O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 21 de março de 2015

Rio Ave-Sport Lisboa e Benfica

Avatar
 ●  50 comentários  ● 
Nova etapa!

Bora lá caraças!!!!

sexta-feira, 20 de março de 2015

O palhaço do dia: presidente da CM Gaia

Avatar
 ●  9 comentários  ● 
Como se já não bastasse esta Câmara andar a gastar o dinheiro dos contribuintes para oferecer quase a custo zero um centro de estágio ao FC Porto,  o presidente da CM Gaia ainda se dá ao luxo de fazer favores adicionais e falta ao respeito aos benfiquistas residentes em Gaia.

Mais um caso. Tiago Rodrigues.

Avatar
 ●  46 comentários  ● 

Tiago Rodrigues, jogador emprestado pelo Fc Porto ao Nacional, dizia-se que não podia defrontar o clube mãe por ter atingido a marca de 5 cartões amarelos, alguns deles trazidos ainda do tempo do Fc Porto B.

Ora,  a FPF esclareceu anteontem que o jogador estava livre para jogar, de acordo com os regulamentos que englobam as equipas B.

Pois bem,  foi divulgada a convocatória do Nacional para o jogo com o Fc Porto e  afinal Tiago Rodrigues... ficou fora da convocatória por estar com uma gastroenterite.

Há azares do caraças.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Treinador do Bolton sobre Rochinha (SLBenfica)

Avatar
 ●  58 comentários  ● 

Neil Lennon impressionado: 

"Esperámos por ele, fomos pacientes, mas ele esteve fantástico diante de uma equipa muito física. Por vezes ficamos preocupados em relação à questão da altura, mas ele acabou por ser um verdadeiro gigante, especialmente sendo alguém tão jovem. Ficou sem forças na fase final naquele que foi o seu primeiro jogo enquanto sénior, mas fiquei muito satisfeito pela forma como jogou e sei que virá algo mais da parte dele" 
in Record (com video)

O ataque às arbitragens do Benfica.

Avatar
 ●  52 comentários  ● 

A pressão que o treinador do FC Porto continua a exercer sobre as arbitragens já passou todas as marcas.

A Liga de Clubes,  ou a Disciplina da FPF,  se fossem sérios,  já teriam agido e castigado a verborreia vergonhosa de Lopetegui.

Mais grave ainda é a completa ausência de queixas por parte do universo futebolístico português face a esta pressão do treinador espanhol.
Como se viu quanto às declarações de Rui Gomes da Silva, existem diferentes critérios para analisar declarações.

Certamente que os jornalistas de domingo que dedicaram programas a crucificar o vice do Benfica irão dar o mesmo tratamento a esta tentativa de condicionar os árbitros.

Já agora,  o jornalista que insistiu no tema, já perguntou a Lopetegui se conhece o processo Apito Dourado?

Um inimigo cobarde e traiçoeiro, esse Al.

Avatar
 ●  4 comentários  ● 


Habituei-me a ouvir e admirar o jornalista Fernando Correia como admirava o jornalista Jorge Perestrelo, símbolos de um jornalismo desportivo apaixonado e isento mas sempre com opinião própria.

A "Bancada Central", nos anos 90 e então na TSF, era de escuta obrigatória. A forma como Fernando Correia moderava o debate era um exemplo de como gerir sensibilidades de vários quandrantes clubísticos. O que é certo é que Fernando Correia reunia no seu programa adeptos de todos os clubes e muitas vezes levava o programa a colectividades, clubes ou associações para promover o desportivismo e fair-play.

Fernando Correia tem mantido a mesma postura ao longo dos anos. Continua a granjear o respeito de todos os adeptos do futebol. Pelo menos dos que conseguem manter despida a camisola do fanatismo.

Acaba de partilhar através de um livro a sua terrível experiência de vida. 

Lê-se no livro:
"Pode um livro nascido da dor transmitir consolo e felicidade? Fernando Correia escreveu Piso 3, Quarto 313 para dar testemunho, com total compreensão pelos doentes e pelos familiares que sofrem, amam e tantas vezes choram, na impossibilidade de fazerem melhor. 

Fernando Correia apresenta-nos Vera, a mulher da sua vida, bonita, inteligente, lutadora, mãe-coragem de três filhas, que se transformou na habitante incógnita de um mundo sem memória, sem saudade e sem amor."

“Pode um livro nascido da dor transmitir consolo e felicidade? Fernando Correia escreveu ‘Piso 3, Quarto 313’ para dar testemunho, com total compreensão pelos doentes e pelos familiares que sofrem, amam e tantas vezes choram, na impossibilidade de fazerem melhor."

Mais que um ato de coragem, este livro é um ato solidário para com quem tem familiares doentes com esta terrível doença. 
Pode-se não conseguir inverter ou curar este mal, mas mesmo que eles não percebam, podemos continuar a dar-lhes a mesma dignidade, respeito e o amor que eles já sentiram no passado.
Hoje podem não se aperceber disso, mas amar alguém é mesmo isso. É dar, sem esperar nada em troca.

Um abraço ao Fernando Correia.  

quarta-feira, 18 de março de 2015

Caixa Futebol Campus: UMA VERGONHA!

Avatar
 ●  69 comentários  ● 
O que se passou ontem no Caixa Futebol Campus deveria envergonhar cada benfiquista e mais ainda aqueles que não hesitaram em insultar o Romário Baldé.


O miudo, ainda junior recordo, errou? Claro que sim... mas bastou estar presente para ver que no momento em que tocou na bola, o Romário foi o primeiro a ter a dimensão do seu erro, o primeiro a ficar revoltado por ter falhado...

... seguramente que a última coisa que ele precisou naquele momento foi ter uma bancada a insultá-lo por ter errado aos 18 anos, por ter tomado uma decisão errada.

Curiosamente, esses que tanto o insultaram (e que vergonha alguns insultos!) seriam os primeiros a correr para as redes sociais e para os blogs a dizer que o Romário é um craque se o "panenka" tem corrido bem. Teria sido "a classe do Romário", mas como executou mal... foi insultado.

Não deixa de ter a sua importância também o facto de que na verdade o problema foi ele bater mal na bola, porque se tem batido bem, o penalty à panenka era mesmo golo.

Num segundo uma bancada esqueceu-se de tantos bons momentos que o Romário Baldé já teve com a camisola do SLBenfica e optaram por transformar o resto do jogo num pesadelo para o miúdo.

Estes que o fazem são os mesmos que dizem que os miúdos aos 18 anos não basta serem bons, têm que crescer para não errar e com isso poder prejudicar a equipa... mas quando erram aos 18 anos não podiam ter errado.

Temos no plantel principal jogadores que já tiveram falhanços clamorosos... mas o Romário aos 18 anos mereceu ir para casa envergonhado, achincalhado e humilhado pelos primeiros que o deveriam ter apoiado e ajudado.

Ele não decidiu mal... teve apenas a infelicidade de a execução não sair como ele tinha pensado, algo que acontece em 1001 lances durante um jogo de futebol.

Ontem fiquei envergonhado, valeu-me a atitude do Presidente do SLBenfica e de outros miúdos de 18 anos que foram muito mais adultos e benfiquistas que aquele que estavam nas bancadas e do que aqueles que correram para os blogs, foruns e redes sociais a criticar o miudo. O Renato Sanches deu uma lição a muito adulto... e basta correr o Instagram, por exemplo, para ver muitos outros, especialmente da equipa B e dos juniores, ao lado do Romário.

Eu também já tive oportunidade de lhe demonstrar a minha solidariedade e compreensão. Ninguém mais do que ele está triste e revoltado com uma falha de execução... porém infelizmente muitos conseguiram transformar isso num pesadelo para um menino, ao invés de numa vontade férrea de mudar já isso no próximo jogo.

Vocês que o insultaram são uma vergonha para o SLBenfica.

PS- Fica o repto para o Luisão sair a público também (já o terá feito em privado), para defender mas acima de tudo incentivar o nosso menino. Seria bonito e teria muita importância para o Romário.

Ainda juvenil era um herói quando fazia disto...



Para quem não o conhece:

terça-feira, 17 de março de 2015

Brilhante, Presidente!

Avatar
 ●  27 comentários  ● 

“Quero deixar uma palavra de admiração em relação à nossa equipa Sub-19. 

Hoje tropeçaram, mas não caíram. Só cai quem desiste e quem não tem qualidade. Não é este o caso. São um grupo jovem, com muita atitude e muito talento, liderado por uma equipa técnica de méritos reconhecidos. O futuro vai demonstrá-lo. 

O Caixa Futebol Campus é hoje uma incubadora de jovens talentos que já conquistaram o respeito e admiração de todos. Isso não se perde nos penáltis. 

Tenho orgulho no vosso trabalho e grande certeza em relação ao futuro.”
Luis Filipe Vieira

Estou a exagerar?

Avatar
 ●  30 comentários  ● 

A passagem do Mónaco aos quartos de final da Champions só me faz pensar qual foi a razão pela qual o Benfica foi eliminado das competições europeias.

Praticam melhor futebol? Não.

Têm melhores jogadores ou plantel? Não.

A exigência do campeonato francês é inferior à do campeonato português? Não.

Então se o Mónaco consegue,  porque é que o Benfica não consegue?

Se o Leonardo Jardim consegue gerir,  porque Jorge Jesus não consegue?

Teremos que sacrificar duas competições para conseguir um campeonato?

É um facto, há colinho!

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

Todos erram Romário...

Avatar
 ●  11 comentários  ● 
... Mas há por aí muito burro que, ao contrário de ti, não aprende com os erros para ficar mais forte.

Força miúdo! Levanta a cabeça...

Gestão de ...!

Avatar
 ●  9 comentários  ● 

Sempre tive simpatia pelo Belenenses.
Um clube da minha cidade,  com um estádio com a melhor vista possível e cuja história também contribuiu para a ascensão do futebol português.

Daí que ter sido com alguma pena que passei a ver regularmente Pinto da Costa a almoçar na Varanda Azul com dirigentes do Belém e passei a observar um clube ao serviço dos interesses alheios.

Não tiveram sorte pois o único presidente capaz e com amor ao clube, Cabral Ferreira, foi atraiçoado pela saúde e acabou por falecer.
Foi ele que renovou o Restelo. E teria feito muito mais.

Neste momento, uma das principais receitas do Belém, as piscinas, ao que parece estão abandonadas.

E o futebol está nas mãos de um dragão de ouro,  alguém cujo percurso está marcado por confusões, influências, e posições que servem vários interesses que não os do Belenenses.

O despedimento de Lito é uma evidência de que a performance pouco interessa. O treinador que salvou o clube da descida e que tinha colocado a equipa nas primeiras seis posições do campeonato, pelo visto não agrada a Rui Pedro Soares.

Parece ser mais importante ganhar dinheiro com transferências e outros expedientes.

Mais um clube nas mãos de patos-bravos do futebol português. Destroem tudo por onde passam e só conseguem criar valor para as suas carteiras.
É pena.

Regresso ao Nelson Oliveira...

Avatar
 ●  34 comentários  ● 
Li este tópico sobre o Nelson Oliveira e lá terei que vir defender o rapaz novamente.

Parece que alguém considera que o Nelson Oliveira deveria:

- chegar à Premier League e impor-se ao Gomis, um avançado que o Benfica quis quando estava no Saint Etienne e que foi transferido por 15M€ para o Lyon de onde saiu a custo zero para o Swansea para fazer concorrência ao Bony que saiu para o City.

- ter marcado vários golos no Rennes, uma equipa que teve 30 empates e derrotas e apenas 16 vitórias. Marcaram 59 golos apenas em 46 jogos. Só para terem comparação, o SLBenfica em 25 jogos leva 62 golos e até o Sporting leva 46 golos em menos 20 jogos que o Rennes.

- era suposto também ter marcado muitos golos numa das piores épocas de sempre do Depor que foi último classificado com apenas 8 vitórias em 40 jogos.

- E continua a ser estranho não ter marcado muitos golos no Paços de Ferreira, que marcou 54 golos na época toda. 16 vitórias em 39 jogos... na primeira época de sénior.

Pegando agora na estatística do tópico referido no "Gordo, vai à baliza!": o Nelson depois de mais de seis meses sem competir é suplente utilizado no Swansea onde está há dois meses a jogar na sombra de um jogador cotado, que ameaçou sair se não jogasse mais a titular, mesmo com o Bony na equipa.


Antes no Rennes marcou 8 golos, praticamente todos até se lesionar, período a partir do qual não mais voltou a impor-se, coincidindo com o declínio também da equipa. Até se lesionar o Nelson Oliveira tinha 1/3 dos golos marcados pela equipa. Portanto trata-se de uma equipa onde um avançado brilha....

... por falar em brilho, 8 vitórias em 40 jogos do Deportivo era suposto representar o quê para o Nelson Oliveira? que fosse ele a marcar todos os golos das 8 vitórias?

Na primeira época de sénior em Paços de Ferreira, repito, primeira época de sénior, fez 31 jogos (nem todos completos claro) onde estava também, por exemplo, o Pizzi que o Benfica comprou por 12M€ (6M€ por 50%).

A pergunta que se coloca é:

- Porque não se empresta o Nelson Oliveira ao Guimarães, Marítimo ou ao Braga?

É facil! Porque o SLBenfica não procura um clube para o Nelson Oliveira jogar ou mostrar algo, o SLBenfica tem procurado clubes que paguem pelos empréstimos.

A estatística diz o que quiseremos que ela diga, dependendo da forma como queremos olhar para ela. É verdade que o rendimento não tem justificado qualquer aposta... mas não é menos verdade que nenhum jogador teria tido outro rendimento, não é menos verdade que nessas épocas não houve outros jogadores a render mais que ele na vez dele.

António Simões: o José Eduardo do Benfica.

Avatar
 ●  31 comentários  ● 

O vice-presidente do Benfica, Rui Gomes da Silva, comentou ontem a polémica dos últimos dias relativamente às declarações que produziu na semana passada.

Respondeu bem a tudo, embora se entenda um certo desconforto quando se trata de abordar a sintonia entre quem manda no clube e o próprio RGS. Continuo a achar que andam a tentar afastar RGS e se possível com a imagem afectada.

Mas quero destacar o nível demonstrado por RGS aquando da pergunta sobre as declarações de António Simões. Demonstrou um respeito e deferência pelo antigo jogador campeão europeu dignos de ênfase. 

António Simões acaba por sair mal desta situação. Esquece os anos em que foi director geral e depois desportivo do Benfica e em que os resultados e contratações foram miseráveis. 
Ele que preza tanto os valores e o respeito pelo Benfica, omite aquela altura em que forçou a saída para o Sporting com a ajuda do (então) jovem advogado Jorge Sampaio. 
Chamou mentiroso ao presidente do clube mas acabou por lhe dar razão e ficar no Benfica.

O ex-campeão europeu tem sido pródigo em declarações absurdas estilo papagaio nos últimos 10 anos, dando recados em nome de alguém.

António Simões merece o respeito por tudo o que fez dentro de campo, mas fora de campo tem sido medíocre.

Lembram-se do título deste post? 
Lembram-se dos elogios de BdC a José Eduardo após o mesmo ter atacado Marco Silva?
Então vejam agora se António Simões tinha ou não razões para falar em nome de LFV.

"O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, vai marcar presença, no próximo dia 27, na inauguração das novas instalações da Casa do Benfica de Loures. A comitiva liderada por Vieira será recebida na Câmara Municipal de Loures às 19 horas, sendo que a inauguração da Casa terá lugar 30 minutos depois. Para as 20 horas, refira-se, está marcado um jantar num restaurante da região.

Ao lado do líder benfiquista estarão os vice-presidentes Domingos Almeida Lima e Varandas Fernandes, assim como António Simões, ex-internacional português e campeão europeu pelo emblema da águia." - Record.

Sinal mais evidente que este não há.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Jesus: Teimosia da boa... e da má!

Avatar
 ●  47 comentários  ● 

É indesmentível que Jorge Jesus é dos melhores treinadores do Mundo, porém dos que tem maior capacidade de auto-destruição.

A teimosia de Jesus fez com que ele, por acaso é certo, tivesse descoberto um lateral moderno como o Coentrão, porém que sempre se viu que muito incompleto a defender, motivo pelo qual não se consegue impor fora de Portugal. Foi Jesus também que "transformou" Enzo Perez, Matic e Pizzi, os dois primeiros já todos sabemos no que deram, o último está a revelar-se uma fantástica surpresa.

Notem que não estou a falar de ter transformado "merda em ouro". Desiludam-se! Isso não existe... talvez só mesmo o Mourinho e mesmo assim não consegue "enganar" muito tempo. O que Jesus fez foi ver o que mais ninguém viu e ajustar as características de um grande jogador a outro espaço / função no terreno e transformá-lo num jogador ainda melhor.

Estamos a falar de jogadores que acabaram por valer mais de 100M€ em transferências e que talvez nas suas posições de origem ainda hoje fossem apenas bons jogadores do SLBenfica.

Depois há a teimosia, também boa de se impor a adeptos como eu que nunca acreditaram que o Julio Cesar ou o Jonas viessem a demonstrar tamanha solidez, tamanha qualidade de jogo e influência.

Do lado da teimosia má, podemos falar da insistência em Ola John e Talisca (via-se a léguas que só se destacava enquanto estivesse com mais rodagem que os outros por vir de um campeonato já em andamento), da falta de aposta no Gonçalo Guedes, de não ter tentado pegar no Oliveira, Bernardo ou no Cancelo... enfim.

O saldo é claramente positivo, não tanto como o Jesus apregoa, é certo... mas muito mais do que muitos lhe reconhecem.

Vamos lá falar do caso Rui Gomes da Silva.

Avatar
 ●  54 comentários  ● 

As declarações de Rui Gomes da Silva sobre a performance dos jogadores do Braga frente ao FC Porto tornaram-se o centro das atenções. Parece que não há nada a discutir no futebol português. 

Os empréstimos amputadores como o do jogador do Arouca que não jogou frente ao seu clube mãe, o FCP, os direitos televisivos e as movimentações da NOS e de Joaquim Oliveira para concentrem em si novamente toda a gestão dos mesmos, o desaparecido em combate que é Luis Duque, que passou de Messias a um fantasma.

Mas como parece que todos querem falar disto, vamos falar.

Começando por quem veio a público atacar o vice-presidente do Benfica. 
Não são nada mais que a pandilha que tem passado a mensagem de que o Benfica andava a ser beneficiado pelos árbitros.

Começando pelo presidente do Braga, passando pelo treinador(que me parece ter sido o único a ser genuíno na sua indignação), indo ao Dragão com o saloio do espanhol também a falar do que (não)sabe, e culminando ontem no azeiteiro ex-treinador que na SICN veio armar-se em virgem ofendida.

Só quem não era nascido ou não tem memória é que não se lembra das performances do azeiteiro ex-treinador azul de coração quando treinava equipas da Primeira Divisão. Contra o Benfica até a relva saltava, contra o FCP era uma auto-estrada. Portanto, se estamos a falar de seriedade, este está fora.

O treinador do FCP é um saloio pouco habituado aos holofotes. E por isso fica empolgado com as mensagens que o Cerqueira lhe passa para ler. Daí que de repente até sabia que RGS tinha sido ministro. Mas caro Lopetegui: sabe o clube em que está? Então esteja calado.

O Salvador é outro cujas motivações já se conhecem. Daí que ouvi-lo ou não é quase a mesma coisa. Tem o mesmo peso na opinião pública que o Luis Filipe Meneses. Zero. E por isso é que precisou de reforços como o treinador do Porto ou dos comentadores ao serviço da causa condenada por corrupção.

O que já não parece muito normal é a falta de resposta por parte dos camaradas de direcção do clube face aos ataques a RGS. 
Nem João Gabriel, esse benfiquista-novo, foi capaz de produzir umas palavras sobre o tema.

E isto leva-me às declarações de António Simões. Tão incisivas que foram que, na minha opinião, deixam mais um sinal claro de que há quem queira RGS afastado do Benfica e se possível com a imagem queimada. Logo António Simões, que ainda há-de explicar à malta o que fez de tão estrondoso após ter deixado de jogar à bola para ter tanta moral. 
Andou aos caídos a tentar ser treinador ou dirigente, com os fracassos que se conhecem.

O que RGS disse foi o que todos pensamos. É o mesmo que tantos disseram e escreveram tantos anos e que só foi tornado público por mérito do Apito Dourado.

Podia RGS ter-se resguardado? Podia mas essa não é a sua maneira de estar, ao contrário de muitos politicamente cobardes. E foi isso que o levou a ser o único comentador benfiquista aguerrido mas com nível nos programas desportivos. Longe das badernas dos Serrões, Guerras, Barrosos ou outros bandalhos.

Excede-se RGS algumas vezes? Sim e certamente que ele será o primeiro a entender esses momentos e a aprender com eles. Mas se excluirmos isso, RGS tem estado sempre certo nos seus vaticínios.

Lembram-se de quem deu a cara contra JO quando mesmo no Benfica ninguém o fazia?

Será uma coincidência que, noutro momento em que se negoceia com a Olivedesportos o futuro dos direitos televisivos, se queira silenciar ou afastar RGS da ribalta? 

Será uma coincidência que se tenha de deixado de ver RGS em muitas das comitivas do Benfica aquando dos jogos fora?

Será uma coincidência RGS ter-se excluído da SAD?  

Há temas mais importantes com que nos preocuparmos neste momento. 
As arbitragens dos jogos que aí vêm, a formula que JO quer impor no que toca ao futuro modelo de direitos televisivos, as finanças do Benfica e da BTV e em como isso pode condicionar o futuro, enfim.

Espero que este caso hoje fique encerrado. "O Dia Seguinte" de hoje vai certamente ter umas audiências do outro mundo.

Análise à arbitragem: jogos de Sporting e FC Porto.

 ●  7 comentários  ● 

Análise à arbitragem pelo ex-árbitro Reborn:

Marítimo vs. Sporting:
LANCES CHAVE

Min.4 - Fora-de-jogo mal assinalado a João Mário. No momento do passe, João Mário está atrás do penúltimo defensor maritimista. Erro de análise de João Silva. (decisão incorrecta)

Min.17 - Após falta normal de Marega sobre Jefferson, gera-se uma pequena confusão com o 4º arbitro a ter necessidade de entrar no terreno de jogo para acalmar os ânimos. Alega Marega que Nani o pisou. Efectivamente as imagens televisivas dão conta de uma pisadela de Nani, mas parece-me evidente que Nani pisou Marega de forma perfeitamente casual, e sem intenção de o agredir. Fez bem Rui Costa em não tomar nenhuma acção disciplinar (decisão correcta)

Min.30 - Quando já se encontrava dentro da grande área do Marítimo, Jefferson é nitidamente ceifado através de uma rasteira nas canelas praticada de forma imprudente por Raul, central maritimista. Raul, ao tentar cortar a bola, acaba por acertar nas canelas de Jefferson de forma bem visivel. Do lance resultou a advertência de Ruben por protestos. Não verifiquei se Raul foi advertido, mas senão o foi, deveria ter sido pela imprudência da sua acção. Grande penalidade, contudo, bem assinalada por Rui Costa. (decisão parcialmente correcta) 


Min.36 - Após remate de Cedric, Carrilo que havia ficado em fora-de-jogo, é atingido pelo remate do seu colega, mais uma vez João Silva, auxiliar de Rui Costa errou, desta vez ao nada assinalar. (decisão errada).

Min.37 - António Xavier reclama carga pelas costas de Cedric dentro da área do Sporting. Após lançamento de linha lateral, a bola vai parar a Xavier, que tenta controlar a bola, mas é tocado por Cedric que o agarra pela camisola. Contudo, as imagens permitem verificar que o agarrão é reciprocuo, estando também o maritimista a agarrar a camisola do lateral verde e branco, acabando por rematar torto e desiquilibrando-se em seguida. Rui Costa fez bem em deixar prosseguir o jogo, pois não se verificou nenhuma infração. (decisão correcta)

Min.54 - Alex Soares é bem advertido por ter rasteirado de forma imprudente o lateral sportinguista Jefferson quando a bola já nem sequer se encontrava passivel de ser disputada pelo maritimista. (decisão correcta)

Min.61 - Ewerthon tenta fazer um passe para Jefferson por cima de Edgar Costa junto ao banco da equipa do Maritimo. Edgar Costa, não só entra com o pé alto, como ainda corta a bola com o seu braço direito. Como deixou um critério largo nas advertências, Rui Costa acabou por não advertir o madeirense, contudo, devia tê-lo feito, pois Edgar Costa cortou nitidamente uma linha de passe entre dois jogadores com a mão. (decisão incorrecta)

Min.71 - Lance mais contestado do jogo. Após cruzamento para a grande área do Sporting, Xavier, mais vez, cai após contacto com Cedric. As imagens esclarecem que realmente o toque nas costas de Xavier por parte das mãos de Cédric é inegável. Não possuímos um medidor de intensidade para aquilatar da força do toque, contudo, parece que o movimento de Cedric não é suficiente para promover a queda de Xavier e respectiva grande penalidade. Parece mais um aproveitamento do toque, do que um empurrão merecedor de falta máxima. As mãos tocam nas costas, mas não se vislumbra qualquer gesto de empurrão ou impulsão nas costas de Cédric, uma vez que Xavier, inclusivamente cai para trás, e não no sentido oposto. Rui Costa, coerente, ou marcava a grande penalidade, ou advertia Xavier por simulação. Advertiu o maritimista por simulação, e na minha opinião, fê-lo de forma acertada. (decisão correcta)


Min.88 - Cedric é bem advertido após entrada por trás de forma imprudente sobre Edgar Costa. (decisão correcta)

Min.92 - Rui Patrício é advertido por retardar o recomeço de jogo num pontapé livre favorável ao Sporting. (decisão correcta)

SUMÁRIO
Adoptou um critério disciplinar largo. Ainda assim contou com a ajuda dos jogadores para não ter de fazer muitas advertências, falhando apenas na situação do madeirense Edgar Costa. Tecnicamente parece ter decidido bem nos 3 lances existentes dentro da área de grande penalidade. Merece por isso nota positiva.
Quanto aos assistentes, nada a obstar ao trabalho de Miguel Aguilar. Já João Silva, auxiliar do lado dos bancos, errou em duas situações, uma em desfavor e outra a favor do Sporting.

-----------------------

FC Porto vs. Arouca:

LANCES CHAVE

Min.5 - A primeira de diversas infracções de Casimiro. Ao saltar a um lance aéreo com Roberto, Casimiro atinge de forma imprudente, com o seu cotovelo direito a face do arouquense, ficando o mesmo estatelado no chão à espera de assistência. O árbitro marcou e bem a falta, mas devia, pela imprudência clara da situação ter advertido o brasileiro. (decisão errada)

Min.11 - André Claro é rasteirado no seu pé direito, pelo também pé direito de Fabiano quando seguia isolado para a baliza portista apenas com a oposição de Ricardo, e um seu colega do lado oposto. Jorge Tavares interrompeu de imediato o jogo e expulsou de forma correcta Fabiano. Ainda que se advogue que no momento da infracção, André Claro não seguisse completamente sozinho para a baliza azul e branca, a partir do momento em que o GR abandona os postes, e é ultrapassado, Ricardo, que está junto de André Claro passa a ser o último jogador entre o arouquense e a baliza portista, que ficou completamente vazia. Perante esta situação, mais não havia a fazer que não expulsar o GR Fabiano. O lance nem motivou grandes protestos dos jogadores portistas, naquela que foi uma boa decisão de Jorge Tavares, infelizmente, uma das poucas. (decisão correcta)


Min.26 - Dentro da grande área do Arouca, Quaresma, ao levantar a bola sobre Diego, e quando se preparava para a dominar de cabeça, vê o seu adversário levantar o pé em demasia, e atingi-lo em cheio na cara. O contacto é deveras evidente, e no momento em que existe contacto, o jogo perigoso do defesa, passa a pontapé, o que transforma um possivel livre indirecto, numa grande penalidade (nota: jogo perigoso com contacto é punivel com livre directo ou grande penalidade, apenas sem contacto deverá ser livre indirecto) clara. O árbitro errou ao deixar seguir o jogo. Deveria ter assinalado grande penalidade favorável ao Porto e advertido Diego Galo pela imprudência da sua acção (ERRO GRAVE)


Min.28 - Tomás Dabo é advertido. Sinceramente não percebi o motivo da advertência, pelo que não emitirei opinião.

Min.50 - Balliu agarra Ricardo Quaresma quando o mesmo já se esgueirava de forma rápida pelo lado direito do ataque portista. Ao ver-se ultrapassado, o arouquense apenas se preocupa em agarrar o portista de forma ostensiva. O arbitro marcou bem a falta, faltou contudo a advertência que se impunha. (decisão incorrecta)

Min.57 - Em lance que origina uma grande defesa de Helton, após cabeçada de um jogador arouquense, a bola acaba para sobrar para Miguel Oliveira que cruza para remate perigoso de André Claro. Contudo, no momento da cabeçada, as imagens são claras, demonstrando a irregularidade da posição de Miguel Oliveira. Fora-de-jogo que ficou por assinalar por parte de Pedro Ribeiro. (decisão incorrecta)

Min.60 - Novamente Casimiro. Após controlar a bola, Roberto, que estava a meio do meio campo portista, de costas para a baliza de Helton, endossa de primeira a bola para o seu colega Iuri Medeiros. Nesse instante, Casimiro, aproximar-se, e por trás, pontapeia de forma imprudente o jogador arouquense nas pernas, voltando, tal como aos 5 minutos de jogo, a fazer com que o jogador canário tivesse de ser assistido. Foi a segunda vez no jogo que Casimiro cometeu falta para advertência, e foi a segunda vez no jogo que Jorge Tavares deixou passaro brasileiro incólume. Não fosse pela falta em si, Jorge Tavares poderia inclusivamente ter advertido o portista pela persistência com que amiúde foi usando e abusando das infracções. Quando deveria estar a ser expulso, Casemiro ainda nem um amarelo havia levado (decisão incorrecta)

Min.67 - Fora-de-jogo mal assinalado a Iuri Medeiros após passe de David Simão. Mais uma vez Pedro Ribeiro a falhar, Iuri estava em linha com Martins Indi. (decisão incorrecta)

Min.68 - Advertiu, de forma errada, o jogador Balliu do Arouca. Tinha tido oportunidade para o fazer num lance clarissimo aos 50 min sobre Quaresma. Desta feita, novamente sobre Quaresma, Balliu, comete uma obstrução merecedora de punição técnica, pois efectivamente cometeu falta, contudo, a amostragem do cartão é um exagero tremendo do árbitro. Quaresma está rodeado de três jogadores arouquenses sem grandes probabilidades de criar perigo. Talvez pressionado pelos constantes assobios do público, Jorge Tavares acabou por advertir erradamente Balliu (decisão incorrecta)

Min.72 - Advertência correctamente efectuada por rasteira imprudente de Miguel Oliveira sobre Aboubakar, quando o camaronês se preparava para abrir o jogo no lado direito do ataque em Herrera (decisão correcta)

Min.83 - Em lance em tudo semelhante ao de Casimiro, Vuletich do Arouca, entra com o cotovelo sobre Alexsandro de forma imprudente, impactando na cara do portista. O árbitro e bem, assinalou a falta, mas tal como no lance de Casimiro, voltou a ser muito condescendente, e a não advertir o infractor pela imprudência da sua acção. (decisão incorrecta)

Min.88 - Fora-de-jogo mal assinalado a Brahimi. O argelino estava como as imagens comprovam, em linha com o penúltimo defensor arouquense. Erro de Luis Cabral (decisão incorrecta)

SUMÁRIO
Arbitragem muito fraca de Jorge Tavares. Ainda que tenha acertado no lance da expulsão de Fabiano, acabou por deixar uma grande penalidade favorável ao Porto por assinalar, e permitir que Casimiro terminasse o jogo dentro do terreno de jogo, quando o brasileiro fez pelo menos duas infracções passiveis de advertência. Fez no total 6. Conseguiu escapar ao amarelo. Não pecou disciplinarmente apenas com Casimiro, adoptando um critério disforme, onde acabou por ser benevolente com as cotoveladas, advertindo inclusivamente um jogador inadvertidamente, quando teve ocasiões muito mais claras para o fazer. Actuação deveras desiquilibrada do arbitro aveirense.
Contou também com pouca ajuda dos seus auxiliares, quer Pedro Ribeiro, quer Luis Cabral, falharam em demasiados lances (3), dois em desfavor do Porto, e um a favor do Porto. 
Em suma, um trabalho paupérrimo da equipa de arbitragem que viajou de Aveiro.

domingo, 15 de março de 2015

Análise à arbitragem: Benfica-Braga

Avatar
 ●  20 comentários  ● 

Análise à arbitragem pelo ex-árbitro Reborn

BENFICA vs. BRAGA 

LANCES CHAVE

Min.5 - Dentro da área de grande penalidade do Braga, depois de cruzamento de Sálvio, e tentativa de remate, salvo erro de Jonas, a bola vai embater no braço de Aderlan Santos. O toque na bola com o braço é evidente, mas na altura, Aderlan tem o braço colocado junto ao seu tronco, praticamente numa posição paralela ao mesmo (o que não aumentou em nada a amplitude do seu raio de acção), não tendo demonstrado qualquer intenção de jogar a bola com o mesmo, tendo sido supreendido pelo ressalto da bola. Perto do lance, Soares Dias mandou e bem prosseguir o jogo. (decisão correcta)

Min.6 - Advertência correcta a Baiano por entrada imprudente do bracarense sobre Jonas. Não só o brasileiro entrou em jogo perigoso activo, como ainda deu um toque na cara do brasileiro quando a bola já não estava jogável. Soares Dias e bem, puniu tecnica e disciplinarmente o brasileiro. (decisão correcta)

Min.16 - Samaris entra de forma imprudente sobre Ruben Micael. Se é verdade que com um dos pés cortou a bola, com a outro Samaris acabou por rasteirar por trás o jogador português. Nestes lances a lei é clara: mesmo jogando a bola, existe um contacto desnecessário e merecedor de advertência. (decisão correcta)

Min.24 - Tiago Gomes, junto ao arbitro assistente nº2, cortou de forma deliberada a bola com a mão, cortando uma linha de passe. Decisão fácil e correcta de Soares Dias. Advertência e punição técnica. (decisão correcta).

Min.34 - Danilo entra com os pitons à mostra na disputa da bola sobre Samaris. Agiu assim de forma imprudente, sendo advertido de forma correcta por Soares Dias. (decisão correcta) (veremos se o lance for analisado pelo famoso tribunal, concordo com o amarelo, quando na semana transacta concordaram com a não advertência de Artur do Arouca, por um lance semelhante)

Min.41 - À entrada da área do Benfica, e quando Pizzi já tinha efectuado o passe para lançar o contra ataque benfiquista, Ruben Micael entra de forma imprudente sobre o jogador encarnado. As intenções de Ruben Micael foram claras, visando apenas deixar o pé para derrubar Pizzi quando este já havia solto a bola à algum tempo. Senão fosse pela entrada imprudente, poderia ser por infringir com persistência as leis de jogo que Ruben deveria ter sido advertido, tal o número de infrações que já havia praticado. Advertência que ficou por fazer (decisão errada)

Min.44 - Quando Danilo saia num lance de ataque rápido pela zona central do terreno de jogo, Jonas ao tentar impedir a movimentação do jovem brasileiro, agarra  o mesmo pela camisola de forma ostensiva. Soares Dias e bem advertiu o ponta-de-lança por esse motivo. (decisão correcta)

Min.49 - Aderlan Santos incorrectamente apanhado em situação de fora-de-jogo. È verdade que a bola foi parar às mãos de Julio Cesar, contudo Bruno Rodrigues errou na sua análise: Aderlan estava em jogo.

Min.54 - Lance de dificil análise para o árbitro. Dentro da área de grande penalidade do Braga, Sálvio pica a bola sobre Pedro Tiba, que a consegue cortar e ficar de sua posse. Em movimento rápido, nada de anormal se verifica, apenas um leve protesto do argentino. Contudo, na repetição verifica-se um ligeirissimo toque de Tiba com o braço direito na bola. É um lance praticamente impossivel de perceber em movimento rápido, mesmo em camara lenta se nota que existe, mas não parece, ou pelo menos a mim, não me parece com intenção, mas sim mais o resultado do ressalto da bola do que propriamente uma tentativa de cometer uma infração. Pode ser interpretado consoante quem o veja, contudo, e porque o árbitro tem de decidir no segundo, e porque na realidade foi algo praticamente impercetivel, acabo por concordar com a decisão de Soares Dias em deixar prosseguir o jogo. Parece-me que mesmo existindo toque, o mesmo não é passivel para marcação de grande penalidade. Realce-se contudo que é um lance de análise extremamente complicada. (na minha opinião, decisão correcta).

Min.58 - Segunda advertência para Tiago Gomes. Decisão acertada de Soares Dias. Quando Gaitan já se esgueirava para o interior da área bracarense, Tiago entra por trás sobre o argentino cortando assim um ataque muito prometedor dos encarnados. A rasteira é bem evidente, e o lance não oferece grande margem para dúvida. (decisão correcta)

Min.62 - Simulação de Nico Gaitan na área do Braga. Também aqui Soares Dias agiu de acordo com a lei, ficando bem visivel nas imagens que o argentino arrastou o seu pé esquerdo na intenção de ludibriar o árbitro e simular o toque do brasileiro Danilo. Toque esse que realmente não existiu, tendo sido uma queda simulada e merecedora de cartão amarelo. Ao ver que Danilo ia colocar o pé, Gaitan tentou induzir o árbitro em erro, mas é bastante claro que não existe toque (decisão correcta).

Min.78 - Junto ao banco de suplentes do Benfica, em lance que até motivou uma chamada de atenção a Pietra, Pedro Santos do Braga entrou por trás de forma imprudente sobre Sálvio quando a bola já nem sequer se encontrava por perto, num lance em tudo semelhante ao de Samaris na primeira parte. Santos, rasteira Sállvio na sua perna direita sem margem para dúvidas, ficando uma nítida advertência por realizar. Falhou também no seu critério. (decisão incorrecta)

SUMÀRIO.

Jogo com uma carga emotiva elevada devido a todos os acontecimentos. Acabou Soares Dias por realizar um trabalho sem influência no resultado final, mas onde diga-se, acabou também por ser algo benevolente com algumas entradas de jogadores do Braga, sobretudo Ruben e Pedro Santos que deveriam ter visto cartão amarelo. Nos lances dentro da área esteve sempre bem. Optou por deixar jogar, o que o fez deixar passar algumas faltas em claro, contudo, sem grande relevância no jogo. Acertou na expulsão de Tiago Gomes. Sai da Luz sem influência no marcador, o que por si, já é uma boa notícia nos dias que correm.
Quandos aos assistentes, bom trabalho, exceção feita ao erro mencionado no fora de jogo de Aderlan Santos.

ranking