSSO CLUBE, SEGUIRÁ VITORIOSO, e tu é que saíste do comboio. porque certamente não aguentavas a pressão de estar num clube "obrigado" a ganhar sempre. Assim faz toda a lógica a tua opção, uma espécie de reforma antecipada, sem pressões, pois esse clube está habituado a perder, não te exigirão títulos. Um clube que teve COLUNA, EUSÉBIO, TORRES, ÁGUAS, CHALANA, SHEU (que empurraste!) etc, tudo sem a tua intervenção, irá carregar rumo até ao 35!!! E se correr mal perguntam? A esses eu respondo que há quem esteja com mais medo de ganhar do que perder...

E para mim, já chega de te dar tempo de antena, reduz-te aos 2 minutos de resumo que terás daqui para a frente, nos programas desportivos. E um conselho, vai fugindo do Inácio, e cuidado com o Paulinho, pois ouvi dizer que se não souberes pronunciar bem o nome dele, podes ter problemas!

ET PLURIBUS UNUM - de muitos, um! get it? 

CARREGA BENFICA, SINTAM A MÍSTICA!!

Bruno de Carvalho engrandece Vieira

Avatar
 ●  92 comentários  ● 
Depois de ver a irresponsabilidade da contratação de Jesus pelo Sporting, é de destacar a consideração que devemos manifestar por... Luis Filipe Vieira.

Nunca, repito NUNCA assistimos à tentação do Presidente, ao longo destes anos, de tomar decisões irresponsáveis e que colocassem em causa o futuro (e até a existência futura) do SLBenfica.

Eu ficaria tremendamente preocupado se o nosso presidente demonstrasse falta de respeito e consideração pelos funcionários do SLBenfica, ficaria tremendamente preocupado se o SLBenfica pagasse um contrato de 23 milhões em tres anos a um treinador, ficaria tremendamente preocupado o Presidente desse PODER TOTAL a um treinador para ser totalmente autónomo.

Teve a sua piada ver o Bruno de Carvalio falar em equipa com experiência, mas mantendo a prioridade... À formação.

Os adeptos ficaram todos excitados com "a bicada" ao SLBenfica, mas esquecem-se da "fuga para a frente" com 130M de VMOCs, processos em tribunal sobre Rojo e agora Marco Silva, 23M para Jesus, dinheiro à cabeça para reestruturação EXIGIDA por Jesus, mais dinheiro ainda para contratações... E pelo caminho a definição contratual que em caso de despedimento o Sporting paga a totalidade dos vencimentos em falta, isto sem contar com a cedência à saída de Inacio... E à sua própria saída do banco!!!

O Bruno de Carvalho diz que não há dinheiro de fora, então ou mente ou então está a destruir o clube.

Mesmo que esteja em fuga para a frente a frente a destruir o clube, não se percebe a facilidade com que se fica entusiasmado com isto.

Por fim um pequeno detalhe: o Sporting não é, nunca foi nem nunca vai ser o Benfica. Nunca vai ter a nossa marca, a nossa dimensão, a nossa estrutura, a nossa capacidade...

Coentrao já disse que o interesse do Sporting lhe dá vontade de rir e o José Luis já disse também que prefere continuar no Beleneses... 

... Pois é, Jesus! Já não estás no Benfica! Agora aguenta!!!

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Com emoção ou com razão? Essa é a grande questão.

Avatar
 ●  77 comentários  ● 
Bem, este Verão começou quente e vai aquecer ainda mais! Este Verão ninguém se queixa de pouca venda. Nem os blogues, nem os jornais, nem as televisões seguramente. Toda a gente a opinar, toda a gente atenta, toda a gente a martelar nas teclas, toda a gente à procura de notícias frescas! E ainda a roupa suja não começou a ser lavada, porque a conversa vai “aporcalhar” muito em breve seguramente.

Da minha parte, este momento serve apenas para confessar alguma apreensão em relação ao futuro, e o não alinhar seguramente nesse grito do Ipiranga, do vá malta, todos unidos e rumo ao tri!

Não! Independentemente da boa vontade e de tudo o resto, a malta aqui dá bitaites mas não marca golos, os golos custam muitos euros, e há que não deixar a emoção toldar-nos o raciocínio e perceber a realidade do exato ponto em que nos encontramos neste momento.

O Benfica perdeu um grande treinador! Já sei, traidor, homem de merda, o que quiserem mas, era um grande treinador, com uma equipa formada no Benfica, com método e jogadores que já sabiam o que ele queria.

E essa era a grande vantagem do Benfica para a próxima época: o trabalho de continuidade! Um plantel e treinador já com o hábito de vitória!

O Benfica já não tinha o melhor plantel o ano passado, e este ano, para já continua a não ter. Pior, do mar de grandes jogadores que o Benfica teve nos últimos anos, resta Gaitan prestes a ser vendido e Sálvio que só não vai despachado já porque vai estar de molho até ao final de ano. E é isso o que resta em termos de jogadores de grande dimensão ou em idade ainda de se prever grande evolução!

Neste momento pois, nem treinador nem plantel de topo, mas pior que isso, parece que nem sequer há um plano. Parece que havia, já sem JJ segundo se diz, mas parece também que o que dantes parecia ser o plano agora deixou de ser, e isso nunca é bom sinal! E porquê?! Porque JJ acabou no Sporting! Porque o Sporting parece querer investir! E porque o Porto nunca indiciou que ia deixar de o fazer! E isso mudou tudo!

Como sempre aqui defendi, a politica desportiva dos clubes há-de ser sempre um camaleão a ter de adaptar-se ao que fazem os adversários!

E não há milagres meus amigos! Não há gritos do Ipiranga sem cheta! Quem tem dinheiro, quem melhor gasta, está sempre dois passos à frente dos outros!

Se no Sporting entrarem de facto 200 milhões nos próximos três anos, LFV vai ter de inventar dinheiro, não duvidem. É esse o seu papel no Benfica, acima de todos os outros papéis que também tem. Se o Sporting perder a maioria da SAD, a malta ri-se durante 6 meses mas daqui a um ano estaremos a contemplar fazer o mesmo. E o Porto idem. Nos clubes ingleses o capital é externo, e o fervor clubístico em nada arrefeceu por causa disso! Mais tarde ou mais cedo, também em Portugal todos vamos ser capazes de perceber isso!

Porque um clube como o Benfica vive de vitórias, e sem elas mingua tudo. Diminuem os sócios, a gente no estádio, as receitas da BTV e da Liga dos Campeões, os patrocinadores que não querem apostar num clube que não faz parte das grandes montras! O Benfica não pode ficar para trás nesta luta, e fui sempre da opinião que no dia em que um dos três grandes cair do precipício, os outros dois também lá caem logo a seguir. Eles copiam modelos uns dos outros e andam sempre em fila indiana!

O Sporting estava a reduzir custos, o Benfica também ia reduzir. Agora se o Sporting aumenta, LFV pensa assim: “Porra! O melhor é aumentar também senão lixo-me!” E é assim que a coisa funciona e a razão pela qual nunca parece haver um plano coerente e sólido em clube nenhum! Por mais que se queira gerir com a razão, a emoção acaba por se sobrepor a isso tudo!

Bruno de Carvalho pode ser louco! Pode até acabar por afundar o Sporting de vez! Mas também tenho de reconhecer no meio disto tudo que soube responder com coragem e uma certa dose de loucura, a esta aliança que Benfica e Porto pareciam preparar para dividir o bolo por dois. Bruno de Carvalho não podia ser amorfo nem passivo nesta luta, e reconheça-se, não foi!

Pois sem sabermos bem ainda as consequências disto tudo, o Sporting recusou-se a aceitar o papel de figura decorativa e ameaça mudar as regras do jogo! Alguma animação trouxe a esta medianíssima Liga Portuguesa seguramente!

A verdade é que no Porto já se prepara a nova época há muito, no Sporting também, em Alvalade sabemos também que se chegarem bons jogadores, bom treinador o Sporting já tem, e o Benfica pois, tem o presidente, segundo as suas próprias palavras, a amadurecer ainda a ideia do novo treinador!

Ou seja, se há uma semana atrás apenas estávamos em festa e um passo à frente dos outros, neste momento estamos em estado de sítio e bem atrás dos outros em termos de preparação, isso parece-me claro!

...E vou ser honesto, como sempre fui neste blogue, independentemente dos momentos que o clube atravessa... Quando vejo Luís Filipe Vieira a querer tomar de novo a pasta do futebol fico sempre apreensivo!

Pelos vistos não há dinheiro, os craques que havia já se foram, o futuro são os putos da B, e o nome do novo treinador parece ser um aprendiz que vem mais para aprender do que propriamente para ensinar, quando se calhar o que LFV precisa realmente neste momento é de facto de um treinador que venha com estaleca, com conhecimento, pronto para liderar sem grandes interferências diretivas, em suma fazer aquilo que JJ fazia tão bem.

Não será hora Presidente, de repensar isto tudo?! É mesmo assim desta forma aparentemente tão frágil que espera abordar a nova época?

Eu acho que não, desde há muito que digo que não, e acho que até mesmo você já terá percebido isso!



P.S. Num outro prisma porém, não esquecer que tirando três ou quatro clubes, as outras equipas da Primeira Liga são muito fracas! Não esquecer que no meio dessa fraqueza, estamos num ano em que Rio Ave, Marítimo, Belensenses e Guimarães, quatro das outra equipas “boazitas” vendem ainda aos grandes os seus melhores jogadores e provavelmente até treinadores o que faz prever que esta nova Liga venha a ser ainda mais fraca. Não esquecer que num contexto destes não são precisos se calhar mundos e fundos para andar sempre lá em cima na tabela, e que os jogos entre os grandes, independentemente dos níveis das equipas, são sempre jogos de tripla. Em Portugal rareiam cada vez mais os jogos grandes sem as três equipas grandes, capazes de fazer realmente a diferença nas contas finais do campeonato. O Sporting provou este ano, que para andar lá em cima na Liga Portuguesa, basta ter um plantel assim-assim. Esperança e otimismo terá que existir sempre, independentemente da boas ou más surpresas que este Verão ainda nos trouxer!

A pergunta do momento:

Avatar
 ●  52 comentários  ● 

O que impede Luis Filipe Vieira de anunciar a contratação de Rui Vitória?

Mudou de ideias?

Novo ciclo. Quem e como escolher?

Avatar
 ●  134 comentários  ● 


Que resposta espera do clube face a um novo ciclo que forçosamente terá de começar?

Concorda com a escolha de Rui Vitória?

Que posição ou posições espera ver reforçadas?

Deverá Rui Costa reassumir a direcção do futebol?

Deverá ser um novo nome a liderar o departamento de futebol? Qual?

Estas e outras questões dirão muito do que será a próxima temporada do Sport Lisboa e Benfica.

As lições de Jorge Jesus.

Avatar
 ●  95 comentários  ● 

A saída de Jorge Jesus do Sport Lisboa e Benfica deu umas lições curiosas sobre até que ponto pode ou deve ir o apoio a quem está apenas de passagem pelo clube. 

A primeira lição é dada por Jorge Jesus a si próprio. 
Depois de anos a gabar-se que só sairia para um Real Madrid, um Barcelona ou um Manchester United, sai para o...Sporting. 
Um grande clube português mas a léguas de distância de qualquer um desses clubes ou mesmo do Benfica. 

O que o moveu? Aquilo que sempre foi a sua única motivação: o dinheiro. 

O que me parece claro é que decidiu quando percebeu que não teria mais nenhuma temporada com os mesmos milhões e amplitude de movimentos no Benfica que tinha usufruído durante 6 anos. E a partir daí fez jogo duplo. Não foi esta semana. Foi muito antes. Típico de pulhas.

A forma como tratou Luis Filipe Vieira, o único que o segurou no clube em 2013, foi um exemplo da forma como tratou funcionários, atletas e outros dirigentes do clube durante a sua permanência do clube: sem respeito.  

Shéu e Rui Costa foram alguns dos episódios visíveis a todos. Mas no balneário e na estrutura do clube esses episódios repetiram-se sem fim. 

Jorge Jesus ao agir desta forma com Luis Filipe Vieira indirectamente fez o mesmo com os milhões de adeptos do clube. 

Deu uma bofetada aos que gostam muito de palmadinhas nas costas e que achavam que ele já sentia o Benfica como qualquer um de nós que se senta nas bancadas da Luz ou de outro estádio a apoiar o clube. 

Como escrevia antes da notícia da saída de Jorge Jesus, quando alguns exigiam "agradecimento" ao treinador, eu respondi que o "agradecimento" era um vencimento e prémios milionários que ele nunca teria conseguido em mais nenhum lugar. 

Jorge Jesus foi dissimulado, falso para com o Sport Lisboa e Benfica. Sim,  porque ao enganar Luís Filipe Vieira enganou o clube que lhe deu tudo.Assim como fez noutras ocasiões, tentou chantagear o Benfica para lhe dar mais dinheiro. Só que desta vez o Benfica não cedeu. Nem tinha que ceder. 

Sempre procurou promover-se à custa do estatuto que ser treinador do Glorioso lhe dava e daí que muitas das suas decisões ao comando da equipa do Benfica tenham apenas servido os seus interesses pessoais. Como por exemplo o sacrificar das competições europeias e da Taça de Portugal nesta temporada que findou. 

Talvez um dia se saibam até onde foram esses interesses pessoais em promover alguns jogadores sem valor.  

A mim Jorge Jesus confirmou tudo o que pensava sobre ele e que escrevi tantas vezes neste espaço. 

Confirmou-me também que não estou errado na minha convicção: o clube são os seus sócios e adeptos. Tudo o resto está lá de passagem e devem é ser agradecidos por terem tido o privilégio de um dia servirem uma instituição como o Sport Lisboa e Benfica. 

Os hipócritas que agoram chamam de Judas a Jorge Jesus eram os que no domingo o idolatravam e olhavam para o lado perante as faltas de carácter e respeito de Jorge Jesus.  

Típico não de adeptos do clube em si, mas de adeptos de pessoas. Esses podem ir todos atrás do falso Jesus. Como dizia ontem um amigo, comprem Gameboxes e vão para o outro lado da estrada. 

Os verdadeiros benfiquistas agora têm a palavra. Em especial porque o próximo treinador do clube, seja Rui Vitória ou qualquer outro, tem que ter o apoio de todos. Em especial apoio em forma de tempo para poder produzir resultados. 

Jorge Jesus, a partir de agora, é um capítulo encerrado na história do Benfica. 

Um capítulo que demonstrou que o espírito benfiquista do antigo Terceiro Anel é aquele que vai sempre proteger o clube de gente como Jorge Jesus.   

Comunicado de Jorge Jesus. Escrito por outro Manel. Ou o Beijo de Judas.

Avatar
 ●  35 comentários  ● 
"Diz-se que na vida por cada porta que se fecha uma outra se abre.

Cumpro, este mês, o fim de um ciclo de seis épocas desportivas ao serviço do Sport Lisboa e Benfica, que me possibilitou viver alguns dos momentos mais felizes e marcantes da minha vida profissional… e essas são as memórias que, para sempre, em mim perdurarão.

Ao longo desse período sempre ofereci o meu melhor em proveito do clube, tentando respeitar a sua história e grandeza.

Contudo, todas as épocas têm o seu fim e as instituições são sempre maiores do que as pessoas que ao longo da sua vida por ela vão passando.

Parto, com a consciência do dever cumprido, grato pelo carinho e oportunidade com que fui brindado ao longo deste período.
Sinceros Cumprimentos
Jorge Fernando Pinheiro de Jesus"

Qual Nani qual quê! Era já este...

Avatar
 ●  40 comentários  ● 
O Vieira deveria ir já "sacar" o Bernardo Silva ao Mónaco alinhado com o Mendes. Estou certo que há formas de compensar o Mendes muito brevemente.

O internacional A e eleito como uma das principais revelações da Ligue 1 e a principal do Mónaco "caia que nem ginjas" no 4-3-3 do Rui Vitória - não acredito na opção Marco Silva.

Depois era juntar um substituto de grande qualidade para o Gaitan (e outro para o Salvio se este sair). Cerrar fileiras com o Luisao e Maxi Pereira e usar eventualmente o Pizzi e o Talisca como fontes de receita adicional. 

Da formação, Nelson Semedo, João Teixeira, Guedes e Nuno Santos. Uma oportunidade da pré-epoca para o Nelson Oliveira ser testado e se não justificasse ser vendido de vez.

Como eu não acredito em magia...

Avatar
 ●  91 comentários  ● 
Nem considero que este Jesus tem poderes sobrenaturais que só reconheço ao Outro... Confesso que quero mesmo ver a cara de muita gente quando o Sporting voltar a não vencer nada no próximo ano.

Teria, confesso, algum prazer em ver o "estado de sítio" em que ficaria o Sporting se o SLBenfica contratasse o Marco Silva (o mesmo o Rui Vitória) e este vencesse já a Supertaça e depois o campeonato...

Nos últimos dias já "desapareceram" da blogosfera muitos defensores incondicionais da relação Jesus/Vieira e muitos dos que diziam que Vieira era p centro do mundo, perfeito e que não seria possível tropediá-lo, engana-lo ou sequer surpreende-lo. Muitos diziam que Vieira jamais deixaria sair Jesus...

... Pois é, devem ter ido de férias.

Mas não foram sozinhos, com eles foram todos aqueles que diziam que o importante é apoiar o treinador. Que seja quem for tem que ter o nosso apoio incondicional... Esses pelos vistos reservavam esse apoio não para o treinador do Benfica, mas para o treinador Jesus. Lá está são devoções, eu só devoto ao Benfica outros a Jesus.

Terão ido de férias também?

Contudo, como qualquer movimento migratório em período de férias, muitos foram os que aterraram nos blogs - alguns porventura são os de cima com outro nome - para nos colocar perante o caus! Meu Deus, sem Jesus vamos lutar pela Europa, não passamos do terceiro lugar! Coloquem pressão sobre o Presidente dizem eles...

Não deixa de ter a sua piada ver que Jesus se revelou em tudo o que sempre lhe foi aqui apontado por alguém que podem não gostar, mas acertou: o Shadows.

Carácter zero! Protagonismo o mais possível! Ambição financeira! Poder totalitário! Falta de identificação com o clube!

Ainda ontem lia as críticas ao Vieira por ter permitido tudo isto... Pois claro! Jesus foi ganhar MUITO mais, foi ter MUITO mais poder, foi-lhe dada praticamente autonomia para escolher até o director desportivo... É o chamado "mundo ao contrário".

Jesus nunca ficaria no SLBenfica porque, E BEM, Vieira nunca lhe daria nada disto.

Jesus ficaria no Benfica se o Sporting não tem decidido fazer este haraquiri. Há umas semanas li aqui que o Sporting estava na rua da amargura financeiramente. Que os jogadores queriam mais dinheiro e não lhes davam, que havia contas por pagar, que até se pedia esmola tipo "Operação Coração".

De repente magia!!! Um benemérito resolve meter os milhões a troco de quê? Títulos, claro! Mas vocês pensam que aqui alguém nasceu ontem???

Só há um motivo para se meter dinheiro ali... Lavar dinheiro, nem é preciso multiplicá-lo. 

A partir do momento em que Bruno de Carvalho decidiu assumir que não tem coluna vertebral e desprezou os seus próprios valores que andou a apregoar, desprezou pessoas que o ajudaram, desprezou e achincalhou quem lhe deu o único título e a melhor época dos últimos 15 anos... Isto foi música para Jesus.

Vieira podia até fazer o pino... Que jamais Jesus ficaria no Benfica!

Mas Vieira poderia ter renovado há mais tempo! Pois podia, mas manda a prudência que não se seja tolerante duas vezes... Vieira esperou e bem pela conquista do título. Gostava de ver o que diriam os poetas que falam disso se Jesus tem perdido o título. Sabem aquele tonto que todos gozam do FCPorto? Só ficou a 3 pontinhos... Sim, Jesus este ano teve menos mérito de ganhar do que Lopetegui teve demérito de perder com aquela equipa.

Jesus foi para onde quis, portou-se como sempre conhecemos e desejo-lhe pela primeira vez que tenha o retorno devido do seu mau carácter e falta de respeito. Jesus está como quer... Sente-se e está até acima de Deus (só que na verdade é apenas o João, que treina a B dos lagartos).

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Jorge Jesus e o Benfica

Avatar
 ●  22 comentários  ● 
"Caro Jorge,

(Ia chamar-te Jesus mas agora que pareces estar prestes a trocar as forças do bem pelas do mal estás a perder a tua divindade)

Entraste como um furacão. Na tua primeira conferência de imprensa com o símbolo sagrado ao peito prometeste que, contigo, o Benfica ia jogar “pelo menos o dobro”. Tinhas razão. Contigo, o Benfica não jogou apenas o dobro. Jogou o triplo, quem sabe o quádruplo.

Naquela época de 2009/2010 a onda vermelha varreu os campos do país como um rolo compressor.
O Cardozo parecia um velocista. O Di Maria finalmente explodiu. O Aimar, bom, era o Aimar. O Saviola voltou à vida. Havia ainda o Ramirez, o Luisão, o Maxi, o David Luiz, o Nuno Gomes e outros. Talvez um dos melhores planteis dos últimos anos. Mas não importa. Tu eras o capitão aos comandos do navio. Melhor: o comandante aos gritos no navio. Confesso que sempre me fez impressão a forma como falavas – ou melhor insultavas – com jogadores da craveira de Aimar e Saviola. Mas não importava. A equipa ganhava. Ganhou.

O teu segundo ano já foi diferente. Ainda antes de o campeonato começar, já mostravas o que podia acontecer: com uma proposta daquele clube cujo nome não deve ser mencionado, obrigaste o presidente do Benfica a aumentar-te o salário para os famosos quatro milhões.

Nos bastidores futebolísticos consta mesmo que falaste com Pinto da Costa, com o telefone em voz alta, à frente de Luís Filipe Vieira. O presidente do Benfica, com medo de repetir o erro de Manuel Vilarinho  com Mourinho, cedeu. Tornou-te o treinador mais bem pago da história do futebol  português. Mas tu não eras o mesmo.

Primeiro perdeste a equipa. Começaste a fazê-lo quando trataste de forma inacreditável o guarda-redes titular da equipa. Chama-se Quim, lembras-te? Dispensaste-o para contratar um que “desse pontos”. Chamava-se Roberto, lembras-te? Ora o Quim era um elemento querido no plantel. Respeitado. Alguém que nunca abriu a boca em protesto apesar de todos os insultos que foste fazendo ao seu profissionalismo.
Fizeste também umas maldades ao Nuno Gomes, outro de quem nunca ouviste uma crítica. Os jogadores percebem essas coisas. Tu gritavas, mas eles já não te ouviam. Nem respeitavam. Todos sabemos o que aconteceu nesse ano. Incluindo a eliminação humilhante da Taça de Portugal, em casa, que meteu uma festa do adversário às escuras.

No teu terceiro ano voltaste a falhar. Mas no quarto reinventaste-te. Prometeste uma época de sonho. Campeonato, Taça, Taça da Liga e Liga Europa – sim, porque a Liga dos Campeões nunca foi contigo. A equipa, renovada, jogava que se fartava outra vez.

Prometeste ganhar o campeonato – e ajoelhaste-te no Dragão. Prometeste a Liga Europa – e falhaste outra vez. Prometeste a Taça de Portugal – e foste empurrado pelo Cardozo. Nessa altura tiveste um grande mérito: resististe aos insultos, aos palavrões, aos empurrões para sair. Ficaste. Renovaste o contrato. Resististe. E mostraste a todos que és um belo treinador. No ano seguinte voltaste a todas as finais em que tinhas estado e só perdeste a Liga Europa – outra vez. Calaste tudo e todos. Com a mesma equipa.

Este ano temia-se o pior. Saíram muitos jogadores bons, entraram outros de qualidade duvidosa. Mas tu definiste um objectivo – a conquista do bicampeonato – e conseguiste-o. Tudo o resto ficou para segundo plano. Com uma competência interna que nunca tinhas mostrado. Pela primeira vez em seis anos, não perdeste um jogo com os principais rivais. Um mérito que ninguém te tira. Tal como os 10 títulos em seis anos.

Foram anos bons. Contigo aos gritos no comando, o Benfica voltou ao lugar que é seu por direito. Esse mérito ninguém te tira. Independentemente de, nestes seis anos, o Benfica ter tido os melhores jogadores das últimas duas décadas. Independentemente dos autocarros de atletas que chegaram da América do Sul e que tão depressa apareciam como desapareciam.

Independentemente de nunca teres apostado num único jogador da casa. E não, o André Gomes não é exemplo porque, contigo, raramente jogava. Independentemente dos gestos deselegantes que foste tendo e que não dignificam o clube: recordas-te dos cinco dedos apontados ao Manuel Machado? Recordas-te da cena insólita em Guimarães? Recordas-te dos três dedos ao treinador do Tottenham? Recordas-te de tentares aprender inglês porque querias ir para uma grande equipa europeia?

Todos os anos, no Verão, era a mesma coisa: sucediam-se as notícias de que ias para o Chelsea, Real Madrid ou Manchester City. Afinal, vais ali para o outro lado da Segunda Circular. Talvez vás ganhar mais dinheiro, talvez vás para o teu clube do coração. Mas o que te quero dizer é apenas isto. Afinal, vais para pior.

Saíste como entraste. Como um furacão. Agora, os sportinguistas que te insultavam vão idolatrar-te. Os benfiquistas que te idolatravam vão insultar-te. Os que gozavam com a tua forma pouco ortodoxa de lidar com o português vão defender-te. Os que te defendiam, vão gozar-te. Aqueles que toleravam a tua presença porque tinhas uma aura vitoriosa vão lavar a roupa suja em público. Os que diziam mal de ti sem tu saberes vão dar-te palmadinhas nas costas. É pouco racional, mas é a natureza humana quando aplicada ao futebol.

No fim da linha és só um treinador. Mais um dos muitos que passaram pelo clube. Sim, os últimos seis anos foram mais bons do que maus. Pelos vistos, acabaram. Mas só para ti. Perguntas-me se estou triste com a tua partida? Nem por isso.

Sabes, é que o Benfica é maior do que qualquer treinador. Tu terás o teu lugar na história, no museu do clube. Mas nunca terás uma estátua à porta do estádio. #rumoao35"

O que LFV deveria ter feito (com os dados que tenho)

Avatar
 ●  72 comentários  ● 
Sinceramente, depois de uma noite difícil, já digeri o borrego. A vida continua no Benfica, e eu, que estive lá à porta do velhinho Estádio da Luz aquando do famoso Verão quente, quando Sousa Cintra fez um raid por Alvalade e nos levou Paulo Sousa e Pacheco e quase quase João Pinto, eu sei como o Benfica é capaz de encontrar força nas horas difíceis, e preparar-se desde já para a batalha épica que será a próxima época.

E como aqui escrevi há um mesinho apenas “E se Abrahmovic investisse 200 milhõesno FCP?”, este cenário criado por mim e que obrigava à reflexão e à escolha de um caminho em função de certo contexto, chegou mais cedo do que esperava.

O Sporting vai investir! O Porto nunca avisou que ia deixar de investir, e... Pode o Benfica ficar atrás?! Eu acho que não, que não pode. E acho que LFV vai ter de repensar toda a estratégia da próxima época! O que não pode realmente acontecer no próximo ano é o Benfica acabar atrás do Sporting. É uma questão de honra! Guerra declarada!

A noite de ontem fez-me realmente recordar esse célebre Verão Quente! Mas com uma diferença! O Benfica do Paulo Sousa e Pacheco era um Benfica vergado e moribundo! Um Benfica sem cheta, com Jorge de Brito a fazer o que podia à base apenas de todo o benfiquismo que tinha dentro dele. E ainda nos salvou João Pinto no último segundo, e a sua chegada à Luz ao lado do Menino de Oiro é um momento de apoteose que não esquecerei.

A noite de ontem custou-me por outros motivos: Porque não esperava, sinceramente, num momento em que o Benfica está forte, em que nem há quinze dias celebrou um Bi-Campeonato, um clube pujante e líder em Portugal.

Mas também digo com toda a sinceridade que me teria custado bem menos se não tivesse acompanhado o processo com tanta informação “privilegiada” debitada diariamente neste blogue por dezenas de Benfiquistas!

Quanto alguns me questionam dos motivos de não dar como certas algumas informações que me contam como verdades absolutas, é esse o motivo:

Porque se me dissessem assim: Jorge Jesus traiu o Benfica, fez um acordo com Bruno de carvalho à revelia do Benfica e mudou-se para o outro lado para ganhar quatro vezes mais, eh pá, tinha de aceitar e na minha cabeça só haveria um culpado e um motivo de ódio - Jorge Jesus!  

Mas o problema é que não. O problema é que a tal informação “privilegiada” falhou em muitos aspetos. Porque se como se diz hoje, Jorge Jesus já tinha um acordo com Bruno de Carvalho desde Dezembro, e se LFV sabia disso, como é possível que num contexto desses LFV oferecesse a JJ apenas metade do ordenado que já ganhava para o demover?! Não foi isso que foi aqui anunciado?! Faz sentido?! Eu acho que não.

Ou LFV não sabia desse acordo e foi apanhado desprevenido (o que a ser verdade não me permite culpar LFV em nada neste processo), ou sabendo desse acordo só tinha dois caminhos:

1. Ou despedia Jorge Jesus desde logo, o que eu acho que deveria ter feito, com a certezinha absoluta que todos os sócios apoiariam e entenderiam;

2. Ou para tentar renovar com JJ, nunca poderia ser com redução de salário, isso parece-me claro. Ou oferecia igual ou oferecia mais. E se achasse que não podia oferecer mais só tinha um terceiro caminho:

3. SER ELE PRÓPRIO; LUÍS FILIPE VIEIRA A ANUNCIA A RUTURA COM JORGE JESUS E OS MOTIVOS DO MESMO.

E aí sim, o Benfica teria saído dignificado no meio disto tudo, fosse Jorge Jesus a seguir para Alvalade, para as Antas ou para a China! O Benfica teria seguido o seu caminho.



O Benfica perde neste episódio porque parece apanhado desprevenido, e no último dia ainda anda a marcar jantaradas e a mandar mensagens para o telefone de JJ quando tudo já estava feito. Bruno de Carvalho passou a perna a LFV, é essa a mensagem que passa!

Se neste blogue já se sabia, se até o Fernando Seara já sabia na Segunda-Feira, LFV também tinha de saber.

E peca porque reagiu tarde. Aliás, boa liderança nesta altura implicava que fosse ele a denunciar o processo em vez de ser engolido pelos acontecimentos.


E para mim, Jorge Jesus morre hoje, é passado. E por muito bom treinador que eu acho que é, estou 100% de acordo que LFV não deveria pagar a JJ o que se anuncia que lhe será pago no Sporting!

Quando hoje de manhã falei em tragédia, era a isso que me referia! Jorge Jesus não é insubstituível. O que para mim foi trágico é a forma como se desenrolaram os acontecimentos, como nem há duas semanas celebrámos um Bi-Campeonato Nacional e hoje temos todos os lagartos a gozar connosco parecendo que somos nós o clube pequeno que precisou de sete anos para levantar uma taça!

Não! Nós somos os Bi-Campeões Nacionais! E Bi-Campeões Nacionais não se podem prestar a estes papéis!

Esta é pois a hora de colocar este assunto para trás das costas e de nos prepararmos o melhor que pudermos para a nova época! Sem erros nem passos em falso!

LFV sabe que as eleições estão à porta, e que o próximo ano, agora mais do que nunca, será bem mais do que um simples Campeonato de Futebol!


E o Verão pois, será aceso com toda a certeza, neste blogue e nos jornais e nas televisões, com toda a roupa suja que ameaça ser lavada na Luz e em Alvalade!



P.S.
As palavras de Luis Filipe Vieira:
"Sei que muitos estão aqui à espera de uma palavra em relação ao futuro treinador do Benfica. Quem me conhece sabe que uma das maiores virtudes que aprecio nas pessoas é a gratidão, que define muito o caráter das pessoas. Vou procurar com tempo e sem pressa um treinador ambicioso e comprometido com o Benfica.
Ao contrário do que dizem, e dou a minha palavra de honra, não tenho nenhum pré-acordo mas uma ideia clara: um treinador ganhador que não tenha medo de apostar nos miúdos, que seja capaz de construir um projeto integrado desde a formação. O Benfica somos nós, não há insubstituíveis nesta casa, apesar de alguns pensarem que o são.
Estou desiludido mas não surpreendido. Estou determinado em continuar a ganhar, o tempo é sempre o melhor juiz das nossas ações. Não se preocupem com os que partem, mas alegrem-se com os que ficam e com os que vão chegar, porque é com eles que vamos continuar a ganhar.", referiu.





ranking