O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 7 de junho de 2014

Que fique bem claro:

Avatar
 ●  25 comentários  ● 

Nenhum benfiquista que respeite o clube e tenha memória dos ataques que o clube tem sofrido nos últimos 30 anos aceita qualquer tipo de alianças/cooperações com o FC Porto ou com alguém em seu nome ou representação.

Nenhum benfiquista que tenha observado a corrupção semeada pelo clube da fruta sentirá alguma vez vontade de se sentar à mesa com tais corruptores.

Os interesses de Joaquim Oliveira são contrários aos interesses do Sport Lisboa e Benfica.
O Sport Lisboa e Benfica não pode servir de muleta para que os interesses de Pinto da Costa ou de Joaquim Oliveira sejam defendidos.

Fernando Seara é o instrumento de Joaquim Oliveira. As consequências da sua eleição não serão apenas desportivas. Serão, a médio prazo, políticas e com um custo muito elevado para os interesses financeiros do Sport Lisboa e Benfica.

Sentir que alguém no Benfica anda a fazer campanha por este senhor será trágico, inexplicável e com consequências nefastas para o clube.

Já tivemos um Damásio, já tivemos um Vale e Azevedo mas não aceitaremos ter novamente alguém no clube cujos interesses não sejam os do Sport Lisboa e Benfica.

Porque não concordo com as vendas!

Avatar
 ●  39 comentários  ● 
O Benfica poderá perder neste defeso diversos jogadores: Rodrigo e André Gomes já foram, Garay e Enzo penso serem inevitáveis, Gaitan na minha opinião também, sendo que há que junte a este lote o Markovic que eu penso que vai ficar. Depois ainda os jovens Cancelo, Bernardo e Cavaleiro que podem sair num negócio semelhante ao do Rodrigo e André Gomes e ainda o Cardozo e Artur Moraes que sairão por "falta de espaço" para as suas ambições. A estes eu junto o meu receio que poucos querem querer mas que eu não consigo deixar de pensar que os 20M são um pechincha que é o Oblak.

No total... no pior cenário (e aqui não vou incluir o Marko) poderão sair 11 jogadores. Uma equipa inteira, da qual quatro a cinco são titulares indiscutíveis - meia equipa. Dois seriam dispensas esperadas e até desejadas. E três serão. como o André Gomes, bons negócios apenas no curto prazo, tendo em conta que no futuro penso que terão muitissimo potencial para serem jogadores de nível europeu (desde que alguém os queira "potenciar").

Vamos a números: André e Rodrigo (45M€), Garay (20M max), Enzo (30M max), Gaitan (30M), Pack Formação (45M), Oblak (20M) e dispensados (12M). Num total de cerca de 200M€!

Inacreditável receita ou... impensável por não haver necessidade de tanto?

Há factos aos quais ou creio que não podemos fugir: As saídas de Rodrigo e André por já estarem fechadas e as do Enzo, Garay e Gaitan porque terão atingido o ponto onde estão na plenitude da dimensão europeia para um contrato que o Benfica nunca lhes poderá dar.

É minha convicção que estes Enzo, Gaitan e Garay ficaram na Luz este ano com a promessa de este ano não lhes "cortarem as pernas" depois de uma boa campanha europeia.

Ora, neste contexto o SLBenfica fará 45M já fechados, 30M que acho que devemos ser inflexiveis face ao Enzo pela importância que tem, 20M no Garay pelo mesmo motivo do Enzo e depois 25 a 30 com o Gaitan porque é "apenas" o jogador mais talentoso do futebol português - pena não jogar na posição que lhe abriria as portas do mundo: a 10.

Portanto, feitas as contas, o Benfica poderá encaixar (sem alternativa) cerca de 100 a 120M€ o que, na minha perspectiva é mais do que suficiente para os indicadores financeiros que têm sido aqui apresentados no blog por quem efectivamente percebe dessa vertente.

Isso deixa-me intolerante às restantes quatro vendas: Oblak, Cancelo, Cavaleiro e Bernardo.

O primeiro, no momento imediato do final da temporada, deveria ter sido alvo de um aumento significativo do seu vencimento - muito significativo e, portanto, condizente com o seu valor e papel fundamental que teve nas conquistas do campeonato. Com isso, uma revisão da clausula de rescisão, como já aqui defendi há muito, para níveis que permitam ao SLBenfica negociar o momento e valor da saída. Volto a dizer que por 20M€ que se diz ser a cláusula, o Oblak é um investimento seguro e com retorno desportivo garantido por mais de 10 anos para um clube de topo endinheirado.

Os restantes três porque são, finalmente, a matéria prima "Made in Benfica" que permitirá ao Jesus demonstrar que não potencia apenas jogadores que chegam já com rodagem, com qualidade acima da média, mas apenas a precisar de aprender a usá-la.... mas que também é capaz de FORMAR grandes jogadores com base no seu potencial de base, ainda com poucos jogos nas pernas.

João Cancelo, Bernardo Silva (especialmente este) e Ivan Cavaleiro são, indiscutivelmente, jogadores com elevado potencial. Porém, neste momento, são também jogadores sem capacidade para serem opções regulares no plantel principal do SLBenfica, por motivos diferentes:

- O João Cancelo tem que ser muito trabalhado defensivamente e mentalmente. Especialmente esta última parte. Não há dúvidas que tem um talento impressionante para ser um lateral moderno.
- O Bernardo Silva precisa de ser trabalhado físicamente para as exigências da I Divisão e Europa. Porém para isso têm que lhe permitir ser em campo o puro sangue que é. Talvez mais adiantado como jogava Saviola? possivelmente...
- O Ivan Cavaleiro, porventura com o processo mais adiantado, é o que precisa de ser guiado tecnicamente para se superar e não ficar só por aqui. Ou o "esticam" ou não passará disto...

Olhando ao que ainda falta fazer, 10 ou 15M€ por cada um destes dois jogadores pode ser visto como um bom negócio. Venha o dinheiro e quem quiser que faça esse trabalho...

... porém, se formos nós a fazer esse trabalho, é minha convicção que iremos não só ver estes jogadores um dia evoluirem com a camisola da Selecção A, como um dia não conseguiremos resistir à venda dos mesmos... mas por valores bem superiores aos que agora são projectados.

Termino com uma questão: Porque não terá o Benfica disponibilidade para desenvolver as capacidades do Cancelo, Cavaleiro e Bernardo, mas tem para o fazer pelo Friesenbichler ou do Dawidowicz ou agora do Gerhardt, que juntos custarão ao Benfica bastante mais em salários e transferência do que os três da formação...?

Que sinal estaremos a dar aos próximos valores como o Gonçalo Guedes, Nuno Santos, Varela, João Nunes, etc.?

o seu a seu dono...

 ●  36 comentários  ● 

SPORT LISBOA E MENDES

Quem sabe se assim ainda conseguiríamos mais uns milhões, com o "naming" do nome do clube. Esta "blasfémia" que aqui escrevi, infelizmente já parece ter-se tornado uma realidade, mas agravado pelo facto de os milhões não entrarem nos "nossos" cofres. E para aqueles que vão criticar o "naming", então chamemos-lhe "branding"... os dois são aplicáveis.

Lamento profundamente muitas coisas que se estão a passar no nosso clube, certo que muitas delas são descabidas, fruto da "silly season", mas essas são até as que mais se falam. Pior, são aquelas feitas entre linhas, sem publicidade, que estão a comprometer o futuro do que queremos para o NOSSO Benfica

Para aqueles que só gostam de discutir futebol, podia aqui falar de um clube que não sobe a fasquia dos 5 Milhões para comprar (pelos apalavrados 7 Milhões por 50% do passe) um lateral esquerdo (Siqueira) que conferia estabilidade e rendimento à ala esquerda, posição debilitada no nosso plantel, e investe 8 Milhões num sub-20 alemão, que nem vem para ser titular, nem sequer está preparado para uma posição que no Benfica requer adaptação e maturidade. Claro que há sempre alguém que dirá: vais ver, é grande jogador, é craque! e vai partir tudo, não estejas a dizer que não vai ser titular... com esses não vou esgrimir argumentos...

Para aqueles que gostam de ver um pouco mais além, podia aqui falar de um clube que decide criar um platel forte, devolver a Mística ao clube, e que com 3 campeonatos em 11 anos passa de um passivo de 90 Milhões de Euros para 500 Milhões... A esses eu pergunto, continuamos a achar que este Benfica está no caminho certo?

Para aqueles que percebem que hoje, mais importante do que o futebol praticado dentro das quatro linhas, é o que se planeia fora delas, a esses deixo aqui estas ilações:
Esta época, o Benfica conseguiu colocar de joelhos muitos adversários: fcporto, oliveira, olivedesportos, esquemas de corrupção, e finalmente até emergiu um presidente do Sporting que não presta vassalagem aos azuis. É a altura certa para calcar o sistema de vez, esmagando os corruptos, atingindo o sistema de morte, deixando-os a sufocar na tigela putrefacta onde cozinharam anos de destruição e manipulação do futebol nacional. 

Ao invés, vejo o contrário: Vejo um clube que cede ao sistema, e dele se aproxima para possivelmente voltar a devolver o feudo do futebol aos corruptos, e assim permitir que se liguem ás máquinas e recuperem o oxigénio.

O BES sempre foi o grande aliado das cavalgadas económicas dos passivos dos grandes. Agora, o BES atravessa muitos problemas financeiros. Tramado foi o contingente angolano já não precisar do BES para mexer o seu dinheiro entre Portugal e Angola,... BIC escrita fina... escrita normal... BIC BIC BIC! Lembram-se do anuncio televisivo? Pois é, com BIC agora escreve-se fininho no BES.

Mais do que os clubes de futebol, quem ficou bem entalado, foi uma certa empresa chamada Olivedesportos. O BES já não consegue suportar as despesas desta  e depois do murro que levaram do Benfica e perderem os jogos dos encarnados, ficam ainda sem a Liga Inglesa.

De repente, reúnem-se as tropas, movimentações mil, e Joaquim Oliveira faz a jogada de mestre, colocando o ás na conquista do órgão da Liga. LFV começa assim a ceder novamente o que tão complicado foi conquistar. Infelizmente, sem surpresas para mim... 

De um momento onde o Benfica pode até acabar de vez com a SportTV, comprando também o exclusivo da Liga Espanhola, o "suborno" deve ter sido tão grande que deixamos de estar interessados na aquisição dos direitos televisivos. LFV faz diversas juras de gratidão ao sr.Oliveira, e a tudo o que a Olivedesportos fez pelo Benfica, e Fernando Seara parece ser o eleito pelo "nosso" presidente. De uma assentada, parece um ruir de uma fortaleza que ameaçava ser inexpugnável. Só faltará para cúmulo, dentre em breve poder ser anunciado que os jogos do SLB em casa, poderão ser vistas em simultâneo na SportTV, porque temos de ser gratos a tudo o que Olivedesportos fez... e secalhar eles até permitem que de vez em quando possamos ver os jogos fora do glorioso no "nosso" canal...

Para terminar, começamos a vender os produtos das equipas jovens, a fundos de Jorge Mendes, ou com ligações a este. Sinal dos tempos, falta de dinheiro, chamem-lhe o que quiserem. O certo, é que assim nunca teremos jogadores portugueses na nossa equipa, feitos pela nossa academia. Podem até dizer que é um bom valor 30 ou 40 M pelos 3 (Cancelo, Cavaleiro e Bernardo Silva), mas nunca saberemos como poderia ser daqui a 2 anos. Nunca teremos rendimento desportivo deles. Se dariam jogadores? É uma discussão inócua, mas o certo é que criticávamos o sporting por isto... e estamos no mesmo. Eu acreditava no Benfica à Barcelona (mas sem identificações clubísticas), com 10, 12, 15 jogadores criados nas camadas jovens, mas NUNCA, NUNCA acontecerá com LFV, com JJ, e muito menos enquanto vassalos de Olivedesportos, Mendes, BES, etc.

Para mim, ainda mais grave é a mensagem que estamos a passar para todos os jovens jogadores encarnados que militam nos escalões de formação da luz. Para todos aqueles que vibram com a nossa camisola, que beijam o nosso emblema a cada golo, porque estes sim, ainda vivem o futebol e amam a camisola sem os vícios do "profissionalismo-estrela", a mensagem é clara: Profissionais... sim, mas não ao nosso serviço. Não tenham esperança de representar o clube do vosso coração, porque estão aqui para render dinheiro, e não acalentem os sonhos parvos que os jovens têm. Aliás, para jogar aqui, têm de nascer 10 vezes... 

Mesmo assim, temos dentro do clube, pessoas que não prestam vassalagem, e nem sequer são tidos em conta no futuro do clube. Pessoas que até têm peso dentro do universo benfiquista, que apesar de não serem uma solução unânime, poderiam cortar de vez com este ciclo do faz de conta. Posso ate dizer, com este ciclo criminoso. Que pena tenho de essas pessoas não se chegarem à frente...

Querem matar o Benfica... não o dos dias de hoje, falo do GRANDE BENFICA, aquele que elevou o nome de Portugal, e que vergou o futebol ao peso do seu valor, pela sua qualidade e não pela influência do terceiros.

Carrega Benfica, Sintam a Mística

Eu sei o que andas a fazer, Jorge Mendes!

Avatar
 ●  23 comentários  ● 
Michy Batshuayi é o nome que Jorge Mendes anda a tentar, tudo por tudo, para desviar do SLBenfica que, há vários meses, tem vindo a acompanhar este jogador através de outra empresa / intermediário.

Se o Michy aparecer no Dragão, o grande não tenho duvidas em afirmar que será efectivamente um jogador DESVIADO da Luz para o Dragão por Jorge Mendes, o mesmo empresário que está a arranjar comprador para todos os grandes jogadores do Benfica.

Muito negocio/comissões para o Mendes aliado a "boa impressão" que isso deixa no novo amigo, Pinto da Costa... É isto que está em causa, "the perfect storm".

Como ja tinha escrito: não se trata de hostilizar o Benfica, mas de fazer dinheiro, muuuuuito dinheiro. Jorge Mendes se conseguir ser intermediário dos milhões que o Benfica tem para vender vai buscar uns bons 10M€ em comissões... Se conseguir umas alegrias ao Pinto da Costa (e todos sabemos que é com estes desvios que o homem fica feliz) vai dominar as grandes transferências para o FCPorto e, mais tarde, as vendas futuras e empochar mais uns milhões... Como disse antes, "The perfect storm" - de um lado ganha muito e do outro ganha a confiança que o levará a ganhar muito!

Não confundam isto com hostilização ao Benfica, porque não é. Mas isso não quer dizer que eu goste da ideia ou a aceite...

Formação: Já respiram? VENDE!

Avatar
 ●  35 comentários  ● 

Há uns tempos o Redmoon indignou-se com o "Made In Benfica" alegando - e parece agora que bem - que tal jamais seria possível num Benfica que vende "porque sim"... porque há quem pague.

A confirmar-se uma possível venda do João Cancelo, Ivan Cavaleiro e Bernardo Silva ao Jorge Mendes (já ouvi dizer que não são 30M, mas sim 45M€), que se junto à de André Gomes (mais 15M€), também a Jorge Mendes, são qualquer coisa como 60M€ em jovens portugueses que NUNCA, repito, NUNCA provaram nada no SLBenfica... e por provar alguma coisa refiro-me obviamente a jogarem com regularidade, serem titulares e com um papel efectivo na equipa.

Caso venha a acontecer esta transacção, estamos a falar de 60M€ em receitas nos 4 jogadores. Que leitura fariam deste processo?

- Fantástico! Até já vendemos por largos milhões jogadores que nunca foram efectivos?
- Tem que ser! Os jogadores têm potencial mas possivelmente nunca seriam solução e assim temos receita?
- Inacreditável! Vende-se qualquer jogador, de qualquer forma... "Made in Benfica my arse"?
- É o que for! O que interessa é abrir espaço para jogadores da mesma idade, que também nada provaram... mas vêm de fora?

Digam lá como interpretam isto, caso venha a confirmar-se?

Está montado o circo na candidatura do Seara

Avatar
 ●  14 comentários  ● 
O juiz desembargador Rui Rangel acusou Fernando Seara, candidato à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), de "deslealdade e traição" a um projeto de candidatura comum.
"Houve uma brutal confusão. A pedido de vários clubes e vários parceiros de negócio do futebol, realizámos uma conferência de imprensa conjunta há três dias, que foi resultado de várias conversas, para que apresentássemos um programa comum, assentes em pressupostos comuns e uma lista comum", referiu Rui Rangel, em declarações à agência Lusa.
Depois de ter sido apontado como possível candidato às eleições para a LPFP de 11 de junho, Rui Rangel surgiu na campanha eleitoral ao lado de Fernando Seara, antigo presidente da Câmara Municipal de Sintra e atual vereador do Município de Lisboa.
"O Dr. Fernando Seara andou a fazer dois caminhos. Eu entendo este presente ato como um ato de profunda traição a várias pessoas. Não foi só ao Rui Rangel, foi a cerca de 40 pessoas que trabalharam nesta solução e a vários clubes que subscreveram esta candidatura. Andar a fazer outra lista com outras pessoas foi um caso de profunda desonestidade intelectual e de falta de integridade", explicou.
Rui Rangel sublinhou não ter espaço, "nos 30 anos de vida pública", para "traições, deslealdades ou desonestidades", assumindo-se adepto "da verdade e da transparência". "O que ocorreu foi que a lista encabeçada pelo Dr. Fernando Seara foi entregue na LPFP cerca das 14:00, aguardando a presença do candidato, para que assinasse a mesma. Qual não é o espanto que, às 17:00, surge na sede da LPFP a apresentar outra lista", acusou Rui Rangel.
Assumindo conhecer Fernando Seara "há 30 anos", Rui Rangel frisou que "não conhecia esta sua faceta", garantindo ainda que o seu nome "não consta em nenhuma das listas".
"O Dr. Fernando Seara tem de perceber que a política está como está, os políticos estão como estão e que não vale tudo na vida. Os valores da dignidade, do respeito e da palavra são os valores pelos quais me bato. Por isso, eu acho que se o Dr. Fernando Seara tivesse dignidade desistia", concluiu.

A candidatura de Fernando Seara respondeu em comunicado. Nesse comunicado, assegura que foi o próprio candidato a apresentar a lista, salvaguardando que "não se responsabiliza por outras, não subscritas pelo próprio, apresentadas por terceiros em nome da lista de Fernando Seara".
"O futebol não precisa destas pessoas, precisa de pessoas que confiram paz, honestidade e tranquilidade. Unimo-nos a pedido de muita gente, mas este comportamento não é sério e não é honesto. Neste momento, está criado um imbróglio jurídico, pelo que me parece que não resta outra hipótese à LPFP do que não aceitar esta candidatura, com duas listas, dois corpos sociais e com subscrições de clubes diferentes, ou então suspender o ato eleitoral", diz ainda o comunicado.
Além de Fernando Seara, anunciaram também a formalização de candidaturas à presidência da LPFP o atual presidente do organismo, Mário Figueiredo, e o ex-presidente do Nacional Rui Alves.
In Noticiasaominuto

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Os Benfiquistas já decidiram o caminho nas Eleições da Liga

Avatar
 ●  16 comentários  ● 
Fiquei muito contente com as reacções dos benfiquistas ao tópico E se Vieira nos surpreendesse em grande?! - infelizmente não fiquei tão contente com a percepção que foi dada ao tópico como fiquei em relação às opiniões dos benfiquistas sobre a possibilidade de o Benfica apoiar Fernando Seara.

Os benfiquistas são taxativos: NÃO ACEITAM O APOIO A SEARA NA LIGA!!!

Aliás, isso já tinha ficado bem claro no tópico Importante: A armadilha de Joaquim Oliveira chamada Fernando Seara que até teve "honras" de menção pelo Guilherme Aguiar no Dia Seguinte.


No entanto, obviamente que não podemos ignorar a proximidade que Rui Gomes da Silva possa ter das movimentações em torno das eleições da Liga e não deixa de ser asssustador que ele escreva: 


ELEIÇÕES NA LIGA 
"NUNCA ESTIVE TÃO SOZINHO, MAS NUNCA TIVE TANTA CERTEZA DE QUE TENHO RAZÃO" 
No próximo dia 11 de Junho há eleições para a Liga Portuguesa de Futebol Profissional ... 
E - depois do que "vejo" - lembrei-me da frase de Francisco Sá Carneiro, em 1979, a 8 meses de ganhar eleições, quando tudo parecia conjugar-se contra o que defendia ... 
No futebol, como na política, há valores e há interesses. 
Por mim, continuarei a lutar pelo que acredito! 
Quem me dera estar enganado, ... mas ... "NUNCA ESTIVE TÃO SOZINHO, MAS NUNCA TIVE TANTA CERTEZA DE QUE TENHO RAZÃO"


Ora, sabendo nós da posição publica expressa por Rui Gomes da Silva no programa Dia Seguinte manifestamente contra qualquer tipo de apoio a uma candidatura da Olivedesportos - algo anunciado em primeira mão no NGB - qualquer benfiquista deve estar atento às movimentações de bastidores de quem pode ganhar com a eleição de Fernando Seara:

» O BES tem imenso dinheiro "enterrado" em Joaquim Oliveira e na Olivedesportos
» O mesmo BES tem gigantescos problemas de contabilidade e resultados financeiros
» A Olivedesportos já estava com resultados penalizados pela BenficaTV e foi agora multada em quase 3M
» O SLBenfica tem suportado muito das suas operações financeiras com jogadores na banca, nomeadametne no BES
» A "prisão" do Benfica (como de todos os clubes) à banca, dá ao BES alguma capacidade de influencia.

Ora, parece claro a todos que há duas entidades que terão muito interesse na vitória do Seara: BES e Olivedesportos... e uma delas tem poder suficiente para tentar influenciar o SLBenfica a "virar o jogo" e apoiar Fernando Seara para a Liga.

Sendo Rui Alves um fantoche do sistema corrupto... De entre os actuais candidatos SÓ MÁRIO FIGUEIREDO garantirá que a Liga não venha a ficar refém da FPF já controlada pela Olivedesportos. Portanto, só a reeleição do actual Presidente da Liga garante que o futebol se continuará a jogar dentro das quatro linhas e não voltará a ser decidido fora de campo, como vinha sendo.

Perante isto, o SLBenfica não deveria - na minha opinião - ficar à margem das eleições e deve tomar um partido efectivo como Vieira não teve receio de fazer com Fernando Gomes. Nesta perspectiva, não quero acreditar noutra via que não a do apoio ao actual Presidente - não que ele seja o melhor para o lugar, mas porque é o que não é mau - e não há outros que não estes três.

Permitir que Seara venha a vencer com o silêncio de Luis Filipe Vieira e do SLBenfica, não tenho dúvidas que será assumir uma posição de "apoio encapotado" a Fernando Seara...

... e todos já vimos o que aconteceu no passado:

2009/10 - Junho de 2010 há eleições na Liga e nessa época, curiosamente o Benfica é Campeão


Em Junho de 2010 - Fernando Gomes (apoiado pelo Benfica) eleito Presidente da Liga
2010/11 - FCPorto Campeão
2011/12 - FCPorto Campeão
2012/13 - FCPorto Campeão
2013/2014 - Junho de 2014 há novas eleições na Liga e nessa época, curiosamente o Benfica é Campeão outra vez

Curiosamente, tanto em 2010 como agora em 2014 há uma pressão imensa do Sistema e da Olivedesportos para depor, primeiro, Herminio Loureiro, e agora, Mário Figueiredo.

O SLBenfica só foi campeão com Presidentes da Liga que tiveram a coragem de desafiar e enfrentar o Sistema Corrupto liderado e financiado através da Olivedesportos...

... Será que conseguem adivinhar o que acontece se Fernando Seara for eleito?

E se Vieira nos surpreendesse em grande?!

Avatar
 ●  77 comentários  ● 
... Ou não! (Para alguns)

E não, não vou falar de uma frase que passou despercebida a muitos na entrevista do Presidente, onde ele advogava uma... Aproximação ap FCPorto!

(Pausa para vomitar!!! Enjoa-me pensar numa aproximação a um clube e a pessoas que tudo farão sempre para destruir o SLBenfica... E enjoa mais ainda que isso venha da cabeça do Presidente do SLBenfica)

Pronto, ja voltei...

Acabei de ler, no Facebook do Rui Gomes da Silva, uma frase que me deixa antever uma movimentação que, a confirmar-se, seria a certeza de que o Oliveira (através do BES) manda no Benfica.

Diz o Rui Gomes da Silva na sua pagina, a propósito das eleições da Liga, que "NUNCA ESTIVE TÃO SOZINHO, MAS NUNCA TIVE TANTA CERTEZA DE QUE TENHO RAZÃO". 

Gostava de recordar que, depois do tópico do NGB sobre Seara ser o cavalo de Tróia do Sistema para a Liga, como o Fernando Gomes fora para a FPF, o Rui Gomes da Silva foi taxativo no programa Dia Seguinte ao afirmar que esta era uma candidatura da Olivedesportos para manter o seu feudo de controlo no futebol português.

Ora, lendo esta frase do comentador e vice Presidente do Benfica, só posso interpretar que ele estará a antecipar um apoio de Luis Filipe Vieira a... Fernando Seara?????

Se assim for, na minha perspectiva, seria o assumir claro de que o BES e a Olivedesportos têm um controlo muitíssimo grande sobre o rumo e decisões estratégicas do SLBenfica.

Há três coisas que o Benfica tinha, que não poderia perder mais que uma (no máximo):
1. Uma Liga disposta a desafiar o Sistema e lutar contra os poderes podres.
2. Uma equipa fantástica, com processos consolidados, que ganhou praticamente tudo
3. Um treinador de grande qualidade e identificado com o clube.

Como eu continuo a antecipar o pior em matéria de continuidade dos principais jogadores - aos quais se junta agora a venda dos melhores da formação - o SLBenfica estará em risco de perder... Duas de três bases fundamentais para poder continuar a ganhar em campo sem se sujeitar aos movimentos podres de um futebol português corrupto.

O SLBenfica pode até ganhar ja este ano, mas se vender, vender, vender tudo o que puder para ir comprar uma equipa nova (e estrangeira)... E ainda for repetir o mesmo erro que fizera depois do ultimo título e dar o seu apoio ao candidato da Olivedesportos e do Sistema... A nossa tarefa vai ser muitíssimo mais complicada.

Mais um bocadinho vendem o Oblak também, não?

Espero e desejo estar muito enganado em relação a esta minha interpretação das palavras do vice presidente do Benfica que, diga-se, depois da sua posição pública sobre este tema, a confirmar-se este apoio será a segunda vez que tal acontece (já fora contra Fernando Gomes), pelo que não crie que lhe reste outra via senão a demissão... Talvez assim seja possível abrir mais uma vaga para outro amigo do Oliveira, alguém menos incómodo.

Só falta mesmo a tal aproximação ao FCPorto que falei no inicio deste tópico e arrancamos felizes e contentes para mais 5 anos sem tocar no caneco...

Acabo como comecei: espero e desejo que tudo isto seja uma interpretação ERRADA da minha parte das palavras do RGS.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Mau cheiro em Alvalade.

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

"«Temos que pensar no que realmente é importante para o futebol português. Na gíria popular, porque sabemos que o futebol português está bipolarizado, isto funciona como o ânus onde temos duas nádegas que se enfrentam uma à outra dizendo “estou aqui e sou melhor do que tu”. Entre algo fisiológico como o ânus, ou sai vento mal cheiroso ou trampa. E é disto que o futebol português está cheio por dentro e por fora: trampa. O candidato que vamos apoiar tem que ter rigor e transparência mas também um autoclismo muito grande para limpar um futebol que está conspurcado», atirou." - A Bola.

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, surpreendeu ontem o mundo do futebol com declarações de um baixo nível que bateu recordes de mau gosto. 

É um facto que o futebol português é um local mal frequentado desde os anos 80 do século passado. Mas o presidente do Sporting falha nas ilustrações que utiliza para o descrever. 

Falha na caracterização do papel do próprio Sporting na limpeza que não foi feita nos últimos 20 anos. Desde João Rocha que não havia um presidente do Sporting que lutasse pelo clube e pela higienização do futebol português. 
Durante todo esse tempo o que foi o Sporting? Um vento mal cheiroso? Trampa? Uma hemorróida? 

É fácil vir dizer que o Sporting foi prejudicado durante anos, quando era o mesmo clube que se ajoelhava aos interesses do FC Porto.

O presidente do Sporting trouxe algo de novo ao futebol português. Trouxe coragem de enfrentar o poder instituído mas tem alternado entre o oportuno e o ridículo. As declarações de ontem demonstram uma falta de classe muito grande.

Não há dúvida que o futebol português precisa de caras novas. Mas não será com declarações destas que alguém conseguirá ser uma espécie de ETAR ou regularizador da flora intestinal.

Afinal ele sempre apareceu...

Avatar
 ●  38 comentários  ● 
Andava tudo nervoso com o que aqui escrevemos sobre um possível futuro reforço:

Primeiro era: "virá mais um jovem estrangeiro do centro da europa para assinar no início da próxima semana" e depois com "não foram os tipos d'A Bola a atirar para o ar por não saberem quem é o puto alemão que vem para o Benfica?"

E eis que... aparece o rapazinho nas noticias, na Alemanha, uns dias depois:
Segundo a revista Kicker: Benfica are interested in Cologne's Yannick Gerhardt & are willing to pay €8M

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Fernando Seara a tentar "secar" o Benfica

Avatar
 ●  17 comentários  ● 
Ja dizia o outro "eles comem tudo, não deixam nada"...

O Seara fez com o Rangel o que este não aceitou que o Vieira tivesse feito com ele. 

Conclusão possível: o que Vieira tinha para dar ao Rangel era muito menos do que o Seara e o Oliveira conseguiram para o profissional da lambebotismo.

Para já procurou também com isto evitar uma candidatura de fundo apoiada directamente com o Benfica que, desta forma, vai ter que tomar uma decisão difícil:

1. Ou simplesmente fica à margem do processo eleitoral e vota em branco sob protesto.

2. Ou tem que optar por uma das imensas candidaturas que o Sistema lançou com o objectivo de "dividir para reinar".

3. Ou, que é o que me parece mais adequado, vota em Mario Figueiredo, dando voz e dimensão ao projecto do actual presidente da Liga contra os interesses instalados do Sistema/FPF

Que poder tem o Real Madrid na Selecção Nacional?

Avatar
 ●  3 comentários  ● 

"O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, deixou o aviso ao afirmar que Cristiano Ronaldo só deverá jogar pela Seleção Nacional se estiver em condições.

«Estou preocupado que algum jogador contraia uma lesão grave, tal como aconteceu com Kaká e Khedira. Um jogador como Cristiano Ronaldo só deverá jogar quando estiver bem», afirmou Florentino Pérez, em declarações ao El Larguero." - A Bola.
---------------------------------------------------------------

"O seleccionador nacional abordou, esta sexta-feira, a incorporação do fisioterapeuta do Real Madrid no corpo médico da Selecção Nacional, para explicar que, ao contrário do que se chegou a pensar, Javier Santamaria garantindo que «vem para trabalhar com a Seleção Nacional e não com qualquer jogador em particular».

Segundo Paulo Bento, o fisioterapeuta espanhol «vem para dar o seu contributo e auxílio em algo que achamos ser extremamente importante, como a recuperação dos jogadores e algum trabalho específico que seja necessário fazer».

Descartando dessa forma os rumores que indicavam que Santamaria vinha para trabalhar directamente com o Ronaldo, o seleccionador nacional recordou que a Selecção Nacional já havia tido a oportunidade de contar com o contributo deste técnico de saúde «em 2012, e anteriormente também. Entendemos fazê-lo neste momento por considerarmos ser necessário a integração de mais um elemento no departamento médico, que está a ser chefiado por Henrique Jones e a parte da fisioterapia por António Gaspar»." - DD.

---------------------------------------------------------------

Um departamento que tem alguém da qualidade de Henrique Jones e que tem um dos melhores fisioterapeutas do mundo chamado António Gaspar precisa de alguém do Real Madrid para quê?

Assim como no passado, parece que alguns jogadores e clubes usufruem de um estatuto especial dentro da selecção nacional. Lesão ou dias extras de descanso? 

O aviso de Florentino Pérez foi claro. Ter aceite a incorporação de um 'vigia' do Real Madrid na selecção transmitiu um sinal de menoridade inaceitável perante um clube, especialmente estrangeiro.

Que não quer estar na selecção que não venha. Mas o seleccionador Jorge Mendes e o seu adjunto Florentino é que decidem. 


Relatório Intercalar SLB Q3 2013/2014 for Dummies

Avatar
 ●  80 comentários  ● 
Após ler os excelentes posts do Benfica Eagle, este e este, fica claro que os nossos rivais vivem uma situação financeira complicada, no mínimo. Mas com o mal dos outros posso eu bem, e como a mim o que me interessa mesmo é o Benfica, quis escrever um "pequeno" artigo para ajudar quem não está habituado a estes assuntos para dar umas noções dentro daquilo que sei e que, podendo ter algumas incorreções (que agradeço que corrijam), é apenas a minha visão do documento que li com alguma atenção.

Como decerto sabem, existe uma série de livros com o título "for Dummies". Normalmente servem o propósito de satisfazer a curiosidade de quem quer aprender algo mais sobre determinado tema, de uma forma simples e sem grandes chatices. Só é preciso ler o livro e fica-se logo com umas noções sobre qualquer tema, desde astronomia à arte de fazer cocktails, passando por todo o software possível e imaginário, e vinho. Isto para dizer que acho estas edições bastante úteis para meu enriquecimento pessoal e vai daí… o título do post. 

Antes das conclusões que retiro do Relatório Intercalar do SLB, queria só deixar uma nota introdutória para o leitor.

Nota
  1. Um Balanço representa a estrutura da empresa. O que a empresa tem (ativo), como se financiou para o obter (passivo) e qual o valor investido e acumulado pelos acionistas (capital próprio). Sendo uma demonstração financeira que representa um stock, e não um fluxo de capitais, é menos volátil e demonstra a evolução patrimonial e a dimensão da empresa. É o instrumento contabilístico que mostra como é constituída financeiramente a empresa e qual o equilíbrio das suas contas, sendo que Ativo = Passivo + Capital Próprio.

    Dentro do Balanço podemos ver as suas três componentes: o Ativo, o tão falado Passivo e o Capital Próprio. Neste último estão incluídas duas componentes: o capital inicialmente investido pelos acionistas e os resultados acumulados dos períodos anteriores e o do período em análise. Obviamente que se espera que uma empresa saudável apresente um determinado nível de capitais próprios… positivos. E é aqui é que a porca torce o rabo. Já lá vamos.

  2. A Demonstração de Resultados indica se a empresa obteve lucro ou prejuízo num determinado período. Sendo o espelho de um fluxo de capitais durante um determinado período curto de tempo (normalmente 3, 6, 9 ou 12 meses), é bastante volátil e depende da performance obtida nesse período que tanto pode ser graças a fatores recorrentes (atividade normal) ou a fatores não recorrentes (um evento extraordinário que ocorre ocasionalmente).
     
    Dentro da Demonstração de Resultados podemos ver uma rubrica bastante importante: os Resultados Operacionais. São a diferença entre os rendimentos obtidos com o "negócio" e os gastos inerentes à atividade da empresa/SAD. Podemos dizer que é um indicador que nos diz se o "negócio" dá ou não dá lucro por si só. No fundo, diz-nos se a empresa/SAD tem ou não capacidade de gerar lucro apenas com a sua atividade natural, e de manter as portas abertas. No caso das SADs, este resultado é apresentado com a discriminação entre resultados obtidos com e sem os fluxos envolvidos com a transação de atletas. É aqui que a porca torce o rabo… outra vez… Mas já lá vamos.

  3. A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD divulga as suas contas de forma consolidada. Isso significa que a SAD agrega as contas da empresa-mãe com as suas subsidiárias, de modo a que as contas representem a situação financeira e os resultados das operações do grupo como se de uma única entidade se tratasse, pretendendo apresentar apenas os resultados das operações que as empresas do grupo tiverem com terceiros. Mas nem todas as SADs em Portugal o fazem… Porque será?

O Relatório

Pegando nas citações que considero mais relevantes no Relatório Intercalar do 3ª trimestre 2013/2014 chegamos a algumas conclusões interessantes:  

"Este é o primeiro período em que a atividade da Benfica TV é consolidada de forma integral na Benfica SAD"
"O primeiro ano de exploração dos direitos de transmissão televisiva dos jogos de futebol da Liga Zon Sagres diretamente pela Benfica SAD através da sua participada Benfica TV, que permitiu uma melhoria significativa dos rendimentos obtidos nesta área de negócio" 
"Os rendimentos operacionais aproximaram-se dos 72,9 milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de 17,9% (…). Este aumento é essencialmente suportado pelo novo modelo de exploração dos direitos televisivos (…). Desta forma, as receitas de televisão atingiram os 20,2 milhões de euros e passaram a ser a principal fonte de rendimentos do Grupo Benfica SAD, excluindo as transações de atletas."

- Sem dúvida, a Benfica TV foi uma bênção. Só vejo vantagens na opção tomada sobre os direitos televisivos, e a prova está à vista!  
"O ativo consolidado da Benfica SAD no final do 3º trimestre de 2013/2014 ascende a 416 milhões de euros, valor idêntico ao verificado a 30 de Junho de 2013."
"O passivo consolidado da Benfica SAD registou uma diminuição de 17,1 milhões de euros face a 30 de Junho de 2013, tendo as principais reduções ocorrido nas rubricas de fornecedores e outros credores."
"Os capitais próprios consolidados no período em análise sofreram uma melhoria de 16,5 milhões de euros, essencialmente justificada pelo resultado líquido positivo de 15,8 milhões de euros, (…). Apesar desta melhoria, os capitais próprios consolidados a 31 de Março de 2014 ainda são negativos em cerca de 7,4 milhões de euros, continuando o Conselho de Administração convicto que é possível melhorar de forma faseada os rácios de capitais próprios da Benfica SAD através de uma evolução positiva dos resultados durante os próximos anos, nomeadamente mediante a maximização de receitas operacionais, a presença assídua na Liga dos Campeões, o controlo de custos e a obtenção de ganhos com a alienação de direitos desportivos." 
- Capitais Próprios negativos. O primeiro real problema, a corrigir a médio prazo. Nesta citação encontra-se a frase que considero ser a mais importante de todo o documento. Para memória, recuem ao último parágrafo e leiam lá outra vez o que está sublinhado se faz favor. 
"O resultado operacional consolidado da Benfica SAD no final do 3º trimestre de 2013/2014 ascendeu a 30,5 milhões de euros, o qual foi (…) fortemente impulsionado pelos ganhos gerados com a alienação de direitos de atletas no decorrer do mês de Janeiro de 2014."
"O resultado líquido consolidado no final do 3º trimestre de 2013/2014 ascendeu a 15,8 milhões de euros, o que corresponde a uma melhoria de 115,4% face ao período homólogo, sendo o mesmo justificado pelos resultados positivos obtidos nas transações de atletas."
- O que parece ser um aspeto positivo, não o é. Esta dependência na venda de jogadores não pode ser o caminho a seguir. Eis o busílis da questão. Este é, para mim, o principal problema nas contas do Grupo SLB.  
"Os gastos operacionais também cresceram face ao período homólogo, tendo aumentado 21,1% e atingido os 75,8 milhões de euros. Esta variação está fortemente relacionada com a inclusão da Benfica TV no perímetro de consolidação da Benfica SAD e com o aumento da massa salarial do futebol profissional."
"Os gastos líquidos de financiamento aproximaram-se dos 14,8 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 2,3 milhões de euros face ao período homólogo. Esta variação é explicada pela redução dos rendimentos e ganhos financeiros provenientes das atualizações de dívidas e pelo aumento dos juros suportados pelo Grupo Benfica SAD."
- Numa altura em que se pretende reduzir custos, estes dois aspetos têm claramente que ser corrigidos.

Conclusão

No caso do Benfica, as empresas do Grupo e a Marca do clube têm apesar de tudo, na minha perspetiva, uma dimensão para suportar um Passivo elevado, sendo que por norma quanto maior a dimensão da empresa, maior o seu Balanço. Tal como em tudo na vida, é apenas uma questão de equilíbrio e o problema atual é que o Passivo é excessivo porque os Capitais Próprios são negativos. Porquê? Tal como se pode constatar pelo Balanço apresentado pela SAD, por causa dos resultados e reservas de capital negativas acumulados nos períodos anteriores:
É certo que para crescer tem que haver investimento. Para haver investimento tem que haver dinheiro. Para haver dinheiro, ou se tem fundos próprios ou se pede emprestado. Como não temos, pedimos emprestado e o passivo chegou onde chegou. Mas sinceramente nem é isto que me preocupa, até porque o Passivo é necessário no processo de crescimento de uma empresa. O problema principal nem está na situação atual do Balanço (apesar de desequilibrada), uma vez que seguindo o rumo certo é uma situação reversível a médio prazo. O problema é a forma como LFV e Companhia definem como estratégia para parar com os "Resultados acumulados" negativos e corrigir a situação patrimonial do Grupo Benfica

Voltando à frase mais importante do documento, o "Conselho de Administração" pensa obter uma "evolução positiva dos resultados durante os próximos anos, nomeadamente mediante a maximização de receitas operacionais". Em tempos de austeridade e fair-play financeiro, é mais do que óbvio que o controlo de custos é uma necessidade, mas a dependência de uma "presença assídua na Liga dos Campeões" e a necessidade de "obtenção de ganhos com a alienação de direitos desportivos" é declaradamente o que guia a SAD. É aqui que entra a minha preocupação.

Como podem ver, a dependência nota-se na Demonstração de Resultados, com a descriminação dos Resultados Operacionais com e sem atletas:
Só com a venda de jogadores é que os Resultados Operacionais se tornam positivos. Sem a transação de atletas é como se o "negócio" desse prejuízo e o Benfica teria que fechar portas mais cedo ou mais tarde. Desculpem, mas recuso-me a admitir que a venda de atletas faça parte do negócio natural do Grupo Benfica. Deveria ser explorado ao máximo e ser um dos objetivos (como é atualmente) da Direção e da equipa técnica, mas sempre encarado como mais-valia e não como uma parte da atividade do clube. O clube tem que ser sustentável, e só o será sem esse tipo de dependência. Ao tornar as transações de atletas "negócio" do clube, estaremos apenas a ser um clube de passagem para empresário usar para proveito próprio. Não. Eu não quero isso para o Benfica. 

A estratégia traçada pela Direção para atingir o equilíbrio das contas não é, assim, a mais correta. Obviamente que é uma via (seguida não só pelo Benfica como também pelo SCP e principalmente pelo FCP) para atingir o fim pretendido. Mas se até aqui temos tido um treinador capaz de valorizar ativos e vendê-los ao ponto de conseguirmos ter resultados operacionais positivos, o que vai acontecer quando isso não acontecer? E se quem suceder a JJ não o conseguir fazer e voltarmos ao insucesso desportivo? É óbvio que as contas se irão agravar… Daí que para mim o caminho deve ser outro: diminuir os gastos operacionais através da redução dos custos com pessoal (ao contrário do que aconteceu neste período) e potenciar a marca Benfica de forma aumentar os rendimentos operacionais. Para isso, alguns passos até já foram dados: a Benfica TV e a campanha de angariação de sócios são disso exemplo, mas há um longo caminho a percorrer. Não vou aqui discutir estratégia, mas digo claramente que EU não concordo com esta Champions-dependência e mercado-dependência que urge corrigir. 

É minha convicção que em Portugal só o Benfica tem a capacidade de o fazer. A questão é que a nossa Direção elegeu esta mesma dependência como estratégia para dar a volta ao desequilíbrio das contas. Temos tido algum sucesso recentemente, mas… até quando?

terça-feira, 3 de junho de 2014

O mau exemplo do Futsal II e o Futebol...

 ●  7 comentários  ● 

Portugal, 3 de Junho de 2014

O texto anterior relativo ao Futsal, escrito em 27 de Março de 2013, pretendia básicamente evidenciar que era expectável o erro que se acabara de cometer, trocando um treinador conhecido e com títulos, Paulo Fernandes, por um desconhecido que depois se percebeu ser patrocinado por Alípio Matos também ele ex-treinador despedido do Benfica. 

O texto pretendia mostrar que, se um gajo que vive a mais de 400 km da capital consegue antecipar que a troca do treinador, naquele contexto desportivo, naquelas condições, ia prejudicar o Benfica, seus sócios e seus adeptos, como é que os iluminados responsáveis do Clube não perceberam também?

Escrevi: “Agora despede-se Paulo Fernandes e vai-se buscar outro treinador, a quem desejo a maior das sortes, mas que está condenado ao insucesso”. 

Não sou bruxo, não leio cartas, nem ligo para SIC de manhã a pedir previsões à taróloga de serviço. O problema da altura é aquilo que classifico de problema clássico (maus resultados desportivos, incluindo derrotas com equipas com as quais normalmente não perdemos, como o Braga), resolvido da mesma forma clássica (despedimento do treinador) que regra geral tem um resultado também clássico: piores resultados desportivos. Seja no Benfica, ou em qualquer outro clube, esta é uma regra geral com pouquíssimas excepções! 

O erro que se comete na resolução destes problemas “clássicos” tem a ver com a sistemática incapacidade de se avaliar adequadamente a qualidade do trabalho realizado por essa equipa técnica e esse conjunto de jogadores. À pergunta “seria possível melhorar as prestações desportivas com estes jogadores, face à realidade competitiva actual de adversários que todos os anos se apetrecham e investem mais no Futsal e face às arbitragens que nos prejudicam?”, os iluminados que gerem as modalidades no Benfica respondem que “sim”. Não estranharia até que existisse algum ambiente conspirativo em torno de Paulo Fernandes, por ter vindo do SCP, por parte dos que tendo perdido a noção de tempo e espaço, continuam a viver à sombra de êxitos antigos!

Ora assumindo que “sim”, que era possível melhorar, então concluem que o problema é o treinador, porque foi o único a sair. Correcto? Bom, depois vem o tal novo treinador, com a tal nova estrutura técnica (não sei quanto custou a nomeação de um coordenador para o Futsal, que não existia com Paulo Fernandes), e não se dando conta dos problemas que o ex-treinador teve que superar, acabam por obter o que se esperava: piores resultados. Nesse resto de época, voltamos a perder com o Braga na Taça de Portugal e fomos varridos na final do play-off com o mesmo SCP que tinha ganho ao Paulo Fernandes (mas agora já não havia problemas porque a estrutura técnica é benfiquista). 

Normalmente nestes casos e em particular no Benfica (vide Artur Jorge no futebol em 1995/96, ou Manuel José em 1997/98) sempre que se despediu um treinador e se pioraram os resultados, não se admite este erro e arranja-se uma solução clássica de nível 2, o nível da imbecilidade. Que é, “bom, se os resultados foram piores afinal são os jogadores que não têm qualidade, ou que estão a “fazer a cama” ao novo treinador, ou que não se adaptam às novas técnicas de treino”. Vai daí, sai uma palete de jogadores e vem uma nova palete de jogadores.

E o resultado continua a ser o mesmo: piores resultados. Se Paulo Fernandes saiu a meio de uma época onde já tinha ganho uma Supertaça e estava na disputa dos outros dois títulos, este ano e meio que esta equipa técnica e Alípio Dias levam em funções, ganhamos um rotundo ZERO títulos...

Bastava que se tivesse parado para pensar, coisa rara nas modalidades do Benfica (com Carlos Lisboa como Director Geral das Modalidades, não dá para pensar muito, é só meter no "cesto"), que se concluiria que por lesões, castigos ou más decisões de arbitragem, o Benfica estava aquém do que se pretendia, o que queria dizer que sem lesões, sem castigos e sem más decisões, possivelmente o Benfica estava no seu lugar habitual.

Porque razão é tão importante esta questão do Futsal, dirão uns? “Mais título menos título, que interessa isso quando se ganhou no Basquetebol e no Vólei, e no Hóquei até ficamos à frente do FCP”? Pois esta forma de pensar é errada. Eu pelo menos nunca penso no que ganhei, mas no que podia ter ganho. E acho que num clube de topo, um clube ganhador como diz o Hino cantado por Luís Piçarra é assim que se tem de pensar. Menos que isso é conformarmo-nos com a mediocridade.

Por outro lado o interesse do tema deriva do facto de tudo que aconteceu no Futsal aconteceria no Futebol se a Direcção tivesse feito o mesmo quando os movimentos de opinião alimentados quer pela comunicação social, quer por uns supostamente bem pensantes bloguistas, pediam sucessivamente a demissão de Jorge Jesus, quando “apostava demais em Roberto”, quando “não se percebia o que via no Emerson”, ou quando perdeu 3 finais. Foram alturas em que se viu um certo lirismo de uns quantos opinógrafos benfiquistas, opinógrafos da mesma natureza dos que comandam as modalidades do Benfica, dos que não estudam a natureza dos resultados, não interligam a acção/decisão com o resultado/consequência por falta de capacidade de síntese, e que ainda ficam aborrecidos quando os rotulo de intelectualmente limitados. Porque são mesmo, por mais textos floreados e sem “sumo” que publiquem em blogues ou em colunas de opinião nos mídia desportivos.

Só se aceitam homens do futebol.

Avatar
 ●  7 comentários  ● 



"Paulo Carvalho, antigo presidente do Rio Ave, apresentou esta terça-feira a sua candidatura à Liga de Clubes. Na Alfândega do Porto, o antigo dirigente não deixou de clarificar o seu projeto.

"Todos os candidatos deviam ser gente do futebol, gente que sabe quanto custa mudar um pedaço de relva, um medicamento, quanto custa ter um plantel. Proponho uma gestão profissional do futebol, numa lógica empresarial reconhecendo que estamos perante algo que pode e dever ser rentável. Quero fugir a uma troika do futebol, quero acabar com o subsidiarismo", começou por afirmar.

A sua candidatura abrange cinco compromissos: "criar uma liga comercial, uma Liga Portugal TV, uma academia, potenciar os sponsors e a promoção do espectáculo".

E prosseguiu: "Sou contra as candidaturas que chegam aqui depois de perder outros campeonatos, numa clara tentativa de voltarem a ganhar visibilidade e regressarem aos cargos políticos que querem. Espero que a demagogia não vença nas urnas, mas sim um projeto como o que estou a apresentar".

Paulo Carvalho sublinhou ter "os apoios necessários", não especificando que clubes o apoiam, e garante que não vai desistir da candidatura para apoiar ninguém." - Record.

Interessante este apelo de várias frentes aos "homens do futebol". 

Só homens do futebol é que podem falar de tácticas, só os homens do futebol é que sabem gerir clubes e os orgãos que tutelam o futebol português.

Os adeptos, que sustentam esta malta toda, só podem entender quando toca a pagar.

É um clube restrito de iluminados que têm falido clubes atrás de clubes, que fizeram muita pressão para a construção de estádios de futebol completamente inúteis por esse Portugal fora, são os mesmos que obrigam jogadores de futebol a assinar declarações em como têm os salários em dia no princípio de cada temporada a fim de poderem ver aceites as suas inscrições.

Os homens do futebol são os magos que andaram a estoirar linhas de crédito atrás de linhas de crédito, com a desculpa do investimento.

Os homens do futebol são os responsáveis por 30 anos de corrupção impune no futebol português. 

O futebol português não vai a lado nenhum enquanto não se livrar desta raça maldita dos "homens do futebol". 

Nota: no domingo aprendemos que Rui Santos é um homem do futebol. Curioso.

Benfica nega Krammer (e bem), mas..

Avatar
 ●  76 comentários  ● 
... Será que essa notica não foram os tipos d'A Bola a atirar para o ar por não saberem quem é o puto alemão que vem para o Benfica?

Eu acho que é isso, pelo vão ter que esperar para ver quem é... 

... Saberão como souberam dos outros três, depois de estar feito!!!

Que gozo que dá ver o Benfica (agora sim) a trabalhar bem e os tipos dos jornais a mandar nomes para o ar só com base em "informações curtas" que obtêm nas suas fontes dentro do clube. Ehehehe...

segunda-feira, 2 de junho de 2014

O Estádio Nacional tem que ser a Casa da Selecção e da Taça...

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

...e de todos os que queiram praticar desporto. Assim o foi no passado(grandes corridas no circuito de manutenção! :) ) e assim deverá continuar.

Alguns que pela frente demonstram todo o apoio às remodelações no Jamor, são os primeiros a minar esses mesmos trabalhos e a ir adiando o que já devia estar feito há muito tempo.

Como alguém comentava aqui, há uma pressa muito grande para tirar a Taça ao Jamor e entregá-la a autarquias que com a mania das grandezas construiram estádios que não servem para nada. 

Fernando Gomes afirmou em determinada altura que a Final da Taça da Liga saía do Algarve porque os adeptos do norte do país eram prejudicados pela distância que tinham de percorrer. 

Não vi qualquer preocupação com os milhares de adeptos de Benfica que residem no Sul do país e que sendo a final acima de Lisboa já têm que percorrer igual caminho ao que quaisquer outros teriam de fazer.

É altura de acabarem com as hipocrisias. Querem matar o Jamor para agradarem aos autarcas. Jogos políticos e de favorecimentos que prejudicarão aquilo que é a essência da Final da Taça de Portugal: a festa. E nenhum outro estádio em Portugal oferece as condições do Jamor para essa festa.

E já agora, onde andam os paladinos das condições de segurança em estádios da 1ª e 2ª Ligas que têm bem piores acessos e condições de evacuação? Esses estádios não recebem um jogo por ano. Recebem um em cada 15 dias.  

Jorge Jesus no "Play Off" da SIC Notícias

Avatar
 ●  25 comentários  ● 
QUE LIÇÃO DE FUTEBOL! Assim dá gosto ouvir falar o nosso treinador... eu prefiro claramente vê-lo demonstrar assim que é dos melhores do mundo a compreender e viver o futebol, do que andar a ouvi-lo dizer isso dele próprio.

Terá, porventura, sido das MELHORES ENTREVISTAS que alguma vez já vi de um agente do futebol (entre dirigentes, jogadores, treinadores, etc.). BRILHANTE!!!!

Jesus "limitou-se" a dar um recital sobre futebol, recorrendo aos seus termos, "muita forte".

Absolutamente fantástico! Brilhante...

Uma nota: Jesus diz que lhe custa ouvir advogados, médicos, etc falar de futebol... eu compreendo-o perfeitamente e sinto exactamente o mesmo quando também ele se põe a falar de mais que futebol.

Ficam as ideias principais a partir do excerto do que foi transcrito quase em directo pelo Record:

Seleção e o duplo pivô: "Não sei as ideias de Paulo Bento. Ele tem tempo de trabalhar a equipa até começar o Mundial. É neste particulares que o Paulo Bento tem de arriscar. Não pode ir para o Brasil fazer experiências. Agora tentou fazê-las com a Grécia e muito bem. Só consegue refleter em cima dessa ideia depois de ter feito as coisas. Está a pensar levar para o Brasil mais que um sistema mas jogar em 4x3x3 ou 4x4x2 é totalmente diferente e não tem tempo. Ele vai fazendo experiências até tirar conclusões. Quando chegar ao jogo com a Alemanha, deixará de ter dúvidas. Todos temos de saber viver com a condição de Ronaldo. Eu colocava-o, no sistema, como jogou no Real Madrid. Para mim, nunca poderia jogar num corredor. Ali, teria de fazer movimentos defensivos. Ele tem de estar sempre como o Messi. Tem fazer o posicionamento igual ao de Messi porque ele é um sobredotado. Para dar mais equilíbrio à posição de Coentrão, ele tem de jogar por dentro."

Treinar o Sporting: "O importante é que sou treinador de futebol. Estou contente no Benfica mas antes de chegar ao clube, treinei outras equipas. Nunca se sabe o dia de amanhã. O facto do meu pai ter jogado no Sporting assim como eu, nós, enquanto miúdos, ficámos com algum sentimento em relação às equipas por onde passámos. Joguei em 18 equipas enquanto jogadores. É como quando conhecemos uma namorada."

Treinar a Seleção: "Um treinador de Seleção não é treinador. Quando chega às fases finais, aí trabalha como uma equipa mas durante a maior parte do tempo, seleciona e põe os jogadores a jogar. Não me vejo a treinar nenhuma seleção".

Saída em bloco do plantel: "Os titulares têm grande peso nos movimentos da equipa. Os jogadores, quando percebem que têm espaço, é muito difícil pará-los. Vieira sem soube o que é o melhor para o Benfica."

Ausência de Fejsa: "Com a operação que fez, seguramente que não estará apto antes de janeiro. Temos de ir à procura de soluções. Danilo Pereira já jogou no Benfica e tem qualidade nessa posição mas há outros. Temos de ir à procura de jogadores para essa posição. Todos com qualidade são viáveis. Danilo e Gonçalo Santos têm muito valor."

Cardozo: "O que se passou com ele ficou sempre na minha mente. O Cardozo e eu, percebemos que a instituição Benfica era mais importante. Disse também ao Cardozo que ele era o jogador e eu o treinador. Disse-lhe que nunca o ia prejudicar se merecesse ser convocado ou ser titular. Tive de perceber que o Cardozo é um ativo do Benfica.

Estrutura: "Lourenço Coelho voltou a ser o responsável pela estrutura do futebol, com o Rui Costa mais próximo da equipa. Ele é elemento da SAD mas é como se fizesse parte da equipa técnica. O presidente percebeu que era preciso pôr a estrutura do futebol a defender os interesses do treinador. Todos os setores davam notas de informação.

Jogador mais difícil de substituir: "Para nós, é sempre o pensador do jogo quando uma equipa o tem. É o Enzo, o pensador. Há jogadores que têm essa aptidão. Quando tu falas para eles, eles sabem o que está a dizer e sabem passar para os outros. O Enzo sabe passar para os outros as ideias dos movimentos ofensivos e defensivos. Tem um caráter muito forte. É muito forte quando a equipa não tem bola. O grande problema de um treinador é pôr o Ronaldo a defender, o Messi a defender, ou o Nico Gaitán ou o Saviola a defender."

Derrota em Turim: "Disse-me que tinha muito orgulho na equipa e naquilo que tinha feito. Foi um momento doloroso. Todos os benfiquistas queriam ganhar. Foi um conforto muito grande ouvir o presidente dizer que tinha um orgulho muito grande na equipa."

Sherwood: "Fiquei a apreciar o treinador. Naquela altura, aquilo foi instantâneo. Não gostei da maneira como ele me falou. Os ingleses têm complexos de superioridade e eu esperei ter uma oportunidade para responder. Quando olho para as imagens farto-me de rir. Ele quando chegou ao pé do meu ouvido, disse-me tanta coisa, tanta coisa... Eu gosto de gente diferente. Fiquei a gostar de Sherwood"

Jogadores de FC Porto e Sporting: "O FC Porto tem excelentes jogadores. O FC Porto tem dois jogadores que jogam em qualquer equipa do Mundo. É o Mangala e o outro é o Jackson. No Sporting, há também alguns jogadores de nível elevado, principalmente William Carvalho face às qualidades físicas que ele tem. Aquilo que eu trabalho para uma posição, os jogadores têm de saber fazer. Agora podem fazer melhor ou pior."

Adaptações: "Todos jogadores são nossos mas aqueles que dizemos que é o jogador do treinador, é aquele que muda de posição connosco, algo que aconteceu com o Fábio Coentrão. Esse é o jogador do treinador como o Enzo e o Matic. Nesses casos, houve o olhar e o criar do treinador."

Eusébio: "Muitos dos jogadores do Benfica, no dia da morte do Eusébio, perceberam o que é a cultura do Benfica. Não creio que foi por isso que ganhámos o campeonato. Foi pelo trabalho.  No clube há uma pressão constante para ganhar. Entrámos para o jogo com o FC Porto com uma crença muito forte porque já vínhamos também a recuperar pontualmente. Esse foi o jogo que deu o clique à equipa. Foi um jogo fundalmente para toda a gente, até para os próprios adeptos acreditaram mais na equipa."

Componente preferida do futebol: "Há o trabalho coletivo, individual e sectorial mas pôr isso na prática não vem nos livros. É um trabalho apaixonante. Não diferencio nada porque tudo está ligado. Trabalhar um posicionamento tático dá-me um certo gozo e ver isso aplicado nos jogos. Para dominar o jogo, há que dominar o espaço."

Metodologia de treino: "Não há uma escola Jorge Jesus. Um treinador tem de ter uma ideia de jogo. O treinador não mete 11 jogadores a jogar e cada um faz o que quer. Isso não faz uma equipa. Há uma ideia técnica e tática daquilo que eu quero mas depois disso, há uma metodologia de treino. Ao longo dos anos criei uma bateria de treinos e as tecnologias ajudam a isso. Achamos que estamos no caminho certo porque os resultados têm indicado isso. A prática é o critério da verdade. Se tu só repetires, também não evoluis. O treinador tem de evoluir todos os dias e os jogadores praticam arte. O futebol é o desporto mais difícil no Mundo. O treinador tem de saber acompanhar esta arte e ser um criador. Todas as nuances, seja da ciência ou das tecnologias, têm de ajudar o treinador, tal como uma boa equipa técnica".

Candeias: "O Candeias é um jogador, que quando jogávamos contra ele, realçava sempre o perigo que criava. À partida tinha de gostar do jogador, como é óbvio. Todos os jogadores que vêm para o Benfica, vêm com a ideia e com o sonho de jogarem no Benfica e percebem que os colegas têm muito valor e poderão tem dificuldades de adaptação. Percebem que não será fácil dar luta."

Scouting e o 4x4x2: "Acho bem que a formação do Benfica jogue em vários sistemas. O Ajax também o fez, uma das melhores escolas do Mundo. Quanto mais vezes uma criança experimentar vários sistemas, mais evolui. O presidente sabe que nós elaborámos um perfil de jogador por posição e os olheiros procuram futebolistas dentro do que se pede. O Benfica faz contratações de jogadores de 19 e 20 anos e não posso perder tempo com esses miúdos. São jogadores para serem trabalhados. São todos analisados face ao perfil que têm. Rui Costa tem um conhecimento muito profundo das minhas ideias."

Táticas: "Há a tendência de dizer que uma equipa está mal fisicamente. A equipa está mal fisicamente quando taticamente está mal. Estas duas componentes têm relação. O jogador quando não está bem taticamente cansa-se com maior facilidade".

Esquema com dois avançados: "Quando uma equipa joga com dois avançados na frente, as ideias são diferentes a atacar e a defender. No primeiro ano, joguei com Cardozo e Saviola, sendo o Cardozo mais fixo. Fui à procura das características dele, que é forte na finalização no corredor central. É um jogador que não dá muita agressividade na frente, na hora de defender. Sacrificava muito mais o Saviola. Ele e o Aimar jogavam de olhos fechados. Esta época invertemos o posicionamento da primeira linha de pressão ofensiva, algo que teve a ver com a lesão do Cardozo. Já antes, estávamos a trabalhar isso. Isto vai ser para continuar. Quando tu partes para um sistema tático, sabes que aquilo é o princípio de tudo. A ideia do treinador tem de ser partilhada pelas ideias ofensivas e defensivas. Quando começámos a jogar com Lima e Rodrigo na vertical, começámos a pressionar alto, algo que apenas o Barcelona fazia na Europa. O Cardozo uma vez disse que o selecionador do Paraguai dizia que eu era louco por estar a pressionar alto desta maneira. Custa-me ver pessoas que são médicos, advogados e com outras profissões a falar sobre futebol."

Pré-época após um Mundial: "No primeiro ano, em que ganhei o campeonato, tivesse problema. Temos de dar férias aos jogadores e eles, em 2010, foram chegando a pouco e pouco. Tive de optar entre pôr a jogar os jogadores nucleares ou não. Esta época não vai acontecer tanto porque se calhar alguns jogadores que vão ao Mundial... não voltarão. Nada disto é novidade para mim mas tenho de arranjar soluções para podermos fazer face a este problema."

Semelhanças com outras equipas: "O FC Porto tinha caraterísticas ao nível dos jogadores das quais poderia partilhar. O Jardim tentou no Benfica-Sporting com dois avançados para tentar fazer uma pressão alta de forma a criar problemas ao Benfica. Nós já sabíamos que podiam jogar Slimani e Montero."

Contrato oferecido por Sporting e FC Porto: "Confirmo a proposta do Sporting, de um presidente que já não o é: Godinho Lopes. Do outro clube [FC Porto], não me fica bem falar. Tive propostas da Rússia e Turquia."

Propostas: "Nestes cinco anos, antes de chegar ao Benfica, não era conhecido internacionalmente. Chegar longe nas provas da UEFA fez com que fosse conhecido na Europa. Sei o quanto isso é vantajoso para mim. Não poderia entrar numa equipa que não estivesse nas competições europeias. Tive propostas que me davam num ano, aquilo que ganharia em 10 no Benfica. Antes de ganhar ao Benfica, ganhei tostões. O presidente Vieira sempre me manteve informado relativamente a todas as situações. A gratidão é muito bonita no ser humano mas isso não me vai fazer refém, toda a vida, no Benfica. Neste caso isso aconteceu."

Prioridade a seguir ao sucesso: "É mais difícil trabalhar o sucesso que o insucesso. O problema está em conseguir alertar toda uma estrutura de que o que se ganhou já faz parte do passado. Não há direitos adquiridos. É um bom problema. Na próxima época temos de ser mais exigentes e responsáveis. Se não ganharmos três títulos vão sempre comparar com o que já foi feito. É preciso fazer crescer os jogadores mentalmente."

Comparação com Wenger: "Em Portugal é difícil [acontecer algo igual]. Em Inglaterra, as pessoas valorizam o trabalho do treinador por vários parâmetros. Em Portugal, valorizam os títulos. Em Inglaterra é diferente. Wenger ganhou agora uma FA Cup e em outros anos fez um trabalho de qualidade e colocou o Arsenal a lutar sempre pelos primeiros lugares. É um treinador que é vendedor, tal como o Benfica o é. Nós discutimos sempre os títulos, mesmo sendo obrigados a vender os melhores jogadores. Tenho uma grande paixão pela minha profissão. Hoje estou muito satisfeito com o Benfica mas a minha carreira não acaba amanhã por isso não sei o que vai ser o meu futuro. Um treinador tem de estar mentalizado para os períodos negativos e positivos."

Desgaste pelos 5 anos na Luz: "Os adeptos do Benfica são a maioria no país. É normal que nem todos os adeptos gostem de mim. Eles estarão sempre mais ligados ao treinador pelos êxitos. Todas épocas, tirando a segunda, senti que a equipa cresceu de ano para ano após a minha chegada e encurtar a vantagem para quem ganhava sempre: o FC Porto. Este trabalho não se faz de um momento para o outro. A estrutura foi muito importante neste caminho".

Contrato com o Benfica: "Ficou em aberto renovar por mais tempo. Vieira, para além de ser presidente de uma grande instituição, tem uma relação muito particular comigo. Temos uma linguagem semelhante. Quando ele quiser colocar essa situação, será resolvida".

Milan: "Temos de ter algum cuidado porque estamos a falar de um grande clube. Não é qualquer treinador que pode dizer que rejeitou o Milan. Jantei duas vezes com dirigentes do Milan. Conversámos sobre muita coisa e as decisões seguiram o curso que se sabe. A minha convicção foi sempre ficar no Benfica. Eu não penso que o que é hoje verdade, amanhã é mentira. Não queria dizer que não iria sair do Benfica porque não quis passar por mentiroso"

Auge: "Posso estar no auge em função dos títulos que se têm conquistado no último ano. Tenho muito para conquistar e muito para aprender. Estou longe daquilo que posso ser ainda como treinador. Sou melhor treinador do que há cinco anos, nisso não há dúvidas. Cheguei ao Benfica já numa fase avançada de maturação. Estou num grande clube e é muito mais fácil dizer que me sinto como um dos melhores treinadores portugueses"

ranking