Eusébio, Coluna, Torres e outros dessa geração gloriosa nunca quiseram betão.
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Eusébio, Coluna, Torres e outros dessa geração gloriosa nunca quiseram betão.

Avatar
 ●  + 7 comentários  ● 

Diz o 'Record', que é parte do Grupo de Comunicação Social Cofina com quem o Benfica tem uma parceria anunciada, que Luis Filipe Vieira está obcecado com o projecto da 'Casa do Jogador'.
Um projecto meritório, mas que vem já tarde no Benfica e cujo impacto será reduzido pois a grande maioria dos jogadores que realmente necessitariam dessa ajuda já faleceu ou está no fim da sua vida. São ou foram daquele tempo de Eusébio.

Diz o 'Record' que a ligação de LFV às antigas glórias do clube é grande. Preferia um presidente ligado às antigas glórias pelos resultados. Uma ligação, que só surgiu após 2000 pois não me parece que as antigas glórias do Benfica frequentassem as Antas, baseada em jantares e apoios financeiros nunca terá a mesma credibilidade. 

Parece que nos últimos anos se esqueceu que o Benfica, apesar de ser um clube com grandeza mundial, tem a sua sede em Lisboa e não na margem sul. Construir a 'Casa do Jogador' longe da Luz parece-me não ter qualquer lógica, no sentido em que o que realmente puxa os adeptos e tem simbolismo para o antigo jogador é o complexo do Estádio da Luz e não outra obra que tem o seu valor, mas pouco desse simbolismo. 

A 'Casa do Jogador' não pode ser apenas um local onde estão 'arrumados' os idosos. Tem que ser muito mais que isso. Tem que ser um local onde esses símbolos do passado possam ser visitados pelos benfiquistas, acarinhados e possam sentir que ainda têm um contributo a dar pela sua sabedoria e experiência. 
Enfiados no Seixal de que servirá?

E falando no Seixal, os treinos do Benfica tornaram-se em algo quase inacessível aos adeptos, pois quase todos são à porta fechada. Algo impensável noutros tempos. Daí que a importância do Centro de Estágio resume-se à formação. Mas demasiado longe do sítio onde os miúdos sonham poder jogar: na Luz.

Eu não concordo com a expansão do Seixal, seja para o que for, mas conforme já foi sugerido várias vezes aqui no NGB, por podermos ter outro pólo do Benfica deste lado da margem, bem mais perto da Luz.

Por todas as razões, espero que Luis Filipe Vieira de uma vez por todas use a mesma fúria de construção civil na gestão desportiva, dotando o futebol do Benfica de homens conhecedores e válidos.

Eusébio, Coluna, Torres e outros dessa geração gloriosa nunca quiseram betão. 

(Torres foi um infeliz exemplo de quem passou necessidades até ao fim. E que a ajuda que tanto necessitou do Benfica lhe foi negada durante muito tempo. Tinha menos visibilidade e não dava votos.)   

7 comentários blogger

  1. Precipitada a teoria explanada.

    E o autor sabe porquê, mas atira fumaça.

    Bruno Escuro

    ResponderEliminar
  2. Nada impede que mais jogadores não venham a precisar de ajuda mais tarde. Não se sabe o dia de amanhã.

    Quanto à localização da casa de repouso, sendo no Seixal permite estar perto do plantel e dos jovens jogadores da formação. Acarinhados pelos benfiquistas podem ser em dias de jogos, em visitas a casas do Benfica ou em idas ao Estádio.

    Relativamente aos treinos serem inacessíveis aos adeptos concordo que seja assim. Que na pré-época vejam alguns treinos até acho engraçado, mas de resto o treino é um local de trabalho. Pelo menos é assim que eu vejo. Mas nada impede que de vez em quando se faça um treino à porta aberta.

    Quanto à expansão parece-me bem feito e nada impede que mais tarde não se crie algo na zona de Lisboa, mas penso fazer mais sentido estar tudo no mesmo local.

    ResponderEliminar
  3. Parece ser sina minha estar quase sempre em desacordo com o que escreves,nao e perseguicao ate porque admiro a forma com que defendes o BENFICA.
    Dito isto,a chamada casa do jogador nao e para que nos benfiquistas massagemos o nosso ego mas sim uma ”direcao” com dois sentidos: apoiar os ex atletas. e a interacao que vai proporcionar com a que para mim deveria chamar-se academia EUSEBIO DA SILVA. FERREIRA.
    A formacao do Benfica so tem a ganhar com a esperiencia e o olho “clinico“ desses detentores de sabedoria que sao os nossos ex atletas. Em relacao ao complexo despotivo do seixal penso que juntamente com a BTV sao duas das molas reais da nossa independencia como clube.

    Carlos palma.

    ResponderEliminar
  4. Quanto a esta parte:

    "A 'Casa do Jogador' não pode ser apenas um local onde estão 'arrumados' os idosos. Tem que ser muito mais que isso. Tem que ser um local onde esses símbolos do passado possam ser visitados pelos benfiquistas, acarinhados e possam sentir que ainda têm um contributo a dar pela sua sabedoria e experiência."

    Acho que isto tem de ser da opção da própria pessoa que for para lá. Dizem isto como se as antigas glórias do Benfica fosse mercadoria e se pudesse por em exposição. Sei que não foi a intenção mas escrito assim é o que parece.

    Para exposição há o museu. Para quem for para lá, tem de haver respeito e os que tiverem em condições há sempre formas de se deslocarem facilmente ao estádio da Luz para encontros com os adeptos.

    Quando ao centro de estágio e isso tudo... verdade seja dita, só se fosse no lugar do Colombo.

    ResponderEliminar
  5. SHADOWS:
    Deixa de estares sempre a bater no "ceguinho"...e que chega a certo ponto que chateia.
    Um abraco
    Antonio Macedo

    ResponderEliminar
  6. Por amor de Deus, ao ponto que a cegueira chega. Pegar numa excelente iniciativa (e pioneira, como quase todas no Benfica) e transformá-la em mais um "ataque" despropositado revela, no mínimo, falta de bom senso. Tal como Eusébio era de todos, o Benfica NÃO é de Lisboa, é de todos também.

    G.b.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares