Golear para reconciliar
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


domingo, 10 de março de 2013

Golear para reconciliar

 ●  + 18 comentários  ● 
Depois do arrufo entre adeptos e equipa no fim do jogo com o Bordéus era importante ver se se reconciliavam uns com os outros.
E o facto é que desta vez lá se viu de novo a equipa que tem dominado esta temporada.
O Gil Vicente revelou-se o adversário ideal, sem apertar a equipa, com imensas fragilidades defensivas (ai ai Luís Martins...) e um ataque relativamente inócuo.

Desta vez Jorge Jesus meteu a carne toda no assador, cumprindo a promessa de dar prioridade á conquista do campeonato sobre todas as outras competições. Apesar de ter aqui companheiros que discordam dessa postura e da menorização de outras competições de prestígio (ex. o jogo com o Bordéus) eu apoio a 100% esta gestão. Para quem se queixava nos anos anteriores que o Benfica chegava a Janeiro/Fevereiro estoirado, este ano estamos a ver a equipa fresca físicamente, a gerir melhor os momentos dos jogos em termos de desgaste físico e pronta para a ponta final da época.

Notou-se logo a diferença no meio-campo quando este é composto por Matic e Enzo Pérez. Nunca imaginei que estes dois jogadores pudessem fazer esquecer Javi Garcia e Witsel. Não só conseguiram como formam uma dupla de meio-campo ainda mais forte. Mérito dos jogadores e de Jorge Jesus que viu dois diamantes onde muita gente só via calhaus (e isso inclui-me a mim). Ola John também fez um grande jogo (pena que já não pertença ao Benfica...) tendo assistido para os terceiro e quarto golos assim como Sálvio do outro lado. Gostei bastante de ver as combinações com Lima e Cardozo - parecia um dez na forma como colocou a bola em Sálvio e Ola John nesses golos.
Apesar de a equipa ter jogo a um ritmo lento, o facto é que foi um ritmo que permitiu fazer gestão física dos jogadores, controlar o desgaste e com umas sete ou oito acelerações de ritmo lá se resolveu o jogo.

Finalmente, uma ressalva para Aimar e Gaitán que entraram muito bem no jogo e demonstraram que podem (e devem) ser considerados como fortes candidatos para o onze em Bordéus.
Esta semana que começa vai ser decisiva tanto para o campeonato como para as aspirações na Europa. O Guimarães é uma das boas equipas do Campeonato, com um estádio com ambiente de Grande e uma equipa jovem que pode-se lembrar de fazer uma graçinha. Para ganhar nesse jogo o Benfica vai ter que se apresentar na máxima força (até para prevenir uma possível má arbitragem) logo contra o Bordéus na minha opinião devia fazer rodar Matic ou Enzo Pérez apostando em André Gomes para o meio-campo além dos referidos Aimar e Gaitán. No ataque, nova aposta em Rodrigo em detrimento de Lima ou Cardozo.



18 comentários blogger

  1. Como é possível uma análise tão errada a tudo o que aconteceu no jogo?
    Deve ser a paixão benfiquista a moldar a visão.

    Deixo aqui o link de uma análise basicamente oposta a esta e bastante mais racional.

    http://www.facebook.com/Orgulho.me.de.ser.Benfiquista/posts/542125129155137

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achas que a crónica desse Daniel é boa????
      É banal queres tu dizer, quem ler aquele arrazoado de frases comuns e dignas de um qualquer nuno luz, chega há conclusão de que o BENFICA quando ganha é porque o adversário não presta, ou está desfalcado (até essa super vedeta do césar peixoto não jogou, vá lá saber-se porquê??), beneficia de auto-golos (já não nos chegava a UEFA), enfim o BENFICA só ganha contra equipas mancas!!!!!
      Quem tem a visão distorcida é o Daniel por qualquer paixão que não a BENFIQUISTA.

      Eliminar
    2. Continue sem perceber qual é o problema dos adeptos com os auto-golos? Valem menos do que os golos normais? Se é auto-golo é auto-golo.
      O César Peixoto é um jogador essencial no meio campo do Gil. Não jogou na Luz e não jogou no Dragão e o Gil pareceu uma equipa completamente diferente.
      O texto diz claramente que a vitória do Benfica é incontestável.

      Mas continuamos a ser um clube de mentalidades pequenas. Em que todos gritam aos sete-ventos que somos o Maior do Mundo e que se limitam a seguir o comportamento e mentalidade que a direcção quer.
      Tratar os jogadores e equipa técnica como crianças, desculpar todos os falhanços com questões alheias e extra-futebol e recorrer ao elogio fácil em qualquer vitória. Quando as coisas correm bem é tudo a olhar para o umbigo do seu próprio clube, quando correm mal é assobiar para o lado e apontar a problemas alheios. Enquanto esta mentalidade continuar o Benfica vai continuar a denominar-se grande mas a não competir como tal.

      Eliminar
  2. Como assim o Ola já não pertence ao Benfica?

    ResponderEliminar
  3. Discordo em dois pontos! Se por um lado Matic faz esquecer Javi, Enzo, que tem feito um boa época, é um médio a anos-luz de Witsel! E Luís Martins fez um jogo interessante, não tendo jogado a defesa, mas sim a médio esquerdo. Outro ponto. Hugo Vieira, se for bem trabalhado, será útil!

    ResponderEliminar
  4. Em 31 de dezembro de 2012, o SLB detinha 50% do passe do Ola John.

    ResponderEliminar
  5. O Aimar entrou bem no jogo???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entrou mal mas depois fez aquilo que só está ao alcance de jogadores como ele. Aquela arrancada e aquele passe de rotura é só para os melhores

      Eliminar
    2. Entendo a devoção a Aimar mas o primeiro golo nasce de um fantástico passe de rotura de Enzo Pérez e até Cardozo fez dois ou três passes para golo.
      Entrou mal, parado, a perder bolas de forma infantil. Fez uma recuperação de bola e um bom passe. Penso estar longe do seu melhor. Precisamos dele, precisamos de todos para estes dois meses e qualquer coisa que faltam.

      Eliminar
  6. O Aimar a entrar bem no jogo? Com sorte, podemos dizer que saiu muito bem do jogo.

    ResponderEliminar
  7. Aguia despreocupada11 março, 2013 01:40

    Nao entendi Ola Jonh ja nao e nosso entao de quem e? o Benfica tem e ou nao possuidor de 50% do seu passe,a nao ser que o venderam eu nunca ouvi nada a esse respeito podem me esclarecer melhor por favor.Hoje foi um jogo tranquilo pazes feitas se passarmos em Guimares eu acredito que o titulo nao nos fugira.

    ResponderEliminar
  8. nao percebo as 2 substituicoes a 10 min do fim com 4-0 aos 60m. de resto muito bom!!

    ResponderEliminar
  9. Não embandeiremos em arco. O Gil Vicente é muito fraco. Tem somente 4 vitórias no campeonato. Nos últimos 5 jogos tem 1 empate e 4 derrotas. Levou também 5 no dragão. Eu, se fosse o treinador estava-me a marimbar com a reconciliação com os sócios, a partir dos 3 a 0, que chegou cedo, não corriam mais. Temos jogo Quinta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniel Oliveira11 março, 2013 12:58

      A partir dos 3-0 não corriam mais dizes tu. Foi quase isso que fizeram e por muito pouco não levaram o 3-1. Tivessem corrido um pouco menos do que correram e em vez de 4-0 aos 60 iamos ter 3-1 com um adversário empolgado e confiante e um Benfica a precisar de correr e aumentar a intensidade. Portanto sim, dormir no resto do jogo era a opção ideal.

      Eliminar
  10. Concordo com o Carlos Pinto, não embaideiremos em arco uma vitória por 5 golos até porque nas estatisticas do jogo a superioridade não foi assim tão grande! Depois continuo a dizer que a gestão de JJ é um mito e desajustada.
    Ganhámos 5 a 0 ao Gil Vicente somos os maiores, é mesmo pensamento á benfiquista dos ultimos anos no fim somos sempre segundos ou terceiros...no ano passado sem rotação havia pernas para as competições todas e só não fomos campeões porque os árbitros não deixaram, mas havia pernas...no ano do campeonato havia pernas para tudo e mais alguma coisa até para prometer uma época seguinte com uma conquista da liga dos campões no final, foram os árbitros e o Roberto que não deixaram...este ano qual será a desculpa?...metam na cabeça que parte principal das não conquistas de titulos é de JJ, jogar bem não é tudo mas vender bem já é, este é o lema hoje em dia no meu clube!

    ResponderEliminar
  11. Águia Preocupada11 março, 2013 13:31

    Gostei do jogo e valorizo a vitória porque é isso que eu quero e exijo do meu clube. Mas valorizar esta exibição frente a um Gil macio e muito limitado, parece-me inusitado.
    Aimar entrou bem? Perdeu bolas e fez demasiados passes errados. Vê-se bem que está completamente fora de forma.
    Matic já me fez esquecer Xavi Garcia (acho-o mesmo superior) e Ola John é realmente um grande jogador.
    Mas continuo a não compreender esta obcessão redutora de só, repito só, alguns se contentarem com o campeonato e nele apostarem todas as fichas. Os jogadores são profissionais, ganham milhões, são preparados (ou deveriam ser) física e mentalmente para a alta competição e só dão para uma competição? Caramba, nos outros países jogam em várias frentes e e não se queixam... Na Inglaterra parecem máquinas; em Espanha vemos uma Messi, um Cristiano Ronal e outros sempre a abrir... E nós aqui temos meninos? Então se eles sempre que podem querem ir para esses países onde se joga no duro é porque se acham com valor e força para tal... E aqui já tem?
    Não aceito este estado de situação. Como ontem já escrevi noutro comentário, neste momento só temos duas competições - o campeonato e a Liga Europa - pois a Taça de Portugal está práticamente encaminhada para a final que só será em Maio depois de acabar o campeonato.
    Portanto, exijo querer, luta e ambição pelas duas. É pedir muito? Não, para um clube que se diz grande e se quer maior, não é nada de mais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniel Oliveira11 março, 2013 15:53

      Um médio centro já te fez esquecer um trinco?

      Quantas vezes esta época já fez falta um trinco no Benfica? Em todos os jogos grandes o Benfica carenciou da ausência do Javi.

      O Matic não é trinco nem nunca será. É um nº8. Relativamente ao Javi traz ao Benfica maior poder ofensivo, maior capacidade de passe e construção de jogo e maior capacidade de pressão alta.
      Mas sem Javi o Benfica perde força no meio-campo defensivo, perde nas compensações às subidas dos laterais, perde jogo aéreo, perde posicionamento defensivo e perde equilíbrio nos movimentos ofensivos.
      São dois jogadores com funções e papel bem distintos. Com o Javi o Maxi e o Melga teriam mais liberdade para subir. Com o Javi os contra-ataques adversários eram menos frequentes. Com o Javi o meio-campo Benfiquista seria mais dominante. Com o Javi o Luisão e o Garay não teriam a importância que têm tido esta época. Com o Javi os extremos e o Lima não teriam de se desgastar tanto em processos defensivos.
      Com o Matic o Benfica tem maior capacidade goleadora em jogos mais acessíveis. Com o Matic o Benfica ganha velocidade no meio-campo e consegue criar mais desequilíbrios ofensivos.

      Muitas vezes o Javi pareceu um jogador a menos quando o Benfica procurar a vitória na Luz contra clubes como o Gil. Muitas vezes faltou o Javi em jogos de cariz mais defensivo.
      O Matic é um grande jogador mas não é um 6. Javi e Matic poderiam funcionar juntos.

      Na Luz com o Barça, com o Leverkusen, com o Porto, com o Spartak e com o Braga faltou Javi, faltou trinco.
      Em Alvalade, em Braga, em Camp Nou, em Glasgow e na Rússia faltou trinco, faltou Javi.

      Eliminar
  12. Águia Preocupada11 março, 2013 14:59

    "em Espanha vemos uma Messi, um Cristiano Ronal e outros sempre a abrir... E nós aqui temos meninos? Então se eles sempre que podem querem ir para esses países onde se joga no duro é porque se acham com valor e força para tal... E aqui já tem?"

    Escrito à pressa é o que dá...

    Deverá ler-se:

    "em Espanha vemos um Messi, um Cristiano Ronaldo e outros sempre a abrir... E nós aqui temos meninos? Então se eles sempre que podem querem ir para esses países onde se joga no duro é porque se acham com valor e força para tal... E aqui já não tem?"

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares