Profissão: Treinador de Futebol
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quinta-feira, 18 de abril de 2013

Profissão: Treinador de Futebol

Avatar
 ●  + 46 comentários  ● 

É pois com agrado que noto a mudança de opinião de algumas pessoas em relação àquilo que tem sido o trabalho de Jorge Jesus no Benfica. Uma certa ânsia de que o homem desaparecesse da Luz o mais rápido possível tem dado lugar a um quase desespero de que o Benfica não cometa um dos maiores erros da sua história recente, que seria deitar abaixo tudo aquilo que de bom tem sido construído, para voltar a dar lugar à incerteza, à abertura de melões, à espera que um deles nos traga o sumo de que precisamos para nos alimentar o ego enquanto clube, leia-se “vitórias”.

Não há claro mal nenhum em mudar-se de opinião. O meu problema é questionar se não estaremos aqui a desviar-nos do essencial. A que se deve essa súbita mudança de opinião? Será Jorge Jesus melhor treinador hoje do que era há três meses atrás? O modelo de jogo mudou? A equipa que marcava 3 golos por jogo passou a marcar 4? O treinador deixou de ser vaidoso e de reclamar méritos excessivos no seu trabalho? Deixou de ser saloio e inculto desde que começou a recitar Pascal? Deixou de ser teimoso? Deixou de dizer aquilo que pensa e passou a falar português correto?

Não. A resposta é que nada disso mudou, o que me leva a crer que aqui o possível erro de análise é que a mudança da opinião de algumas pessoas (que diga-se, não é só neste blogue mas também nas televisões e nos jornais), se deve apenas aos... resultados desportivos do momento presente.

O perigo aqui é que quando se muda de opinião por causa dos resultados do momento presente, facilmente se mudará de novo se os resultados em 2 ou 3 jogos do momento futuro não forem aquilo que vaticinamos. A opinião mudará se daqui a mês e meio, tivermos se calhar para celebrar apenas uma Taça de Portugal ou quiçá Porra Nenhuma. Aí voltaremos pois então à depressão e às lamúrias, e à absoluta certeza de que a solução para os nossos problemas estará, claro... na substituição do treinador.

Eu tenho sido um acérrimo defensor do trabalho de Jorge Jesus, não é porque tenha ganho carradas de títulos nos últimos 3 anos. Eu gosto de Jorge Jesus porque vejo o Benfica a jogar bem, vejo o Benfica a ganhar muitos jogos e a marcar muitos golos, vejo alegria ao longo da época, vejo um modelo de jogo, vejo jogadores que sabem o que fazem dentro do campo, vejo jogadores motivados e que morrem em campo, vejo jogadores que evoluem técnica e taticamente, vejo ativos valorizados, vejo uma equipa disciplinada e sem vacas sagradas, vejo sobretudo evolução em relação à anarquia e ao regabofe que foi muito da história do Benfica nos últimos anos.

Alguns poderão dizer, “Sim mas, e os resultados?” E esse é para mim o erro. Porque eu, quando vejo os aspetos positivos acima referidos, tenho de acreditar que o caminho traçado é o correto e que os resultados surgirão mais cedo ou mais tarde. Os resultados não podem ser TUDO, essencialmente porque temos de aceitar que nestas coisas dos resultados desportivos, não basta contar com a competência do nosso trabalho mas também com a dos nossos adversários.

O Benfica chega pois a esta altura da época com 25 jogos disputados no campeonato e 21 vitórias.  O número de vitórias de Jorge Jesus à frente do Benfica é impressionante. Em condições normais essa média seria suficiente para vencer muitos campeonatos. Mas também pode não ser suficiente se houver um adversário como foi o Porto de Vilas Boas que seja capaz de terminar a época sem derrotas. Ou não será suficiente se houver um clube capaz de garantir o titulo na penúltima jornada com um golo no último minuto 2 metros em fora de jogo.

Na próxima época poderemos pois ir contratar outro treinador, que em 25 jogos não ganha 21 mas apenas 17. Ainda assim, nesse ano a época também correu mal ao Porto, o James Rodriguez partiu uma perna, o Sporting faliu, e somos campeões. E esse novo treinador vira pois o herói do povo e exigir-se-á a imediata renovação do contrato, ainda assim um sucesso fugaz e passageiro, porque na época seguinte, já com um Porto mais fulgurante, percebemos que essas apenas 17 vitórias que um ano antes tantas alegrias nos deram, nos deixam desta vez arredados do título bem perto do Natal.

E este é pois para mim, o grande erro de se analisar o trabalho dos treinadores apenas pelos resultados desportivos. Seria o mesmo que analisar o trabalho dos guarda-redes pelo número de golos sofridos, ou o trabalho dos avançados pelo número de botas de ouro. É também o erro de muitos que desvalorizam os 345 golos de Ronaldo num ano, porque o Messi foi capaz de marcar 346!

A minha opinião é que no mundo do futebol não há muitos treinadores capazes de deixar marca. No Benfica, nos últimos anos, houve apenas um que para mim poderia ter deixado essa marca, assim lhe fosse dado o tempo que não teve: Fernando Santos.

Quando ouço nos dias de hoje certos treinadores ou ex-treinadores de futebol a fazer comentários de futebol na televisão, fico com a certeza de que muito poucos têm os conhecimentos técnico e táticos, capazes de implantar um modelo de jogo nas suas equipas, de tomarem em mãos um projeto a longo prazo. Alguns até tiveram algum sucesso, mas quase sempre mais fruto das circunstâncias e da sorte do que propriamente da sua competência.

Aliás, esta última moda de fazer de ex jogadores do Porto imediatamente treinadores de primeira divisão mostra uma clara tendência: a aposta em soluções rápidas e em terapias de choque. Aquilo que Costinha traz ao futebol, tal como Pedro Emanuel, Jorge Costa, Domingos, Sérgio Conceição ou Nuno, é apenas a sua personalidade forte, a irreverência e espírito de luta, que foram apanágio dos clubes em que se fizeram homens. É essa pois, a aposta de muitos presidentes nos dias de hoje, em detrimento dos modelos de jogo, dos automatismos, dos conhecimentos táticos. Quer-se pois soluções rápidas, chicotadas psicológicas capazes de aumentar rapidamente os índices de auto estima da equipa, que possa trazer vitórias já no jogo seguinte.

E muitas vezes trazem. O problema é que essas soluções não perduram no tempo, são soluções temporárias, porque quando a competência dos treinadores é apenas os estímulos psicológicos momentâneos, rapidamente percebemos que quando se entra numa espiral negativa de resultados e de animo, não há método nem conhecimento capaz de encontrar soluções que invertam o ciclo negativo em que se entrou.

Essa é pois para mim a grande diferença entre Jorge Jesus e a maioria dos outros treinadores de futebol: conhecimento. E eu acredito que quando há conhecimento e competência os resultados surgirão mais cedo ou mais tarde, de forma duradoura e não apenas fogachos no tempo, muitas vezes resultado da sorte ou do desnorte dos adversários.

Defender pois hoje a permanência de Jorge Jesus no Benfica quando há três meses atrás se defendia o contrário? Pois que se defenda, mas seria importante que essa mudança de posição fosse resultado de uma mudança com mais substancia do que apenas a bola que entrou ou não na baliza. É que no Domingo o Benfica até pode não derrotar o Sporting. O herói pode voltar a ser besta. Mas não passará a ser melhor nem pior treinador por causa disso.

46 comentários blogger

  1. Grande post. Felizmente o Benfica é comandado e aconcelhado por pessoas que vêm "a parte de trás da arvore"!
    Sem qualquer ilusão, entre Mourinho e Jesus, escolho Jesus pois considero à vista as dificuldades de treinar um Benfica ou Real Madrid, um Bayern ou Manchester em comparação com clubes "novos ricos" como Chelsea, um eterno quase como o Inter ou PSG e clubes da Liga da Fruta.
    Em clubes míticos não bastam resultados e "léria", os adeptos de sempre exigem espéctaculo e superioridade...constantes!
    Reconheço que gostei e gosto do Mourinho mas "amo Jesus" no Benfica ou não, pela coragem desportiva adicional.

    Saudações

    F. Tomás

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De uma coisa tenho a certeza: quem vier a seguir a JJ vai herdar uma pesada herança, sejam ela muitos titulos ou poucos titulos.

      A herança existe, fazer melhor nao vai ser facil, a cobrança vai ser muita, os termos de comparaçao estarão sempre presentes, nao sera trabalho para nenhum maçarico em inico de carreira.

      Eliminar
  2. Gosto de relembrar que este é o campeonato mais fraco dos últimos anos! Com várias equipas com plantel de 2ªdivisão! Vejam bem o plantel do Vitória de Guimarães! Em qualquer outro ano era uma descida anunciada...Quando se gasta 20milhões em dois extremos só se pode pedir o céu...E exigir uma vitória na liga Europa. Penso que não faz qualquer sentido investir tanto para ganhar só o campeonato...A história do Benfica faz-se das conquistas europeias e não apenas da conquista de campeonatos....O Benfica não pode investir num "Ferrar" (jogadores) para vencer uma corrida de "minis" (campeonato portugês).
    E o que dizer de o JJ não ter substituido o Enzo Perez quando este lhe pediu para sair antes do intervalo com o Paços!! Terá sido um bom acto de gestão!????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito isso que escreves no primeiro parágrafo mas, infelizmente, poucos o percebem. Mas, nesta fase, não vale a pena nos alongarmos mais sobre o assunto. Que se volte a discutir no rescaldo das loucas celebrações de uma época de sono.

      Eliminar
    2. O orçamento do Benfica é a par do Basileia, o mais pequeno desta fase da Liga Europa. Como tens a lata de pedir a conquista desse troféu?

      É verdade que o Benfica gasta muito dinheiro no futebol, mas gasta ligeiramente menos que o FCP e um pouco mais do que o SCP. Mas que interessa isso? O Sunderland também gasta menos de 30% do que gasta o Manchester e na ultima jornada da Premier League empataram 2-2 ...

      Eliminar
    3. "Quando se gasta 20milhões em dois extremos só se pode pedir o céu" Pois, é que o que conta mesmo no 11 são os 2 extremos valiosos. Com eles ganha-se tudo. O facto do plantel do Benfica ter ficado sem os 2 pilares do meio-campo e não ter sido contratado nenhum, não ter vindo LE nem LD já não interessa.

      Eliminar
    4. "A história do Benfica faz-se das conquistas europeias e não apenas da conquista de campeonatos..."

      Sim, claramente. O Benfica tem 7 Champions, 6 Liga Europa, 3 Taças das Taças e ainda 5 campeonatos do Mundo.
      Lê-se cada coisa! A não ser que a história do Benfica resume-se anos de 1961 e 1962.

      PS: parabéns ao Redmoon e ao Eagle01. São os únicos escribas de qualidade deste blogue. Os outros fazem lembrar-me o Correio da Manhã. Quanto mais polémica melhor.

      Eliminar
    5. Mas será que por essa Europa fora se fala do Benfica do Eusébio pelos campeonatos que ganhou!? Ou falasse do Benfica do Eusébio pelas Vitórias europeias que teve!?

      Se não se ganha tudo com dois extremos que valem 20 milhões para que contrata-los!? Bravo, finalmente podem abrir os olhos....Se não se ganha tudo com dois extremos de 20 milhões não seria mais inteligente contratar extremos mais baratos e com o dinheiro poupado contratar um LE e um LD!? Se tivessem bom senso percebiam que o comentário aos extremos de 20 milhões era irónico. O que quis dizer é que o orçamento do Benfica é desproporcional à aquilo que procura atingir! Ou seja, gastasse muito para ganhar pouco...

      Eliminar
  3. Sou um dos que nunca ficou 100% convencido com o profeta! Ainda tenho bem presente a humilhação dos 5-0, tudo porque decidiu subir o melhor lateral que tinha e colocar o David L. nesse lugar, o mesmo se passou em Londres.
    O discurso melhorou, embora ainda esta época tenha dito numa flash interviu acerca do Luisinho "para o campeonato vai dando..." até pode pensar isso, mas não o pode afirmar em publico.

    Reconheço no entanto que a continuidade de Jesus é o melhor para o Benfica no que toca a treinador, pensando talvez, num projecto de vários anos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JJ errou em alguns momentos, claro.

      Mas olha que estarmos a falar assim de um treinador, passados 4 anos, e anos em que até nem ganhou muitíssimo, alguma coisa o homem há-de ter feito bem:))

      Eliminar

  4. Não li mas deve ser mais treta.

    Arre....

    ResponderEliminar
  5. Grande post! De acordo com o que foi escrito. Faço apenas uma ressalva, Jesus tem vindo a melhorar alguns aspectos ao longo dos anos que tem estado no Benfica.
    Um deles foi a sua comunicação, passou a valorizar mais o adversário nos discursos externos, de certeza que se for campeão este ano não voltará a dizer frases do tipo "tenho a certeza que vamos ser bicampeões".
    Outro foi a melhor gestão do plantel. E deixou de ser tão teimoso, moldando também a equipa em função do adversário ou dos resultados, o exemplo de jogar em 4-4-2 ou 4-2-3-1.Percebeu que contra equipas fortes e que tem bom meio-campo jogar só 2 médios e com 2 avançados é muito perigoso! Falta apenas nos jogos com os corruptos fazer isto, temos por norma dado o controle de jogo a eles!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O aspeto referido da comunicaçao é importante. Melhorou.

      Mas eu fui daqueles que sempre gostei de o ouvir, em bom portugues ou nao. nao se esconde, diz o que pensa, nao foge às questoes, aprende se algo quando ele fala.Ja outros falam muito bem gramaticalmente, mas nao fogem daquela cantilena aborrecida do politicamente correto.

      Aquele recital de JJ na Universidade recentemente, é um hino ao futebol. Sem grandes acertos na gramatica, mas um discurso cheio de sumo

      Eliminar
    2. E o 4-2-3-1 de que falas também é uma evolução importante. JJ percebeu que o 4-4-2 não dava para certos jogos.

      Neste aspecto, acho que alguns adeptos perceberam isso antes dele. Devia ter sido ao contrário:)))

      Eliminar
  6. BENFIQUISTA DO CORAÇÃO18 abril, 2013 11:09

    EXCELENTE POST

    E DO SEU POST
    RETIRO A FRASE SEGUINTE:

    ""Alguns poderão dizer, “Sim mas, e os resultados?”""

    ESTA É REALMENTE A PERGUNTA CHAVE
    E PORQUÊ ???

    JESUS É BOM TREINADOR
    E SÓ NÃO CONQUISTOU
    OS CAMPEONATOS TODOS DESDE QUE ESTÁ NO BENFICA
    PORQUE O BENFICA FOI ROUBADO SISTEMÁTICAMENTE

    POR EXEMPLO NESTE
    JÁ ESTARIA GANHO SE OS APINTADORES
    NÃO NOS TIVESSEM TIRADO 4 PONTOS
    CONTRA O BRAGA E CONTRA A ACADÉMICA
    E OS MESMOS APINTADORES TIVESSEM ASSINALADO
    AS MÃOS DO ALEX SANDRO

    O QUE NOS PERMITIRIA
    JOGAR AGORA A TODO GÁZ
    CONTRA OS TURCOS
    SEM RECEIOS DE ""PARTIR"" A EQUIPA

    E O JESUS NÃO GANHOU OS ANTERIORES
    POR ERROS APINTADORES ESTRATOSFÉRICOS

    O DO ANO PASSADO COM
    OS ASSALTOS A PARTIR DE GUIMARÃES

    E O DO ANO ANTERIOR
    QUE LOGO NAS PRIMEIRAS JORNADAS
    NOS COLOCARAM A QUASE DEZ PONTOS
    COM REALCE PARA O PRIMEIRO JOGO
    EM QUE UM APINTAFOR ROUBOU 5
    CINCO---CINCO---CINCO PENALTIS
    CONTRA A ACADÉMICA

    TIVESSEM OS ASSOPRADORES SOPRADO
    DE ACORDO COM AS REGRAS DO JOGO
    E JESUS ESTARIA A FESTEJAR AGORA
    O TETRA CAMPEONATO

    MAS COMO OS PAIS DO SISTEMA SABEM
    QUE SE ISSO ACONTECER
    ELES DÃO O BERRO, ESTOURAM, EVAPORAM-SE
    TUDO FAZEM MAFIOSAMENTE
    PARA QUE ISSO NUNCA ACONTEÇA

    E QUE CULPA TEM O JESUS QUE ISSO ACONTEÇA ????

    MÉRITO TEM ELE EM APRESENTAR RESULTADOS
    NESTES CAMPOS MINADOS E ARMADILHADOS

    AOS QUE FAZEM ESTA PERGUNTA DOS RESULTADOS
    E TÍTULOS, TAMBEM LHES LANÇAMOS UM DESAFIO

    VÃO JOGAR À PORRADA COM ALGUEM
    MAS ANTES AMARREM-VOS OS PÉS

    UMA LUTA LEAL É FEITA EM
    IGUALDADE DE CIRCUNSTÂNCIAS

    IGUALDADE QUE NÃO SE VERIFICA NO NOSSO
    COMPRIONATO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo, mas este JJ tambem nao é DEUS:))

      Tambem cometeu erros.

      A substituição do Aimar pelo Rodrigo no jogo do Porto quando ja vencias 2-1 e tinhas o Matic no banco, pode ter custado um campeonato.

      Acho que esse foi o apogeu da soberba de JJ, quis golear e lixou-se. Acho que a partir daí aprendeu muitissimo.

      Muita coisa boa da parte de JJ, mas tambem alguns erros e aspetos a corrigir.

      Mas para renovar, pois claro

      Eliminar
    2. Totalmente de acordo, foi umas das falhas que até agora não perdoei ao JJ, quiz talvez vingar os 5-0 e lixou-se, ou melhor lixou o SLB, qd vi essa substitução disse logo isto vai sair-nos caro e infelizmente não me enganei! mas as pessoas teimam em só falar do golo em fora de jogo do FCP, que existiu, mas se o JJ tem sido mais esperto isso não faria diferença!

      Outro que me custa engulir é perdermos a meia-final da taça depois de uma vantagem de 2-0, fizemos o mais dificil e depois borrámos a pintura!

      Eu tb gosto do futebol que o Benfica joga, mas se no final da época ganharmos só TP e deixarmos, mais uma vez, fugir o campeonato na reta final para aquela especie de treinador que é o Vitinho, desculpa mas será uma má época!

      Não me gostaria que o Benfica se tornar-se no Arsenal de Portugal, joga muito ma n ganha nada!

      Maria Papoila

      Eliminar
  7. Redmoon, excelente análise ao trabalho do JJ e à profissão de treinador nos nossos dias.
    Tenho muita dificuldade em entender como há algum benfiquista que não queira que o JJ renove. Se fosse eu a ter que tomar a decisão, o contrato seria renovado por muitos anos.
    Há muita gente que tem a memória muito curta... E também concordo com o que dizes em relação ao Fernando Santos, embora considere que pudesse ter feito um trabalho melhor no tempo em que cá esteve. Se bem me lembor, o melhor período dele em termos de futebol espetáculo até foi quando o Simão andou lesionado após paragem de inverno.

    ResponderEliminar
  8. Renovar é preciso. Concordo plenamente. Nós tugas q gostamos tanto de olhar lá para fora temos alguns bons exemplos Wenger, Fergunson e muitos maus exemplos Real pré Mourinho é só um deles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns dizem que a renovação já aconteceu. Oxalá que sim.

      Se não acontecer deixo de acreditar nas fontes seguras que de vez em quando aparecem a escrever neste blogue:)))))

      Eliminar
  9. O texto vem colocar, de forma discreta, um problema de avaliação ao trabalho dos treinadores que passam pelo Benfica. A bitola de avaliação privilegia o que faltou fazer, o que faltou conquistar, em vez de saber avaliar o que foi feito, o que foi conquistado.

    Há nesta problemática aspectos de arrogância e falta de humildade dos que caracterizam um treinador pelo que lhe faltou ganhar. Do outro lado previligia-se a racionalidade, como é o meu caso. E será sempre na racionalidade que se encontrarão as melhores decisões quer do ponto de vista desportivo quer do ponto de vista económico.

    Um clube sem títulos mas com uma cultura forte, sobrevive porque os adeptos e sócios com cultura forte, não viram constas ao clube. Um clube sem dinheiro não sobrevive porque tem de vender património e no limite a identidade, para continuar em frente. Qual o caminho? Óbviamente o primeiro, o da cultura forte....

    Falaste de um exemplo que é caricato e representa a forma que no Benfica e nos midia me geral, se faz a avaliação de um treinador. Peguemos no exemplo de Trappatoni, um senhor que passou pelo Benfica. Um mestre, um tiffosi do trabalho, um emotivo, uma pessoa séria e competente. Vencemos o título de campeão, com 65% de pontos, e todos seguramente pensamos que deveria ter ficado (embora a decisão lhe competisse a ele). Não ficou. Veio Quique que fez até umas décimas a mais do que Trappatoni, e hoje passa por ser dos piores treinadores que passou pelo Benfica.

    As pessoas de facto não sabem porque se faz só 65% de pontos, sabem apenas se fomos ou não campeões. Se a história fosse invertida se calhar Quique era campeão no ano de Trappatoni e este não o seria no ano de Quique. O bom pasaria a mau, o mau passaria a bom.

    As coisas têm que ser assim? Acho que não. A bem da estabilidade racional e económica do clube que sendo um clube de paixões, mas também estas têm de ser encaixadas no interesse geral.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Plenamente de acordo. Aliás, por alguma razão a velha raposa arranjou forma de se pirar. Estava com saudades de casa disse ele... E por isso em vez de ir para Itália foi para a Alemanha... Ele bem sabia que milagres daqueles não aconteciam duas vezes seguidas. Ele bem sabia que ou saia pelo seu pé naquele momento ou na época seguinte nao chegava ao Natal.

      Aliás, muitas vezes ele foi assobiado na Luz, pelos mesmos que na celebraçao do titulo na Camara Municipal de Lisboa gritavam "Fica, fica!" Aliás, segundo José Veiga, Trap esteve para ser despedido e algumas vezes foi ele que o segurou.

      E nem estava em causa o valor de Trapattoni. O seu curriculum fala por ele. Mas o Benfica não dava para mais, e era preciso discernimento para perceber isso.

      Eliminar
  10. O post parte do pressuposto de que Jorge Jesus não mudou. Como qualquer construção baseada em alicerces errados, este pressuposto deita tudo a perder, na minha opinião e não faz mais do que expressar uma opinião pessoal, que já existia, do autor sobre o treinador Jorge Jesus.

    Antes desta época o Benfica já exibia períodos de bom futebol, às vezes até de futebol arrasador, para além do ano do título. O ano passado isso aconteceu. O problema era a gestão da equipa, com consequências que todos vimos, em termos da forma física dos jogadores mais usados, na altura crucial da época - a equipa dava o estouro. Foi por isso que perdemos a meia final da Liga Europa para um Braga menos capaz, por exemplo.

    A grande diferença "deste" JJ, que demonstra que ele próprio aprendeu com os erros cometidos, está na gestão da equipa. O número de jogadores que joga com regularidade, aumentou, tem havido maior rotatividade e isso tem feito sido crucial para o desempenho da equipa. Esta mudança é tão mais clara, quanto a teimosia de JJ é famosa, na opinião de muitos adeptos Benfiquistas e, até, de jogadores que passaram pelo Benfica, treinados por JJ.

    No futebol, como noutras modalidades, o sucesso não é garantido. Pode ter-se um plantel de grande qualidade e não se ganhar, mas a forma como se ganha ou se perde não deixa de ser relevante. Uma coisa é acharmos que o potencial da equipa é melhor aproveitado e ainda assim perdermos, outra coisa é estoirar-se a equipa e assim, quase garantidamente, perdermos e darmos a noção de que, dessa forma, estaremos sempre longe de ganhar.

    Ora, na minha opinião, parece-me claro que mesmo que nada ganhemos este ano, com esta mudança de comportamento de JJ, fatalmente ganharemos mais, os recursos humanos do Benfica serão melhor rentabilizados, não só financeiramente, mas também desportivamente, e isso faz toda a diferença.

    Este JJ, que mudou radicalmente na forma como gere a equipa, mostrou que aprendeu, que mudou, que deixou de ser tão inflexível como parecia. No que me diz respeito, esta mudança foi crucial na forma como eu próprio via JJ. Dizer que não mudou é um enorme erro de análise e, portanto, não permite ao autor fazer, como parecia pretender, uma análise correcta às razões da mundança de opinião sobre JJ, de muitos Benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu penso que JJ também tem evoluido. Nao é o tal burro velho que nao aprendia linguas como alguns foram dizendo. A questao da gestao do esforço dos jogadores é uma melhoria clara, se bem que Matic e Enzo teem escapado a essa rotaçao, talvez devido à falta de opçoes.

      Os dois pilares do meio campo estão espremidos e esgotados. Mas a verdade é que nao ha outros. Andre Almeida é cada vez mais um... grande lateral.

      Mas claro que JJ tem de ser melhor treinador hoje do que era ha 3 anos atras. Se nao fosse era parvo!

      Eliminar
  11. Texto muito bom.
    Em sempre admirei o JJ desde os tempos do Belenenses. No ano de 2008 eu rezava para que o Benfica fosse buscar o JJ mas veio o Quique. Época desastrosa e despedimento. Entretanto começam a surgir notícias de que o JJ viria para o Benfica. Fiquei super feliz pois o trabalho impressionante no Belenenses e Braga demonstrava toda a sua competência.
    Confesso que as dúvidas me invadiram no final da época de 10/11 e na época passada e cheguei a querer a sua demissão até porque considerava que animicamente ele não teria muitas condições para continuar. Mas mesmo quando pensava que a demissão era o melhor caminho ao mesmo tempo queria que ele ficasse. Um grande dilema para mim. No entanto, esta época as minhas dúvidas dissiparam-se: quero que o JJ fique. Ele mostrou que neste momento é o treinador certo para o Benfica e penso que quem estava a favor da sua saída mudou muito da sua opinião devido à forma como o JJ transformou uma equipa devastada pelo mercado de transferências numa equipa extremamente unida, competente e madura que chega a meados de Abril a lutar por um triplete inédito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tambem fui dos que fiquei de certa forma triste quando veio o Quique numa altura em que certas vozes ja falavam no Jesus. Mas isto, claro, vale o que vale, é como os melões... Só depois de abertos!

      Eliminar
  12. O Benfica só não conseguiu mais títulos com o JJ porque em Portugal há um clube que os compra no supermercado. Mesmo quando fomos campeões no 1º ano do JJ tivemos de sofrer até ao último jogo mesmo jogando um futebol a milhas da concorrência. O ano passado então foi um roubo descarado. E com o JJ tem sido sempre assim. O Benfica de JJ se não ganha obriga os podres a virem ao de cima porque só roubando muito é que o Porto consegue neste momento ainda estar a lutar pelo campeonato!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mas também há erros próprios. Nesse jogo em que o Benfica perde o campeonato com o golo do Maicon, não posso deixar de referir que JJ ERRA ao tirar Aimar para meter Rodrigo quando ja ganhava por 2-1 e tinha o Matic no banco.

      Quis golear e acabou a perder o jogo e o campeonato. Também nem tudo são roubos ou erros alheios.

      Eliminar
  13. Boa, voltou a censura, mesmo quando os comentários não são ofensivos. Basta que se demonstre o erro do poster original.

    Este blog é uma perda de tempo. Não há paciência para quem não convive com a liberdade de expressão, ainda que cordata e educada. Essa censura representa, de facto, a negação dos valores do próprio Benfica. As atitudes ficam com quem as toma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eeeeh???
      Credo homem!
      Felizmente o que não faltam por aí são blogues.

      passar bem.

      Eliminar
  14. Quando alguns falam que o Jorge Jesus aprendeu... aprendeu porque teve tempo de aprender. A renovação já está atrasada... há muito tempo.

    Eu acho que o momento ideal teria sido o dia a seguir à eliminação do Porto da liga dos campeões. Treinador contestado lá, aqui a renovação do Jesus. Era o suficiente para por o Vitor Pereira de parte lá em cima, dos jogadores deixarem de render e aqui aumentar-se a motivação.

    No entanto... se não foi feita aí, acho que agora é esperar pelo fim da época. A mentalidade tem sido "ainda não ganhamos nada". Então que toda a equipa (incluindo jogadores) se foquem em ganhar o que há a ganhar (final da UEFA, taça de portugal são obrigatórios... o campeonato depende dos homens do apito porque nós vamos ainda apanhar todos os que deram pontos ao porto o ano passado: xistra, proença - que não me admirava que fosse já contra o Sporting porque o tempo aperta para os gajos lá de cima - e ainda o super cabrão jorge sousa, embora eu ache que se ganharmos este domingo ficamos com 6 pontos de avanço)

    Em 4 anos fomos a equipa que melhor futebol jogou em Portugal (a única dúvida que se pode por é o ano do vilas boas, mas se não fosse a roubalheira inicial, não sei não). O Jorge Jesus sempre adaptou o pico de forma dos jogadores de modo a compensar os erros dos anos anteriores (no segundo ano começamos mais lentos para que estivéssemos bem no final da época, o ano passado começamos com toda a força para evitar os roubos iniciais e este ano tivemos jogadores que só fizeram meia época e isso tem feito a diferença - sim, o gaitan só começou a jogar em janeiro - e ele voltou a mudar. Acredito que ele ainda corrija mais algumas coisas para o próximo ano). Assim, espero, como sempre esperei, que ele fique muitos mais anos. Até porque acreditar no título é para todos, mas "acarditar" é só para quem é treinado pelo sr. Jesus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Até porque acreditar no título é para todos, mas "acarditar" é só para quem é treinado pelo sr. Jesus."

      Plenamente de acordo:))

      Eliminar
  15. Meus deus, endeusar JJ??!! O homem é melhor que os bancos que emprestam o dinheiro para ser o 13 treinador mais bem pago do mundo...o homem é sem duvida o passado o presente e o futuro de um Benfica vencedor e cheio de titulos! Que bom, ganhou 1 campeonato em 4 anos e pôs a equipa a jogar bem...e com isto os bancos emprestam dinheiro para o Benfica subreviver!! O homem é mesmo bom...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando dizes um campeonato em 4 anos, adicionando o 4 ano que ainda nao acabou, mas incluindo imediatamente 0 titulos nesse ano (quando podes ainda ganhar 3), mostra logo o proposito com que vens.

      Como calculas, nao acrescentaste nada à discussao. Os argumentos sao fracos e manipulados para fazer passar uma tese que nao é verdadeira.

      Eliminar
    2. Caro amigo, como todos os Benfiquistas eu não fujo á regra, quero o Benfica a ganhar tudo, mas, sou acima de tudo realista e apesar da minha paixão! Na minha opinião a realidade está a ser demasiado esquecida e manipulada por alguns que por aqui andam! Não sou nem quero dizer que tenho a mania que sou o mais inteligente que os outros apenas penso de maneira diferente, os meus argumentos são diferentes dos vossos mas igualmente válidos a qualquer discussão debatida por aqui. Creio que o problema são pessoas como tu que não sabem lidar com opiniões contrárias!
      A minha maior discussão aqui prende-se com o futebol (a tática, tecnica e a capacidade fisica e mental da equipa Benfica) não quero debater aqui todos os meus argumentos para além daqueles que apresentei mas podemos fazer o seguinte, se o Benfica se sagrar campeão este ano eu entro em contacto contigo e eu pago uma boa jantarada no local á tua escolha, sou do Porto mas dou a minha palavra!
      Eu não discordo de tudo o que foi dito de JJ reconheço-lhe algumas capacidades que em muito ajudaram o Benfica actual, mas na minha opinião o "melão" já não é alimentação para muito tempo...

      Eliminar
    3. Tens claro, direito a desconfiar do treinador.

      Eu não me referi à tua discordia, apenas aos 1 campeonato em 4 anos que referiste, porque ja estavas a distorcer a coisa:)))

      Quando à jantarada, obrigado pelo convite.

      O problema pois, é que vivo em Inglaterra... Mas quem sabe um dia... Aliás, ver o Benfica ser campeão pela Tv e não ir ao Marquês, é uma oportunidade perdida:)) Se calhar, terei mesmo de dar aí um saltinho:))

      Eliminar
  16. O post está muito bom, e sobretudo bem sustentado, parabéns ao seu autor!

    Contudo, ainda não li aqui um outro cenário, isto é, a possibilidade de JJ não pretender ele próprio não renovar!

    E se alguém e bem aqui recordou Trapattoni, e a sua renuncia no 2º ano, não poderá Jesus fazer o mesmo?

    Cenários hipotéticos, o Benfica faz a dobradinha, ou mesmo o triplete, quais os objectivos futuros para Jesus (para ele próprio)? Ganhar a Champions? Será que Jesus não ambiciona conquistar mais coisas lá fora, ou mesmo em Portugal? Afinal Jesus quase supera Ericksson num registo com 20 e tal anos, deixou marcas, potenciou jogadores, gerou mais valias, o que lhe irão pedir e exigir?

    Mourinho, após cumprir ciclos gloriosos, não procura novos objectivos, em novos clubes? Não pensará dessa forma Jesus? Daí não ser desajustado os "zuns zuns" que tem surgido sobre o Porto.

    E o Porto porquê? Pinto da Costa não fará o seu ultimo mandato? Não pretenderá terminá-lo a ganhar? Como bloquear este crescimento desportivo do Benfica? Simples, contratar o grande "obreiro" do melhor Benfica dos ultimos 25 anos, e contratar um excelente treinador que lhe irá permitir continuar a hegemonia.

    Pedro Salgado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se Jesus ganhar o triplete, porque diabo iria para o Porto? Para ganhar o quê, que não pudesse ganhar no Benfica? Sair para outro lado, até podia ser, agora sair para o Porto, para ganhar o mesmo que ganharia no Benfica (desportivamente, entenda-se), não faria muito sentido.

      Por outro lado, os cemitérios estão cheios de gente impossível de substituir. Gostaria que este JJ permancesse no Benfica. Acho que o Benfica demonstrou que pode oferecer estabilidade. Este desempenho, apesar de enorme mérito de JJ, é também mérito de quem criou as condições para que ele possa ocorrer. Espero que esta campanha seja, até por ocorrer em múltiplas frentes, o sinal de que o Benfica inverteu a tendência dos últimos 20 anos e voltará a ser dominador no futebol nacional.

      Eliminar
    2. Vou pois confiar nas fontes seguras de gente neste blogue, que o contrato está feito:))

      Se não estiver, há aí gente que vai ter de se explicar!! lol

      Eliminar
  17. Caro Redmoon,

    No meu caso, a minha opinião sobre JJ e o que falhou nas duas últimas temporadas mantém-se.
    E se me perguntasses na primeira parte da temporada, diria-te o mesmo.

    Mas JJ tem gerido as coisas de forma muito competente na segunda parte da temporada.
    E ESTE JJ, sim ESTE, merece continuar no clube.

    E mais não digo. Esperemos pelos momentos chave.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Shadows

      Exactamente o que eu penso e se JJ não ganhar campeonato e Taça, bye-bye com o seu pé frio.

      Eliminar
    2. Shadows,

      Sinceramente, não vejo muitas diferenças neste JJ.

      O que vejo é a época aproximar-se no fim, e nós lá estamos, na luta por todas as batalhas.

      Quando a bola entra a gente gosta do JJ, quando não entra não gosta...

      Se calhar, se duas ou tres daquelas bolas que em jogos chave levámos nos postes tivessem entrado, este JJ da segunda parte da temporada já não valia nada.

      Mas como bateram nos postes e acabámos a ganhar os jogos, a malta anda toda eufórica.

      Mas no fundo, não é assim o futebol? Um golo, uma bola no poste, e tudo muda:))

      Siga a marinha!! :)))

      Eliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares